Home Defesa Antiaérea Israel recebeu sistema de radar passivo Kolchuga-M da Ucrânia

Israel recebeu sistema de radar passivo Kolchuga-M da Ucrânia

6368
73
Kolchuga-M

A empresa israelense Airsom Ltd. recebeu o sistema de radar passivo Kolchuga-M, fabricado na Ucrânia, segundo o site da ImportGenius

De acordo com o ImportGenius, site de rastreamento de importação e exportação, Israel recebeu o complexo de radar passivo (ESM) de longo alcance de nova geração, chamado de Kolchuga-M.

O aviso da ImportGenius dizia que em março de 2018, uma subsidiária da empresa estatal “Ukrspetsexport” Enterprise “Ukroboronservis” vendeu para a empresa israelense Airsom Ltd. (POB 32307 Tel-Aviv 6132201, 5 Kineret St. Bnei-Brak) o sistema de radar passivo Kolchuga-M.

O Kolchuga é uma medida passiva de apoio eletrônico (ESM) que permite identificar alvos terrestres e de superfície e rastrear seu movimento em um raio de 600 km e alvos aéreos a 10 km de altitude até 800 km de distância, o que torna um sistema eficaz para a defesa antiaérea.

A estação do Kolchuga está equipada com antenas de cinco metros, decímetros e centímetros, que fornecem alta sensibilidade de rádio dentro de uma faixa de 110 dB/W – 155 dB/W, dependendo da freqüência.

De acordo com o GlobalSecurity.org, o alcance de detecção de 800 km foi alcançado apenas pelo Kolchuga ucraniano. O melhor que o AWACS dos EUA pode fazer é 600 km, enquanto os complexos terrestres Vera (República Tcheca) e Vega (Rússia) podem alcançar até 400 km – metade do que o complexo ucraniano pode alcançar. O limite inferior de frequência de trabalho do Kolchuga é de 130MHz e é o mais baixo de todos os análogos. Para o AWACS é de 2.000 MHz, para o Vera é de 850 MHz, e o Vega é de 200 MHz.

O sistema de radar de monitoramento eletrônico de longo alcance passivo móvel Kolchuga poderá ser usado durante os exercícios da Força Aérea Israelense.

Kolchuga-M no MAKS 2009

FONTE: Defence blog

73
Deixe um comentário

avatar
16 Comment threads
57 Thread replies
2 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
30 Comment authors
Pedro nine-nineMoisésclaudioMgtowScudB Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Olha Israel aproveitando por tabela a tecnologia soviética de radares.

Hodney Souza
Visitante
Hodney Souza

Pode ter certeza que eles vão aperfeiçoar esse sistema como fez com os Mirage ao torná-los IAO KFIR, modelos mais avançados que os Mirage franceses.

tony
Visitante
tony

Israel não vai aproveitar nada , nem tão pouco vai usar ou aperfeiçoar,esses radares devem ter similaridade com alguns dos novos radares Russos, por isso a compra, vão servir apenas para treinamento de sua força aérea e aperfeiçoar doutrina só isso.

Moisés
Visitante
Moisés

Justamente, os Israelenses são inteligentes e perspicazes estão enfrentando materiais Russos frequentemente e quem sabe no futuro pode ser atacado pela Russia ou Irã que usa materiais similares.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Não é um sistema de radar, mas sim um receptor ESM.

Leo Neves
Visitante
Leo Neves

Duvido muito que tenha essa capacidade toda… Mas se Israel comprou deve ser bom…

JPC3
Visitante
JPC3

Deve ser bom sim, porém algumas aeronaves podem operar em modo de silêncio eletrônico apenas recebendo informações de outros que voam mais atrás. Perdem um pouco de capacidade mas ficam imunes (ou quase imunes) a sistemas como esse.

Leo Neves
Visitante
Leo Neves

Esse sistema deve ser baseado em sistemas da época da união soviética, duvido que tenha capacidade tao superior ao sistema Russo , os Ucranianos não conseguem nem fazer um míssil anti navio descente.

