Home Data Comemorativa Ao Exército, com orgulho

Ao Exército, com orgulho

2989
89
Batalha dos Guararapes (óleo sobre tela de Victor Meirelles)
Batalha dos Guararapes (óleo sobre tela de Victor Meirelles)

Por 2º Ten R/2 Art Sérgio Pinto Monteiro

No dia 15 de fevereiro de 1630, o Nordeste brasileiro começava a viver o pesadelo da invasão dos holandeses, pertencentes à Companhia das Índias Ocidentais. Após 15 anos de bravo enfrentamento, lutando contra forças superiores, em 23 de maio de 1645, 18 líderes da Insurreição Pernambucana assinaram um termo, no qual se destaca o uso, pela primeira vez no Brasil, da palavra “pátria”, no seu sentido atual.

No documento, verdadeiro “Compromisso Imortal”, há, também, providências que, hoje, seriam consideradas mobilização de Reservas:

“Nós abaixo assinados nos conjuramos e prometemos em serviço da liberdade, não faltar a todo o tempo que for necessário, com toda ajuda de fazendas e de pessoas, contra qualquer inimigo, em restauração da nossa pátria; para o que nos obrigamos a manter todo o segredo que nisto convém (…)”.

Estava criado, segundo o mestre Capistrano de Abreu, o sentimento da existência nacional brasileira, que iria se fortalecer ao longo dos próximos dois séculos, até a Independência, em 1822.

Paralelamente, surgia, consolidado, o Exército de Patriotas, formado pela fusão das três etnias – branca, negra e índia – com suas miscigenações. Nascia o Exército Brasileiro, democracia multirracial, sem discriminações e preconceitos, sem cotas, numa pluralidade étnica e social, unida pela alma de combatente do nosso soldado.

Em 19 de abril de 1648, uma força holandesa, com 7.400 homens, marchou no sentido Barreta-Guararapes, tendo como objetivo final apoderar-se do cabo de Santo Agostinho. O Exército Patriota, de 2.200 homens, deslocou-se para interceptar o invasor. O Sargento-Mor Antônio Dias Cardoso, “soldado mais prático e experiente”, sugeriu que o melhor campo de batalha seria o Boqueirão dos Guararapes.

Na manhã de 19 de abril, primeiro domingo após a Páscoa (“pascoela”), dia de Nossa Senhora dos Prazeres, o Sargento Dias Cardoso, no comando de 200 homens, investiu contra a vanguarda inimiga para, em seguida, retrair em direção ao interior do Boqueirão, onde o restante do nosso Exército estava escondido, pronto para a batalha. Ao comando de “ás de espadas”, os patriotas lançaram-se sobre o inimigo.

O terço (regimento) de Pernambuco, comandado por João Fernandes Vieira, auxiliado por Dias Cardoso, rompeu o inimigo nos alagados. Os índios de Felipe Camarão assaltaram a ala direita dos holandeses. O terço dos negros de Henrique Dias atacou a ala esquerda, ficando as tropas de Vidal de Negreiros em reserva. Os batavos contra-atacaram com suas reservas de 1.200 homens, enquadrando o terço de Henrique Dias.

Os patriotas, habilmente, lançaram a reserva de Vidal de Negreiros no momento adequado. Foram quatro horas de confronto, entre alagados e morros. Ao final, o exército holandês, derrotado, retirou-se com pesadas perdas: 1.038 combatentes, entre mortos e feridos.

Menos de um ano depois, em 19 de fevereiro de 1649, patriotas e holandeses enfrentaram-se na segunda e derradeira Batalha dos Guararapes. Novamente derrotados, os batavos fugiram para Recife, ainda sob o controle holandês, deixando para trás 927 mortos, 89 feridos e 428 prisioneiros, contra 45 patriotas mortos e 245 aprisionados.

Em 14 de janeiro de 1654, o Exército Patriota atacou o último reduto holandês em Recife. Após dez dias de combates, a cidade foi reconquistada. No dia 26 de janeiro, na Campina da Taborda, os holandeses assinaram a rendição e retiraram todas as suas forças no Brasil.

O Decreto do Presidente da República, de 24 de março de 1994, instituiu o Dia do Exército Brasileiro em 19 de abril, data da primeira Batalha dos Guararapes (1648), quando se uniram, no nascedouro, os conceitos de Pátria e de Exército.

