terça-feira, junho 15, 2021

Saab RBS 70NG

Saab entregará campo de tiro militar para as Forças Armadas do Chile

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Saab recebeu uma encomenda das Forças Armadas do Chile para a entrega de um novo campo de tiro, de padrão militar, para o treinamento de armas leves.

O pedido inclui a tecnologia mais recente da Saab para alvos fixos e móveis, bem como sistemas de localização de impacto (LOMAH). Este é o primeiro de vários campos de tiro planejados por todo país, e que proporcionará uma melhoria significativa da capacidade de treinamento das tropas chilenas.

“Com este pedido, as Forças Armadas do Chile mantêm um alto nível de capacidade de treinamento das forças terrestres e poderão conduzir cenários de treinamento militar com o maior realismo possível”, afirma Tristan Lecrivain, diretor de Vendas da Saab para América Latina.

“O Exército do Chile utiliza equipamentos de treinamento da Saab há alguns anos e esse novo contrato aumenta nossa capacidade de deixar nossos soldados mais preparados para a batalha”, disse o Gerardo Francisco Hermosilla Acevedo, gerente de Projeto no Exército Chileno.

As Forças Armadas do Chile utilizam as soluções de treinamento da Saab desde 2008. Atualmente, os equipamentos em uso são para treinamento ao vivo, incluindo simuladores de armas e veículos e para tiro vivo, com sistemas de alvos fixos e móveis para campos de tiro.

Com o uso inovador de tecnologia e uma filosofia de treinamento comprovada, a Saab oferece soluções e recursos de treinamento líderes no mundo, permitindo a interoperabilidade e verdadeiro realismo para as forças terrestres. A oferta de produtos inclui soluções para Treinamento Ao Vivo, Treinamento de Tiro Vivo, Treinamento Virtual e Serviços de Treinamento.

Sistema LOMAH (Location of Miss and Hit)

Sobre a Saab

A Saab atende o mercado global com produtos, serviços e soluções de ponta nas áreas de defesa militar e segurança civil. A Saab possui operações e funcionários em todos os continentes. Graças a suas ideias inovadoras, colaborativas e pragmáticas, a Saab desenvolve, adota e aprimora novas tecnologias para atender às necessidades, em constante mudança, de seus clientes.

DIVULGAÇÃO: Saab / Publicis Consultants

- Advertisement -

32 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
32 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wellington R. Soares
Wellington R. Soares
1 mês atrás

Será que realmente faltam recursos para nossas forças armadas ou a grana é mal gasta ?

Olhem a reportagem abaixo:

https://noticias.r7.com/prisma/r7-planalto/ministro-proibe-compra-de-bebidas-alcoolicas-pelas-forcas-armadas-12052021

Pedro
Pedro
Reply to  Wellington R. Soares
1 mês atrás

Nós já fizemos uma recomendação para que isso seja evitado. Já foi
evitado. Não vou comentar situações que ocorreram no passado. O pessoal
vai para uma atividade estressante, quando voltavam era feita uma
confraternização. Isso é feito hoje em dia com contribuição de cada um”,
afirmou Braga Netto.

Wellington R. Soares
Wellington R. Soares
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Esperamos que não aconteça mais mesmo.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Wellington R. Soares
1 mês atrás

Independente da declaração “Não vou recomendar situações que ocorreram no passado” é importante salientar a outra “…atividade estressante, quando voltavam era feita uma confraternização…”. Aí vem os produtos que constavam no processo de compra: bacalhau, salmão, mignon, whisky e conhaque. Mas aí puxamos a suspensão de compra de bebidas alcóolicas. Tudo bem, mais do que correto. Mas e as demais? As FA fazem frequentemente jantares com Autoridades de Estado estrangeiras para oferecer estes produtos em jantares? Isto porque imaginamos que estes itens não sejam servidos em uma confraternização após uma atividade estressante. Inacreditável. E ainda querem abocanhar mais 0,6% do… Read more »

Gabriel
Gabriel
Reply to  Wellington R. Soares
1 mês atrás

Vamos por partes. Inicialmente, se o entendimento de que os militares, que são apenas uma das categorias de Agentes Públicos, não deve adquirir bebidas alcoólicas, dentro das regras previstas na Lei, perfeito! Mas que o mesmo entendimento seja para todas outras categorias de Agentes Públicos. O que na minha visão não é viável e chega a ser hipocrisia defender. O que deve existir sim é fiscalização! e as medidas cabíveis para quando houver irregularidades. Sem dó, nem perdão. Diversas Forças Armadas do Mundo compram bebidas alcoólicas e inclusive consomem nas refeições diárias (no Exército Português é oferecido vinho no almoço… Read more »

M.@.K
M.@.K
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

Boa!