JPC3
Visitante
JPC3

Não sei muito sobre tecnologias ucranianas, porém que eu saiba eles deram grandes contribuições nos tempos da união soviética, e em diversas áreas.

Mas também acredito que os russos já tenham algo melhor.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Uma fonte de emissão ativa facilita o trabalho, mas a sensibilidade do sensor em questão -110, -150 dbi permitem detectar aeronaves pelo retorno de fontes civis secundárias, estações de rádio, tv e comunicações. Ou seja é preciso que o silencio seja geral.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Eu não duvido que os sensores sejam inferiores não.
A Ucrânia é muita avançada nesse quesito, herança soviética.
O que eu acho, é que a eletrônica, que é uma parte essencial hoje em dia em qualquer sistema militar moderno, é que deva ser inferior, mas como é pra Israel, eles podem colocar seu recheio.

Rui chapéu
Visitante
Rui chapéu

Perae….
Quer dizer que esse sistema baseado em terra tem mais poder que um awacs voando?
Ou entendi errado?
E ele é passivo? Não emite sinal? Como sendo passivo ele consegue detectar e ainda rastrear alvos?
Alguém consegue explicar como?

Se ele faz isso tudo não é a toa que Israel comprou.

JPC3
Visitante
JPC3

Segundo o que é divulgado, ele rastreia as comunicações, os links de dados e os sinais dos radares das aeronaves inimigas entre outras coisas.

Existem técnicas para reduzir a eficiência de sistemas como esses, só não sei se os inimigos de Israel possuem as tecnologias necessárias.

Claudio Moreno
Visitante
Claudio Moreno

Rui boa noite! Adiciono às tuas perguntas mais uma: e curvatura da terra, não limita o alcance do sistema passivo?

CM

JPC3
Visitante
JPC3

Deve limitar. Não conheço sistema terrestre de rádio que não seja limitado pela curvatura da terra.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Russos e americanos já possuem (ou possuíam) radares além do horizonte.
Quem está desenvolvendo agora são os chineses, inclusive uma inusitada versão naval, que é surpreendente, haja vista que são sistemas enormes.
Olho vivo na China.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Não é nada inusitado o sistema naval, Israel inclusive ofereceu ao Brasil, um radar OTH marítimo.

Henrique de Freitas
Visitante
Henrique de Freitas

Olá Rui, Pela faixa de frequencia que o sistema opera, ele provavelmente se utiliza de medidas paramétricas, isto é, faz leitura de um conjunto que sinais que sofrem interferencias muito caracteristicas dos alvos buscados. O sistema deve ter capacidade de leitura e interpretação de harmonicas ( sinais laterais no spectro da frequencia original principal ) Esse sinais trafegam pelo ar “batendo na atmosfera e no solo” e assim o alcance dos mesmos ultrapassa qualquer linha de visada. De uma maneira bem simples para entendimento, se voce sintonizar um antigo rádio com Ondas Médias, Ondas Curtas entre outras, poderá ouvir rádios… Read more »

Augusto L
Visitante
Augusto L

Rui, sim é passivo, é um sistema ESM, Eletronic Support Measure, em português é MAGE, Medidas de Apoio de Guerra Eletrônica.
Uma maneira de se camuflar desses sistemas é ter radares e links de comunicação, que tenham modo LPI e não emitam muito ruído de RF em direções opostas, controle de RF.
Por exemplo os radares APG-77 e APG-81, são plataforma excepcionais em controle de RF, assim como, são um excelente plataforma ESM.
Só de curiosidade o F-35 tem 10 antenas receptoras de radar (ESM). O segundo caça que mais tem, o Rafale, só tem 6 !

Pedro nine-nine
Visitante
Pedro nine-nine

Rui, quando um avião, navio ou tanque de guerra por exemplo, opera, este emite sinais sejam de rádio, radar e por aí, estes sinais são facilmente detectados e por ventura rastreados por receptores. O “radar” da matéria é na realidade um receptor.
Imagina um sonar, que em vez de som busca por sinais de radar e de comunicações triangulando assim a posição do sistema e funcionando dessa forma como um radar.

