Home Economia As maiores economias do mundo em 2050

As maiores economias do mundo em 2050

11113
86

Por Justin Kuepper

China e Índia foram as maiores economias do mundo antes de meados do século 19, devido às suas grandes populações. Naquela época, a produção econômica era uma função da população e não da produtividade. A revolução industrial agregou produtividade à equação e os Estados Unidos se tornaram a maior economia do mundo em 1900. Inovações em manufatura, finanças e tecnologia ajudaram a manter esse status nos dias atuais.

A produtividade atingiu o pico nos Estados Unidos após o boom das pontocom no início dos anos 2000 e tem declinado na última década. Ao mesmo tempo, a globalização acelerou a transferência de tecnologia em todo o mundo. Essas tendências sugerem que a população, e não a inovação, voltará a ser um fator-chave para o crescimento econômico. A China e a Índia voltarão a ser as maiores economias do mundo nos próximos anos.

A PricewaterhouseCoopers, uma empresa multinacional de consultoria com sede em Londres, publicou um relatório chamado The World em 2050 em fevereiro de 2017 detalhando como a ordem econômica global mudará até 2050. No relatório, os pesquisadores acreditam que a economia dos EUA cairá para o terceiro lugar depois da Índia e da China – e grande parte da Europa cairá das dez maiores economias. Essas tendências podem ter implicações significativas para os investidores internacionais.

Top 10 Economias em 2050

O relatório da PwC The World in 2050 sugere que os mercados emergentes constituirão muitas das dez maiores economias do mundo por produto interno bruto (PIB) e paridade de poder de compra (PPC) até 2050.

A tabela abaixo mostra as estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI) de 2016 e as projeções da PwC para 2050 para demonstrar essas mudanças.

2016

2050

China China
Estados Unidos Índia
Índia Estados Unidos
Japão Indonésia
Alemanha Brasil
Rússia Rússia
Brasil México
Indonésia Japão
Reino Unido Alemanha
França Reino Unido

 

O relatório da PwC também analisa as economias que mais crescem entre 2016 e 2050, que incluem os mercados fronteiriços de acordo com a definição de hoje.

País

Taxa de crescimento
do PIB

Mudança
de posição

Vietnam 5,1 % 12 posições
Filipinas 4,3 % 9 posições
Nigéria 4,2 % 8 posições

 

No geral, a PwC acredita que a economia global dobrará de tamanho até 2042, crescendo a uma taxa média de 2,6% entre 2016 e 2050. Essas taxas de crescimento serão impulsionadas principalmente pelos países de mercados emergentes, incluindo Brasil, China, Índia, Indonésia e México, Rússia e Turquia, que crescerão a uma taxa acima da média de 3,5%, em comparação com apenas uma taxa média de 1,6% para o Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Reino Unido e EUA.

Implicações para os investidores

Viés do país de origem: a maioria dos investidores tende a ter excesso de peso em investimentos no próprio país. Por exemplo, a Vanguard descobriu que os investidores americanos detinham aproximadamente 29% mais ações americanas do que a capitalização de mercado dos EUA, que era de 43% em 31 de dezembro de 2010. A teoria financeira sugere que os investidores devem alocar mais em títulos estrangeiros, o que ajuda a aumentar a diversificação, retornos ajustados ao risco de longo prazo.

O viés do país de origem pode se tornar ainda mais problemático, já que os Estados Unidos respondem por menos e menos capitalização de mercado global: se os investidores dos EUA mantiverem as mesmas alocações aos investimentos estrangeiros, apesar da queda na participação dos EUA na capitalização de mercado global, eles terão um maior viés de país de origem.

Os investidores devem planejar alocar mais nos mercados emergentes nos próximos anos para evitar esse viés caro.

Mudanças Geopolíticas: Os Estados Unidos desfrutaram de um papel de liderança na economia global por muitos anos, mas essa dinâmica pode começar a mudar com a ascensão dos mercados emergentes. Por exemplo, o dólar americano tem sido a moeda de reserva mais importante do mundo, mas o yuan chinês pode ultrapassar o dólar nos próximos anos. Isso pode ter um impacto negativo na valorização do dólar americano ao longo do tempo e potencialmente desestabilizar a economia global se o yuan for volátil.

A China, a Rússia e muitos outros mercados emergentes também assumiram um papel cada vez maior nas conversações globais. Isso pode representar um desafio para os Estados Unidos e a Europa nos próximos anos, especialmente quando se trata de questões comerciais ou conflitos globais.