Decorridos 370 anos do sacrifício daqueles bravos que, ao expulsarem o invasor holandês, deram origem ao Exército Brasileiro (instituição detentora dos maiores índices de confiabilidade do nosso povo), paira sobre a data um injustificável silêncio. São tempos estranhos, em que as comemorações ficam restritas, praticamente, ao meio militar. A quase totalidade da mídia ignora o acontecimento e os meios educacionais e culturais se omitem, contaminados pela nefasta doutrina do “politicamente correto”.

A história do Exército Brasileiro confunde-se com a da Pátria. Os Soldados de Caxias – povo brasileiro em armas – participaram, intensa e decisivamente, dos acontecimentos mais relevantes de nossa jornada como Nação. O Exército atual é a mesma Pátria em armas do passado. Os soldados de hoje em nada diferem dos militares de ontem, eis que seus princípios, valores e atributos são imutáveis.

O espírito do Pacificador gera não só tolerância, paciência, grandeza, compreensão e capacidade de perdoar, mas também, firmeza, decisão, energia, coragem, retidão de propósitos, nobreza de ideais, culto à verdade e um inquestionável amor ao Brasil.

Ainda hoje, quando vivenciamos um cenário em que maus brasileiros promovem a degradação dos princípios e valores que forjaram a nacionalidade, os herdeiros de Caxias, de Tamandaré e de Eduardo Gomes são a grande reserva moral e ética que leva milhões de brasileiros às ruas e redes sociais, clamando por seu vigoroso Braço Forte e fraterna Mão Amiga. Os soldados brasileiros de terra, mar e ar são exemplos de cidadãos, e a Nação neles reafirma a sua irrefutável confiança.

Soldado do Brasil! … Presente!

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

89
Deixe um comentário

avatar
35 Comment threads
54 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
42 Comment authors
Jorge FaustinoR_CordeiroRafa_positronManuel SouzaDaGuerra Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Camilo
Visitante
Camilo

O Brasil tem muitos argumentos e histórias para fazer filmes para a grande tela e de passo ensinar um pouco de história aos Brasileiros.

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

onde assino?

pangloss
Visitante
pangloss

Mas se depender dos nossos cineastas, isso não vai dar certo.
Ou são tecnicamente ineptos, capazes de produzir apenas comédias de nível mental digno de uma toupeira oligofrênica pós-lobotomia, ou são ideologicamente viciados, que insistem no revisionismo histórico pregado por Gramsci et caterva.
E também há casos em que as duas características acima mencionadas são encontradas no mesmo cineasta.

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Tem o José Padilha que, a meu ver, não se enquadra em nenhum desses estereótipos.
Aliás, ele acabou de lançar o “7 Dias em Entebbe” .

Pangloss
Visitante
Pangloss

Rafael Oliveira, concordo com seu comentário, mas o Padilha é quase um caso isolado. Lembre-se da histeria da classe, quando do lançamento do documentário sobre o Olavo de Carvalho. Essa turma adora liberdade de expressão, desde que isso não contrarie seus dogmas ideológicos.

Pangloss
Visitante
Pangloss

Rafael Oliveira, só para acrescentar um detalhe: a classe “artística” costuma rotular os dois “Tropa de Elite” como filmes de orientação “fascista” – algo de que eles entendem bem. Aliás, o uso da expressão “fascista” é tão vulgarizado pelos esquerdistas, para designar qualquer coisa que lhes contrarie, que a palavra vai acabar vazia de significado.

Angelo Chaves
Visitante
Angelo Chaves

Kkkkkk! A toupeira oligofrênica pós lobotomia foi ótimo! Se adicionasse 25 sessões de eletroconvulsoterapia bi-eletrodo o quadro estaria completo!

Marcelo
Visitante
Marcelo

Camilo,
Vc comentou e eu fiquei vasculhando a minha memória…não me soou estranho um filme nacional que vi quando criança no cinema mesmo sobre a Batalha dos Guararapes. Pesquisei e não é que foi feito sim…!
Produção de1978.
Recordo-me vagamente das cenas da batalha final..umas tomadas aéreas…muitos figurantes.
Por incrível que pareça existe esse filme!
Abs!

Dan01
Visitante
Dan01
Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Parabéns! O caso citado só mostra que embora sejamos o que somos, seja lá o que formos, brasileiros, somos dignos de muita cautela por parte de estrangeiros quando o assunto é dizer quem manda aqui. Nunca perdemos uma guerra e nunca vamos perder! Tipo assim, não mexam conosco!

Jefferson
Visitante
Jefferson

Brasil é verde e amarelo e sempre será!

