Home Blindados Tanque russo T-14 Armata começará testes em 2019

Tanque russo T-14 Armata começará testes em 2019

7268
221

O tanque T-14 da Rússia baseado na plataforma Armata passará por testes estatais nas instituições científicas e de pesquisa do Ministério da Defesa em 2019, informou o serviço de imprensa do ministério em 1 de janeiro.

“O tanque T-14, que foi criado na plataforma universal Armata e desenvolvido para as Forças Terrestres, está completando os testes do fabricante. O veículo de combate em 2019 começará a ser submetido a testes estatais nas instituições científicas e de pesquisa do Ministério da Defesa da Rússia”, disse o ministério.

O T-14 é o único tanque do pós-guerra de terceira geração do mundo. O Armata é o desenvolvimento da Rússia, que não tem contrapartes no mundo.

Mais cedo, o vice-ministro da Defesa, Alexei Krivoruchko, disse que o Ministério da Defesa assinou um contrato com a Uralvagonzavod para a entrega de 132 tanques T-14 e veículos de combate de infantaria T-15 baseados na plataforma de combate Armata. As entregas devem ser concluídas até 2021.

O tanque T-14 baseado na plataforma Armata foi mostrado ao público pela primeira vez no desfile do Dia da Vitória na Praça Vermelha em 9 de maio de 2015. O novo veículo de combate possui equipamento totalmente digitalizado, uma torre não tripulada e uma cápsula blindada isolada para a tripulação.

 

Modelo T-14 Armata da Revell

FONTE: TASS

221
Deixe um comentário

avatar
42 Comment threads
179 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
66 Comment authors
Mairton MeloAugusto LnonatoMGNVSWalfrido Strobel Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Eis a bola da vez, o MBT a ser batido. Que máquina!!!
O conceito Armata(plataforma) é sem dúvida um ganho e tanto, poder ter vários tipos de veículos e de funções variadas sobre uma mesma estrutura.

Junior
Visitante
Junior

Finalmente os Russos fizeram um tanque que não é derivado dos T-72

JPC3
Visitante
JPC3

Enquanto o FCS dos americanos não resultou em nada, os russos passaram na frente.

Pedro Calmon
Visitante
Pedro Calmon

Aquele que quebrou no meio da parada militar?

Mairton Melo
Visitante
Mairton Melo

O ARMATA é uma plataforma extraordinária mesmo. Muitissimo moderna e flexível. A gente ainda vai ver muitos blindados com base nessa plataforma e o T-14 é apenas o primeiro deles.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Rússia na vanguarda da tecnologia militar. Os EUA vão precisar de décadas para alcançá-los, isso se começarem a fazer certo a partir de agora.

Mas tomara que construam mais 10 porta-aviões.

JPC3
Visitante
JPC3

Por que os EUA demorariam décadas para alcança-los?

Os EUA não projetaram um tanque de nova geração porque não quiseram. Acharam desnecessário só isso.

JPC3
Visitante
JPC3

Não estou afirmando que os EUA fariam melhor (até porque se sabe pouco sobre eficiência do Armata para poder afirmar qualquer coisa), mas é uma área na qual eles não investiram porque acharam que a Rússia estava “morta”.

Recce
Visitante
Recce

Na verdade esse conceito já havia sido testado pelos EUA no protótipo M1 TTB.

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Não existe um grande interesse no desenvolvimento de novos modelos porque a viabilidade do tanque como arma de guerra da atualidade é muito questionada. Portanto se a aposta do resto do mundo estiver certa os russos é que estão na retaguarda investindo errado o dinheiro dos impostos.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Imagine a sequência de fatos. Primeiros atacam os Sukhois. Depois os Kamovs. Em seguida chegam os Armatas. E para fechar, entram em cena os Spetsnaz. Nada sobreviveria a isso.

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Volte a tomar os seus remédios. Já passou o efeito. Inacreditável o exercício de futurologia quando o viés político supera a razão do que é uma guerra. Normal para quem vive torcendo para que a China seja a maior potência militar do mundo mas não tem coragem de usar o hao123. Critica o ocidente mas usufrui de tudo o que ele produz.

Edimar
Visitante
Edimar

posso tomar posso de seu comentário? foi perfeito..

JPC3
Visitante
JPC3

Isso se os Sukhoi sobreviverem a superioridade aérea da OTAN ou dos EUA.

JPC3
Visitante
JPC3

Os spetsnaz vão antes e não depois.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Melhor se o campo estive devidamente ‘amaciado’.

JPC3
Visitante
JPC3

Sim, a OTAN não tem defesa anti-aérea nem mais caças que a Rússia…

Agnelo
Visitante
Agnelo

Pra evidenciar sua falta de noção do assunto, os Spetnaz começariam primeiro…

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Estou apenas me referindo a eles como sendo o uso de uma unidade extremamente capaz. A melhor do mundo.

Recce
Visitante
Recce

Melhor do mundo?

Eles são bons, mas seu histórico operacional possui muitas lambanças.

E a bem dizer, ainda temos o SAS, Delta, SASR, 1er R.P.I.Ma, 1º BEF…

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Ta jogando muito Call of Duty MW2. melhor parar.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Já lhe recomendei interpretação de texto, agora busque o tema: Superioridade Aérea” – leia, entenda e discorra em uma redação de no minimo 200 paginas sobre o tema.

Obs.: Nada que rasteja sobre a terra tem serventia sem superioridade aérea, pergunte ao Saddan… ops não dá… Ele não tinha superioridade aérea

nonato
Visitante
nonato

E antes disso, os integrantes da quinta coluna vão fazendo o jogo sujo…

Bosco
Visitante
Bosco

Todo carro de combate tem suas peculiaridades. O M-1A2 tem blindagem de urânio, o K2 lança projéteis EFP, o Merkava tem cabine para tropas, o Armata tem habitáculo isolado da torre.
Nenhuma dessas características é suficiente para qualificar nenhum deles de “sem igual no mundo”.
Na verdade os russos fizeram um imenso alarde mas na hora do “vamo vê” o Armata se mostrou apenas mais um tanque convencional como qualquer outro, com uma séria de características interessantes mas longe de ser algo fenomenal ou acima da média.

Felipe Silva
Visitante
Felipe Silva

Esse armata é mais propaganda do que outra coisa. K2 e Type 10 é que são os mais avançados.

Junior
Visitante
Junior

É mesmo? Você poderia dizer em que o type 10 é tão revolucionário que o faz mais avançado que os outros?

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

E o Armata????

Junior
Visitante
Junior

Perguntei ao Felipe em que o Type 10 era tão revolucionário para ele afirmar que ele era mais avançado que os outros, ele não respondeu. Agora eu vou perguntar a você, aonde em meus comentários eu afirmo, indico ou dou a entender que o armata é mais revolucionário que os outros tanques?

Bardini
Visitante
Bardini

Type-10 e k2 tem uma suspensão hidropneumática, que além de auxiliar na manobrabilidade e estabilidade, permite entre outras coisas, inclinar o blindado aumentando os ângulos possíveis de engajamento compensando o terreno…
.
A transmissão do Type-10 permite ter a mesma velocidade que vai pra frente, indo para trás.
.
Estado da arte em termos de mobilidade:
https://www.youtube.com/watch?v=AMyunYidyKg

Luiz Henrique
Visitante
Luiz Henrique

O motor do Type-10 parece muito exposto,li muitas críticas sobre este aspecto dele.

J-20
Visitante
J-20

Na verdade, Bardini, o diferencial do Type 10 é sua blindagem feita de nanocristal de aço, o qual o fabricante alega ser 4x mais forte que o aço comum. Porém, existe um pequeno defeito do Type 10: mesmo ele tendo uma blindagem tão eficiente, o fato dele ser aplicado em pouca quantidade, fazendo-a ficar mais leve (tanto é que seu peso com o máximo de blocos de blindagem não passa os 50t), acaba por ofuscar essa inovação. Edit 1: a suspensão ativa não é novidade para os japoneses, pois desde o Type 74 eles já a usam. Isso foi passado… Read more »

Sidney
Visitante
Sidney

Bosco = Bom Senso – Algo que as vezes se perde na trilogia pelos que vestem a camisa de algum lado.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Concordo que cada um tenha suas peculiaridades mestre Bosco mas convenhamos que o T-14 Armata(que tbm é apenas mais um em um universo de MBT’s ) foi/é o motivo da corrida européia por um novo MBT,ou melhorias nos seus melhores exemplares, o que demonstra que os especialistas na área viram algo a mais nele .
A propósito não sou fanboy nem de A e nem de B ok, todos teem seus méritos e deméritos ?!

Bosco
Visitante
Bosco

Tomcat, Eu vejo uma evolução natural dos tanques europeus e sinceramente nada que seja uma reação específica ao Armata. O Armata, enquanto arma revolucionária, foi decepcionante, mas inegavelmente é um excelente blindado. Vale salientar que o T90 já é muito bom. As novas evoluções no campo dos MBTs se refere a novos canhões, sejam de maior calibre (130 a 140 mm,provavelmente, com o 152 correndo por fora) combinado ou não com o sistema de disparo eletroquímico. Como não há nenhuma grande evolução à vista na blindagem, nem na mobilidade (a propulsão elétrica ou híbrida ainda vai levar algum tempo), vai… Read more »

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Bela observação Bosco, e no tocante aos 3 pilares cxreio que o que deve ficar mais atrás no caso do Armata é a mobilidade pois o bichão é enorme.
Obs. T-90 MS ou S é meu sonho de consumo pro EB mas…..

joão
Visitante
joão

boa tarde bosco, na minha humilde opinião, o que de mais revolucionário surgiu nos últimos anos foi o sistema trophy israelense.

