sábado, fevereiro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Contrato bilionário para os tanques M1A2 SEPv3 nos EUA

Destaques

Uma Força Terrestre à altura dos desafios atuais

General de Exército José Luiz Dias Freitas A dinâmica das relações internacionais e das interações sociais, neste primeiro quartil do...

Tropa paraquedista retorna ao Brasil após exercício nos EUA

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 22 de fevereiro, foi realizada no Campo do 26º Batalhão de Infantaria...

Rússia e Arábia Saudita assinam acordo para implantação de fábrica de fuzis Kalashnikov

A Rússia assinou um acordo com a Arábia Saudita para implementar a primeira fase de produção conjunta de fuzis...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Departamento de Defesa dos EUA anunciou um contrato no valor de US$ 4,6 bilhões (R$ 23,4 bilhões) com a General Dynamics Land Systems para realizar uma ampla modernização dos tanques Abrams M1A2 SEPv3.

A modernização dos tanques envolverá os sistemas de comunicações, confiabilidade, eficiência do combustível, atualização da blindagem e sustentação, segundo o portal Defense World.

Além destas modernizações, anteriormente o Exército norte-americano já havia anunciado um acordo com a Honeywell para o fornecimento dos motores AGT1500, para elevar a potência dos Abrams.

O motor AGT1500 desenvolve uma potência de 1.500 cavalos. Além disso, o tanque contará com um canhão M256 de alma lisa de 120 milímetros, que pode disparar munição avançada de energia cinética M829E4 AKE.

O equipamento radioelétrico do tanque foi modificado para o uso do projétil XM1147 AMP com detonador programável.

A nova versão apresentará uma eletrônica aprimorada do controle de disparo, ou seja, o SEPv3 poderá disparar com mais rapidez e maior precisão. Além disso, o motor, o trem de força e as lagartas também serão aperfeiçoados e serão capazes de suportar um maior peso.

O SEPv3 é a terceira modificação do M1A2 e foi apresentado pela primeira vez em 2015. A modernização em massa do tanque está planejada para o início da década de 2020.

O M1 Abrams é o principal carro de combate dos EUA e está em serviço de vários países do mundo. Sua produção em série foi lançada em 1980, enquanto sua versão mais moderna, M1A2, entrou em serviço em 1992.

FONTE: Sputnik News

- Advertisement -

69 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
69 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

São excelentes tanques, e ao modernizá-los garante que estejam prontos para continuar a desempenhar o seu papel como o principal meio das forças blindadas americanas!

Victor Filipe
Victor Filipe
2 meses atrás

Veiculos como Leopard 2, Challenger II, T-72 e Abrams (dentre alguns outros) são veículos que se provaram extremamente adaptáveis mas que estão chegando no limite do seu projeto.

O Reino Unido está planejando deixar de usar MBTs por completo e o T-72/T-90 eram pra serem substituídos por completo pelo T-14, algo que aparentemente não vai acontecer mais, já o Abrams como o Leopard se mantem ainda com atualizações pontuais mas até o final da década de 20 eu imagino ver substituto para os dois sendo anunciados.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Uma nova versão do Leopard esta sendo desenvolvida, e quanto aos americanos eles já estão com projetos de tanques em desenvolvimento, mas essa fase de desenvolvimento dos projetos e escolha de qual projeto vai seguir em frente leva tempo, pois primeiro vão desenvolver os protótipos que depois vão ser avaliados e testados para depois definir qual o vencedor, nesse meio tempo os Abrams tem que ser modernizado para dar conta do serviço!

Pedro
Pedro
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

A última guerra deixou bem claro que os tanque serão usados nos próximos anos como bens de ocupação permanente e manutenção de forças, pois como forma de ataque, até que se integrem melhores sistemas antiaéreos, estão como alvos fáceis aos drones.

Para nosso teatro da AL, ainda é uma boa.