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Sempre que pouso em Recife lembro dessa história, olhando o histórico morro atrás da Base Aérea.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Eu não sabia dessa parte da história, mas fico muito orgulhoso em saber que mesmo em menor número nossos soldados não fugiram da luta. Tenho muita esperança de que nosso país em breve tenha dias melhores e que nossos cidadãos passem cada vez mais a lutar pelo que é correto e que cada um comece a trazer dentro de si os valores que nossa sociedade tanto precisa.
Parabéns ao Exército brasileiro!

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Ainda nos resta esperança.

Mateus von Marchi
Visitante
Mateus von Marchi

Exército de Caxias! A única mancha na história do Exército Brasileiro é ter apoiado o golpe republicano.

William Coimbra
Visitante
William Coimbra

Mateus Von Marchi, somos 2.

Roberto Medeiros
Visitante
Roberto Medeiros

Três

Bravox
Visitante
Bravox

Sim o exercito fez isso acabou com o pais no golpe republicano….

Roberto Santana
Visitante
Roberto Santana

Nunca acuse uma instituição, acuse seus homens. Foi Benjamin Constant (maçom) que atuou na Escola Militar do Exército e trouxe os ideias republicanos à instituição. Enquanto Dom Pedro II sucumbia pateticamente à influência, Constant, já conspirava com Sólon Ribeiro (maçom), Deodoro da Fonseca (maçom), Rui Barbosa (maçom), Aristides Lobo (maçom), Quintino Bocaiúva (maçom), Francisco Glicério (maçom) e outros. Exércitos são como o povo, não existe exército bom ou mau, assim como não existe povo bom ou povo mau, são massas humanas que podem ser manipuladas. Todo governo, de qualquer país, é mantido a toque de negociatas, conspirações, traições, conluios. O… Read more »

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Realmente grave!

Mateus von Marchi
Visitante
Mateus von Marchi

Não conheço hoje, nenhum brasileiro que diga ser um republicano, mas vejo muitos brasileiros declarando publicamente(pessoas de grande importância nacional) seu apoio ao movimento monárquico.

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Irão dizer meu caro, que monarquia é uma forma ultrapassada de governo, que custa caro manter a família real etc e tal. Caro e que nos custa muito mais, exponencialmente mais, é manter membros dos 3 poderes como reis absolutos da nação! abraços st4

Mateus von Marchi
Visitante
Mateus von Marchi

Não querem pagar o salário de um Imperador, mas não reclama em pagar a aposentadoria de milhares de reais, para todos os ex presidentes, que se não me engano, são 8.

Luciano
Visitante
Luciano

Conheça um, Mateus, eu sou republicano.

Luciano
Visitante
Luciano

Em principio, o que custa caro é ineficiência. Seja na monarquia ou na república. Há monarquias eficientes e repúblicas eficientes, assim como o inverso.

Mateus von Marchi
Visitante
Mateus von Marchi

O problema é que, a República já provou não ser eficiente aqui neste país. Seis constituições da réPublica, contra uma da monarquia(1922-1889).

Mateus von Marchi
Visitante
Mateus von Marchi

Você deve ser o único então. E duvido que tenha ai dentro, algum orgulho VERDADEIRO deste país que só nos trás tristezas.

Luciano
Visitante
Luciano

Mateus, uma coisa é acreditar numa forma ou regime de governo, outra é ser patriota. Eu amo meu país, nao quem governa ele, porém acredito que a melhor forma de governo seja a República. Nao estamos numa monarquia, então eu posso dizer, baseado no fato de vc defender a monarquia, que vc nao ama seu país? Percebe como esse argumento nao se sustenta?

Mateus von Marchi
Visitante
Mateus von Marchi

República melhor forma de governo? Sete golpes de estado, 6 constituições, vários presidentes depostos, apenas poucos conseguiram terminar o mandato. Isso nos meus conceitos, é insistir no erro, e com isso, vai-se o futuro de muitos brasileiros nesse vem e vai da Republica.

Rafael_PP
Visitante
Rafael_PP

Acredito que você more em uma ilha deserta e de forma transitória teve acesso a internet, o que possibilitou este comentário.

A título de informação, em 1993, no contexto de algo chamado Revisão Constitucional, o eleitor brasileiro teve a oportunidade de optar pelo regime monárquico. Dos 67 milhões de votantes, cerca de 44 milhões optaram pela República. Os que apoiaram a volta de uma Família Real P-O-R-T-U-G-U-E-S-A foram cerca de 10% do eleitorado. O resto (ainda maior que os monarquistas) não se importou muito…

Mas reconheço: a disputa pelo cargo de masturbador real terá mais pretendentes do que muito concurso público.