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Uma das caracteristicas mais legais do eqpto russo é a defesa ativa , ao contrario da reativa.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

O Armata possui os dois sistemas de defesa: ativo e reativo.

Pedro
Visitante
Pedro

E o que é “suficiente” para qualificar um projeto como “sem igual”? Acho que todo mundo aqui gostaria de saber. Vc não sabe, mas um carro de combate é um veiculo blindado, de esteiras, com uma torre movel TRIPULADA e artilhada a qual presta suporte ou atua independentemente. Este veiculo tem a torre principal controlada remotamente, com a tripulação em uma habitaculo a parte, totalmente blindado da torre. Isso por si só já é o mais revolucionario nos ultimos 50 ou 70 anos desde o T-34. Se vc colocar um M-4 Sherman ao lado de um M-1A2 ou um T-90… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Pedro, Primeiro que esse conceito de torreta não tripulada é novidade em relação aos MBTs mas já é velho de guerra em veículos de combate, notadamente em relação aos IFVs. Há um monte de torres de controle remoto por aí e nunca vi os veículos que a adotam serem chamados de “sem igual”. E mesmo o M1128 MGS da família Stryker já adota tal conceito a há 8 anos, utilizando um canhão pesado de 105 mm. O que os russos fizeram foi adaptar o conceito a um MBT. Não acho que só um rearranjo da tripulação seja suficiente para qualificar… Read more »

Pedro
Visitante
Pedro

Primeiramente, vc não compara IFV ou um APC com um carro de combate! Sao dois meios completamente distintos onde seria o mesmo que comparar um LST com uma Fragata ou Cruzador! Um tem sua missão primaria em transporte e outro em combate. Torres nao tripuladas existem desde a IIGM e o ineditismo do T-14 é por ser o primeiro CC com isso. Ninguem esta discutindo que esse tipo de torre nao existia ou foi a pioneira no caso do tanque russo, mas sim o fato de ter sido o primeiro CC a usa-la! Sobre as dimensões, algumas considerações como o… Read more »

Munhoz
Visitante
Munhoz

O que o T 14 tem é uma maior capacidade de sobrevivência da tripulação, num carro de menor peso, mantendo 3 tripulantes como de costume !

A intenção é um veiculo fácil de construir, operar e manter !

Com isso em caso de um conflito eles conseguiriam construir grandes quantidades e não perderiam os tripulantes .

De resto ele possivelmente deve ter alguma vantagem operacional simplificada etc diante dos tanques ocidentais .

No entanto precisa ver a questão de suspensão e motor se chega perto dos ocidentais .

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Quer dizer que um Carro de Combate com uma torre totalmente automatizada e com um receptáculo, blindado, onde se confina a tripulação que opera de maneira igualmente automatizada o veículo “mostrou-se apenas mais um tanque convencional”?

Certamente, tamanho equívoco é justificável para quem chama Carro de Combate de “tanque”….

Aconselho a tomar mais atenção com as próprias palavras, o seu preconceito de origem quanto ao material jorra através delas…

Bosco
Visitante
Bosco

Chamo tanque de tanque por conta de que o nome em inglês é “tank” (MBT), assim como chamo porta-aviões de porta-aviões e não de “navio aeródromo”. Não sou militar e não tenho que seguir a terminologia “oficial”. E se se sente ofendido toda vez que alguém não enaltece os comunas russos, problema seu. De minha parte só coloco os pontos nos is. Em nenhum momento me referi pejorativamente ao Armata, só não acho que ele seja tudo que a propaganda russa e os russófilos brasileiros querem que eu creia que seja. Em relação a essa “automatização” toda, como já disse… Read more »

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

A pessoa ofendida, ou melhor, que se sentiu como se fosse, é a sua pessoa caríssimo.
A sua resposta revela uma ser frustrado por ter sido exposto, como alguém que revela ter preconceito de origem pelo material. Algo que é notório de sua parte, diga-se.

Chamei atenção para a sua intervenção que trazia uma afirmação ridícula, de que o T-14, Carro de Combate com o maior índice de automação do planeta e com características ausentes nos demais CC em operação no era “convencional”…

Certamente não conhece o sentido do termo…
Procure um dicionário.

Outra: não basta ter conhecimento de manual. É preciso saber,
😉

Bosco
Visitante
Bosco

Essa aversão vinda de você é um elogio ao meu caráter. Fico grato!

Bosco
Visitante
Bosco

E antes que me esqueça, o termo “tanque” em vários dicionários é definido também como “carro de combate” ou “veículo de combate”. Portanto, apesar do termo ferir seus ouvidos sensíveis, continuarei a utilizá-lo quando me referir ao que o EB denomina de “carro de combate”.

Bosco
Visitante
Bosco

E sem querer me alongar no assunto mas os principais países desenvolvedores e produtores de tanques (EUA, Rússia, Alemanha, Reino Unido, Israel, etc.) adotam o termo “tanque” quando se referem ao que o EB denomina de “carro de combate”.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Uma pergunta: Quando que a Rússia vai abandonar de vez os símbolos da antiga URSS?

Bosco
Visitante
Bosco

O dia que ela deixar de ser comunista.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Bosco disse: “O dia que ela deixar de ser comunista.”

Comentário despropositado, típico de um troll, visto ser desinformação pura.

A Grande Guerra Patriótica de 1941, como a Segunda Grande Guerra é conhecida na Rússia, foi um evento de dimensões titânicas que vitimou 28 milhões de vidas soviéticas. Portanto, é um episódio de inegável importância para a história daquela nação e parte integrante da história militar. Desta maneira, os símbolos soviéticos são representativos de glórias patrióticas e por isso são ostentados.

A Federação Russa é uma nação capitalista, com baixo endividamento externo e interno. Comunismo só na cabeça de malucos, perdidos no tempo…

Bosco
Visitante
Bosco

Já te respondi várias vezes mas o Galante parece que não libera o comentário.

Bosco
Visitante
Bosco

A resposta foi parar no post sobre as novas armas do Exército Brasileiro.

edcarlosprudente
Visitante
edcarlosprudente

Acredito que nunca afinal faz parte da historia do país, e veja que resgataram alguns símbolos do Rússia czarista esquecidos no período da antiga URSS.

Saudações!

Pedro
Visitante
Pedro

As listras laranjas não tem nada a ver com a URSS e sim com o patrono do Exercito Russo que é (se não me engano) São Jorge ou São Miguel. A estrela ainda é usada, mas não é inteiramente pintada de vermelho no exercito.

ScudB
Visitante
ScudB

Estrela Vermelha (ou Estrela de Marte) primeiramente foi usada pelo exercito Imperial Russo. Depois pelo Exercito Vermelho. Depois – soviético. Agora – Exercito Russo atual. Junto com fita de São Jorge (pólvora/fogo) representam símbolos das FA.
Um grande abraço!

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Valeu a aula, ScudB. Acabei aprendendo algo contigo.

Bosco
Visitante
Bosco

Ele se refere à foice e ao martelo.
Vão deixar de usar o dia que deixarem de ser comunistas.

ScudB
Visitante
ScudB

Kkkk..
Coitada Áustria…

Bosco
Visitante
Bosco

A foice e o martelo na bandeira da Áustria não remente ao comunismo, mas a da Rússia sim. E a Rússia de hoje não é muito diferente da URSS de ontem. Só mudou o nome. Em relação ao ranking de liberalismo econômico, ocupa a 107ª posição. Melhor que o Brasil do PT, que os esquerdistas/russófilos também dizem ser capitalista e ocupa a 153ª posição. Em relação a esse símbolo comunista ainda estar presente na atual Rússia por conta da SGM (o Putin também é um símbolo comunista presente na atual Rússia), lembro ao César que 24 milhões de mortos foi… Read more »

ScudB
Visitante
ScudB

Sei amigo Bosco. Mas não resisti (sobre Áustria , me perdoa 🙂 ) .. Falando serio. Tem muita coisa para discutir sobre os números e símbolos. O ruim desta coisa é que pouquíssimas pessoas REALMENTE sabem a historia daquela parte do mundo e menos ainda pessoas visitaram os dois países (USSR e a Rússia de hoje). Ate o partido comunista moderno(sick) é beeem diferente dos 80s. Sobre época de Stalin o pais esta dividido.Tem muita gente que chama ele de Salvador. Tem muitos que chamam de carrasco. O numero total das vitimas (presos, perseguidos ou mortos) estima-se em 12 milhões… Read more »

Pedro nine-nine
Visitante
Pedro nine-nine

Bosco, mas onde fica a foice e o martelo na bandeira da Rússia? De facto a Rússia não é mais comunista, não deixando no entanto de ser influenciada por alguns dos seus ideais. Politicamente sou neutro, tento ser imparcial e na minha mente tenho sempre uma visão idealista para todas as opiniões (nem tudo é lixo no comunismo por exemplo, alguns dos ideais nem eram irreais de todo ou negativos, não tivessem sido também esses corrompidos) mas o Brasil é um caso a parte, não existe um homem não corrupto no comando seja do que for no Brasil, é isto… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Pedro,
Te respondi mas o anti-spam pegou ou o Galante deletou.

Bosco
Visitante
Bosco

O Galante parece ter deletado o meu texto, bem grande por sinal. Em ele o tendo feito é uma deselegância já que ele não era ofensivo a ninguém, apesar de citar nomes de políticos. Afinal, estamos em uma democracia e políticos, assim como artistas e apresentadores de TV, colocam os deles na reta por livre e espontânea vontade, e são passíveis de serem adorados, criticados ou odiados.
Tá ficando complicado!!!

