Home Carros de Combate Infográfico – número de tanques de guerra por país na Europa

Infográfico – número de tanques de guerra por país na Europa

9368
91
Clique no infográfico para ampliar
Clique no infográfico para ampliar

No infográfico, o número de MBTs (Main Battle Tank) ou carros de combate por país da Europa, baseado na lista da Wikipedia

Observar o número gigantesco de MBTs da Rússia, que inclui os modelos que estão na reserva como os T-55 (2.800 unidades), T-62 (2.500), T-64 (2.000), T-90A (200), T-80U (3.000), T-72B3 (7.000).

Um carro de combate (conhecido popularmente como tanque de guerra) é um sistema de armas que reúne em si, sob determinada prioridade sistêmica, as 5 ações essenciais ao combate: Poder de fogo, Ação de Choque, Proteção, Mobilidade, Informações e Comunicações.

Possui com elemento do subsistema mobilidade, a esteira (lagarta) através do qual se desloca. Como armamento principal, possui uma peça de elevado calibre.

O termo “tanque” (ou no original em inglês, “tank”) surgiu como um código criado por seus inventores, os ingleses, para disfarçar o projeto do primeiro carro de combate de seus inimigos à época, os alemães.

É um veículo de combate blindado utilizado geralmente pela cavalaria de um exército, projetado principalmente para atacar forças inimigas com a utilização de fogo direto.

Um carro de combate é caracterizado pelo seu armamento pesado e pela sua blindagem também pesada, tal como o seu grau de mobilidade que o permite atravessar terreno difícil a grandes velocidades.

Embora os carros de combate sejam caros de operar e exigentes na vertente logística, são, ainda o elemento mais eficaz e letal na guerra de assalto terrestre e continuará a sê-lo num futuro próximo.

Estão entre as armas de combate modernas mais formidáveis e versáteis, tanto pelo fato da sua habilidade para atacar contra alvos terrestres, tanto como o seu valor de choque contra a infantaria convencional.

As divisões de carros de combate são geralmente utilizadas com o apoio de infantaria, engenheiros, artilharia, aeronaves, e outros meios de suporte tanto técnico como de combate. Caso não sejam apropriadamente protegidos, os carros de combate podem ser vulneráveis a ataques de infantaria, minas, e de aeronaves.

T-72B1
T-72B1
T-55
T-55
T-62
T-62
T-64 e T-72 na Ossetia, em 2008
T-64 e T-72 na Ossetia, em 2008
T-90A
T-90A
T-80U
T-80U
Subscribe
Notify of
guest
91 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rui Chapéu
Rui Chapéu
1 ano atrás

Olhando um gráfico desses vc entende pq construíram o A-10 com o BRRRRRRRRRRRRRR dele!

Além dos Apaches/hellfire.

AL
AL
1 ano atrás

Editores, na primeira linha está carros de “bombate”…

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Países da EUROPA não tem tantos carros pesados de combate. Parece que com o avanço dos mísseis anti-blindados os faz não investirem tanto em carros pesados! Ficando ai em uma média de 200 unidades por paises.

_RR_
_RR_
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Douglas,

A questão é custo mesmo…

Um carro ocidental de nova geração é bem mais caro que os modelos russos mais avançados…

Paulo Guerreiro
Paulo Guerreiro
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Muitos desses paises ficam comodados e se garantindo na Otan (EUA) para socorrer em caso de ataque

Ivan BC
Ivan BC
1 ano atrás

Incrível como a Alemanha é um problema na Europa, fragiliza todos do bloco, o país tem um PIB muito grande, porém NO MOMENTO insignificância militar (poucos blindados, poucos caças operacionais, não tem porta-aviões e porta-helicópteros, não tem submarinos nucleares etc…a Alemanha tem ótimos equipamentos e capacidade, porém em quantidade ridícula), eu NÃO gostaria de ter um país desses no meu bloco. Queres fazer parte do bloco, contribuir ou queres ser carregado pelos outros? Está na hora dos alemães criarem vergonha na cara e chutarem a bunda dessa velha que mama nas tetas do Estado a vida toda (não larga o… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  Ivan BC
1 ano atrás

“Outro grande problema são os países baixos que outrora tinham mais de 1000 blindados modernos, hoje quase nada ou nada, sendo que são países muito ricos, pib/percapita elevado.” . Ricos?? Eles venderam muita coisa por conta da crise. O facão foi enorme. De Fragata e Navio de Apoio Logístico, de F-16 até Leopard… . “a Itália tem 400 blindados centauro 2 com canhão de 105mm” . Não tem tudo isso não… Muita coisa já foi despachada. Eles tinham pátios cheios de M113. Despacharam praticamente todos os Leopard. Só ficaram os Ariete e os melhores Centauros, que serão substituídos pela nova… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  Bardini
1 ano atrás

eles não tem mais condições de esbanjar e não serão mais potências planetárias ( singularmente) como antes , mas observe o tamanho da Holanda, sua população e o PiB, é algo incrível, sem mencionar a qualidade de vida. Quanto a Alemanha , menos Ivan, você repete as palavras do Trump. A Alemanha é o principal contribuidor da UE, junto com a França e a Itália são aqueles países que versam mais do que recebem . Países oportunistas como a Polônia (o grande aliado americano) são aqueles que mamam as custas dos outros europeus sem contribuir em nada , nem mesmo… Read more »

