Home Blindados Começa produção do ‘mini tanque’ não tripulado da Turquia

Começa produção do ‘mini tanque’ não tripulado da Turquia

4485
107

Foi assinado um contrato entre a Diretoria da Indústria de Defesa da Presidência da Turquia e a ASELSAN para a produção de veículos terrestres não tripulados armados de classe média.

Os veículos terrestres não tripulados armados serão entregues ao Comando das Forças Terrestres com o projeto em que a fabricante de caminhões Katmerciler também se tornará uma produtora de plataformas.

Foi relatado que o projeto inclui o desenvolvimento e a produção em massa de veículos terrestres não tripulados, capazes de reconhecimento, vigilância, determinação de alvos, sistemas de armas e outros sistemas necessários, que podem ser comandados remotamente, usados de forma autônoma e com mobilidade superior.

FONTE: Direção da Indústria de Defesa – Agência Anadolu

Subscribe
Notify of
guest
107 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
charles
charles
3 meses atrás

Turquia buscando o desenvolvimento e implementação do parque industrial militar isso é defesa e soberania nacional.

MMerlin
MMerlin
Reply to  charles
3 meses atrás

A Turquia é o berço do povo Otomano, um dos maiores impérios que já existiram. A história militar deste país é impressionante. Enquanto eles estavam invadindo Constantinopla os EUA estavam sendo descobertos.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
3 meses atrás

A Turquia está bem avançada em “robos de guerra” …. Desde drones até tanques “drones”.

Daqui a pouco a infantaria vai ter que carregar equipamentos para jammear as ameaças.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Rui Chapéu
3 meses atrás

Já carregamos faz tempo…

Marcos10
Marcos10
3 meses atrás

Próximas contras medidas serão equipamentos leves, de mão, para derrubar eletronicamente esses tipos de arma.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
3 meses atrás

Tem como criar um pulso eletromagnético para danificar essas coisas sem uma detonação nuclear?

ScudB
ScudB
Reply to  Defensor da liberdade
3 meses atrás

Tem. Mas com raio limitado.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Defensor da liberdade
3 meses atrás

A radiação eletromagnética decresce ao quadrado da distância ou algo assim se não me engano! Hahahahaah

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Carlos Gallani
3 meses atrás

E lembrando que para um Tankette isto é duvidoso, pois ele ja é uma gaiola de Faraday pela propria natureza…é uma caixa de metal que isola a radiacao eletromagnetica no exterior.

Acho que pode ser jameado por interferencia de sinal, mas um PEM parece pouco provavel.

Luiz
Luiz
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

A solução pode estar nos documentos desaparecidos de Nikola Tesla :
http://astro.ufes.br/5-invencoes-nikola-tesla

Caveira
Caveira
Reply to  Carlos Gallani
3 meses atrás

Existi alguma granada de pulso eletromagnético, se não, é possível criar algo do tipo que seja eficaz?

Salim
Salim
Reply to  Defensor da liberdade
3 meses atrás

Um atgm básico detona um bicho desse rapidinho. Ai vai sobrar infantaria se expor pra tirar ele caminho. Isto se aplica a distúrbio civil de baixa intensidade, com canhão agua ou gás. Guerra assimétrica e um trombolho difícil de carregar front e fazer manutenção e pode ser substituído facilmente por atgms em quantidade batalhões frente.

Caio
Caio
3 meses atrás

A Turquia se mostra com bastante capaz de desenvolver e manter suas forças armadas numerosas e bem equipadas, isto gastando 18 bilhões de dólares no orçamento, é um bom exemplo.

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
Reply to  Caio
3 meses atrás

A Turquia não surpreende. Tem produzido armas atuais, em função de seu envolvimento nas guerras do Oriente Médio. Mas, a suspensão deste blindado parece copiada daqueles tanquetes Italianos da década de 30.

ScudB
ScudB
Reply to  Luiz Floriano Alves
3 meses atrás

A suspensão é bem tradicional para soluções modernas da classe : Nerehta , TL1 (RCV) e etc..
comment image
Um grande abraço!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
3 meses atrás

Esse tipo de projeto podemos fazer aqui basta ter vontade de investir na nossa indústria de defesa.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Fabio Araujo
3 meses atrás

Sim, porém, de nada adianta querer fazer aqui se os próprios políticos não demonstra nenhum interesse efetivo em Defesa do país. Para que isso aconteça, é necessário que aja uma grande reformulação na política brasileira; que seja cortado gastos desnecessários, reformulação de salários altíssimos, em suma. Isso que não cito aqui a questão da folha de pagamento das Forças Armadas…

José Carlos David
José Carlos David
Reply to  Welington S.
3 meses atrás

As Forças Armadas tem o pior salário do Executivo.