MGNVS
Visitante
MGNVS

Pedro
Saudaçoes.

Seu comentario foi o mais sensato ate agora.

O unico problema aqui na Trilogia é que se vc for imparcial igual disse, entao logo vem alguem e te chama de “isentão”, e isso acontece tanto por parte dos puxa-sacos dos EUA qnto da parte dos russofilos.

Aqui, quando alguns comentaristas nao gostam da sua opiniao eles nao respondem sobre o seu argumento, eles ofendem a sua pessoa.

Pedro nine-nine
Visitante
Pedro nine-nine

Pouco mal tem uma foice e um martelo.

art
Visitante
art

Quando deixar de ser o que ela é, uma ditadura da KGB, sistema fascista policial….o passaporte russo até hoje é igual da URSS. E assim vai, Perestroika para o Russo é polimento ou restruturação do líder ou seja uma maquiagem….vão os anéis e ficam os dedos. “Não existe Ex-KGB” Putin. Bem Ex-kgb vivo nunca vi, somente escondido com medo do Chá de Polonio 210.

Michel Lineker
Visitante
Michel Lineker

Isso mesmo Art Ion Mihai Pacepa revelou isso no livro dele.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Simply the best!

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Indeed, My Liege!

Recce
Visitante
Recce

A grande sacada do Armata é que ele é um projeto novo (não possui o viés dos tempos de Guerra Fria), que engloba conceitos recentes (ou nem tanto) como habitáculo isolado da torre, autoloader, defesas ativas… tudo isso numa plataforma comum que dará origem a toda uma família de veículos (CC, VBCI, VBCOAP…). Isso permitirá diminuir custos com a escala e comunalidade de peças, facilitando a logística. Pronto. Não quer dizer que em combate um M1A1 da vida não possa meter uma APFSDS na lateral dele e fim de jogo para a tripulação. Agora algo que ficou claro é que… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Nos ultimos 50 anos sobrevive o carro de combate que vê o outro primeiro e não erra o tiro de oportunidade. Não é preciso matar toda a tripulação de um Armata, basta apenas coloca-lo fora de combate.

Estão fazendo muita espuma para pouco champagne

Caio
Visitante
Caio

Qual a vantagaem dos tanques perante uma força aérea com aviões e helicópteros com mísseis antitanques, no achismo acho que nenhuma.
As aeronaves de guerra, hoje são quem ditam a vitoria ou a derrota.

Pedro
Visitante
Pedro

O conflito sírio deixou claro exatamente o oposto! Do céu vc pode fustigar e bombardear, mas quando o outro lado se entrincheira e resiste a esses ataques, o que resolve ainda é a infantaria apoiada com a cavalaria, sem falar que a velha artilharia de tubo tem grande valor por poder levar poder de fogo por um tempo mais longo do que um avião, drone ou helicoptero.

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Respeitosamente discordo. Recomento ver o documentário francês Age of Tanks de 2017. Acaba com as fantasias de um tanque fora da arena de batalha formal.
https://www.youtube.com/watch?v=fd9lXU7Uj8Q

JPC3
Visitante
JPC3

A síria tinha perdido 1.800 blindados nos primeiros 2 anos da guerra.

Acho que os tanques são melhores para enfrentar forças convencionais no campo e no deserto. Tanques parados ou a baixa velocidade em combate urbano são meio vulneráveis. Sorte que existem as novas proteções ativas que reduzem drasticamente esse problema.

Caio
Visitante
Caio

E isto que penso! Mesmo o leopard 2a com seu cano mais curto, porém muito pesado teve sérias dificuldades na Síria, conforme o noticiado, isto diante de projéteis antitanques disparadas pelos milicianos de lá.
Hoje essa arma precisa de meios de se auto proteger e responder ao fogo diferente do confronto aberto da segunda guerra, mesmo o armata não parece capaz de encarar um confronto urbano de guerrilheiros portando armas antitanques leves e eficazes.

JPC3
Visitante
JPC3

Falta nós sabermos como essas proteções ativas funcionam em combate. As de Israel parece que tem ajudado muito,segundo eles, nunca mais um Merkava fui destruído em mais de 100 incidentes. A dúvida é se o inimigo consegue saturar as defesas do tanque ou se elas protegem de disparos vindo de cima.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Os T-90 na síria tomaram alguns impactos, quando a proteção ativa estava de fato ATIVA (teve caso da tripulação síria ter desligado o sistema por um motivo que só Deus conhece) o sistema Russo funcionou muito bem, claro o sistema ótico do MBT sofreu dano mas foi por causa de estilhaços…

JPC3
Visitante
JPC3

Me lembro que alguns militares europeus assistiram a testes de um sistema de proteção ativa russo e ficaram bastante impressionados. O equipamento funcionou bem contra diversos disparos em sequência.

Bardini
Visitante
Bardini

“Mesmo o leopard 2a com seu cano mais curto, porém muito pesado teve sérias dificuldades na Síria, conforme o noticiado, isto diante de projéteis antitanques disparadas pelos milicianos de lá.” . O Leopard 2A4 é um blindado ultrapassado, que não está devidamente protegido para lidar contra ameaças que enfrentou na Síria… Os M60T dos Turcos estavam mais bem protegidos contra ATGMs. . “mesmo o armata não parece capaz de encarar um confronto urbano de guerrilheiros portando armas antitanques leves e eficazes.” . “Hoje essa arma precisa de meios de se auto proteger e responder ao fogo diferente do confronto aberto… Read more »

Pedro
Visitante
Pedro

30% a 40% destes veiculos foram os capturados ou que foram para o lado dos “moderados”. Mas sim, perdeu-se muitos veiculos nos primeiros anos da mesma devido a insistencia de usa-los sozinhos no meio de cidades onde eram desabilitados por IEDs, e abandonados ou destruidos pela tripulação.

JPC3
Visitante
JPC3

Tem diversos videos desses tanques sendo destruídos por foguetes e mísseis TOW.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Se não me engano a Guerra na Europa não seria uma guerra assimétrica, o Armata é sim um alvo de todas as ATGW´s, Aviões e Helicopteros da OTAN.

Eduardo
Visitante
Eduardo

Pois também acho uma tecnologia pra lá de superada. Tem que ter um T.O. muito, mas muito específico mesmo, para esse tipo de carro de combate ter alguma vantagem. O próprio Astros tem muito mais mobilidade e poder de fogo com seus mísseis que podem ser disparados de uma distância muito maior do que um tanque.

Um A-29 larga uma bomba em cima dum tanque desses e ele já era. Aliás, um helicóptero, deve dar fim em uns quantos desses atirando de cima.

Dinheiro a fundo perdido investir em tanques de guerra atualmente, seja em cenário convencional quanto em guerra assimétrica.

Bardini
Visitante
Bardini

Baboseira…

Doug385
Visitante
Doug385

Lançar bomba em cima de tanque? Essa é nova. Será que funciona?

Bosco
Visitante
Bosco

Bombas guiadas por laser Paveway de 500 lb se mostraram muito efetivas contra blindados.
A LJDAM também se mostra uma arma excepcional contra blindados e a SDB-2, bomba planadora, será a arma base da USAF e da USN contra blindados.

Recce
Visitante
Recce

Ataques aéreos por si só não ganham guerras. Simples.

A ultima campanha de alta intensidade provou isso.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Qual vantagem? Simplesmente o fato de quem tem tanques também pode ter aviões, helicópteros e etc.
Aí, fica muito difícil para o inimigo.

Junior
Visitante
Junior
_RR_
Visitante
_RR_

Amigos, Praticamente todas as “inovações” presentes no ‘Armata’ já foram testadas pelos americanos… A razão de não as terem aplicado, é que não viram custo-benefício real… As únicas diferenças de monta deste carro em relação aos MBTs atuais, consistem na torre automatizada e no habitáculo para a tripulação, o que não faz muita diferença em relação ao combate em si, onde treinamento adequado é o que ainda se mostra o divisor de águas. Onde o ‘Armata’ se sobressai mesmo, é com relação ao seu conceito, de plataforma comum a uma família de veículos. Isso sim é ponto muito interessante e… Read more »

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

O armata é o único novo desenvolvimento em tanques do mundo pq existe forte oposição quanto a validade deste investimento pelos demais países produtores. Hoje ocorrem apenas atualizações e não novos modelos. É a chamado ocaso dos tanques que são muito caros e alvos relativamente fáceis para armas baratas no novo jeito de guerra assimétrica. Em todo caso é uma beleza esse eqpto russo. A completa separação da equipe das atividades internas ( tipo um fly by wire de tanques) em uma cápsula protegida o faz um grande concorrente dos demais tanques do mundo. A ver como se saí contra… Read more »

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

O bichão é imponente. Sem dúvidas, os russos têm tudo para terem construído um excelente CC. Mas, no que tange a desempenho em combate, destoa dos demais em quê, para ser taxado como “o único na última geração de blindados”?

Se americanos e europeus quisessem construir um CC com habitáculo separado da torre, teriam construído tbm. É mais questão de escolha do que de acesso à tecnologia.

Enfim, que os russos consigam preencher suas fileiras com o novo carro. E que melhorem seu pós venda e nos vendam algumas centenas do T90 a preço de banana. Obrigado, de nada!

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

“o único na última geração de blindados” é porque não ocorre interesse no desenvolvimento de novos tanques e sim apenas atualizações dos já existentes. O tempo vai dizer se a aposta russa foi certeira ou dinheiro jogado fora.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Conforme o percebido no documentário da NetFlix sobre os tanques de guerra, investir nos mesmos nunca será jogar dindin fora, muito pelo contrário e os russos aprenderam isso a duras penas e perdas.