SPQR
SPQR
Reply to  Thiago
1 ano atrás

Rapaz, eu já ouvi o outro lado, dito para mim por um amigo polonês. Na opinião dele, a Alemanha fez o que Hitler tentou, sem dar um tiro. O poderio econômico do país domina a UE e fez com que ela unificasse os currículos por toda a Europa. Países que você chamaria de insignificantes, pagam os estudos de seus melhores cidadãos para que eles sejam contratados por empresas alemãs. Em troca, a UE, por via das contribuições financeiras da Alemanha, liberam verbas para os países que você chama de insignificantes. É uma perda de cérebros constante, uma troca desigual que… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  SPQR
1 ano atrás

Certo, Senatus Populusque Romanus, a Uniãopéia – representa 75% das exportações polonesas, só Alemanha 27%. A Polônia, com certeza fez o seu dever de casa, abraçou a economia de mercado, modernizou e subsídiou a economia do pais com os generosos fundos europeus. Desde que Varsóvia aderiu à União Européia em 2004, o PIB polonês mais que dobrou, as exportações mais do que triplicaram, o estoque de investimentos diretos do exterior aumentou de 45 bilhões para quase 200 bilhões de euros. . A taxa de desemprego caiu de 20% para 6,8% e mais de dois milhões de empregos foram criados. Até… Read more »

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Thiago
1 ano atrás

Você não sabe do que fala… a Polônia atrai muitos investimentos e tem uma das menores taxas de desemprego da união europeia e a economia deles cresce sem parar já faz mais de 25 anos, enquanto a UE estava em crise com crescimento negativo, a polônia continuava firme com média de crescimento de 3.5%.

Se acha que a Polônia é insignificante então digita no google ‘polônia crescimento’ e olha as notícias, mais ricos do que a Rússia e o Brasil eles já são…

Thiago
Thiago
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

Certo, amigo eu vivo na Europa, morei e trabalhei em vários países e tenho minha família na Itália, sei bem do que falo, vejo a realidade e as manchetes de jornais todos os dias além de procurar me informar antes de opinar. A Polônia não contribui em nada,esses países do leste europeu são apenas um atraso, um peso para os contribuintes europeus, quem fez decolar a economia deles foram os invéstimento europeus. 25 anos atrás Rumenos e polacos, eram uma praga para toda a Europa, alcoólatras violentos que se moviam por todo o continente em busca de trabalho e criando… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

Vão tentar ( tentaram) fazer o mesmo com a Ucrânia, e adivinha quem vai bancar esse fantástico crescimento… Daí você daqui alguns anos volta e aponta o incrível crescimento da Ucrânia , sem porém falar do peso e custo para contribuinte europeu.

Thiago
Thiago
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

A Polônia é insignificante ( como os demais países do leste, fora alguma exceção) pelo contributo que ela agrega para UE, é um fato ! O ampliamento da união deveria ter parado anos atrás , mas infelizmente os tecnocratas utilizaram a UE como braço político e econômico da OTAN.

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

Ninguém está bancando, as empresas vão investir na Polônia porque a mão de obra é mais barata do que na Alemanha, ela é uma das maiores exportadoras da Europa.
Na Ucrânia ainda tem muitas estatais, pouca liberdade econômica, corrupção e vários problemas que a polônia eliminou logo depois que se livraram do domínio russo. Precisam mudar muita coisa… o pib per capita de míseros U$2 mil da Ucrânia, é o mesmo que a polônia tinha em 1991… deviam ter acordado há muito tempo atrás que ser aliado da Rússia só atrasou bastante a Ucrânia.

Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

Smoking, não adianta explicar…

É a mesma ladainha de sempre.

Thiago
Thiago
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

Explicar o que que Rodrigo? os 10 bilhões de euros que a Polônia recebe todo ano da UE ? explicar o porquê Alemanha contribui com 23 e recebe apenas 10 bilhões ? Ou será que você vai explicar as duas décadas passadas na qual recebemos alcoólatras violentos do leste europeu( polacos, romenos , etc) que enviavam para a casa deles bilhões de euros de remessas e nos proporcionavam uma pior qualidade de vida ? Ou será que você me explica a assessoria e gerenciamento economico fornecido pelos europeus , a concorrência desleal , o não cumprimento da regras comunitárias ,… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

E não esqueça de mencionar a maravilhosa democracia polonêsa. Já que muitos se queixam do autoritarismo e da democracia Alemã. Falem de como é livre e independente o poder judiciário na fantástica democracia polonêsa.

Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

Bem vindo ao Brasil.. Moro em SP e aqui sustentamos o país todo e nem por isto nos achamos superiores. Receberam alcoolatras e violentos ? Bem o estereótipo do leste europeu isto… Vai falar que eles tinham as bochechas vermelhas tb ? A Polônia é um país que sofreu 2x no século passado, primeiro com os nazistas e depois com os discípulos deles… Normal que sejam mais críticos em relação a refugiados e ainda mais os muçulmanos que tentam impor sua cultura. Queria eu que o Governo brasileiro tivesse esta visão. Se você acha que a Polônia é um aliado… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  Ivan BC
1 ano atrás

A postura discreta e pouco assertiva da Alemanha há motivos de existir pois a maioria das nações européias ainda possuem certo receio e pavor da Alemanha, uma corrida armamentista ou uma atitude alemã mais assertiva desencadearia uma histeria coletiva nas chancelarias desses países . Os teutônicos recuperaram um pouco de confiança hoje em dia, mas há ainda esse medo da potência alemã. No mais , pergunto, do que adianta ter uma força armada bem equipada e ser um nação fraca e insignificante. Observem a Grécia uma força armada significativa , financiada pelos bancos europeus, mas hoje os estrangeiros ditam as… Read more »

Thiago
Thiago
Reply to  Thiago
1 ano atrás

# ficou preso um comentário antecedente

Antonio
Antonio
1 ano atrás

Interessante, também, a quantidade de tanques da Turquia.
Agora, mais de 15.000 tanques, apesar de alguns estarem obsoletos, não é brincadeira.

Zampol
Zampol
1 ano atrás

Esse infográfico está bastante por-no-gráfico: a força de blindados de Portugal seria superior à da França ou a da Itália? Tá bom.

Palmeida
Palmeida
Reply to  Zampol
1 ano atrás

Isso são dados da Wikipedia, que de rigor têm pouco ou nada!
Portugal têm de facto 37 unidades Leopard 2A6. Quanto aos 96 M-60 A3TTS, estão todos em reserva tal como os 86 M48A5 Patton (não há dados concretos se em caso de necessidade seria possivel colocar os M60 e M48 operacionais de novo – eu duvido).

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Zampol
1 ano atrás

Deve ser por causa da Espanha que tem bastante, assim como a Grécia, que está falida, mas tem 1345 tanques por causa do medo da Turquia!

Almeida
Almeida
1 ano atrás

Achei meio tendencioso, além de citar CCs russos obsoletos e de reserva porém não citar os da reserva da OTAN, também não mostra os Abrams americanos estacionados na Europa.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Almeida
1 ano atrás

Realmente eram para por os que estão na reserva, mas dos EUA alocados lá não concordo em por no gráfico.

Luiz Henrique
Reply to  Almeida
1 ano atrás

e não contou os Leopard 1 da Alemanha, se ñ esta em processo de desativação, ela possui mais de 2 mil.

‎Proelio Procusi
‎Proelio Procusi
1 ano atrás

O infográfico ignora os carros de combate em reserva de boa parte dos países da Europa Ocidental enquanto contabiliza os veículos em reserva da Rússia, que em sua grande parte já está tecnologicamente obsoleta e cujo estado de conservação põe em cheque a possibilidade de retornarem a ativa.

Roberto f. Santana
Roberto f. Santana
1 ano atrás

Boa matéria.

_RR_
_RR_
1 ano atrás

Com relação a Europa, esse gráfico apenas mostra o número de carros em serviço.

Só os alemães, salvo melhor juízo, tem mais de 2000 ‘Leopard 2’ em reserva… Há também a produção de ‘Challenger I’, que totalizou 400 exemplares para o Reino Unido; carros de combate esses que certamente permanecem em reserva.

Antonio
Antonio
1 ano atrás

Só os 3.000 T-80U e os 7.000 T-72B3 já formariam uma força massiva e esmagadora. É muita coisa.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

O problema não é ter MBT’s e sim ter tripulantes. A carreira militar não atrai mais na Europa Ocidental, consequência da desmistificação da virilidade e da coragem. Lógico, pode-se partir para o serviço militar obrigatório, mas tal é impopular e pode custar o pleito seguinte.
A Rússia, ao contrário, ainda cultua valores ligados à masculinidade, e é considerado honroso e patriótico servir às armas russas.

