terça-feira, junho 15, 2021

Saab RBS 70NG

Gigantes de tecnologia pedem subsídio a governo dos EUA para produção de chips

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Alguns dos maiores compradores de chips do mundo, incluindo a Apple, a Microsoft e o Google, da Alphabet, estão se juntando aos principais fabricantes de chips, como a Intel, para criar um novo grupo de lobby e pressionar o governo dos EUA por subsídios para a fabricação de chips.

A recém-formada Aliança por Semicondutores nos Estados Unidos, que também inclui a Amazon Web Services, da Amazon, disse nesta terça-feira que pediu aos parlamentares norte-americanos que financiem a o projeto de lei CHIPS for America – para a qual o presidente Joe Biden pediu ao Congresso um investimento de 50 bilhões de dólares.

“O financiamento robusto do CHIPS Act ajudaria os Estados Unidos a construir a capacidade adicional necessária para ter cadeias de abastecimento mais resilientes, garantindo que tecnologias críticas estarão disponíveis quando precisarmos delas”, disse o grupo em uma carta aos líderes democratas e republicanos de ambas as casas do Congresso dos EUA.

A escassez global de chips atingiu duramente as montadoras. A Ford até afirmou que poderia reduzir pela metade a produção do segundo trimestre. Grupos da indústria automotiva têm pressionado o governo Biden para garantir o fornecimento de chips para as fábricas de automóveis.

A nova aliança inclui algumas outras indústrias consumidoras de chips, com membros como AT&T, Cisco, General Electric, HPE e Verizon. Ela adverte contra ações do governo que favoreçam uma única indústria, como as montadoras.

“O governo deve abster-se de intervir enquanto a indústria trabalha para corrigir o atual desequilíbrio entre oferta e demanda que está causando a escassez”, disse o grupo.

Empresas de tecnologia também estão sendo atingidas pela escassez de chips, mas de forma bem menos severa do que as montadoras.

FONTE: Investing.com / Reuters

- Advertisement -

107 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
107 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Guacamole
Guacamole
1 mês atrás

É a hora da CEITEC brilhar!

Não.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Guacamole
1 mês atrás

É a mentalidade de um fidalgo do séc. XVII.

M.@.K
M.@.K
Reply to  Guacamole
1 mês atrás

Pelo que me lembro, muito dinheiro público foi investido na CEITEC para depois ser vendido para a iniciativa privada por uma fração do valor.

fewoz
fewoz
Reply to  M.@.K
1 mês atrás

O ciclo se repete ad eternum na Bananalândia, ainda mais com o atual desgoverno. Os liberais brasileiros são os únicos no mundo com essa ideia patética de privatizar absolutamente tudo, ao mesmo tempo que não mostram interesse em apoiar empresas estratégicas. Mas para o tal “Mercado”, tudo. Eles têm que entender que o setor privado só tem interesse em lucros, não em Projeto de País.

Gabriel
Gabriel
1 mês atrás

Entendi. Empresas altamente lucrativas (Apple, a Microsoft e o Google, da Alphabet) estão solicitando que o Governo use recursos públicos para “construir a capacidade adicional necessária”. Por obviedade, se Governo usar recursos públicos, não será necessário o uso dos recursos privados, pelas mesmas Empresas. É claro que quando a escassez de chips estiver resolvida, esse “investimento feito pelo Governo”, na forma de subsídios, será devolvido…só que não! Como é fácil “colocar no colo” do Governo esse tipo de problema e a empresa se abster de usar recursos próprios. Essas empresas devem estar estudando o “modus operandi” das estatais do Brasil,… Read more »

Alexandre Galante
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

O projeto de Lei Chips for America foi incluído no National Defense Authorization Act, ou seja, é questão de Defesa Nacional.

Gabriel
Gabriel
Reply to  Alexandre Galante
1 mês atrás

Galante, concordo que existem questões de Defesa Nacional, que devem ter a intromissão do Estado (nem falo em Governo).

A questão é a “contrapartida” da empresa e “até quando” o Estado vai intervir, com recurso públicos, seja na forma de incentivo, subsídios, etc.

Os EUA são muito mais criteriosos nessa área, que “nós”.

O que me preocupa é justamente usar uma suposta intervenção pontual americana para justificar a manutenção de estatais brasileiras “teoricamente” estratégicas, que são latifúndios modernos.

Teropode
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

Ou o estado se mexe ou em pouco tempo estas “gigantes” acabam , tem que usar as mesmas armas do pseudo-capitLismo chinês ,além disto todo financiamento retornará em impostos , empregos e domínio tecnológico .

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Teropode
1 mês atrás

Descobriu a pólvora.
Basta o Estado financiar que retorna como impostos, empregos e etc.
Então faça isso em todos os setores como automóveis, aviões, agropecuária e etc. que os EUA vão sair do buraco em que estão.
A propósito.
Os EUA estão vivendo de ajuda financeira, subsídios e etc.
Isto não vai da certo.

