segunda-feira, junho 14, 2021

Saab RBS 70NG

China assina acordo para investir US$ 400 bilhões no Irã em troca de petróleo

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Acordo com duração prevista de 25 anos, pode aprofundar influência chinesa no Oriente Médio e aliviar isolamento imposto pelos EUA a Teerã

TEERÃ — A China concordou em investir US$ 400 bilhões no Irã ao longo de 25 anos em troca de um suprimento regular de petróleo para abastecer sua economia, nos termos de um amplo acordo econômico e de segurança assinado neste sábado em Teerã entre os chanceleres dos dois países.

O presidente americano, Joe Biden, disse na campanha eleitoral do ano passado que pretendia voltar ao acordo nuclear assinado em 2015 entre o Irã e as principais potências globais. Seu antecessor, Donald Trump, retirou os EUA unilateralmente do pacto em 2018 e voltou a impor sanções econômicas contra Teerã.

A medida pode aprofundar a influência da China no Oriente Médio e minar a política americana de isolamento do Irã, mas ainda não está claro quanto do acordo poderá ser implementado enquanto a disputa internacional sobre o programa nuclear do Irã permanecer sem solução.

— Para a região emergir do caos e desfrutar de estabilidade, ela deve se libertar das sombras da rivalidade geopolítica das grandes potências, permanecer imune à pressão e à interferência externa e explorar caminhos de desenvolvimento adequados às suas realidades regionais — disse a porta-voz da Chancelaria chinesa na sexta. — A região deve construir uma arquitetura de segurança que acomode as preocupações legítimas de todas as partes.

O Irã não divulgou os detalhes do acordo antes da assinatura, mas especialistas disseram que ele não sofreu nenhuma alteração em relação a um rascunho de 18 páginas obtido no ano passado pelo New York Times.

Esse esboço detalhou US$ 400 bilhões de investimentos chineses a serem feitos em dezenas de áreas, incluindo bancos, telecomunicações, portos, ferrovias, saúde e tecnologia da informação, nos próximos 25 anos. Em troca, a China receberia um fornecimento regular — e, de acordo com um funcionário iraniano e um comerciante de petróleo, com grandes descontos — de petróleo iraniano.

O rascunho também pedia o aprofundamento da cooperação militar, incluindo treinamento e exercícios conjuntos, pesquisa conjunta e desenvolvimento de armas e compartilhamento de informações de inteligência.

Wang já visitou o arquirrival do Irã, a Arábia Saudita, além da Turquia, e deverá ir aos Emirados Árabes Unidos, a Bahrein e a Omã nos próximos dias. Ele disse que a região está em uma encruzilhada e ofereceu a ajuda da China para resolver disputas, incluindo sobre o programa nuclear iraniano. A China está disposta também a mediar conversas diretas entre israelenses e palestinos, disse, sugerindo que o domínio americano na região prejudicou a paz e o desenvolvimento.

FONTE: O Globo / New York Times

- Advertisement -

100 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
100 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

A cada dia que se passa, só vejo acontecer tudo o que a China quer: dominar o mundo. E quem mais dizem que vão bater de frente com ela, são os mesmos que mais o ajudam para tal. O dinheiro move o mundo, por isso até seu inimigo quer seu dinheiro.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

A China está fazendo o que os EUA fizeram após a Segunda Guerra, jogando bilhões de dolares para reconstrução em troca de lealdade irrestrita.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Vinicius Momesso
2 meses atrás

A título de comparação, em 1967, os EUA inauguraram uma refinaria em Convent, Louisiana, que tinha 35 vezes a capacidade de refino da China.
Ano passado, essa refinaria foi fechada.
Ano passado também, a China ultrapassou os EUA como maior refinador de petróleo do Mundo.
E os chineses ainda vão inaugurar nos próximos anos mais quatro grandes projetos no setor.

Andromeda1016
Andromeda1016
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Depois da segunda grande guerra era estratégia dos EUA se tornar uma potência financeira e para isso usou vários mecanismos como a vinculação do dólar ao comércio do petróleo e a globalização. Existem mecanismos mais complexos que foram utilizados para esse mesmo fim como o acordo de Bretton Woods, a criação do FMI e do Banco Mundial e a estruturação do funcionamento dos bancos centrais de todo o mundo controlados pelos EUA, mas esse é um assunto mais complexo que não interessa aqui. O globalização foi o um dos esquemas que permitiu aos EUA “impor” a circulação do dólar com… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Andromeda1016
2 meses atrás