Jr
Jr
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Provavelmente um salario no setor privado da Europa deve ser maior do que o salario de um militar, e na Rússia deve acontecer o contrário ou no mínimo a diferença salarial não deve ter uma diferença tão grande assim. Você acertou na mosca quando diz que o problema principal das força europeias não é só a falta de meios, mas também a falta de pessoal, para que eu vou servir a força aérea e ser piloto de caça se uma companhia aérea paga 3 ou 4 vezes mais para eu ser piloto deles

nonato
nonato
Reply to  Jr
1 ano atrás

A companhia aérea só vai contratar piloto formado.
Já as forças armadas formam pilotos.
Há limite de pilotos para a iniciativa privada…

Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Na Rússia falta é emprego mesmo

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Tem também a questão demográfica, que encarece os custos de MdO.
As FAA tem que competir, com salários melhores, com as empresas privadas.

Soldat
1 ano atrás

Bom na minha opinião os estados Europeus nada mas são do que colonias Americanas…então logicamente quem tem que fazer a defesa da Europa tem que ser mesmo os Anglos-Americanos!!!

Para que a Alemanha, Itália etc…. irão usar suas economias em defesa se só na Alemanha a mais de 35 mil soldats Amis e na Itália a metade mais ou menos?.

Enfim minguem vai querê morre pela Geopolítica Americana.

Os Europeus já tem problemas demais com sua própria extinção….

Ivan BC
Ivan BC
Reply to  Soldat
1 ano atrás

Colônia de americanos? Não viaja!
Os europeus tem indústria militar forte, tem empresas de peso, são grandes exportadores de armas, basta ver o Brasil com Mirage, Gripen, Submarinos franceses, navio doca bahia dos franceses, Atlântico dos ingleses, blindados dos alemães, guarani dos italianos, satélite franco-italiano etc……Deus queira um Brasil colônia nesses moldes kkkk os próprios russos reconhecem isso, basta ver que estão copiando uma aeronave steath (su-57) e compraram os Mistral da França (apesar de não receber).

Marcelo Danton
Marcelo Danton
1 ano atrás

A conta é simples!
Sem supremacia aérea, todo esse equipamento será abatido como “tarrafa na sardinha”.

Andrigo
Andrigo
1 ano atrás

Me chamou a atenção o numero de CC’s da Suíça, um país pequeno, neutro e montanhoso.

CignusRJ
CignusRJ
Reply to  Andrigo
1 ano atrás

A mim chamou a atenção foi a Grécia, igualmente montanhoso, cheio de ilhas e pequeno.

Andrigo
Andrigo
Reply to  CignusRJ
1 ano atrás

A Grecia tem rusgas com a Turquia, muito mais justificável do que a Suíça. Fiquei curioso quanto à doutrina dos carros suíços em terreno montanhoso.

SPQR
SPQR
Reply to  Andrigo
1 ano atrás

A Suíça se dá ao luxo de ser neutra justamente pela dificuldade de ter o território conquistado. Se eles adicionarem equipamento militar às defesas naturais de montanha, melhor ainda para eles.

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  CignusRJ
1 ano atrás

A Grécia se bobear muito perde território pra Turquia… A ameaça não é pequena e ambos já foram às vias de fato…
.
Com o sultão e seus rompantes megalomaníacos no poder então, imprevisível…
.
Sds

Bardini
Bardini
1 ano atrás

A Russia mantém milhares de MBTs na reserva e quem vai tripular esses tanques ultrapassados tecnologicamente em caso de necessidade, são os buchas de canhão, mal instruídos e que raramente treinam. . Os holandeses venderam seus Leopards 2A6 por uma ninharia para os Finlandeses (canadenses e portugueses também compraram alguns). Hoje por exemplo, eles operam junto dos alemães, no Panzerbataillon 414, onde os alemães alinham Leopard 2A6 e 2A6MA2 com CV9035NL holandeses. . Da OTAN, quem tem mais tranqueira para ser substituída são os gregos, que chegaram a avaliar Abrams com os americanos, mas faltou dinheiro pra seguir com o… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Aliás… A OTAN estruturou 4 grupos de combate multinacionais perto dos Russos: http://www.mil.lv/lv/Sargs/Zinas/Military_News/2017/06/16-01.aspx#lastcomment

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  Bardini
1 ano atrás

O M48 deve ser a tranqueira (formam metade do número total e estão distribuídos em sua maioria nas ilhas, talvez para uma ação rápida o suficiente pra dar tempo de uma ação estruturada, mesmo porque tem muita ilha por lá, não esquece que a Costa da Grécia é maior que a brasileira)… Mas os Leopard 2 (A4 e A6) e os Leopard 1 A5, não são tão tranqueira assim, pelo menos acho que não…
.
E como vc bem citou, os turcos são o maior motivo do armamento grego (no passado também teve a URSS/yogoslavia na fronteira norte)
.
Sds

Alem
Alem
1 ano atrás

Brasil tem quantos atualmente?

