segunda-feira, maio 17, 2021

Saab RBS 70NG

Iveco Defence Vehicles entrega a primeira unidade do LMV-BR para o Exército Brasileiro

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Sete Lagoas (MG), 27 de abril de 2021 – De acordo com o contrato assinado em 2019, hoje o primeiro dos 32 veículos LMV-BR foi entregue ao Exército Brasileiro durante cerimônia realizada na fábrica da Iveco Defence Vehicles, em Sete Lagoas (MG). O evento contou com a presença de representantes da empresa e do Exército Brasileiro (EB). As 31 unidades restantes desse contrato serão entregues até 2022, como parte do processo de modernização dos meios do Exército.

Além das configurações padrões da plataforma LMV 4×4, todos veículos são equipados com Sistemas de Armas e Sistemas de Comando e Controle, conforme solicitado pelo o EB. O LMV-BR foi escolhido em 2015 pelo Exército Brasileiro como a nova Viatura Blindada Multitarefa, Leve de Rodas (VBMT-LR). A montagem final dos veículos é realizada na fábrica de Sete Lagoas, onde diversos componentes nacionais são integrados. O projeto prevê a aquisição de 186 unidades e a Iveco Defence Vehicles espera iniciar a produção dos próximos lotes em 2022.

A Iveco Defence Vehicles já fornece ao Exército Brasileiro a família de veículos blindados anfíbios Guarani VBTP 6×6. Mais de 480 unidades já foram entregues desde 2012, após a assinatura em 2009 do primeiro contrato. Unidades do Guarani 6×6 já foram exportadas para outros clientes.

A parceria sólida entre a Iveco Defence Vehicles e o Exército Brasileiro está agora consolidada com esta segunda linha de produtos, enquanto a fábrica de Sete Lagoas vem demonstrando sua importância primordial no fortalecimento da Base Industrial de Defesa nacional no domínio dos sistemas terrestres, com mão de obra qualificada e de alta qualidade, capacidades técnicas de nível global e em conjunto com uma rede de fornecedores e parceiros locais.

IVECO DEFENCE VEHICLES

IVECO DEFENCE VEHICLES é uma marca da CNH Industrial N.V., líder mundial em bens de capital listada na bolsa de valores de Nova York (NYSE: CNHI) e no Mercato Telematico Azionario gerenciado pela Borsa Italiana (MI: CNHI). A IVECO DEFENCE VEHICLES dedica-se a fornecer soluções automotivas e de proteção inovadoras para atender às necessidades de clientes militares em todo o mundo. A empresa fabrica veículos de logística especializados, protegidos e blindados em sua fábrica em Bolzano, no norte da Itália, além de comercializar toda a linha comercial da IVECO, adaptada conforme necessário para atender às demandas dos usuários militares. Como consequência, a IVECO DEFENCE VEHICLES possui uma linha completa de veículos para atender a uma variedade de aplicações em defesa.

CNH Industrial

A CNH Industrial N.V. (NYSE: CNHI/MI: CNHI) é líder global no setor de bens de capital com experiência industrial, uma vasta gama de produtos e uma presença mundial. Cada uma das marcas pertencentes à empresa representa uma grande força internacional no seu respectivo setor: Case IH, New Holland Agriculture e Steyr para tratores e máquinas agrícolas; CASE e New Holland Construction para equipamentos de terraplanagem; IVECO para veículos comerciais; IVECO BUS e Heuliez Bus para ônibus e automóveis; Iveco Astra para veículos para pedreiras e construção; Magirus para veículos de combate a incêndios; Iveco Defence Vehicles para proteção e defesa civil; e FPT Industrial para motores e transmissões. Mais informações podem ser encontradas no site corporativo

- Advertisement -

118 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
118 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
18 dias atrás

A quantidade de veículos como este, seria quantos para ser ideal para o Brasil? Veículos com misseis antitanque e aéreos de pequeno alcance seria possível?

Ramon
Ramon
Reply to  DOUGLAS TARGINO
18 dias atrás

Aqui os projetos todos são em conta gotas, o orçamento de nossas forças armadas é muito travado devido aos gastos com pessoal, então não espero muitos até o momento, acho que no melhor cenário possível é uns 150-300 até 2030.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Ramon
18 dias atrás

Deve ser um lote pequeno, uns 36…

Flanker
Flanker
Reply to  Adriano Madureira
15 dias atrás

Qual lote?

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Flanker
10 dias atrás

De LMVs Flanker,afinal nossos militares adoram comprar em pequenas quantidades…

wilson
wilson
Reply to  Ramon
16 dias atrás

Travado por gasto com pessoal, diárias, prêmios, lagostas, cerimônias, cerveja, cerimônias, champanhe, cerimônias, churrasco e por aí vai, sem esquecer das cerimonias em homenagem aos generais por seus 30 anos de serviços esquentado cadeira e comendo churrasco.