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

O povo é ignorante para decidir sobre república ou monarquia, como sempre foi em todos as mudanças de poder no país, como sempre elegeu desgraças para governar o país. Na verdade quem venceu aquele plebiscito foi Milton Gonçalves, que vendeu bem o “nóis põe nóis tira” embalado pelo impeachment de Fernando Collor. Além do mais, não foram cerca de 10%, e sim mais de 12% de eleitores conscientes. Ou você acha que com a informação que foi dada era fácil para mais da metade da população realmente saber as vantagens de problemas de um ou outro sistema? Quem votou monarquia… Read more »

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

*ascendência portuguesa, não descendência, perdoe-me…

Mateus von Marchi
Visitante
Mateus von Marchi

Você também deve morar em uma ilha ou em baixo de uma pedra. Durante todo o segundo reinado, o partido republicano conseguiu ser insignificante, tendo pouco ou nenhum espaço no parlamento(não conseguiam pessoas que votassem em parlamentares republicanos). As propagandas e idéias impostas depois da golpe republicano, tentaram soterrar o movimento monárquico, porém HOJE, vemos que sua missão fracassou; toda a propaganda, toda a doutrinação nas escolas a favor da “democracia republicana” foi em fim, em vão. Em quanto a campanha pró réPublica tinha milhões de reais e muito tempo a mais nos veículos de comunicações, a campanha pró monarquista… Read more »

Rafael_PP
Visitante
Rafael_PP

Seguindo a lógica do seu comentário, os monarquistas também só tiveram predominância no debate político enquanto dominaram a máquina pública…

Mateus von Marchi
Visitante
Mateus von Marchi

Não, até porque naquela época, praticamente poucos sabiam o que é república, e os republicanos não conseguiam uma parcela significante do parlamento.
Nas escolas não era ensinado que república é ruim, não ficavam demonizando-a. Mas durante toda a república, tentaram esconder essa parte de nossa história.

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Eu não defendo um rei absoluto, mas como eu jpa disse com poderes definidos e um orçamento votado. Talvez, algo inovador como um misto de república e monarquia. AO mesmo tempo república, mas com as vantagens de uma monarquia, como eu poderia citar várias, mas as principais vantagens no meu entendimento seriam “perenidade de poder”, “continuidade de projetos estratégicos”, “solução rápida para questões de Estado”, “melhor representação do Estado Brasileiro internacionalmente”, “melhor fiscalização”, “melhor inspiração para o povo, que é carente de personagens poderosos”, “menor conflito político”, “estabilidade das leis”, entre outras inúmeras vantagens que eu poderia citar. Então, olhe… Read more »

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Da forma como foi feito, e espoliando e dividindo entre eles o tesouro nacional sim, concordo, mas não foi o exército como instituição que o fez e sim alguns comandantes e até civis que de forma maquiavélica implantaram a república por interesses próprios e não com o pensamento em nação! st4

Roberto F Santos
Visitante
Roberto F Santos

Só esse R2 acredita que o Exercito foi criado em Guararapes, sabe de nada.

Piloto de Combate
Visitante
Piloto de Combate

E quando foi, Sábio Roberto F Santos?

Leonardo
Visitante
Leonardo

Existe bibliografia que demonstre que o sentimento de nação surgiu nessa batalha? Tecnicamente o exército da época não era brasileiro, pois o país nem existia, não é? É uma pergunta sincera, não quero causar conflito.

Luciano
Visitante
Luciano

Exatamente! Eu tb discordo, como historiador, que nesse momento, nesse contexto, da ideia de que as forças que lutaram contra os batavos possam ser chamadas de “exército brasileiro”. O sentimento de “brasilidade”, de pertencimento a uma nova nacionalidade só apareceria pra uma parte da população em fins do séc XVIII, justamente mais de 100 anos depois. Assim, de cabeça, isso aparece nas revoltas separatistas da Inconfidência Mineira (1789) e na Revolta dos Alfaiates (1798). . As forças regulares que lutaram contra os holandeses era de que nacionalidade??? Nao havia tropas de linha de colonos. Estes, por obrigação à coroa, deveria… Read more »

Luciano
Visitante
Luciano

“Paralelamente, surgia, consolidado, o Exército de Patriotas, formado pela fusão das três etnias – branca, negra e índia – com suas miscigenações. Nascia o Exército Brasileiro, democracia multirracial, sem discriminações e preconceitos, sem cotas, numa pluralidade étnica e social, unida pela alma de combatente do nosso soldado.” Este é o trecho absurdo do texto! Em pleno século XVII, com tráfico negreiro ativo no Brasil, tanto por portugueses quanto por holandeses, com indígenas sendo capturados e mortos por colonos, muitas vezes com avala da coroa (Guerra justa), o tenente vem falar q esse possivel proto exército era uma “democracia racial”?!? Mesmo… Read more »