Alex Nogueira
Alex Nogueira
Reply to  Alem
1 ano atrás

Resposta de leigo, acho que entre ativos e em reserva, aproximadamente 300, sendo Leopard 1A1, Leopard 1A5Br, M-60 A3 TTS.

Me corrijam se estiver errado por favor.

Diogo
Diogo
Reply to  Alex Nogueira
1 ano atrás

39 A1? Nao eram uns 100? Venderam ou destruiram o resto?

sub-urbano
sub-urbano
1 ano atrás

Tudo ao leste da Alemanha é tomado em 1 semana de Guerra, já disse isso aqui. É muito aço pra OTAN segurar. Vi videos deles treinando na Romênia, é patético, não há coordenação alguma. Ali tem Ucrânia e Polônia para resistir minimamente. Bielorússia e Sérvia iriam para o lado russo.

O primeiro que explodir um nuke o hemisfério norte todo vira pó.

Antonio
Antonio
Reply to  sub-urbano
1 ano atrás

O único problema é que os russos também têm enxames de mísseis, helicópteros, aviões e etc. Desta forma muito milhares de tanques do lado russo farão a diferença

Humberto
Humberto
Reply to  sub-urbano
1 ano atrás

Complementando o colombelli, imagina coordenar um ataque deste tipo? Um ataque de surpresa deste porte, não é mais possível hoje em dia, então em tese, os americanos (sempre eles), teriam tempo para suprir os seus aliados.Tenho la as minhas dúvidas, se os Russos iria conseguir mobilizar, manobrar 10% do que possui, seriam 1,5k carros de combates, com toda a logistica (combustível, peças de reposição, munição) além dos blindados para transporte de tropas. No mais sub-urbano, não se iluda, o uso de armas nucleares, mesmo lá em cima, seria devastador para nós. Começando por aqui, a web, vai para o saco.… Read more »

sub-urbano
sub-urbano
Reply to  Humberto
1 ano atrás

Os russos estão treinando grandes operações nos exercícios Zapad e Vostok, Humberto. Os caras estão treinando pra guerra mesmo, vai por mim. A única coisa que os impede de tomar o leste europeu é o soft power diplomático da UE e dos USA

Proelio Procusi
Proelio Procusi
Reply to  sub-urbano
1 ano atrás

“Vi videos deles treinando na Romênia, é patético, não há coordenação alguma.”

Por que? Erraram em que parte? Por qual motivo não havia coordenação? Como seria um treinamento coordenado?

sub-urbano
sub-urbano
Reply to  Proelio Procusi
1 ano atrás

Erraram em que parte? Nossos rapazes do Tiro de Guerra aqui seriam páreo duro para o contingente Romeno que eu assisti treinando com a OTAN no youtube.

sub-urbano
sub-urbano
Reply to  Proelio Procusi
1 ano atrás

Erraram em que parte? Nossos rapazes do Tiro de Guerra aqui seriam páreo duro para o contingente Romeno que eu assisti treinando com a OTAN no youtub

Proelio Procusi
Proelio Procusi
Reply to  Proelio Procusi
1 ano atrás

Agora você se referiu especificamente aos romenos, antes deu a entender que falava de toda a OTAN. Na verdade os romenos (assim como búlgaros e húngaros) não são muito bem vistos dentro da OTAN. São os mais amadores do bloco por assim dizer. Mas o leste da OTAN não é composto somente por eles. Os poloneses são treinados (ficam na média) e possuem boa quantidade de meios e pessoal. Os Estados Bálticos tem alto nível apesar dos números diminutos. O destaque vai para os letões, cuja infantaria é bem treinada e adestrada. Os eslováquios são muito bem treinados e adestrados.… Read more »

sub-urbano
sub-urbano
Reply to  sub-urbano
1 ano atrás

Collombelli, a OTAN além das fronteiras da Alemanha em direção ao Leste é uma sopa de letrinhas que fala polonês, húngaro, romeno, letão, eslovaco, lituano, checo, croata e búlgaro. Sujeito não sabe bulhufas que o “aliado” dele tá falando. O armamento é uma mistura de uns 1/3 de bagulhos ocidentais de segunda mão e 2/3 de armas soviéticas do antigo pacto de varsóvia. Grande parte são conscritos, mal pagos, doidos para cumprir o serviço obrigatório e emigrar para o lado mais próspero da UE. O salário mínimo desses paisecos é em torno de 200 e poucos euros. Países sem o… Read more »

sub-urbano
sub-urbano
Reply to  sub-urbano
1 ano atrás

Não tomei nenhuma ofensa, Collombeli, muito pelo contrário eu gosto dos seus comentários. Só acho que a OTAN, pelo menos no leste europeu, é muito vulnerável a um avanço russo.