Jodreski
Jodreski
Reply to  wilson
15 dias atrás

Não tive como não rir e concordar…

Eduardo
Eduardo
Reply to  DOUGLAS TARGINO
18 dias atrás

Se o contrato inicial do Guarani eram para 2044 unidades, pode colocar 5 mil unidades desse daí. Tem muita OM no Brasil.

João Adaime
João Adaime
Reply to  Eduardo
18 dias atrás

Caro Eduardo
O número de 2.044 unidades foi calculado errado. Depois disto foi feito um acerto no contrato e o número real é de 1.580 unidades, a serem entregues até 2035. Claro que este novo acordo nos custou uma multa, uma vez que a Iveco fez uma linha de montagem visando aquela quantidade maior.
Abraço

rdx
rdx
Reply to  João Adaime
18 dias atrás

Desde quando o EB precisa de 1580 LMV? O EB está envolvido em alguma campanha militar? O mais curioso é que o número de Marruás em missões de reconhecimento não chega nem perto. Essa conta deve ter sido feita pelo vendedor. São 186 previstos e está bom demais.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  rdx
18 dias atrás

Caramba cara, se esforce um pouco pra entender o que lê. O colega de cima estava falando do cálculo da quantidade de Guaranis, não do LMV. Em relação a estes, o ideal é esperar a iminência do conflito pra construir e implementar? Sabemos que, considerando a realidade financeira, o quantitativo previsto é o divulgado mesmo. Mas a pergunta do colega lá de cima era qual seria o quantitativo ideal. E, nesse caso, considerando a estrutura do EB, sabemos que o ideal seria um número bem superior, superior a 1000

rdx
rdx
Reply to  Felipe Morais
18 dias atrás

Sim, ato falho. Querem 5 mil LMV. Kkk

Welington S.
Welington S.
Reply to  rdx
18 dias atrás

Amigo, você realmente entendeu errado. Ele estava se referindo ao Guarani, que foi calculado uma compra de 2.044, só que, sendo refeito o calculo, o quantitativo de Guarani ficou em 1.580 unidades.

Pela imensidão do país, em relação ao LMV, em minha opinião, deveríamos ter mais de 2 mil unidades pra mais tendo em vista a quantidade de pessoal e OMs também.

Last edited 18 dias atrás by Welington S.
Eduardo
Eduardo
Reply to  Welington S.
17 dias atrás

Pois falei em 5 mil, já que é um veículo “barato” e me negativaram aos montes…

Welington S.
Welington S.
Reply to  Eduardo
16 dias atrás

Confesso que, por um momento, eu achei muito, da sua parte, falar em 5 mil LMV, rs. MAS, depois que eu vi isso, concordo que deveríamos é ter mais que somente 5 mil.
.
São muitas OMs operando no país.
.
874 Organizações Militares em 373 cidades do país.
.
OBS: A print foi tirada durante a audiência da CRE, ao qual, contou com as participações dos comandantes militares e a print em questão, foi tirada durante a fala do comandante do Exército Brasileiro.

Screenshot_1.png
Flanker
Flanker
Reply to  Welington S.
15 dias atrás

E vc acha que o EB vai colocar esses LMV em todas as suas Unidades? Pra que?? Ele foi adquirido para uso nas Unidades de Cavalaria Mecanizada.

Flanker
Flanker
Reply to  Eduardo
15 dias atrás

Mei caro, eu nao fui um dos que te negativei, mas nem por isso o que vc escreveu tem sentido. Para que 5000 unidades de um veículos como esse? Ele não é para ser usado como viatura de emprego geral. Ele foi escolhido pelo EB para uso em suas Unidades de Cavalaria Mecanizada. E não é um veículo nem perto de barato.

Last edited 15 dias atrás by Flanker
Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Felipe Morais
18 dias atrás

As pessoas acham que para adquirir uma quantidade expressiva de algum euipamento militar,só é louvável caso esteja havendo a iminência de um conflito…

Aí basta ligar para a fabrica da Iveco e pedir que eles enviem umas centenas de Iveco Lince ou Guarani que ficam lá hipoteticamente estocados esperando uma guerra estourar para serem enviados ao front…

Como dizia o Rui Barbosa:

“O Exército pode passar cem anos sem ser usado, mas não pode passar um minuto sem estar preparado”.


rdx
rdx
Reply to  Adriano Madureira
17 dias atrás

Você só se esquece que manter e operar equipamento militar é caro. E quanto maior o exército mais caro fica para os cofres do Estado. Essa premissa existe desde o tempo de Sun Tzu. Ninguém mantém um exército gigantesco sem ameaças reais ou potenciais.