Wilson França
Wilson França
Reply to  José Carlos David
3 meses atrás

Mentira.
Mas tem a melhor aposentadoria.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Wilson França
3 meses atrás

É justo, até porque não recebe hora extra, FGTS, não pode fazer greve, não ganham adicional por periculosidade ou insalubridade, tem que está disponível 24 horas por dia, se assim precisarem dele. Então pare de falar as….

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Welington S.
3 meses atrás

Salários altíssimos? Aonde que um militar ganha um salário alto? Para o que trabalha é até pouco.

Salim
Salim
3 meses atrás

Olha tamanho controle remoto. Muito mais rápido, barato e eficaz atgm em quantidade e leve. Alem de abastecer, municiar e fazer manutenção em campo seria um problemao neste bicho. Alem de náo dar cobertura física a infantaria e ser um alvo facil . Drone armado com misseis básicos em quantidade fazem mais ( pouso e lançamento vertical ) ou drone com .50 varrendo infantaria inimiga. Alem de ser operado retaguarda, batalhão especializado consegue enviar vários drones em diferentes posições.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Salim
3 meses atrás

Mas dependendo de como ele é itilizado, é o boi de piranha que nao dispensa os recursos ja utilizados

Vai na frente e provoca a revelação do inimigo. Se o inimigo não retornar fogo, pode ser enquadrado pelo proprio UGV

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

A ideia e essa. Melhor que mandar um caro blindado tripulado na frente. Os Russos parecem estar fazendo assim com o Ural-9 nos textes.

Salim
Salim
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

Então manda algo simples, barato e leve. Vai custar caro e só vai revelar cara com atgm uo lança granada de tubo. Dai faz o que manda infante recolher para sniper acertar!? Estou exercitando minha visão em campo pois e um componente/tecnologia nova que ainda e uma incógnita, debatendo com vcs talvez teremos uma ideia mais clara deste uso em campo.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
3 meses atrás

comment image

Datenao
Datenao
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
3 meses atrás

Com investimento baixo é possível neutralizar, por meio de drones comerciais, uma divisão Inteira de blindados em campo…por isso a necessidade de desenvolvimento de soluções antidrones, radares de baixa altitude entre outros…o futuro pertence aos melhores sensores e a robótica.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Datenao
3 meses atrás

Como drones comerciais neutralizariam uma divisão inteira de blindados (por baixo uns 300 CC, umas 500 VCI, uns 50 obuseiros autopropulsados e tudo mais)?

Datenao
Datenao
Reply to  Alfa BR
3 meses atrás

A arma do futuro não será mais bombas de fragmentação ou mesmo submunicoes inteligentes, o futuro do campo de batalha seja aberto ou fechado e dos drones com explosivos (tipo rdx ou pbx que são leves), implementar visão computacional para identificar os canhões dos tanques de forma autônoma já tiraria ele de servico..um drone nos EUA custa menos de 5 dólares..imagine um enxame…

Bardini
Bardini
Reply to  Datenao
3 meses atrás

“A arma do futuro não será mais bombas de fragmentação ou mesmo submunicoes inteligentes”
.
https://youtu.be/4UolMYY7QaA?t=85
.
De resto, muito videogame na cabeça.
Esses drones de menos de 5 dólares, são triturados pela EW. Por isso eu digo, EW é um investimento muito superior…

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Bardini, com base neste vídeo, tchau canhões de 90 mm e quiça os de 105 para estas mesmas funções. Agora uma pergunta, qual é aquela munição que mostra explodindo antes dos bonecos e tal ???