E exatamente por isso, a China está mudando seu foco para o fortalecimento de seu mercado interno. Ocorreu um certo esgotamento do sistema baseado apenas na produção e exportação, embora tenha sido altamente benéfico aos chineses que criaram um colchão de dinheiro. O fortalecimento de seu mercado interno também está levando à abertura para o livre investimento por parte de outros países sendo que está sendo permitindo a abertura de empresas estrangeiras sem participação nacional. Importante ressaltar que boa parte do comércio chinês já está sendo feito em outras moedas que não o dólar e o governo chinês vem implementando… Read more »

Andromeda1016
Andromeda1016
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Sim, estão tentando de tudo, até macumba se for preciso, mas tem um grande problema: a arrogância deles, afinal estão a todo momento mandando aquela mensagem nada agradável de que querem montar em cima de você e você deve agradecer a eles por isso. A economia norte americana hoje em dia reside em dois pilares fundamentais que são o dólar e seu poderoso exército. É com esses dois instrumentos que eles fazem tudo que querem fazer e a China está atacando esses dois pilares, mas conseguirão? Dinheiro é produto da ficção humana que depende de confiança para existir, e até… Read more »

jota ká
jota ká
Reply to  Andromeda1016
2 meses atrás

Arrogância chinesa é fichinha se comparada com a arrogância americana. Obrigaram o Brasil a interromper a bomba atômica tupiniquim; ameaçam e bloqueiam Cuba, ameaçam o Iran, idem Venezuela, ameaçam tomar a Amazônia para preservá-la, ameaçaram a França quando esta negou apoio no CS para invasão imotivada do Iraque, etc, etc, etc…

rui mendes
rui mendes
Reply to  jota ká
2 meses atrás

Ameaçaram a França? Onde e em quê????
Não me lembro de nenhuma ameaça, até porque a França nunca apoiou a primeira invasão do Iraque, a França sempre se guiou pelos seus interesses e pelos da UE, por isso mesmo têm o meu respeito e admiração.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Saudação Tovarish Kings, fazendo EAD do Jabur né rsrsrsrs

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

Sempre aprendendo.
kkkkkk

eggfilho
eggfilho
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

china nao faz negocios e parceria, faz uso de propina e corrupçao do mais baixo nível , haja visto deputados e implantaçao 5g no brasil , destruiçao do par que industrial brasileiro com todos encargos socias e impostos ( que diga-se de passagem feita nos anos vermelhos brasileiro) das empresas genuinamente nacional e as importaçoes chinesas com produtos a custas de escravidao operaria e subvençoes desonestas no mercado internacional, sem falar questoes nos direito a liberdade , religiao (CRISTAOS PRESOS), PROPRIEDADE E LIVRE ARBITRIO. coisa se se estivesse instalado um regime como este no Brasil nao poderiamos com certeza externar… Read more »

Rochus
Rochus
Reply to  Andromeda1016
2 meses atrás

Prezado, o mercado interno chinês é o maior do mundo, a título de informação É o maior mercado de automóveis do mundo, inclusive de luxo. Muitos bilionários (de Hong Kong, Cingapura, Taiwan e Macau), uns 45 milhões de milionários e 450.000 milhões de classe média (que podem adquirir à vista de roupas de grife, celulares e telefones); números antigos. O mundo mudou e o eixo geopolítico econômico se deslocou para a Ásia há mais de 15 anos.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Acho que há pouco que os EUA possam fazer para evitar que a China os superem e se estabeleça como a nova superpotência dominante. Eles dormiram no ponto, porque estavam preocupados demais apenas com a URSS/Rússia, enquanto que os chineses comiam pelas beiradas e agora ganharam momentum. O mundo ocidental depende da China de uma forma que não dependia da URSS, e aquela ainda tem um potencial em termos de matéria humana muito maior do que esta. Essa são as duas grandes vantagens da China. Quem souber se aliar a ela irá lucrar e crescer junto. Mas tudo isso está… Read more »

Tiago
Tiago
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

So existe uma arma a ser usada contra a China. Capitalismo da mesma forma que usaram. Dando liberdade econômica. Criando zonas francas nos EUA e na Europa.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Tiago
2 meses atrás

Não adianta em quanto um empregado Chinês for mais barato que um americano. E não estou falando em trabalho escravo não.
Quem viu o documentário da Netflix sabe do quê estou falando.
Os americanos não aceitam ganhar menos se isso significar ter menos de 2 carros, pagar o financiamento de uma casa caríssima, diminuir as viagens dr verão e etc. O mesmo ocorre com o europeu ocidental.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Tem que levar em conta que a matriz energética nos EUA mudou e esta mudando dessa época até agora e no futuro.
Exemplos: carros elétricos, mais econômicos, energia solar, eólica, gaz natural e nuclear.
Com menos consumo de derivados de petróleo, para quê uma refinaria gigante?
Obs. Deixar de consumir muito petróleo por opção não significa perda de atividade econômica e só substituição.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
2 meses atrás

Prezado Cristiano.