Paulo Sollo
Reply to  Teropode
1 mês atrás

Amigo, o estado brasileiro é um gigantesco monstro parasita cuja função é manter grupos de mafiosos manipulando as verbas em causa própria em busca de enriquecimento ilimitado. E para manterem isto é instituída desde sempre a sabotagem ao ensino público e a empresas e empreendedores. São 500 anos de corrupção e desprezo por quaisquer tipos de ações que possam alavancar este país. O estado brasileiro(seus componentes) não é patriota, não tem empatia por seu povo, não tem misericórdia. É um monstro voraz e perverso. Quantos séculos mais de sofrimento e miséria serão necessários para o povo brasileiro abandonar sua postura… Read more »

nonato
nonato
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

Precisamos de independência.
Temos fábricas de chips nacionais brasileiras?

Jacinto
Jacinto
Reply to  nonato
1 mês atrás

O Brasil tinha a CEITEC, que era estatal. Mas o governo achou que ela dava muito prejuízo e resolveu extingui-la rpo decreto presidencial e hoje ela está em liquidação.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Velho…

Esta CEITEC é um delírio tão alto, quanto nacionalizar toda a infra-estrutura de telefonia e transmissão de dados.

Não vale a pena, o nosso atraso para ser tirado vai levar décadas e precisamos da infra agora. Entende ?

Os chineses que gastam uma bica, ainda não conseguiram chegar nem no cheiro da AMD, imagine da INTEL, por exemplo.

O Brasil deveria investir na parte “fácil” da tecnologia, como os indianos fizeram, o software..

Jacinto
Jacinto
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Se você acha que o único mercado que existe para um fabricante de semicondutores é concorrer com a Intel e com a AMD seu pensamento faz sentido.
Mas esta não é a realidade.
A realidade é que existe muito mercado para fabricantes de semicondutores mais simples, que não precisam de nanotecnologia, grafeno ou coisas parecidas. Pergunte para a HT Micron, Brasil Componentes, Idea! Electronic Systems… empresas brasileiras que atuam no ramo de semicondutores e que estão indo bem.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Nos governos “neoliberais” era anunciado com muita pompa que as privatizações levariam o braziu ao primeiro mundo…muitos acreditaram…A Vale Do Rio Doce foi vendida por R$ 3,3 Bilhões sendo que valia R$ 400 Bilhões…Quando privatizaram as Teles a tarifa do telefone fixo pulou de CR$ 3,00 para CR$ 13,00…as Teles valiam CR$ 100.000.000,00 e foram vendidas por 13… privatizar no braziu é ótimo…vejam o estado das ferrovias que foram privatizadas no passado…vejam quantos quilômetros já foram desativados e os que restam estão sucateados…quais estatais foram privatizadas que o serviço melhorou neste pais?…Telefonia, energia, transporte publico?…neste pais toda nossa infraestrutura é… Read more »

Joli Le Chat
Joli Le Chat
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Veja o que faz a CEITEC:

http://www.ceitec-sa.com/pt/SiteAssets/produtos-e-servicos/Cat%c3%a1logo%20de%20Produtos%20da%20CEITEC.pdf

Não parece a mesma coisa do que trata a matéria.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Joli Le Chat
1 mês atrás

E não é a mesma coisa, porque é mais fácil acreditar em Papai Noel do que acreditar que uma empresa começa produzindo chips de 5nm. Mas todas as que existem hoje começaram produzindo semicondutores simples, e foram agregando complexidade conforme foram crescendo. Ninguém – nem a Intel – começou produzindo semicondutores extremamente complexos.

RENAN
RENAN
Reply to  nonato
1 mês atrás

Não sabemos dopar o silício para fábrica um transistor
Então amigo não chegamos a 1970 ainda aqui

Dizem que a compra da tv digital foi para alguns integrantes da marinha aprender no Japão está tecnologia.
Porém nunca mais ouvi nenhuma notícia

Jacinto
Jacinto
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

Gabriel, os governos dos EUA – republicanos ou democratas – sempre oferecerem enormes subsídios a determinados setores de sua economia: agronegócio, derivados de petróleo, automóveis, construção civil, até ligas esportivas tinham (não sei se continuam a ter) subsídios governamentais. Este ai seria apenas mais um…

RENAN
RENAN
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

A contra partida está em se manter líder global.
É impossível aos EUA ser líder dependendo de importação de chip
Acredito que boa parte desta grana pública será para manter e ampliar o que se tem hoje.
Porém aliviaria o orçamento privado para direcionar a outra tecnologia o futuro quem sabe o Quantico.
Isso é uma merreca para os EUA e voltará em imposto.
Portanto no meu ver a contra partida está bem vantajosa
Forte abraço

Pedro
Pedro
Reply to  Alexandre Galante
1 mês atrás

Justamente. Como a China consegue manter gastos quase infinitos com empresas públicas, direcionando seus estudos e tecnologia, coisa que a área privada nunca faria, pois, só almeja o lucro, acho interessante fazer uma corrida tecnológica entre os dois gigantes.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

Quando eu digo que a china vai passar por cima.
Faz a continha de padaria de quanto custaria uma huawei ou NIO, tomar o lugar desta gigantes para os americanos.
Como brasileiro só digo uma coisa: que bom, vamos poder escolher o patrão, é sério.