Essas dinâmicas podem alterar o atual perfil de risco dos mercados globais aumentando potencialmente os riscos geopolíticos à medida que as lutas de poder se desenrolam entre os países ao longo do tempo.

O cerne da questão

Os Estados Unidos têm sido a maior economia do mundo por um longo período de tempo, mas essas dinâmicas estão mudando rapidamente à medida que China, Índia e outros mercados emergentes ganham ímpeto. Os investidores devem estar cientes dessas mudanças globais e posicionar sua carteira para evitar o viés do país de origem por meio de maior diversificação internacional, bem como se proteger contra potenciais riscos geopolíticos que possam surgir dessas lutas de poder.

FONTE: The Balance

86
Deixe um comentário

avatar
37 Comment threads
49 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
42 Comment authors
datstranajose luiz esposito100nick-ElãWalfrido Strobel Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Então o pote de leite caiu… Eles sempre fazem estas previsões, até surgir um “furo” em uma enorme “bolha”. Quem não se lembra dos insuperáveis Tigres asiáticos? A China, já na descendente, vai ser devorada até o osso pelas piranhas do mercado, e quando não puder mais esconder que dói, vai ter só osso. Vai por mim…

Antonio
Visitante
Antonio

AHAM, tu que é o especialista em geopolítica e economia.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Estamos no Brasil, onde a liberdade de expressão é garantia constitucional, e não na China, onde tal valor é desconhecido Toinho…

Augusto L
Visitante
Augusto L

É um argumento valido, o do Victor Moraes, assim como o da pesquisa, que só representa ‘Um’ cenário, não sabemos quais os fatores que eles usaram nessa pesquisa, pra termos uma ideia teriamos que ter varias pesquisas de varios lugares e sabermos quais fatores e possiveis cenários eles usaram. Vale lembrar que a forma como os pesquisadores vêem o mundo conta mundo no resultado final. Assim como nos observarmos aqui no Brasil, por exemplo, 2 explicações para o Impeachment, ou o tapetão do Fluminense, alguns anos atrás, os Flamenguistas acusam o Fluminense de pagar a Portuguesa os Tricolores acusam o… Read more »

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

São apenas previsões, nada disso é certo…as análises são feitas seguindo um retrato do conjunto atual, o conjunto pode simplesmente mudar. Se os analistas soubessem o que falam estariam ricos, quem segue notícias sempre toma decisões erradas, analstas erram o tempo inteiro, eram muito… Não tem como prever o futuro, no máximo fazer previsões, suas previsões e não as previsões feitas por terceiros. Se previsão fosse 10% de previsão o cenário seria previsível, mas nada disso é previsível.

sub-urbano
Visitante
sub-urbano

Os “Tigres do Báltico” são um clássico nesse sentido! kkk

Augusto L
Visitante
Augusto L

Todo pais no começo o que importa é o investimento, quando o pais se torna rico ou de primeiro mundo ou desenvolvido o que importa é a Inovação e com os paises emergentes não será diferente.

Jean Jardino
Visitante
Jean Jardino

So de ter o Brasil como uma das maiores economias do mundo, ja vemos que o relatorio eh mais furado do que peneira.

Antonio
Visitante
Antonio

Certo mesma é sua opinião fundamentada em absolutamente nada né ?

ODST
Visitante
ODST

E agora, em quem acreditar? No Jean, com seu argumento imbatível, ou nos especialistas?

Caramba, que dúvida cruel…..

ODST
Visitante
ODST

Aliás, até onde eu saiba o Brasil já é uma das maiores economias do mundo, e não é de hoje….

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Quem ficará ainda mais pobre é este tal Jean Jardino ,com um nome francês e um outro que é italiano e mal escrito ; se hoje com toda esta bagunça e como republiqueta já o somos , adiante reestruturado e talvez deixando de ser republiqueta então !!

Bosco
Visitante
Bosco

A democracia dos EUA permite a libertinagem e tem potencial de causar sua própria queda. Tem muita gente dentro do próprio EUA que torce pra China. Aí não tem país que resiste!
O Ocidente está sendo comido pelas traças e nem precisa de ataque externo ou que os outros cresçam.

