domingo, agosto 1, 2021

Saab RBS 70NG

Os principais carros de combate atuais

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

 

Um carro de combate (conhecido popularmente como tanque de guerra) é um sistema de armas que reúne em si, sob determinada prioridade sistêmica, as 5 ações essenciais ao combate: Poder de fogo, Ação de Choque, Proteção, Mobilidade, e Informações e Comunicações.

Possui como elemento do subsistema mobilidade, a esteira (lagarta) através do qual se desloca. Como armamento principal, possui uma peça de elevado calibre, como um canhão. Em inglês designa-se por Main Battle Tank (MBT). O termo “tanque” (ou no original em inglês, “tank”) surgiu como um código criado por seus inventores, os ingleses, para disfarçar o projeto do primeiro carro de combate de seus inimigos à época, os alemães.

É um veículo de combate blindado utilizado geralmente pela cavalaria de um exército, projetado principalmente para atacar forças inimigas com a utilização de fogo direto. Um carro de combate é caracterizado pelo seu armamento pesado e pela sua blindagem também pesada, tal como o seu grau de mobilidade que o permite atravessar terreno difícil a grandes velocidades. Embora os carros de combate sejam caros de operar e exigentes na vertente logística, são, ainda o elemento mais eficaz e letal na guerra de assalto terrestre e continuará a sê-lo num futuro próximo. Estão entre as armas de combate modernas mais formidáveis e versáteis, tanto pelo fato da sua habilidade para atacar contra alvos terrestres, tanto como o seu valor de choque contra a infantaria convencional.

Atualmente, os carros de combate modernos estão equipados com câmaras térmicas que permitem uma excelente visão do campo de batalha de noite ou quando obscurecido com fumaça. Os carros de combate atuais possuem, também, um feixe laser que permite avaliar a distância exata do alvo.

Os carros de combate atuais podem ser guarnecidos por 4 ou 3 homens, Chefe de Carro, Apontador, Municiador e Condutor, sendo que nos carros de combate com municiamento automático, se suprime o Municiador.

As divisões de carros de combate são geralmente utilizadas com o apoio de infantaria, engenheiros, artilharia, aviões, e outros meios de suporte tanto técnico como de combate. Caso não sejam apropriadamente protegidos, os carros de combate podem ser vulneráveis a ataques de infantaria, minas, e de aviões.

FONTE: Wikipedia

- Advertisement -

109 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
109 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 ano atrás

O melhor aí é o Leo 2a7, quem discorda é clubista.

Wellington
Wellington
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

É o meu preferido também.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

O melhor pra quem ? Para Alemanha ? Para vc ? Talvez para a Russia, e seus milhões de kms de território não ! Para a Russia, o melhor é um CB mais barato, para que seja adquirido em maiores quantidades, mais simples tecnicamente, para diminuir o nr de enguiços em áreas ermas, sem suporte técnico adequado… e etc ! Resumindo… O melhor CB vai mudar de acordo com os requisitos operacionais do usuário final. . Outra questão… O Leo 2A7 custa o mesmo que 2 T90MS. O que é mais efetivo em combate? 5 Leo 2A7 ou 10 T90MS… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Alfredo concordo ate essa parte “Leo 2A7 custa o mesmo que 2 T90MS”, negativo, pode custar o mesmo que 2 T-90 da versão A mais simples

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Então… dados de Google mano…

Custo unitário: T-90MS: US$ 4,5 milhões (2016)
.
https://www.google.com/search?q=T-90ms&oq=T-90ms&aqs=chrome..69i57j69i65.3558j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8
.
.
The basic cost of a new Leopard2 with the A7+ upgrades is reported to be about US$10 million, but as other answers to this question quite rightly point out that, this basic price does not necessarily reflect the final cost of buying a number of such tanks will vary substantially.
.
https://www.quora.com/How-much-does-a-brand-new-German-Leopard-2a7+-cost

Augusto L
Augusto L
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Estranho, ja tinha visto como $ 7,5 milhões, devo ter confundido com a versão M que tem tecnologias do Armata.
MS é a evolução da versão S de exportação

Brunow
Brunow
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

MS é a versão de exportação do M provy-3, mas não vai com o mesmo canhão..