Bardini
Bardini
Reply to  Pedro
2 meses atrás

Em se tratando de ataque, não existe meio mais poderoso para apoiar o avanço da infantaria sobre o terreno que se deseja obter, do que o bom e velho MBT. E o que ocupa o terreno e faz de fato o trabalho sujo, é infantaria. Não existe substituto pra isso. . É muito complicado parar o avanço de uma formação blindada… . No último conflito, o Azerbaijão comprometeu a defesa aérea da Armênia. Depois, passou a comprometer os meios blindados. Quando a força blindada da Armênia (que estava sendo usada defensivamente no terreno) foi comprometida, a força blindada do Azerbaijão… Read more »

Agnelo
Agnelo
Reply to  Bardini
2 meses atrás

exatamente

Paulo Sollo
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Concordo com o que diz , porém o grande avanço dos MTB azeris só foi possível porque os armênios não possuem drones de ataque. Foram os drones azeris que limparam o terreno para seus MTB avançarem praticamente impunes. Se os armênios tivessem uma F. Aérea equivalente, mesmo com inferioridade em blindados e artilharia, os blindados e artilharia azeris também sofreriam pesadas baixas e seu avanço seria travado. Portanto creio que este conflito demonstrou claramente que em se tratando de sobrevivencia e eficácia em combates entre forças com capacidades aéreas equivalentes, os MTB a partir de agora vão precisar imprescindivelmente de… Read more »

Pedro
Pedro
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Obrigado pela resposta.

ScudB
ScudB
Reply to  Pedro
2 meses atrás

Amigo Pedro! Como de costume , Você esta equivocadamente errado e muuuuito! Esta errado em todos os aspectos (como maioria dos “generais de sofá” fazem). Um tanque (nem todo blindado é , por sinal) alem das outras coisas (creio que os colegas vão dar uma boa surra sobre o tema) é um “Dispositivo de Apocalipse!” pois é um troço dos mais preparados para enfrentar o impacto de onda de choque e contaminação. Infantaria , ATGM , blindados de alumínio e carrinhos de brinquedo tipo Hammer , JLTV , Stryker, BMP e outros do naipe – nao é páreo para um… Read more »

Agnelo
Agnelo
Reply to  ScudB
2 meses atrás

Concordo

Pedro
Pedro
Reply to  ScudB
2 meses atrás

Calma Monalisa. Fiz uma conjectura minha e o amigo Bardini já respondeu com muita educação. Peço o mesmo a colega de fórum. Ademais, sobre o termo “general de sofá” até que Vossa Meninice confirmar ser do Generalato que compra e produz
cloroquina superfaturada, compra 35 mil litros de vinhos, tem aumento de soldo em plena pandemia e exclusão do regime de previdência, somos sim, generais de sofá.
Abraça Grande Amiga.

ScudB
ScudB
Reply to  Pedro
2 meses atrás

Ta fumando?

nonato
nonato
Reply to  Pedro
2 meses atrás

Falou em cloroquina deve ser um seguidor de Maduro. Apesar de que em outros países se usa cloroquina sem polêmica. Aqui é que a turma de Maduro chia. Preferem o novo tratamento argentino à base de cavalo, ou ozônio. O “general de sofá cubano” se pega covid fica em casa esperando a morte chegar, já que não existe nenhum tratamento comprovado contra a covid, para que ir a um médico ou hospital? Respiradores não curam covid e muitos dos que usam morre. Isso para o adorador de Fidel é um sinal de que respiradores podem matar… Igual à cloroquina, um… Read more »

Pedro
Pedro
Reply to  nonato
1 mês atrás

Pelo visto, temos uma outra menina assanhada e mal-educada, pelo visto curte uma banheira quente com os amigos, não, é?! E não mude de assunto como corruptos o fazem, fale do superfaturamento, das 35 mil garrafas de vinho, do aumento do soldo em plena pandemia e claro, da exclusão da reforma da previdência.