Alfredo RCS
Visitante
Alfredo RCS

Esse tipo de radar parece ser o radar de baixa frequência que utiliza a ionosfera para refletir suas ondas, difetente dos rafares awacs. Deve ser uma versao do nosso IACIT OTH-0100, radar alem do horizonte testado pela Marinha com alcance de 200 mn. A França tem o radar NOSTRADAMUS que tambem tem um alcance incrivel, porém todos esses radares sao dependentes das condições da ionosfera a qual é extremamente dinamica. Porem sao radares intrtessantes. Se eu nao estiver confundindo as bolas, deem uma verificada no site da IACIT e ficarão surpresos com a potencialidade desse radar OTH-0100.

RAPHAEL
Visitante
RAPHAEL

O radar é passivo.

cwb
Visitante
cwb

qual a utilidade desse sistema na detecção de sinal enviado para drones?

carcara_br
Visitante
carcara_br

Estão testando a capacidade russa de detectar o f-35.
O sistema é ucraniano, ok. Pode ter certeza que existe um projeto russo similar.
Quanto ao limite inferior de detecção do vega em relação ao awacs americanos, pode ter certeza 400km não é a limitação do sensor, mas que a curvatura da terra impõe a um alvo a 10km de altitude..

Augusto L
Visitante
Augusto L

Contra um avião, voando alto, emitindo muita emissão RF, a curvatura não é problema.
E mesmo que fosse, não seria só de 10 km, mas entre 25km à 40km, dependendo da altura da antena.
Mas de qualquer forma os caças de 5°geracao são feitos para serem silênciosos até no aspecto eletrônico.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Este tipo de sensor não depende apenas da emissão direta do caça, pode voar no mais absoluto silencio eletrônico se tiver uma estação de radio transmitindo próximo vai provocar interferência. A menos é claro que seja um objeto sem matéria. Rsrsrs
Agora imagine ai um sistema destes operando próximo a antenas de radares como o s-300 e um f-35 tenta realizar um ataque eletrônico, é quase como gritar, estou Aqui!

Augusto L
Visitante
Augusto L

Somente um rastro esse sistema pode detectar.
E as vezes nem operador nem o sistema podem indentificar, pq rastros não são padronizados principalmente de aeronaves Stealth.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Esse sistema é um farejador de reastros, a idéia é esta mesma o detalhe é que a assinatura não precisa vir do radar do próprio caça, fazendo uma analogia ele pode detectar pela sobra que p caça faz em outros sinais de rádio. Você esta confundido com sistemas esm dedicados a fornecer dados de localização pra mísseis como o harm…
Se você conhecer a sobra, tiver uma biblioteca de dados pode inferir o tipo de aeronave. E se tiver mais de um sistema detectando a sombra pode geolocalizar… será que funciona como diretor de tiro? Não sei…

Augusto L
Visitante
Augusto L

Não estou confundindo.
O sinal do rastro ainda mais de uma aeronave Stealth não é igual, se você conseguir uma vez, a segunda não será igual.
Sem contar que o rastro de uma aeronave Stealth é menor que a de um pássaro, eles teriam vários rastros que não daria em detecção para filtrar, no espaço aéreo.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Augusto, não é um pássaro na frequência de funcionamento deste sistema. Essa história é pra um angulo específico numa freqüência específica, mas eu já explique isso centenas de vezes…

carcara_br
Visitante
carcara_br

Na realidade são uns 450km considerando a antena a 20m de altitude e o alvo a 10km
http://members.home.nl/7seas/radcalc.htm

Augusto L
Visitante
Augusto L

O sistema de ataque eletrônico do F-35, tem controle de emissão, é como se fosse um feixe de luz direcionado ao alvo.
O novo NGJ será assim tbm.

carcara_br
Visitante
carcara_br

se chama “ganho” e o radar do f-35 ainda não é um laser, dado a sensibilidade do sensor em questão, mesmo uma emissão muito pequena seria detectada. Se vc tiver um diagrama de irradiação de antena e a potencia de saída dá até pra saber a potencia do sinal captado pelo sistema…
Não se apague a termos de propaganda essa é uma área bem complicada…. tanto que israel esta comprando o sistema pra ver qual é a real..