Luciano
Visitante
Luciano

Digo, democracia racial NO EB em formação dos anos de 1920 em diante

Fabiano WVJ
Visitante
Fabiano WVJ

Em A História da Guerra de Pernambuco pode-se achar informações nesse sentido. A maioria dos lusos do reino nem estava mais em Pernambuco, já havia vazado pra Bahia pois aquela região estava perdida. João Fernandes Vieira era um mestiço, assim como a maioria dos que lutaram. Portugal ajudou extra oficialmente mas não conseguiria o feito da expulsão sem a vontade dos brasileiros envolvidos.

Tio Velho
Visitante
Tio Velho

Esqueceram de citar outro fato de destaque e orgulho de nosso Exército! Nos reinados de Pedro I e Pedro II o Exército estava na gloriosa batalha de buscar escravos fujões e devolverem ao seus senhores….

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Tem que analisar os fatos históricos dentro de sua época. Escravidão naquela época era atividade econômica legal, não só no Brasil, mas em todo novo mundo. Inclusive na África os reinos mais fortes capturavam nativos de outras tribos para vendê-los aos europeus. Hoje o EB está tentando combater o crime no RJ, talvez daqui uns 150 anos, algum Tio Velho comente que o exército prendia traficantes.

sub-urbano
Visitante
sub-urbano

Na Guerra do Paraguai o EB recrutava escravos para lutar. O cidadão que enviasse um escravo em seu lugar ele se livrara do serviço militar. Os oficiais, em grande parte, eram os gaúchos com seu espírito secessionista. Para o EB quanto mais desses ultimos morresse, melhor.

Um outro grande feito do EB foi manter a esfera de influência ianque durante a guerra fria. O EB lutou bravamente… contra o próprio povo perseguindo estudantes esquerdistas.

Existem manchas negras, bem escuras, no passado dessa Instituição.

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Discurso de perdedor.

Luciano
Visitante
Luciano

Nao se trata de “discurso de perdedor” citar os fatos histórico, Luiz. O EB foi mais utilizado contra o próprio povo do que em guerras externas. Tá lá em qualquer livro de História Militar nacional. Acho q todos os exércitos no mundo tem episódios nada louváveis, porém uns tem mais que outros.

Rodrigo Ferreira
Visitante
Rodrigo Ferreira

“Um outro grande feito do EB foi manter a esfera de influência ianque durante a guerra fria. O EB lutou bravamente… contra o próprio povo perseguindo estudantes esquerdistas.”

– Pena que perdeu esta guerra, já que infelizmente temos que aturar vocês até hoje sabotando o país.

Leonardo
Visitante
Leonardo

Tio Velho, sei que você é um troll e não deve ter nada mais importante para fazer, mas vou te responder:

Não existe nada mais errado do que tentar interpretar o passado com o olhar do presente. É ÓBVIO que o Exército estava cumprindo uma missão que hoje seria vista como imoral mas que na época não era e estava completamente inserido no regime jurídico vigente.

Leonardo
Visitante
Leonardo

Minha resposta ao Tio Velho foi engolida por uma sucuri.

Bueno
Visitante
Bueno

Linda historia!! Brasil !!! Exercito , Pátria, Força expedicionária ,

Alexandre
Visitante
Alexandre

“Ao Exército, com orgulho” , exatamente para mim é motivo de muita alegria ter servido do Exército brasileiro , que serviu ou ainda serve sabe muito bem o que estou dizendo . Parabéns !!!

M.Silva
Visitante
M.Silva

Quatro. E nos lançou neste mar de lama, que é a república instável maçônica. E parece não querer nos tirar deste atoleiro, a futura República Soviética Bolivariana del Brasil, capital em Havana. Está com medinho do que vão falar na imprensa, dos gritinhos das ONGs picaretas, dos universitários analfabetos funcionais, da verborragia da ONU e dos eurobambis. Estão esperando a China terminar de armar suas forças para poderem intervir no Brasil e garantir seus investimentos – com apoio dos cubanos (como em Angola), sustentados pelo nosso dinheiro com estadia grátis (para eles). Um país deste tamanho será dominado por gente… Read more »