ScudB
ScudB
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Amigo Victor! Substituição só pode ser justificada por algo grave , severo..Os T-72BM3, T-80BM e T-90M são qq coisa menos equipamento obsoleto ou ineficiente para ser substituído assim , as pressas..Lembrando que , antes de substituir , a Russia ainda conta com T-62M e varias modificações de T-72s nos armazéns (algumas centenas ja foram desconservadas e enviadas para Síria). Armata é para ooooutras coisas (diria ate para ooooutros tempos). Não estão com pressa , não estão preocupados pois sabem que , caso precisar , em qq momento podem colocar canhão de 152mm e robotizar o troço. Um grande problema aqui… Read more »

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  ScudB
2 meses atrás

Eu acho que você ta um pouco empolgado de mais… o Armata foi sim planejado para substituir os veículos da família T-72 começando pelos mais antigos e sim ele iria operar por muito tempo com T-90, em nenhum momento eu disse que a substituição se daria as pressas. Dito isso, essa substituição não vai mais acontecer porque o Armata é muito caro, já sobre o Armata… e Lá vamos nós… O Armata pode ser considerado o MBT mais moderno do mundo, ainda assim ser o mais moderno não torna ele ser indestrutível. “Pior ainda que USAF nem pode contar com… Read more »

ScudB
ScudB
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Amigo Victor! Acho muito superficiais essas suas “justificativas”.. Mas a situação na muda : USAF (United States Armed Foces jaque estamos falando sobre todas as forças) não tem canhões modernos (esta buscando na Europa) pois perderam a competência há muito tempo, não tem canos de tanque MODERNOS , não tem blindagem adequada para mercado (pois se é cara – é proibitiva para uso real no campo de batalha), e continua sem PLATAFORMA!! E o que pior nesta situação? Vai continuar assim por muito tempo. Qual é o inimigo “virtualmente” mais perigoso para US Army? A Rússia. Onde ia acontecer esta… Read more »

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  ScudB
2 meses atrás

Primeiro eu quero corrigir algo no seu texto que é coisa boba mas ainda assim é um erro. USAF não é sigla para “United States Armed Foces” USAF é a Sigla oficial da “United States Air Force“ O uso da sigla para se referir a qualquer outro braço armado das forças militares americanas é incorreto. Dito isso, eu queria fontes suas onde mostram que a blindagem do Abrams é tão cara a ponto de ser proibitiva, afinal eles continuam sendo usados na casa dos milhares. A blindagem padrão dele é um DU (Depleted Uranium e foi melhorada bastante nos últimos… Read more »

ScudB
ScudB
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Amigo Victor Filipe! Este “mingau” das informações gerais na te deixa ver coisas óbvias de forma objetiva. Como : uma plataforma dos anos 60s já se esgotou; blindagem DU esta protegendo somente a projeção frontal; Quik Kill é proibitivamente cara; no momento os fabricantes americanos não tem competência para fornecer um canhão de tanque moderno e nem um canhão de obus acima de 52 cal para salvar o Paladino do obsolescência. Logo estão procurando ajuda lá fora (e tem material sobre isso aqui(!) no blog). as imagens dos tanques russos e ucranianos na lama só comprovam que eles estão se… Read more »

Last edited 2 meses atrás by ScudB
Tomcat4,2
2 meses atrás

Nós pensando em modernizar minimamente o Leo 1A5 BR pra segurar o piano mais um pouco e os caras já modernizando M1A2 Sepv3 ,realidades absurdamente diferentes para países com objetivos, necessidades e prioridades diferentes!!! 😉

Junior
Junior
Reply to  Tomcat4,2
2 meses atrás

Pois é, mas você viu o valorzinho da modernização, 23,4 bilhões de reais, ai fica muito difícil acompanhar

MMerlin
MMerlin
Reply to  Junior
2 meses atrás

Será uma grande atualização em.jma grande quantidade de blindados.

Last edited 2 meses atrás by MMerlin
Xerem
Xerem
Reply to  Tomcat4,2
2 meses atrás

Tomcat4,2 olha vao modernizar 126 1A5-BR o resto tambem sera usado , mais vem novidade ai e talvez pode ate rolar um Leo 2……

joão Fernando
joão Fernando
2 meses atrás

Um desses sem tantos opcionais, nem pintura metálica, na versão 1.0 seria excelente para o Brasil.

Kommander
Kommander
Reply to  joão Fernando
2 meses atrás

Pode vir na cor branca mesmo com para-choque preto.

Samuel Castro
Samuel Castro
Reply to  joão Fernando
2 meses atrás

Podia vir até rosa com bolinhas de arco-íris que eu ficava feliz.

