Home Blindados África do Sul: Projeto de veículo de combate mostra o talento jovem...

África do Sul: Projeto de veículo de combate mostra o talento jovem do país

5052
50
Denel Badger IFV
Denel Badger IFV

O projeto HOEFYSTER da Denel para fornecer veículos de combate de infantaria ao Exército da África do Sul está criando grandes oportunidades para jovens engenheiros e técnicos ganharem experiência em um dos maiores contratos de defesa de todos os tempos do país.

Danie du Toit, CEO do Grupo Denel, diz que o HOEFYSTER não apenas rejuvenescerá as capacidades de veículos de combate do Exército, mas também demonstrará a capacidade da indústria de defesa local de fabricar produtos e sistemas de classe mundial.

“Estamos especialmente orgulhosos da maneira como estamos integrando as habilidades e a força de uma nova geração de engenheiros da Denel com a experiência e o know-how dos profissionais que trabalham neste projeto desde o seu início”, diz ele.

Nos termos do contrato, a Denel Landward é responsável pela entrega de cinco variantes de combate de infantaria e quatro variantes de suporte, além de munição, simuladores de treinamento e um sistema integrado de suporte logístico.

Du Toit diz que a fase de desenvolvimento da variante de seção do veículo está quase concluída. Uma linha básica do produto será estabelecida antes do final de 2019, levando ao próximo estágio de industrialização e produção.

Uma das características distintivas do veículo é o design da torre e a integração do canhão com morteiro de longo alcance de 60 mm e mísseis Ingwe no sistema.

O sucesso da Denel no desenvolvimento do Badger contribuiu para a assinatura de um grande contrato de exportação com a Malásia para entregar torres de combate de infantaria semelhantes à sua força de defesa.

Du Toit diz que o Projeto HOEFYSTER mostra o valor que a Denel pode agregar à comunidade de defesa sul-africana e aos setores mais amplos de engenharia e manufatura avançada.

Há muito tempo atrasado pelos problemas orçamentários da África do Sul e pelas próprias circunstâncias financeiras de Denel, o veículo blindado de combate de infantaria de oito rodas Hoefyster (Badger) está finalmente sendo preparado para a produção

FONTE: Denel

Subscribe
Notify of
guest
50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel BR
Gabriel BR
11 meses atrás

Seria possível instalar uma torre como esta no nosso Guarani?

Luiz Henrique
Reply to  Gabriel BR
11 meses atrás

acredito que só se ele fosse um pouco mais largo e fosse 8×8, bichinho alto demais esse Guarani. Mas talvez tenha como sim. Se alguém aí que saiba responder de forma didática sem achismo, o comentário será bem vindo.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Gabriel BR
10 meses atrás

Esta torre não se enquadra nos requisitos pretendidos pelo EB, já que ela é tripulada e canhão 30 mm.
As torres até agora apresentadas ( TORC e ÚT30) são automáticas, o que preserva o espaço interno para o GC de 9 homens
No Badger o GC é de seis.
O que ainda não consegui vislumbrar é se o EB irá adotar o canhão 105 para a família Guarani.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Carvalho
10 meses atrás

Creio q manter o 90 mm no Guarani 6×6 com a torre bem mais moderna e carregamento automático (a evolução máxima da torre/canhão do Cascavel) já seria excelente. Esta viatura não é pra combater CC e sendo assim uma torre com os optronicos atuais e canhão de 90 vão cumprir e bem a missão, se já cumpria com 90mm e sem optronicos (claro q agora são essenciais) vai continuar a cumprir estando tudo moderno e no estado da arte.

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  Tomcat4.0
10 meses atrás

Qual missao?

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Blind Mans Bluff
10 meses atrás

Ele serve para apoio de fogo e reconhecimento meu caro.

