domingo, abril 11, 2021

Saab RBS 70NG

Ministério da Defesa lança Curso Economia de Defesa em parceria com CNI

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Brasília – A Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD) do Ministério da Defesa (MD) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) lançou o Curso Economia de Defesa no dia 26 de março. O evento ocorreu, em plataforma digital, durante a 9ª Reunião Ordinária do Conselho Temático da Indústria de Defesa e de Segurança (CONDEFESA).

Participaram da cerimônia o Secretário de Produtos de Defesa do MD, Marcos Degaut, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Cesar Pontes, o Presidente do CONDEFESA e Vice-Presidente da CNI, Glauco José Côrte, e o Vice-Presidente da CNI, Presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas e Vice-Presidente do CONDEFESA, Antonio Silva.

O Curso Economia de Defesa possui carga horária de seis horas. As inscrições começaram no dia 26 de março e seguem até 08 de abril. Os interessados em participar do curso devem acessar o endereço eletrônico abaixo para inscrição.

https://pt.surveymonkey.com/r/ZFDL9RD

Dividido em seis módulos, o curso aborda temas como a Base Industrial de Defesa (BID) e a economia de defesa, indústria de defesa no Brasil, características do mercado de defesa no Brasil e no mundo, Projetos Estratégicos das Forças e a Secretaria de Produtos de Defesa e fomento da BID.

“Inteiramente online, o curso é destinado para aqueles que têm interesse em obter conhecimento sobre o setor de Defesa no Brasil e no mundo”, ilustra Marcos Degaut. Ele destaca que o segmento movimenta cerca de 4% do Produto Interno Bruto, gera mais de 1,3 milhão de empregos e é formado por mais de 1.120 empresas.

O Secretário lembra, ainda, que defesa é um setor que com efeito multiplicador significativo para economia brasileira. “ A Economia de Defesa gera um salto qualitativo muito grande, em termos de desenvolvimento tecnológico, arrecada tributos, gera divisas e atrai investimentos externos. Para cada R$ 1,00 investido na Economia de Defesa, o retorno é de aproximadamente R$ 9,8. Nenhum outro setor, seja industrial ou agrícola, tem este desempenho”, enfatiza.

FONTE: Ministério da Defesa

- Advertisement -

6 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
12 dias atrás
Victor Carvalho
Victor Carvalho
Reply to  Fabio Araujo
12 dias atrás

Brasília está um redevu que só! Está tudo uma bagunça e confusão generalizada, meu Deus!
O último que sair apague a luz.

Leandro Costa
Leandro Costa
12 dias atrás

Eu me inscrevi.

JS666
JS666
Reply to  Leandro Costa
12 dias atrás

Me inscrevi tbm Leandrão!

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
11 dias atrás

4% do PIB, uns 240 bilhões? Mas quanto disso é encomenda ou financiamento estatal (dinheiro público)? Qual a taxa de lucro do setor? Qual a perspectiva de ampliação do setor interna e externamente?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Alex Barreto Cypriano
11 dias atrás

Quando eu descobrir, te conto.

Guerras Modernas

O gigantesco número de helicópteros dos EUA perdidos na Guerra do Vietnã

Durante a Guerra do Vietnã, milhares de aeronaves dos EUA foram perdidas para a artilharia antiaérea (AAA), mísseis superfície-ar...
- Advertisement -
- Advertisement -