Welington S.
Welington S.
Reply to  rdx
17 dias atrás

Mas, rdx, pensa comigo. Olha a imensidão que é o Brasil. Olhe a riqueza que nós temos. Você não acha que se o país fosse sério, com política séria, com militares realmente atrelados no futuro e não nos anos bolinha… você não acha que seria plausível termos uma grande força militar (mesmo em tempos de paz) por aqui pra realmente demonstrarmos força?

Last edited 17 dias atrás by Welington S.
wilson
wilson
Reply to  Adriano Madureira
16 dias atrás

Mas existem exércitos que passam 100 anos sem serem usados e sem estarem preparados.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  wilson
10 dias atrás

Você deve estar falando do da Arábia Saudita,kkk…

Só usa material top mas é o mesmo que dar um bugatti a alguém que é propietário de um fiat Uno,desastre na certa…

Jodreski
Jodreski
Reply to  rdx
15 dias atrás

Ah.. pronto mais um que além de não ler com atenção o que foi dito tem aquele pensamento “o eb está envolvido em alguma campanha militar”.
Gente até quando vamos ter esse pensamento? O que vc tem em inventário hj é o que vai pra guerra com vc amanhã… não existe isso de esperar o conflito aparecer para ai sim sair as compras, até pq quando vc começar a receber alguma coisa o conflito já acabou e vc nao vai gostar nada nada do resultado! Acordem!

Eduardo
Eduardo
Reply to  João Adaime
17 dias atrás

Obrigado João Adaime.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Eduardo
15 dias atrás

2044???
Com o estorial muito bem conhecido do Brasil, se chegarem 204 será muito…

Tomcat4,2
Reply to  DOUGLAS TARGINO
18 dias atrás

Na minha visão, ao menos 1000 unidades Douglas, o Brasil é imenso. Sobre a segunda pergunta, tendo dindin pra gastar ,totalmente possível integrar torres com lançadores de mísseis nesta máquina.

MMerlin
MMerlin
Reply to  DOUGLAS TARGINO
18 dias atrás

A principio serão pouco mais de 170.
Mas no início do processo foi feita uma estimativa pelo próprio EB da necessidade de mais de mil unidades.

Carlos Alceu Gonzaga
Carlos Alceu Gonzaga
Reply to  DOUGLAS TARGINO
17 dias atrás

Acho que falta um pouco de discernimento a alguns dos floristas. Nem todos os serviços destinados a um LMV necessitam essas características. No dia a dia veículos como o Marruá são muito mais úteis e baratos. Esses sim são necessários em grande quantidade.

FERNANDO
FERNANDO
18 dias atrás

Parabéns ao EB.
E os componentes??
O que é nacional do veículo?

Gabriel BR
Gabriel BR
18 dias atrás

Em breve teremos o Centauro II 120 mm sendo montado lá também hehehehe

Welington S.
Welington S.
Reply to  Gabriel BR
18 dias atrás

Centauro II é o queridinho do EB. Que venha ele.

Barak MX para o Brasil
Barak MX para o Brasil
Reply to  Gabriel BR
18 dias atrás

120mm eu duvido.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Barak MX para o Brasil
18 dias atrás

O Centauro II foi feito para isso.
Não ousem colocar ketchup na pizza!

Barak MX para o Brasil
Barak MX para o Brasil
Reply to  Gabriel BR
18 dias atrás

A Iveco oferece também o 105mm no Centauro II. Óbvio que o EB vai de 105mm.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Barak MX para o Brasil
18 dias atrás

Eu não acredito que o Exército Brasileiro vá escolher o canhão de 105mm no Centauro II. Um jornalista especializado em defesa, disse que o favorito é o Centauro II com canhão de 120mm. Eu, particularmente, acredito que essa configuração será a escolhida. No futuro, também teremos um MMBT (Projeto Nova Couraça) e o Exército Brasileiro olhando isso, poderá também escolher um MMBT com canhão de 120mm para baratear os custos de fabricação das munições. Escolher Centauro II com canhão de 105mm e MMBT com canhão de 120mm ou vice-versa, ao meu ver, beira a burrice. Agora com este novo comandante… Read more »

Oráculo
Oráculo
18 dias atrás

Atentem para essa frase:

“A montagem final dos veículos é realizada na fábrica de Sete Lagoas, onde diversos componentes nacionais são integrados.”

Assim será com o Centauro 2 versão Tupiniquim.

Para o desespero de Tonico e demais fãs dos Chinas.

FERNANDO
FERNANDO
Reply to  Oráculo
18 dias atrás

Bom.

A6MZero
A6MZero
Reply to  Oráculo
18 dias atrás

Calma lá minha gente apenas um contrato de um lote de 32 veículos foi assinado, não sabemos nem se vão cumprir o programa e comprar os 186 previstos, e dado o histórico de nossas compras e programas militares …
e já estamos pensando em Centauro-II?