Gabriel
Gabriel
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Como procuro ver sempre o “copo meio cheio”, talvez seja a primeira vez na história que “poderemos escolher” por interesse de Estado/econômico “o patrão” e não ser levados por ideologias (apesar de ter acabado na Guerra Fria, ainda está viva na mente de muitos).

Marcos
Marcos
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Essas empresas da china recebem vultuosos investimentos do governo deles. Normal para países que querem se manter na ponta.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

Porque não dizem que os países ditos ricos, ou seja, as nações hegemônicas das regiões frias do planeta são na verdade POBRES, são penúrias em riquezas naturais, todas elas: minério, água potável, subsolo fértil, sol, biodiversidade etc e que por isso fazem nosso país de colônia para encherem suas reservas não deixando nosso país crescer?…Porque não dizem que eles compram nossos políticos corruptos para que esses mesmo políticos possam desmantelar, esfacelar e sucatear nossas estatais, colocando assim, péssimos gestores, tirando investimento e impedindo que se faça investimentos nas estatais, enquanto empresas privadas do sistema financeiro internacional(cujo os mesmos donos corrompem… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Pedro Bó
Pedro Bó
1 mês atrás

Ué, e o Estado mínimo????

carcara_br
carcara_br
Reply to  Pedro Bó
1 mês atrás

É só pras colônias, interessante perceber como estado mínimo é uma ilusão vendida para os O-TÁ-RI-OS, quando os próprios fiadores da ideia precisam, eles mostram as garras.

Teropode
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Bobagem , eles não estão criando estatais , vcs viajam na maionese , o estado possui um papel fundamental na promoção de medidas que possam trazer segurança e promover a industrialização , isto é parceria e não um clube de apadrinhados , este é o papel do estado , inclusive em ações contra epidemias , a banania nunca vai chegar a este nível .

Rafa_Positronn
Rafa_Positronn
Reply to  Pedro Bó
1 mês atrás

Meu amigo

Estado mínimo é uma mentinha que foi contada para iludir uns trouxas que acham que fazem parte da nata de bilionários

kkkkk

São uns bobinhos mesmo

O pior é que todo dia eles têm isso esfregado nas ventas deles, mas nem assim eles se ajeitam

Se brincar, ainda estão iludidos com OCDE

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rafa_Positronn
1 mês atrás

É verdade.
Os grandes empresários sabem da importância do Estado como agente econômico.
Liberais, aqueles criados pelas avós, é que acham que essa baboseira tem aplicação.
Lembro daqueles maluquinhos que vinham falando de von Mises, como sendo os senhores da verdade.
Patético.

Teropode
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

😂😂😂😂😂😂💩

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

mas a China usou em grande parte as lições do Mises, Xings o Deng criou a China que vc admira e que esta conquistando o mundo e não foi seguindo o Marx nem o Stalin.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Mises é uma abstração teórica.
Quando estudei economia, era menos de meio semestre.
Era dada mais ênfase à realidade da teoria econômica com os modelos keynesianos.
Estudamos mais as teorias dos ciclos econômicos de Schumpeter.
Em tempo: Fui aluno do Prof. Ubiratan Iório, Diretor Acadêmico do Instituto Ludwig von Mises Brasil que foi meu orientador na minha Monografia.
Grande Mestre.

Teropode
Reply to  Rafa_Positronn
1 mês atrás

Entendo sua preocupação com o estado não parasitado mínimo , mas a matéria fale dos EUA e não de republiquetas , portanto sua observação é confete , não é função do estado ter uma penca de estatais mal administrada , aí estado cabe criar regras , fiscalizar e fomentar o bom desempenho de empresas particulares , vc jamais entenderia isto , preste atenção na publicação , ela não diz que as grandes empresas são estatais 💩

Jacinto
Jacinto
Reply to  Pedro Bó
1 mês atrás

E quando é que os EUA foram “estado mínimo”? Os EUA subsidiam o setor agrícola deles há décadas; igualmente subsidiado há décadas é o setor de gás e petróleo, construção civil e até a NFL é subsidiada.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Ué. Mas segundo os liberais tupiniquins, o Tio Sam é liberal, que o governo de lá não ajuda ninguem, e que só as melhores empresas que creecem, sem nenhuma ajuda do “estado malvadão…”

Jacinto
Jacinto
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Só idiota acredita nisso.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Mas o Brasil subsidia demais mesmo. O total de subsídios governamentais em 2019 foi de quase R$ 350 bilhões, o que é quase 5% do PIB…