Agnelo
Agnelo
1 ano atrás

Com o final da Guerra Fria, muitos acabaram com suas forças blindadas e outros as reduziram bastante.
Acredito q Alemanha, por exemplo, não tenha mais o Léo 1, não.
Sua reseva é de Leo 2 de unidades desativadas.
Dinamarca, Holanda e Bélgica praticamente acabaram com seus Bld.
Essa é a pressão dos EUA quanto a defesa da Europa, pois esta recaindo sobre eles.
Atualmente, os EUA estão voltando seus olhos para a guerra em larga escala, o q deverá resultar em mais meios e estruturas pesadas.
Será q a Europa não o fará?

EduardoSP
EduardoSP
1 ano atrás

Sobre o desinteressedos europeus em seguir a carreira militar, isso não tem nada a ver com essa conversa de fslta de virilidade e/ou coragem. São populações envelhecidas que precisam que os jovens trabalhem em atividades produtivas. Não podem se dar ao luxo de deixá-los nos quartéis fazendo nada.
O mesmo vale para a Rússia, cuja população já está começando a decrescer. Vai faltar soldado lá também.

Alfredo RCS
Alfredo RCS
Reply to  EduardoSP
1 ano atrás

“Fazendo nada” pelo seu conceito. As atribuiçoes de defesa sao notadas apenas quando em guerra e nao na paz. Ainda mais com a consolidaçao da ditadura de Putim e seus associados.
Para bom entendedor: si vis pacem para bellum…

Binho
Binho
1 ano atrás

400 T-90 é pra deixar qualquer um de olho aberto na hora do sono na fronteira

Engraçado já vi fontes que a Russia tem bem mais que isso

rdx
rdx
1 ano atrás

No próprio wikipedia aparece uma lista mais aceitável dos carros de combate ativos da Rússia.

+ 10 T-14;
350 T-90;
450 T-80;
1900 T-72.

Total: 2710

Os carros T-64, T-62 e T-55 estão na armazenados….para emprego em uma eventual guerra mundial e, sobretudo, para abastecer forças militares aliadas empenhadas em guerras por procuração, assim como acontece atualmente na síria.

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

A questão é simples, a Rússia está se preparando com quantidade e qualidade, enquanto a OTAN está seguindo o caminho inverso. Por isso este desespero americano quando ocorre alguma reunião da cúpula; é pancada pra todo lado. A Europa hoje enxerga uma Rússia não tão assustadora, o que eu particularmente acho um erro. A Rússia tem sim um viés ideológico expansionista, e é uma questão de tempo para ela abocanhar mais alguma região da Ucrânia. Os Estados Unidos juntamente com a Inglaterra são os únicos países realmente comprometidos com a defesa europeia. Sobre o Brasil, deveríamos aproveitar este saldão de… Read more »

_RR_
_RR_
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Antunes 1980, Pelo contrário… Os europeus também estão buscando recuperar o atraso em carros de combate. Franceses já levam adiante o upgrade em seus ‘Leclerc’, alemães já lançam novas variantes da família ‘Leo 2’ e planejam novo carro para 2030; entre outras iniciativas de países menores… É certo que os governos europeus recentes ( dentre os países europeus mais ricos, quero dizer ) deixaram a desejar. Mas lentamente, pelo próprio desenrolar dos eventos, estão deixando a letargia de lado. Quanto a comprar novos carros, isso fica mais difícil a cada dia… Com o recrudescimento das tensões entre europeus e russos… Read more »

Yan Klows
Yan Klows
1 ano atrás

E gráfico ta meio furado…
As forças russas ativas são muito menores: Compreendem em +200T-72BA,+ de 2000 T-72B3/B3mod 2016, +-400 T-80U/EU, 400 T-90A, 100 T-14 + 132 ate 2021.*
As forças ainda possuem ate 2020 +-900 BMP-3/3M**, +1500 BMP-2*** e + de 400 BMD-4/4M****

BMP-1/T-55/62/T-72B estão em estoques e reserva

* Compra de 132 noticiada no Forum de 2018 entregas até 2021.
** +64 unidades até final 2019
*** 264 unidades modernizadas 2019
**** 132 unidades até final de 2019
informações vindo do ultimo Forum 2018.