Alessandro
Visitante
Alessandro

verdade a libertinagem tomou conta de tudo, no Brasil não está sendo diferente, aliás está sendo geral nos países ocidentais, mas isso é PROPOSITAL e está sendo seguida a risca por globalistas que já tinha discutido sobre isso há quase 80 anos atrás, no intuito de causar a destruição moral da nossa sociedade como conhecemos, e na minha humilde opinião vai ocasionar guerras civis, e possivelmente mais para frente eclodir numa 3ª guerra mundial. portanto todo esse relatório de crescimento das economias em 2050 é uma furada !! Até lá, a sociedade ocidental como hoje a conhecemos mudará muito, e… Read more »

Fabiano WVJ
Visitante
Fabiano WVJ

Ao meu ver, a democracia do EUA não é tão espontânea quanto se leva a imaginar.
A ganância, que é o calcanhar de aquiles do capitalismo, pode levar ao que falou: torcer pra China crescer mais, se é lá que estão os investimentos…
Mas uma força maior ainda que o Capital age, em minha humilde opinião, pra manter os EUA no topo até 2050, e além. Daí a inevitável briga com a China, que tem projeto e um poder central muito bem definido, afinal, tendo até um ‘imperador’, o Jimping.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Eu não tenho dúvida de que o Brasil vai ser um potência econômica, há anos eu sei isso…pois gosto de economia. Mas também sei que PIB é produção de riqueza e não CONSUMO de tal riqueza. PIB grande não é sinônimo de bem-estar social, poder de compra e acesso, segurança e justiça. Índia e China terão PIB enorme, assim como enorme continuará sendo o contingente de miseráveis… Porém menos misérias que hoje em dia. Por isso eu gosto de economia interna, importante é dar qualidade de vida para as pessoas. Não apenas focar em PIB, mas sim em qualidade de… Read more »

Marcos10
Visitante
Marcos10

O salário mínimo no Brasil é de R$ 4,45 por hora contra AU$ 18,29 na Austrália.
O problema do Brasil é que todos querem um Estado do Bem Estar Social sem termos as bases para isso.
Então há algo de muito errado por aqui.

dat
Visitante
dat

O salário mínimo da Austrália é alto principalmente porque o custo de vida lá é extremamente caro, aí pra gente, à primeira vista, o valor alto, mas, para os australianos não é tão alto assim

elton
Visitante
elton

o nosso pais tem tudo pra ser uma economia top o nosso forte e agroindustria,temos os meios de produçao .somos autosuficientes em toda cadeia logistica e produtiva o brasil no futuro sera o celeiro do mundo.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Elton, o Brasil já é o celeiro do mundo. Só não vendemos mais por causa do protecionismo.
Quanto a sermos auto suficientes em toda a cadeia produtiva, ainda importamos fertilizantes, petróleo, combustíveis e óleos. Também importamos trigo.
Quanto à cadeia logística, esta é uma lástima.
Mesmo assim, contra tudo e contra todos, o agronegócio vem levando o País nas costas.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

O Brasil importa muita coisa, somos muito dependentes de tecnologia, não há empresas genuinamente brasileiras, 95% é estrangeiro…as multinacionais estão aqui para isso…vários ramos o Brasil não tem domínio algum, inclusive as poucas empresas crescem na base da compra ou aluguel de parentes: WEG, Taurus e setor de farmácos O Brasil não é o celeiro do mundo, essa é uma ideia fantasiosa, os EUA, por exemplo, é o maior produtor de alimentos do mundo, bem diferente do estereótipo que muitos tem…vários países no mundo são autosuficientes em alimentos. mas sem dúvidas nós somos fortes nessa área, não tem como discordar,… Read more »

João Adaime
Visitante
João Adaime

Ivan, vou fazer uma retificação. Somos um dos celeiros do mundo. Claro que existem outros. E o continente com maior potencial nesta área é a África. Que a China já está de olho.
Mas repare que dois grandes produtores mundiais de carnes, EUA e Austrália, estão na mão de uma empresa brasileira, a JBS.
Abraço

sub-urbano
Visitante
sub-urbano

É a roça do mundo…. os produtores de soja riem de orelha a orelha com os subsídios do governo.

