quinta-feira, julho 29, 2021

Saab RBS 70NG

6º BIL finaliza preparação para certificação em sistema de prontidão

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Resende (RJ) – No dias 26 e 27 de abril, o 6º Batalhão de Infantaria Leve (6º BIL) realizou, no Campo de Instrução da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), um exercício no terreno com o efetivo do batalhão integrante da Força de Prontidão (FORPRON) da Brigada Aeromóvel.

O objetivo foi finalizar o preparo dos militares, assim como do material utilizado individualmente ou coletivamente pelas frações, para a participação do 6º BIL no segundo ciclo de certificação do Sistema de Prontidão do Exército Brasileiro (SISPRON). Essa etapa está prevista para o final do mês de maio de 2021.

A ação seguiu as diretrizes e o planejamento de instrução do Comando da 12ª Brigada de Infantaria Leve Aeromóvel (12ª Bda Inf L Amv) quanto ao preparo da Força de Prontidão, tropa de emprego estratégico da Força Terrestre.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

- Advertisement -

13 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Celso Sugiura
Celso Sugiura
2 meses atrás

A metralhadora, no tripé, está com redutor de calibre?

Talisson
Talisson
Reply to  Celso Sugiura
2 meses atrás

Nãoé um obturador pra festim?

ALFA BR
ALFA BR
Reply to  Celso Sugiura
2 meses atrás

Reforçador para tiro de festim.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
2 meses atrás

Instrução senhores….o exercito não para….tenho orgulho de um dia ter feito parte de uma das instituições federais mais respeitadas pela população.

O livro ponto de todas instituições governamentais deveria ser obrigatório e publicado para toda população.

Last edited 2 meses atrás by Rafaelvbv
ALFA BR
ALFA BR
2 meses atrás

Uma das melhores brigadas do EB. Bom ver que estão recebendo equipamentos mais modernos e melhores, além do treinamento constante.

Única coisa que falta é dotar esse pessoal com MAC (Míssil Anticarro), assim como a Brigada de Infantaria Paraquedista.

Bardini
Bardini
2 meses atrás

Não existe nenhuma diretriz que obriga o combatente a utilizar um óculos de proteção em operações e treinamentos?
.
É um recurso extremamente barato de adquirir e fácil de implementar na tropa.

Last edited 2 meses atrás by Bardini
IgorCav
IgorCav
Reply to  Bardini
2 meses atrás

Kit EPI é previsto em instruções onde ocorre tiro real, mas, em alguns exercícios, pode ocorrer uma flexibilização. Gostaria um dia que tivéssemos aqueles óculos americanos na nossa tropa, dentro da cadeia de suprimentos.

Augusto Motta
Augusto Motta
2 meses atrás

Essas fotos dos soldados empunhando pelo carregador são de doer…vixe.

Manuel Souza
Manuel Souza
Reply to  Augusto Motta
2 meses atrás

O IA2 tem a pegada ali mesmo. É padrão do fuzil.

IgorCav
IgorCav
Reply to  Augusto Motta
2 meses atrás

Camarada, se me permite, onde está o problema?

jovane da silva
jovane da silva
2 meses atrás

Senhores , o soldado em 1º e 3º plano na primeira foto está empunhando o fuzil de forma errada ??? ou eu estou vendo coisa …

Eduardo Oliveira
Eduardo Oliveira
Reply to  jovane da silva
2 meses atrás

Não estão. A Imbel colocou um frontal grip bem colado ao carregador de fábrica e no próprio manual do armt diz que pode ser empunhado assim. A empunhadura que não pode é segurando embaixo do carregador ou com toda a mão abraçando o carregador.

IgorCav
IgorCav
2 meses atrás

Saindo um pouco da matéria, mas fazendo um gancho. Não consigo entender o CIGLO no 28º BIL. Quem serve ou serviu no Rio de Janeiro, que tenha participado em alguma operação em comunidade sabe o que eu vou falar, é discrepante a diferença de adestramento das tropas oriundas do Rio e as de outras brigadas, referente ao combate urbano.

Últimas Notícias

Armamento multifuncional que entende o campo de batalha moderno

Hoje em dia as tropas enfrentam uma gama mais ampla de desafios e, para obter sucesso, é preciso contar...
- Advertisement -
- Advertisement -