Daniel Ricardo Alves
Daniel Ricardo Alves
11 meses atrás

A indústria de defesa do Brasil está bobeando em não fazer mais parcerias com os sul-africanos. E a EMBRAER Defesa e Segurança em não comprar a Denel.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Daniel Ricardo Alves
10 meses atrás

acredito que esse seria o Melhor, capitalizar a Emb Def e Seg para comprar a Denel, antes que os Chineses façam, ou então comprar a parte que faz mísseis.

Gabriel
Gabriel
Reply to  Daniel Ricardo Alves
10 meses atrás

Você acha que é assim, a Embraer quer comprar um empresa daí vai la e compra???? quanta imaginação fértil!!!

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Gabriel
10 meses atrás

O que vc esperava da galera do Super Trunfo ?
Agora estão no Banco Imobiliário !

Adler Medrado
Reply to  Alfredo Araujo
10 meses atrás

Hahahaha

Delfim
Delfim
Reply to  Alfredo Araujo
10 meses atrás

Ora, a Boeing comprou a Embraer nessas base e não faltou quem defendesse.

Ironcop
Reply to  Delfim
10 meses atrás

O processo não foi de compra, e sim da criação de uma joint venture, em que as negociações se iniciaram em 2008.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Gabriel
10 meses atrás

Assim como a Boeing foi ao Brasil e comprou a Embraer???

MMerlin
MMerlin
Reply to  Gabriel
10 meses atrás

Gabriel. O Daniel deve ter se baseado na notícia postada em Junho referente a dificuldade da Denel em pagar os salários.
Ao que parece, a Denel não está tão morta assim. Mas o caso dela é mais embaixo. Estão vindo a tona amplos casos de corrupção a envolvendo, o que dificulta qualquer compra.

jose luiz esposito
jose luiz esposito
Reply to  Gabriel
10 meses atrás

Essa é boa ! Quer dizer fazer uma Proposta a DENEL seria Impossível ? Claro que não , dai poderia sair a própria compra , ou uma associação, quando o controle acionário vai para fora do país , não leva a sua estrutura e instalações , que não se deve deixar fazer , e como deixamos acontecer sempre por aqui , é Perder a Marca !
Perda de Marca no Brasil ,Prosdocimo,Vemag , FNM ,etc etc !

Antunes 1980
Antunes 1980
11 meses atrás

Guarani é superior a este IFV. Projeto excelente feito pela IVECO Defense.
Senti falta da integração do Guarani com mísseis anti aéreos e anti tanque.

Carlos
Carlos
Reply to  Antunes 1980
11 meses atrás

Talvez no novo projeto o Guarani 8X8 tenha essa integração mas possivelmente até 2040 não deve sair do papel infelizmente

_RR_
_RR_
Reply to  Antunes 1980
10 meses atrás

Antunes,

Não vejo onde o ‘Guarani’ seria superior…

Sem sombra de dúvidas que o veículo adquirido pelo EB é atual, mas está longe de ser algo especial.

Se bem que, em realidade e em relação a nós, 8×8 ou 6×6 não faz muita muita diferença no que diz respeito a cumprir missão. Tanto a VBTP quanto a versão que poderíamos chamar de VBCI ( com a UB-30 ) são adequadas ao exército para o que se propõe delas.

Já para os fuzileiros… 8×8 aqui é mais adequado nas mesmas funções.

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  _RR_
10 meses atrás

8×8 vs 6×6 tem uma grande diferenca. Alem da mobilidade, 8×8 tem maior capacidade de carga, seja armamento, seja de pessoal, alem de permitir maior poder de fogo.

Agora, por favor ja que voce escreveu com tanta propriedade, por favor explicar, usando exemplos, pq o VBCI 6×6 é mais adequado ao exercito, enquanto que o 8×8 apenas aos fuzileiros.