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

A minha interpretação do documentário é diferente da sua, mas é o tipo da coisa que só o tempo dirá se valeu apena.

JPC3
Visitante
JPC3

Sim, mas o interesse ocidental diminuiu porque achavam que a Rússia estava morta.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Não vejo motivo pelo qual os americanos teriam que iniciar a construção de um novo MBT. o M1A2 SepV3 consegue numa boa segurar as pontas pelas próximas décadas Ele conta com: Nova geração de blindagem de Urânio. Novos sistemas eletrônicos (toda uma nova suite eletrônica beem mais modernizada) Blindagem reativa TUSK 2 Sistema Trophy. O M1A2 SepV3 já esta entrando em construção/modernização. isso deixa ele a par do T-14 (não digo melhor ou superior. digo a par) fora isso a vantagem dele é números, Abrams M1A2 existem muitos e que vão ser modernizados (já estão) Apenas os marines usam M1A1… Read more »

VICENTE DE PAULO
Visitante
VICENTE DE PAULO

excelente carro de combate!!!!!!

Bardini
Visitante
Bardini

Que os americanos tem tecnologias e capacidades para desenvolver e construir um blindado superior ao projeto Russo ninguém deve discordar, sendo que já testaram conceitos bastante semelhantes antigamente, resguardado no entanto a decisão mais do que acertada de continuar operando com a plataforma Abrams, por conta do fim da União Soviética. . Os Russos também estudavam projetos semelhantes ao Armata décadas atrás, como o Object 299, ou os testes do canhão de 152mm como no Object 292. Canhão de 152mm que ainda poderá surpreender no futuro, sendo adotado na nova plataforma russa. No entanto, o canhão atual do Armata é… Read more »

maurizio souza
Visitante
maurizio souza

Pode não ser essa eficiência toda… Mas que é lindo, é!

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Eu creio que os americanos tem recursos, tecnologias e capacidades industrial para desenvolver e construir um carro de combate e um blindado de infantaria superior a qualquer projeto Russo, britânico, chines ou alemão ninguém em sã consciência pode duvidar. Mas Não o Fez … e assim como outros países segue no conceito de apenas atualizar seus Carros combates pesados e por isso a Russia saiu na frente de todos ao desenvolver esse conceito de plataforma multi-emprego que pode se adaptar a outros tipos veículos melhorando a logística. Parabéns a Russia !!! esse carro de combate parece ser sensacional e cuidado… Read more »

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Os EUA não correm risco de terem seu território invadido por tanques então não faz sentido ficar desenvolvendo um novo toda hora. Agora os europeus que abram o olho!!

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

” Os EUA não correm risco de terem seu território invadido por tanques… ”

Os russos também nao, mas desenvolveu mesmo assim … a Otan ta entregue aos globalistas(frança e alemanha), os EUA querem se livrar de qualquer conflito …

so sobra os traidores chineses que querem Escravizar o mundo…

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

“Os russos tbm não”. Com certeza bota uma coluna de blindados na Rússia não é tarefa fácil, mas ter um oceano, no meio, garante mais dificuldade ainda. Para uma força atacante, seja russa ou chinesa, ou qualquer outra, colocar blindados nos EUA é extremamente mais difícil do que o contrário, pela simples presença de uma imensidão de águas entre eles. Ah não ser que russos resolvam abreviar o caminho pelo Alasca e depois Canadá. Se é que se dá pra falar “abreviar”.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

E tem gente que jura que eles já estavam operando, os EUA já colocaram um recarregador automático em CC mas viram que seria mais caro e uma coisa a mais para quebrar, então preferiram deixar sem.

Rodrigo Ferreira
Visitante
Rodrigo Ferreira

Não faz muito tempo veio um russófilo aqui me torrar falando que ja estava operacional ahahahahaha

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Estes teste são apenas para saber o quão ele é superior aos concorrentes ocidentais.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

E o F-35, já está operacional? kkkk

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe
Henrique
Visitante
Henrique

Belo tanque mas qualquer MBT que não tenha apoio aéreo e tenha que entrar em zonas urbanas para combate será um alvo, vide vários conflitos pelo mundo, Iraque, Libano, Síria principalmente onde os blindados entram em bairros cheios de prédios e vielas na cara e na coragem. Se for usado com uma combinação adequada (cada país tem uma característica de relevo e densidade urbana diferente) ainda cumprirá seu papel por muito tempo. Quanto aos EUA estarem atrás da Rússia etc… bobagem, qualquer país com acesso à tecnologia pode desenvolver um bom MBT, vide o próprio Brasil na década de 80… Read more »

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Sensacional: “mirar” mil tanques sejam Armatas ou Ts da vida em direção a qualquer país… faz qualquer um pensar em chamar “mamãe”…

Sim, para aquele ToT, uma formação de Armatas e T90s, com Mi-35 e Mig-25 no ataque aos MBTs inimigos e cobertura aérea de Su-27, 34, 35 e Cia. seria algo impressionante de se ver.

Bosco
Visitante
Bosco

Vale salientar que a arma antitanque de primeira linha e mais competente dos americanos é o helicóptero Apache. O Armata tem que sobreviver a ele e não ao Abrams ou ao Leopard.

Elton
Visitante
Elton

Pouco se fala sobre o tema mas na maioria dos confrontos de blindados quem viu primeiro ou antecipou a presença do inimigo foi fator decisivo então a capacidade de detectar e se comunicar além de receber informação de todas as plataformas no campo de batalha de maneira condensada em tempo real e a principal vantagem de quem quiser vencer e nisso os americanos estão bem a frente dos russos desde a SGM quando todos os M4 tinham bons rádios enquanto os T34 somente os líderes de pelotão dispunham de rádios rudimentares.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Errado. A tarefa principal quando se ataca uma coluna blindada é a de suprimir a sua defesa aérea, portanto, o AH-64 teria que lidar com veículos portadores de sistemas anti-aéreos, como TOR-M2, Pantsyr-S1 e OSA (9K33); mesmo sistemas de médio alcance, como BuK…
Por motivos óbvios o ataque a uma coluna blindada, no tocante aos Carros de Combate, se dá após a supressão do dispositivo de defesa AA…

Daí que o correto é afirmar que o Armata tem como missão enfrentar os seus equivalentes blindados, Abrams, Leclarc, Leopard 2…

Espero ter sido instrutivo.

Bosco
Visitante
Bosco

Cesar,
Disso você não entende!
Foi previsto a utilização do AH-64 nessa tarefa também (a de operar em conjunto com a USAF na função de suprimir a defesa SHORAD móvel que protegia as colunas blindadas soviéticas, notadamente o Shilka) de modo a que o A-10 pudesse fazer uso de seu canhão GAU-8.
Isso nunca impediu que o AH-64 fosse a arma primária do US ARMY contra os blindados. O A-10 é da USAF.

Bosco
Visitante
Bosco

Pra você ler e parar de falar besteira: http://www.ausairpower.net/longbow-aa.html

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Quem é você, troll, para dizer que eu, pessoa reconhecível, identificável e acessível, falo besteira? Estou fazendo reparos sobre reparos dos seus equívocos nesta coluna. Aqui vão alguns: 1) Disse que o Armata é um blindado “convencional”… Afirmação dada para um veículo que conta com a maior automação existente para o gênero, sem par em operação no mundo… Das duas uma: desconhece a definição do termo “convencional” e dele fez uso de orelhada, ou forçou a aplicação do termo em função da frustração sentida pela origem do material em evidencia não ser oriundo da nação de preferência. 2) Afirmou que… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

TANQUE obrigatoriamente enfrentava TANQUE na SGM porque a única maneira de deter um TANQUE era com um tiro de canhão certeiro.Não havia como deter uma coluna de blindados usando caças com bombas burras, metralhadoras e foguetes ar-sup. Também a artilharia de tubo e de foguetes não tinha como deter uma coluna blindada. A infantaria tinha grandes dificuldades de infligir danos aos tanques. Daí, haver batalhas épicas de tanques contra tanques. Hoje, não mais. Não digo que tanques não se enfrentarão, só digo que tais batalhas épicas que se configuravam como obrigatórias por força da tecnologia da época, não o são… Read more »

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Você não sabe nada, realmente… A função de uma coluna blindada é arremeter-se contra linhas inimigas, para abrir uma brecha, ou explorar uma brecha previamente criada pela combinação de artilharia e assalto de infantes (preferência soviética). Ponto. O Carro de combate é uma ferramenta de combate unidimensional, caríssimo sabe nada… Quando de fronte a um equivalente, caríssimo, torna-se prioritário que elime este. Ou seja, uma vez avistado um Carro de Combate inimigo, este será o alvo prioritário. Mais claro que isso só desenhando… Caríssimo, houveram combates entre blindados nos dois fronts da guerra do Yom Kippur, bem como no conflito… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Talvez eu não tenha participado de tantas batalhas reais entre tanques quanto você, mas daí a me ofender dizendo que eu não sei nada já é um pouco demais.

Bispo
Visitante
Bispo

Até pode ser uma M(obviamente não será) … nos testes… mais já ganhou o titulo do mais belo do mundo…rs

Bardini
Visitante
Bardini
paulop
Visitante
paulop

O conceito de beleza é relativo… se pedissem para mim qual é o carro de combate mais belo eu diria que é o Leo 2A5/2A6.
Abraço

Bispo
Visitante
Bispo

Abrams M1…Acho meio… beluga embuchada, rs… mais como dizem …gosto não se discute ..critica-se 🙂
Face ao T14 , pelos vídeos , parece que falta um motor mais potente…. veremos se em 2019 “aumentaram a pressão do turbo”, rs.