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Sugiro que você pesquise os subsídios que o governo do Tio Sam dá pro seu setor agrícola e de mineração…em dólares, e fazendo a comparação, dá MUITO mais do que 5% do PIB brasileiro.
Tudo isso, enquanto exportam a idéia do “livre mercado” pros trouxas BR acreditarem.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Mas a realidade brasileira é bem diferente dos EUA. Você quer ideologizar uma questão que é – ou deveria ser – totalmente técnica, porque o custo para o país dos subsídios é matematicamente apurado. Como o Brasil é deficitário – e é deficitário por causa dos subsídios – o custo dele não é apenas o seu valor nominal: sobre ele ainda pagamos 3,5% ao ano, que é a taxa de juros da dívida pública. Os EUA também são deficitários e por isso o custo dos subsídios deles também é acrescido dos juros da dívida pública. Só que, para eles, a… Read more »

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

O “estado mínimo” tambem possui o maior empregador do mundo, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos com mais de 3,2 milhões de funcionários , na frente do Exército Popular de Libertação da China e do Walmart. Estado “enxuto ” Rsrsrs

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Pedro Bó
1 mês atrás

Esse negócio de “Estado mínimo” ou “menos Estado” é só pra trouxa de terceiro mundo.
Quer ver?
Tenta comprar a Lockheed Martin, pra você ver se o Tio Sam deixa…
Ué? O Estado Malvadão se intrometendo se uma empresa pode ou não ser vendida?
Ah, é…é uma empresa estratégica…coisa que o liberal BR desconhece…
Aqui, os liberais tupiniquins falam que “deve vender tudo”, mas na 1° crise, vão pedir arrego pro “Estado malvadão…”

Last edited 1 mês atrás by Willber Rodrigues
Rafa_Positronn
Rafa_Positronn
1 mês atrás

hauhauhauhahuhuauha

Agora eu ri

Cadê os Trilogiopatas metidos a “liberais sapatênis” ?

Não cansam de fazer papel de otário esses caras

Claudio Pepe
Claudio Pepe
Reply to  Rafa_Positronn
1 mês atrás

Os liberalóides entram em parafuso!

Danieljr
Danieljr
1 mês atrás

Empresas que valem mais de 1 trilhão de dólares pedindo ajuda ao governo para aplainar um terreno e construir uns galpões pra fabricar chips, só pode ser brincadeira.

Eles poderiam aproveitar essa aliança e fazer uma vaquinha, assim a “capacidade adicional necessária” sairá do papel bem rápido e sem impostos envolvidos.

Micheael
Micheael
Reply to  Danieljr
1 mês atrás

É melhor faz as coisas com o dinheiro dos outros que com o seu.

Faver
Faver
1 mês atrás

Caros foristas! Não há socialismo ou capitalismos puros no mundo! Há empresas dos estados, mistas ou com participação mínima, desde que com interesse público ou estratégicas. Sempre Interesses!!!! Países comunistas como os Estados Unidos (ops?!!!) não vendem o seu US Mail (Correios de lá que dá prejuízo e eles consideram estratégico). Há também empresas de crédito (Commodity Credit Corporation), bancos (Federal Financing Bank), e a participação pode chegar a 7.000 empresas. Participação federal e estadual… Nem a capitalista China (Ops?!), com milhares empresas estatais e que apresentam participação governamental, deixa de ter algumas empresas sem participação estatal. Qual o caminho… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Faver
Danieljr
Danieljr
Reply to  Faver
1 mês atrás

Concordo com você. Minha visão: geralmente eu sou abertamente favorável à privatização. O motivo não é ser estatal ou privado, capitalista ou socialista. É sobre como os impostos são administrados pelo governo e como este gere as estatais, pelo menos por aqui. Olhe o Brasil: todo ano quase todas as estatais saem em matérias da TV sobre corrupção, problemas com administração, falta de competividade, problemas com fundos de pensão, etc. “tal empresa tem 20 diretores”, “tal lugar paga 300 mil reais de salário”, “não tem auditoria desde 2001”, coisas que são irrelevantes para consumidores de empresas privadas, cada um paga… Read more »

Augusto
Augusto
1 mês atrás

Empresas gigantescas, as maiores do mundo, pedindo dinheiro para financiar seus projetos ao… Estado. É melhor o brasileiro passar a ter um pouquinho mais de maldade ao falar de “liberalismo”, “livre mercado”, “capitalismo”, etc.

nonato
nonato
1 mês atrás

Esse pessoal é cara de pau.
Era o que Trump estava tentando fazer.
Reduzir a independência da China e muitos desses bilionários ficaram contra Trump.
Tem que tirar toda dependência de produtos chineses.
O globalismo manda fabricar em qualquer país que seja barato mesmo que isso signifique acabar com a indústria local.

nonato
nonato
Reply to  nonato
1 mês atrás

Tipo a Apple manda fazer iPhone a preço de banana e vende pelos olhos da cara.
A Nike também.