JPC3
Visitante
JPC3

De qual forma o sistema é muito mais eficiente contra caças convencionais que não tem controle de emissões nem comunicações direcionadas.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Sim, Carcará, o modo de guerra eletrônica do APG-81, é como se fosse um laser.
O APG-79, também é assim.
E o NGJ será assim também.
O sistema só detectaria se estivesse muito, mais muito próximo do(s) radares jammeados.
E eu já disse os moderno radares AESA diferentes dos outros, tem controle de emissões próprios eles não emitem muita RF, a direções aonde a antena não está apontada.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Sim, Carcará, o modo de guerra eletrônica do APG-81, é como se fosse um laser.
Ok, isto não é um dado técnico é uma frase de efeito, você precisa ir atras do parâmetro “ganho” do radar do F-35…

Piloto 1
Visitante
Piloto 1

O Kolchuga é conhecido como o único sistema capaz de detectar aeronaves stealth. Os russos compravam da Ucrânia. Não tem nem sistema similar. Recentemente as forças dos Estados Unidos adquiriram o sistema. Vale lembrar que o cérebro da União soviética estava na Ucrânia, ou seja, além de alguns líderes soviéticos, a maior parte dos cientistas soviéticos eram ucranianos, desde o voo espacial, ICBMs, até a indústria de tanques. Não é por nada que os russos não querem a Ucrânia e sua pujante indústria de defesa nas mãos do ocidente. O Rus de Kiev nasceu na área da atual Ucrânia. Moscou… Read more »

Alfredo RCS
Visitante
Alfredo RCS

Piloto 1, é exatamente esse tipo de radar que a IACITT contruiu no litoral de SC, é um radar capaz de detectar ate misseis de cruzeira a quase 500 km da costa. A tecnologia é antiga, nada de revolucionario, porem com a implementaçaõ dos computadores para a analise das interferências eletromagneticas na atmosfera, esse radar pode proteger areas enormes na costa brasileira. Se não me engano, segundo a IACITT, bastam 12 radares nas costas brasileiras para se cobrir TODA a Amazonia Azul. Esse radar da Ucrania é um radar mais simples, de menor capacidade que o IACITT OTH-0100, com uma… Read more »

carcara_br
Visitante
carcara_br

Eu discordo, existem radares ativos que trabalham na mesma frequência que os kolchuga com antenas muito, muito maiores, Os sistemas de detecção passiva russos que operam em faixa de frequência muito mais ampla, da banda X ao VHF (citado na matéria inclusive).

Fabio Jeffet
Visitante
Fabio Jeffet

Piloto 1
VC deveria se informar melhor

Augusto L
Visitante
Augusto L

Gente não é um radar, ele não emite ondas de rádio em nenhuma frequência, só as recebem.
É um sistema ESM.
Vocês estão confundindo com radares OTH.

ScudB
Visitante
ScudB

Radar , amigo Augusto. E vai continuar ser radar. OU melhor : sistema dos radares. Sinceramente não sei “O Porque” de cisma contra termo de “radar” no caso. Emite ou não – não muda o principio fisico. Por tanto : ou aceita , ou inventa outro termo e vai para IEEE com reclamação. Sinceramente este seu “Não é radar ! , Não é radar !” – parece mais um certo “chorão” do desenho animado – não tem cabimento técnico nem profissional. Se trata de complexo dos RADARES com processamento e analise: ninguém tem nada parecido, ninguém tem nada a altura.… Read more »

Augusto L
Visitante
Augusto L

Não, não é um radar.
Radar emite e recebe ondas RF.
Um radar pode ser um sensor ESM, mas esse sistema é especificamente um sistema ESM/MAGE.
Agora, há maioria da galera aí está confundindo com radares de baixa frequência e OTH.
Por isso a insistência em dizer que é um sistema ESM.