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Um comentário com links ficou travado…
No Google, encontrei citações para preços de 4,5 milhões de dólares para um T-90MS e 10 milhões de dólares para um Leo 2A7+

Munhoz
Munhoz
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Os tanques russos são mais simples com um desempenho aproximado dos outros, isso pode ser a chave para uma vitória em deslocamentos e batalhas longas e contínuas e também para derrota se os Sensores e blindagem de um inimigo for superior em uma batalha mais rápida.

Tudo vai depender da situação, num ambiente mais fechado um tanque menor pode levar vantagem também, já numa área mais aberta poderia levar desvantagem, tem o consumo de combustível etc

São variados fatores.

Henrique
Henrique
Reply to  Alfredo Araujo
1 ano atrás

Complementando o comentário do Alfredo… o melhor será também aquele que tiver o suporte aéreo e de infantaria mais efetivo, caso contrário será um belo alvo em um teatro de operações seja aberto ou urbano.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

A sua própria afirmação é clubista para um senhor cara$&@… É indiscutível que o Leopard 2A7 é um MBT excelente mas não da pra cravar que ele seja o melhor indiscutivelmente. Por exemplo os mais blindados ai devem ser o Abrams e Challenger II. e na questão de mobilidade apesar de vários ai terem desempenho semelhante (com pequenas variações em alguns aspectos) eu diria que o com maior mobilidade seria o Type 10 japonês seguido do Leopard 2A7 Porque o Type 10? porque ele é capaz de atingir 70Km/h tanto avançando quanto dando ré. não conheço nenhum MBT que chega… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Victor o Leo2a7 tem a melhor blindagem ai tirando o Abrams e Challenger, m questão de mobilidade Type 10, Leclerc, o Tanque chines e o T-90A

Hélio
Hélio
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Type 10 muito melhor, T90 muito mais eficiente, leopard 2a7 indiscutivelmente o mais bonito.

Torama
Torama
Reply to  Hélio
1 ano atrás

Concordo! Meu favorito é o Type 10 japonês, super moderno e modular, com o peso básico de menos de 40 tons.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Não sei dizer se é o melhor mas eu acho o mais bonito!

PACRF
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

O melhor é aquele que for mais bem operado no teatro de guerra. A qualidade da “mão-de-obra”, mesmo com equipamento inferior, já fez a diferença em vários conflitos.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Defensor, você tem a liberdade escolher o seu preferido, mas todos são mais ou menos equivalentes.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Pra mim o Type 10 e LEO 2A7 empatam

Rustam
Rustam
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

—–

We value your opinion! Only in the world they think differently! T-90 is the best-selling tank of all modern export! No. 1 in the world in sales! Surprise)))

—-

Valorizamos a sua opinião! Somente no mundo eles pensam diferente! O T-90 é o tanque mais vendido de todas as exportações modernas! No. 1 do mundo em vendas! Surpresa)))

Pablo
Pablo
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

O melhor é aquele que cumpre as necessidades específicas de um exército, todos ai tem suas qualidades, não tem como definir um “melhor”!

Jon Rommel Bardeen
Jon Rommel Bardeen
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Não é conhecido, nem pop e etc, mas o MBT Altay é meio que o futuro dos mbt’s, tem todas as melhores e mais recentes tecnologias existentes, brigando a altura do (não citado) Armata e K2, nesse sentido de modernidade. Esses 3 junto com o type 10, são possivelmente os únicos mbt’s de 4a geração atuais, os outros também são ótimos mas maioria são de 3a geração em transição até surgirem novas versões, pois não são novos e sim readaptados e/ou modernizados, pesquisem.

Tomcat4,2
1 ano atrás

Interessante ,aconselho que assistam a uma série sobre o assunto na Netflix; ” Tanques de Guerra: Mobilidade Mortal ” são 4 episódios de +ou- 50 minutos .

