Home Exércitos Militares chineses dizem à Rússia: ‘vamos apoiá-los contra os EUA’

Militares chineses dizem à Rússia: ‘vamos apoiá-los contra os EUA’

7851
74
Os soldados participantes aprendem a usar armas e equipamentos chineses antes do treinamento conjunto no segundo dia do exercício antiterrorismo “Cooperação-2017” entre a Força Policial Armada do Povo Chinês e a Guarda Nacional da Federação Russa em 4 de dezembro de 2017. China e Rússia procuraram uma maior cooperação entre as suas forças armadas e praticaram a supressão de ameaças internas e externas

Por Tom O’Connor

A liderança militar da China prometeu seu apoio à Rússia à medida que as tensões entre Moscou e o Ocidente se deterioram ainda mais, transformando-se em isolamento diplomático, sanções econômicas e duelos de defesa.

Em sua primeira visita à Rússia, o recém-nomeado ministro da Defesa da China, Wei Feng, participou da sétima Conferência Internacional de Segurança de Moscou, acompanhada por uma delegação de outros oficiais militares de alto escalão. Enfatizando que sua viagem foi coordenada diretamente com o presidente chinês Xi Jinping, Wei disse que tinha duas mensagens importantes para a Rússia em um momento em que ambas as nações estavam tentando modernizar suas forças armadas e fortalecer suas mãos em assuntos globais apesar dos temores dos EUA.

“Estou visitando a Rússia como novo ministro da Defesa da China para mostrar ao mundo um alto nível de desenvolvimento de nossas relações bilaterais e firme determinação de nossas forças armadas para fortalecer a cooperação estratégica”, disse Wei em uma reunião com o ministro russo da Defesa, Sergey Shoigu. de acordo com a estatal Tass Russian News Agency.

“Segundo, para apoiar o lado russo na organização da Conferência Internacional de Segurança de Moscou, o lado chinês veio mostrar aos americanos os laços estreitos entre as forças armadas da China e da Rússia, especialmente nessa situação. Nós viemos apoiá-los”, disse ele. adicionado. “O lado chinês está pronto para expressar com o lado russo nossas preocupações comuns e posição comum sobre importantes problemas internacionais em locais internacionais também.”

O presidente russo Vladimir Putin e seu colega chinês comandam o que geralmente é considerado a segunda e terceira forças armadas mais poderosas, respectivamente, atrás dos EUA. Enquanto o Pentágono conseguiu manter uma liderança confortável contra seus principais concorrentes, Moscou e Pequim se coordenaram estreitamente e ambos visam fechar essa lacuna e contrapor a influência dos EUA no exterior.

A liderança militar russa e chinesa se reúne antes da Conferência Internacional de Segurança, em Moscou, em 3 de abril de 2018. As duas grandes potências prometeram solidariedade diante do que consideram agressão e hegemonia dos EUA

Enquanto a Rússia exibia suas proezas militares declarando vitória no conflito sírio e aumentando seu poder militar em toda a Europa, a China investiu em projetos de infraestrutura internacional – especialmente na Ásia e na África – e expandiu sua presença no Pacífico. Ambos os países argumentam que estão querendo trabalhar com e não contra os EUA, mas Washington viu sua ascensão com desconfiança e tomou contra medidas contra os desafios percebidos à ordem internacional que tradicionalmente domina há décadas.

Além de impulsionar seu próprio poder militar na Europa e na Ásia, os EUA retratam a crescente influência russa e chinesa no exterior como um ataque à democracia. O Ocidente destacou especialmente a Rússia, acusando-a de interferir na corrida presidencial dos EUA em 2016 e em outras eleições estrangeiras.

Washington também acusou Moscou de estar por trás de ataques cibernéticos e ataques físicos, incluindo o envenenamento do ex-oficial da inteligência soviética Sergei Skripal, que foi preso por ser um agente duplo em Londres antes de ser libertado em uma troca de espiões em 2010 e se mudar para o Reino Unido.