A6MZero
A6MZero
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

Concordo com vc no que tange a fiscalização, mas deveria haver um focalização independente não apenas a realizada pelas próprias forças (com punições tanto na esfera militar como civil bem como a necessidade de ressarcir o erário) . Também concordo plenamente com a afirmação que as normas devem ser aplicadas a todos os agentes públicos da mesma maneira. Mas se vc ler a denuncia completa ele envolve compra de diversos produtos de luxo e em quantidades absurdas, incluem até mesmo whisky 12 anos e conhaque. É absurdo justificar um gasto milionário com salmão, picanha, whisky e outros produtos que são… Read more »

Gabriel
Gabriel
Reply to  A6MZero
1 mês atrás

Amigo, em nenhum momento entrei no mérito de justificar gasto milionário, muito pelo contrário.

Temos o MP e TCU, para fazer apuração e fiscalização “externas”.

O que eu reforço é a necessidade de todas categorias de Agentes Públicos estar submetida as mesmas regras.

Verificadas supostas irregularidades, apuração e punição nos responsáveis.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

Prezado
As rações da ONU tem uma cerveja por dia/homem.
Pra ter uma ideia.
sds

Michel
1 mês atrás

É interessante ler um artigo como esse. Interessante e estranho. Porque após lê-lo, “sinto” que de uma ou várias formas o Brasil está a cada dia que passa sendo relegado a uma espécie de terceiro ou quarto plano (s) internacional. Nação pária seria a definição mais conceitual. É como se “n” nações estivessem antenadas e interligadas ao mundo do séc. XXI enquanto nós estivéssemos retrocedendo, por exemplo, às década de 40 e 50 do séc. XX. Fundamento minha argumentação não somente no que diz respeito ao estimulante campo dos tópicos militares e a situação das forças brasileiras em relação à… Read more »

Nascimento
Reply to  Michel
1 mês atrás

Infelizmente, como tal tema da ”Defesa” não rende votos, e não é tão interessante quanto o “gol do neymar” são pouquíssimos os civis independentes que se interessam e tem condições de participar de tal debate. Quanto ao reequipamento das forças armadas, o mundo civil tem poucas condições de reclamar. Como pode a sociedade falar em “armamento” para os militares, quando está intoxicada por essa onda de “desarmamento geral e irrestrito”; de “pacifismo sou-da-paz”? Quando o Brasil tinha sua indústria bélica – com ou sem defeitos -, ela era odiada por amplos setores da sociedade que não queriam ver o Brasil… Read more »

Guacamole
Guacamole
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

E também, com generais gordos nos quarteis que passam o dia mandando soldados fazerem cri-cri e ordem unida, e dão medalhas uns aos outros por motivo nenhum, não há como dar certo.

Nascimento
Reply to  Guacamole
1 mês atrás

Exatamente. A parte que eu falo do corporativismo dos militares inclui isso também.

Danieljr
Danieljr
Reply to  Michel
1 mês atrás

Nem se cada brasileiro morasse em uma casa grande, com conforto e saúde, e uma pepita de 5quilos de ouro na mão eles iriam olhar para o tema defesa. Apenas aguardamos o destino que os outros definem para nós, só isso. Não temos ameaça nenhuma, brasileiro precisar de armas, isso é coisa de estrangeiro.

Gabriel
Gabriel
1 mês atrás

Em relação a materia em sí, apesar de não ser muito detalhada, esse “estande de tiro” adquirido pelos chilenos parece ser bem interessante.

O complexo da Seção de Tiro da AMAN, com seus estandes diversos, é de alta qualidade.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás

Formidável !

Spitfire
Spitfire
1 mês atrás

Nossa pessoal, é impressão minha ou a SAAB de um curto tempo para cá vem decolando no setor de defesa? campo de tiro, caças, Simulador do Carl-Gustaf, mísseis de defesa anti aérea, sistema de comunicação segura Tacticall, radares de trafego aéreo (contrato com a US Navy!!!), etc… Para mim meus olhos abriram para a SAAB após a escolha do Gripen pela FAB, não sei se eram tão presentes no mercado de defesa, mas a impressão que tenho é que estão avançando suas vendas no ocidente… muito bom, e mostra-se como acertada a parceria firmada junto a FAB com eles, e… Read more »

Glasquis 7
Reply to  Spitfire
1 mês atrás

A minha impressão é que apenas depois do anuncio da opção por caças Gripen pela FAB, é que os Brasileiros deram mais atenção aos negócios da SAAB.

Glasquis 7
1 mês atrás

Este é o primeiro de vários campos de tiro planejados por todo país, e que proporcionará uma melhoria significativa da capacidade de treinamento das tropas chilenas.…”

É importante entender que, este tipo de treinamento só se torna realmente efetivo quando pluralizado na tropa e executado exaustivamente.