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Devido aos alto custos de desenvolvimento, será possível que ele tenha uma produção viável, considerando que ele não será exportado para nenhum outro país?

Madmax
Visitante
Madmax

No meu humilde entendimento o helicóptero mudou muito o cenário depois da segunda guerra, o tanque perdeu muito espaço com o helicóptero. O problema está justamente na raiz do conceito do tanque, mobilidade na arena de combate com poder de fogo da artilharia e proteção.
A cavalaria pesada não tem muita mobilidade e facilmente seria localizada e destruída.
Não há como mais surpreender o inimigo com manobras de pinça e etc como na segunda guerra
Bases fixas de apoio de fogo e cavalaria ligeira com helicópteros é o presente.

jorge
Visitante
jorge

Pois, mas o problema é que num cenário de alta intensidade, com saturação de sistemas SAM móveis e fixos, como na Europa Oriental, tanto a NATO como a Rússia sabem que helicópteros viram carne para canhão. Aliás,e já foi alvo de matéria algures na triologia, a taxa de sobrevivênvia esperada até de aviões de ataque como o A-10 e o SU-25 num conflito convencional entre pares é quase nula. E hoje em dia já não estamos na 2GM, onde havia séries de milhares de aviões e tanques. Quando só se têm uma dúzia de helicópteros, qualquer perda é crítica. E… Read more »

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Madmax, os MBT serão parte de um sistema com artilharia, comandos, infantaria, aviação tática e estratégica.

Como bem disse o jorge aí acima, não dá para comparar o cenário do deserto, onde uma coluna de MBT sem proteção aérea e anti aérea não passa de um alvo, com o da Europa central e oriental.

Bosco
Visitante
Bosco

Sem querer encompridar o assunto mas outra falácia ao meu ver é dizer que o Armata possibilita várias configurações. Pra mim o T14 e o T15 são completamente diferentes. A começar que um tem motor na traseira e o outro na frente.
Pode ser que haja uma série de componentes comuns, mas daí a ser o “mesmo veículo” realmente é forçação de barra.

Bardini
Visitante
Bardini

comment image
.
https://twitter.com/tom_antonov/status/854693740002390016
.
Motor é o mesmo, suspensão é a mesma, só foi invertida e trocado o lado. Esteira e a mesma… mesma base, mesmos componentes arranjados de outra forma. Note a coroa propulsora, que fica próxima ao motor/transmissão. O T-15 é um Armata invertido…

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Vejo o Armata como “revolucionário” mais em relação ao equipamento da própria Rússia do que quanto aos demais MBTs. Isso significa que o MBT russo não é bom ou ótimo? Claro que não! Mas, abandonando o tradicional (e chato!) “duelinho” ideológico, ainda estou esperando que o Armata demonstre o porque de ser propagandeado como ultra mega super revolucionário. Até lá, mera propaganda. Sua maior vantagem? O frescor de seu projeto, o que, convenhamos, é uma p*ta vantagem! Engenheiros russos não são nem bobos, nem incompetentes, logo devem ter jogado no projeto um sem número de lições colhidas por todas as… Read more »

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Para quem acha que o MBT é obsoleto por causa de aeronaves de ataque, lembre-se que as mesmas não podem ficar o tempo todo em voo seja por logística e/ou número de aeronaves e principalmente por causa do tempo (clima). Exemplo a batalha de 73 Easting onde os Apache poderiam passar pouco tempo no ar e a campanha da Kosovo

Luiz Floriano Alves
Visitante

O Armata ainda tem que provar, em combate, que o conceito de torre sem tripulação é viável. Na maioria dos casos de combates analisados vemos que ter um observador na torre é um diferencial enorme. O tanque que “enxerga” melhor será o vitorioso. Os sensores digitais não conseguem, ainda, atirar com raiva.

ScudB
Visitante
ScudB

Observador na torre? Serio?..

colombelli
Visitante
colombelli

concordo. e ja estive dentro de um pra falar com conhecimento de causa. O melhor sensor não terá a agilidade de um “comandante na sela”.

Melky Cavalcante
Visitante
Melky Cavalcante

Mas no T-14 existem 9 (ou 12 não me lembro bem) câmeras ao redor da viatura projetando as imagens nas telas internas da tripulação, justamente para aumentar a consciência situacional do comandante.

ScudB
Visitante
ScudB

Alem dos sensores , radar AESA , um drone (declarado) preso a cabo “Pterodaktyl” (dizem que ja esta pronto , mas ..) e link de dados das outras fontes. Chegamos a um “observador na torre” (faltava ainda falar que uma luneta melhor que sensores IR e UV) que é tão bizarro quanto havaiana de salto. Na marcha , dentro da zona de segurança – a vontade. QQ outra situação – escotilha fechada e trancada: fumaça, poeira , estilhaços , franco atiradores , projeteis HE e HEAT com ondas de choque – tudo fala contra almirante solitário caolho no topo de… Read more »

Carvalho
Visitante
Carvalho

É bastante divulgado a grande perda de comandantes de CCs israelenses em 73, devido a orientação de comandar com escotilha aberta.
Hj em dia este procedimento é absurdo.

Carvalho
Visitante
Carvalho

A propósito….
Sobre sensores, o EB adquiriu visores termais para os motoristas dos M113 dos 29 e 20 BIBs.
Agora, podem se deslocar à noite….

Marcio Cosentino
Visitante
Marcio Cosentino

Eu adoraria que as páginas dos “Poderes” voltassem a ter um nível de discussão técnica elevado, pois ultimamente o que mais leio é briguinha política, posições querendo discutir qual o maior porrete e textos sem sentido.
Desculpem o off-topic, mas cansa.

Arariboia
Visitante
Arariboia

Sobre a força de tanques russos. É prevista pra a partir de 2022 que receba de 200/300 armatas de fábrica. A força russa será de T14/15 com o grosso composto de T-90M e T-72B3M.
Esse ano eles vão receber os primeiros 150 T-90M + 62 T-80BVM e o resto T-72B3M .
Em resposta os Bosco, os M1a2Vep3 vai ter que enfrentar os Mi28/ka52/Mi35 antes de enfrentar alguns “T” acompanhados de Tor M2 e Tanguska M1.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Avisa aos “T’s” que pra chegar nos M1A2SepV3, os Apache’s, Batlehawk’s e Viper’s tbm mandam lembranças.rs

Bosco
Visitante
Bosco

Arariboia, Eu não fiz nenhum tipo de provocação ao dizer que o Armata teria que enfrentar os Apache e não o Abrams. É só um fato! O principal meio antitanque do USA não são seus M1 e sim seus Apaches AH-64D/E armados com mísseis Helffire Longbow. Na USAF o principal meio são caças armados com mísseis Maverick, bombas de fragmentação dotadas de submunição inteligente Skeet, bombas guiadas LJDAM, Paveway e SDB-2. Meios mais profundos de enfrentamento de colunas blindadas não são adotados atualmente pelo USA, que não tem mais o projétil guiado por laser Copperhead nem tem capacidade antitanque em… Read more »

_RR_
Visitante
_RR_

Prezados, Em qualquer cenário, o carro de combate dependerá de apoio aéreo. Tanto faz se é russo ou americano… Assim, foquemos nos carros em si. Bom… Quanto a proteção… O ‘Armata’, pelo peso declarado, certamente não trás uma blindagem convencional que seja digna de nota, sendo dependente do ‘Malachit’ para sobreviver a qualquer “pancada” e do ‘Afghanit’ para impedir um kill fatal de uma munição APFSDS. Mesmo que a combinação desses sistemas defensivos seja efetiva em parar um petardo vindo de qualquer direção e a mais de 1,5km/s, é óbvio que não resistirá a um ataque de saturação. Por isso… Read more »

colombelli
Visitante
colombelli

mais uma vez concordo integralmente contigo. gente com visão do conjunto dos fatores é outra compreensão.

Melky Cavalcante
Visitante
Melky Cavalcante

Claro que para os padrões russos o ARMATA é único, não que seja o melhor do mundo, mas é o melhor deles, como citado pelos comentadores nada que o T14 apresenta individualmente é único ou Inovador, ele foi apenas o primeiro a vim de fábrica com toda a parafernália instalada. Ao meu ver o mais importante da familiar ARMATA, que engloba varias plataformas, é a simplificação na cadeia de manutenção e suprimentos, já que todos os membros da família possuem uma base comum onde partilham os mesmos sistemas e a mecânica é muito similar. O que hoje na Rússia deve… Read more »

colombelli
Visitante
colombelli

Filtrando o embuste (desnecessário) da propaganda (exagerada e contraproducente), é um bom carro, no nivel dos melhores do ocidente. Porém, é igualmente caro de ter, e, sobretudo, de manter. Se os russos forem inteligentes, atentarão para o fato de que há um numero limitado deles que pode ser mantido sem comprometer seu grande trunfo que é a grande quantidade de carros menos sofisticados e as reservas. E sempre lembrando: ter o meio é apenas 40% da equação. Precisa gente especializada em operar e treinada e capacidade de integrá-lo com outros meios, além de capacidade de mantê-los operacionais. Quanto mais sofisticado,… Read more »

ScudB
Visitante
ScudB

Não vai vender fora amigo Colombelli. Ou melhor : não em breve , pelo menos. Esta qtd de 132 unidades mista representa um regimento completo (3 batalhões com 100 T-14 , 28 BMP T-15 e 4 BREM T-16 , por exemplo) pelo padrão deles. Ate concluir os testes de campo (com uma das brigadas ) e gerar recomendações e manuais de campo – não vão vender para ninguém. IMHO..

