Home Blindados Iniciada a produção local do Piranha 5 na Romênia

Iniciada a produção local do Piranha 5 na Romênia

2704
17

BUCARESTE, Romênia – No dia 6 de novembro, a General Dynamics European Land Systems (GDELS) iniciou a produção de veículos Piranha 5 na fábrica de seu parceiro estratégico romeno, Uzina Mecanică București (UMB), que marca um ponto importante no Programa Piranha 5 para o Exército Romeno.

A cerimônia de início da produção contou com a presença do Primeiro Ministro da Romênia, Ludovic Orban, do Ministro da Defesa Nacional, Nicolae Ciuca, e do Ministro da Economia, Energia, Ambiente de Negócios e Turismo, Virgil Popescu, e também do Embaixador dos Estados Unidos na Romênia, Hans Klemm e embaixador suíço na Romênia, Arthur Mattli.

Em janeiro de 2018, e como parte do plano do Exército Romeno de modernizar sua antiga frota de veículos blindados sobre rodas, a GDELS assinou um contrato com o Exército Romeno para entregar até 227 veículos blindados com rodas Piranha 5 em seis configurações diferentes. Os modernos veículos Piranha 5 serão produzidos na Romênia, sob um projeto estratégico de cooperação e transferência de tecnologia entre a GDELS – Mowag e a empresa romena UMB.

“A cooperação estratégica entre GDELS e UMB é um excelente exemplo de como planejamos modernizar nossas Forças Armadas com tecnologia moderna. Também representa uma grande oportunidade para nossa economia romena fortalecer e sustentar nossa base industrial nacional neste importante segmento, incluindo exportação. Tenho orgulho em dizer que 80% do investimento que fazemos neste projeto beneficiará nossa economia local”, declarou o Primeiro Ministro da Romênia, Sr. Ludovic Orban.

“Estamos profundamente honrados e gratos pelo primeiro ministro Orban, ministro da Economia Popescu e ministro da Defesa Nacional geral Ciuca, em participarem de nossa cerimônia de abertura hoje e gostaria de enfatizar o forte e claro compromisso da GDELS de se tornar o fornecedor estratégico de sistemas terrestres do Exército Romeno.

A abertura da linha de produção local na UMB marca o primeiro passo importante no estabelecimento de nossa colaboração sustentável com nossos parceiros romenos”, disse o Dr. Thomas Kauffmann, vice-presidente da GDELS. “A vasta transferência de tecnologia e a produção local do Piranha 5 também representam uma enorme oportunidade para a indústria romena no futuro.”

“A Romênia provou mais uma vez que tem capacidade para fabricar produtos militares de ponta, no país. A instalação da UMB foi modernizada e elevada a padrões internacionais graças a este contrato. Agora é uma moderna instalação de produção para um projeto-chave de nossos programas de compras militares. A colaboração com a GDELS colocará a UMB em uma posição de liderança entre nossa indústria militar romena”, disse Mihai Rafiu, diretor geral da UMB.

A indústria mecânica de Bucareste (S.UMB S.A.) é uma fábrica de armamento na Romênia, localizada em Bucareste, setor 3, que funciona como uma filial da empresa nacional “ROMARM”. A empresa tem como perfil a pesquisa, projeto, produção, reparo e modernização de veículos blindados. A S.UMB S.A. é principalmente uma fabricante de tanques e, entre 1979 e 2009, produziu 1.193 tanques e derivados.

A General Dynamics European Land Systems, com sede em Madri, Espanha, é uma unidade de negócios da General Dynamics e conduz seus negócios através de seis instalações operacionais europeias localizadas na Áustria, República Tcheca, Alemanha, Espanha e Suíça. Com cerca de 2.300 funcionários técnicos altamente qualificados, as empresas projetam, fabricam e entregam sistemas de combate terrestre de classe mundial, incluindo veículos sobre rodas, sobre lagartas e anfíbios, sistemas de pontes, armamentos e munições para clientes globais.