O ataque com agentes nervosos, que atacou Skripal e sua filha, levou vários países ocidentais e seus aliados a expulsar mais de cem diplomatas russos e consulados próximos. A Rússia respondeu em espécie, negando responsabilidade e acusando o Reino Unido de negar o acesso à investigação.

Quando perguntado sobre a reação global ao caso, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, instou “que as partes relevantes resolvam os fatos por trás do incidente Skripal em uma data antecipada e resolvam as disputas com base no respeito mútuo e consulta equitativa”, durante uma coletiva de imprensa regular terça-feira.

“A comunidade internacional é desafiada em tantas frentes hoje. A mentalidade da Guerra Fria e o confronto em grupo são a última coisa que precisamos. Devemos todos trabalhar juntos para preservar a paz mundial, estabilidade e segurança e construir um novo tipo de relações internacionais com respeito mútuo”, com igualdade, justiça e cooperação ganha-ganha”, acrescentou.

A Rússia também sugeriu que os EUA ou o Reino Unido podem ser o verdadeiro culpado por trás do ataque contra Skripal em uma tentativa de enquadrar o Kremlin. O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Alexander Grushko, disse à estação Rossiya-24 que “o caso Skripal foi usado para estreitar as fileiras da União Europeia e da Otan, que se afastaram recentemente e injetar outra porção de russofobia” à frente do Ocidente, antes da cúpula da aliança militar de Bruxelas em julho, relatou a TASS.

Em resposta à visita de Wei, sua contraparte russa também enfatizou as melhores relações entre os dois países, que formaram a maior e mais poderosa aliança comunista do mundo antes da queda, na década de 1960. Com Putin e Xi tendo sido reeleitos no mês passado, os dois presidentes consolidaram com sucesso o poder em seus respectivos países.

“Graças aos esforços dos líderes de nossos países, os laços entre a Rússia e a China estão agora atingindo um nível novo e sem precedentes, tornando-se um fator importante para garantir a paz e a segurança internacional”, disse Shoigu, segundo o Ministério da Defesa da Rússia.

FONTE: Newsweek

74
Deixe um comentário

avatar
35 Comment threads
39 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
42 Comment authors
Rodrigo TavaresMatheus G.AgneloRodrigo Martins Ferreiracolombelli Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Check Mate!!!

Jefferson
Visitante
Jefferson

A Rússia sendo obrigada a pedir socorro logo da China…que mancada! O que uma recessão não faz…parece a Dilma indo pedir socorro dos EUA em 2015 quando já tinha sinais fortes que a economia ia quebrar.
Deixa que os chineses vai cuidar dos russos sim…

João Augusto
Visitante
João Augusto

Se isso tivesse acontecido à época das revoluções socialistas e comunistas (via urbana e campesina) será que a história teria sido diferente?

Gil
Visitante
Gil

A ver se interpretamos bem o que foi escrito, que parece brasileiro lendo kkk
Ela não pediu ajuda, foi a China que ofereçeu que é muito distinto.

Ainda hoje a Russia é uma ameaça maior a USA que a China,
em 20 anos pode que as coisas mudem

Russian Bear
Visitante
Russian Bear

Somente em conjunto Rússia e China podem fazer frente ao poder norte americano. Atualmente a China busca cada vez mais melhorar suas doutrinas e integração com a Rússia, pois as ações na Síria demonstraram que o Urso está acordado e cada vez mais poderoso. Cabe agora aos aliados dos Estados Unidos se preocuparem cada vez mais com essa parceria.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Se eu fosse a liderança política e militar russa não confiaria nisso pois chineses apena se guiam pelos próprios interesses. E se hoje pode ser do interesse deles apoiar amanhã já existem dúvidas.