Victor Filipe
Victor Filipe
1 ano atrás

Seria legal se na imagem o desenho dos MBTs fossem proporcionais ao tamanho real, daria uma ideia das reais dimensões deles perto dos outros.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Também percebi isso.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Eles estão na mesma escala.
Abaixo à esquerda.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Está em escala.
Veja no canto inferior esquerdo da ilustração.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Carvalho
1 ano atrás

Desculpa mas não tô botando fé nessa escala, o Abrams parece um gigante até pelo peso e aí está minúsculo!

Bardini
Bardini
Reply to  Carlos Gallani
1 ano atrás

O Abrams não é gigante. . Peso está relacionado a compartimentação interna do blindado. A série dos T-72/90 e afins russos, é bem menor e mesmo assim, passa bastante das 40 toneladas. Tem muita blindagem nesses blindados russos, mas isso é devido ao espaço interno totalmente reduzido, com um menor nível de conforto para tripulação que é de somente 3 integrantes e com um sistema de carregamento que diminui o tamanho da torre. . Enfim, a escala está bastante acertada. . . O ASLAV tem tamanho bem parecido com o nosso Guarani 6×6. Veja o tamanho do Boxer na outra… Read more »

Pedro
Pedro
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Essa foto é o motivo que eu acho uma fria esses veiculos blindados sobre rodas. Imensos. Alvo grande é mais facil de acertar que alvo pequeno.

Bardini
Bardini
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Tanto a união soviética quanto essa mentalidade, já deixaram de existir…
.
Nenhum desses blindados sobre rodas da imagem, foram feitos para dar de cara com um Abrams ou outro MBT, logo, não são “grandes alvos”. Se forem alvos de MBTs, é pq muita, muita coisa já deu errado..

Pedro
Pedro
Reply to  Bardini
1 ano atrás

E em combate somente existem MBTs? E outros blindados, IFVs ou infatanria? Um soldado regular com uma arma do tipo da AT-4 ou um RPG-29, que tem munições nao guiadas, qual seria o alvo mais facil e dificil desta foto?

Bardini
Bardini
Reply to  Pedro
1 ano atrás

KKKKKKK! Pq é muito fácil mesmo pra um “soldado regular” chegar a menos de 300m de um imenso Boxer, pra fazer uso de um lança rojão. . . Olha bem pra essa foto aí: Qual é o “alvo” mais bem protegido? Boxer: Proteção superior em todos os níveis, incluindo ameaças IEDs explodindo na roda. Arma principal com grande poder de fogo. Sensores no estado da arte e assim segue. . É alto? É… é parte da solução para lidar com ameaças impostas por IEDs. Até os russos estão seguindo essa linha. . Quem pode lidar melhor com essas outras ameaças,… Read more »

IBIZ
IBIZ
1 ano atrás

1 – caramba, como os T80/T90 russos são pequenos em relação aos outros MBTs!(Se as proporções da ilustração estiverem coniventes com a realidade)
2 – Sempre achei o Leclerc francês um projeto formidável. Pena que não é um sucesso no mercado internacional. A industria militar francesa parece ser mais atraente para o mercado global no setor aeronáutico e naval e muito limitado no setor automobilístico e de armamentos.

Hélio
Hélio
Reply to  IBIZ
1 ano atrás

O único lugar onde os carros franceses não vendem bem é no Brasil, no resto da América latina e na Europa eles são líderes. Sobre os armamentos, os franceses sempre venderam bem, sim.

Pedro
Pedro
Reply to  Hélio
1 ano atrás

Nos EUA, carros franceses só tem fama melhor que os carros Chineses! Conseguem serem piores do que a FIAT lá.

Oráculo
Oráculo
Reply to  IBIZ
1 ano atrás

Os franceses venderam Leclercs só para os Emirados Árabes.
Inclusive já tiveram seu batismo de fogo no Yemen. Alguns tanques foram atingidos e pelo menos 1 foi destruído pelos barbudinhos de chinelo e AK-47 debaixo do braço.

ivan
ivan
1 ano atrás

Senti falta do Armata e do Black Panther na lista.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  ivan
1 ano atrás

Não se encontra, pois deve ser os principais em uso!