FONTE: General Dynamics European Land Systems

17
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
8 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
13 Comment authors
Marcos Alexandre QueirozLucasFabio JefferpaulopLuiz Floriano Alves Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Interessante notar, nas fotos , uma versão do Piranha equipado com uma torre remota similar a nossa Remax. Mesmo o Guarani 6×6 poderia ser equipado com a Torc-30 o que daria para,além do fator antiaéreo, dar apoio de fogo as tropas. A torre pode ser cara e tal mas tem seu valor e se valorizássemos a defesa nem se pensaria duas vezes.

Alexandre
Visitante
Alexandre

kkkkk

SPQR
Visitante
SPQR

Qual a necessidade deste tipo de “comentário”?

Francisco Herês
Visitante
Francisco Herês

Enquanto isso por aqui ainda se perde tempo e dinheiro em veículos 6X6, enquanto lá fora estão ganhando rios de dólares com 8X8. Quando será que teremos um Guarani 8×8?????

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Veículos 6×6 não são perda de dinheiro , observe o novo blindado 6×6 da França ,o EBRC Jaguar, uma máquina fantástica e é 6×6, assim como outros. Ainda hoje se vê o,agora vovô, Cascavel em operação mundo afora e no EB e , assim como o Urutu, é 6×6 e cumpre missão , se modernizado ainda continuará a cumprir. 8×8 tem maior centro de gravidade e pode agregar mais equipamentos devido a sua maior estrutura mas o 6×6 tem seu lugar e valor.

João Moro
Visitante
João Moro

Corroborando o comentário anterior, cada equipamento militar tem sua função e objetivo.

RENAN
Visitante
RENAN

Com a recente liberação de todas as verbas pelo governo federal, fico na esperança que haja em dezembro um aporte de dinheiro as forças armadas.
Espero que liberem 10 bilhões de reais para os projetos extrategicos.
Todas as forças precisa de um respiro.

Gabriel BR
Visitante
Gabriel BR

Padrão OTAN é alto nível

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Essa general dynamics monopolizou a referida área militar na Europa…

Luiz Floriano Alves
Visitante

O 8×8 é superior em locais onde as estradas são precárias ou inexistentes. O Brasil, com sua excelente rede viária cobrindo todo o território nacional pode se virar com veículos 6×6, pensados para rodovias bem niveladas. Dizer que 8×8 é uma tendencia mundial não comove nossos planejadores de escrivaninha.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Ahhhhh, bem não era esse o tema do meu comentário, mas sim o facto de que a General absorveu a styr austríaca, entre outras, assim como os diversos contratos com diversas linhas de produção pela Europa assinados com as referidas empresas absorvidas, daí a monopolizacao….para mim preocupante. Pandur, Piranha… Tá tudo na alçada da GD actualmente. Quanto à sua questão, já que me “chama” para o assunto, bem, as 8×8 têm vantagens, reconhecidas pelo simples facto, entre outros, que muitos dos projectos com essa característica estão a substituir ou substituíram precisamente viaturas 4×4 e 6×6… O guarani é um bom… Read more »

paulop
Visitante
paulop

Torço que o nosso futuro VBCCav venha com uma torre UT30mk2 dessas. Ou uma Torc30. Ai sim, ia ficar top.
Abraço

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Que os anjos digam amém!!!

paulop
Visitante
paulop

Aliás…
https://www.roec.biz/project/the-known-unknowns-of-romanias-defense-modernization-plans/

Observem que logo abaixo de onde é citado o Piranha 5 tem um outro projeto de veiculo blindado, chamado Agilis 8×8. Será que os romenos vão ter duas plataformas…

Aliás 2: que lista interessante heim…
Abraço

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

A Mowag foi adquirida pela General Dynamics?

Lucas
Visitante
Lucas

Nesse exato momento os olhos dos nossos Fuzileiros Navais, que já operam o Piranha 3, brilham pensando numa futura aquisição…

Marcos Alexandre Queiroz
Visitante

O BRASIL COM 6X6 É MUITO RUIZINHO.
O QUE MANDA É O 8X8 ,CLARO.