_RR_
_RR_
Reply to  Blind Mans Bluff
10 meses atrás

Primeiro, estou plenamente ciente das diferenças técnicas. Segundo, NÃO DISSE que o 6×6 é o mais adequado ao Exército. O fato de afirmar que o 8×8 é mais adequado aos fuzileiros não expressa o contrário para com outra arma… Ora… Ocorre que, como expressei no meu comentário anterior, EM RELAÇÃO A NÓS não há tanto um problema. Cumpre missão do mesmo jeito… Aliás, nosso 6×6 de nova geração transporta um GC de mesmo número que seus congêneres 8×8 europeus e leva as armas necessárias em qualquer versão, além de ser anfíbio. O único déficit real seria carga, o que significaria… Read more »

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  _RR_
10 meses atrás

Qual missao? Seu comentario continua sem fundamento.

Vou te dar uma ajuda dessa vez. Antes de postar qualquer coisa, procure ter uma base ou uma referencia, senao eh achismo.

Link da biblioteca do exercito onde vc encontra toda a doutrina:
http://www.bdex.eb.mil.br/jspui/

Link das revistas do exercito onde vc encontra artigos sobre casos e causos especificos:
http://ebrevistas.eb.mil.br/

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  Antunes 1980
10 meses atrás

Explique: Em que caracteristicas o Guarani é melhor?

teropode
Reply to  Blind Mans Bluff
10 meses atrás

Gera emprego em Sete lagoas e sua tecnologia é de total domínio da indústria Nacional, menos as armas . Isso já basta no momento.

Juarez
Juarez
Reply to  teropode
10 meses atrás

O motor vindo da Argentina, a transmissão da Alemanha, os eixos da Itália, e a torre de Israel. Cada um acredita naquilo que quer……

Welder
Welder
11 meses atrás

Seria interessante se o EB determinasse a criação de pequenos centros para a analise de projetos de Ligas Metálicas, Produtos químicos, Compostos, Softwares, Hardwares… desenvolvidos por civis que pudessem ter aplicação militar, caso o projeto tivesse consistência dava uma grana pro sujeito. A muitos centros de pesquisa no Brasil, bastante coisa deve ser descoberta por acaso, o exercito para ter acesso a essas descobertas, tem que deixar a porta aberta e esses centros receberiam essas ideias, processos e produtos.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Welder
10 meses atrás

isso é mais ou menos o que os EUA fazem, seria muito bom o Brasil fazer igual, porém nós não temos escala, essas tecnologias teriam que sempre ser dual, para fins militares e civis.

Celso
Celso
Reply to  Welder
10 meses atrás

Você deve ser novo ainda. Nos idos 70 e 80 , tínhamos a eletrometal , Villares e acho que pelo menos outras 3 usinas altamente especializadas em desenvolver ligado metálicas. Os estudos com certeza dão disponíveis, mas com certeza essas empresas não mais existem ou mudaram de mãos e nomes. Muitas outras em outras áreas de tecnologia foram fechadas……..sabe porquê ? Não foi por falta de pessoal especializado, mas por falta de encomendas e investimentos dos desgovernos a posteriores. Brasil, pais do futuro que não chega nunca.

teropode
Reply to  Celso
10 meses atrás

Não foi apenas por falta de encomendas , estas empresas foram vítimas da traição de nossos políticos,todos vendidos e corruptos. O Brasil experimentou uma ação revanchista sem igual , todas empresas estratégicas idealizadas pelos militares e seus associados foram simplesmente extintas, preferiram se concentrar nas ações populistas e nas que poderiam render Mimos e agrados.

Welt
Welt
Reply to  Celso
10 meses atrás

Esse é um tema que sempre tive curiosidade.
Tens noticia de como foi desenvolvida a blindagem do Osório. Se era comparável com as compostas britânicas ? Esse tipo de informação ainda é de grande valia hoje.

Flanker
Flanker
10 meses atrás

O calibre desse canhão é o mesmo do que equipa a torre UT-30BR, ou seja, 30 mm. Talvez essa torre seja melhor em vários quesitos, mas a torre UT-30 é bem mais modular, podendo ser instalada e desinstalada de qualquer Guarani, ao passo qie a torre do veiculo sul-africano precosa de um veiculo dedicado….pelo menos é o que aparenta, salvo engano meu.

rdx
rdx
10 meses atrás

Versão do Patria AMV.