Melhor terminar primeiro com o básico e barato antes de ir atrás do complexo e caro.

Last edited 18 dias atrás by A6MZero
Tomcat4,2
Reply to  A6MZero
18 dias atrás

“Sua falta de fé é perturbadora”
Darth Vader

A6MZero
A6MZero
Reply to  Tomcat4,2
18 dias atrás

Fé eu até tenho o problema é com o histórico mesmo.

e sensacional a referência a star wars haahh

Caio
Caio
Reply to  A6MZero
18 dias atrás

O ufanismo não tem limites, nem percebem a discrepância de uma aquisição mínima, perante a 22 bilhões de dólares “gastos com a defesa” no ano passado.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
18 dias atrás

Se os veículos vierem na mesma configuração da 1° foto, então pense num veículo que impõe respeito. Espero que o EB tenha grana pra mais lotes desse veículo.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
18 dias atrás

EXCELENTE! Toda caminhada começa com o primeiro passo, veículo muito moderno e modular, que seja a primeira viatura de muitas.
Paralelo a isso, essa viatura pode ser empregada em diversas missões, e vai facilitar muito missões nas favelas do rio que porventura venham a ocorrer, menor e mais ágil que o guarani, perfeito para aquele cenário, possui blindagem para entrar e sair numa boa. Pode futuramente também portar mísseis antitanques, e torres remax.
Mais uma bela aquisição.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
18 dias atrás

Em off: Parece que as viaturas Oshkosh M984 estão previstas para serem entregues esse ano. Segue o link
https://www.youtube.com/watch?v=p1hWIfWpR8Y

Tomcat4,2
Reply to  Heinz Guderian
18 dias atrás

Heinz, conforme noticiado na T&D os 20 M984 foram trocados por 20 veículos de socorro 6×6 novos ( quem sabe MaxxPro MRAP Recovery Vehicle ou M1089 Wrecker ).

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Tomcat4,2
18 dias atrás

tem o link dessa notícia? Foi noticiado pelo EB? estou surpreso, o EB tem uma tara em 6×6 só pode.

Flanker
Flanker
Reply to  Heinz Guderian
18 dias atrás

Entra no site da tecnodefesa e vai achar bem fácil.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Tomcat4,2
18 dias atrás

Perfeito. Só se esqueceu de um detalhe, os 6×6 serão novos e não usados.

Tomcat4,2
Reply to  Welington S.
18 dias atrás

Uai meu caro está escrito lá …”por 20 veículos de socorro 6×6 novos.rs

Welington S.
Welington S.
Reply to  Tomcat4,2
17 dias atrás

Vish, verdade. Caramba, eu fui cegueta agora, rs. Perdão.

Fers
Fers
Reply to  Heinz Guderian
18 dias atrás

MaxxPro MRAP Recovery Vehicle

Oráculo
Oráculo
18 dias atrás

Uma excelente aquisição do EB.

Bem que o sonho/plano de ter mais de 1.400 unidades em nossas OMs poderia virar realidade.

Oremos…

Flanker
Flanker
18 dias atrás

Além desse lote de 32 unidades, tem o lote de 16 unidades, adquirido em 2018 e já recebidos e que foram, se não me engano, para o 15º RCMec, no RJ.

Tomcat4,2
Reply to  Flanker
18 dias atrás

Estes são usados e vindos direto do exército italiano para já serem,e foram, usados na intervenção no RJ e foi por compra direta feita pelo atual MD o general Walter B.Netto .

Flanker
Flanker
Reply to  Tomcat4,2
18 dias atrás

Sim, eu sei disso tudo.

rdx
rdx
Reply to  Tomcat4,2
18 dias atrás

Isso. E o TCU está cobrando explicações por essa e outras compras com o dinheiro destinado às forças policiais do RJ.

Velame
Velame
Reply to  rdx
18 dias atrás

Isso é fácil de explicar. Só um exemplo. As Ford Rangers compradas para a PMERJ durante a intervenção federal ja estão em grande parte paradas, seja por falta de mnt ou sabe Deus porque, no EB durariam 20 anos tranquilamente.

rdx
rdx
Reply to  Velame
17 dias atrás

A explicação é simples. Eles participam de uma guerra urbana diária e vocês são aquartelados…e jamais usaram seus veículos em combate. E seu argumento não tem nada a ver com a apuração do TCU. Um dos questionamentos do TCU é porque a intervenção não comprou blindados para a PMERJ…apesar de ter desviado uma graninha para os 16 LMV.

Last edited 17 dias atrás by rdx
Gabriel
Gabriel
Reply to  rdx
17 dias atrás

Sério mesmo, “defendendo” a PMERJ?