Gil
Visitante
Gil

Poderia dizer isso para os Kurdos, em relação a USA

OSEIAS
Visitante
OSEIAS

o mundo está se tornando um lugar muito perigoso. Onde estaremos nesse contexto? qual nossa politica para tal confronto? Vamos esperar em berço esplêndido dormindo eternamente, ou vamos estar preparados para tal situação? E não precisa ir longe, só a tal guerra econômica criaria terra arrasada.

Cbamaral
Visitante
Cbamaral

Diria que vamos ser o que sempre fomos, neutros até a hora que o tio sam pedir ajuda novamente.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Acho que você se confundiu. Vamos permanecer neutros e ganhando tempo até que sejamos atacados, pegos de calças curtas e totalmente despreparados, e precisemos pedir ajuda ao Tio Sam novamente.

Jefferson
Visitante
Jefferson

Leandro, concordo com sua teoria…o Brasil é forte concorrente no cenário internacional a receber uma intervenção estrangeira. Um país grande demais, cheio de riquezas e gerido por bobalhões…

ODST
Visitante
ODST

Leandro Costa

Concordo que foi patético o Brasil não ter ido para a guerra no exato momento em que os alemães começaram a nos atacar, porém, foi o EUA quem fez pressão para que o Brasil se posicionasse como aliado e enviasse tropas, não o contrário, até porque, se dependesse do governo da época, a população estaria até hoje esperando uma resposta militar….

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

ODST, o Estado Novo de Getúlio Vargas tinha inclinações notoriamente fascistas e apenas se posicionou quando FDR ameaçou invadir o Nordeste.

ODST
Visitante
ODST

Nosso governo só cedeu à pressão do EUA depois da enorme pressão popular.

Jacinto
Visitante
Jacinto

Naquela época estávamos no chamado “Estado Novo”: uma ditadura do Getúlio Vargas que ideologicamente era muito mais próxima de Berlin, Roma e Toquio do que de Washington ou Londres…

Walfrido Strobel
Visitante

E faz como Getúlio Vargas e vende caro o apoio, o Brasil participou da II Guerra como mercenário.

Wilson França
Visitante
Wilson França

O mundo nunca foi um lugar tão seguro como hoje.
A história da humanidade é a história das guerras. E atualmente é o período em que elas menos acontecem.

RICARDO BIGLIAZZI
Visitante
RICARDO BIGLIAZZI

Nossa, tenho uma foto bem parecida como esta tirada em 23 de agosto de 1939…

comment image

Continuo com a minha tese: “Se fosse os Russos me preocuparia com a China…”

A Historia é cíclica.

RICARDO BIGLIAZZI
Visitante
RICARDO BIGLIAZZI

Sei que a explicação é desnecessária, mas na fota acima podemos ver Molotov (representante da Russia) o Ribbentrop (Alemão) e o “cumpanheiro” (como diria a Dilma) Stalin em 23 de agosto de 1939 assinando um pacto entre a Alemanha e Russia… como pudemos constatar na historia, os dois países “viveram felizes para sempre”.

Ps.: Pelos sorrisos do Stalin dá para entender que o meninão malvado estava feliz da vida.

RICARDO BIGLIAZZI
Visitante
RICARDO BIGLIAZZI

Segue Hitler recebendo o Molotov em Berlin, também estava “felizão” (devia estar a pensar: “Estou com dó da França… só que não! Depois pego essa Russaiada de jeito”)

https://www.dw.com/image/17862913_304.jpg

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Concordo. Houve momento, durante a era da URSS, em que a China era considerado um perigo mais urgente do que os EUA. Vamos ver o desenrolar atual dos fatos, mas vejo isso como uma aliança de necessidade e totalmente temporária, ao invés de uma parceria de longo prazo. Claro que o ‘temporário’ pode se estender até que a percepção de ameaça vinda dos EUA passe, e isso pode demorar muito tempo ainda. Mesmo assim, entendo que a rivalidade com a China deverá tornar à ocorrer após esse período.