A China está liderando, com muita folga, o mercado de energia renováveis.
Tanto na instalação, quanto na produção e exportação de materiais.
E os EUA ficariam mais parta trás se Trump continuasse no poder com sua visão de incentivo ao petróleo.
O que os analistas do setor comentam é que a China deve consolidar o papel de maior player no mercado de petroquímicos, que será o futuro do petróleo.
E o Irã está se adaptando a essa ‘dobradinha’ com a China.

https://oilprice.com/Latest-Energy-News/World-News/Chinas-64-Trillion-Energy-Transition-To-Transform-Economy.html

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Em tempo.
A China começar a exploração petróleo em terras sauditas.

https://www.yicaiglobal.com/news/china-zpec-bags-first-oil-drilling-deal-in-saudi-arabia-worth-usd120-million

Elias
Elias
Reply to  Vinicius Momesso
2 meses atrás

Japão coréia do sul Austrália Taiwan Índia tem economias sólidas e vc quer convencer com esta estória de lealdade irrestrita? Estes países estão se unindo contra um estado expansionista autoritário beligerante que quer passar com um rolo compressor impondo e ditando uma nova ordem mundial a sua vontade .
Um estado comunonazista

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

E digo mais.
Semana passada, a China fez um acordo com o Catar para importar gás natural durante 10 anos.
Isso fará com que o pequeno País se torne o maior produtor e exportador desse produto.
Paralelo a isso, a China também fez um acordo com o Iraque para explorar o gigantesco campo de Majnoon.
Diria que a China está avançando rapidamente para se consolidar como o maior player do setor petroquímico.

PauloOsk
PauloOsk
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

Nao vejo problema nisso, tem que ver o que vai ser melhor pro Brasil. Esse medo todo da China ja deu o que tinha que dar. Franca, EUA, descem o cacete no Brasil e ninguem acha ruin.

Paulo Sollo
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

Amigo, não sou sinófilo mas vamos aos fatos: depois de décadas de domínio sobre a região o que os americanos e os europeus fizeram de positivo? Absolutamente nada, porque seus objetivos escancaradamente sempre foram manter o OM como quintal fornecedor de petróleo e um permanente campo de de guerra alimentando suas indústrias bélicas. A quantidade pessoas que foram mortas em conflitos insuflados e/ou levados a cabo por EUA e aliados e o nível de miséria estabelecido mesmo em países que eram prosperos, são crimes imperdoáveis. Se a China quer dominar despejando US$ 400 bilhões apenas no Irã, creio que os… Read more »

ALISON
ALISON
Reply to  Paulo Sollo
2 meses atrás

Vc falou tudo nos dois ultimos paragrafos. Onde assino?

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
Reply to  ALISON
2 meses atrás

Da um espaço na linha aí pq TB estou com minha caneta pra assinar junto.

Rochus
Rochus
Reply to  Paulo Sollo
2 meses atrás

Melhor comentário!

eggfilho
eggfilho
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

CHINA IRAN RUSSIA COREIA DO NORTE , Eis que eixo do mal esta se formando. será mais um ciclo d que a humanidade terá que enfrentar? Meu Deus , livrai nos do mal Amém ,,,.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
2 meses atrás

Acordo absolutamente normal, já era esperado, a China como a potência econômica que é, olhar com mais “carinho” para o OM. Creio que esse acordo é benéfico para os dois países. Paralelo a isso, Israel jamais deixará o Irã obter armas nucleares, vamos ver as cenas dos próximos capítulos…

XFF
XFF
Reply to  Heinz Guderian
2 meses atrás

Não deixaria como?

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
2 meses atrás

Chupa EUA e Israel! Mais money para o Irã ter suas armas nucleares!

Pablo
Pablo
Reply to  Defensor da liberdade
2 meses atrás

Mais dinheiro para financiar grupos terroristas também e matar pessoas inoscentes através de ataques desses grupos, “defensor da liberdade”.

Last edited 2 meses atrás by Pablo
Michel
Reply to  Pablo
2 meses atrás

Semelhante o que os EUA e Europa Ocidental fizeram durante décadas. Coincidência, não é mesmo?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Defensor da liberdade
2 meses atrás

E se o Irã liberar bases militares para a China na região do Golfo Pérsico, já era.
O Estreito de Ormuz será ‘supervisionado’ pelos chineses.