ScudB
Visitante
ScudB

Amigo Augusto! Espero que Você frequentou as aulas sobre Antenas , Sistemas de Transmissão e Teoria de Eletrodinâmica. Caso sim – Você OBRIGATORIAMENTE deveria saber o que significa o termo RADAR. Caso contrario não vejo objeto de discussão pois radar sem emissão (ou passivo) não deixa de ser um radar só porque alguém não gosta de termo. No caso da “Kolchuga” se trata de um complexo das rodares(!) passivos combinando vários métodos onde transmissão troposférica faz papel principal. So depois vem correlação , processamento dos eventos pseudo-esporádicos , ponderação e convolução da energia de sinais “pseudo-ruídos” (seu querido LPI que… Read more »

Felipe
Visitante
Felipe

Senhoras, senhores.
Tenho uma dúvida: Se eu sou China ou Russia e quero desenvolver um radar que tenha total capacidade de detectar algum equipamento americano, um F-35 por exemplo, como executaria esse teste tendo em vista não possuir um F-35 estacionado no meu quintal para fazer este teste?

JPC3
Visitante
JPC3

Algumas das coisas que eles fazem é usar mockups em escala (em alguns caso em tamanho real) e simulações em computadores.

Felipe
Visitante
Felipe

Poderia discorrer um pouco mais sobre “mockups”?, talvez apenas palavras-chave sobre. Grato.

JPC3
Visitante
JPC3

Infelizmente não consegui achar as fotos.

Mas existem sim, os russos fazem mockups em escala de todas as aeronaves furtivas americanas e, provavelmente, das não furtivas também. Os americanos devem fazer o mesmo para testar a assinatura dos mísseis e caças russos.

Há poucos anos atrás apareceram fotos de hangares russos com mockups de todas as aeronaves furtivas americanas, F-117, F-35, F-22, B-2, JASSM e tomahawks. Aparentemente fazem cópias em escala com a máxima precisão possível. De algumas aeronaves havia mockups em diversos tamanhos diferentes.

Acho que no caso das JASSM e do Tomahawk eram em tamanho real
Mas não consigo achar mais.

Saudações.

JPC3
Visitante
JPC3

Não lembro se a notícia diziam de qual material ele eram feitos.

Lembro que eram muitos.

JPC3
Visitante
JPC3

Aqui tem uma

http://aviationweek.com/blog/case-missing-f-117-parts-2001

“””Later, a Russian TV documentary disclosed the existence of the defense ministry’s 2nd Central Scientific & Research Institute (2 TzNII) and its facilities for testing RCS models of the F-117 and many other aircraft””

Mas tinha outras melhores.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Já fizeram isso na Síria. Certeza absoluta.
Talvez, por esse motivo, tenham preferido continuar com os poderosos e confiáveis Su-35.

JPC3
Visitante
JPC3

O Su-35 é o melhor que eles podem comprar no momento. Só isso.

Um sistema desses, como o da matéria, funciona melhor contra um Su-35 de 4° geração que contra o F-35 que teve sua eletrônica projetada para enfrentar meios de defesa passivos desde o início.

Essa ideia de que F-35 é um F-16 com tinta invisível está muito errada.

JPC3
Visitante
JPC3

Silêncio, controle e discrição de sinais são características básicas das aeronaves furtivas, é assim desde o tempo do F-117.

Com o J-20, Su-57 e J-31 deve ser a mesma coisa.

joshua
Visitante
joshua

A topografia funciona para um raio de até 30km. A partir daí os cálculos complicam e levam a curvatura da terra em consideração. Por conviniência, é mais fácil introduzir um raio fictício para a Terra, 1/R’ = 1/R + dn/dh Para condições típicas, dn/dh = -1/4 R m-1 Então R’ = R/(1 – 1/4) = 4/3 R Este é o modelo do raio da Terra efetivo. Doviak e Zrnic (1993) fornecem uma expressão completa para h vs. r, onde r é a inclinação do alcance (distância ao longo do raio). h = {r 2 + (k eR) 2 + 2rk… Read more »