Manuel Souza
Visitante
Manuel Souza

Só um aviso: A guerra fria acabou em 1991. Melhor se atualizar. Estamos em 2018. O maior inimigo do Brasil atualmente é seu povo. É da gente que sai os políticos que saqueiam a nação em Brasília. O que temos que mudar é a forma como pensamos a nação. Não adianta ficar culpando A, B ou C. Os políticos são nosso reflexo. Tudo de ruim que ocorre em Brasília está no nosso cotidiano enraizado em nossa cultura do mais esperto. Temos que extirpar são esses comportamentos mesquinhos que temos. A toda hora desobedecendo a Constituição e sonegando impostos. E achando… Read more »

Roberto Santos
Visitante
Roberto Santos

Piloto de Combate e os demais que acreditam em historias da carochinha. O movimento constitucionalista de 1821, ( Convenção de Beberibe ) foi o inicio da expulsão dos exércitos Portugueses no Brasil, Pernambuco foi a primeira província a expulsar os Lusos. A guerra da independência teve inicio em 1822 e terminou em 1825, ai sim o Exercito pode dizer que teve sua origem, ai sim o Brasil virou uma Nação, Pátria, Terra, Solo etc etc. Agora dizer que foi em 1630, desculpe mas é muita ignorância. Acho bonito quem admira, curte, vibra, ter servido ao Exercito, mas digo : Vão… Read more »

Thomas Santana
Visitante
Thomas Santana

Parabéns ao Exército Brasileiro!

Silvio RC
Visitante
Silvio RC

HINO A GUARARAPES Desta gente soma e parcela, No presente seu futuro faz, É vontade que luta e zela Pela ordem, segurança e pela paz Responsável, moderna liderança, Braço forte, defesa destemida, Na coragem, lealdade e confiança, Ao irmão a mão amiga estendida. Fusão de raças, forte semente, Em Guararapes pujante surgiu, Presença nacional no continente, É a Força Terrestre do Brasil, É a Força Terrestre do Brasil. Reverente à ordem e à disciplina, O Exército constrói a sua história, Suas armas, ciência e doutrina, Seu passado de luz e de glória. De Caxias e do estelar cruzeiro, Sabre honrado… Read more »

Flanker
Visitante
Flanker

Roberto Santos, na época da batalha de Guararapes, o Brasil era uma colônia de Portugal. Mas, existiam aqui pessoas das mais variadas etnias. Brancos (portugueses, em sua maioria), índios e negros. Esses, eram os que habitavam esse solo. Para eles, essa era sua pátria. E os holandeses eram os invasores. Foi uma reação dos moradores dessas terras aos estrangeiros invasores. O Brasil não era ainda um país independente. Demoraria quase 200 anos ainda para isso acontecer. Mas, essa data foi escolhida como formação do Exército Brasileiro por representar a reação do povo que aqui habitava à uma invasão estrangeira. Na… Read more »

Silvio RC
Visitante
Silvio RC

Roberto Santos, Um dos grandes erros de história, são as versões serem mais verdadeiras do que a verdade!
O grande erro do Exército Brasileiro e de todos os historiadores envolvidos nos estudos, para se chegar a decretar, como dada magna da força, 19 de Abril de 1648 em decorrência do nascimento do sentimento de pátria. Foi não terem consultado a versão do nosso nobre historiador Roberto Santos!

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Parabéns a Pátria Brasil, pouco honrada e adorada!

Fabiano
Visitante
Fabiano

Pergunta: Se os luso-brasileiros lutassem à moda européia, trocando cargas de fogo à distância, conseguiriam vencê-los? Resumo da 1ª batalha extraído de um cronista da guerra – Wikipedia “Na entrada dos montes, nossos 60 soldados atacaram a vanguarda holandesa e vieram se retirando sem dar costas ao inimigo, atraindo-o a uma passagem estreita entre os montes e o mangue, até poucos passos de onde estava o nosso exército. Do nosso lado houve certa confusão e opiniões de retirada frente àquele exército tão superior, mas os dois mestres de campo, João Fernandes Vieira e André Vidal de Negreiros, resolveram, conforme combinado,… Read more »

Roberto F Santos
Visitante
Roberto F Santos

A vida é assim, as pessoas acreditam no que lhe faz bem, saci pereré, mula sem cabeça, tem gente até que acredita que o PT não roubou.
Sou historiador sim, não me deixo enganar por falsas fantasias, vejo aqui que muita gente se acha esperto, que entende de armamento, de estrategias, respeito.

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Entre a ditadura militar e a ditadura do proletariado fico com a primeira.

Delfim
Visitante
Delfim

E a Gleisi imita Calabar, comete traição e lesa-pátria, e conclama o terror muçulmano a lutar por Luís Inácio.

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Ela quer ser escrava sexual do ISIS, apesar já estar meio velhinha.

