Home Carros de Combate Tanque indiano Arjun Mark1-A em testes

Tanque indiano Arjun Mark1-A em testes

4075
26
MBT Arjun Mk1

Versão Mark1-A terá melhor capacidade de disparo, mobilidade e menor peso

O governo indiano confirmou que a DRDO (Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa) e o Exército Indiano estão realizando testes de desenvolvimento do Arjun Mark-1A atualizado, que agora vem com mais de 93 modificações feitas na primeira versão Arjun Mark1, que foi introduzida pela primeira vez de 2011 em unidades do Exército Indiano.

O Arjun Mark1-A é, na verdade, um trabalho anterior que foi idealizado para desenvolver a variante Mark2, que agora está passando por melhorias adicionais e redução de peso e deverá estar pronta para produção em alguns anos.

Após uma melhora considerável em sua blindagem e com várias modificações e melhoramentos, o peso do tanque atual subiu para 68 toneladas, de 58 toneladas da variante Mark1.

O Exército Indiano tardiamente exigiu até 3 toneladas de redução de peso em 2016. De acordo com estudos da DRDO que exigiram um casco reconfigurado para perder todo o peso extra que ele ganhou devido às exigências do Exército, uma considerável quantidade de tempo e testes foram necessários para recertificar o casco e a torre recém-reconfigurados.

O Ministério da Defesa (MOD) recomendou ao Exército Indiano a aceitar 118 unidades da variante Arjun Mark1-A, enquanto a DRDO continua a desenvolver a variante Mark2.

Para ampliar o desenvolvimento, o casco e a torre foram terceirizados para Reliance Infra em 2017 e a CVRDE já recebeu o primeiro casco e as torres da empresa antes do cronograma em 2018, que provavelmente serão usados no Arjun Mark1-A.

MBT Arjun MK2
Subscribe
Notify of
guest
26 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Flight
Flight
1 ano atrás

Toda vez que vejo esses tanques só me vem o Osório na memória e o lamento do mesmo não ter vingado.

Bardini
Bardini
Reply to  Flight
1 ano atrás

Esse Arjun é trocentas mil vezes mais indiano do que o Osório foi brasileiro.
.
2019… Deixa esse projeto morrer em Paz.
.
E o Tanque que o EB queria era o Tamoyo.

Flight
Flight
1 ano atrás

Também o Sucuri II, com outra finalidade, mas que para sua época era muito bom ao fim que se destinava.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Flight
1 ano atrás

O Sucuri II já era outro ninja na época com canhão de 105 e sendo um 6×6, pena que morreu junto com o Osório.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Flight
1 ano atrás

Sem falar no Tamoio que também morreu na mesma época.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
1 ano atrás

Ao ver um monstro desse e comparar com seus antepassados MBT’s conforme o documentário,show, que tem na NetFlix(o qual aconselho a todos verem) é impressionante. As necessidades presentes e advindas de lições em guerras e conflitos levaram os MBT’s a incorporarem tudo o que se vê hoje.

OSEIAS
OSEIAS
Reply to  Tomcat4.0
1 ano atrás

qual o nome do documentaria?

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  OSEIAS
1 ano atrás

Tanques de Guerra;Mobilidade Mortal.

Julio
Julio
1 ano atrás

Arjun e Tejas, não sei qual dos 2 consegue ser mais enrolado.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Julio
1 ano atrás

Kkkkkkkkkkkk acho que nada supera o Tejas.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
1 ano atrás

Com certeza o Tejas !!!
O Arjun perto do Tejas é o Flash!!!rs

J-20
J-20
1 ano atrás

Você só precisa de 1 tiro para destruir um Arjun, justamente na parte metade da torre onde está localizado o visor do artilheiro. Lá a blindagem é quase inexistente. Além disso, nem precisa se preocupar com o seu APFSDS. Segundo fotos vazadas, o seu poder de penetração é de 300mm de RHA

Bardini
Bardini
Reply to  J-20
1 ano atrás

Você já ouviu falar em erro aleatório e fatores de influência que podem estar presentes em um tiro desses?
Isso claro que, antes de fazer aquela busca no Dr. Google…
.
Um blindado acertar o outro, em certas circustâncias já é uma tarefa difícil. Um blindado acertar este sistema é um nível de complexídade muito além da simplicidade do seu comentário.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Bardini
1 ano atrás

No jogo arcade de computador, no qual foi baseado o comentário dele… não deve ser tão difícil… rs

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  J-20
1 ano atrás

Autor do artigo: “Deya Roy, “””””Defense Enthusiast””””””, S&T Policy Consultant and a Voracious Reader

Marcos
Marcos
Reply to  J-20
1 ano atrás

And the tank designers are foolish enough to overlook the said shortcoming ?
SMH

Jeff
Jeff
Reply to  J-20
1 ano atrás

Rápido, avisa lá os indianos…

Panzerhaubitze
Panzerhaubitze
Reply to  J-20
1 ano atrás

Esse J-20 ainda anda jogando muito War Thunder.

Luís Henrique
1 ano atrás

Estão no caminho certo. Hoje nós damos risada, tem piadinha. Daqui 10 ou 20 anos o Arjun mk2 ou mk3 ou um novo MBT, assim como o Tejas mark 2, 3 ou um novo caça serão muito melhores que os atuais. E a Índia será cada dia mais independente de fornecedores estrangeiros. Até que em 2050 provavelmente serão uma superpotência militar assim como os EUA e a China. Se nós não fizermos a lição de casa, daqui uns anos eles farão piadas de nós. Aliás, se analisarmos o poder militar deles e o nosso, não poderíamos nem sonhar em fazer… Read more »

Daglian
Daglian
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Menos. O IDH da Índia é digno de um país miserável. Nem nós podemos rir do poder militar deles, nem eles podem rir do nosso país, que apesar dos pesares está melhor para o seu povo do que a Índia.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

“Hoje nós damos risada, tem piadinha”
.
Qualquer um que “zomba” de uma iniciativa, qualquer que seja, de desenvolvimento e/ou pesquisa de qualquer coisa, é um tolo (para não adjetivar de forma mais baixa).
A roda que foi inventada nos primórdios da humanidade não foi uma de aro 20″ de fibra de carbono com pneus run flat de perfil baixo…

Elton
Elton
1 ano atrás

Se nos tivéssemos dois vizinhos com exércitos enormes e armas nucleares(China/Paquistão) também seríamos uma força militar formidável tanto em meios aéreos, navais e terrestres e com certeza com uma variedade de armas nucleares táticas e estrategicas e soldados com os melhores equipamentos e treinamento possíveis.mas……

Delfim
Delfim
Reply to  Elton
1 ano atrás

Mas temos 150 anos sem guerras com vizinhos e 116 anos de fronteiras definidas.
E tem gente fora, e pior, dentro daqui que acha que somos “anão”.
Que continuem pensando.

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Mais do mesmo, nada que um T-90S ou mesmo um Leopard 2A4 não possa realizar.
Dinheiro jogado fora desenvolvendo um equipamento que poderia muito bem ser adquirido da Alemanha ou Rússia.
Se bobear até os M-60 turcos dão mais conta do recado.

Andre Motta
Andre Motta
1 ano atrás

Se é uma modernização é sinal que ja foi pior e estão avançando…poderíamos ter feito o mesmo e hoje estar produzindo nossos próprios meios blindados.