Home Artilharia Antiaérea Saab apresenta os avanços tecnológicos do RBS 70 NG durante Seminário Internacional...

Saab apresenta os avanços tecnológicos do RBS 70 NG durante Seminário Internacional de Defesa Antiaérea

5510
45
Saab RBS 70 NG
Saab RBS 70 NG

Nos dias 20 e 21 de março, o Exército Brasileiro promoveu o 1º Seminário Internacional de Defesa Antiaérea, no Quartel General do Exército, em Brasília, DF. A Saab, principal empresa apoiadora do evento, apresentou os avanços tecnológicos do sistema Míssil de Baixa Altura Telecomandado RBS 70 NG e destacou sua longa parceria com a Força.

O 1º Seminário Internacional de Defesa Antiaérea reuniu mais de uma centena de representantes das Forças Terrestre, Aérea e Naval de 25 nacionalidades. Aos presentes, o diretor de vendas da Saab do Brasil, Virgilio da Veiga Junior, apresentou o RBS 70 NG, destacando seus avanços tecnológicos, a integração a Sistemas de Controle e Alerta e a importância do uso do simulador para o adestramento dos atiradores.

“O Exército Brasileiro é um parceiro muito importante para a Saab. Para nós, é uma grande satisfação fazer parte da transformação da Força, oferecendo um moderno sistema de defesa antiaérea”, disse o executivo. “O RBS 70 NG agrega tecnologia no estado-da-arte e proporciona mais autonomia com o visor termal BORC já integrado ao aparelho de pontaria, particularmente nas operações noturnas”, complementou.

Os militares puderam experimentar o simulador do RBS 70 NG e conhecer mais profundamente as vantagens da nova geração da solução, tais como o acompanhamento automático do alvo e as informações gráficas visuais que facilitam e melhoram a execução da pontaria. Além disso, o Aparelho de Pontaria está mais leve, passando de 55 para 25 quilos, já com o visor termal embutido.

O seminário foi promovido pelo Estado-Maior do Exército (EME) por meio do Escritório de Projetos do Exército (EPEx). Além dos militares, o encontro reuniu representantes da base industrial de Defesa.

DIVULGAÇÃO: MSLGROUP/Publicis Consultants

45
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
39 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
23 Comment authors
Dario RenatoIvancolombelliteropodeart Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luiz Floriano Alves
Visitante

Uma versão naval viria a calhar para os nossos navios que não possuem CIWS, É inimaginável um barco da MB ser atacado por um helicóptero e não ter defesa a altura. Quando mandaram o Prince of Walles pára Cingapura (II GM) foi noticiado que as baterias POMPOM de 40 mm. dariam completa proteção AA, não necessitando escolta ou cobertura aérea. Resultado: os japas afundaram aquele navio repleto de canhões automáticos de 40 mm. e seu acompanhante, o Repulse. Isso que aqueles aviões eram umas carroças, comparados com os aviões e misseis de hoje.

FighterBR
Visitante
FighterBR

RBS 70 o artilheiro tem que ficar apontando o laser no alvo para o míssil acertar. Não é bom para o mar. Tem outros sistemas melhores.

Mauricio R.
Visitante

Muito Simples: Troque o artilheiro por um algum EDT.

FighterBR
Visitante
FighterBR

Prefiro RIM-116 ou qualquer outro sistema moderno guiado por infravermelho. Até o Sea Zenith ficaria ótimo no lugar do 40mm da MEKO A100

Leandro motta
Visitante
Leandro motta

Existe uma munição chamada 3p auto programada e de fragmentação com espoleta de proximidade capaz de engajar alvos aéreos como misseis de cruzeiro, tem videos institucionais da bofors saab no youtube

Junior
Visitante
Junior

Lembro que as Meko 100 ofertadas a MB, além da peças de 40mm, possui em sua proa peça de 76mm, duas metralhadoras de popa 12.7mm, todo esse armamento possui capacidade antiaéreas, além do sistema dedicado Sea-Ceptor/CAMM de misseis.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Ta louco, tem que colocar uma defesa de ponto nas nossas fragatas tamandaré e sen tirar nada nao

Bosco
Visitante
Bosco

Paulo,
os canhões 40 mm e 76 mm são competentes para proverem defesa de ponto às Tamandarés.