Delfim
Delfim
10 meses atrás

Infelizmente com o imbroglio envolvendo a nossa Amazônia, teremos que diversificar nossos fornecedores de material bélico, e a AS pode ser uma alternativa.

Jef2019
Jef2019
10 meses atrás

Galera…esse canhão de 60mm é eficiente para o cenario de guerra atual? Imagino que nao seja pareo para blindados de 105 ou 120 mm…exceção frente a tropas ou veiculos leves? Seria viavel? Sou mais o guarani com a torre automatizada…eles são concorrentes?

Mauricio R.
Reply to  Jef2019
10 meses atrás

“…e a integração do canhão com morteiro de longo alcance de 60 mm e…”

Não é um canhão, mas um morteiro.
Os israelenses tinham um canhão 60mm, houve uma parceria com a italiana Oto Melara, que dava caldo em muito 105mm.
Aqui na América do Sul, foi usado pelos chilenos.
Com os russos interessados em um 57mm automático para seus IFV e os americanos considerando um 50mm, parece haver espaço para se considerar a volta ao futuro desta arma.

Mauricio R.
Reply to  Mauricio R.
10 meses atrás

Morteiro de culatra, atualização do set up existente no Ratel.

Flávio Henrique
Flávio Henrique
Reply to  Jef2019
10 meses atrás

os 60mm referi-se a um morteiro “integrado” a um canhão, talvez seja algum do tipo MEMO/AMOS…

rdx
rdx
Reply to  Flávio Henrique
10 meses atrás

Esse morteiro é essencialmente uma arma antipessoal. Fruto da experiência do exército sul-africano contra guerrilhas nas décadas de 70 e 80.

paulop
paulop
Reply to  Jef2019
10 meses atrás

Essa torre faz parte de um sistema mais amplo, que visa reequipar os batalhões de infantaria mecanizada do Exercito Sul Africano.
http://admin.denel.co.za/uploads//AMICT.pdf
Nesse link, da Denel LandSystens tem a explicação sobre as torres que o veiculo irá possuir.
Abraço.

jef2019
jef2019
Reply to  paulop
10 meses atrás

Certo. Pelo que entendi então, entre as versoes existentes, pode-se considerar a versão fire support um concorrente a versao atual do guarani…porém sendo 8×8 considero que o nosso guaraní (6×6) terá custo operacional mais competitivo, sem deixar nada a desejar no quesito poder de fogo com a remax automatizada. Agora estamos atrasados quanto ao desenvolvimento das demais versões, e portanto não temos condições de comparação com as demais versões deste veículo de combate

Bardini
Bardini
10 meses atrás

A torre ou sistema de arma mais moderno e capaz que o EB tem hoje no seu inventário são as 10 UT-30BR montadas nos Guarani, por incrível que pareca. . A UT-30BR fornece capacidade Hunter-Killer ao Guarani, pode receber míssil AC e tem sistema de detecção de emissão de feixe de laser (ex: ATGM ou emissão realizada por MBT inimigo), além de capacidade muito superior de realizar tiro noturno em movimento. São as capacidades que não estão presentes nos ultrapassados Leopard 1A5BR, bem como algumas capacidades não estariam presentes nem nos ultrapassados Leopard 2A4 ou M1A1 Abrams… . O que… Read more »

Luiz Floriano Alves
Reply to  Bardini
10 meses atrás

Desde que a Alemanha apresentou o conceito do carro blindado, pesado, de oito rodas que esse blindado leve vem recebendo melhoramentos e clones. Este veículo da Africa do Sul é mais um do tipo. Nós operamos o excelente Piranha Suíço (fuzileiros navais) e almejamos um Guarani 8×8. A torre é o diferencial. Alguns dotaram de canhão de 105 mm. de alta velocidade. O que gerou um CC pesado e que não apresentou vantagens sobre outros CC artilhados com esse calibre. Parece que a maior parte dos projetistas se fixaram no 30mm. de tiro rápido. A função de defesa anti carro… Read more »