ScudB
Visitante
ScudB

ai ai … Um historiador com ideia pra la de brilhante nem gasta um tempinho para ir para 1936 e 1938 e puxar as fotos interessantes de Olimpiada , Remilitarização da Renânia e/ou Conspiração de Munique? Vai , procure !! Descobrira coisas inimagináveis! Tipo esta : So falta beijos na gengiva. O resto – tem de tudo! E das mais nobres casas da Europa ate a rainha dos britos. Cada um… Se gosta da Historia – conte toda! Conte dos Estados fascistas da Europa , dos graaandes politi-cus europeus com rabo entre as pernas diante da Alemanha. Conte (e mostre)… Read more »

Jacinto Fernandes
Visitante
Jacinto Fernandes

Scud,

Mas o Stalin efetivamente ajudou o esforço de guerra nazista contra a França, UK, Bélgica, Holanda, Polônia, Checoslováquia, Grécia até a própria URSS ser invadida. A URSS era a principal fornecedora de matérias primas estratégicas para a Alemanha nazista… se quiser uma boa leitura sobre isso:
“Feeding the German Eagle: Soviet Economic Aid to Nazi Germany, 1933-1941” by Edward E. Ericson.
Ótimo livro, mas exorbitantemente caro. Na versão eletrônica para kindle custa US$ 120,00!!!

ScudB
Visitante
ScudB

Amigo Jacinto!
Naquela época os americanos e toda a Europa fornecia , negociava , financiava(!!!!) a Alemanha sem mínima restrição. E não foi coisa bruta .Foram coisas tipo hi-tech da época e fluxo enorme da grana.Mas o vilão (adivinha?) era a USSR! Nos EUA as ideias do Hitler foram aplaudidas e por pouco não levaram eles para abismo ideológico na época.
OBS : meu tio tinha Ericson (em alemão).Um livro referencial.Mas .. Isso so a parte da verdade.Outra parte tem nos livros como “Negóciando com inimigo” de Charles Higham (https://www.amazon.com/Trading-Enemy-Charles-Higham/dp/B003P7SATI)
E dessa Você não vai ouvir aqui no blog , ne..

RICARDO BIGLIAZZI
Visitante
RICARDO BIGLIAZZI

Caro Jascinto, A Historia não deve ser esquecida e muito menos alterada. Só fiz o post sobre 1939 para dar um exemplo que uma noticia deve ser analisada sobre todos os aspectos. Já teve gente dando “check-mate” nessa questão e decretando a falência do Ocidente e a extinção dos EUA como civilização na face da Terra. (IMO – ironic mode on) Claro que a Europa era um caldeirão aquela época, hoje o mundo é muito mais tranquilo, a Africa não está sob foco da China em seu processo de expansão, o Oriente Médio não passa por crise alguma com disputas… Read more »

RICARDO BIGLIAZZI
Visitante
RICARDO BIGLIAZZI

ops… esse Post é para o Scud e não para o Jascinto.

ScudB
Visitante
ScudB

Sei perfeitamente. Como tb sei que muitos (incluindo Você) não sabem o que realmente aconteceu no inicio dos 30s por lá e nas outras regiões da USSR (não foi somente na Ucrânia e tb não foi por extensão toda das regiões afetados).. Essas choradeiras dos livrinhos de “defensores” de prontidão eu conheço todas. Agora vai procurar a estatística por ano e por região!Vai ficar pasmo com tamanho proporção de distorção das amostras!! Ja postei aqui no blog alguns números. E situação muda de cara na hora quando pessoa começa analisar e postar recortes dos folhetos da CIA.