Paulo Sollo
Reply to  joão Fernando
2 meses atrás

É impressionante como isso não para nunca…PQP!!!
“Um desses sem tantos opcionais, nem pintura metálica, na versão 1.0 seria excelente para o Brasil”
De acordo com a mentalidade de tipos como você a FAB deveria descartar o Gripen E e comprar F-16 Block 15 da Amarg, a MB desistir das Tamandaré e adquirir fragatas OHP da década de 70. E se viessem um monte de Humvees da guerra do Iraque soltando pedaços vocês teriam org@smos.

Vira Iatismo e síndrome de pobreza e pequenez incuráveis…

Last edited 2 meses atrás by Paulo Sollo
joão Fernando
joão Fernando
Reply to  Paulo Sollo
2 meses atrás

Amigo no que o Gripen NG é melhor que um F16 do deserto hein? Há já sei, não rola pixuleco não é mesmo?

MMerlin
MMerlin
Reply to  joão Fernando
2 meses atrás

A diferença entre um Gripen E (com o primeiro entregue em 2020) e um F-16 Block 15 (que deve ter mais 20 anos) a nível de projeto e tecnologia embarcada é enorme.

Last edited 2 meses atrás by MMerlin
João Fernando
João Fernando
Reply to  MMerlin
1 mês atrás

Sim, enorme. Mas o mesmo não se aplica ao blindado da matéria? Afinal é um tanque velho…de 20 anos…

Xerem
Xerem
Reply to  joão Fernando
2 meses atrás

Ta fumando o que hein ? Comparar um caça 4++ atual e mais NOVO com essa sucata encostada? Ah va !

João Fernando
João Fernando
Reply to  Xerem
1 mês atrás

Sim. F15, F16, tudo sucata que não vale nada.

Xerem
Xerem
Reply to  Paulo Sollo
2 meses atrás

Paulo Sollo Exatamente !

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  joão Fernando
2 meses atrás

1.0 com orbitais no lugar das lagartas

Last edited 2 meses atrás by Carlos Campos
Luiz Trindade
Luiz Trindade
2 meses atrás

Por favor… Expliquem a esse pobre ignorante porque a necessidade de se atualizar infantaria mecanizada (tanques) num mundo que caminha para armamentos remotamente guiados? Para que esse contrato senão para a indústria ganhar dinheiro?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Luiz Trindade
2 meses atrás

Luiz, não existe (e nunca vai) arma suprema e definitiva. apesar das armas guiadas remotamente existirem e estarem ai, elas não tornam MBTs inúteis por tabela porque hoje em qualquer exercito que preze ter o minimo de capacidade para atuar em um conflito blindado moderno atual terá meios de combater essas armas guiadas, por exemplo, exercito americano e russo já tem veículos especializados em realizar interferência na arma favorita da galera agora, os drones, tirando que os próprios blindados tem seus próprios sistemas de defesa. O resultado que os drones tiveram no conflito Azerbaijão x Armenia em que a maioria… Read more »

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Obrigado pela resposta Victor Filipe.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Luiz Trindade
2 meses atrás

Pergunta rotineira de quem acompanha “Hoje No Mundo Militar”. Canal que ja foi bom no começo mas hoje não passa de “TV Fama” da área militar.

Last edited 2 meses atrás by Vinicius Momesso
MMerlin
MMerlin
Reply to  Vinicius Momesso
2 meses atrás

Não é bem assim. É um dos canais do segmento militar com grande (se não maior) números de inscritos. Se presta a trazer o público mais leigo para perto, mas também traz boas informações para o público que conhece. O Marcelo se esforça em fazer vídeos mais produzidos, e isto ajuda a atrair. Veja o público que comenta os vídeos. Boa parte são pessoas que estão conhecendo o “mundo militar” agora. Quanto mais pessoas melhor. As FA agradecem o aumento de interesse por parte dos cidadãos. Referente aos erros que o canal já cometeu, sinceramente, todos os outros editores dos… Read more »

Last edited 2 meses atrás by MMerlin
Bardini
Bardini
Reply to  Luiz Trindade
2 meses atrás

Existe substituto para a infantaria?

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Por enquanto não, mas do jeito que as coisas vão mais cedo ou mais tarde teremos robôs infantes!