MMerlin
MMerlin
1 ano atrás

Pessoal, nesta página existem tanques de mais países e de uma mais fácil compreensão.

https://imgur.com/gallery/G45dN/comment/785387213

Glasquis7
1 ano atrás

Nenhum deles na região.
Os Mais próximos seriam os T 72 da Nicarágua e Venezuela e os Leo 2 A 4 do Chile.

Tutu
Reply to  Glasquis7
1 ano atrás

Bem complicado, é um gap muito grande, só observar que esses Leo 2a4 são dos primeiro lotes, fabricados entre 1983 e 1987.

Glasquis7, você sendo chileno, sabe dizer ocorreu alguma modernização nesses blindados?
O que eu li fala que só ocorreram adequações, nada some desempenho.

Glasquis7
Reply to  Tutu
1 ano atrás

Os Leopard do Chile são CHL. Tem melhoras introduzidas, algumas delas localmente. Seu sistema de propulsão permite que trabalhem em altitude com ar rarefeito,a introdução do novo kit de resfriamento permite que trabalhem a até 4.300 metros de altitude. Foi melhorado o sistema de comunicações com a introdução do sistema da Tandiran de Elbit. Seus sistemas de controle de tiro é da SISDEF. FAMAE modificouo Peri R17 A1 pra integrar o sistema giroscópico dos Leo 1V e modificou o cartão de tiro do computador balístico pra incorporar munição 120 X 57 mm He-t de Namno permitindo tiros em movimento contra… Read more »

Ulisses
Ulisses
1 ano atrás

Seria possível alguém que saiba, traduzir os nomes que estão em kanji?

leandro
leandro
Reply to  Ulisses
1 ano atrás

1- type 99
2- M1A2 ABRANS
3- LEOPARD 2A7
4- LECRERC
5- CHALLENGER 2
6- MERKAVA
7- T80U
8- T90A
9- TYPE 90
10- TYPE 10

cerberosph
cerberosph
1 ano atrás

A torre do T90 é bem menor que a dos outros carros.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  cerberosph
1 ano atrás

é uma torre com reload automático e com apenas 2 tripulantes ao invés de 3 como e normal no ocidente. acaba que ela pode ser menor sem ter problema

sub urbano
sub urbano
1 ano atrás

Faltou o elegante C1 Ariete italiano. O Leo2A7 segue um desenho de estética fascista cheio de angulos e com a crus pátea (cruz de ferro) desenhada.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
1 ano atrás

Não colocaram o K2 Black Panther? Um dos melhores teoricamente..

Tutu
1 ano atrás

Se o TAM 2C tivesse dado certo seria o blindado com o melhor recheio eletrônico da região.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 ano atrás

O meu favorito é o AMX Leclerc , o orgulho nacional da França!
É complicado dizer tecnicamente qual é o melhor, pois depende dos requisitos tidos como importantes por cada Exército.

Mercenário
Mercenário
Reply to  Gabriel BR
1 ano atrás

Gabriel,

Você tem ascendência francesa?

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Mercenário
1 ano atrás

Não! mas eu gosto da industria bélica francesa e tenho admiração pela França também. A proximidade entre o Brasil e a França sempre foi muito grande em todas as áreas…inclusive na militar! Leia um pouco sobre a missão militar francesa que completou 100 anos em 2019 e sua contribuição para a formação dos militares brasileiros.

Señor batata
Señor batata
1 ano atrás

Maior tristeza, não há, que saber que o type 10 é caro demais para a gente.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Señor batata
1 ano atrás

É igual a todo produto japonês, muito dinheiro para pouca coisa.