Rodrigo Tavares
Visitante
Rodrigo Tavares

Potência agrícola nas mãos de uma meia dúzia

Realidade que está cheio de fazendas abandonadas no BR por falta de incentivos que vai desde estradas sem pavimentação em péssimo estado, falta postos de saúde, incentivo ao produtor, até segurança quando hordas de bandidos estão saqueando cidades pequenas e zonas rurais sem serem importunados

Essa é a realidade do “campo” hoje no Brasil

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

O EUA também já levou cano no plano de reconstrução depois da 2* guerra é não fica chorando,levou cano depois que o Vietnam do sul perdeu a guerra,o Brasil levou cano lá no equador,quando uma empreenteira conhecida superfaturou a obra e correa na época não quis pagar.Na história está repletos de casos assim,a Argentina está no que está por negar a pagar no que eles chamavam de abutres.Não vamos longe os estados não pagam a união, é o governo tem que socorrer,com novos empréstimo. Os múnicipios devem aõs estados é precisam de mais recursos.Vejam o caso da bolivia que a… Read more »

Augusto L
Visitante
Angelo Chaves
Visitante
Angelo Chaves

Como diria o filósofo: ” Tudo pode acontecer, inclusive, nada.”

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Mãe Diná sabe tudo.

Hawk
Visitante
Hawk

Por mais que uma agência seja conceituada, por mais que tenha os melhores especialista, eles trabalham com dados presentes.
Ou seja, essa é projeção de hoje para 2050 se não houver nada no caminho! Tem muita coisa para acontecer ainda….

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Essa matéria só coloca como as coisas eram antes onde quem tem população maior tem economia maior, ridícula e ignora várias coisas como uma nova revolução industrial ode a mão de obra humana não será necessária.

Marcello Magnelli
Visitante
Marcello Magnelli

Desculpa mas ai é que esta o grande problema.
Necessidade de mão de obra = empregos = salário = consumo dos bens produzidos
Acaba com a necessidade de mão de obra = acaba com empregos = acaba com salários = acaba com o consumo dos bens produzidos.
Poxa, que legal … um monte de fabricas produzindo, operadas por robôs e sem a necessidade de humanos. Quem vai comprar os produtos? Os robôs???

Daniel Ferreira
Visitante
Daniel Ferreira

Por esse seu raciocínio seria melhor retrocedermos então para a época da manufatura. Vamos acabar com a automação e produzir tudo de modo manual para que haja trabalho para todos. Será que é possível? Seríamos competitivos? Como a robotização é um caminho inevitável (afinal, o motor do capitalismo é e sempre será o lucro), o grande desafio que se coloca a frente é como garantir renda e qualidade de vida para uma população que, no futuro, não precisará trabalhar, tendo em vista que a maior parte do trabalho será realizado por robôs. Pode parecer estranho, mas no futuro boa parte… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Ficaria que nem o projeto “Chapeu de Palha” de Miguel Arraes em Pernanbuco quando eu morava lá.
Ele resolveu fazer um grande açude sem máquinas para dar emprego aos sertanejos, em vez de usar meia dúzia de grandes escavadoras e caminhões contratou centenas de peões com carrinho de mão, pá e enxada e levou muitos anos para concluir a obra, que parecia um formigueiro com aquele pessoal todo, mas virou heroi no sertão….. Se a moda pega.

OSEIAS
Visitante
OSEIAS

Temos um grande potencial, base industrial diversificada, um agronegócio pujante, boas reservas de matéria prima entre outros. Mas também temos problemas e o melhor nesse cenário é que sabemos quais são, pior seria se nem soubéssemos deles. Mas ao meu ver os piores são: a baixa escolaridade e preparação de nossa população, cenários políticos adversos e uma falta de programa de estada (muito diferente de programa politico, que é desfeito facilmente na mudança de grupo dominante). E por ultimo não devemos perder as oportunidades que se apresentam, como por exemplo: a 4º revolução industrial ” A internet das coisas”. Vamos… Read more »

OSEIAS
Visitante
OSEIAS

correção * politica de estado

Rodrigo Tavares
Visitante
Rodrigo Tavares

PIB do Brasil em 2016 já era maior que da Russia

Nonato
Visitante
Nonato

Sempre foi… Se ficou para trás foi devido a alguma crise…

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Dai esquecem que o mundo pode sofrer uma pandemia, eventos adversos devido a alterações do clima, eventuais conflitos geopolíticos, grandes especualações econômicas… digamos que se tudo permaneça sem alteração (ou com miníma alteração) esse resultado tenha chance de se concretizar rsrs.
Acho importante ter esse tipo de previsão para ter “um norte”, mas ao mesmo tempo esse tipo de previsão pode estar sendo propositalmente feito para favorecer e direcionar investimentos a um setor/lugar especifíco e como sabemos que no mundo capitalista tudo é movido pelo fator $$$ e que ninguém faz nada de graça…