Manuel Souza
Manuel Souza
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Robôs como infantaria eu acho que vai demorar muito ainda. Agora robôs como auxiliares de infantaria acho que será realidade em muito pouco tempo. Os robôs irão carregar munição e equipamentos, como scouts para observar e evadir de forma mais rápida controlados remotamente, para fazerem trabalhos de campo como cavar trincheiras e por aí vai.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Luiz Trindade
2 meses atrás

Porque na guerra terrestre, a influência do terreno, do clima, da população é extremamente relevante. Só o homem no local pode discernir as reais possibilidades para a melhor tomada de decisão.
Meios remotamente pilotados não podem fazer isso, não tem essa capacidade, e ainda podem sofrer influência de outros meios, deste clima, deste terreno, da Guerra Eletrônica, da Guerra Cibernética e por ai vai.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Agnelo
2 meses atrás

Obrigado pela resposta Agnelo.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Luiz Trindade
2 meses atrás

👍🏽

Helio Silva
Helio Silva
Reply to  Luiz Trindade
2 meses atrás

Boa noite! Fora o que os colegas mencionaram ao acho que os drones também tem suas limitações em relação aos MBTs. Vale lembrar que se está falando muito no cenário Romênia x Azerbaijão. Área de conflito relativamente pequena, bem diferente, por exemplo, de uma segunda grande guerra. É maior a estrutura empregada pra encontrar e abater um drone (defesa antiaérea, radares, guerra eletrônica, laser, etc) que um mbt. A distância percorrida por drones é bem menor que a de um MBT, o qual exigiria o drone decolar de uma região relativamente próxima ao conflito. Além da cobertura e da quantidade… Read more »

willhorv
willhorv
2 meses atrás

A pergunta é…vai vir algo? Será o 1A2 Blk 1…2…pois 3 nem pensar….ou será o 1A1 mesmo….ou nem isso.

Junior
Junior
Reply to  willhorv
2 meses atrás

Nem isso

Tomcat4,2
Reply to  willhorv
2 meses atrás

O EB, ao que parece, vai modernizar(dar um tapa pra segurar mais um pouquinho) os Leo 1A5 por hora, assim como o fará com 201 dos 409 Cascavéis(estranho não ter saído matéria aqui ainda sobre isso).

joão Fernando
joão Fernando
Reply to  Tomcat4,2
2 meses atrás

Vc quer dizer torrar grana com pau veio mas tá com vergonha, é isso?

sergio ribamar ferreira
Reply to  joão Fernando
2 meses atrás

Modernizar 201 cascavéis? Sessenta até vai(reconhecimento), mas para que tudo isso? Não é mais fácil pegar o dinheiro da modernização e equipar gradativamente e aos poucos com algo bem mais moderno às unidades de 1ª linha? Adquirir 24 centauro II, depois mais 12 e assim por diante. Mas é muito caro! munição cara!. adquira centauro I munição de 105mm( citando exemplos)MBT busque os leves de 35 a quarenta toneladas. caso não tenha para canhão de 120mm continue com 105mm.modrnizr viaturas de combate de 40anos de idade é jogar dinheiro fora. Guarani com mísseis Kornets seria aconselhável como experimentação.(algumas unidades- hipótese)… Read more »

Tomcat4,2
Reply to  sergio ribamar ferreira
2 meses atrás

Não é o melhor dos mundos Sergio e quem melhor sabe disso é o EB o qual trabalha com planejamento A,B,C…, se não deu o A, vai de B e se não deu o B ,vai de C e nisso a qualidade vai diminuindo mais ao menos se mantém a operacionalidade com o que se tem da melhor forma possível. Também temos que olhar pro nosso TO (sei q não é desculpa pra não ter melhores equipamentos é claro), no qual o Cascavel “ainda” dá um caldo, assim como o Leo 1A5 e seguram o piano mais um pouquinho. É… Read more »

joão Fernando
joão Fernando
Reply to  Tomcat4,2
2 meses atrás

Leo 1 só mantendo na base do canibalismo. Cascavel seria ótimo pro Vietnã.

Juarez
Juarez
Reply to  sergio ribamar ferreira
1 mês atrás

Eu, não apostaria um centavo sequer nesta atualização.
Isto e só um balão de ensaio……

Xerem
Xerem
Reply to  willhorv
2 meses atrás

Vai vir sim pode ate ser um Leo 2….