Antoniokings
Antoniokings
1 mês atrás

Too late!

nonato
nonato
1 mês atrás

Não entendi.
Quem fabrica os chips?
Não são empresas americanas tipo Intel?
Por que o governo teria que dar 50 bilhões de dólares para a Intel?
Se for para incentivar outras empresas ou acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias tudo bem.
Mas se for só para fabricar, por que as empresas não constroem com urgência fábricas nos Estados Unidos?

Jacinto
Jacinto
Reply to  nonato
1 mês atrás

Nonato, se você vai gastar US$ 20 bilhões somente para construir uma fábrica, você vai precisar recuperar este investimento e até isso ocorrer você vai precisar de mais alguns bilhões como capital de giro. Uma fábrica nova não tem como competir com uma fábrica já estabelecida neste ramos de atividades sem subsídios. A escolha não é exatamente se vai haver, ou não subsídios, mas se esta indústria vai ou não se desenvolver nos EUA. Se os EUA querem que ela se desenvolva, então vai ter que subsidiar. Se achar que não vale a pena subsidiar, então é deixar que os… Read more »

nonato
nonato
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Se houver demanda não há problema.
Muitas dessas empresas lucram 10, 20 bi por ano.
Deveriam pedir garantia de que não iriam mais importar da China …

Jacinto
Jacinto
Reply to  nonato
1 mês atrás

Claro que há demanda. Mas sem subsídio, o produto do vizinho é mais barato. E quem é que vai pagar mais caro por um produto e ainda se comprometer a não importar um mais barato? Isso não existe.

nonato
nonato
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Mas não são as empresas consumidoras que estão pedindo?
Montadoras, Apple, Microsoft?
Bastava eles assinar contrato de que não iriam comprar de outro fornecedor.

Jacinto
Jacinto
Reply to  nonato
1 mês atrás

Acho que você não está entendendo Nonato. Estas empresas querem que os fabricantes de semicondutores tenham subsídios para que o preço do produto produzido nos EUA seja competitivo com os dos importados. Eles querem comprar do produtor americano – mas não querem pagar mais por isso. Se for para pagar mais, eles continuam como estão hoje.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  nonato
1 mês atrás

Empresas chinesas, taiwanesas e coreanas fabricam muitos mais e muito mais barato que empresas ocidentais.
Desta forma, caberia ao Governo americano subsidiar a produção para tentar igualar os custos.
Não é apenas para ajudar a construir prédios ou comprar máquinas.
É subsidiar cada chip produzido para igualar o preço do exterior.

Teropode
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Eles economizam com a pesquisa pois contam com teleguiados que se vendem por dollares , assim é fácil .

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Teropode
1 mês atrás

Tem de economizar bem mais.
Deficit orçamentário com recorde histórico de U$ 1,9 tri em sete meses.
Está ficando difícil por lá.

https://www.marketwatch.com/story/u-s-budget-deficit-widens-to-record-1-9-trillion-for-seven-months-11620842664?mod=home-page

Jacinto
Jacinto
1 mês atrás

Pessoal, para você entenderem um pouco da economia de semicondutores. A Tsinghua Unigroup, que é uma empresa chinesa, investiu US$ 52 bilhões para construir duas fábricas. Samsung investiu US$ 33 bilhões na sua. A Intel, investiu US$ 20 bi. Este é o nível de investimento pra se construir uma fábrica de semicondutores: uns US$ 20 bi para cada uma delas. Só que se a intenção dos EUA é entrar firme e competir com os chineses e sul coreanos, uma, duas, três fábricas não serão suficientes. Eles vão precisar de dezenas de fábricas, o que significa um investimento que fica perto… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Prezado Jacinto.
Uma empresa chinesa (não lembro se era a SMIC) deve entregar esse ano duas novas fábricas.
Apenas uma delas, será capaz de produzir 10% da produção mundial.
E digo mais.
Essa empresa deve entregar o primeiro chip de 7nm produzido sem tecnologia americana e,portanto, livre de embargos.
Quando isso ocorrer, será praticamente ‘end game’ para o resto da indústria.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Antonio,
7nm já está 2 gerações ultrapassado. Os processadores de 5nm já são realidade (são usados nos iphone 12) e 2021 deveria marcar o inícios da produção dos chips de 3nm (projetos já estão prontos) pela TSMC mas como está faltando semicondutores no mercado, é possível que o início da produção de 3nm acabe esperando a normalização do mercado.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Jacinto.
7 nm são suficientes para uma amplíssima gama de aparelho potentes como smartphones, eletrônicos e automóveis.
Menos do que isso é uma sofisticação que melhora os aparelhos,sim, mas os encarecem muito.
Portanto a China pode inundar o mercado com aparelhos eficientes, bem mais baratos e que atendam a 95% ou mais do mercado.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Em tempo.
Ontem mesmo eu li notícia de que as empresas chinesas já tiraram a Samsung da primeira posição de mercado em diversos países da Ásia, como Indonésia, Vietnã e outras, bem como em alguns da Europa como a Grécia.
Estão avançando na fórmula bom, bonito e barato.
Volto a lembrar que 95% das pessoas (eu me incluo) não estão interessados em um aparelho caríssimo com um chip de 3 nm que faz, basicamente, o que os outros fazem.
Não estou disposto a pagar muito mais por isso.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