Fernando C. Vidoto
Fernando C. Vidoto
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Os árabes dessa região do estreito são aliados dos EUA:

Arábia Saudita e UAE.

Mais é nítido que os Chinas estão indo nos inimigos dos EUA hehe.

Last edited 2 meses atrás by Fernando C. Vidoto
Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Fernando C. Vidoto
2 meses atrás

Só há uma pequena diferença.
Algumas da principais instalações sauditas são dentro do Golfo Pérsico, como Ras Tanura.
Já o Irã está trabalhando para contornar os problemas do Estreito de Ormuz, com a inauguração, nesse ano de 2021, de oleodutos que transferirão o petróleo que antes saíam do Golfo Pérsico para instalações no Golfo de Omã.
Muito bem bolado.

Fernando C. Vidoto
Fernando C. Vidoto
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Po Xings, eu estava falando no contexto militar !

Fica dificil pro Ira bloquear a passagem com esses carinhas por perto.

Att.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Mais uma base você quer dizer, pois eles ja tem uma por lá.

Antoniokings
Antoniokings
2 meses atrás

O Irã vai mudar de patamar.
É um grande país com enorme potencial econômico e de recursos minerais.

Pablo
Pablo
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Enorme potencial em fazer o que fazem com as mulheres por exemplo.
De ti não me espanto de tanta m… que fala!

fewoz
fewoz
Reply to  Pablo
2 meses atrás

Pablo, comparando com a Arábia Saudita, o Irã me parece estar anos-luz à frente na questão de direitos das mulheres. Até onde sei, não são tão extremistas com relação ao uso do véu, por exemplo, e as mulheres já são 60% nas universidades. Obviamente que não cabe comparação com o Ocidente.

Agressor's
Agressor's
Reply to  fewoz
2 meses atrás

O Irã protege a segunda maior população judaica do Oriente Médio. Eles receberam ofertas de dinheiro para imigrar para Israel, mas recusaram. Deus os abençoe e Deus abençoe o Irã…

Teropode
Reply to  Agressor's
2 meses atrás

Positivo , no Irã até cristãos possuem liberdade de culto e são protegidos pelo estado , a única observação é que não admitem que muslins se convertam ao cristianismo , as mulheres podem estudar e exercem papel cívico influente .

rui mendes
rui mendes
Reply to  Teropode
2 meses atrás

´´Até Cristãos? Até, porquê?

Pablo
Pablo
Reply to  fewoz
2 meses atrás

Ambos os países estão anos luz atrasados em relação ao Ocidente nesse sentido.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Pablo
2 meses atrás

Enquanto isso num certo país ocidental segue firme na concorrência para ser campeão em feminicidio, estupro e agressões contra as mulheres. Uma dica a capital de país chama-se Brasília e seu presidente é uma vivandeira negacionista com impetos genocidas.

Pablo
Pablo
Reply to  Alexandre
2 meses atrás

Ae? E tem alguem defendendo aqui?
Meu presidente? É nosso presidente, pq foi eleito democraticamente pelo voto da maioria, a nao ser que tu seja de outro país.
Em relação a ser meu, olha tche, so te digo uma coisa, não sou baba ovo de político igual a uns quantos q vejo aqui.
Tu é??

Last edited 2 meses atrás by Pablo
Alexandre
Alexandre
Reply to  Pablo
2 meses atrás

O “seu presidente ” era a referência ao país ocidental. Mas pra te responder eu te digo que jamais vou reconhecer uma vivandeira fascista genocida como presidente. Ele foi eleito democraticame em tese para governar para todos mas sempre deixou claro que ele governa apenas para os seus logo fico desobrigado a considerá-lo meu presidente.

kornet
kornet
Reply to  Alexandre
2 meses atrás

Esquerdista é uma sumidade mesmo né, quando o PR falou que uma arma que uma mulher portasse seria muito mais efetiva do um pedaço de papel (medida restritiva contra o agressor ) a esquerdalha achou um absurdo, mas pedir para que a mulher se defenda com um guarda chuva pode,rs.

rui mendes
rui mendes
Reply to  kornet
2 meses atrás

Não sabes mesmo o que dizes, se um bandido, souber que as suas vítimas andam armadas, o que se seguirá, é actuarem com mais violência, e em assaltos, em vez de roubarem e só atirarem, se a vítima reagir, passam a matar e depois roubar.
Não se trata de direita, mas sim extrema-direita encapuzada.