colombelli
Visitante
colombelli

atá não ser vendido e testado fora da propaganda é uma incógnita. O que até hoje se tem da parte deles é que fazem boas armas, mas não as melhores

Bosco
Visitante
Bosco

Testando

Arariboia
Visitante
Arariboia

Sobre as blindagens do armata, nao me surpreenderia em nada se fosse tão resistente ou bem mais quanto as tradicionais tipo M1vep3 ou outros… *O t-90 de primeira geração possui no arco frontal proteção de 900mm até 1550mm com a Kontakt5. Isso continuando magro para os padrões ocidentais.
Os T-90M e T-72B3M são equipados com Relikt e alguns T_72BM também equipados com a relikt protegendo toda a torre e parte do corpo em NERA e ERA.
** Os T-90 que a Rússia deu pra Síria eram dos estoques do primeiro lote.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Engraçado como muitos aqui dizem: “o equipamento ocidental é o melhor”. Quero saber, qual a prova disso? que embate direto entre OTAN X Rússia comprova isso? que eu saiba, os EUA perderam, talvez empataram, com a China na Guerra da Coréia em 1950 e de lá para cá só perderam: década de 60 no Vietnã; apanharam em 2008 na Georgia; ficaram se gabando, achando que foi um grande feito vencer o Iraque (essa superpotência!) duas vezes, com uma coalizão de 30 países e com tática errada e pouca motivação por parte do Iraque. Depois que houver um embate direto e… Read more »

ScudB
Visitante
ScudB

Inacreditável..

Sidney
Visitante
Sidney

De fato a pouca experiência do Iraque, mesmo a adquirida na “curta” Guerra contra o Irã não qualifica a vitória dos EUA em 1991 perdendo apenas um M1 contra fogo dos T-72 Iraquianos. E claro que a Russia ao enfrentar a poderosíssima Georgia, que equipada com o melhor da OTAN não conseguiu resistir ao Exército Russo. Outra acachapante vitória Russa, além das obtidas no Afeganistão, foi claro na Chechênia, aí sim os Russos mostraram seu poder e supremacia tática. Bom, na Síria, as vitórias Russas são esmagadoras, a presença Americana, Francesa e Turca que também combatem terroristas é apenas um… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

1- A Georgia foi sim equipada com equipamentos padrão OTAN e foi treinada diretamente por militares americanos. Pesquise essa guerra antes de afirmar bobagens. Explique o que 1000 militares americanos faziam na Georgia durante a invasão. 2- Quando a URSS invadiu o Afeganistão, eles dominaram a maior parte do país e o faziam de noite e de dia; já os americanos, só obtiveram controle sobre as principais cidades e somente de dia. 3- Na Chechênia, a história é outra, já que tratava-se de soldados treinados na própria URSS, com o mesmo padrão russo e na década de 90 o exército… Read more »

Sidney
Visitante
Sidney

Esquerdista acredita em cada coisa! Vocês se ajoelham mesmo para qualquer mentira contada em favor de Russos e Chineses. A Georgia um país minúsculo, presa fácil para o poder Russo e não tão equipada como você alega, são abundantes as imagens de soldados Georgianos com equipamento ocidental na guerra de 2008 não é? Tá mais que provado que um BUK Russo derrubou o 777 sendo provavelmente operado por Russos. Os Russos dominaram tanto o Afeganistão que perderam apenas dois helicópteros certo? E evidente que a maior parte do PIB global está na Ásia, Alemanha, França, Inglaterra e Itália estão lá.… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Você que acredita no que quer, inclusive no absurdo da superioridade militar americana. Se a Geórgia era presa fácil, porque atacou a Rússia? e o que 1000 militares americanos estavam fazendo lá? . Tá mais provado por quem? . Um pouco de escola faz bem, viu? sabe interpretar texto? eu disse que o pib global está se concentrando, não disse que já está concentrado. É questão de tempo para a crise se instalar no Ocidente, o que está acontecendo na França, por exemplo? . Os russos estão defendendo o Assad pelos seus interesses, claro. E ela está certa. A Rússia… Read more »

Sidney
Visitante
Sidney

“É questão de tempo para a crise se instalar no Ocidente”

Tá bom, sabemos pela sua base teórica que era para o Capitalismo não ter dado certo e ter entrado em crise a mais de 50 anos.

E Precisa destruir um S-300 para os Israelenses continuarem a atacar os alvos que julgam por bem atacar? Ou Precisa para a aviação Francesa e Americana continuarem a voar por lá? Salvo engano meu, foi abatido recentemente um F-16 de um pacote de 8 e foi abatido por SAM um avião Russo.

Além é claro do SU-24 derrubado pela Turquia.

_RR_
Visitante
_RR_

100nick-Elã, 1 – Fora um punhado de Humvees e uma bateria do sistema israelense SPYDER, o que a Georgia tinha era, em sua esmagadora maioria, equipamento soviético ( aliás, é o que os equipa até hoje… ). Seja como for, isso é irrelevante diante da luta verdadeiramente desproporcional que enfrentaram… 2 – A participação da URSS foi, grosso modo, muito similar a americana. Os soviéticos tinham controle em Cabul e Kandahar, mas o resto do país era terra de ninguém… E da mesma forma, lançaram mão de tudo o que tinham para controlar o país. Durante a retirada, chegaram até… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

O colega diz que Geórgia era equipada com padrão da OTAN? E diz que os outros estão falando bobagem…

ScudB
Visitante
ScudB

Distorção (tentativa , ne). Sim , Georgia era equipada (no nível da infantaria) com algumas peças de armamento da Israel (Negev), Bulgaria (Lavina), Republica Checa (CZ-75), USA (M16, M4, XM-15, M-40) , sistemas de comunicação “fechadas”, visão noturna , botes infláveis “Sea Doo” e etc..E recebeu intenso porem pouco util treinamento “padrão OTAN” visando operações no Iraque. Mas!!! 95% do equipamento pesado era da era soviética (T-72 , 2S7 , BMP-2 e Buk , por exemplo). E mais de 50% de armas de tiro como AK e SVD era bem tradicional. E mais importante : isso tem nada a ver… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Um abraço!

Recce
Visitante
Recce

A URSS dominava tanto o Afeganistão, que fez papel de palhaço 9 vezes seguidas, durante 6 anos, no Vale do Panjshir.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Resposta ao _RR_ 1- Havia muito mais: tanques Okta Cobra, metralhadoras alemãs, drones de Israel top de linha (esse fato causou, inclusive, uma tensão diplomática entre Rússia e Israel, afinal, se Israel era amigo da Rússia, como dizia ser, porque forneceu esses drones à Georgia). 2- Não foi. Mas não vamos ficar numa discussão de criança, eu dizendo que sim e você dizendo que não. Que cada um pesquise por si e tire suas conclusões. Mas não leiam só as mídias pró-ocidente, leiam as duas fontes. 3- Foi mais o treinamento dos chechenos, mas a falta de coesão também contribuiu… Read more »

Sidney
Visitante
Sidney

“Especialista de YOUTUBE”, evidente a grande quantidade de conteúdo ruim que há nestes canais, e em toda a Internet. Mas também há bom conteúdo e você sabe bem disso.

Eu tenho pra mim 3 armas Russas comprovadamente eficientes e eficazes, provadas em combate e que contribuíram efetivamente para a vitória ou ao menos para dificultar a vida dos americanus malvadus. – e não consigo pensar em mais de 3.

Me ilumine, nos ilumine, com sua grande sabedoria e domínio da verdade e me fale de armas Russas que estariam no seu conhecimento nesta categoria?

JPC3
Visitante
JPC3

Para você ter uma ideia, em 1990 os Abrams usavam sistemas de visão térmica enquanto os T-72 e T-80 do exército russo usavam lanternas de infra vermelho ativo, tecnologia dos anos 50.

Recce
Visitante

Geórgia? O país cujo exército tinha o tamanho equivalente ao de uma divisão leve? Não tinham chances de vitória ao travar um conflito convencional contra a Rússia em seu quintal. Porém, ainda infligiram perdas consideráveis a VKS com sua AA e chegaram a prevalecer em algumas escaramuças, como a que Comandos georgianos emboscaram e destruíram uma coluna de blindados russa. Além do mais a Geórgia não fazia parte da OTAN, portanto nunca houve combate real entre forças da OTAN x Rússia. Devo lembrar-lhe que os árabes, armados e treinados pelos soviéticos sofreram derrotas seguidas contra os israelenses, próximos a doutrina… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Jà que você citou os árabes, que tal falar dos sauditas? a Arábia Saudita é um dos países que mais compram equipamento ocidental no mundo, faz pouco tempo atrás gastavam mais que a Rússia em orçamento militar e só compram o que de melhor o Ocidente produz.

Mas na guerra do Iemen, um dos países mais pobres do mundo, levaram coro. Iemen armada com equipamentos iranianos.

Recce
Visitante
Recce

Sauditas são completamente ineptos. Nem os árabes nas guerras contra israel foram tão incompetentes.

Outro exemplo: iranianos usando aeronaves americanas se sobressaíram sobre os iraquianos que usavam aeronaves soviéticas (e francesas) e que dispuseram de pilotos soviéticos (e franceses).