De novo, a questão aqui é de margem de lucro. É sempre possível fazer um produto barato, baseado em tecnologias ultrapassadas, mas a empresa acaba entrando em um mercado de altíssima concorrência o que a força a reduzir as suas margens de lucro. A Samsung, por exemplo, não quer mais este mercado do smartphone de combate: ela quer o mercado premium, onde as margens de lucro são maiores, e o cliente é mais fiel às marcas e por isso aplicou um “raio goumertizador” em sua linha de produtos. E sobre os nossos hábitos de consumo, a gente precisa lembrar que… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

O problema de insistir na produção de semicondutores ultrapassados está na margem de lucros. Quanto mais ultrapassado, menor a margem e quanto menor a margem, mais difícil é reinvestir. A maior fabricante de semicondutores do mundo é TSCM e o que a trouxe para este patamar foi justamente a capacidade de estar sempre na vanguarda tecnológica. Eles já produzem desde 2019 (salvo engano) em 5nm e iriam começar a produzir os de 3nm este ano – mas talvez acabe atrasando por conta das consequências da pandemia. Soma-se a isso uma sacanagem (na minha opinião) das empresas que usam os semicondutores,… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Prezado Jacinto.

Coloque uma coisa na sua cabeça.
Quem hoje produz em 7nm, vai acabar chegando nos 5 nm e 3 nm.
Quem se especializa só em 5 e 3 nm não volta mais para os 7 nm.
Entendeu?
Perde o mercado básico.
Aí, quando a empresa que o produz básico alcança a outra, começa a disputar com os mais caros, mas tem muito mais bala na agulha.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Antonio, É claro que as capacidade produtivas evoluem. O problema é que a capacidade produtiva dos concorrentes também evoluem. 7nm são duas gerações de atraso e converter a produção de 7nm para 5nm não é só virar uma chavinha. O maquinário precisa ser calibrado e eventualmente substituído porque a precisão necessária para 5nm é 50% maior do que a necessária para 7nm. O que você quer sustentar é que é melhor produzir mais de um produto inferior, e ganhar no volume de vendas, mas esta lógica não se aplica ao mercado de semicondutores porque a diminuição da margem de lucro… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Prezado Jacinto. A TSMC vende de tudo para todos. Não se especializou em 7 nm ou 5 nm. O normal na indústria (em todos os setores) é vc evoluir de um produto menos sofisticado para um mais sofisticado. Vou dar o exemplo da VW. Ela começou com o Fusca e hoje tem uma ampla gama de autos de luxo, chegando a comprar marcas do setor como Audi e Lamborghini. A Mercedes que vende apenas carros de luxo. nunca conseguiu emplacar carros ‘mais baratos’. Quem é maior? Quem tem mais bala na agulha? A tendência são essas empresas ficarem cada vez… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Outro exemplo?
A MediaTek.
Começou com chips populares, agora lançou a linha Dimensity de alto desempenho e já a maior empresa do Mundo no setor, desbancando a Qualcomm.
A evolução da indústria é assim.
P.S. Não devemos esquecer que a Qualcomm estava para ser vendida para investidores estrangeiros (não lembro se de Hong Kong ou Cingapura), venda que foi barrada pelo Governo americano.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Há espaços para todo o tipo de indústria no mercado de semicondutores; mas nenhuma dela vai dominar o mercado com produtos tecnologicamente defasados, que é o seu argumento sobre a fábricas de 7nm.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Não é isso que estou querendo te dizer.
O domínio do mercado de 7 nm pelos chineses propiciará a eles dominar cerca de 80% ou mais do mercado.
Eles poderão ‘se virar’ por um bom tempo com esses chips, produzindo inclusive aparelhos 5G.
Depois, terão tempo mais que suficiente para desenvolver os seus 5 nm ou menores.
É o que chamei de ‘end game’.
Em tempo: Creio que as empresas chinesas já possuam cerca de 60% do mercado mundial de smartphones.
E crescendo.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Só para lembrar.
O que está acontecendo com a China é o mesmo que ocorreu com o Japão e a Coreia.
Só que em escala gigantesca.
Começaram com cópias baratas e produtos de qualidade e preços baixos.
Quando eu era criança (e põe tempo nisso) TV era Phillips, Philco, Grundig e etc.
Carros eram VW, GM, Ford.
Quase ninguém queria marcas japonesas.
Depois veio a Coreia com Samsung, LG (com o slogan ‘Life is Good’).
Era sinônimo de popular e barato.
Olhe agora.
O desenvolvimento da indústria é assim.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

A TSMC é a maior do mundo, ela vende para todo mundo porque vai abrindo uma fábrica atrás da outra. Embora seja de Taiwan, está abrindo fábrica em outros países – acho que até nos EUA eles querem abrir fábricas – mas se você olhar como a receita dela se distribui você vai ver que os de maiores margens são os mais modernos. É um circulo virtuoso em que ela entrou justamente porque conseguiu se destacar da concorrência ao fabricar produtos que estão na vanguarda.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

É ótimo, mas basicamente não é possível diminuir o tamanho dos transistor indefinidamente. O papel do estado é justamente pensar fora da lógica de mercado, qual era a diferença geracional na década de 80 do século passado? qual a diferença hoje?
Estratégia mais arriscada que existe a longo prazo é não fazer nada.