Agressor's
Agressor's
Reply to  fewoz
2 meses atrás

DOC: Arábia Saudita e a face oculta sob a lei sharia por dentro do reino
https://www.youtube.com/watch?v=m2MfY0xo6ds

Agressor's
Agressor's
Reply to  Pablo
2 meses atrás

No Irã o voto é facultativo. Qualquer cidadão com mais de 18 anos pode votar se quiser. Isso é ainda um tabu para as nossas mesas de votação regidas por políticos que se utilizam do velho voto do cabresto. Lá, não há voto para colégios eleitorais que elegem delegados que votam por nós como há nos eua. As grandes corporações ocidentais não só interferem na vida política de seus países como mandam em tudo mesmo, elas ditam todos os rumos da nação. O mundo hoje pertence a corporatocracia, das quais os governos são meros empregados encarregados de aprovarem leis que… Read more »

rui mendes
rui mendes
Reply to  Pablo
2 meses atrás

Fala da A.Saudita, muitas vezes pior.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

As sanções e embargos oferecem oportunidades em muitos campos para o Irã. A experiência que o Irã ganhará não terá preço. O autor da sanção perde negócios em potencial em um mercado enorme, ou seja, os eua e seus aliados impõem sanções a si mesmos. Não se cansem, filhos do Irã. Essa é a única maneira de construirem vcs mesmos o Irã!

sub urbano
sub urbano
2 meses atrás

A China sempre foi bem neutra em relação ao Oriente Médio mas isso pode mudar. Nunca os americanos estiveram tão fracos como agora.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  sub urbano
2 meses atrás

Não só a China está se fortalecendo e os EUA enfraquecendo na região, como a Rússia está ‘correndo por fora’.

Ted
Ted
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Imagina se estes 400 bilhões acabasse vindo para cá investindo no agronegócio

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Ted
2 meses atrás

Realmente, é muito dinheiro.

fewoz
fewoz
Reply to  Ted
2 meses atrás

Nosso “amado Messias” jamais aceitaria negócios com os chineses, pois agora a política externa é feita “sem viés ideológico”… Lembrando que já recusou dinheiro de Noruega e Alemanha, na questão da Amazônia. Imagine se vai deixar que a China invista no Brasil…

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  fewoz
2 meses atrás

Ele aceitaria, a narrativa contra a China é para manter o gado dele sob controle. Ele sabe que sem money chinês não tem money de mais ninguém lá fora. Ele é burro mas não é otário.

Last edited 2 meses atrás by Defensor da liberdade
Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  fewoz
2 meses atrás

meias verdades aí, o Ministro do Meio Ambientem pediu ainda mais dinheiro, mas o Brasil tem que administrar, eles mandam o dinheiro para cá e temos que ficar calados recebendo ordens? quer ser nosso SugarDaddy blz, mas manda mais dinheiro, quanto a China, o Brasil devia ser mais próximo mesmo.

Agressor's
Agressor's
Reply to  fewoz
2 meses atrás

Estado Fantoche : Estado fantoche é o termo com que se designa um Estado cujo governo depende de uma potência estrangeira para sua existência e que segue os interesses desta potência em situações políticas essenciais, notadamente econômicas e estratégicas. Seus governos são geralmente conhecidos como governo fantoche ou regimes fantoches. Nesta condição, Estado fantoche é também um dos muitos termos que definem a subordinação de um Estado a outro no sistema internacional. Noutra definição, o termo também designa a existência de um Estado criado pela intervenção de uma potência externa dentro do território sob a soberania de outra nação. Nesta… Read more »

rui mendes
rui mendes
Reply to  Agressor's
2 meses atrás

´´A maioria dos estados socialistas Europeus, alinhados à URSS durante a guerra fria , alinhados é como quem diz, eram mais anexados e obrigados a serem alinhados, mas eram estados fantoches,isso eram, pois os seus dirigentes eram escolhidos pelos Soviéticos, dentro do partido comunista local e faziam o que os Soviéticos ditavam, sendo ditaduras comunistas. E quanto há França na 2ª guerra mundial, a verdadeira França, era liderada pelo general Charles de Gaulle.

kornet
kornet
Reply to  fewoz
2 meses atrás

O Brasil está a venda?
Doar é uma coisa ingerir é outra. Somos um país soberano,sabia?