Guizmo
Visitante
Guizmo

Esses relatórios são tradicionais e há muito são publicados. O que vc se referiu, em inteligência de mercado se chama de “variável dummie”, ou seja, um evento fora de contexto que altera a trajetória; entretanto não invalida o curso ser traçado

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Guizmo, obrigado pela explicação. Eu não conhecia esse termo da variável, costumo ler/ver notícias sobre economia mas sem muito aprofundamento, acabo ficando mais no geral mesmo, mas ainda assim é um assunto de muito interesse. 😀

Fellipe Barbieri
Visitante
Fellipe Barbieri

Em que pese os erros que os “especialistas” sejam daqui ou da “Casa do Caixa Prego” eu creio que esta lista está sim próxima a realidade . basta agora torcer para que além de um crescimento econômico “que é muito importante” o Brasil também ganhe importância estratégica, diplomática e aumente seu poderio militar, precisamos ter a relevância militar que hoje é da França e Reino Unido porque em tese vamos ser a segunda economia ocidental .

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

É só olhar para o passado, para a história. A China só está RETORNANDO para a posição que ocupou durante CENTENAS de anos. A China possui o território e principalmente a POPULAÇÃO para ser uma SUPER POTÊNCIA. Segundo o FMI FUNDO MONETÁRIO INTERNACIONAL, pelo método PPP PARIDADE DO PODER DE COMPRA, em 2013, a China IGUALOU com os EUA e ficaram praticamente EMPATADOS como a maior economia do mundo. EM 2014 a CHINA se tornou a MAIOR ECONOMIA DO PLANETA. Desde 2014 a diferença AUMENTA. É natural que em 2050 o PIB chinês estará MUITO DISTANTE do PIB norte-americano. Devido… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Como dito anteriormente trata-se apenas de uma previsão,que pode mostrar-se correta ou não. Nos anos 60 e até o começo do anos 80 muitas previsões, com base nos dados e na conjuntura mundial vigente, davam como certo que por volta do ano 2000 o Japão iria ultrapassar os EUA como maior potência mundial. Ocorre que no começo dos anos 90 a economia japonesa entrou em um longo período de estagnação ao passo que a economia norte-americana, beneficiada pelas inovações advindas da era digital, experimentou grande crescimento. Quanto à produtividade dos trabalhadores, um trabalhador norte-americano produz mais que 4x o que… Read more »

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Senhores, entrem no site do FMI Fundo Monetário Internacional imf.org procurem o database para PIB (em inglês GDP). Encontrarão o seguinte: PIB 2018 China = U$ 25 tri EUA = U$ 20 tri PIB 2020 China = U$ 29 tri EUA = U$ 21 tri PIB 2023 China = U$ 34 tri EUA = U$ 23 tri Ou seja senhores, HOJE a economia chinesa JÁ É 25% MAIOR QUE A AMERICANA e daqui a cerca de 5 anos, a PREVISÃO DO FMI é que a economia chinesa estará cerca de 50% MAIOR QUE A ECONOMIA AMERICANA. A China se tornou… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

“Mas esse método é antiquado, e não demonstra a realidade, uma vez que a moeda chinesa é propositalmente DESVALORIZADA em relação ao dólar.” Na verdade o que essa informação atesta é que o critério Paridade Poder de Compra é suscetível a fraudes. A moeda chinesa é propositalmente desvalorizada pelo Partido Comunista local para permitir que o preço das mercadorias por eles exportadas seja competitivo no mercado. Ou seja, não há aqui um real valor em virtude da manipulação levada a cabo pelos figurões locais. O real valor ( e não o artificialmente desvalorizado) da moeda chinesa, se fosse regido pelas… Read more »

Camargoer
Visitante

O mais irônico é que a maior economia do mundo não é regida pelo livre mercado (riso) nem é uma democracia liberal.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Mas quem calcula o REAL poder de compra de cada moeda são justamente organizações OCIDENTAIS. Não são os chineses que inventam o número e informam. Ao contrário, os chineses preferem adotar o antigo método (conversão de moeda pelo câmbio), para dizerem que estão em SEGUNDO lugar. Eles não querem serem vistos como AMEAÇA. Mas o BANCO MUNDIAL, o FUNDO MONETÁRIO INTERNACIONAL, essas instituições ocidentais que calculam o PODER DE COMPRA de cada moeda e concluem que o país que MAIS PRODUZ NO MUNDO, atualmente é a China. Vou dar um exemplo: Qual o maior mercado automotivo do mundo? 1) China… Read more »

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Isso é ilusão, todas as empresas ocidentais atualmente produzem na China e os respectivos países ganham com isso, eles não produzem por conta própria mais geram riqueza para seus países. Por que as instituições ocidentais adotaram esse modelo e a China insiste no antigo? Não tenho certeza mas tem coelho nessa cartola, produzir por si só não quer dizer tudo, por exemplo: um governo pode começar a fazer construções freneticamente que isso daria um bom incremento no pib e geraria muitos empregos mas seria ruim a longo prazo, a união soviética fazia isso e a própria China faz também.