Last edited 1 mês atrás by carcara_br
Jacinto
Jacinto
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

A estratégia de não fazer nada, no mercado de semicondutores, é suicídio. Mas o tamanho do transistor não é o único caminho para melhorar a capacidade dos semicondutores. Materiais, têm o seu papel, assim como arquitetura.
Mas você tem razão: a evolução das capacidades dos semicondutores em termos de ganho de desempenho de uma geração para a outra está diminuindo. Mas ainda há lenha para queimar.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Só como exemplo.
Acabei de receber um e-mail de uma conhecida e-commerce chinesa oferecendo um Xiaomi Note 10 5G por R$ 838,00.
Aí vc acha que eu vou pagar 7 ou 8 mil reais em iPhone.
É ruim!

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Antonio, Talvez você não esteja disposto a comprar um iphone, mas existem outras pessoas que estão. A Apple espera vender entre 240 e 250 milhões de iphones 12 em 2021 e venderiam ainda mais se não estivessem com problemas na produção em virtude da falta de seicondutores… O preço do iphone no Brasil é uma bizarrice. O Iphone se tornou um símbolo de status social e exclusividade e por isso, paradoxalmente, as pessoas estão dispostas a pagar por ele muito mais do que ele vale. O valor do Iphone 12 nos EUA, como já expliquei, é o equivalente a menos… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

aí é vdd, mas os chinas não vão poder se acomodar pois uma hora o preço de produção vai cair, fora as pesquisas com GaN e Grafeno, que ainda continuam no ocidente, acredito que as tecnologias dos radares de GaN vai descambar para chips

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

O problema da China, são apenas as máquinas de produção de chips que utilizam um método de impressão com ultra-violeta profundo.
E essas máquinas são controladas pelos EUA, que têm parte da tecnologia.
Se não me engano, o primeiro chip de 7nm foi um Kirin da Huawei.
Os chips dela são dos melhores do mundo, mas tem de ser produzidos em outros países.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

poderia me dizer mais sobre essas máquinas de ultra-violeta profundo

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Essas máquinas são quase que exclusivamente produzidas por um empresa holandesa chamada ASML.
Ela é que vende para TSMC e outras.
Essa é a tecnologia que os EUA estão bloqueando para a China.
A anterior, só de ultra-violeta, permite a fabricação de chips até 14 nm (salvo engano).
A SMIC chinesa desenvolveu uma tecnologia baseada na antiga que permite a fabricação de 7 nm, que deverá ser lançada nesse 2021.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Em tempo.
A ASML emitiu comunicado, esse ano, afirmando que suas máquinas não são sujeitas ao embargo americano, mas o fato é que não vendem para os chineses.
Só as antigas.
Parece também que os chineses estão desenvolvendo uma tecnologia de gravação de chips baseada em laser, que pode produzir em 5 nm ou menos.
Mas, vai demorar um pouco a chegar no mercado.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

se o Brasil fosse entrar nesse ramo de vdd, deveria seguir com a China, eu acredito que sim os chineses vão superar esse embargo tecnollgico, ambos poderiam financiar pesquisas de chips em GaN

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Seria uma excelente oportunidade para aprendizado e desenvolvimento de mercado.

Diego
Diego
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Os chineses podem até conseguir fabricar chips de 5nm ou menos, mas isso não quer dizer que estão dominando 100% do processo de fabricação, logo, continuarão dependendo de outros países… Antes até era possível dominar todo o processo de desenvolvimento e fabricação de um chip, hoje, duvido muito, pois ficou muito complexo. Pra se ter uma ideia da complexidade do negócio, atualmente existem empresas, conhecidas como empresas de semicondutores sem fábrica, que apenas projetam dispositivos, enquanto as “pure play foundries”, apenas fabricam dispositivos para outras empresas, sem projetá-los. E mesmo essas grandes empresas, dentro de cada cadeia de produção, também… Read more »

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Jacinto e Antônio , ou algum colega bem disposto e que tenha esse conhecimento, saberiam me explicar o que é exatamente um reator epitaxial- “epitaxial reactors”.
Recentemente foi divulgada a notícia de que Draghi, primeiro ministro italiano, teria vetado a aquisição de uma pequena empresa italiana, a LPE SpA , que os chineses já tinham na luneta faz tempo.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Thiago A.
1 mês atrás

“LPE designs and makes epitaxial reactors for power electronics applications. Epitaxial reactors are crucial in the semiconductor industry since they allow a first chemical and thermal treatment for silicon, making it ready for chip manufacturing. LPE’s silica reactors can “find application in military field,” the decree says.