guest
guest
Reply to  sub urbano
2 meses atrás

Que eu saiba o Paquistão faz parte do que se convenciona por “Oriente Médio”……

Nilo
Nilo
2 meses atrás

O próximo passo: Com monitoramento dos abusos dos direitos humanos nas regiões de fronteira do governo chines provavelmente o Biden reagirá com retórica dura, mas, declarar o fim da ambiguidade da estratégia de Washington, aumentar a aposta é em consequência aumentar a chance de conflito armado. Embora o orçamento chines seja menor do que o orçamento do Americano, o seu poder de compra e o foco no poderio regional está fazendo do Exército de Libertação do Povo uma força mais potente em relação às forças americanas no Indo-Pacífico. Esta capacidade militar regional da China, a incapacidade americana de responder a… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Nilo
rui mendes
rui mendes
Reply to  Nilo
2 meses atrás

A China está atrás do lugar de maior potência mundial, e não de potência regional, aliás como é lógico, para a que muito em breve será a nação com o maior pib do mundo, sendo também a nação mais populosa do mundo, e em termos militares, com o actual poderio, é já uma super potência, mas também aí, eles querem ser os primeiros do mundo.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

A China esta indo atrás do espaço deixado de lado pelos americanos!

fewoz
fewoz
2 meses atrás

Na conta de padaria, 400 bi divididos por 25 anos, dá 16 bi ao ano. É troco de bala para a China e ajuda um pouquinho a economia iraniana. Diferente dos empréstimos chineses que endividaram países africanos, este me parece um Win-win situation. A propósito, acordo muito parecido e com a mesma duração foi assinado em 2013 com a Rússia, mas no valor de 270 bi.

O dilema é que quanto mais os EUA atacam destes países, mais eles caem no colo da China.

Last edited 2 meses atrás by fewoz
João Adaime
João Adaime
2 meses atrás

Além da China, vários fundos de investimentos europeus, norte-americanos e japoneses principalmente estão com seus baus abarrotados de dinheiro, ávidos para conseguirem remuneração pouco maior do que 2% ao ano. Muitos deles estão recebendo juros negativos. Mas para merecer estes recursos, os interessados precisam ter projetos consistentes, perspectivas de lucro e provarem estabilidade política e econômica. Enfim, ser confiáveis aos olhos do mercado. Dinheiro não falta. Porém, poucos países podem oferecer oportunidades de ganhos. Nos países de origem deste dinheiro quase nada mais resta a ser feito em termos de infraestrutura. Se alguém pensou em Brasil como um local para… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  João Adaime
2 meses atrás

Esse ano Brasil voltou a receber um volume expressivo de investimento estrangeiro, além de que ano passado tivemos o marco do saneamento, esse mês teve o do Gás Natural, então o Brasil não está tão parado assim, quanto ao combate da pandemia, esse sim poderia ser melhor, nosso política externa anda ruim mesmo concordo, agora a interna melhorou com a saída do Maia,

João Adaime
João Adaime
Reply to  Carlos Campos
2 meses atrás

Prezado Carlos
Saneamento e gás foram muito importantes, porém os fundos de investimentos dispõem de trilhões procurando locais para aplicar. E quem disse que o investimento externo está evitando o Brasil foi o empresariado nacional e não eu.
Abraço

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  João Adaime
2 meses atrás

Eu sei do que você está falando, mas quando a gente vê a realidade dos fatos aí percebe que a situação é outra

Wagner
Wagner
2 meses atrás

É um balde de água fria na pressão americana,esfria ainda mais o interesse dos iranianos a negociar.

Carlos Campos
Carlos Campos
2 meses atrás

A China pegou os EUA e jogou um balde de agua congelante, agora o Irã vai ter uma melhor capacidade de negociar com qualquer um, esse dinheiro se bem gasto pode ser o embrião para um Irã mais rico e mais forte no futuro.

Mensageiro
Mensageiro
2 meses atrás

A China vai por alguma noção no Irã. Vão manter o Irã quietinho pq interessa aos chineses comércio com os inimigos dos iranianos tb. Alem do investimento vão tentar fazer o Irã abdicar do programa nuclear pra mostrar ao mundo a diplomacia chinesa dobrando a americana, mas duvido que tenham exito nessa parte nuclear. EUA devem estar nervosos, eles que queriam esse mercado iraniano, estavam em posição de pedir muito do iranianos que nunca cederam, mas a China veio e ofereceu mais.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Mensageiro
2 meses atrás

Além disso, o Irã terá um mercado cativo para vender seu petróleo por 25 anos.
Isso para o maior importador do Mundo.
Negócio certo.
Por outro, deve preocupar outros vendedores como a Arábia Saudita que poderá ter sua cota de exportação cada vez menor, visto que o mercado de petróleo está em franca substituição.
Vale lembrar que a Arábia Saudita foi o maior exportador de petróleo para os chineses em 2020 com uma média de 1,69 milhão de bpd.