Señor batata
Señor batata
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Olá Defensor, td tranquilo? O senhor não entende que sua afirmação é engloba uma gama muito grande de produtos para serem generalizados?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Nunca li tamanha besteira em minha vida…

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Melhor revisar a historia da economia Japonesa, da destruição total em 1945 ao cenário atual… isso não foi feito com produtos ruins.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Pesquise um pouco mais…os produtos japoneses já foram bem ruins e esse padrão de qualidade que você conhece não existe a tanto tempo assim.

Pedro
Pedro
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Esse nunca estudou sobre qualidade na vida! Vc poderia criticar os Japoneses por fazerem produtos totalmente sem sal (muito comum afirmar que a industria japonesa é o oposto da italiana e a Alema é o meio termo) mas dizer que algo que o Japao produz tem uma relaçao custo beneficio ruim é para acabar!

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Estudei sim, mas acima de tudo posso dizer que produtos japoneses são caros demais para o que entregam, por experiência de uso mesmo. Os coreanos conseguem entregar mais por menos.

Pedro
Pedro
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Nao use o seu Honda ou Toyota comprado no Brasil como exemplo da industria japonesa como um todo.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Só a primeira parte faz sentido com a realidade.

paulop
paulop
Reply to  Señor batata
1 ano atrás

Caro: talvez o Type 10 seja o tanque ideal para o EB/CFN. Baixo peso, boa mobilidade, proteção e poder de fogo adequado. Não sei o custo de um destes mas talvez a produção no Brasil por autorização, sem ToT, talvez torne o preço mais vantajoso.
Abraço

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Resumo na discussão. Como diria o filosofo Bruno Henrique: “O Ocidente é otro patamar”.

Segue o jogo, voem as pedras.

Welington S.
Welington S.
1 ano atrás

Olhando para o Merkava de lado, a parte de cima (não sei o nome, me digam por favor), se parece com a de um disco voador.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Welington S.
1 ano atrás

A “torre”. O tanque é lindíssimo e letal!

Salim
Salim
Reply to  Welington S.
1 ano atrás

Gosto muito merkava, ele e Abrahams testados em guerra. Leopard fico com pé atrás, tem um histórico oriente meio desanimador. Os russos na maioria vezes lado perdedor difícil avaliar. Os outros falta histórico combate.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Salim
1 ano atrás

Achas?? O leopardo esteve com vários exércitos Europeus no Afeganistão e o Challenger Britânico também esteve no Afeganistão e Iraque, já o leopardo que teve problemas foi o Léo 2a4(o modelo dos leo2 mais antigos e com ângulos rectos) dos Turcos na Síria, que foram inutilizados por mísseis anti-tanque portáteis, mas isso também aconteceu com o M1 Abrahams no Iraque e com os Merkava Israelitas destruídos pelo Hezbollah no Líbano.

Marcelo
Marcelo
1 ano atrás

Me impressionou o tamanho dos tanques russos, bem menores que os demais!
Esses desenhos estão mesmo em escala?

Victor Barros
Victor Barros
1 ano atrás

Nada se compara ao Merkava Israelense, e sem clubismo, é o mais lindo de todos! É um MBT a frente do seu tempo. Bem que a parceria BRASIL-ISRAEL poderiam nos render algumas centenas desta belíssima arma de guerrra. Valeu

Gaúcho
Gaúcho
Reply to  Victor Barros
1 ano atrás

Assino embaixo! O mais belo de todos.

Pablo
Pablo
Reply to  Victor Barros
1 ano atrás

Cada blindado cumpre necessidades específicas de um país, portanto, não tem como definir que exista um melhor do mundo ou um pior, o Merkava, apesar de ser um baita MBT, assim como os outros, possui requisitos que não nos atende.
Levando isso em consideração, nenhum ai é bom para o EB, o Merkava é o melhor para Israel mas não para o Brasil.
Recentemente vi uma matéria que o EB fez o requisitos do novo MBT, se não me engano, atualmente no mercado, não há nenhum que nos atenda.

paulof
paulof
1 ano atrás

K2 Black Panther fora, ele pode ser caro, mas em um campo de batalha acredito que se saia muito bem.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 ano atrás

Eu não entendo de MBTs,então minha pergunta vai para os entendidos:

Como seria a definição de um MBT perfeito? respondam levando em consideração a qualidade de cada um dos blindados citados acima…

Esteves
Esteves
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 ano atrás

Excel interessante.