Jacinto
Visitante
Jacinto

Em 1994, por força do Budapest Memorandum on Security Assurances, a Rússia (além dos EUA, Reino Unido) também se comprometeu a proteger a Ucrânia em troca dela destruir seu arsenal atômico. A Ucrânia cumpriu sua parte, eliminou seu arsenal atômico. Mas 20 anos depois a mesma Rússia que se comprometeu a defender a Ucrânia, não a apenas tomou parte de seu território como ainda dá apoio a grupos separatistas. A verdade é uma só: quem quer garantir sua soberania precisa ser capaz de fazer isso com seus próprios meios, sem depender de ajuda interna. Quem precisa de ajuda externa para… Read more »

Bravox
Visitante
Bravox

Ja pensou a Ucrania com armas nucleares? (duvido o invasão por parte da russia)

Jacinto
Visitante
Jacinto

Qual foi o último país com arma atômica a ser invadido?

Ricardo
Visitante
Ricardo

Se a Ucrânia estivesse com suas armas nucleares, metade do mundo hoje estaria com armas nucleares, principalmente os inimigos dos EUA. Os americanos tiraram as armas ucranianas em primeiro lugar para se proteger dado o caos que a Ucrânia se tornou após 1990 e que pendura até hoje!

Jacinto Fernandes
Visitante
Jacinto Fernandes

Foram os russos que exigiram o desarmamento da Ucrânia. Os EUA não tinham, em 1990 nenhum problema com a Ucrânia – aliás, não têm até hoje. Na época chegaram a oferecer Permissive Action Link (PAL) para a salvaguarda das armas atômicas. Quem sempre teve problemas com a Ucrânia são os russos, como a situação atual de lá evidencia. Esta estranhamento entre os russos e os ucranianos é antigo. Os ucranianos alegam, por exemplo, terem sido vítimas de genocídio na década de 30, tanto na forma do chamado “Holodomor” quanto na forma de deslocamento de seus cidadãos (cossacos) como forma de… Read more »

PauloR
Visitante
PauloR

Fim do jogo

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Pelo contrário, ainda tem muita coisa para acontecer.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

E o Brasil??? Quando o bicho pegar para capar, o Brasil vai ser achado pelado, com as calças nas mãos e vai pedir socorro. E o Tio Sam vai mandar brinquedos de verdade, e abrir uma base lá no Nordeste.

Hélio
Visitante
Hélio

E por que cargas d’água o Brasil tomaria partido disso? A estratégia americana para conseguir a hegemonia foi desgastar todos os concorrentes. Se eles se acabarem sobra quem? O Brasil e a Índia.

ODST
Visitante
ODST

Hélio

O Brasil deveria se manter neutro até a primeira ameaça ou chantagem contra nós da parte de um dos lados, e partindo desse ponto teríamos uma ideia de quem é o mocinho e quem é o bandido. Mas no geral, temos que nos armar até os dentes, manter nossa economia forte, nosso população unida, nosso parque industrial protegido e intacto, e deixar que os outros países se desgastem sozinhos.

ODST
Visitante
ODST

Ah, e numa possível guerra do EUA contra a China é muito provável de que a Índia tome algum partido nisso tudo se aliando ao EUA e Europa, eu duvido que ficariam de braços cruzados sendo que essa seria a grande chance de eles tentarem se livrar de um inimigo.

Rodrigo Tavares
Visitante
Rodrigo Tavares

ODST

Nesse caso falta ao Brasil um Franco da vida, que tirou proveito de suas relações do Eixo e Aliados, levou todos no “bico”

Acho que Brasil tem que fazer o mesmo no caso Russia/China vs EUA/Europa Ocidental

Bruno wecelau
Visitante

Em relação ao caso do ex espião, pois os próprios investigadores Britânicos disseram que a Substância pode não ter ligação com a Rússia… Ai mais rápido quanto possível, o ministério da defesa Britânico correu lá e apagou o Twitter que acusava a Russia.. Irã ,China e Rússia levou o caso do envenenamento para o Conselho de segurança da ONU…. Deve deixar bem claro que são os Chineses que estão assediando os Russos e não o contrario …como disseram ai em cima “Rússia pediu ajuda a China” , se olharem a balança comercial destes dois paises, vera que o comercio entre… Read more »

Big
Visitante
Big

O Brasil nao tem preparo para garantir nem a seguranca de suas cidades, imagina se meter numa briga de cachorro grande, emfim servimos apenas para ser parasitados, primeiro pela nossa elite depois pelos gringos e so.