Bardini
Bardini
Reply to  Tomcat4.0
3 meses atrás

Tudo é a mesma munição, que é programada pra explodir dessas formas que aparecem no vídeo. Pesquise por Air Burst Munition System, da Orbital ATK que você encontra bastante material.
.
A TORC 30 Mk2 tem capacidade de disparar esse mesmo tipo de munição ABM.
.
Em termos de maior calibre, existem munições semelhantes, para o 120mm smoothbore, veja:
https://youtu.be/VNcP8tzb1_0?t=114
.
Um VBR MR 8×8 equipado com um canhão 120mm smoothbore, como o Centauro II, poderia utilizar essa munição para apoiar nossa Inf Mec. Seria de dar dó meter uma paulada dessas na Inf inimiga, rs…

Datenao
Datenao
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Falo na condição atual do EB ou qualquer força subdesenvolvida igual a nossa. É uma tecnologia que qualquer estagiário de uma escola de engenharia consegue implementar em alguns dias (o que pode ser problema para guerra de guerrilha). Agora uma solução robusta a Prova de contramedidas eletrônicas realmente é mais complexo, mas nada de outro mundo. Os EUA já tem desenvolvidos tecnologia similar.

Jovem, Videogame ou não quem viver verá!

Datenao
Datenao
Reply to  Bardini
3 meses atrás

“ Por isso eu digo, EW é um investimento muito superior…” você está comparando uma maçã com uma zebra..um investimento não exclui o outro…se vc acha que os drones não serão o futuro…gostaria de saber se vc já trabalhou na área de defesa?

Bardini
Bardini
Reply to  Datenao
3 meses atrás

Cara: EW + UAV + Artilharia. Eu não disse em momento algum que “drones não serão o futuro”.
.
O que estou dizendo é que “mini tanque” é um brinquedo caro, que só vai nos servir pra jogar dinheiro fora, “na condição atual do EB ou qualquer força subdesenvolvida igual a nossa”. Temos coisas muito mais importantes para colocar o dinheiro que nem temos.

Teropode
3 meses atrás

Cães com explosivos neutralizam isto ai rapidinho , instrumento emocionante e pouco efetivo , ai contrário dos drones aereos que são alvos mais difíceis, .

Dario Renato
Dario Renato
Reply to  Teropode
3 meses atrás

Os soviéticos pensaram a mesma coisa na IIWW até seus cães voltarem correndo com os explosivos para junto dos adestradores.

Teropode
Reply to  Dario Renato
3 meses atrás

Sim , cruel mas muito efetivo, os cães eram treinados para se alimentarem encima de tanques , subiam e o motorista os alimentava , no combate colocavam coletes con explosivos acionados a distância. 😢

ScudB
ScudB
Reply to  Teropode
3 meses atrás

Não Teropode, esta incorreto. Era um sensor tipo pino de 20 cm (um pauzinho ) que detonava a carga de 3-3.5 quilos quando o cão passava por baixo do blindado. Cães-exterminadores de tanques oficialmente entraram para serviço desde 1935. Inventor de dispositivo – um grande fisico russo (Naum Reinov). A coisa funcionava do jeito simples e cruel : cão era treinado de receber a comida da escotilha no fundo do tanque e antes de colocar para ação ficava quase semana sem comer. Inclusive foi treinado entrara por trás do tanque para evitar os tiros da metralhadora. Total contabilizam dezenas de… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Teropode
3 meses atrás

O cão era treinado para se alimentar embaixo do tanque.

Teropode
Reply to  Teropode
3 meses atrás

Na atualidade não precisam ser explodidos , podem deixar os pacotes e pular fora .

Foxtrot
Foxtrot
3 meses atrás

Pois é, o que sempre digo.
Se tivéssemos militares com visão tecnológica e modernos, que pensam fora da caixa, políticos sérios, poderíamos fazer uma versão não tripulada do Ogum.
Empresas, faculdades, pesquisas e tecnologias temos de sobra para isso.
Mas !!!!!!!

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Foxtrot
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
3 meses atrás

Seria uma boa carcaça para manter duas versões:
a) Uma não tripulada;
b) Uma tripulada por motorista e artilheiro ( apenas 2 pessoas)

Carvalho2008
Carvalho2008
3 meses atrás

É o que sempre digo, a miniaturização das coisas desafia projetos grandes e complexos que levam anos para que sejam levados a cabo As perguntas: Um Pulso eletromagnetico pode desativar? Pode se nao possuir blindagem eletromagnetica. Em resumo, uma gaiola de Faradey no cerebro eletronico. Num aviao pode ser mais complexo, mas num tankkete é muito mais facil pois ele em si ja é uma gaiola de aço que impede radiação eletromagnetica. A antena no entanto é externa, mas enquanto num drone uma interrupcao de 3 segundos pode ser fatal, num tanque isto é muito minimizado. Vale mais a pena… Read more »

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

Um drone aéreo com duas 7,62 ou 5,56 iria ser bom, queria uns 2 aqui na fazenda kkkkkkk

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Defensor da liberdade
3 meses atrás

olha o que este morador que ficou bravo com o som alto na rua fez….

https://www.youtube.com/watch?v=PwXEObHRGCA

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  carvalho2008
3 meses atrás

Kkkkkkkkk poxa vela romana é fraca. Tinha colocado uns 4 morteiros de 3 polegadas ou treme terra.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Defensor da liberdade
3 meses atrás

Sei não. Dependendo do local, daqui a pouco o pessoal do ‘movimento’ vai começar a abater esses drones.

Cássio Silva
Cássio Silva
3 meses atrás

Pensar que na WW2, os alemães foram precursores de mini tanques explosivos teleguiados.

Carlos Campos
Carlos Campos
3 meses atrás

Os decepticons já tem um sistema bem melhor
https://www.youtube.com/watch?v=6zticYYPzEE

nonato
nonato
3 meses atrás

A Turquia atualmente é o Brasil da década de 1980.
Um país não tão potência, mas com grande produção militar.
Não colocam dificuldade em nada.
Aqui e no ocidente qualquer armamento simples é a maior novela…
Até essas FREMM americanas.
20 em 15 anos.
Muito tempo.
Deveriam fabricar no máximo em 5 anos.
20 navios para os Estados Unidos não é nada.

Bardini
Bardini
3 meses atrás

Eu sinceramente não vejo vantagem em colocar dinheiro nisso aí para o EB, que tem prioridades muito mais gritantes para sanar em termos de equipamentos…
.
É uma solução para um problema que sequer existe por aqui.
.
E em termos de inovação e focando em extrair o melhor custo benefício possível de um investimento que poderia ser empregado tanto em ações contra irregulares em cenário de baixa intensidade quanto em ações regulares de média e alta intensidade, UAVs + EW + Artilharia para a nossa Inf Mec, seria algo infinitamente superior. Principalmente EW…

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Acho que o foco maior e inicial destes UGVs esta na guerra urbana. Assim, usar a artilharia esta fora de cogitação por conta da população civil

A guerra urbana é muito inóspita mesmo para um MBT.

Se a selva ate hoje tem serios impedimentos de blindados, uma cidade de concreto com vielas também faz com que o inimigo apareça a poucos metros de você repentinamente

Estes pequenos blindados vão na frente identificando e limpando estas emboscadas e se for atingido, preserva suas tripulações e expõe o local do inimigo

Bardini
Bardini
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

A sua linha de pensamento é muito primária e cansativa de argumentar. . Primeiro: você tem de definir qual o cenário de Guerra Urbana que o EB vai se envolver. É muito fácil ficar imaginando algo simplista, só que Guerra Urbana é algo totalmente extremo e envolve um séria gigantesca de fatores até acontecer… Existe a necessidade de definir se vai ser um conflito urbano em cidades de grande porte vs localidades. Contexto defensivo ou ofensivo? Contra quem? Fanáticos? Separatistas? Marcianos? Americanos? Chineses? Brasileiros? Em uma Guerra convencional, é mandatório ao atacante contornar cidades e avançar sobre o terreno, cercando-as… Read more »

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Mestre Bardini, As opiniões não necessitam ser unânimes Os campos de batalha são cada vez mais estreitos. Qualquer cidade ganha a dimensão de uma metrópole e por vezes, unidas onde não se sabe onde termina uma e começa a outra. Os intervalos de campos são cada vez mais escassos e em sua maioria, afastados ao interior. Acima de 70% da população vive mas fronteiras de chegada, litorâneas. As imagens antigas que temos de vagas e vagas de MBTs cruzando campos e fazendas estão cada vez mais difíceis ocorrer…espaços abertos escasseam. Não existe sentido em acreditar no remoto aéreo e desacreditar… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

Você não conseguiu determinar um cenário para defender um UGV como esses mini tanques para o EB, mas diz que eles vieram pra ficar. . Que é isso fará parte do futuro, eu não discordo. Mas quando isso vai acontecer em termos de EB? 2030? 2050? 2100? Hoje, não fazem sentido para o EB, frente as outras necessidades que tem de ser supridas. . Como eu disse, localidades poderiam sofrer atrito em um combate convencional. Por isso temos de ter uma Inf Mec muito bem equipada e com capacidade de atuar nesses cenários. . Outro ponto, que seria muito importante… Read more »

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Bom, a Skunk works está trabalhando numa AI capaz de determinar alvos como inimigos e hostis e dar ordens de abate, creio que no futuro poderão fazer isso com os mais variados tipos de drones.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Bardini
3 meses atrás

É você que sabe de tudo.
Sabe até o que é bom para o EB ou não né?
O mundo caminha para guerra robotizada e nosso EB que já é “hiper moderno” deve deixar de lado a robotização.
Você não sabe nem a hora que está com fome Lesardine.
Acho que você aprovaria para o EB se esse equipamento fosse feito nós Estates ou Europa né?
Vai estudar criança !

Bardini
Bardini
Reply to  Foxtrot
3 meses atrás

Hater sendo hater…
.
Tadinho.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Na falta de argumentos de alguns é só o que resta kkkkkk

Bardini
Bardini
Reply to  Foxtrot
3 meses atrás

Tu não quer argumentação nenhuma. Olha pro lixo que tu escreveu. Tu só quer ser meu hater. E saiba que és bem vindo!

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Tadinho do Lesardine.
Até nisso você acha que é relativo a você.
Acha que o mundo gira a seu redor.
Vai se analisar garoto kkkkk.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
3 meses atrás

Não vão ter dó nem piedade de usar esses “mini tanques” contra os curdos!

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
Reply to  Karl Bonfim
3 meses atrás

Nós temos que nos safar deste corinavirus19. Depois compramos uns “brinquedos” destes, de gente grande. Drones, CC autônomos e controlados, etc…

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
Reply to  Luiz Floriano Alves
3 meses atrás

Um bom vetor para guerra química. Como não temos Sarin, bem que pode levar Cloro ou gás lacrimogênio.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Luiz Floriano Alves
3 meses atrás

Sei que temos muitas outras prioridades nas nossas Forças Armadas, mas realmente estamos muito atrasados (e bota atrasados nisso) em relação ao uso de drones, principalmente no Exército.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Luiz Floriano Alves
3 meses atrás

Não… Depois teremos 5 anos para tentar recuperar a “coragem” de ir e vir. E depois, mais 15 anos para tentar recuperar a economia. O mais importante é torcer para que não surja algo similar ao COVID-19 nesse meio tempo.

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás
carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás

comment image

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás
Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Isso me lembra o ocorrido durante o Exercício Green Dagger 2019, que consistiu em uma série de simulações de combate travadas entre pessoal do 45 Commando Royal Marines e do 3º Batalhão da 3º Divisão do US Marine Corps.

Os britânicos lançaram mais de 5 km de fio telefônico e decretaram silêncio de rádio para que os Marines não pudessem rastrear suas comunicações e determinar suas posições.

A tática funcionou, fazendo com que os americanos levassem alguns dias para determinar o centro de gravidade do dispositivo britânico.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Uma pergunta, como o sistema de detecção se protege de engodos??

Uma saturação de sinal

Saturações de sinais de falsos emissores, de emissor no pé do pombo, urubu corruira??

Bardini
Bardini
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

Nesse caso aí, o sistema só vai captar mais fontes de emissões e vai adicionar mais “cores” no mapa de calor. A questão que vai ter de ser encarada é no tocante a filtrar esses sinais captados.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Sim. É o que imagino. E partindo desta premissa você poderia saturar falsas áreas que teriam de ser confirmadas visualmente pelo adversário, retardando sua real localização. Este é um preceito que ja havia imaginado como possível de ser empregado por uma nação menor com escassos Ssks. Esferas do tamanho de bolas de futebol que possam irradiar reflexos IR e Radar similares ao periscopio. Um cargueiro aéreo espalha regiões do oceano provocando milhares de imagens fantasmas que teriam de ser checadas. Os poucos ssks poderiam assim gozar de maior liberdade para recarregar suas baterias em meio a toda esta sujeira de… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

Não é só amarrar um dispositivo em uma perna de pombo ou no lombo de um cachorro que tu vai saturar uma área. Primeiro pura e simplesmente por conta dos tipos de movimentações, que podem ser filtrados. Segundo por conta de que existem diferentes bandas de emissões dentro de uma força mobilizada e você consegue filtrar muita coisa em um transito de dados, de quem emite e quem recebe. . O que você está imaginando vai mais na linha do GPS spoofing. . Sobre essa sua ideia aí dos SSKs: creio que seria relevante no início, até alguém montar um… Read more »

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Me chamou atenção o comentário sobre os APS.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Alfa BR
3 meses atrás

Não entendi Mestre APS?