Tamandaré
Tamandaré
2 meses atrás

Certos estão os chineses! Pequim vai aos poucos conquistando seu lugar à mesa, e um mundo multipolarizado é mais seguro que estarmos sob um regime de bi/tripolarização.

É uma pena, no entanto, porque sabemos que certamente esses bilhões de USD serão usados pelos aiatolás da pior forma possível…. Mas Pequim está fazendo muito bem o seu jogo! Paciência.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Tamandaré
2 meses atrás

Eles estão investindo muito bem seus recursos concentrando-os no desenvolvimento de sua indústria local e nos investimentos em infraestrutura. Investem no desenvolvimento dos seus próprios meios, enquanto os saudis apenas torram suas riquezas com material de prateleira. A parte mais importante do progresso é atingir o conhecimento. É o conhecimento adquirido que abre novos caminhos. Foi assim como a China começou, e ela hoje é uma grande força.

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
2 meses atrás

A China vendeu ICBM para a Arábia Saudita e agora vão ajudar o Irã a obter armas nucleares, a China quer ver o circo pegar fogo.

Flávio
Flávio
Reply to  SmokingSnake 🐍
2 meses atrás

A China quer aquilo que pode beneficiar sua economia, não importa se os recursos vierem da Africa, Irã, Arabia Saudita ou até mesmo do Tio Sam.
Onde tem uma possibilidade de negócios tem a China

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Flávio
2 meses atrás

Quando o Irã e Arábia saudita se explodirem acaba o petróleo para a China

Leandro Costa
Leandro Costa
2 meses atrás

Interessante:

“— Para a região emergir do caos e desfrutar de estabilidade, ela deve se libertar das sombras da rivalidade geopolítica das grandes potências, permanecer imune à pressão e à interferência externa e explorar caminhos de desenvolvimento adequados às suas realidades regionais — disse a porta-voz da Chancelaria chinesa na sexta. — A região deve construir uma arquitetura de segurança que acomode as preocupações legítimas de todas as partes.”

A China aprendeu direitinho o jogo da diplomacia, ou, como ser extremamente cara-de-pau, mas sem descer do salto heheheheh.

Wellington R. Soares
Wellington R. Soares
Reply to  Leandro Costa
2 meses atrás

Exatamente como os EUA, Rússia e outras potências européias fazem.
O resto, incluindo nós, somos uma nação estilo cachorrinho esperando uma migalha rsrr…

Gabriel BR
Gabriel BR
2 meses atrás

Em um mundo multipolar será muito difícil tiranizar outros povos como os EUA e os europeus vem fazendo.

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
2 meses atrás

A china sabe que não pode confiar plenamente na Rússia para enfrentar os EUA porque a Rússia pode ate se voltar contra ela, por isso, segue outros caminhos e vai comprando aliados para uma eventual guerra de procuração com os EUA …
Mas tudo isso é politica e quem entende, sabe que os EUA fazem o mesmo do lado ocidental e oriental

Last edited 2 meses atrás by Entusiasta Militar
Mgtow
Mgtow
Reply to  Entusiasta Militar
2 meses atrás

kkkk…que balela. China e Russia estão alinhadissimas, tanto no plano economico quanto militar.
Esse desejo de vcs de verem os dois se estranhando nunca vai acontecer. Só em sonhos. Sonhe mais.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
2 meses atrás

Esta cada vez mais claro que no mundo atualmente há 2 imperio, o estaduniense e o chinês, a nação mais experta vai procurar ser prágmática as sem capacidade para isso vão se alinhar.

Andreo Tomaz
Andreo Tomaz
2 meses atrás

Uma coisa é fato: a China nunca interviu militarmente em nenhum país do oriente médio! Pelo contrário, existe atualmente muitas empresas chinesas envolvidas em obras de infraestrutura nesses países, inclusive construindo os estádios da copa no Catar. O oriente médio, inclusive a Arábia Saudita, que tem até uma aproximação com os EUA, não irão pestanejar em ficar do lado da China.

Michel
2 meses atrás

Uau! A nova potência planetária mostrando a que veio.

eslima70
eslima70
2 meses atrás

No desespero econômico do Irã a China se deu bem! Aproveita todas as oportunidades.