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

O Brasil fez com Lula e Dilma e quebrou…

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Colega, o Japão possui 120 mi de habitantes, os EUA possuem 320 mi. O Japão é um país pequeno, dependente até de alimentos, já os EUA são um país enorme. A China possui praticamente o mesmo tamanho que os EUA, porém com uma população quase 5 vezes maior, estão beirando 1,4 BILHÕES de pessoas. Na década de 60, 70, imaginaram que as inovações no Japão e a rápida transformação do país em uma potência industrial e tecnológica seria suficiente para suplantar os EUA. Porém, foi justamente a diferença de tamanho da população que inviabilizou esta expectativa. Com a China é… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

As organizações multilaterais (e não ocidentais como você equivocadamente se referiu) apenas podem calcular esse suposto valor real com base nos dados que são divulgados pelo governo chinês. E uma vez que transparência nos dados não é uma virtude de Beijing (como não é em nenhum regime totalitário), e essas organizações não podem enviar auditores para avaliar toda a contabilidade e acima de tudo como são compostos os preços de produtos e serviços no país asiático. Dito isso, é preciso lembrar que a cesta de produtos que entra no cálculo do PPC inclui produtos e serviços que no caso de… Read more »

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

Srs, um off topic interessante…

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/deutschewelle/2018/05/02/brasil-registra-maior-aumento-de-gastos-militares-desde-2010.htm

No mais, muito interessante o debate… não me atrevo a participar, apenas a leitura já agrega muito.

Adalberto
Visitante
Adalberto

Só faltou dizer que neste cenário, o Brasil será a “grande fazenda do mundo”. Do jeito que estamos nos desindustrializando, contando com o apoio entusiasmado de brasileiros “liberais” que baixam as calças para a pseudo-meritocracia do “mercado”, achando que o capitalismo do EUA é um referencial absoluto e sagrado, estamos seguindo bonitinho o roteiro de um versão bollywoodiana de “admirável mundo novo”

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Essa situação econômica da China e dos EUA lembra muito o ciclo de vida de um produto, desde quando é lançado, tem um crescimento ascendente, chega no seu auge, caso não tenha estratégias para se manter no topo ou não se reinvente, chega um ponto que começa declinar até que se estabiliza em uma posição mais baixa sendo suplantado por outro lançamento e assim permanece ou acaba sumindo de vez.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Caro Roberto Bozzo. Aproveito o link que você postou, para responder ao colega HMS Tireless. Cada país produz em sua própria moeda. Para realizar qualquer tipo de COMPARATIVO envolvendo valores, eh preciso que seja feita uma conversão para que todos sejam comparados em uma mesma moeda. Nenhum método será 100% correto. Porém um estudo sobre o REAL poder de compra de cada moeda se mostra infinitamente mais preciso que uma simples conversão para dólar americano, utilizado o câmbio. Se os senhores puderem ler a matéria colocada pelo colega Roberto Bozzo, verão que a Arabia Saudita investe mais do que a… Read more »

Tio Velho
Visitante
Tio Velho

Eu trabalho com um cenário muito mais otimista que esse aí! O apocalipse vai chegar até em 2032! Aí, tudo vai ficar melhor!

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Não era 2012?

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Eu tenho uma previsão mais otimista do que a tua. Até 2032 nós estaremos em Marte! E de lá para o resto da Galáxia e do Cosmos. Nossa espécie, humana, terá um ciclo existencial de mais de milhões de anos, podendo se perpetuar se usa a inteligência que Deus nos deu. Historicamente, milhares de previsões de fim de mundo aconteceram, apocalipse, hecatombe, alienígenas, planetas ou cometas ameaçadores, mas nada se concretizou, embora, com o passar do tempo, todos os profetas do fim do mundo morreram. Poderemos sofrer, mas ainda haverá quem goze. Podes crer.