FABRÍZIO AMORIM DE MENEZES
1 mês atrás

E essa notícia que está circulando nas redes da Argentina de que o S-30 Tupi será passado para eles em 2022?

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  FABRÍZIO AMORIM DE MENEZES
1 mês atrás

Fonte?

Fabrizio
Fabrizio
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

90868236-34F3-4C3D-AA9A-45020217F757.png
Glasquis 7
Reply to  FABRÍZIO AMORIM DE MENEZES
1 mês atrás

Não encontrei nada sobre o assunto. vc tem o link?

Fabrizio
Fabrizio
Reply to  Glasquis 7
1 mês atrás

Acima

glasquis 7
Reply to  Fabrizio
29 dias atrás

Oficialmente, não encontrei nada de fontes da MB ou do MINDEF do Brasil mas, se os argentinos estão falando, algum indício devem ter recebido, embora me pareça estranho que sendo governos um tanto antagónicos o Brasil venha a repassar uma arma tática tão importante pra Argentina.

Não podemos ignorar que em vários outros assuntos, o governo argentino tem mentido descaradamente.

Gabriel
Gabriel
1 mês atrás

Amigo, da mesma forma que temos coisas a aprender com as Forças Armadas chilenas, existem muitas coisas que eles tem que aprender conosco. É compreensível que seja criada uma “mística”, em função de muita coisa boa que eles tem/fazem. Uma questão fundamental, que as vezes passa despercebida por alguns entusiastas, é que o pensamento e estratégias, particularmente ligada a compra de material militar é diferente. A curiosidade, conforme relato pessoal do Oficial Superior chileno (Exército), que tive a oportunidade de conhecer, é que ele destacava que gostaria que o pais dele tive projetos do nível do “Guarani” e “Astros”, envolvendo… Read more »

Glasquis 7
Reply to  Gabriel
1 mês atrás

“é que ele destacava que gostaria que o pais dele tive projetos do nível do “Guarani” e “Astros”, envolvendo a indústria nacional.” As diferenças com o Brasil são muito grandes pois, no caso do Chile, todos os projetos militares são estritamente fiscalizados por militares que tem o poder de veto e intervenção caso considerarem necessário. Além disso, os recursos do Estado do Chile são muito, mas muito menores que os do Brasil. O Orçamento do MINDEF do Chile equivale do 10 ao 13% do orçamento do MINDEF Brasileiro e essas diferenças são muito maiores se considerarmos o mercado Chileno que… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Glasquis 7
Glasquis 7
Reply to  Glasquis 7
1 mês atrás

Só um adendo. O sistema SLM FAMAE é o melhor sistema de artilharia de saturação e de maior alcance, produzido na América do Sul, depois do s já mencionados sistemas ASTROS I e II.

Fabio
Fabio
1 mês atrás

Tem gente que gosta de ser enganado. Essa declaração de que foi proibida a compra de bebida alcoólica é para agradar a torcida. As recepções à grandes autoridades regadas a uísque e os melhores vinhos continuarão acontecendo bancadas pelos cofres públicos. Existe crédito específico do governo federal para isso, porque faz parte do cerimonial, do status social e do nível político da profissão militar. Não se preocupe porque nos quartéis não se faz “farra dos guardanapos” com dinheiro público. Certas coisas são tradicionais nas forças armadas do mundo. Uma delas são as confraternizações entre os irmãos de arma nas quais… Read more »

carcara_br
carcara_br
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Imagem espetacular. como foi tirada possivelmente com um tempo enorme do obturador da câmera aberta, o que nós estamos vendo não é o retrato de um momento, mas o resultado tático do enfrentamento entre o iron dome e os foguetes. Ou seja, numa mesma foto temos o lançamento dos mísseis e a reação da defesa momentos após a chegada destes ao alcance dos mísseis interceptadores. Daí se abstrai: 1 – a grande dispersão dos foguetes 2 – a quantidade de sistemas de lançamentos envolvidos na defesa 3 – uma diferença notável entre a quantidade de mísseis atacando e defendendo. Bastante… Read more »

Last edited 1 mês atrás by carcara_br
carcara_br
carcara_br
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Jugger, estava discutindo o assunto na matéria
https://www.forte.jor.br/2021/05/12/suecia-recebera-os-primeiros-misseis-de-defesa-aerea-pac-3-mse/
posta esse off lá…

Reportagens Especiais

MBT Engesa EE-T1 Osório – Modelo em 3D

Histórico O EE-T1 Osório é um carro de combate pesado desenvolvido nos anos 80 pela empresa brasileira Engesa. Foi projetado...
- Advertisement -
- Advertisement -