Bosco
Visitante
Bosco

Já citei algumas vezes mas não custa repetir. Em navios há dois tipos de canhões aptos à defesa de ponto. Os canhões de alta cadência (1000 a 10000 t/min) e com munição unitária de 20, 25, 27, 30 e 35 mm (sólida ou explosiva) e os de menor cadência (40 a 1000 t/min), com munição de maior calibre (35, 40, 57, 76, 100, 114, 127 e 130 mm) , alta fragmentação e espoleta de explosão aérea (proximidade ou programada). Os primeiros são precisos até no máximo uns 2 km e os projéteis têm energia para perfurar as cabeças de guerra… Read more »

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Obrigado Bosco,
Na verdade eu ja tinha visto suas explicações em outro seu comentário e sao sempre coerentes e inteligentes.
Aproveito e pergunto sua opinião a respeito de como é a operação desse sistema FN Herstal Sea deFNder de 12,7mm e sua opinião da utilização nesses novos navios da Marinha do Pronapa.

Bosco
Visitante
Bosco

Paulo, A Tamandaré é bem completinha, sendo dotado de armas voltadas para todos os cenários: 1-Míssil antinavio OTH: Exocet/MANSUP 2-ama antinavio ITH: canhão de 76 mm 3-defesa antimíssil: mísseis Sea Ceptor, canhão 40 mm, canhão 76 mm, lançadores de chaffs e flares 4-arma antissubmarino: lançadores de torpedos 5-arma para neutralizar ameaças na costa: canhão de 40 e de 76 mm 6-Helicóptero multifunção 7-arma para apoio de fogo: canhão de 76 mm 8-Armas para neutralizar ameaças assimétricas de superfície: canhão de 76 mm, canhão de 40 mm e metralhadoras .50. As metralhadoras são essenciais para prover a defesa da camada mais… Read more »

Paulo costa
Visitante
Paulo costa

BOSCO
Obrigado, bem completa sua explicação não resta nenhuma duvida sobre os Armamentos dessa corveta e acho que esse sistema Sea deFNder de 12,7mm iria cair bem nas nossas futuras patrulhas

Obrigado

Bosco
Visitante
Bosco

O Sea Zenith é o tipo de CIWS que adota o conceito “hard kill”, o que por utilizar munição unitária exige alta precisão, mas ele destoa junto com o AK-630 russo, por não ter seu diretor de tiro junto ao canhão. Os canhões dotados de projéteis de alta fragmentação e explosão aérea podem ter seus diretores de tiro radar/EO separados do canhão sem grandes prejuízos da precisão, mas canhões de munição unitária que exigem impacto beneficiam de um DT dedicado e integrado, com reduzida distância angular, reduzindo o efeito da paralaxe. Daí, a maioria dos CIWS que adotam o conceito… Read more »

Lucas Schmitt
Visitante

E você não acha que a cadência e o sistema de mira são infinitamente superiores nos dias de hoje?

Marcos
Visitante
Marcos

Já foi dito nos comentários que a MB pode modificar os armamentos após o consórcio ter sido escolhido. Já o consórcio tem que entregar o que prometeu. Enfim, nada que um puxão de orelha bem dado não resolva. Um millenium de 35 mm seria ótimo.

Bosco
Visitante
Bosco

Senhores, Supondo que seja preciso algo como 20 kg de aço e fogo para destruir um míssil subsônico, vejamos: O canhão de 40 mm Mk4 lança 300 t/m . Cada projétil pesa kg. O Millennium tem uma cadência de 1000 t/m e cada projétil pesa 750 g. Uma rajada de 4 segundos do 40 mm lança 20 projéteis, num total de 20 kg de aço e fogo. Uma rajada do Millennium na função antimíssil de 2 segundos e lança 32 projéteis num total de 24 kg de aço e fogo. – O 40 mm MK-4 tem pronto para disparo 100… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Complementando: cada projétil de 40 mm 3P pesa 1 kg (975 g) .