gordo
Visitante
gordo

Pura bobagem, a Terra é plana.
KKKKKKKKKKKKKKK

Bardini
Visitante
Bardini

Bom. Ucrânia, radar, EW… Me lembra disso: https://youtu.be/_CMby_WPjk4?t=2100 . Como os Russos tem utilizado EW na Ucrânia, aos 35:00 min… . Ps: Recomendo o vídeo todo. Extremamente interessante. . Sobre o Kolchuga: Não é bem um radar, como muitos devem imaginar. É um sistema de detecção passiva. Os receptores são distribuídos pelo terreno em distâncias como 10km, de uma unidade a outra e passam a observar a partir daí as fontes de emissão. Quanto mais potente e maior for a altitude em que a fonte de emissão se encontra, maior o alcance do Kolchuga… . Ele poderia, em tese, detectar… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Será que existe alguma dificuldade grande em usar drones e despistadores emitindo sinais falsos para confundir um sistema desses?

Não sei quantos alvos ele consegue rastrear simultaneamente.

Bardini
Visitante
Bardini

Acho que a questão não é em como suprimir esse sistema com despistadores mas sim, encontrar esse sistema para destruí-lo.

JPC3
Visitante
JPC3

Pois é, sendo passivo fica difícil, por isso não falei em destruí-lo. Só pensei me mandar algumas dezenas de drones ou despistadores emitindo sinais falsos em regiões onde exista a possibilidade de encontrar sistemas como esse.

Bardini
Visitante
Bardini

Não sei qual seria a melhor tática pra lidar com um bicho deses…
.
Acredito que dependeria muito da situação e do TO em que se encontra.
Teria certamente que existir um trabalho muito grande de ISR para detectar este sistema e, dependendo da extensão do front e da coberta pela defesa aérea, tentar fazer uso de UAVs, como o Harop, aliado a mísseis de cruzeiro ou bombas planadoras, buscando prioritariamente o centro de comando.
.
Mas como disse, não sei qual seria a melhor saída…

Augusto L
Visitante
Augusto L

Pra uma força aérea moderna, com grande capacidade em GMTI, não é uma monstruosidade dessa. Mas é um elemento importante na IADS.

ScudB
Visitante
ScudB

Praticamente não tem solução sem presença de um marcador.

Bardini
Visitante
Bardini

Interessante é que este sistema não faz parte do catálogo da ukroboronprom de 2016 e 2017. E não deve ser pelo fato de ser “coisa nova”, pq não é…
.
https://ukroboronprom.com.ua/design/files/Catalogue_2016_2017_compressed.pdf
.
Ps: Os ucranianos tem muita coisa interessante na sua base industrial de defesa…

ScudB
Visitante
ScudB

Eles tiraram outras coisas tb após escândalo de 2006..
Coisa da Ucrânia mesmo.

Rogério
Visitante
Rogério

Parece o caminhão do Mickey Mouse.

Marcos
Visitante
Marcos

Israel vai fazer engenharia reversa e aprimorar como sempre faz com equipamentos ocidentais…

Júnior
Visitante
Júnior

Não amigo você não entendeu, eles tem o F-35 no inventário e querem saber como ele se sai contra esse tipo de sistema uma vez que os russos possuem um similar e devem ta pensando em levar la pra Síria. Em resumo querem saber o que ele é capaz de enchergar

Augusto L
Visitante
Augusto L

Vale lembrar que não só os E-3 sentrys americanos tem capacidade avançada de ESM, mas uma gama enorme de aeronaves tem.
Os E-8 tem, os P-8 tem, os 707 de reconhecimento da USAF tem, os U-2 tem, os drones Global Hawk tem, o F-35 tem uma extraordinária capacidade ESM, o F-18 SH tem, o Growler também e esses são dos alguns, os mais avançados.
Caças legados como o F-18 Legacy, F-16 e F-15SE usam pods ESM email missões SEAD.

Augusto L
Visitante
Augusto L

O ocidente só não investe nesses sistema em terra, como a Rússia e China fazem.

BMAIKE
Visitante
BMAIKE

Essa cobertura de 800 km seria em formato de bolha? 400 + 400 ou não; caso não : caramba!

ScudB
Visitante
ScudB

800 – ar . 600 – terra.

Mgtow
Visitante
Mgtow

Tá na hora da Rússia passar logo o trator de uma vez na Ucrania.

claudio
Visitante
claudio

E coragem….