Tipo comparativo dos modelos que as montadoras fazem nos sites.

Terreno, blindagem, velocidade, consumo, tripulação, combustível, munição, apoio logístico, história de manutenções, atualizações necessárias, garantias, guerra longa, letalidade em ambiente urbano, necessidade de cobertura contra RPG, transporte, apoio de infantaria…preço.

Excel enorme. Mas interessante.

Pedro
Pedro
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 ano atrás

Se nem mulher perfeita no mundo existe, vc acha realmente que MBTs sao perfeitos cara? O que há de mais perto da perfeiçao no mundo sao os diamantes e olha la! Todo veiculo tem seu trade off. Veja o Merkava, provavelmente ele é o mais blindado, mas tem seu desempenho totalmente sacrificado pois hj sua funçao principal seja enfrentar emboscadas. Para ter uma massa e dimensoes menores, os tanques Russos sao apertados, trazem menos municao e sensores que outros veiculos. Sem contar que para ser perfeito, nao adianta apenas ser o melhor em proteçao, poder de fogo e mobilidade, tem… Read more »

Machado
Machado
1 ano atrás

Além do Black Panther Sul Coreano, também faltou o Ariate italiano um pouco menos conhecido.

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

A dúvida do tamanho dos tanques russos pode ser esclarecida na imagem e no vídeo abaixo. (Abrams and T-72 series)

https://youtu.be/cbz5oCHms74

comment image

Pedro
Pedro
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

É um T-80 e nao um T-72. Mas vale a comparaçao.

Rprosa
Rprosa
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Segue um link com trazendo a comparação de tamanhos de diferenets MBT’scomment image

Rprosa
Rprosa
Reply to  Rprosa
1 ano atrás

O M1 Abrams não é tão mais gigantesco que o T-72, pois o M1 Abrams possuí um comprimento de 10,40 metros incluindo o canhão, se considerarmos apenas a dimensão do caso o M1 Abrams tem 7,93 metros, no que tange a largura o M1 Abrams tem 3,66 metros e em altura o M1 Abrams mede 2,44 metros. Por sua vez o T-72 possuí um comprimento de 9,53 metros se considerarmos o canhão e 6,95 metros se considerarmos apenas o casco, no que tange a largura o T-72 mede 3,59 metros e possuí uma altura de 2,23 metros. Assim o M1… Read more »

MARCOS DA SILVA QUEIROZ RIBEIRO
1 ano atrás

Cade o Armata?

Pedro
Pedro
1 ano atrás

Faltou o T-72, aquele que provavelmente esta em maior uso hoje. O que mais chama atençao nao é apenas a questao de tamanho menor dos veiculos e doutrina Sovietica/Russa, mas tambem o apreço e cuidado que eles tem com as torres de seus veiculos. Geralmente elas sao pequenas e circulares. Isso traz desvantagens? Sim, pois a muniçao tende a ficar mais exposta em um tiro que consiga penetrar, mas por outro lado, lembremos que a torre gira e, uma que seja muito comprida, a qualquer movimento lateral estará expondo sua parte mais vulneravel. Nos combates da Guerra Civil Siria, a… Read more »

rui mendes
rui mendes
Reply to  Pedro
1 ano atrás

E o mesmo aconteceu aos Merkava no Líbano e Abrahams no Iraque.

Patriota
Patriota
1 ano atrás

O melhor da lista é o Merkava Mk.4
-Apesar de ser um MBT,pode levar soldados de infantaria ou macas atrás
-Motor dianteiro,escotilha traseira
-Possui canhão estriado de 120 mm que pode disparar mísseis e possui morteiro anti tanques dentro
-Realmente foi testado em combate
-Foi construído por engenheiros que lutaram em guerras e realmente construído com experiência em combate
-Possui o sistema TROPHY,que pode fazê-lo ficar novo em folha mesmo depois de tomar um formidável míssil Kornet russo na fuça

ScudB
ScudB
Reply to  Patriota
1 ano atrás

Não e nunca sera..