Bruno wecelau
Visitante

“Se eles se acabarem sobra quem? O Brasil e a Índia.” Isso aí, mas como sempre o Brasil não irá aproveitar a situação , vai continuar dormindo de braços abertos ,por isso eu aposto na Índia ,não podemos esquecer também de Indonésia ,Coréia do Sul e Vietnam ,pois segundo as projeções estes paises em 2050 estará entre as 10 potencias econômicas do mundo.. Ontem a China anunciou a taxação das 15 milhões de toneladas de Soja americana ,alem dos carros , aviões e Etanol .. Ora do Brasil aproveitar ,pelo menos na Soja ,carros e no Etanol…mas tristemente este ultimo… Read more »

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

O maior concorrente como potencia da Russia é a China. Não que os russos acreditem na sinceridade chinesa.

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Belo jogo de xadrez hein. Putin tem a manhã e a frieza e os chineses após séculos de guerras internas e tal se presume que simplesmente dominam a arte da guerra como estrategistas natos.
Lembrem se que em Star Wars a treta toda começa por conta da federação do comércio e sua ambição desmedida. Está guerra comercial China e EUA pode virar uma guerra bélica.

Alessandro
Visitante
Alessandro

isso demonstra que com todo o crescimento economico chinês, e poderio militar da rússia e suas propagandas, ainda sim precisam se unir para tentar bater de frente com os EUA, senão o Tio Sam bota os dois pra correr.

ODST
Visitante
ODST

“senão o Tio Sam bota os dois pra correr”

Que nem o Tio Sam fez depois que a Rússia tomou a Criméia né… ah não, agora me lembro que tanto Europa quanto EUA só latiram e criaram apenas sanções…..

Conta outra porque essa já não cola mais, cão que muito ladra não morde, e isso vale para todos. Nem EUA, nem Europa, Rússia ou China tem coragem de se enfrentar por causa das biribas atômicas que possuem, e sabem que seria o fim de suas respectivas espécies da face da terra em caso de guerra. Fim.

Alessandro
Visitante
Alessandro

não sabia que os EUA tinha enviado tropas para lá, no resto eu concordo com vc, só latem esses países entre si, e batem em cachorro morto.

_RR_
Visitante
_RR_

Nada além do esperado da parte do dragão… Na real… Resta óbvio que isso é uma via de mão dupla… Os chineses, que não são bestas nem nada, certamente esperam para por as mãos no que vão ganhar… Tecnologia e armas a preços convidativos e, principalmente, maiores facilidades para empanturrar as prateleiras russas com toda a sorte de quinquilharias ( coisa que já estão fazendo, a rigor… ). E é parte do jogo… Os russos também desejam utilizar a posição privilegiada dos chineses para eventualmente pressionar os americanos… No mais… Francamente… Será que haverá realmente disposição para mandar um soldado… Read more »

Lucas Hilarião Padoveze
Visitante
Lucas Hilarião Padoveze

E mais uma vez as grandes alianças de formam e o mundo chega a beira da guerra, eles falam sobre paz mundial e se preocupam em aumentar investimentos nos exércitos os russos dispertaram e os chineses nem se fala, agora e ver o posicionamento americano e da Otan, queria saber a onde estaremos nisso tudo, a Argentina com uma forças armadas de dar vergonha o Brasil tanto político como militar está jogado as traças, será que estamos entrando em mais uma guerra sem estar preparados? E será que desta vez os americanos nos ajudaram se precisarmos?