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Usar a Guerra do Iraque, para dizer que os M! venceram os T-72, é um absurdo igual a seleção brasileira de futebol jogar contra a Zâmbia. Brasil tem obrigação de vencer a Zâmbia e tem que ser de goleada. Da mesma forma, EUA militarmente têm obrigação de vencer o Iraque e tem que ser de goleada. Dizer que a Zâmbia tinha 2 ou 3 jogadores argentinos jogando na seleção dela (veteranos, com mais de 40 anos, que já foram da seleção principal da Argentina mas atualmente estão aposentados) e sair cantando vitória dizendo que bateu na Argentina. Seleção brasileira, para… Read more »

Sidney
Visitante
Sidney

Em 1991 em números qual era o principal MBT da Rússia e com este teria que enfrentar todo o ocidente em caso de Conflito? Se este MBT era o T-72 o efeito do encontro deste MBT como M-1 na guerra do golfo é válido para efeito de comparação de poder de uma e de outra força no emprego dos mesmos. Agora se os T-72 botassem os M-1 para correr você certamente iria cantar as glórias da Rússia.

Poderia ao menos ter sido mais inteligente e ter dado o crédito para os A-10 e para os Apache.

_RR_
Visitante
_RR_

Sidney, Vamos por partes aí… Os T-72 nas mãos dos iraquianos eram equipamentos de padrão exportação; para países amigos dos soviéticos. Não tem como comparar, por exemplo, com as variantes disponíveis aos países do leste europeu. Os próprios americanos tiveram acesso a esses tipos, e descobriram que seriam ossos mais duros de roer ( sobretudo os alemães )… Mesmo que o M1 seja superior em virtualmente tudo ao T-72, não se pode negar que o carro russo, se bem conduzido, poderia lograr vantagem em algum momento, visto ao menos seu poder de fogo ( em qualquer versão ) ser praticamente… Read more »

_RR_
Visitante
_RR_

100nick-Elã, Ter equipamento é bom. Mas isso também não vale de nada sem treino… Os israelenses estão aí para provar… Em praticamente todos os conflitos contra os árabes até 1972, a IDF estava utilizando equipamentos que eram, em sua maior parte, inferiores aos dos seus adversários. Apenas após a guerra do Yom Kippur foi que começaram a receber o que há de melhor em sistemas ocidentais ( com os quais arrasaram os sírios em 1982, sobre o Bekaa ). Essa conversa de que russos usando equipamento russo seria diferente é contestável, pra dizer o mínimo… Pilotos israelenses provaram em combate… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Concordo que

O que eu quero de você, _RR_, e de outros pró-EUA é um exemplo, uma prova de que o equipamento ocidental é melhor, como vocês dizem. Do contrário, você tem que admitir que não passa de simples opinião. Ou mito.

Recce
Visitante
Recce

Operação Rimon 20 meu caro…

JPC3
Visitante
JPC3

A Rússia tem realmente armamentos excelentes na minha opinião.

Mas uma das provas que você quer pode ser as diversas concorrências que os russos perderam na Índia por exemplo. Apache venceu o Mi-28, P-8 venceu o Tu-142, Rafale venceu o Mig-35, tudo comparado através testes.

Mas tem áreas que os russos são superiores, o S-400 é um exemplo.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Em primeiro lugar, a India quer manter sua soberania e por isso tenta diversificar os seus fornecedores, para não depender só de um. Em segundo lugar, pode pesquisar, mas a maior parte dos equipamentos indianos são RUSSOS.Os indianos são um dos maiores compradores de equipamento russo no mundo.

JPC3
Visitante
JPC3

Pediu provas e quando consegue não aceita???

Já disse, esses equipamentos que citei foram testados e comparados por profissionais que concluíram que as versões ocidentais eram superiores.

Posso citar outros exemplos se você quiser.

Sim, os indianos são grandes compradores dos russos em acordos intergovernamentais,porém, nas concorrências onde o equipamento deles é comparado aos ocidentais os russos perdem a maioria.

JPC3
Visitante
JPC3

Segundo a índia esses equipamentos foram escolhidos através de testes e avaliações técnicas. As versões ocidentais foram consideradas melhores.

Posso citar outros exemplos se você quiser.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Essa conversa de que americanos usando equipamento americano seria diferente é contestável, para dizer o mínimo…os sauditas que o digam.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Entendam de uma vez por todas que a propagada superioridade militar ocidental é um mito, M-I-T-O. Os equipamentos americanos são caros e cheios de tecnologia complexa e que não funcionam na prática ou em guerras. A diferença é que os equipamentos russos são criados para funcionarem na prática e vencerem guerras, ao passo que os equipamentos americanos foram feitos para enriquecer o complexo industrial-militar americano e impressionar. Funcionar na prática vem em segundo ou terceiro planos. Vocês mesmos, pró-EUA, admitem isso, tacitamente e sem perceber, porque sempre que alguém confiável critica a capacidade militar do Ocidente, qual a resposta padrão… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Sem querer me meter mas a sua visão da pouca confiabilidade do equipamento americano e à robustez do equipamento russo se deve à mídia do Ocidente, notadamente a americana, ser mais livre, com direito de dizer o que quiser (transparente???) e em grande parte esquerdista, tendo abraçado o progressismo, o politicamente correto e o globalismo, portanto, elas tratam de desqualificar as próprias forças armadas de todas as direções possíveis e imagináveis. Em outros tempos isso seria considerado traição, lesa pátria, hoje, é ser descolado. Mesmo com toda a mídia americana tomada por esquerdistas, ainda assim poucos equipamentos americanos foram tidos… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Quer dizer que o B-52 não é confiável? Os porta-aviões? O F-15? O F-16? Os mais de 200 satélites? Os submarinos Los Angeles, Virgínia, Ohio, Sea Wolf? O destróieres Burke? O Ticonderoga? O M1? O M2? O M109? O MLRS? O C-130? O C-17? O Black Hawk? O AH-64 Apache? O Chinook? O Trident D5? O ICBM Minuteman? Nada disso ganha guerras e é tudo de segunda categoria? O complexo industrial militar americano não fabrica um ICBM novo há 30 anos e tem o Minuteman como a base do tripé terrestre da Tríade nuclear há 50 anos e é ele… Read more »

Luiz Floriano Alves
Visitante

O que transparece na descrição técnica do Armata é que foi projetado um tanque imenso. Com todas as suas qualidades significando aumento de peso. Nisto, a meu ver, reside sua maior deficiência. Os CC devem se deslocar rápida mente nos mais diversos cenários quando em combate real. Uma ocasião podem enfrentar as planícies do Sul ou os pantanais do Leste. Ou ter que transpor caminhos estreitos e sem pontes adequadas ao peso do combatente. Por estas e outras que não existe tanque perfeito. Cada TO requer um CC adequado aos recursos logísticos e as vias de comunicação do TO. Os… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Bosco, você não está entendendo. Eu não disse que tudo que os EUA fazem são ruins. Eu só disse que não são os melhores, é bem diferente. Em alguns casos, os EUA estão na frente de todos, como por exemplo, na capacidade VTOL. Já a capacidade stealth, ainda precisa passar pelo vestibular, pela prova do combate. Na Sérvia, em 2000, ela demonstrou não ser eficaz, não porque o F-117 foi derrubado, porque em guerra acontece, time bom também toma gol. O problema é que o desempenho do F-117 foi muito inferior ao do F-16. E não acredito que houve uma… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Quem sabe você oferece as provas ao invés de ficar cobrando dos outros.

Eu já disse, os indianos avaliaram e testaram o Apache e Mi-28 e afirmaram que o Apache era melhor. O mesmo aconteceu com o P-8, Rafale, C-17, e Seahawk.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Que testes foram esses? com simulação de computador? testes com equipamentos reais? testes com informações do fabricante? Em todo caso, como estamos falando de equipamentos fabricados nos EUA x equipamentos fabricados na Rússia como um todo, o exemplo que você citou comprova exatamente o contrário do que você pensa. Se foram feitos testes e ficou comprovado que Apache venceu o Mi-28, P-8 venceu o Tu-142, Rafale venceu o Mig-35, como você diz, então só comprova a superioridade do equipamento russo, porque no grosso a ìndia é equipada com equipamento russo, não tenho os dados corretos, mas chuto mais de 80%.… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Acho que você não quer entender. Os equipamentos russos, em geral, são comprados por acordos entre governos sem concorrência e sem comparação direta com as versões ocidentais. O que não significa que sejam ruins.

Nos casos onde houve competições abertas e os equipamentos de ambos os lados foram comparados diretamente os ocidentais venceram na grande maioria das vezes.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

JPC3, esses tais testes que vc se refere são feitos só para justificar a decisão de compra que já foi tomada. Como os equipamentos ocidentais sempre são mais caros, óbvio que é preciso sempre ter um “teste” para justificar. Equipamento é testado de verdade em guerra, simulações são só simulações.

JPC3
Visitante
JPC3

“””esses tais testes que vc se refere são feitos só para justificar a decisão de compra que já foi tomada””

Quer dizer eles forjaram as concorrências e mentiram dizendo que o equipamento russo era inferior???

A opinião de técnicos e engenheiros não vale nada para os fãs da Rússia, não é???

Você sabe muito bem que isso não é verdade.
Seja honesto!!!!!

Não tem argumentos e começa a apelar para inverdades?

Saiba perder.

JPC3
Visitante
JPC3

Tem que rir….

Quer dizer que eles contrataram artistas de teatro para encenar os testes???

Deveria ter vergonha de dizer uma coisa dessas, você sabe muito bem que isso não é verdade.

Arrume provas decentes das suas afirmações ou saiba perder.

Você é quem tem que oferecer provas do que diz.