Bardini
Bardini
Reply to  Patriota
1 ano atrás

De onde tu tirou tanta coisa errada? . Maca? Tu já viu como é o layout interno do Merkava? O espaço interno que existe na traseira desse blindado é local usado para armazenar munições. Se você usar esse espaço para “macas” (não cabe), você está matando a quantidade de munições internas, ficando apenas com as presentes na torre. . O canhão MG253 é smoothbore… E “morteiro anti tanques”? Aquilo é um morteiro de 60 mm… . “- Realmente foi testado em combate -Foi construído por engenheiros que lutaram em guerras e realmente construído com experiência em combate” . Face palm…… Read more »

Dod
Dod
1 ano atrás

O Merkava é muito massa

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

Hoje em dia, os tanques nem são feitos para se encararem, são feitos para sobreviverem a rojões e mísseis guiados.

Na década de 70 a OTAN mudou a doutrina, viu que era melhor utilizar a infantaria para parar os tanques inimigos e usar seus blindados em ações de profundidade. É o que os alemães ja faziam no final da 2GM, usavam os 88 para encarar os tanques inimigos, reservando assim seus tanques para ações defensivas.

Pedro
Pedro
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

No final da IIGM, seja o Flak 41 ou o pak-41 ou pak-43, nem era tao mortal assim. Certamente os panzerfaust causavam nessa epoca muito mais horror aos tanques que essa peça de artilharia. Problema de usar infantaria para combater blindados é qdo o outro lado resolve trazer junto a infantaria para combater esses infantes. Sem falar que veiculos com canhoes de fogo rapido sao mortais contra equipes de misseis ATGM.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Pedro o 88mm ou Flak era eficaz ate o fim da guerra a combinação dele com os panzerfaust causou um estrago na Normandia nas famosas táticas Hedgrow e na linha defensiva Siegfried and Model atrasou muito o avanço aliado.

Pedro
Pedro
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Não julgo que o mesmo era eficaz, mas sim usar o termo “mortal”, algo que ele foi ate 1942. Sobre os sucessos da arma AT alemã nessas ações defensivas, é um erro muito comum jogar os louros dela sobre o Flak41, ou o Pak43 ou pak43/41 (aqui uma correção do que falei acima, pois o pak41 era um canhão de 75mm que foi pouco construido devido ao uso de grandes qtdas de Tungstenio e outros metais raros), sendo existiam outras armas ali trabalhando. Na Normandia qualquer tanque alemão entrincheirado em um bosque e apoiados de morteiros e metralhadoras era um… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Ações ofensivas *

Bardini
Bardini
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

A única razão relevante de um MBT existir hoje, é justamente bater de frente com outra formação blindada apoiada por MBTs.

Pedro
Pedro
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Vish……vc esta por fora ein? A maioria dos disparos de canhões montados em carros de combate nos ultimos 50 anos foram de munições HE ou HE-FRAG. Por sinal, os propios “papas” defensores da arma blindada no entre guerras como Guderian, Hobbart e um general sovietico que me falha o nome, descreviam que a capacidade de suporte de fogo de artilharia para uma infantaria que avançava proximo aos tanques era a principal função dos mesmos. Não a toa que na IIGM surgiu o termo “caça tanques” onde esses veiculos tinham seus canhões mais aptos a destruir tanques do que prestar suporte… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  Pedro
1 ano atrás