ScudB
ScudB
2 meses atrás

Engraçado que ninguém reclamou da fonte!…

Wilson França
Wilson França
Reply to  ScudB
2 meses atrás

Kkkk.
Porque o problema não é a fonte.
A fonte é só o bode expiatório quando alguém não gosta do que leu.

pampapoker
pampapoker
Reply to  ScudB
2 meses atrás

Eu ia falar a mesma coisa. Pau que dá em Chico, neste caso não dá em Francisco kkkk
.

MMerlin
MMerlin
Reply to  ScudB
2 meses atrás

Essa atualização já estava prevista desde 2018 e foi divulgado em vários sites especializados americanos. Mesmo a notícia vindo de uma fonte duvidosa, ela procede.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  ScudB
2 meses atrás

A fonte é ruim mesmo, mas isso é um programa antigo, ja foi falado sobre ele aqui no site outras vezes. basicamente é so uma atualização no programa.

Antunes 1980
Antunes 1980
2 meses atrás

Operadores

Estados Unidos (~8.800 unidades de M1 Abrams, M1A1, M1A2)
Egito (1005 unidades de M1A1)
Arábia Saudita (373 unidades de M1 Abrams)
Kuwait (218 unidades de M1A2)
Iraque (140 unidades de M1A1)
Austrália (59 unidades de M1A1)

MMerlin
MMerlin
Reply to  Antunes 1980
2 meses atrás

A previsão inicial era atualizar 786 M1A2 pertencentes aos EUA, Arábia e Kuwait.

Juarez
Juarez
Reply to  Antunes 1980
1 mês atrás

Operadores

Estados Unidos (~8.800 unidades de M1 Abrams, M1A1, M1A2)
Egito (1005 unidades de M1A1)
Arábia Saudita (373 unidades de M1 Abrams)
Kuwait (218 unidades de M1A2)
Iraque (140 unidades de M1A1)
Austrália (59 unidades de M1A1)
Em breve Brasil M1….. Aproximadamente 120 unidades.

Jhon
Jhon
2 meses atrás

Os Americanos sabem ondes estão e sabem para onde ir, enquanto nosso exercito não sabe nem onde esta e muito menos para onde vai!

MFB
MFB
2 meses atrás

Que evolução. Passei por todos os comentários e não vi ninguém falando do Osó… tem que falar baixinho…

Gutierrez
Gutierrez
Reply to  MFB
2 meses atrás

🤫🤫🤫🤫🤫🤫🤫

nonato
nonato
2 meses atrás

Numa eventual guerra Estados Unidos x Rússia ou Estados Unidos x China. Qual o papel dos tanques? Acredito que nem seriam usados. A não ser pela Russia para invadir o Leste europeu ou a Europa Ocidental. Os estados unidos teriam dificuldade para colocar muitos tanques na Europa. Seria uma operação enorme e demorada. E os tanques seriam muito vulneráveis. Uma guerra dessas dependeria muito de mísseis balísticos, de cruzeiro, das forças aéreas e das defesas aéreas. Só depois de os Estados Unidos destruírem a força aérea russa e suas defesas antiaéreas poderiam pensar em mandar tanques para ocupar Moscou e… Read more »

Xerem
Xerem
Reply to  nonato
2 meses atrás

Ta fumando o que 2.0?

Luiz Floriano Alves
Reply to  nonato
1 mês atrás

Deveriam ter adotado o motor do Leopard. Padronizaria na OTAM e corrige os graves inconvenientes da turbina, Alto consumo, Assinatura térmica gigante e “bafo muito quente próximo do varro. Fica difícil um infante se abrigar atrás do MBT com turbina de descarga ainda muito quente.

- Advertisement -

Guerras Modernas

Armênia, Azerbaijão e Rússia fecham um acordo para acabar com o conflito de Nagorno-Karabakh

YEREVAN/BAKU (ARMENIA/AZERBAIJÃO) — Armênia, Azerbaijão e Rússia disseram que assinaram um acordo para encerrar o conflito militar na região...
- Advertisement -
- Advertisement -