Jorge Faustino dos Santos Filho
Jorge Faustino dos Santos Filho
2 meses atrás

EUA ou CHINA? Ver brasileiros discutindo quem é o melhor para dominar o mundo chega a ser patético, mas compreensível.
Eles elegeram uma família com vínculos estreitos com milicianos para governar o Brasil. Que deixa morrer mais de 3.000 ( três mil) brasileiros por dia, por falta de providência, sem nenhum remorso. Que articula o “Exército” para chamar de seu…
Não surpreende

Last edited 2 meses atrás by Jorge Faustino dos Santos Filho
Dr. Mundico
Dr. Mundico
2 meses atrás

Nenhuma novidade, é o estilo chinês de imperialismo regional e dependência econômica projetada. Em outras palavras, “eu te ajudo a me ajudar”! Ou alguém acha que nesse bilionário contrato não existem cláusulas que determinam o emprego “preferencial” de empresas e trabalhadores chineses nessas obras (portos, ferrovias, estradas, etc)? Mesma coisa fizeram e fazem na África e hoje temos países africanos (Tanzania e Zâmbia,por exemplo) que já são considerados franquias da China, por não terem mais controle econômico próprio. Sem falar no desastre ambiental e êxodo de trabalhadores rurais expulsos de suas terras para plantações de soja. A China está apenas… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Dr. Mundico
Mgtow
Mgtow
Reply to  Dr. Mundico
2 meses atrás

Imperialismo! kkkkkk
Imperialismo se aplica aos EUA e sua cambada de vassalos da Europa que querem submeter os paises a força. China faz negocios e parcerias. Não confunda as bolas.

Last edited 2 meses atrás by Mgtow
eggfilho
eggfilho
Reply to  Mgtow
2 meses atrás

china nao faz negocios e parceria, faz uso de propina e corrupçao do mais baixo nível , haja visto deputados e implantaçao 5g no brasil , destruiçao do par que industrial brasileiro com todos encargos socias e impostos ( que diga-se de passagem feita nos anos vermelhos brasileiro) das empresas genuinamente nacional e as importaçoes chinesas com produtos a custas de escravidao operaria e subvençoes desonestas no mercado internacional, sem falar questoes nos direito a liberdade , religiao (CRISTAOS PRESOS), PROPRIEDADE E LIVRE ARBITRIO. coisa se se estivesse instalado um regime como este no Brasil nao poderiamos com certeza externar… Read more »

Mgtow
Mgtow
Reply to  eggfilho
2 meses atrás

faz uso de propina e corrupçao do mais baixo nível , haja visto deputados e implantaçao 5g no brasil ,”……Oh mentira danada hein! Estão levando a cabo a narrativa criada para justificar a saída do Beato Salú…kkkk….O cara é um inepto, e para não ficar por baixo por ter sido enxotado do ministério, inventou essa mentira para alimentar o gado militonto e não ficar feio na foto. Coloque alguma fonte que prove isso que vc falou a respeito do suborno. Tô aguardando.

eggfilho
eggfilho
Reply to  Mgtow
2 meses atrás

aguarde liberaçao dos editores….. tua resposta já vem

RENAN
RENAN
2 meses atrás

O Brasil perde a oportunidade de fornecer bilhões de dólares em tecnologia a este país apenas por ideologia

Elias
Elias
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Através de propina e compra de politicos , não muito obrigado. Vc quer simplesmentes trocar seis por meia duzia (dependência total)
O que temos que fazer acabar a extorsão de impostos e encargos ditos sociais, para fazer ressurgir o parque industrial brasileiro, brigar nos fóruns internacionais quanto as subvenções desonestas chinesas bem como relação trabalho escravo na onu

Elias
Elias
2 meses atrás

https://tercalivre.com.br/google-comemora-ano-novo-chines-e-ramada-mas-ignora-a-pascoa/

Google comemora Ano Novo Chinês e Ramadã, mas ignora a Páscoa – Terça Livre TV.
Uma batalha dura pela frente

Mgtow
Mgtow
Reply to  Elias
2 meses atrás

Sai pra lá evanjegue.
Tantos problemas esse país tem pra resolver, e vcs vem com essa inutil pauta de costumes, que nada mais é de que cortina de fumaça para esconder a quebradeira que o teu mito está lançando o país.
Moralismo barato não enche barriga de ninguem, é melhor o teu presidente se mexer, pois quando a horda de famelicos se revoltar o bagulho vai fica louco.

eggfilho
eggfilho
Reply to  Mgtow
2 meses atrás

nove dedos

Reportagens Especiais

O blindado Engesa EE-T4 Ogum

Por Guilherme Poggio Na metade da década de 1980 a Engesa - Engenheiros Especializados S/A já havia se firmado como...
- Advertisement -
- Advertisement -