STMicroelectronics NV, the French-Italian chipmaker, is among LPE’s main clients, according to people familiar with the matter. LPE provides STMicro with epitaxial reactors, they added.”

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Thiago A.
1 mês atrás
Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Thiago A.
1 mês atrás

Prezado Thiago

‘Epitaxial reactors’ parece ser um novo processo de deposição de finas camadas de silício, para a fabricação de wafers para a indústria de semicondutores.
Esse processo demonstrou ser mais rápido na deposição dessas camadas de silício no topo do wafers e com controle absoluto, permitido maior pureza.
É bem complexo, mesmo.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Obrigado pelo esclarecimento Antônio.
Abs

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Thiago A.
1 mês atrás

Vou pesquisar.

Joli Le Chat
Joli Le Chat
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Fruto da Universidade de Tsinghua. Olha aí a universidade dando resultados excelentes para a sociedade.

Torço para que aconteça alguma coisa parecida no Brasil.

zézinho
zézinho
1 mês atrás

As verdadeiramente gigantes da tecnologia são a Tesla e a Space X do inigualável Elon “khan” Musk, futuro Imperador de Marte!!

Caio
Caio
1 mês atrás

E os olavista querem que as empresas tecnológicas nacionais se virem sozinhas.
Ignorância histórica, em especial do desenvolvimento econômico, é florida.

Last edited 1 mês atrás by Caio
Teropode
Reply to  Caio
1 mês atrás

Aqui vivem em dois extremos , estado inchado ou estado raquítico .

Caio
Caio
Reply to  Teropode
1 mês atrás

Tá aí uma verdade, no Brasil é 8 ou 80, não é uma sociedade que consegue pensar no equilíbrio.

Foxtrot
Foxtrot
1 mês atrás

Enquanto isso a banana Land desativa sua única indústria de semi condutores e chip,s.
Enquanto compra inu.eros equipamentos militares importados cheios de Chips (sabe-se lá como estão. Cheios de espionagem e back Dors).
Triste !

Carlos Campos
Carlos Campos
1 mês atrás

aqui se os governos anteriores tivessem abacado com a farra da CEITEC que só recebia dinheiro e pouco produzia, tivesse colocado ela pra produzir chips menos modernos, mas que desse para atingir um mercado considerável, tivesse feito o IPO da empresa para atrair mais dinheiro para equipar a empresa com máquinas modernas e comprada licenças de produção de chips mais modernos nos celulares que são feitos em Manaus por exemplo, estaria viva, mas havia pouca iniciativa do governo PT, MDB e agora do Bonoro veio e acabou com a empresa. o que nos falta é capacidade de gerenciar o que… Read more »

Andromeda1016
Andromeda1016
1 mês atrás

Estão certos, afinal se não fizerem nada terão o mesmo destino do Japão que hoje em dia não passa de uma sombra do que já foi no passado nesta área. Países desenvolvidos chegam a esse patamar graças a um estado forte e a China é o melhor exemplo moderno para este caso.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Andromeda1016
1 mês atrás

Pode me chamar de teorico da conspiração, mas pesquisando o que aconteceu com o Japão me pareceu uma sabotagem interna, promovido pelos EUA, para impedir que o país passasse ele, assim veio um freio de inovação tecnológica em certas áreas, espero que a Coreia do Sul saiba limitar a influência dos EUA se for necessário.

Andromeda1016
Andromeda1016
Reply to  Carlos Campos
29 dias atrás

Não tenho problemas com teorias de conspiração desde que tenham consistência. Muitas coisas que não entendo só consigo entender quando as vejo por meio destas teorias infelizmente. Quanto a esta história de sabotagem dos Estados Unidos confesso que é nova para mim. De fato é estranho que o Japão tenha simplesmente parado de progredir com sua tecnologia desde o advento da era digital e as explicações tradicionais deixam um pouco a desejar pois se resumem a dizer que os japoneses ficaram acomodados com a bonança e só. Muito se atribui à aversão que eles tem de mudanças e do excessivo… Read more »

Filipe
Filipe
1 mês atrás

As consequências da Guerra Comercial com a China, infelizmente para além da pandemia e da escasses de chips , ainda teremos muitos problemas, Taiwan produz 50% dos Chips do Mundo… Caso a China invadir , ai será mesmo catastrófico.

Max
Max
29 dias atrás

Algumas da empresas que mais lucraram nos últimos 20 anos, e agora querem subsídios do Estado ???? E o CAPITALISMO, cadê ???

Mk48
Mk48
25 dias atrás

L

Reportagens Especiais

O LMV em detalhes – parte 6

Veículos leves 4x4 do EB Por Guilherme Poggio É chegado o momento de se fazer uma pausa na história do LMV...
- Advertisement -
- Advertisement -