Renato Vieira
Visitante
Renato Vieira

Turma viaja….um conflito com 03 potencias? A quem interessaria? quem teria coragem de apertar primeiro o botão? E por fim decretar o fim da nossa existência ? Menos senhores! Cachorro pequeno cala ou chora. Cachorro grande faz barulho e range os dentes. É assim que gastam valores estratosfericos sob o argumento de não ficarem para trás ou correr atrás dos avanços conquistados pelo outro, é assim que se equipam militarmente (justificando ao contribuinte), os ranger de dentes e unhadas acabamposteriormente provocando rodadas em mesas para ajustar diplomacia e comércio. Os avanços e conquistas do mundo que vivemos e conhecemos hoje… Read more »

Delfim
Visitante
Delfim

E toda aquela missão de Nixon e Kissinger à China em 1972 para separá-la da URSS foi para o brejo

Rodrigo Ferreira
Visitante
Rodrigo Ferreira

Forrest Gump foi lá jogar Ping Pong a toa.

Ricardo
Visitante
Ricardo

É de todo interesse Chinês uma Rússia poderosa ou acham que quem seria o alvo do ocidente se não tivesse a Rússa?! A Rússia peita o ocidente e desafia os EUA. Isso é de todo interesse chinês. Quem tem oportunidade de ler os editais do jornal oficial do PC chinês observa como a liderança vive desdenhando e criticando os EUA. Já disseram até que os EUA difamam os chinesas da mesma forma que os nazistas faziam com os judeus

Dan01
Visitante
Dan01

Tres paises com poder nuclear, guerra entre esses tres esta fora de cogitacao. E mesmo que houvesse o mundo se acabaria antes de alguem pensar em invadir o Brasil.

Arariboia
Visitante
Arariboia

Na verdade a Rússia não precisa da China pra se defender. Ela possui arsenal mais que suficiente pra lidar com os Estados Unidos ê OTAN.
Essa visita se refere só que a Rússia não está sozinha e isolada… sem aliados fortes. Os Estados Unidos tem a OTAN como aliança e a Rússia tem a China.

mateus
Visitante
mateus

Precisa de dois trash pra pelo menos intimidar os EUA.

sub-urbano
Visitante
sub-urbano

Putin já governa os USA através de Donald Trump.

A Rússia quer o leste europeu, uma parte da ásia central e nada mais. O resto do mundo vai ser da China. É justo. Queriam oque? que fosse do brasil?

Compararam com o pacto ribbetrop-molotov… está mais para Tratado de Tordesilhas rsrs

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Peraí, os EUA não precisam da OTAN? cada uma….

Eduardo
Visitante
Eduardo

O Brasil pode até ter um equipamento vergonhoso e degradante, mas o brasileiro não é bobo não kkk. Jogo em casa é jogo em casa. O país está bagunçado por conta dos governantes, todavia, na hora do barata voa a coisa muda.

Rodrigo Ferreira
Visitante
Rodrigo Ferreira

Só uma coisa…

A única certa quando ditadores se unem é que mais hora menos hora, um vai dar uma apunhalada nas costas do outro.

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Lembra o acordo entre Hitler e Stalin, o que a China mais quer é território para se expandir e isso a Rússia tem bastante.

Rodrigo Tavares
Visitante
Rodrigo Tavares

Russia de hoje é muito mais forte que aquela Russia da Operação Barbarossa e nem assim o Eixo conseguiu algo.

Aliás uma das coisas que encorajou Hitler em sua aventura contra a Russia foi relatórios sobre como estavam mal equipadas e treinadas as tropas russas nas fronteiras.

“Nós só temos que chutar a porta da frente e todo o edifício ruirá

Hitler antes da invasão

TJLopes
Visitante
TJLopes

A Russia e a China são uma ameaça muito maior uma para outra do que os EUA, ambos os países dividem o mesmo espaço na Ásia (A fronteira sino-russa tem mais de 400km de extensão) e logo logo a expansão Chinesa vai acabar invadindo a área de influência russa.