A maioria dos combates dos últimos 50 anos não se deu contra ameaças regulares, contendo embates entre blindados. Dentro daqueles TO onde os MBTs foram empregados, qual foram as missões desempenhadas? Quais as opções existiam, além do MBT dentro dos exércitos? Será que foram missões em que existiu muito apoio de fogo? Será que não haviam opções além do MBT, pq o MBT é justamente o MAIN BATTLE TANK de um exército? . Olha que loura… Será que talvez seja até por isso que até o US Army esteja querendo ter novamente um Tanque Leve para apoio de fogo? Gente,… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Bardini, a missão principal do tanque e das formações blindadas e quebrar linhas e avançar atacando em profundidade a retarguarda, e não o embate tanque contra tanque, é claro que os projetos vão contemplar isso mas a função do tanque é puramente ofensiva, quem fica a cargo da defesa é a infantaria com seus mísseis e rojões. O Colombelli ja disse aqui várias vezes, o tanque é a espada o míssel o escudo, demorei para entender isso. Numa luta é melhor e mais prudente voce bloquear ataques com o escudo do que com a espada, assim, preservando sua arma para… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Resumindo a função do tanque é destruir o inimigo como organização e não para um avanço blindado inimigo.

E agora com as forças aéreas aliadas perdendo importância no T.O devido a pesadas IADS o uso do blindado como arma de profundidade nunca foi mais atual.

Bardini
Bardini
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Pra barrar o avanço de uma formação blindada, só outra formação blindada.
.
Tem que fazer muito malabarismo mental pra imaginar que a infantaria consegue ser esse tal “escudo” aí.

Pedro
Pedro
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Leia sobre a campanha da Italia, o avanço ante a Leningrado, ou a batalha na Floresta de Hurtgen na IIGM. Unidades de infantaria mecanizada ou paraquedistas, eram suficientes para colocar em xeque formações blindadas devido a um terreno nao propicio a blindados. Nem precisamos discutir sobre os cenarios urbanos.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Mas já faz algum tempo que os mísseis portáteis da infantaria ganharam função ofensiva importante. No Golfo o Javelin se sobressaiu nesta função.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Carvalho
1 ano atrás

A maneira clássica de deter uma formação blindada é a defesa em profundidade.
Absorve o golpe, impede a continuidade da progressão e depois contra ataca, usando seus blindados sobre os flancos mais vulneráveis.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Puramente ofensivas** q correto chatos

Pedro
Pedro
Reply to  Bardini
1 ano atrás

“Dentro daqueles TO onde os MBTs foram empregados, qual foram as missões desempenhadas?” As mais variadas! Desde combate contra outros tanques, suporte infantaria, bombardeio de artilharia (vide guerra civil siria) sejam em ações ofensivas ou defensivas. “Quais as opções existiam, além do MBT dentro dos exércitos? Será que foram missões em que existiu muito apoio de fogo?” >Muitas. Desde tanques leves/reconhecimento, como o AMX, o PT-76, o M-41, o Scorpion, passando por tanques medios, pesados, MBTs, IFVs…..em lugar algum o MBT foi soberano ou descartado, sempre esteve la. Sobre exigir ou nao apoio de fogo, deve ter sido, uma vez… Read more »

paddy mayne
paddy mayne
1 ano atrás

Não tenho a menor formação técnica para dizer quem é o “melhor”, até porque ninguém luta sozinho, o carro depende de guarnição de qualidade, logística, apoio de fogo, como já dito. Então resta votar com o coração, dizendo que o MERKAVA é o mais “nervosão”.

Bispo
Bispo
1 ano atrás

Cadê o T-72B3

Gustavo
Gustavo
1 ano atrás

Pensei que o Japão tinha desativado o Type 90.

willhorv
willhorv
1 ano atrás

Fecha em 180 Leo 2A7 com opção de mais 180 e renova toda a bagaça!
Enche o peito de orgulho…só sorrisos em toda cavalaria mecanizada e no 7 de setembro vai arrancar até lagrimas!
Proibitivo?
Não deveria ser…acredito que se tudo fosse como deveria ser com a atual arrecadação, seria perfeitamente possível!
Para mim o melhor….Panzer pra gente!!

Julio César Moreira
Julio César Moreira
4 meses atrás

“O melhor é aquele de tem mais homens que resolvem o axioma da coragem com inteligência na criação da abnegação necessária. Com a excelência do emprego do homem, máquina, terreno e situação. O resto é firula…

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -