Home Política Externa Mike Pompeo encontrará venezuelanos em Boa Vista na sexta-feira

Mike Pompeo encontrará venezuelanos em Boa Vista na sexta-feira

2205
127

Secretário de Estado dos EUA também irá a Guiana, Colômbia e Suriname

O , visitará Boa Vista na sexta-feira (18) para se reunir com imigrantes venezuelanos em Roraima, disseram autoridades do Brasil e dos Estados Unidos nesta terça-feira (15), no momento em que o governo dos Estados Unidos da América (EUA) aumenta a pressão para derrubar o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

A viagem de 17 a 20 de setembro também levará Pompeo a outros vizinhos da Venezuela, como Colômbia, Suriname e Guiana, para encontrar os líderes destes países, informou o Departamento de Estado norte-americano.

As visitas ocorrem em um momento em que os esforços internacionais para promover uma mudança democrática na Venezuela parecem ter estagnado e Maduro sustentou seu controle no poder, apesar da turbulência política e econômica na Venezuela que levou 5 milhões de venezuelanos a fugir do país.

A viagem vai “destacar o compromisso dos Estados Unidos em defender a democracia”, disse o Departamento de Estado. Em Boa Vista, Pompeo visitará “imigrantes venezuelanos que fugiram do desastre causado pelo homem na Venezuela”, acrescentou o departamento em um comunicado.

Boa Vista
Pompeo fará uma parada de 3 horas e 20 minutos na capital de Roraima na tarde de sexta-feira para visitar um centro de triagem para receber imigrantes venezuelanos e se reunir com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, segundo informou o Itamaraty.

A fronteira brasileira com a Venezuela está fechada desde 18 de março devido à pandemia de coronavírus, e o fluxo de imigrantes que chega ao Brasil caiu de uma média de 600 por dia para poucos venezuelanos que fazem trilhas para entrar no país.

As sanções dos EUA contra a indústria petrolífera da Venezuela reduziram as exportações de petróleo venezuelanas ao nível mais baixo em décadas, mas não conseguiram afrouxar o controle de Maduro no poder – algo que frustrou o presidente dos EUA, Donald Trump.

Com a aproximação das eleições presidenciais de novembro nos EUA, o governo Trump se prepara para endurecer sua posição, especialmente com mais sanções contra as indústrias de petróleo e ouro da Venezuela.

FONTE: Agência Brasil

Subscribe
Notify of
guest
127 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vovozao
Vovozao
2 meses atrás

16/09/2020 – quarta-feira, bdia, opinião pessoal, acho que o Brasil, nao deveria se envolver neste assunto, indiferente a politica atual da Venezuela, somos dois paises amigos; Venezuelanos grandes compradores do agronegócio, e, o TRUMP no momento esta jogando para tentar se reeleger. Ai vem a grande pergunta: Caso o Biden ganhe, como seremos tratado pelo novo presidente americano. Em politica externa, a neutralidade gera muitos beneficios.

Gil U
Gil U
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

Vovozao, bom dia. Discordo de seu ponto de vista. O Brasil deveria ser mais atuante para ajudar o povo Venezuelano a retornar ao caminho da democracia, longe de defender qualquer ação militar, mas sendo eles nossos vizinhos e, como você mesmo disse, países amigos, o fluxo de imigrantes e seu impacto no Brasil, ainda que mais restrito a Roraima,demonstra que não podemos ficar de braços cruzados e sentados esperando ver no que dá, isso não seria, na minha opinião, atitude de um país que quer ser levado a sério pela comunidade internacional

Welington S.
Welington S.
Reply to  Gil U
2 meses atrás

Gil U, acredito que o Brasil está sim atuante nessa questão dos refugiados venezuelanos tanto que há diversas matérias na Internet mostrando a atuação dos militares e uma gigantesca operação para deixar tudo em ordem, algo difícil uma vez que o fluxo de refugiados entrando é superior a qualquer coisa. Creio que breve o Brasil terá um outro problema na questão dos que irão fugir da Argentina para o Brasil. A situação não esta nada boa para o Brasil. Fato, o Brasil têm que se impor pois é líder número 1 da AL e precisa demonstrar que está sim fazendo… Read more »

Welington S.
Welington S.
Reply to  Welington S.
2 meses atrás

Correção: AS

Camargoer
Camargoer
Reply to  Gil U
2 meses atrás

Caro Gil. O Brasil deve ser atuante na política externa externa relacionada á América Latina. Isso é o contrário de permitir que os EUA exerçam a politica externa deles em território brasileiro.

Gil U
Gil U
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Camargoer, boa tarde, Concordo, o Brasil deveria ser mais presente na politica externa em toda a América Latina.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Gil U
2 meses atrás

Olá Gil. Exato. Há uma confusão deliberada entre os interesses do Brasil na América Latina (e em outros continentes, como a África) e o alinhamento automático com a política externa dos EUA. O fato do Brasil e EUA terem eventualmente os mesmos interesses deve ser claramente colocado. São interesses convergentes, nunca alinhamento automático. Esse erro vai custar caro para o Brasil a curto prazo e muito mais a longo prazo.

Wando (aquele mesmo)
Wando (aquele mesmo)
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Caro Camargoer, os EUA foram o primeiro país a reconhecer a independência do Brasil. Por sua vez, o Brasil nunca teve rompimento de relações com os EUA. Os EUA nunca impuseram a política deles sob o Brasil que fossem denunciados pelo nosso país. Historicamente ainda, as EUA arbitraram favoravelmente ao Brasil resoluções de fronteira no início da República que tivemos com nossos vizinhos. República nossa que inclusive foi integralmente inspirada no experimento americano. Na II guerra, o Brasil enviou tropas, foi equipado com ajuda e lutou na Itália incorporado ao V exército norte americano. O maior dos princípios de política… Read more »

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

Concordo em partes contigo.
O Brasil é o maior país da AS e, como a Venezuela é nosso vizinho ( queiramos isso ou não ) acho que deveríamos sim ser mais atuantes nessa “cuestão”.
Mas deveríamos ser mais atuantes no sentido diplomático ( e nossa diplomacia sempre foi elogiada e eficiente, ou pelo menos era ) e não no sentido de ameaça militar ( mas sempre mantendo a opção militar como uma carga próximo a mão ).
Não podemos simplesmente fingir que o problema da Venezuela não está acontecendo e que não é problema nosso.

sagaz
sagaz
Reply to  Willber Rodrigues
2 meses atrás

Só completando, maior da América Latina, uma das maiores democracias do planeta. Abç

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

Se o Brasil almeja ser visto como um líder regional,então devemos sim nos envolver nos assuntos que concernem a todo o continente,até porque apenas nós temos tamanho e peso político(na América Latina) para fazer isso. O Brasil nunca será respeitado internacionalmente se passar o resto de sua existência mantendo uma postura covarde de “isentão”. Sou contra o Governo Bolsonaro,mas uma das poucas áreas onde ele acerta é justamente na questão da Venezuela. E saiba que a Venezuela não é nossa amiga,nem a Argentina,nem o Paraguai,nem os EUA,pois países não têm amigos,mas sim interesses.

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Política externa brasileira está uma vergonha, acovarda com a Venezuela, abre as pernas pros americanos sem nada em troca, deixa a Europa pintar que somos o país malvadao contra a amazônia, pq não fiscaliza deixa desmatar tudo. É um desastre total.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Mensageiro
2 meses atrás

Olá Mensageiro, O maior interesse brasileiro é que a Venezuela retome a normalidade democrática para que seja ampliado o comércio e a colaboração entre os dois países. A desestabilização do regime de Madura não é garantia do retorno da democracia. Aliás, a lembrança é que o colapso do Estado (Iraque, Síria, Líbano, Yemen) retarda o processo de democratização. A democracia requer que o exercício da soberania popular por meio de eleições livres, e para isso é preciso que a oposição e o governo venezuelanos cheguem a um acordo.

ALISON
ALISON
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Maduro chamou a UE e OAE para acompanharem as eleições de dezembro com fiscais e a EU respondeu que não tem tempo pra enviar os fiscais ate lá…(????).

A oposição diz que nao participará pq não será transparente… Ja vi esse filme antes…

nerudarruda
nerudarruda
Reply to  Mensageiro
2 meses atrás

saudades da época em que a Bolivia tomava refinaria Brasileira no grito…

Camargoer
Camargoer
Reply to  nerudarruda
2 meses atrás

Caro Neruda (talvez não ser). Acho que a crise entre o Brasil e a Bolivia por causa da refinaria da Petrobras é bem diferente de permitir que o secretário de Estado dos EUA venha exercer a política externa dos EUA em território brasileiro. Primeiro porque o incidente boliviano foi em território boliviano e no fim, a Petrobras foi indenizada pela nacionalização da empresa (isso está descrito na página da Petrobras). Segundo, porque foi uma crise entre Bolívia e Brasil, resolvido entre os dois países. No caso da vinda de Pompeo ao Brasil, é sobre os EUA exercerem sua política externa… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Caro Allan. Desde Rio Branco, durante governos civis e militares, sob regimes democráticos e não-democráticos, a política externa do Brasil foi soberana e atendendo os interesses do país. Desconheço qualquer momento no qual o Brasil permitiu que os EUA exercessem sua política externa a partir do território brasileiro, confundindo a política externa dos EUA com a brasileira. Eventualmente, o Brasil defendeu as mesmas ideias defendidas pelos EUA, em outros momentos o Brasil se colocou em oposição aos EUA, mas sempre foi claro que o Brasil defendia seus interesses. O Brasil já começa a sofrer retaliações internacionais devido a este alinhamento… Read more »

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Camargoer,como eu disse no meu comentário anterior,se o Brasil quiser ser levado a sério,terá de se posicionar com firmeza nos temas globais. Adotar uma postura de “isentão” por não querer desagradar um lado ou o outro só levará o país a continuar a ser tratado como “café com leite” no tabuleiro de xadrez internacional. Como patriota,eu sou contra um alinhamento incondicional aos EUA,no entanto,a postura do Governo Federal em relação à Venezuela é absolutamente correta,no papel de potência regional não podemos permitir o avanço do autoritarismo socialista na região,até porque afeta diretamente todos os países devido ao fluxo de imigração… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Caro Allan. O problema está no fato de permitir que o Secretário de Estado dos EUA exerça a política externa deles dentro do território brasileiro. Comentei com o Juarez o absurdo desta situação pensando que ao invés de Pompeo, fosse um Ministro francês se encontrando com refugiados venezuelanos em território brasileiro. Isso é um sinal de fraqueza diplomática. Seria diferente se o vice-presidente brasileiro fizesse este encontro, mostrando um comprometimento do governo brasileiro com a situação e sinalizando como o problema é prioritário. Os EUA poderiam levar alguns destes refugiados para um encontro com Pompeo NOS EUA. Este encontro sinaliza… Read more »

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Camargoer,Brasil e EUA têm interesses convergentes em relação à Venezuela. Tanto o Planalto quanto à Casa Branca querem a queda do Maduro,então não há nada demais na visita do Pompeo,ela acontece porque é preciso que as altas autoridades americanas vejam a situação de perto. O Brasil não abandonou os seus interesses,porque como eu já afirmei,eles são os mesmos dos americanos,a queda do regime socialista e a restauração da democracia na Venezuela.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Caro Allan. O problema nada tem a ver com os interesses convergentes ou divergentes das políticas externa do Brasil, dos EUA ou de outro país em relação á Venezuela. O problema é permitir que o Pompeo exerça a política externa dos EUA no território brasileiro. Isso não tem paralelo na história diplomática brasileira. Pompeio poderia fazer o seu encontro nos EUA. Imagine o Ernesto indo aos EUA para um encontro com imigrantes ilegais mexicanos. Pompeo não está indo se encontrar com cidadãos dos EUA refugiados no Brasil. Pompeo não estão indo conversar com as autoridades brasileiras em Brasilia.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Camargoer,o Pompeo não poderia fazer o encontro em Washington pois o problema é aqui,e não lá,é necessário ver a situação de perto. E não faria sentido o ministro brasileiro ir aos EUA conversar com imigrantes ilegais mexicanos pois o Brasil nada tem a ver com essa questão,que não nos afeta direta ou indiretamente. O Pompeo visitará o Brasil e os outros países da região porque,goste-se ou não,um Chefe de Estado dos EUA tem poder para exercer muita pressão diplomática. Essa ação não tem paralelo na história da nossa diplomacia porque o Brasil,erroneamente,sempre adotou uma postura de “isentão”,sempre ficando em cima… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Caro Allan. Por mais de cem anos, desde que o Barão do Rio Branco assumiu o Itamaraty, a diplomacia brasileira atuou de forma soberana e ativa na defesa dos interesses do país. Consolidou as fronteiras, participou da fundação da ONU e outros organismos internacionais como o BID. Promoveu as missões de paz e também se posicionou contrária a outras operações militares que tentaram aparecer como missões de paz, como a Guerra da Coréia e as duas guerras do Golfo. O país passou por regimes civis, militares, democráticos e não-democráticos, Organizou uma das mais importantes conferências internacionais, que foi a Eco92.… Read more »

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Camargoer,repetirei mais uma vez,se Brasil e EUA possuem interesses convergentes na questão venezuelana,então o Brasil não está abandonando a busca por seus interesses,está simplesmente aliando-se com uma outra nação que possue o mesmo interesse. Lutar sozinho quando você poderia lutar ao lado de um aliado é burrice. Não há nada que se elogiar na diplomacia brasileira,pois como eu já disse,ela sempre foi covarde e “isentona”. Como quando recusou-se a participar da Guerra do Golfo ao lado de praticamente de todo o mundo ocidental(inclusive a Argentina),conflito esse que foi aprovado pela ONU e nunca teve a intenção de ser uma operação… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Olá Allan. O Brasil já esteve ao lado dos EUA e também em posição contrária. Isso nada tem a ver com o fato do Secretário de Estado dos EUA vir ao Brasil para se encontrar com refugiados venezuelanos. ESTE É O PROBLEMA. Aliás, o Ernesto (nos convidou para um samba, ele mora no Brás) irá até Boa Vista para se encontrar com Pompeo. É uma inversão de valores. Era Pompeo quem deveria ir até Brasília para se encontrar com o ministro brasileiro. Pompeo jamais poderia fazer uma reunião EM TERRITÓRIO BRASILEIRO para exercer a política externa dos EUA. Foi preciso… Read more »

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Camargoer,pela milésima vez,Trump não transferiu seu escritório do Salão Oval para o Planalto. É uma mera visita entre altas autoridades,que perderia o sentido se não ocorresse no Brasil e nos demais países da região,onde o problema acontece. Meses atrás,o ex-presidente Temer foi ao Líbano conversar com autoridades locais sobre o problema da explosão,e isso não quer dizer que a soberania ou independência do Líbano foram violadas. Ele foi para mostrar à comunidade libanesa no Brasil que nós estavamos prestando assistência humanitária e solidariedade ao país afetado. É essencialmente o que o Pompeo está fazendo,mostrando à comunidade latina americana que o… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Caro Allan. O Secretário de Estado dos EUA vem ao Brasil para realizar uma reunião com refugiados venezuelanos, cumprindo uma agenda da política externa dos EUA DENTRO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO. Seria uma visita se o secretário fosse até Brasilia para ser recebido pelo presidente no Planalto ou pelo ministro brasileiro no Itamaraty. Ao contrário, o ministro brasileiro vai até Boa Vista para se encontrar com o Secretário dos EUA. O exemplo do ex-presidente brasileiro é muito bom, tanto que eu mencionei em algum comentário que faria sentido um ex-presidente ou ex-secretário dos EUA vir ao Brasil para fazer essa reunião.… Read more »

Xerem
Xerem
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Allan Lemos solidariedade nada os EUA querem o Petroleo da Venezuela acorde amigo !

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Quais seriam essa retaliações? e de quem?

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

Temos que nos envolver pois a situação na Venezuela afeta praticamente todos os países da América do Sul por conta do fluxo de refugiados, e uma coisa positiva é que o nosso governo fala em solução política negociada e não apoia nenhum tipo de ação militar!

Camargoer
Camargoer
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Caro Fábio. Concordo que a crise na Venezuela é um problema regional e que todos os países que fazem fronteira com a Venezuela têm interesse na normalização. Por isso é um ERRO abrir espaço para que os EUA exerçam a política externa deles a partir do território brasileiro. Isso prejudica a posição diplomática brasileira pois confunde os interesses brasileiros com os interesses dos EUA.

Pedro
Pedro
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

Estranho que quando era para conter o governo colombiano contra as FARC, todos os barbudinhos e vermelhinhos do Itamaraty eram altamente atuantes e nao deixavam a Colômbia em paz. Temos que usar agora a mesma moeda, ate pq nesse caso o que se faz na Venezuela hj, podem fazer em outro país amanha. Se seu vizinho começa a vender drogas, vc tem q agir no começo enquanto o restante da vizinhança não faz o mesmo. Depois, vc vira o errado! Sobre o Biden, ele nao vai ganhar e qualquer membro da Cupula do Partido Democrata sabe disso. O que eles… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  Pedro
2 meses atrás

Caro Pedro. O atual barbudinho no Itamaraty está misturando os interesses brasileiros com os interesses dos EUA. A pressão brasileira deveria ser legítima e claramente independente dos EUA.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

não é interesse brasileiro ter financiamento externo de partidos pela Venezuela.

Argentina com sua malas e maletas que chegaram de la…nós aqui…avião de filho de ditador africano com US$ 70 milhões nas malas em plena campanha presidencial brasileira…

Não, não interessa ao Brasil ter um vizinho ou vizinhos assim…

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Olá Carvalho. O Brasil pode defender os seus interesses por meio da diplomacia brasileira. O que está errado é permitir que os EUA exerçam a politica externa deles a partir do território brasileiro. Isso compromete a legitimidade do Brasil exercer a sua política externa.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

isto pode ser uma conjugação de interesses…normalmente eles se unem no que é comum e se desfazem quando deixa de ser comum

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Olá Carvalho. A coordenação de ações diplomáticas ocorrem nos encontros de alto nível, por exemplo com o secretário de Estado visitando o presidente em Brasília. Ou nos organismos internacionais, como ONU ou OEA. Um secretário de Estado dos EUA nunca poderia “ter encontros” com refugiados dentro do território brasileiro. O Itamaraty comprometeu a soberania diplomática brasileira. É a coisa mais estranha que já vi acontecer no Brasil em termos diplomáticos.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Quando se concorda e tem a mesma intenção não é não….

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Olá Carvalho. A coordenação de política externas é comum e é uma das razões para a existência da diplomacia (outra razão é evitar que uma disputa se torne um conflito armado). O problema nada tem a ver com os dois governos buscarem pontos em comum. O problema está no Secretário de Estado dos EUA vir exercer a política externa dos EUA dentro do território brasileiro. Nenhum país soberano pode aceitar que um alto membro de um governo estrangeiro cumpra agenda em seu território. Não faz sentido. Uma visita desta é para cumprir agenda conjunta. Há uma inversão da soberania.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

O Reino Unido,a URSS e os EUA também poderiam ter lutado a Segunda Guerra independentes uns dos outros,mas nesse caso a vitória teria vindo a um custo muito maior,ou até mesmo não vindo. Se você e seu vizinho têm o mesmo inimigo,lutar sozinho é simplesmente burrice.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Caro Allan. A Inglaterra,URSS, EUA, Brasil e outros países lutaram contra a Alemanha e Japão em resposta a uma agressão. Qual foi a agressão que da Venezuela contra o Brasil ou os EUA?

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Agressão nenhuma,mas o princípio é o mesmo,Reino Unido,URSS e EUA trabalharam juntos para poderem chegar a um objetivo comum mais facilmente. Da mesma forma,Brasil e EUA,as duas maiores potências do continente,estão trabalhando juntos,e com razão,para alcançarem um objetivo comum mais facilmente. Nem Brasil,nem os EUA devem trabalhar sozinhos nessa questão,como você propõe,pois se fizerem isso será ainda mais difícil derrubar Maduro.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Caro Allan. A Alemanha invadiu a Polônia. A Alemanha invadiu a URSS. O Japão atacou o Havai. A Alemanha declarou guerra aos EUA. A Alemanha afundou navios mercantes brasileiros. Foram atos de agressão. Essa foi a diferença entre o Brasil entrar na II Guerra e não enviar tropas para as duas guerras do golfo. O Iraque e o Brasil mantinham um amplo comércio, no qual o Iraque vendia petróleo ao Brasil (muitas vezes á credito sem incidência de juros) e o Brasil vendia produtos industrializados e alimentos processados. O problema que estou apontando é a insensatez do secretário de Estado… Read more »

Funcionário dos Correios
Funcionário dos Correios
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

Bom dia, Vovozão!

Espero que esteja tudo bem contigo, e com sua família.

Mas devo discordar do seu ponto de vista. O Brasil tem e deve se intrometer que buscar uma solução pacifica para resolver as questões venezuelanas, pois essa fuga de venezuelanos para o Brasil, acaba por prejudicar os estados que fazem fronteiras, pois os mesmos não tem capacidade orçamentaria para abrigar tanta gente assim.

Teropode
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

Devemos agir como Avestruzes é isso ?

IBIZ
IBIZ
Reply to  Teropode
2 meses atrás

Nem como Avestruzes e nem como Pinscher!

Camargoer
Camargoer
Reply to  Teropode
2 meses atrás

Caro Terapode. A diplomacia brasileira deve tomar as decisões que atendam aos interesses do Brasil. È um erro abrir o território brasileiro para que os EUA exerçam a diplomacia deles aqui. O problema nada tem a ver com a Venezuela, mas com a presença do secretário dos EUA exercendo a política externa dos EUA aqui.

Juarez
Juarez
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

O secretário de estado americano te incomoda tanto Camargoer…..
A presença de traficantes, de Deosdalo, narcotraficante que frequentava o Palácio do Planalto nunca te chamou a atencao.??Camargoer, a limoeza vai começar em breve…..

Camargoer
Camargoer
Reply to  Juarez
2 meses atrás

Caro Juarez. O secretário de estado não incomoda, e parece injusto compara-lo com criminosos. O que me incomoda é o governo brasileiro permitir que uma autoridade de outro governo (pense no absurdo da situação simplesmente trocando o secretário de estado dos EUA por um ministro francês indo se reunir com refugiados venezuelanos no Brasil próximo á fronteira da Guina). Sobre os criminosos, há anos tenho argumentado que a política de segurança brasileira baseada em duas polícias fracassou, e que é um erro insistir nela. Defendo a extinção da PM e que exista apenas uma polícia estadual civil que faça também… Read more »

IBIZ
IBIZ
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

O Brasil não consegue resolver seus problemas mais urgentes que são questões básicas de qualquer sociedade moderna como saneamento, educação, erradicação da pobreza, melhoria da qualidade dos serviços públicos etc e quer se meter nós problemas de países vizinhos só pq o atual ocupante da presidência quer fazer campanha eleitoral pro Trump demostrando total submissão aos EUA. O mais frustrante é que os militares, após assumirem boa parte do comando do governo, se mostraram “farinha do mesmo saco” dos políticos e juristas que tanto detestamos. É o fim de qualquer esperança de que o Brasil se tornasse um país sério… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

Olá Vovozão. Tenho comentado isso há desde o início de 2019. Os interesses do Brasil são diferentes dos interesses dos EUA. Permitir que o governo dos EUA faça a sua política externa a partir do território brasileiro é uma estupidez. A crise na Venezuela demanda eleições livres e gerais para restabelecer a soberania do povo venezuelano, mas essa eleição depende de um acordo entre a oposição e o governo da Venezuela. O que os EUA estão promovendo é muito diferente do que seria necessário para restabelecer a democracia na Venezuela. Além disso, esse alinhamento da política externa brasileira aos interesses… Read more »

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

A venezuela não procurou e não procura influenciar a politica interna dos paises vizinhos?

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Olá Carvalho. O problema é o Brasil abrir o seu território para que os EUA exerçam a política externa DELES. Mesmo que o Brasil e os EUA tenham interesses comuns em sobre um assunto, os EUA devem exercer a política externa a partir de Washington. A diplomacia brasileira sempre deixou claro que defendia os interesses brasileiros, mesmo quando esses interesses coincidiam com o de outros países (seja China, França, ou EUA). Isso sempre aconteceu assim como aconteceu dos interesses brasileiros serem contrários ao de outros países. A política externa brasileira era vista como independente e portante legítima ao defender os… Read more »

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

A diplomacia brasileira pode estar certa em desmontar influencias externas da Venezuela na politica interna do Brasil e de seus vizinhos…

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Mas o Brasil tem interesse que Maduro saia tambem e quando mais de um tem o mesmo interesse, existe uma confluencia de esforços…

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Olá Carvalho. A estabilidade da região demanda que a democracia seja restabelecida na região, portanto que sejam realizadas eleições. Os EUA tem interesse apenas na queda de Maduro, tanto que eles incentivaram o confronto entre oposição e governo. Ainda assim, é um ERRO permitir que os EUA exerçam a politica externa deles dentro do território brasileiro. Isso significa que o Brasil se alinhou aos interesses dos EUA, algo que é diferente de ter interesses convergentes.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

No ambito da questão venezuelana, sim esta alinhado sim….e concordo com eles…ja pedimos eleições…eles não querem…o proprio supremo de lá altera a leitura da constituição….valida o que não está na lei…o proprio congresso tem um espelho incosntitucional preenchido por outra assembleia que não existe na lei…. quer pedir eleições? já foi pedido! eles negam… armaram milicias que são mantidas em programas que dividem a sociedade…quem é da milicia ganha alguns beneficios…quem não é, é cidadão de 2a categoria e não ganha… pergunta ao governo maduro e o supremo de lá se eles concordam em voltar a regulação da constituição de… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Caro Carvalho. A única opção democrática é por meio de eleições gerais livres. Outros caminhos serão todos, decisão não-democráticas. A realização de eleições depende de um acordo entre a oposição e o governo. Se um dos lados boicotar as eleições, poderá até ampliar a crise. Outra condição é que os dois lados precisam aceitar os resultados, mas para isso deve haver um acordo que evite perseguições e expurgos pelo lado que vencer. Provavelmente, Maduro não aceitará que Guaidó seja candidato, assim como a oposição provavelmente não aceitará que Maduro tente uma reeleição. A viabilidade para que ocorram eleições resultará de… Read more »

José Carlos David
José Carlos David
Reply to  Vovozao
2 meses atrás

Na maioria das vezes neutralidade significa covardia. Fechar os olhos às atrocidades de Maduro não seria neutralidade e sim omissão.

OSEIAS
OSEIAS
2 meses atrás

Não vai acontecer nada, já se passaram quase dois anos de Maduro reeleito no poder. E não é agora que vai acontecer alguma coisa. Só quando realizarem novas eleições na Venezuela que veremos se o Maduro irá frauda-la novamente ou se de fato o vencedor, vença. Quem tem que se mexer são os venezuelanos, eles que vão para as ruas protestar cruzar os braços até resolver isso.

Pedro
Pedro
Reply to  OSEIAS
2 meses atrás

Quem ja fraudou e depois excluiu os ganhadores do pleito, vc tem duvidas que fara novamente? O que acontece na Venezuela é o que fizeram com sucesso agora na Argentina e estao tentanto fazer no Brasil: Dar mais poderes a uma suprema corte corrupta, que nao respeita constituiçao, blinda-la e com isso ela legitimar governantes bandidos e corruptos. E o povo que se f…!

Welington S.
Welington S.
Reply to  Pedro
2 meses atrás

Exato e temos que ficar de olhos bem abertos quanto a isso. Agradeço a Deus pelo povo brasileiro que de certa forma está muito atuante na questão política. Praticamente hoje não passa nada pelo povo. Que este povo acorde cada vez mais para o perigo que é este câncer maldito que deseja continuar assolando a AS inteira.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Pedro
2 meses atrás

correto…mudar a regra do jogo no meio do jogo….qual é o nome disto?

A Venezuela foi pouco a pouco corrompendo suas instituições de forma flagrante…alguem acredita no supremo Venezuelano?? Será apenas o Supremo Venezuelano que pode corromper…?

Welington S.
Welington S.
Reply to  OSEIAS
2 meses atrás

Mais o que exatamente você queria que acontecesse? Que Trump desse a ordem para meter o pé na Venezuela e retirar Maduro de lá? As coisas não acontece no momento em que nós desejamos. Tudo leva-se tempo; veja quanto tempo o PT tomou o poder por exemplo…

OSEIAS
OSEIAS
Reply to  Welington S.
2 meses atrás

Eu queria menos demagogia dos EUA, não fez nada e não fará nada, Trump é um troglodita com armas. Maduro é um facínora e terá seu lugar na história. Mas quem tem que resolver isso é o povo venezuelano, eles gostavam quando Chaves dava grana por voto, agora aguenta. Isso serve de lição para nós, pois o presidente está distribuindo grana para todos sem nenhuma fiscalização e a conta vai chegar. Mais uma vez retrocedemos com um governo populista sem culhões para fazer o que precisa fazer. As reformas previdenciárias só veio encima do povo, a casta no poder não… Read more »

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Welington S.
2 meses atrás

PT tomou o poder? PT foi eleito que eu saiba. Goste ou não se elegeram no voto.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Defensor da liberdade
2 meses atrás

Olá DF. Concordo. O PT venceu quatro eleições presidenciais seguidas e foi para o segundo turno na quinta eleição e reconheceu o resultado eleitoral quando perdeu.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Welington S.
2 meses atrás

Caro Wellignton. Trump e o governo dos EUA podem fazer o que quiser a partir de Washington. O Brasil não pode abrir seu território para o exercício da política externa dos EUA. Isso é um erro.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

É incrível não enxergar qual absurda é está situação, na diplomacia a forma é substância. Alguém em sã consciência imagina o contrário acontecendo em Ciudad Juarez por um ministro brasileiro esperando seu homólogo estadunidense? O correto era ele passar por Brasília, nem mais nem menos. Já foi uma afronta, no máximo era para ter ido algum sub-secretário .

Camargoer
Camargoer
Reply to  Thiago A.
2 meses atrás

Olá Thiago. Exato. A situação é tão surreal que nem é o caso de discutir seu impacto sobre a Venezuela, mas o impacto destrutivo que teve sobre a diplomacia brasileira.

Camargoer
Camargoer
Reply to  OSEIAS
2 meses atrás

Olá Oseias. Eu concordo que a solução para a crise na Venezuela passa necessariamente pela realização de eleições gerais livres. É uma condição fundamental para restabelecer a soberania popular. Para isso, a oposição e o governo precisam entrar em acordo.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

É tudo o que o Maduro quer para aumentar seu discurso de vítima e dizer que o Brasil faz parte de um plano para derrubá-lo.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Maduro está pobre! Ele está louco pra se aventurar em uma guerra – faz muito mais sentido a Colômbia atacá-los primeiro do que o Brasil já que em nossa constituição não é permitido uma Intervenção Militar em país estrangeiro. Aconteceria algo sim, se Maduro ordenasse um ataque militar contra o Brasil, aí meu amigo, o bicho ia pegar. Do contrário, é só mais um louco das ideia mentindo pra ganhar mídia. Deixa ele vir dar uma de doidão aqui…

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Welington S.
2 meses atrás

A Venezuela esta pobre, Maduro esta muito rico explorando a Venezuela. O petróleo já não garante a riqueza que ele precisa, mas vem explorando outra riqueza mineral venezuelana que são as minas de ouro, toneladas de ouro tem sido enviadas para o Oriente Médio, Rússia e China! E sem dúvida o Maduro como todo ditador que enfrenta problemas internos quer arrumar um inimigo externo para distrair a atenção da população, e concordo que se tem um país que pode começar uma guerra contra a Venezuela é a Colômbia, dificilmente o Brasil faria isso. Só vejo o Brasil entrando numa guerra… Read more »

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

No caso,Maduro poderia atacar o Brasil se o planalto abaixar a calcinha e nosso capitão em chefe aceitar americanos em solo brasileiro para atacar a Venezuela…

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
2 meses atrás

Não tem perigo, o governo não apoia a alternativa militar para derrubar o Maduro e para forças armadas de outros países entrarem no país precisam de autorização do congresso e o congresso também precisaria autorizar o país participar de uma guerra. O governo até poderia mudar de opinião e apoiar uma solução militar ( o que já seria difícil ), mas não conseguiria as autorizações do congresso para as tropas dos EUA e nem para a guerra, assim não existe a possibilidade de tropas americanas aqui para atacar a Venezuela.

Teropode
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Ele se inspira no César russo kkkkkkkkk

Camargoer
Camargoer
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Olá Fábio. Excelente avaliação. Essa postura do Ernesto (ele mora no Brás) de abrir o território brasileiro para que os EUA exerçam a politica externa DELES compromete ainda mais a posição do Brasil.

Pedro
Pedro
2 meses atrás

Trabalho de contençao. Foi o que realizaram com sucesso na Europa pos 45 e tem que fazer aqui com a Venezuela, evitando que o cancer do arquipelogo traga mais gente para sua gangue. Vamos ver como sera com a Argentina, pois o povo lá ja viu a M… que fizeram e ja começaram a pressionar o governo. Diferente da Venezuela que se armou para dificultar qualquer forma de retirada do poder da tirania reinante (inclusive cooptando ou infiltrando a cupula de FAs) na Argentina nao foi feito isso do modo certo e as FAs lá nao tem meios e nem… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
2 meses atrás

Agora vai!
kkkkk

sagaz
sagaz
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

A miséria daquele país é motivo de graça para você? Respire aliviado a liberdade enquanto gosta de arrotar opressão…

Mgtow
Mgtow
Reply to  sagaz
2 meses atrás

hahahaha deixa de ser cinico cara. Ate parece que vcs minions ligam para solidariedade. Esse teu discurso reverso não engana ninguem aqui não. Eu sei muito bem como vcs operam.
Se quer ajudar a Venezuela, tem que cobrar os ladrões anglo-americanos que roubaram o ouro e as divisas exterior desse pais.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
2 meses atrás

O fogo e fúria falhou!

Gabriel BR
Gabriel BR
2 meses atrás

Pela primeira vez em toda a minha vida estou tendo orgulho do Itamaraty !

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

normal, já viu mosca gostar de flores?

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Defensor da liberdade
2 meses atrás

mimimimimi kkkkkkkkkkkkk

Camargoer
Camargoer
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Caro Gabriel. Por quase um século, a diplomacia brasileira foi clara em defender os interesses do Brasil. Eventualmente coincidiam com os interesses dos EUA, Em outras era contrária. Isso nunca foi problema porque nos organismos internacionais era clara a ideia que o Brasil defendia os seus interesses. Por isso o Brasil foi um dos países que mais ocupou a cadeira rotativa no Conselho de Segurança. O Brasil representava os interesses dos países latino-americanos. O que o Ernesto (um barbudinho) está fazendo é comprometendo a posição diplomática do Brasil (outro exemplo foi o apoio dado a nomeação de norte-americano para a… Read more »

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Talvez a diplomacia de outrora seja eficiente nos dias de hoje….

antes era tudo diferente…

Agora um pais interfere abertamente na politica interna do outro…

manifestantes internacionais por causas ou falsas causas do outro lado do planeta.

eleições influenciadas por alianças internacionais

qual é a posição do Brasil as suas ameaças?

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Olá Carvalho. Creio que estamos falando de coisas diferentes. Os países usam da diplomacia para defender os seus interesses. Isso é legítimo e os organismos internacionais foram criados para este fim. Espionagem ou outros meios ilegais ocorrem. O que está errado é o Brasil abrir o seu território para que os EUA exerçam a política externa deles. Isso compromete a legitimidade do Brasil em defender os seus interesses.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Mas qual é o nome quando o interesse de duas partes convergem?

Alianças convergem por interesses e desmancham quando ou naquilo que deixam de convergir.

Não interessa uma Venezuela sem estabilidade democratica e que exporte corrupção, anti democracia, influencia nos assuntos internos dos vizinhos…sempre foi aberto e declarada a intenção de exportação da dita revolução bolivariana… malas de dinheiro pra lá e pra cá, Governos alterando freneticamente suas instituições e constituição para eternizar poder, procuradores assassinados, presidenciaveis que avião cai a rodo, corrupção a solta….joias e ouro pra la e pra ca…clubinho…

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Olá Carvalho. O problema é permitir que Pompeo venha exercer a política externa dos EUA dentro do Brasil. Isso jamais poderia ter sido permitido. Os EUA exercem a política externa a partir de Washington. Eles podem até pedir para o embaixador dos EUA ou um cônsul ir até Boa Vista para entrevistar os refugiados. Até mesmo um ex-presidente dos EUA poderia fazer uma visitta pessoal, um ex-secretário. NUNCA o Secretário de Estado. Ele poderia até visitar Brasilia, fazer um pronunciamento conjunto. etc.. mas NUNCA se reunir com os refugiados venezuelanos DENTRO DO BRASIL. Isso NUNCA aconteceu antes. Nunca poderia ter… Read more »

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

entenda…o relogio andou…os interesses são convergentes…ninguem quer uma Coreia do Norte na região do Equador….ele Maduro ou o finado Chaves, podiam fazer as bravatas que desejassem antes, mas se alinharam aos adversarios americanos que agora principia uma nova guerra fria com potencial de ser levada a cabo….e da parte dos demais países sulamericanos, eles não desejavam alguem influenciam as eleiçoes e politica interna de cada um, surgiu uma convergencia e os desejos de acabar com isto cresceu…. Simplesmente cresceu!! e o que antes eram trocas de palavrões começam a transformar-se em sopapos…então, se estava latindo…vai ter de morder, pois parece… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Caro Carvalho. Um colega comentou que em diplomacia, a mensagem é a forma. Ele tem razão. A mensagem de Pompeo nada tem a ver com a condição dos refugiados venezuelanos no Brasil (que aliás é um problema doméstico do Brasil) mas que a politica externa do Brasil está amarrada á política externa dos EUA. Nunca houve um fato tão absurdo como o de um secretário de estado dos EUA exercer a política externa do país deles em território brasileiro. Aliás, o Trump e o Bolsonaro ganharam o prêmio ignóbil de 2020.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Não vejo isto não…apenas vejo um …chega!!!

acabou….

se não há negociação..havera ação..é o que restou…é o que sobrou…

chegou…deveriam ter acreditado…inclusive podem acreditar amanha cedo se quiser…ainda dá tempo…

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Caro Carvalho. Creio que os EUA tem nem legitimidade nem soberania para vetar um presidente na Venezuela (ou Argentina, Brasil, Chile…). Já comentei que a única solução democrática que restabeleceria a soberania popular seriam eleições livres, nas quais os partidos de oposição e também do governo poderiam participar. A exclusão de um dos grupos já viola o princípio fundamental da democracia. Para isso ocorrer, é preciso que tanto a oposição quando o governo sentem á mesa e negociem. Nada diferente disso seria aceitável.

Mgtow
Mgtow
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

kkkkkkk….piada né….o Capacho Beato Salú nem discursar sabe. Eu passei vergonha alheia vendo esse sujeito tentado responder uma pergunta daquele deputado Randolph Rodrigues. Olha o nivel do debiloide que cuida dos nossos assuntos estrangeiros

_RR_
_RR_
2 meses atrás

Amigos… Eu não tomaria esse movimento por mero jogo de cena… Vitórias diplomáticas estão entre as coisas que o senhor Trump mais deseja neste momento, tal como o acordo Emirados-Israel, que foi uma tacada de mestre e cujo sucesso certamente lhe inspira a buscar algo similar aqui na América Latina. Por décadas, sucessivos governos americanos negligenciaram os países mais ao sul da América, o que abriu brecha para uma lenta penetração de Rússia e China, ansiosos por novos mercados e por cercear a influência americana de todas as formas possíveis. E Trump, talvez mais que qualquer outro governante dos EUA… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

O Brasil fazendo a Operação Amazônia, os EUA e a Colômbia anunciaram para esse fim de mês um exercício militar em conjunto para treinar ações contra narcotraficantes na Colômbia, e durante tudo isso o Pompeo circulando na região é para deixar o Maduro de cabelo em pé!

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

e todo mundo sabe o que exercicios militares por vezes representam….

Paulo
Paulo
2 meses atrás

Chamaram o Guidó pra dividir a vergonha ou o encontro é só entre os dois?
Difícil entender porque os americanos insistem nesse cara para derrubar o Maduro. Por mim, mandava de volta pra sarjeta onde encontraram

Francisco Lúcio Sátiro Maia Pinheiro
Francisco Lúcio Sátiro Maia Pinheiro
2 meses atrás

Venezuela tem que virar República Dominicana e ficar sob a tutela americana.

Wellington Góes
Wellington Góes
2 meses atrás

Saímos de governos irresponsáveis, por causa da “cumpanheirada de esquerda”, fechando os olhos para absurdos… Agora temos um governo igualmente irresponsável, puxa saco ideológico e maniqueísta… Gente estúpida nas duas extremidades político-ideológicas…

M65
M65
2 meses atrás

Quem tiver aí em Boa Vista conta para nós depois qual foi o aparato terrestre e aéreo que os EUA trouxeram. Em 2018 o Vice estadunidense esteve em Manaus pouco tempo e trouxeram 06 Blackhawk.

Talisson Goet
Talisson Goet
2 meses atrás

Não gostei. Deixem-nos fora disso. Ao nos intrometermos na politica venezuelana estamos autorizando o Macron e sua turma a se intrometer na nossa e ditar o nosso destino e o melhor uso de nosso território.

Last edited 2 meses atrás by Talisson Goet
Tiago
Tiago
2 meses atrás

Sinceramente temos que ser atuantes, é o nosso papel como maior potência Sul Americana. Ainda sim compartilho o nó no estomago que tenho sempre que vejo esse Ernesto Araújo, acho que sua capacidade de decisão é muito afetada por teorias de conspiração que ele acredita fielmente, e por isso ele é inadequado ao cargo. Assim como nosso presidente fez em alguns ministérios, ele deveria por alguém da caserna no Itamarati, retirar toda essa turma do Olavista.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Tiago
2 meses atrás

Compartilho do mesmo entendimento.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Tiago
2 meses atrás

Olá Tiago. Eu temo que o Ernesto tente apenas se mostrar mais católico que o Papa. Muitas vezes eu imagino que ele não acredita de fato nas ideias olavistas, mas que elas serviram para ele ascender rapidamente ao posto máximo no Itamaraty. O Itamaraty tem excelentes diplomatas de carreira, com experiência de anos servindo em embaixadas importantes. Ao menos como hipótese, talvez, pelo caminho natural ele nunca chegaria a uma embaixada importante, muito menos ao cargo de ministro. Estou muito curioso sobre como será a carreira dele após deixar o ministério.

Andrade
Andrade
2 meses atrás

Desculpa a ignorância falo apenas um leitor aqui, mas não é arriascado um encontro tao perto do territorio inimigo?

Camargoer
Camargoer
Reply to  Andrade
2 meses atrás

Olá Andrade. Não há perigo algum. A Venezuela não vai agir de modo agressivo contra um alto funcionário do governo dos EUA em território brasileiro. O problema é que ao abrir o território brasileiro para que os EUA exerçam a política externa DELES, compromete a legitimidade de qualquer ação brasileira em torno dos seus interesses. O estrago diplomático é sobre a legitimidade da política externa brasileira, que fica com a imagem que é incondicionalmente alinhada aos interesses dos EUA. Uma estupidez digna de um prêmio Ignobel.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Olá Colegas. O resultado do Ignobel 2020 saiu agora há pouco. Trump e Bolsonaro ganharam pela política ambiental.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

Não acho e não vejo motivo para achar….

São desejos que confluem na mesma direção quando se trata de Venezuela….

Se desejos confluem, alianças se formam.

Se é desejo brasileiro e americano….então esta tudo certo…e ainda tem a Colombia……

Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Caro Carvalho. O problema é a visitar do Secretário de Estado dos EUA ao território brasileiro, sem passar por Brasília e levado o ministro brasileiro a se deslocar milhares de quilômetros para atender a agende da política externa dos EUA. Pompeo um dia vai deixar o governo, mas a diplomacia brasileira vai ser cobrada por se sujeitar ao governo dos EUA.

carvalho2008
carvalho2008
2 meses atrás
Camargoer
Camargoer
Reply to  carvalho2008
2 meses atrás

Olá Carvalho. Que legal. Que impressionante

Nico 88
2 meses atrás

O Brasil entrando de bucha nessa história. Arrumando confusão e criando uma antipatia no povo Venezuelando a troco de nada. Só pro Trump tentar se reeleger e do olhão que os americanos tem sobre o petróleo da Venezuela. Aliás essa é a questão. O resto é ideologia barata que não cabe em relações internacionais e nem em política de Estado. Falta pragmatismo. O que o Brasil tem a ganhar com essa pressão sobre a Venezuela? Aliás temos é o que perder isso sim.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Nico 88
2 meses atrás

Olá Nico (above the law). Exato. Desde o início de 2019 tento explicar isso, sem sucesso. Você conseguiu ser muito mais claro do que eu. Perfeito.

Andrenson
Andrenson
Reply to  Nico 88
2 meses atrás

Talvez haja algum acordo off topic entre as partes onde as migalhas ficariam para latinos enquanto que o grosso da maior reserva petrolífera do mundo ficaria com a Chevron e Exxon Mobil, pq os Estados Unidos estão amargando prejuízo há tempos desde Chávez tentando derrubar patrocinando a oposição. Os EUA não estão acostumados a perder, na Síria o prejuízo foi tamanho que já nem inventam desculpas para roubar petróleo, simplesmente anexaram parte do território e instalaram as sondas e roubam na cara de madeira. simples assim, pirataria imperial.

Xerem
Xerem
Reply to  Andrenson
2 meses atrás

Andrenson eu concordo e para o Brasil do BOZO sera o que esta dentro da privada usada pelos americanos que vai sobrar !

André Luís
André Luís
2 meses atrás

Dia muito triste para a ala da “prudência e sofisticação”. Botafogo rasgou a calcinha de raiva. Seria interessante nossos ilustríssimos togados chamarem o sr. Pompeo para “dar explicações nem que seja sob vara” sobre o porquê da visita dele ao território da família Rothschild. Será que nossos togados teriam a ousadia?

Camargoer
Camargoer
Reply to  André Luís
2 meses atrás

Olá André. Eu não entendi o comentário.

Xerem
Xerem
Reply to  André Luís
2 meses atrás

Andre Luiz como assim terra dos Rothschild?

Mgtow
Mgtow
2 meses atrás

Os lacaios ficam tudo abanando o rabinho quando vem um ameircano passar mão na cabeça dos cachorrinhos.

Camargoer
Camargoer
2 meses atrás

Olá Colegas. SEIS ex-chanceleres assinaram uma nota de repúdio a visita de Pompeo, além de outros embaixadores que ocuparam altos cargos no governo brasileiro. Eles chefiaram o Itamaraty nos governos Collor, Itamar, FHC, Lula e Temer. Eles apontam os mesmos pontos levantados por mim.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
2 meses atrás

Quando eu vejo quem critica…

De corruptos a amigos de corruptos…

De vendidos a regimes totalitários a adoradores daqueles que se serviram muito do país, ao invés de serví-lo..

Que mais estamos no caminho certo..

Camargoer
Camargoer
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
2 meses atrás

Caro Rodrigo. Há um livro do Machado de Assis no qual um médico chama a todos de loucos até se dar conta que todos estão internados, menos ele. Então, ele percebe a situação, libera todos do hospício onde estavam confinados e se tranca lá dentro. Quanto mais velho fico, mais gosto deste livro.

DaGuerra
DaGuerra
2 meses atrás

fhc lula e dilma ajudaram a ditadura bolivariana dominar a Venezuela. É obrigação do Brasil agora livrar nossos amigos da tirania socialista de maduro e sua quadrilha de narco-terroristas.

Camargoer
Camargoer
Reply to  DaGuerra
2 meses atrás

Caro DaGuerra. Essa crítica não se aplicam a Collor, Itamar e Temer, ainda assim ex-chanceleres desses três governos assinaram a nota. Os chanceleres de Sarney, Figueiredo e Geisel estão mortos.