Tio Velho
Visitante
Tio Velho

Nobre companheiro Victor, Tio também curto e muito Star Trek; porém, gostaria de estar errado, mas pelos dados que já apuraram e estão mantendo a boca-pequena o cenário é o seguinte: falta de água potável para atender a todos, estoques de peixes dos oceanos já muito aquém de atender a capacidade do mundo, aumento confirmado da temperatura devido ao efeito estufa e por consequência, o desaparecimentos de linhas costeira continentais e suas cidades. Se começassem a fazer as mudanças necessárias agora, neste exato momento, já estaria muito ruim! Porém, os Bambambas que têm o poder estão salvando o deles e… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

A estagnação econômica do Japão nada teve a ver com a diferença populacional entre eles e os EUA mas sim deveu-se ao estouro de uma bolha imobiliária no começo dos anos 90 visto que os imóveis por lá estavam a tal ponto artificialmente valorizados que o Bairro de Ginza, o mais luxuoso e valorizado de Tóquio, estava valendo mais do que o Estado da Califórnia inteiro. Uma vez que tal bolha estourou os japoneses, assustados, começaram a poupar em quantidades absurdas a ponto de terem experimentado altas taxas de deflação por anos a fio. Quanto à questão da produtividade do… Read more »

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Não tem como os chineses alcançarem os americanos??? Você já entrou no site do FMI ou do Banco Mundial e puxou os dados do PIB PPC? A China ultrapassou os EUA em 2014. Se você continua insistindo no método de conversão de moedas, tudo bem. É só verificar no site do FMI as previsões (até 2023) e perceberá que no máximo em 2027 a China vai ultrapassar os EUA pelo método de conversão de moedas também. Ou seja, mesmo com uma moeda super desvalorizada em relação ao dólar americano, é apenas questão de tempo, POUCO tempo, para a China ultrapassar… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Como havia dito, embora eu não vá negar que o critério PPC esteja sendo utilizado por diversas instituições multilaterais, não me parece acertado visto que tenta igualar aquilo que não se pode igualar visto que produtos e serviços possuem preços diferentes nos países e em muitos casos são subsidiados, quando não totalmente assumidos sem contraprestação, pelo Estado.

Quanto à China alcançar os EUA em valores absolutos trata-se de uma previsão e não uma certeza tal como era previsão que o Japão ultrapassasse os EUA, o que não aconteceu.

Ps: Colocar palavras em letra maiúscula não torna o seu argumento válido.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Eu coloco algumas palavras em letra maiúscula para serem destacadas no meu texto. Aonde quero dar ênfase. Uma vez que não encontrei ferramenta para colocar uma palavra em negrito. O debate é interessante, justamente porque cada um trás uma contribuição e cada um pensa de uma maneira. Respeito suas opiniões, podemos concordar em muitas coisas e discordar em outras. Eu entendo que nenhum método é 100% eficiente. Com certeza, poderá haver distorções no método PPC. Porém o método de conversão de moedas, em minha opinião, é muitíssimo pior. Veja o exemplo que eu coloquei no comentário acima. Você acredita que… Read more »

strana
Visitante
strana

Desista de convencer o Tireless: ele jamais admitirá que os EUA possam ser superados.
O PIB por poder de compra é inegavelmente mais preciso que o Nominal. Este último mede o valor, convertido em dólar americano, não o tamanho real de uma economia. E digo mais: acho muito provável que até 2030 a economia indiana tb supere a dos EUA em tamanho real , pois ela já quase o dobro da japonesa ( quarta maior ) e metade da americana.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Estagnação da economia do Japão tem haver com seu modo de produção e como ele se estabelece no comercio mundial. O artigo da Forbes que eu postei fala sobre.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Meus comentarios estao sendo constatemente retidos. Isso e’ decriminacao ou e’ problema tecnico?

Walfrido Strobel
Visitante

Interessante é que quando o Brasil era a sétima economia mundial a Indonésia era a décima quinta, hoje estão encostando e todas as previsões apontam que vai passar o Brasil no futuro.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Ninguem usa o PPP para substituir o PIB nominal, o PPP per capita que é muito usado para melhor definir padrões de vida junto com o PIB per capita e IDH. Agora o PPP nominal é muito impreciso para medir valor das riquezas produzidas mas da uma percepção do tamanho da atividade econômica do pais. Se você pegar os documento do BC, do Federal Reserve do BC europeu você praticamente não vê o PPP, pq o quê importa é o valor das riquezas. O caminho da China para ser rornar a maior economia mundial passa por ajustar as instituições internas… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Não é porque a análise foi feita por experts que não merece críticas. Por exemplo, o Brasil em 2050 na frente da Rússia? em primeiro lugar, enquanto a Rússia é soberana, o Brasil é um pais colonizado e dominado, tanto cultural, social e economicamente aos EUA. O Brasil é militarmente irrisório, enquanto a Rússia é uma superpotência militar. Partindo do próprio conceito que de que a China vai assumir a liderança enquanto a Índia seguirá em segundo, os dois gigantes vão “puxar” a economia da Rússia para cima, haja vista a proximidade física e a parceiria estratégica que a Rússia… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