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  Luiz Floriano Alves
10 meses atrás

Exatamente. A razao pela qual o canhao de 30mm faz sucesso nesse tipo de plataforma eh que, ao contrario de um canhao de 90mm/105mm ele permite uma grande flexibilidade tatica, mantendo sua boa mobilidade e eficacia em missoes de reconhecimento e suporte por fogo sem se tornar um alvo prioritario. Um canhao de 30mm com municao moderna é capaz de neutralizar qualquer tipo de IFV, APC; e ate mesmo MBT em condicoes especificas, alem é claro, de oferecer um excelente poder de fogo e precisao contra infantaria usando municoes air-burst ou de fragmentacao. Para se ter uma ideia, usando a… Read more »

ScudB
ScudB
Reply to  Blind Mans Bluff
10 meses atrás

Em teoria , gostaria de saber a que distancia de qq lata com troço de 30mm e o que ,exatamente, faria o canhão de 1A5(nem falo dos CC decentes) caso seja engajado e disparado??
Na teoria , teria com separar a tripulação para , definitivamente , apresentar para os pais os restos sem misturar DNA?
Cada um..

Marcos
Marcos
Reply to  Bardini
10 meses atrás

10 UT-30BR? O Exército comprou 216 torres dessa por 260 milhões de dólares.

Temos ela naquele canhão de perfil alto com todas as funções e nesse outro padrão de perfil baixo com algumas funções limitadas
comment image?fit=640%2C392&ssl=1

Bardini
Bardini
Reply to  Marcos
10 meses atrás

Essa da imagem que tu postou, é uma UT-30BR. Só existem 10 unidades dessa torre no inventário, que estão nos 10 Guaranis do lote de piloto, voltado a testes. . Não existem duas versões dessa torre, uma com perfil alto e uma com perfil baixo. É a MESMA torre, que pode alternar posições. Essa torre tem um sistema de elevação feito pra isso, o que só demonstra a bobeira que é aquela ladainha de que “a torre do Guarani é muito alta e blablablalba…” . Em quantidade e montado nos Guarani, só REMAX, que custa muito mais barato… De cabeça,… Read more »

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  Bardini
10 meses atrás

Recentemente essa torre foi incluida no software de treinamento militar Steel Beasts, que tem sua versao ‘pessoal’ disponivel comercialmente para qualquer civil, e rapidamente a comunidade se interessou pela sua performance, sobretudo em missoes de reconhecimento. A altura deixa de ser um problema quando a viatura é usada por profissionais e passa a ser uma enorme vantagem, permitindo a viatura manter-se protegida pelo terreno, enquanto que apenas a camera termica do comandante escaneia a area de interesse, como o periscopio de um submarino. Alem disso a torre tem uma funcao de auto-tracking, que aumentam consideravelmente a probabilidade de um acerto… Read more »

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Blind Mans Bluff
10 meses atrás

Qual sua opinião sobre uma suposta colocação de torres como a Torc-30 no Cascavel como forma, entre outros itens, de modernizá-lo, vc acha factível Blind Mans Bluff ???

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  Tomcat4.0
10 meses atrás

Honestamente eu seria totalmente contra. Seria como colocar ar condicionado e injecao eletronica no Corcel 79.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Blind Mans Bluff
10 meses atrás

Eu já acho bem válido, vamos aproveitar veículos cujas “células” sendo bem recheadas ainda darão um caldo e conforme o vídeo q mostra está modernização do Cascavel com Torc 30 ,ele ficará excelente pra dar cobertura e tal as tropas. A questão é o valor q torna isso impraticável e mais fácil se optar por modernização tipo a da EQUITRON onde se colocou até lançador de míssil ant carro nele. Mas convenhamos q aquele pescoço q fizeram(tanto no Cascavel x quanto no Torc 30) ao colocar sistema elétrico no giro da torre só faltou escrever”atire aqui”!rs