MAD DOG
MAD DOG
1 ano atrás

Um pouco de DEVANEIO…. Poderíamos reprojetar/ atualizar o nosso Osório, fazer o New Generation, para os dias de hoje com torre de 120 mm e equipar os 04 RCC existentes nas 02 Bda blindadas no Sul e criar mais 02, sendo 01 em SP (CMSE) e outra no MS / MT (CMO). Seriam 8 RCC com 55 carros cada, mais 14 para as escolas, totalizando 454 tanques principais de combate Osório NG; Ainda, ressuscitar o projeto Tamoyo com torre de 105 mm, um tanque médio de combate, para mobiliar os 04 RCB das 04 Bda Cav Mec e a criação… Read more »

Agnelo
Agnelo
Reply to  MAD DOG
1 ano atrás

Prezado
Os RCC tem 54 Carros.
Os Esqd CC tem 13 Carros.
Sds

MAD DOG
MAD DOG
1 ano atrás

Corrigindo:
…”Serão 04 RCB com 29 carros cada, mais 04 Esquadrões com 15 carros CADA, mais 14 para as escolas, totalizando 190 Tanques médios de combate;”

Ypojucan
Ypojucan
1 ano atrás

Caros, muito confuso e para dizer a verdade bastante falho esse infográfico. No caso das forças blindadas russas, os números são muito mais modestos do que o apresentado. De fato, a Russia mantem uma reserva enorme de blindados, mas, assim como nas outras forças (VKS – Força Aeroespacial e Marinha), estar em “reserva” não significa muita coisa, já que grande parte não poderá ser mobilizada sem que haja um custoso e complexo trabalho para trazer esse inventário novamente para a ativa. Para ficar em tanques (carros de combate) modernizados ou novos, o quadro próximo do real é esse: São cerca… Read more »

ScudB
ScudB
1 ano atrás

Informação completamente equivocada ou distorcida propositalmente. Exemplos: – os números da Rússia e Ucrânia são inflados (da Rússia com tanques de descomissionados e da Ucrânia – destruídos e perdidos para Novorossia , ou desmanchados e canibalizados para manter pelo menos umas 500-600 unidades de T-64/T72) – as quantidades da Belarus estão sem mínima coerência com a realidade que passa de 3000 unidades e entre eles 1317 T-72 e 69 T-80B. São 6 brigadas mecanizadas sem contar motorizadas e regimentos especiais (centros de preparação , regimentos da segunda linha de quadro reduzido etc). – Polônia – 400 unidades de linha (parte… Read more »

Bispo
Bispo
1 ano atrás

na boa… se um dos lados sentir que esta perdendo… principalmente se esse lado for o russo… irão usar ogivas nucleares…. ou seja… um lado pode ter 50.000 tanques , se o bicho pegar , vira lata de Coca-Cola…radioativa.

Marco Passamani
Marco Passamani
1 ano atrás

Isso daí está tudo errado. Segundo reportagem exibida hoje no JH: “Participaram do exercício 300 mil militares e também 36 mil tanques e mil aviões. último exercício militar semelhante na rússia foi há mais de 35 anos.” Ou seja, a Rússia tem 36 mil tanques. rsrsrsrsrsrrsss
Fonte: https://globoplay.globo.com/v/7011227/

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

Sem contar que você tem que coloca-lo numa estrutura operacional organizacional, para forma uma unidade blindada.
A Russia hj tem cerca de 2500 tanques operacionais.
A UE tem uns ~5000.
A OTAN uns ~7000, contando com EUA e Turquia.
Juntando a OTAN com a EU da uns ~8000 tanques.
É por isso que a Alemanha que ja teve ~2500 tanques, hoje só tem 250.
Ele se apega na defesa coletiva.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

O problema pra um, é o mesmo para outro, o tempo que um leva pra mobilizar as tropas ou outro também leva, por isso não tem tanta necessidade de terem tantos blindados.
Sem contar que o pib per capita do ocidente e sua infraestrutura é 1000x menor.

Bardini
Bardini
1 ano atrás

Maluco vem me falar que os Russos atravessam a Europa como “faca na manteiga”… É sacanagem, só pode. Os Russos vão botar mais de uma dezena de milhar de blindados ultrapassados em condições plenas de combater do dia pra noite como? Como eles vão mobilizar dezenas de milhares de conscritos do dia pra noite, para tocar um ataque “surpresa”, sem fazer a OTAN preparar suas “trincheiras” e se armar até os dentes? Vão obter superioridade aérea sobre a Europa como, com mágica? . Em 2014, a LM entregou o Javelin de número 40.000 para o US Army. Isso é só… Read more »

sub-urbano
sub-urbano
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Não é a Europa toda não, Bardini. Eu falei que chegam até a Alemanha com facilidade. Veja só, eu disse tudo ao leste da Alemanha.

Jr
Jr
Reply to  sub-urbano
1 ano atrás

Você tá sendo muito otimista, creio que eles teriam condições de tomar uma parte dos países Bálticos, até uma contra ofensiva da Otan, mas isso é só conjectura, eles não vão e nem pretendem fazer isso. Se um dia eles resolverem fazer isso, seria parecido com algo que aconteceu no leste Ucraniano, ou seja, usariam os russos falantes nesses 3 países bálticos como bucha de canhão.

SPQR
SPQR
1 ano atrás

Prezados, gostaria de participar da discussão, mas tive comentários retidos no forte e no aéreo. Infringi alguma regra do blog? Peço desculpas. Obrigado!