É tipo assim:

China: – Olha Rússia, em caso de guerra entre vocês e os EUA, eu apoio vocês, caso vençamos, logo após da festa da vitória, será nossa vez de atacarmos vocês e como vocês não terão a mínima chance contra nós, melhor ir logo pensando em aceitar os termos de rendição.

Walfrido Strobel
Visitante

É a política externa desastrada do Trump e seus aliados, unindo Rússia e China, tudo que a OTAN não precisaria agora.

Rodrigo Ferreira
Visitante
Rodrigo Ferreira

Anos e anos do inútil Obama não deram problema..

Mas um ano do Trump o mundo vai acabar…

Tá bom..conta outra

Augusto L
Visitante
Augusto L

Desastrada é uma politica de pacificação do ex-bosta da casa branca que deixou os 2 avacarem e enfraquecerem as organizações ocidentais.
O negocio é bater de frente mesmo.

Agnelo Moreira
Visitante
Agnelo Moreira

Senhores Os EUA estão com a economia dependente do mundo. Suas Forças Armadas são fortíssimas, mas estão muito caras de manter. Sua política está duvidosa com o Trump. A Rússia é aquele garoto gordo da rua, q assusta, pq acham q é forte, mas com a economia e corrupção q tem lá, frente aos outros, só se a guerra for em casa com muito sacrifício do próprio povo, pra conseguir algo. Já a China… Politicamente está se fortificando. Internamente, por ser comunista, nem oposição tem. A economia pode crescer só melhorando a qualidade de vida do povo, obviamente com importação,… Read more »

Matheus G.
Visitante
Matheus G.

Assim como os gastos militares brasileiros russos francês… A diferença é qual país consegue manter mais gastos militares? qual deles? A Rússia é forte, a questão é que no orçamento não se permite mais gastos militares e Putin já vinha diminuindo seus gastos militares e até aumentando gastos sociais para cumprir a promessa de “acabar” com a pobreza. Por isso mesmo a Rússia não pode mais acumular poderio militar bélico, a única possibilidade é a economia crescer de modo explosivo como aconteceu com a China e assim sucessivamente aumentar os gastos militares porque mantendo a taxa de crescimento no nível… Read more »

colombelli
Visitante
colombelli

abraçados com o maior inimigo. Deveriam lembrar do pacto de 1939 e do que aconteceu depois. EUA são menos piores pra Russia do que a China.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Tou pouco me f…. para Rússia e China..

O que importa é que desde às 17:01h o Ali Babá de 9 dedos é foragido…

COT e PMESP o Brasil está com vocês!

Alessandro
Visitante
Alessandro

infelizmente não será hoje que a PF vai prender o maior bandido da história do Brasil, o cagão se entocou na sede dos metalúrgicos e tá usando os pão com mortadela como escudos humanos, era até previsível isso, mas isso só confirma que esse vagabund0 não respeita a justiça, típico de ditadores autoritários como ele já deixou claro em vários discursos políticos. Esse bandido vem transformando o Brasil num barril de pólvora, e vai ser assim mesmo depois de ser preso, ou solto, infelizmente temo pelo pior para o nosso país se ninguém for mais enérgico com esse tipo de… Read more »

Agnelo
Visitante
Agnelo

Prezado
Esse canalha e seu bando só falam de respeito à constituição, as instituições e a democracia, se favorecer a eles. Se não, c@g@m solenemente….
A título de comparação, com todo respeito a vida da vereadora e ciente das prováveis causas, vamos ver a celeridade que vão exigir na condenação dos culpados. Vamos ver quantos embargos e instâncias terão.
Sds

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

A Ex Presidente da Coréia do Sul, foi condenada a 24 anos..

Sem choro e nem vela e já está na cadeia..

Aqui este palhaço acha que pode fazer o que quiser.

Agnelo
Visitante
Agnelo

Só pra fazer o link com a matéria, China e Rússia tem o mesmo perfil dessa galera ai….