Confio muito mais nas declarações dos militares indianos que em um fã da Rússia que nunca chegou perto de um caça.

JPC3
Visitante
JPC3

“”O problema é que o desempenho do F-117 foi muito inferior ao do F-16. E não acredito que houve uma evolução significativa desde lá.””

Você não pode estar falando sério….

JPC3
Visitante
JPC3

O que tem a ver o desempenho do F-16 com capacidade Stealth? O F-117 era um avião de ataque subsônico com um pacote de armas específico e limitado e que executava missões diferentes do F-16 que é um caça.

O F-16 conseguia enfrentar radares e chegar mais perto do alvo comparado ao F-117?

Bosco
Visitante
Bosco

Nick,
Independente de concordar ou não com seu posicionamento fico feliz por desta vez você conseguir dialogar em vez de só fazer proselitismo ideológico/político. Realmente é um avanço.
Um abraço.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Bosco, caríssimo… Você nunca se furta de fazer proselitismo político/ideológico quando lhe convém. Vou dar um exemplo recente desta mesna coluna: “Sem querer me meter mas a sua visão da pouca confiabilidade do equipamento americano e à robustez do equipamento russo se deve à mídia do Ocidente, notadamente a americana, ser mais livre, com direito de dizer o que quiser (transparente???) e em grande parte esquerdista, tendo abraçado o progressismo, o politicamente correto e o globalismo, portanto, elas tratam de desqualificar as próprias forças armadas de todas as direções possíveis e imagináveis. Em outros tempos isso seria considerado traição, lesa… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Bosquinho, sempre fui assim, mas como tudo que eu posto deixa você vermelho de raiva por causa do óculos ideológico com que você enxerga o mundo, então você nem percebe.

Bosco
Visitante
Bosco

Resposta ao Cesar foi deletada pelo Galante. Ficou só o argumento do Cesar valendo. Tá ok!

JPC3
Visitante
JPC3

Equipamentos americanos não funcionam na prática ou em guerras?

E as guerras do Iraque e as guerras de Israel?

Não foram vencidas com equipamentos americanos???

JPC3
Visitante
JPC3

Está afirmando coisas sem provas e ao mesmo tempo está cobrando provas dos outros?

_RR_
Visitante
_RR_

Se quer exemplo claros… — Podemos começar com os F-14… Em mãos iranianas ( pilotos habilmente treinados pelo Ocidente ), o ‘Tomcat’ destroçava com os todos tipos soviéticos em mãos iraquianas sempre que as unidades equipadas com o modelo americano tinham a oportunidade de voar. Vale lembrar que naquele período, o principal vetor da PVO era o Mig-25 ( ‘Flanker’ e ‘Fulcrum’ estavam sendo implantados ), cujas variantes foram experimentadas a exaustão no Iraque, e mostraram-se inferiores em praticamente todos os quesitos ( excetuando-se velocidade ). Tanto que aquele conflito serviu de base para bloquear novas versões do ‘Foxbat’ e… Read more »

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Como eu disse, F-22 tem que ser comprovado em combate e enquanto isso não ocorrer, é tudo especulação.

JPC3
Visitante
JPC3

E o resultado de testes e exercícios, embora não sirvam como provas definitivas, não tem nada de especulação.

JPC3
Visitante
JPC3

E o resultado de testes e exercícios, embora não sirvam como provas definitivas, não tem nada de especulação.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

O Iraque abateu um F-14A do Irã com uso de um Míssil Super 530F (Mirage F1).

As vitórias dos F-14A se deram com o uso do míssil Phoenix AIM-54, sempre disparados no limite do envelope deste.

Não “houve bloqueio de novas versões do ‘Foxbat”” em função dos combates entre o Irã e o Iraque, pelo fato simples delas nunca terem sido aventadas, poisjá havia um sucessor que atendia pelo designativo MiG-31.

O MiG-25 foi utilizado na guerra Irã-Iraque basicamente nas funções de bombardeiro/ataque e reconhecedor, e as perdas havidas foram baixas em relação aos reides realizados.

_RR_
Visitante
_RR_

Evidente que as perdas foram baixas em relação a outros tipos, mas isso não muda o fato que a única coisa que ‘Foxbat’ podia fazer diante do ‘Tomcat’ era acelerar para ficar fora da NEZ do AIM-54. É fato conhecido que os russos aceleraram o desenvolvimento do ‘Foxhound’ nos anos 80, notadamente o míssil R-33, assim como também avaliaram de perto as operações iraquianas com Mig-25. O Mig-25 já vinha mostrando desempenho insuficiente desde o inicio dos anos 80, começando pelo embate sobre o Bekaa, onde não fizeram praticamente nada de relevante… Naquela época, os russos não tinham nenhum sistema… Read more »

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Em 1979 a IA-PVO já contava com mais de 500 vetores operacionais, apesar da declaração oficial de aceitação do modelo só ter se dado em 1981. O conflito Iraque-Irã iniciou-se em setembro de 1980, com invasão iraquiana. Portanto, em termos cronológicos temos um sucessor do MiG-25, no caso o MiG-31, como cinco esquadrões operacionais em 1979.. Apresentando, inclusive, o primeiro radar faseado embarcado (BRLS-8B “Zaslon”). Por isso faço o reparo que a sua afirmação de que “(…) Naquela época, os russos não tinham nenhum sistema de armas que unisse um míssil como o AIM-54 e um radar como o AWG-9″(.);… Read more »

_RR_
Visitante
_RR_

Até onde se sabe, 20 carros saudidas foram perdidos ou danificados no Yemen.

Considerando serem veículos de uma variante dos anos 90, não está ruim…

O Yemen é um conflito assimétrico. Nesses casos, pode ser russos, americano, chinês… Dá no mesmo… Sírios que o digam…
comment image?x32150

O exemplo que citei foi um combate convencional clássico, entre pilotos experientes equipados com os melhores tipos disponíveis então. E ele mostrou que equipamento não é nada sem tática e treino.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

A fotografia postada acima se refere a um T-90, que alvejado por um míssil TOW, sobreviveu!
Este Carro de Combate foi recuperado e entrou em combate, novamente, dias depois, caríssimo _RR_…

A imagem, portanto, não pode ser relacionada ao argumento de perda em combate assimétrico, visto que foi, justamente, um sobrevivente deste tipo de combate.

_RR_
Visitante
_RR_

Caro César,

Observe bem a torre… Fogo irrompe pela escotilha da direita, indicativo claro de que a couraça foi penetrada…

Já foram identificados lotes do BGM-71E. Se foi atingido por um desses…

Francamente, acho difícil esse carro ter sido mesmo recuperado. Mas mesmo que sua fonte de consulta esteja certa, isso não muda o fato de que o carro em si é vulnerável. E carro atingido e imobilizado, é carro perdido no momento do combate. Por tanto, pode entrar sim como exemplo…

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Caríssimo _RR_…
Te passei uma informação presente em fóruns brasileiros e estrangeiros.
O reparo que fiz foi para que não passasse vergonha.
Não quer aceitar, não aceite.
Digo-lhe que o T-90 em questão era operado por uma milícia iraniana e foi recuperado. Entrou em combate dias depois. Se a minha memória não me trair isto se deu nos combates havidos ao norte de Aleppo.

_RR_
Visitante
_RR_

Cesar,

O fato é o fato, pura e simples. Se ele for comprovado, aceitar é o único caminho.

Apenas contesto a imagem pois a impressão que me dá é a que exprimi acima.

Não há vergonha alguma em ser corrigido. Ao menos, não vejo dessa forma…

Muito interessante saber que a parte iraniana está operando a esse nível com os sírios.

JPC3
Visitante
JPC3

Tem certeza que é o mesmo?

Na foto parece que as chamas vem de dentro.

CESAR ANTONIO FERREIRA
Visitante
CESAR ANTONIO FERREIRA

Tenho. Os danos foram superficiais. As chamas estão subindo no lado exterior…

_RR_
Visitante
_RR_

1 – A espinha dorsal da força de combate georgiana é o T-72B1 até hoje… Rifle, pistola, etc. Isso aí não quer dizer nada… Até na China se produz rifles americanos ( Norinco )… 2 – Já li relatos de ambos os lados… Não diferem tanto. Há inclusive relatos russos vazados pra mídia que afirmam a repetição dos erros cometidos pelos americanos. Sugiro a leitura: https://noticias.uol.com.br/midiaglobal/fintimes/2009/12/01/ult579u2955.jhtm 4 – Como assim…?! Armas químicas estão entre as maiores ameaças em campo. Diversas são constituídas de substâncias dificilmente detectáveis e que vitimam rápido… Ora pois… Proteção NBQ é pré requisito em qualquer sistema… Read more »

Paulo
Visitante
Paulo

Avangard, Su-57, Su-35, Su-34, Su-30, Ka-52,S-400, Sub-nuc, Aramata… Virge!! Stalingrado é fichinha.
Ferro em quem se meter, já era. Passa a régua e fecha a conta.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Russia receberá seus 30 T-34 encomendados, mas calma,,,,foi uma doação do Laos para integrar uma unidade histórica para uso em filmes e desfiles deste tanque da II Guerra mundial, teve mais de 50.000 construidos mas a Rússa queria ter alguns funcionando.
. http://defense-studies.blogspot.com/2019/01/30-t-34-tanks-transferred-by-laos.html

Augusto L
Visitante
Augusto L
Mairton Melo
Visitante
Mairton Melo

Essa última foto é um modelo fabricado pela Zvezda. Kit muito bom do Armata T-14, até que reproduz bem o blindado. Video de review do Armata e do kit: https://youtu.be/O7MwUFAapoA