Meu camarada, você conhece o RJ?

Se a PMERJ fosse minimamente eficiente, jamais o Exército seria usado “como se polícia fosse” no RJ.

Simples assim.

rdx
rdx
Reply to  Gabriel
17 dias atrás

Conheço bem mais que você. Simples assim? Deixa de ser ingênuo. A PMERJ nunca perdeu o controle do policiamento ostensivo. O EB se deixa envolver porque tem interesse em controlar a segurança pública dos estados (assim como ocorreu durante o regime militar)…e nas gordas verbas da GLO.

Last edited 17 dias atrás by rdx
Agnelo
Agnelo
Reply to  rdx
17 dias atrás

Que comentário louco…… “se deixa envolver”…. os governos anteriores pediram “pelo amor de Deus” pro EB operar em mais 2 complexos além de Alemão e Maré e foi feito um trabalho hercúleo pra evitar isso. O próprio Alemão e Maré foram entubadas sem a menor noção por parte do GF, aliado dos cagalhões dos governadores do RJ.
Verbas gordas do GLO…………….
Vi muuuuuuuito bem quem queria os $$ da GLO e Intervenção pra acertar tudo “daquele jeito”……

rdx
rdx
Reply to  Agnelo
17 dias atrás

O TCU sabe muito bem quem desviou o $$. Tanto se envolveu que já estavam de malas prontas para o RJ. Só falta você dizer o EB não tinha interesse em dominar a secretaria de segurança do RJ.

Last edited 17 dias atrás by rdx
Agnelo
Agnelo
Reply to  rdx
17 dias atrás

Desviou????
Com certeza, vc não sabe, mas o Interventor, na primeira semana, solicitou ao TCU pessoal para acompanhar TODO o gasto da Intervenção.
Só saia $$ de lá com aprovação de quem estava lá assessorando.

Velame
Velame
Reply to  rdx
17 dias atrás

Participam sim, e dos dois lados! E se você conhecesse o histórico de (mau) uso dos blindados pela PMERJ iria entender o porque do EB não comprar blindados para esse pessoal.

rdx
rdx
Reply to  Velame
17 dias atrás

Quem é você para avaliar o uso de blindados policiais? Não compra porque os especialistas em caviar e Picanhas maturadas têm medo em enfrentar a PM em um hipotético combate interno…por mais absurdo e incrível que pareça.

Velame
Velame
Reply to  rdx
17 dias atrás

Medo de enfrentar a PMERJ… cara você vive em que mundo? Sai do sofá camarada! O uso a que me refiro não é o do emprego tático do veiculo, eles sabem fazer isso. Ensinamos bem. Digo do aluguel dos mesmos para traficantes, milicianos e outros absurdos que infelizmente ainda vemos na PMERJ.

Last edited 17 dias atrás by Velame
Velame
Velame
Reply to  rdx
17 dias atrás

Medo de enfrentar a PMERJ… cara você vive em que mundo? Sai do sofá camarada! O uso a que me refiro não é o do emprego tático do veiculo, eles sabem fazer isso. Ensinamos bem. Digo do aluguel dos mesmos para traficantes e outros absurdos que infelizmente ainda vemos na PMERJ

rdx
rdx
Reply to  Velame
17 dias atrás

Ensinou quem? Me poupe! Em treinar traficantes de drogas a brigada paraquedista é especialista. Aliás, vocês ainda dividem pelotões por facção?

Velame
Velame
Reply to  rdx
17 dias atrás

A PMERJ luta do lado de quem paga mais. Isso é público e notório. O pobre do policial não pode confiar no cara que divide armário com ele. Você é só um falastrão de internet. Não sabe nada do Exercito, e muito menos da Brigada. Sai do sofá guerreiro.

rdx
rdx
Reply to  Velame
17 dias atrás

Preconceito estúpido e leviano. O mais curioso é que vocês sonham em receber instrução no BOPE e se misturar com eles. Você ainda não me respondeu. A brigada continua separando pelotão por facção? Posso falar do EB com propriedade porque já pertenci as suas fileiras.

Velame
Velame
Reply to  rdx
17 dias atrás

Eu recebi instrução no BOPE. Não tenho problema com isso. Excelentes no que fazem e os melhores são oriundos da Brigada. O BOPE é uma exceção. A PMERJ como um todo é maltrapilha. Sua pergunta mostra o seu caráter. Se pertenceu mesmo ao EB esta explicado o recalque, o boot e o brevê não são para você. Volta pro sofá.

rdx
rdx
Reply to  Velame
17 dias atrás

Eu recusei o boot e o brevê. Tenho outros brevês mais valiosos.

Velame
Velame
Reply to  rdx
17 dias atrás

A gente só recusa aquilo que é dado, o boot e o brevê tem que conquistar. Só lamento por você. Agora volta pro sofá.

rdx
rdx
Reply to  Velame
17 dias atrás

Piada! Graças a Deus eu recusei o convite para fazer o curso pqdt. rsss. Nunca gostei dessa pagação de mistério, mas respeito. É válida para preservar o espírito de corpo.

Agnelo
Agnelo
Reply to  rdx
17 dias atrás

Cara………. q loucura……… enfrentar PM….. da onde tirou isso……. Bld de PM dá pra arrebentar com AT-4 e CSR…..até o velhinho Cascavel com canhão 90…… fala sério…..
Qual armamento da PM??? Q levam nos Btl do EB pros Cabos armeiros fazerem a Mnt de 1º….. PRIMEIRO escalão….. q o recruta sabe de pé nas costas?
Poupe o leitor desse embuste dos OSP do RJ……. poupe.

rdx
rdx
Reply to  Agnelo
17 dias atrás

Me poupe você. Uma PM armada com centenas de blindados sobre rodas com metralhadoras, lança rojões e 40 mil fuzis e metralhadoras Minimi poderia derrotar o EB em combate. E o trauma de 32? Você conhece a História tão bem quanto eu. Tanto tem medo que existem as IGPM e uma série de mecanismos para controlar o poderio bélico das PMs.

Last edited 17 dias atrás by rdx
Agnelo
Agnelo
Reply to  rdx
17 dias atrás

fala sério………. Tive metade do meu tempo de serviço no RJ, e participei de tudo lá. Vi esse padrão ai…..

Agnelo
Agnelo
Reply to  rdx
17 dias atrás

Essa é bem simples de responder….. os Bld 4×4 NÃO foram comprados para a PMERJ ou PC. Foram comprados para intervenção, com os recursos para a intervenção, mas não com destino em rubrica CERTA para aquisição de material para os OSP/RJ. Tá no TCU, por causa de esperneio para se conseguir esse carro. Além disso, os Bld das polícias do RJ não estão quebrados porque estão em missão e os do EB estão aquartelados. Estão parados porque NÃO houve planejamento para aquisição, emprego, manutenção e desfazimento deles. As aquisições foram feitas “daquele” jeito….. como tudo q os OSP tem feito… Read more »

rdx
rdx
Reply to  Agnelo
17 dias atrás

Você está equivocado. As polícias do RJ estão com dificuldades para manter seus blindados porque o GIF NÃO investiu nesse tipo de equipamento policial…indispensável no RJ diga-se de passagem. A maioria dos blindados está parada por colapso mecânico e perdas em acidentes e combate. É o famoso atrito em combate.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  rdx
17 dias atrás

Nunca vi alguém falando tanta M#Rd@ numa postagem que nem você, camarada.

rdx
rdx
Reply to  Heinz Guderian
17 dias atrás

Vai te catar, seu moleque.

Agnelo
Agnelo
Reply to  rdx
17 dias atrás

O GIF deu todas as ferramentas para q os OSP se reestruturassem e continuassem ECD Rlz suas tarefas corretamente….
Obviamente, não é o q realmente querem….

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Velame
15 dias atrás

Bobagem ou não, uma coisa ele está certo..

O EB se metia demais nas armas que cada depto de Polícia pode ou não ter…

Cada polícia sabe a sua necessidade e o seu poder aquisitivo, não tem porque o exército se meter nisto.

Isto começou a mudar no Governo do Bolsonaro..

rdx
rdx
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
14 dias atrás

Rodrigo, eles não sabem nada ou fingem não saber. O EB sempre foi desarmamentista. O Bolsonaro acabou com essa palhaçada. No passado, o EB foi contra a aquisição de pistolas .40 pelas forças policiais brasileiras. Se dependesse dos generais as polícias brasileiras ainda estariam usando revólver .38. Nem vou falar dos fuzis. Também sempre foi contra a aquisição de blindados pelas forças policiais do RJ…embora exista previsão para tal regulamentada pelo próprio EB. Não estamos falando de blindados militares mas de simples transportes de valores 4×2 adaptados…que já salvaram a vida de centenas PMs nos últimos 20 anos, diga-se de… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  rdx
13 dias atrás

Eu sou CAC…sei bem..

carcara_br
carcara_br
18 dias atrás

Numa matéria da 4 rodas de 2019 dizia que o valor de cada unidade era de R$1,6kk, além de italiano custa igual uma ferrari também, ao menos está sendo montado aqui, o que gera algum retorno pra população civil.

Last edited 18 dias atrás by carcara_br
Allan Lemos
Allan Lemos
18 dias atrás

“O LMV-BR foi escolhido em 2015 pelo Exército Brasileiro como a nova Viatura Blindada Multitarefa”

O carro foi escolhido em 2015 e a primeira unidade só foi entregue 6 anos depois? Só rindo mesmo.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Allan Lemos
18 dias atrás

O trâmite burocrático, criado inicialmente como modo de prevenção contra desvios, se mostrou um verdadeiro tiro no pé, tornando cada processo de compra dependente de inúmeras etapas, procedimentos e assinaturas. Agora some isto a pouco espaço orçamentário para investimentos com a morosidade existente e bem reconhecida de qualquer setor público e temos isto aí. Inúmeras notícias de projetos, protótipos e compras de pouquíssimas unidades. Praticamente nenhuma notícia realmente efetiva. Literalmente, tudo a conta-gotas como disse outro comentarista.

Last edited 18 dias atrás by MMerlin
Satyricon
Satyricon
18 dias atrás

Excelente aquisição
Só não entendo o porque do CFN não adotá-lo, ao invés dos caríssimos JLTV

rdx
rdx
Reply to  Satyricon
18 dias atrás

Porque o CFN não compra lixo.

Oráculo
Oráculo
Reply to  rdx
18 dias atrás

Lixo usado por vários países da OTAN e até pela Rússia.

Mas vai explicar isso pros vira-latas…

rdx
rdx
Reply to  Oráculo
17 dias atrás

Lixo descartado pelo exército britânico que o empregou exaustivamente em combate.

Satyricon
Satyricon
Reply to  rdx
17 dias atrás

Estranho é que o Regimento Lagunari (fuzileiros italianos) o usam regularmente. Tem até a coragem de usá-los em zona de guerra:
https://www.google.com/search?q=reggimento+lagunari&client=ms-android-motorola-rev2&prmd=nimv&sxsrf=ALeKk01B7pd8k7d-LGul0PT6ZN85Qi3OHQ:1619740185870&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=2ahUKEwiQuKCz0qTwAhV7HrkGHbyBD3wQ_AUoAnoECAMQAg&biw=412&bih=733&dpr=2.63#&biw=412&bih=733

São mesmo uns irresponsáveis
Certo mesmo está o CFN..

Satyricon
Satyricon
Reply to  Satyricon
17 dias atrás
Juarez
Juarez
Reply to  Satyricon
14 dias atrás

Sim ,uma u idade militar italiana iria usar o que. Agora lá vão lá no ouvido deles e pergunta se em combate com fogo direto em que veículos eles gostariam de estar:
No LMV ou JLTV???

Juarez
Juarez
Reply to  rdx
14 dias atrás

Exato.

Barak MX para o Brasil
Barak MX para o Brasil
Reply to  Satyricon
18 dias atrás

Veículos de categorias diferentes. O JLTV é praticamente um trator militar.

Oráculo
Oráculo
Reply to  Barak MX para o Brasil
17 dias atrás

Excelente definição. O JLTV é um monstro. Já o Lince, que aqui vai se chamar LMV-BR, apesar de ser um pouco inferior ao “trator militar”, atende perfeitamente as necessidades do EB, cujas funções exigem desde guerra convencional, até subir morros cariocas nas operações GLO, coisa que ele já fez com o Lince durante a intervenção militar na cidade outrora maravilhosa. E obviamente o que pesou também foi principalmente a questão preço, pois o EB sonha com mais de 1.400 unidades desse veículo. O LMV-BR vai custar cerca de 1.6 milhões de reais a unidade, nesse primeiro contrato do EB prevendo… Read more »

Juarez
Juarez
Reply to  Oráculo
14 dias atrás

Vamos ver na hora que chegar a conta da manutenção.
Te aviso que os Britânicos não aguentaram, fora os intermináveis problemas de durabilidade do motor e dos componentes elétricos e eletrônicos.

Satyricon
Satyricon
Reply to  Barak MX para o Brasil
17 dias atrás

Barak, tu me parece um cara razoável, então não me leve à mal.
Já parou pra pensar que para a missão a que o JLTV se destina, hoje o CFN utiliza um Land Rover Defender com teto de lona?

Juarez
Juarez
Reply to  Barak MX para o Brasil
14 dias atrás

Só que ele custa quase a mesma coisa que o LMV que pensa que e,mas não é.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Satyricon
18 dias atrás

O CFN testou esse veículo e para eles o JLTV foi o que melhor atendeu todos os requisitos. Sem contar que o JLTV é o veículo que realmente combina com o CFN devido toda a questão de terreno e etc. A compra do JLTV, ao meu ver, foi excelente.

Juarez
Juarez
Reply to  Satyricon
14 dias atrás

Porque o CFN e uma instituição profissional, pragmática, operacional e precisa de algo que funcione e opere plenamente no TO.
Comprou o que tem de melhor no mundo, hoje: o JLTV, e não um Candando com motor de Van, cheio de problemas e que o exército Britânico deu baixa por não tolerar os custos de operação.

Satyricon
Satyricon
Reply to  Juarez
14 dias atrás

Juarez,
Isso faz do EB o que então?

Juarez
Juarez
Reply to  Satyricon
14 dias atrás

Uma instituição que se nega veementemente a evoluir, mudar e priorizar qualidade material e humana em detrimento da quantidade.
Quando sangrar vai entender.

Satyricon
Satyricon
Reply to  Juarez
13 dias atrás

Juarez discordo, pois ambos sabemos do que a MB/CFN é capaz (em termos de c@g@da)
Criar toda uma linha logística nova para apenas uma dúzia de veículos é de uma insensatez absurda. E os custo vão refletir isso.

Juarez
Juarez
Reply to  Satyricon
11 dias atrás

Não, não e, porque eles vão compartilhar doutrina, spare parts, manutenção e experiência operacional com o maior operador do veículo, o US ARMY, e ainda vai poder usar a prateleira de peças deles comprando via FMS pelo mesmo preço que o contribuinte americano paga.
Estamos falando um operador com mais fé 5900 veículos.
Escala de produção e tudo.
Quando chegar a conta da manutenção do Candango da Barbie, nos vamos conversar.
Vai ser a versão do EB do Scorpene….

willhorv
willhorv
18 dias atrás

Acredito que vão trabalhar/operar junto aos Guaranis, não? Na razão de 1 para cada 8 ou 10. Ou seja, não devem passar de 160/200 unidades.
Mas levando em conta que, se deveria ter mais guarani, este LMV também subiria de unidades…mas aqui tudo é contado, demorado, cansativo, vergonhoso, infame….mas inversamente proporcional a soldos e pessoal. Até quando meu povo. Até…

Japaman
Japaman
18 dias atrás

Me perdoem os amigos! Mas pensar no tamanho do país, na diversidade de biomas, terrenos e climas, e o país contratar “apenas” 30 e poucas viaturas. Que piada!

Abraços.

Paulo
Paulo
17 dias atrás

Olá para todos. A melhor aquisição para o EB de todos os tempos é a modernidade a caminho com umas 5.000 unidades desta e uns 15000 guaranis, inclusive com torre de 105 mm estamos muito bem servido.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Paulo
17 dias atrás

15 mil Guaranis? Eita, que legal, 01 Guarani pra cada. Perdi a parte onde lançaram esse programa…meu guarani minha vida

Paulo
Paulo
Reply to  Felipe Morais
17 dias atrás

kkkkkkk…é bom q da um para cada um, assim cuidam dele e justificam o salário…principalmente do alto escalão e suas filhas kkkkkkkk. Seria legal ver um desses limpando e cuidando do que só ficarem de boa

Last edited 17 dias atrás by Paulo
rdx
rdx
Reply to  Paulo
17 dias atrás

Pérola do dia.

Matheus
Matheus
Reply to  Paulo
17 dias atrás

Voces querem um Brasil tão armado quanto os EUA, mas esquecem quantas guerras os EUA estão hoje em dia e em quantas o Brasil está.
Não sei se é criança sonhando ou apenas um adulto muito ignorante.

Teropode
17 dias atrás

A IVECO é uma gigante e o Brasil faz bem em ter uma parceria com ela . A compra deste veículo foi motivada principalmente pela necessidade de se ter algo razoável para operações de paz pela ONU , acredito que a compra reduzida visa dotar o EB desta capacidade , fazer patrulhas em áreas de conflito dentro de Marruá com caçamba de lona não dá né pessoal ! Espero que eles comprem mais uns 2lotes ( já estaria de bom tamanho ) . Focar nos blindados do front é a prioridade , que venham Leopard , Bradley , Centauro e… Read more »

Juarez
Juarez
Reply to  Teropode
14 dias atrás

Se depender deste aí vai faltar caixão e saco preto.

elcimar f. menassa
elcimar f. menassa
12 dias atrás

quem acertou em cheio foi mesmo o corpo de fuzileiros navais do brasil ao adquirir o LTV americano…esse da iveco também é uma ótima viatura.
mas o CFN vais estar melhor equipado

Odilson de Mello benzi
Odilson de Mello benzi
9 dias atrás

acho importante citar que essa viatura, segundo os requisitos operacionais publicados, não e uma VBMT-LSR…essa viatura e uma VBMT-Rec, pois esta equipada com REMAX. A VBMT-LSR é equipada com torreta manual.

Reportagens Especiais

Uma ‘cobra não criada’: Engesa EE-3 Jararaca 4×4

Por Fernando De Martini Nas fotos, um dos dois protótipos do EE-3 Jararaca 4x4 recebidos pelo Exército Brasileiro a partir...
- Advertisement -
- Advertisement -