100zinha, E você com sua adoração à Rússia vem me criticar por supostamente e de acordo com seu entendimento me preocupar mais com o futuro dos EUA do que com o futuro do Brasil? E ainda quer esconder sua esquerdopatia citando algumas das supostas “mazelas” do Brasil pra disfarçar. Você é cômica e insulta a todos nós com sua tentativa de parecer mais equilibrada do que é. É só mais uma russófila imbecilizada antiocidental que deixa o pensador coletiva falar pela sua boca. E quanto a me preocupar pelo futuro do Brasil, enquanto tiver esquerdopatas como você se passando por… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Calma Bosquinho, vc está muito raivoso e estressado. Por que tanto ódio no seu coração? eu disse alguma mentira? você sabe que se preocupa muito mais com os EUA do que com o Brasil mesmo, deveria simplesmente admitir isso. Por que se doeu tanto? isso não é crime, vc se preocupa com o que quiser, quem sou eu para definir quais as suas prioridades? não estou criticando, estou só citando um fato. É a pura verdade, vc se preocupa muito mais com os EUA do que o Brasil, isso qualquer um pode constatar pela sua atitude, mas nao deveria se… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

100zinha, E por que eu deveria me preocupar com o Brasil? Acaso o Brasil irá colonizar o Sistema Solar? Será que a magnifica civilização brasileira tem potencial para garantir a perpetuação da espécie humana? Ou será que nossa população só se preocupa com seu próprio umbigo? Não que a “espécie humana” valha muito mais do que o gato enterra, mas pelo menos ter como objetivo a sobrevivência da espécie humana e a busca das respostas para as perguntas essenciais da humanidade é algo mais nobre que carnaval, futebol, se dar bem no partido, viver as custas do Estado ou do… Read more »

Adalberto
Visitante
Adalberto

Bosco,
Sempre respeitei seus comentários e algumas coisas que você escreveu eu até concordo. Entretanto, tem muito brasileiro que faz a diferença no mundo, sim. O problema do Brasil não é o “povo brasileiro”. Capacidade cerebral, dois braços e pernas, nos e os suecos temos em comum. O problema é que somente em raros momentos da história, tivemos um projeto de pais. Isto faz a diferença.

Bosco
Visitante
Bosco

Adalberto, Bom dia! O Brasil tem valores individuais relevantes mas como nação somos irrelevantes. E a culpa disso não é só dos governantes não… é nossa! Quando assistimos nossos compatriotas assaltando caminhões acidentados no meio das estradas com o motorista ainda dentro vemos o quão pequenos somos e o quanto temos que evoluir. Não é de se estranhar que nossa amiga “100” tenha tanta adoração pela Rússia. Sua adoração é tão grande que alijou até o Brasil da lista aí de cima e pôs a Rússia no lugar e na posição estimada que deveria ser nossa em 2050. E no… Read more »

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Existe umas contradições nas informações acima , é claro que em qualquer projeção o BRASIL estará entre as 4/5 maiores economias , mas temos que tomar Pé de nossos interesses e nos colocar como Força Mundial , e internamente quebrarmos as Pernas das Castas Corporativistas que espoliam o povo brasileiro, claramente é liderada pelo judiciário , depois todo sistema político e de altos funcionários públicos , então os interesses nacionais internos e externos poderão agir em defesa dos interesses de nossa população , e a desigualdade brasileira será equalizada !

dat
Visitante
dat

Para os que estão falando q tudo é fake, esses números estão quase certos que ocorrerão, a mão de obra de países desenvolvidos e o potencial de pib por hora trabalhada está quase no máximo, aí o potencial de crescimento é pouco. Na índia, China e Brasil ainda há um imenso potencial de exploração da mão de obra, isso somado por serem países emergentes e muito populosos faz com que tenham um imenso potencial de crescimento do pib. O Brasil irá crescer e se tornar um país muito melhor que o atual até 2050, não tenho dúvida