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Mas dá um bom caldo ainda !!!!

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Cuidado que comunista come criancinha.

Agnelo Moreira
Visitante
Agnelo Moreira

Quem está impregnado por pensamento e cultura marxista não é capaz de distinguir sentimento de nacionalidade ou afeição à pátria. É incoerente. Quem acha q Nações são ideias para dominar, quem nega sua patria por uma internacional, nunca vai entender coisa tão simples e óbvia.
Guararapes é simbólico pelo sentimento de união em armas para defender um chão q lhes pertencia contra a invasão de estrangeiros.
O não entendimento disso reforça o que todos sabem que é o quão patética está a formação dos nossos ditos historiadores.

Bardini
Visitante
Bardini

O Exército, armado com os ideais falidos do positivismo e agindo como instituição, que representava os interesses e as vaidades de seus comandantes, foi o inimigo mais traiçoeiro e covarde que o Brasil já enfrentou em toda sua rica História. Infelizmente, os efeitos deste ataque ao Brasil, perduram até hoje.
.
Viva ao Exército.
Ao Brasil, não há o que se comemorar na derrota.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Concordo plenamente que esta data pode ser considerada como a “origem” do Exército Brasileiro. E que nossas tropas lutaram com grande bravura. Isto ninguém discute. O que é preciso analisar, é a motivação que levou ao confronto. Enquanto Maurício de Nassau estava por aqui (entre 1637 e 1644), havia harmonia entre brasileiros/portugueses e holandeses. Ele coibia os agiotas de cobrarem juros exorbitantes, não deixava que dívidas dos usineiros fossem executadas, havia liberdade religiosa (a primeira sinagoga das américas foi construída no Recife), a câmara de vereadores (também primeira das américas) era composta até por brasileiros, sem falar nas melhorias urbanísticas… Read more »

João Adaime
Visitante
João Adaime

Permitam uma correção:
Onde eu cito câmara de vereadores, quis dizer assembléia legislativa democrática. Tinha representantes do povo e não apenas fidalgos. Nestes moldes foi a primeira das américas.

M.Silva
Visitante
M.Silva

Era tanta liberdade religiosa e co-existência harmoniosa que os holandeses saquearam e queimaram Olinda, massacraram católicos durante Missas em todo o Nordeste e transformaram a Sé de Olinda em estrebaria de tanto respeito e tolerância pela religião alheia…

Portugal estava sob domínio espanhol de 1580 a 1640, arcou com dívidas espanholas e ficou arruinado nessa época. Por isso que os holandeses invadiram o Brasil (estavam em guerra com a Espanha) e os portugueses não organizaram uma reação à altura.

João Adaime
Visitante
João Adaime

M.Silva Estou me referindo ao período em que Maurício de Nassau estava aqui. Claro que a União Ibérica deu os motivos para os holandeses virem para o Brasil. Porém, ao término deste período, em 1640, Portugal e Holanda restabeleceram a paz entre si e o rei de Portugal proibiu que os holandeses fossem atacados aqui, inclusive seus navios que levavam mercadorias da América para a Europa. Porém os senhores de engenho, os equivalentes da época aos empreiteiros de hoje, endividados com os holandeses, sabiam que se o Brasil expulsasse os batavos, não precisariam mais pagar suas dívidas. E começaram a… Read more »

M.Silva
Visitante
M.Silva

Os indígenas serviam como guias ou aliados, não como o grosso da tropa dos militares. Sendo só no RN ou não, cometeram massacres de motivação religiosa. Os índios não fizeram a Sé de Olinda virar estrebaria – a não ser que nossos índios fossem os comanches e apaches dos EUA. Os índios não atearam fogo em Olinda, nem os locais; foram os holandeses. Atear fogo em cargas de navio era uma tática comum – foram mesmo os locais. Os holandeses deram alguma contribuição cultural, além de uns edifícios acanhados nos centro histórico do Recife e uma fortaleza? Nenhuma! O negócio… Read more »

João Adaime
Visitante
João Adaime

Prezado M.Silva Pela última vez, eu estou me referindo ao período governado pelo Maurício de Nassau. Negar as melhorias que ele proporcionou, assim como a forma com que tratou a todos indistintamente, é desconhecer a História do Brasil. Quando os holandeses desembarcaram na Capitania de Pernambuco, em 1630, os locais fugiram, mas antes destruíram os estoques de açúcar e outras benfeitorias. Recife, na época, era uma vila de pescadores. Olinda era a capital da Capitania. Mas não era uma verdadeira cidade. Os donos de engenho moravam no interior e só vinham a Olinda fechar negócios. Não existia uma população fixa.… Read more »

Igor Almeida
Visitante
Igor Almeida

Descrição do confronto, por Diogo Santiago (cronista da batalha): http://www.ahimtb.org.br/2h.htm

DaGuerra
Visitante
DaGuerra

Engraçado alguns, pergunta: onde está a origem dos exércitos europeus, por exemplo? Visto que Estados nacionais se iniciam no Sec XVI e exércitos nacionais regulares apenas após a Revolução Francesão. Não foram “holandeses” que invadiram o NE e sim mercenários da WIR. Porquesta o EBAY não pode fixar sua origem em Guararapés?