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  carvalho2008
3 meses atrás

“Active Protection System” = Sistema de Proteção Ativo.

Os sistemas que estão sendo integrados a viaturas blindadas para prover proteção contra armas anticarro. Tipo o Trophy, ARENA, Iron Fist, etc.
comment image

Bardini
Bardini
Reply to  Alfa BR
3 meses atrás

Né?
.
Eu fiquei imaginando lendo isso: será que alguém vai aparecer alguém com um míssil anti-radiação para emprego NLOS, visando bater veículos equipados com APS?

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Coisa de louco…a corrida não para….ja imaginou o desafio? Missil anti radiação miniaturizado partindo para cima e a defesa disparando….

Será que não teria como prover a detecção de forma mais passiva, tipo identificarão IR + Scaner telemetria de trava de mira laser? desta forma ele não irradiaria magneticamente….pelo IR ele pega facil os pontos de investigação…o problema seria fazer a telemetria laser a tempo para guiar o fogo de resposta.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Já imaginava que viriam com alguma maneira de interferir nos radares do APS, mas nunca tinha me ligado na possibilidade deles “dedarem” a posição das viaturas.

Se você faz barulho, alguém pode escutar.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Alfa BR
3 meses atrás

Coisa de louco nada, esses sistemas ativos são alvos bem grandes para os sistemas ESM/MAGE.

https://www.thedrive.com/the-war-zone/33401/this-is-what-ground-forces-look-like-to-an-electronic-warfare-system-and-why-its-a-big-deal

ScudB
ScudB
Reply to  Augusto L
3 meses atrás

Voce , pelo menos , leu o post inicial do amigo Bardini?

nonato
nonato
3 meses atrás

Offtopic:
Patrulhas da China e da Índia entram em confronto na fronteira, deixando vários feridos.
https://edition.cnn.com/2020/05/11/asia/china-india-border-dispute-intl-hnk/index.html

Rafael G de Oliveira
Rafael G de Oliveira
3 meses atrás

Se você interceptar o pacote de dados, descriptografar as informações você terá um blindado ao seu favor no campo de batalha infiltrado em forças inimigas, imaginem os estrago que pode fazer…pensem senhores…pensem.

carvalho2008
carvalho2008
3 meses atrás
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Este tipo de veículo é promissor, mas tem que ter um enlace de dados muuuuuito bom, senão só vão usar no plano.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
3 meses atrás

Pois é. Se a comunicação foi via Satélite, um equipamento no solo tem muito mais restrições de ambiente. Barreiras naturais prejudicam bastante, quando não inviabilizam, o envio e recebimento de informações.
Mas acredito que a comunicação deva ser aproximada, e o enlace de dados seria um exemplo.

Antunes 1980
Antunes 1980
3 meses atrás

Algumas dúvidas:
Qual é o alcance efetivo?
O operador pode controlar com relativa segurança este equipamento?
Ele é indicado somente para ambientes urbanos?

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
Reply to  Antunes 1980
3 meses atrás

Temos velhos M113 para fazermos testes de controle remoto. Melhor que fazer doação pára países “mui amigos”. Daqueles que nos expropriam com o beneplácito dos governantes imbecis que tivemos.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Luiz Floriano Alves
3 meses atrás

O que acho que ficaria muito bem para as carcaças de M-113, seria a de utiliza-los no conceito de plataformar verticais para misseis ao estilo FOG-MPM.

Este é um conceito bem util e multitarefa tanto contra MBT´s como alvos especializados.comment image

jose luiz esposito
jose luiz esposito
2 meses atrás

Aqui nós temos o OGUM, que serviria para estudos de projetos idênticos , mas como sempre, deixamos as oportunidades se perderem , aparecerão aqui certas opiniões sempre contrárias , porque os opinadores estão sempre contra tudo de interesse nacional , com o seu pessimismo cultural !

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
Reply to  jose luiz esposito
2 meses atrás

Ainda bem que nos lembramos do finado Ogum. O Guarani não serve de modelo. Se fizermos um mini ele vai capotar ao explodir a primeira granada ao lado dele. Vcs viram como capota fácil naquele acidente no Paraná? O CG parece que está muito alto. A distribuição dos volumes tb sugere isso.