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Caro Boscão: valeu! Mas no texto, de qualquer forma, estava implicito! Parabens por mais esta postagem! Abraços

Luis
Visitante
Luis

o millenium foi avaliado e descartado pela usn q certamente não por acaso, preferiu ficar com o phalanx. quanto a defesa de ponto, sendo o sea ceptor um sistema moderno criado para substituir o sea wolf, creio q tenha ótimas capacidades antimíssil do contrário não seria substituto deste. me parece q armas aa de tubo não são tão relevantes de se comparar por calibre e cadência, mas o conjunto com o sistema de pontaria q é o q propicia entregar a carga ao destinatário. munição traçante e explosiva são bonitas de ver, mas na guerra só valem alguma coisa qdo… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Luis, O Millennium realmente foi testado pela USN mas não especificamente para a função de defesa de ponto antimíssil e sim para a função de CIGS (sistema de canhão de defesa aproximada) , que diferente do CIWS , é voltado para combater ameaças assimétricas de superfície. O escolhido nessa função foi o Mk-46 de 30 mm para os LCS, LPD San Antônio e DDG-1000, além da permanência do Mk-38 mod 2. A função de defesa de ponto utilizando o conceito “control kill” na USN é exercida pelos sistemas de mísseis RAM e ESSM e não por canhão. Tirando o Phalanx… Read more »

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Os POMPOMs eram um bom sistema Anti-aéreo. eram inferiores apenas aos Bofors 40 mm (mas no quesito anti-aéreo de médio alcance todos eram inferiores ao Bofors naquela época) O Prince of Walles e o Repulse estavam condenados no momento em que continuaram a viagem sem o Porta Aviões e consequentemente operaram sem cobertura aérea. tem um canal no Youtube de um historiador naval britânico que é EXCELENTE (obviamente os videos são em inglês) o nome do canal é Drachinifel recomendo fortemente. em um dos videos dele em que ele responde perguntas ele fala sobre diversos fatores que influenciaram no afundamento… Read more »

Mauricio R.
Visitante

Em breve sendo substituído por uma versão SAM do míssil IRIS-T.

Bardini
Visitante
Bardini

O BAMSE… O RBS 70 NG continuará firme e forte por lá…

art
Visitante
art

A Suécia usa BAMSE e IRIS-T. A Suécia ajudou o desenvolvimento do IRIS-T e comprou o SLS (curto) 20km, e o SLM (40km), BAMSE vai até 20 Km. Acho que deve ser parte do acordo para desenvolvimento do projeto, que foi oferecido em 2011 ao Brasil que recusou.

https://www.defenceweb.co.za/daily-news/international-news/sweden-buys-iris-t-surface-to-air-missiles/

Bardini
Visitante
Bardini

O IRIS-T SL vai substituir o BAMSE.
.
Eles vão começar a receber os novos sistemas por agora eu acho. Capaz de acabar sobrando alguns BAMSE para o Brasil no futuro.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Sera que seria interessante ter esses sistemas BAMSE para serem usados no Exercito Brasileiro

PLEIGH
Visitante
PLEIGH

Nenhum estudo para aquisição de sistemas de defesa aérea de longo alcance? Sds.

Luis
Visitante
Luis

pelo porte, está relativamente sub armada, a classe formidable de singapura tem o mesmo porte carrega 32 aster 15/30 com alcance de até 120km e 24 harpoon desde 2004, já as nossas tamanda em 2025 c pouco mais de 10 cea ceptor e 4 exocets…

Luis
Visitante
Luis

seria engraçado uma guerra nossa contra singapura, nós gastando 2,5 vezes mais em forças armadas e eles com superioridade aérea e naval, sorte q temos muitos soldados pra fazer eles gastar munição como patinhos num stand de tiros, ou fazer guerra psicológica espalhando panfletos sobre as linhas inimigas contando sobre as gratificações e benefícios para nossos militares e familiares para desmoralizar as tropas asiáticas. normal gastarmos mais do q canadá, espanha, turquia, singapura, israel, paquistão, taiwan e holanda e temos armas defasadas, em pequena quantidade e economizando em treinamento enquanto estes paises gastam bem menos e tem armas modernas e… Read more »

teropode
Visitante

Engraçado mesmo é supor esta possibilidade.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

PLEIGH, quem sabe com os acordos firmados nesse fim de semana com Israel não vem alguns sistemas SPYDER para nossas FAs 😀 .

Podem não ser os melhores do mercado, mas, ajudaria muito no racionamento de recursos.

PLEIGH
Visitante
PLEIGH

Concordo!

art
Visitante
art

longo alcance não, médio alcance existe projeto do EB. O programa estratégico defesa antiaérea

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Eu estava vendo a apresentação da Saab sobre os avanços tecnológicos do RBS 70 NG durante Seminário Internacional de Defesa Antiaérea e me veio a seguinte questão:

– Quando o Maduro vai cair? verdade que o Trump falou para a Rússia sair, e a Rússia respondeu: “venha me tirar”?

Bosco
Visitante
Bosco

100,
E quando o Haddad vai pagar a multa por fake news? Tá sabendo de alguma novidade?
E a Marielle? Já tá sabendo quem mandou matá-la? Será que a assistente dela tá envolvida?
E tá sabendo alguma novidade sobre a Erika Kokay e o processo dela por “laranjamento”?

Flanker
Visitante
Flanker

Bosco, tu não sabe? O Haddad, coitadinho, é um santo….fez a campanha dele sem atacar ninguém….um anjinho……
Mas, o melhor é não entrar na pilha dessa laia….os líderes deles estão presos ou perderam o poder…Isso já é o suficiente….e é por isso que eles vêm aqui, sistematicamente, querendo criar confusão….falando coisas como essa c.r.i.a.t.u.r.a ….falando o que falou num tópico sobre missões AAé suecos…..

Flanker
Visitante
Flanker

Até aqui os comentários estavam indo bem….todos falando do assunto do tópico…..sem m.e.r.d.a nenhuma de lixo ideológico…..até aparecer essa c.r.i.a.t.u.r.a …..um d.o.e.n.t.e que só aparece para escrever besteira….o que tem a ver os missões RBS70 com Maduro? Ou com USA? Ou com Rússia? Por causa de l.i.x.o.s como esse é que a trilogia está perdendo leitores e ganhando fanáticos…..

Bosco
Visitante
Bosco

Flanker,
Essa é a nova postura da Trilogia.

colombelli
Visitante
colombelli

por isso eu tenho vindo cada vez menos e vejo que tu e outros também. Dois ou três acabam estragando o espaço

Ivan
Visitante
Ivan

Me2

Dario Renato
Visitante
Dario Renato

E também C.l.ic.k B.a.i.t.s. todos os dias.

teropode
Visitante

Pois é! me veio também a seguinte questão: É possível estocar vento ? A bola é de fato sinônimo da capacidade tecnológica humana ? Saudar a mandioca faz bem pra nação ou ela só é útil pra pescar paCU grande ? Será que Cuba e os demais ditadores irão devolver a grana roubada do bnds ?

FERNANDO
Visitante
FERNANDO

Bom dia, lendo outros blogs, fiquei sabendo que o EB está desenvolvendo mais uma variante da familia GUARANI, a Viatura Blindada de Combate Engenharia, ou VBC Eng.

teropode
Visitante

Parece que desistiram de vez da versão alongada de 8 rodas , espero que desenvolvam a versão de Morteiros , a AA e a de Comandos.

colombelli
Visitante
colombelli

nã muda muito da VBTP. Vai alguma coisa de diferente mas pouca. Pequenas adaptações. Não espera nada muito diferente