DaGuerra
Visitante
DaGuerra

WiC

Rafa_positron
Visitante
Rafa_positron

Só sei que la no Estado do Ceara um General se filiou ao PSDB pra ser candidato ao Governo

kkkkkkkkkk

Talvez por isso o General Villas Boas nao tenha se revoltado pelo fato de o Judiciário fechar os olhos pra aves bicudas que sobrevoam o planalto central

E quem tem bandido de estimação né?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Nada como um dia após o outro com uma noite no meio

Flanker
Visitante
Flanker

Ah é? E qual o peoblema? O general é da reserva e, sendo assim, pode se filiar ao partido que quiser! Se ele se filiasse ao PT você estaria achando euim? Não né? E a revolta quanto ao judiciário é porque ele prwndeu o líder de vocês? Tinha que prender mesmo! E jogar fora a chave da cela! O STF não aceitou o indiciamento do Aécio na última sexta-feira? Só não fez antes pela excrescência do foro privilegiado. Mas, mesmo ele ainda sendo senador, foi indiciado e o STF deu andamento ao processo. Quando Dilma quis proteger o grande líder… Read more »

Rafa_positron
Visitante
Rafa_positron

E a revolta quanto ao judiciário é porque ele prwndeu o líder de vocês? Tinha que prender mesmo! E jogar fora a chave da cela!

Lider?
meu lider?

kkkkkkkkkk

Pq que quando a gente ousa mecher com as “aves bicudas de ouro” o pessoal tacha logo a gente de petista eim?

O PSDB é quase uma vaca sagrada pro povo daqui eim

ahuahauhuahuahuauhauhauhuhauhauha

Flanker
Visitante
Flanker

Ah e? E ele, como general da reserva, não pode se candidatar e nem se filiar ao partido que quiser?

E o STF não aceitou, na última sexta, a denúncia contra o Aécio?

E espera, que terminado o mandato do Temer, ele também vai ser indiciado.

Calma. Logo o teu líder supremo vai ter companhia na cadeia…..kkkkkkkk

Rafa_positron
Visitante
Rafa_positron

Mais um coitado iludido com aquele teatro do Aecio como reu

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Na boa
Isso não é mais ingenuidade
É má fé mesmo

R_Cordeiro
Visitante
R_Cordeiro

Quem abriu uma mortadela aqui? Danem-se PSDB e PT. Morte ao Lula e ao Aécio, alkmin, FHC, Dilmanta, a todos. Viva nosso exército, que erros sim em muitos pontos da nossa história porém ainda é nosso único irmão mais forte que podemos chamar quando o bicho pega. Acredito q o exército de uma nação só nasce quando o país de fato nasce. Mas enfim, sem polemizar mais, se deram esta data ao exército, entao Parabéns exército!

Rafa_positron
Visitante
Rafa_positron

Eu não desejo morte a ninguem
Se vc se sente bem falando essas coisas, sugiro que se trate

A unica a coisa que eu quero é esfregar nas ventas de uns e outros “a hipocrisia nossa de cada dia nos dai hoje”

E acabar com essa falacia de que “só os os outros tem bandidos de estimação”

Flanker
Visitante
Flanker

Cara, você precisa se tratar! Eu quero que Lula, Dilma, Aécio, FHC, Sarney, Jucá, Temer…..todos esses ladrões vão para a cadeia. Não voto no PSDB, PT, MDB,…..voto em pessoas, independente do partido.
Se Lula não é teu líder, estás perdendo tempo….pois seu discurso é idêntico ao dos petistas.
De resro, você é um troll…..sabe o que é isso? Só entra nos comentários para agitar, provocar e não diz nada de proveitoso. Não lembro de nenhum comentário seu que tenha se referido ao tópico em questão. São todos com estilo e teor irônico e provocativo.

Jorge Faustino
Visitante
Jorge Faustino

Muito democrática essa página.
Quem foge do debate ou é Frouxo ou Ditador.
Onde vocês se enquadram?