Cangaceiro
Cangaceiro
1 ano atrás

Os números de blindados russos sempre impressionam! Desde o começo da minha adolescência, na década de 80, me lembro nos “Guias de Armas de Guerra”, as quantidades absurdas de blindados do Pacto de Varsóvia (a época).
Mas guerra, não é o jogo War, nem Supertrunfo, e envolve além das suas forças (e não estou falando apenas dos blindados), mas da preparação, terreno, qualidade e moral dos seus soldados (e povo), efeito surpresa, logística (principalmente de combustível), comunicações e também a qualidade dos seus generais.

Soldat
1 ano atrás

Bom volto a dizer se os Russo chegarem a Alemanha os Germânicos não irão LUTAR……não adiantam ficarem de mimi……não irão lutar abrirão todas as suas cidade com bandeiras Branca e Russas.
————————————————————————————————————
O sonho dos Ingleses, Americanos e Israelenses de verem os Teutos morrerem por Eles vai ficar no SONHO….. de uma noite de verão…..rsrs….

pS:

Eles já estão sendo invadidos ha muito tempo do jeito que tá mais uns 20 anos vai todo os Europeus ficarem pardos e e gritando o mantra اAllahu Akbar….الله أكبر….الله أكبر…..الله أكبر……الله أكبر

Ridge
Ridge
1 ano atrás

Para quem reclamou da falta de coordenação da OTAN em exercícios, assistam aos primeiros 40 segundos deste vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=6S_6szG8LjA

Agnelo
Agnelo
1 ano atrás

Senhores, boa noite Tudo q há na OTAN, de meios e doutrina, foi idealizado para conter o exército soviético. Só q já foram aperfeiçoados. Porém, diminuiu muito o efetivo. Ao mesmo tempo, as forças americanas possuem milhares de meios pre-posicionados. Do outro lado, as forças russas possuem meios também mais modernos. Ficam varias questões. A Rússia consegue manter todos os seus meios em condições? A doutrina russa ainda é igual a soviética q tole a iniciativa dos subordinados? Certamente, nem a OTAN e nem a Rússia conseguem realizar sua Concentração Estratefica em sigilo, o q aciona o outro lado. A… Read more »

Ricardo
Ricardo
1 ano atrás

Quem realmente ameaça a Europa Ocidental? A resposta é muito simples: ninguém! Chega a ser deprimente o esforço colossal que os ingleses fazem para colocar os russos como ameaça a fim do exército coletar mais dinheiro, fato é que essa estratégia não tem colado entre o britãnico comum que está mais interessando em ver melhores condições de vida do que ver seus impostos colocados em armas. Como disse um general russo certa vez, os porta-aviões de nova geração ingleses não passam de imãs de mísseis simplesmente porque a Royal Navy nã tem condições de escoltalos decentemente!

Dr.Telêmaco
Dr.Telêmaco
1 ano atrás

Mas por quê a preocupação, afinal temos aprendido nos fóruns que a Rússia é um urso de papel cuja economia está em ruínas e que só usa sucatas recauchutadas da era soviética? Que o Su-57,que já não valia nada, acabou de vez e que o T14 é um engodo. Ou seja, está certa a OTAN, gastar dinheiro pra se defender de um “ninguém” é desperdício!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Dr.Telêmaco
1 ano atrás

Dr. Telêmaco, A Russia é um tigre de papel no que realmente importa, em sua economia. Não são 15.000 tanques que a faria perigosa, seu arsenal nuclear basta para resolver qualquer questão. O arsenal Russo e tão perigoso como os arsenais nucleares dos Americanos, Chineses, Ingleses e Franceses (para não citar Pakistão e India) que melam qualquer possibilidade real de se utilizar 15.000 tanques (“vamos arrasar a Europa). Me diga o porque a Europa teria que se defender dos Russos??? Para a Russia não vale a pena abrir uma Guerra contra a OTAN, a mesma não quer lutar, e isso… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

OK… a Espanha tem mais tanques do que a França e a Inglaterra juntas??? Entendi. Temos mais tanques do que a Alemanha (na boa, os nossos Leopard e M-60 são melhores que os T55 russos que estão contabilizados ente os 15.000 tanques disponiveis. Sei lá, de vem em quando algumas coisas não fazem sentido para mim. Vale a pena lembrar que a estratégia de defesa da Europa (que passa longe de uma Estratégia de Ataque) nunca esteve calcada em quantidade de tanques, mas sim numa defesa em profundidade com uma rede eficaz de ATGW´s e em aviões e helicopteros destruidores… Read more »

Vitor Rodrigues
Vitor Rodrigues
1 ano atrás

Rodrigo Martins,
A única coisa que SP sustenta no país é congestionamento!