sábado, outubro 23, 2021

Saab RBS 70NG

8º Regimento de Cavalaria Mecanizado realiza a certificação de adestramento FORSUL

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Uruguaiana (RS) – Nos dias 13 a 15 de julho, o 8º Regimento de Cavalaria Mecanizado (8º RC Mec) realizou a certificação de adestramento FORSUL, a tropa de prontidão da unidade, no nível pelotão.

Os pelotões de cavalaria mecanizados do 8º RC Mec realizaram adestramento relativo às atividades de marcha para o combate e ataque coordenado, objetivos de adestramento preconizados pelo Comando de Operações Terrestres (COTER).

A próxima atividade de adestramento do 8º RC Mec será a certificação no nível subunidade, na qual as pequenas frações atuarão em conjunto visando à preparação das peças de manobra e da funções logística do Esquadrão de Cavalaria Mecanizado da tropa de prontidão.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

- Advertisement -

15 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tomcat4,2
3 meses atrás

Em breve uma atualização nestas fotos trocando Cascavel por algum 8×8 e Agrale por LMV.

Gelson
Gelson
Reply to  Tomcat4,2
3 meses atrás

Em breve!?

Teropode
Reply to  Tomcat4,2
3 meses atrás

Os veículos 8×8 não serão adquiridos em quantidade ao ponto de substituir as centenas de Cascavéis e o mesmo pode ser dito do LMV , além disto um UP simples no Casca o condiciona-ra a mais uns bons 20 anos de serviço , precisamos é de cobertura anti-aerea móvel para acompanhar os regimentos , em dois níveis .

Tomcat4,2
Reply to  Teropode
3 meses atrás

Sim ,concordo contigo e o EB vai atualizar/modernizar uma boa quantidade de Cascaveis(entre 98 a 201 unidades) e somar a eles ,quando chegarem, os 8×8(entre 96 e 226 unidades). O LMV creio eu que terá mais encomendas após a entrega da primeira remessa (fora os 16 usados vindos via exército italiano durante e para a intervenção no RJ).

Teropode
Reply to  Teropode
3 meses atrás

Uma dupla sertaneja com Spyder Mantis e Avenger .

João Adaime
João Adaime
Reply to  Tomcat4,2
3 meses atrás

Caro Tomcat4,2
Pergunta de leigo.
O que acha de uma versão blindada deste Agrale? Não seria mais barato do que os Iveco? E poderíamos ter em maior quantidade. Sem prejuízo da encomenda dos Linces, é claro.
Abraço

Tomcat4,2
Reply to  João Adaime
3 meses atrás

Se for pra improvisar uma coisa tosca como foi o Marruá que meteram chapas nele melhor nem mexer . Agora, um Agrale blindado(uma versão deste jeep da foto) ficaria bem mais pesado e seria basicamente outro veículo e pra ser eficiente(e entraria na categoria do LMV) deixaria de ser o que é atualmente, um veículo leve e ágil(sem proteção alguma tbm). Na verdade o que se precisa é do veículo da classe do LMV mesmo pra fazer esta função com segurança pra tripulação e maior e melhor poder de fogo.
Sobre maior quantidade ,basta o EB encomendar mais LMV’s.

João Adaime
João Adaime
Reply to  Tomcat4,2
3 meses atrás

Obrigado pela resposta. Deixemos o Marruá pra ligação e outras atividades menos perigosas.
Abraço

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Tomcat4,2
2 meses atrás

Porque o blindado original é bonito,e de acordo com o fabricante, aguenta tiros de AK-47 e AR-15,com proteção balística Nível III Plus… Aço balístico: proteção balística em aço utilizado na estrutura do veículo, eliminando pontos vulneráveis, com overlaps Vidros balísticos: compostos em policarbonato e filmes poliméricos, que protegem os ocupantes de possíveis estilhaços. Garante conforto e dirigibilidade segura, inclusive com perfeita visão noturna Proteção opaca: utilização de material leve de alta performance balística Sistema RunFlat: em caso de dano no pneu, o sistema de rodagem permanece em funcionamento Assoalho blindado: manta balística especialmente desenvolvida para proteção de estilhaços e granada… Read more »

Jeovani
Jeovani
3 meses atrás

Alguém sabe como vai ficar a dotação dos RCC com a transferência de carros para os RCB? Essa semana o 6* RCB recebeu mais 2 carros vindo do 4*RCC

Flanker
Flanker
Reply to  Jeovani
3 meses atrás

A alteração é mínima. Os 2 RCC do RS (1o em Santa Maria e 4o em Rosário do Sul) cederam, casa um, 6 VBCCC Leopard 1A5, somando 12 viaturas, que equipam os 3 RCB do RS (4o em São Luiz Gonzaga, 6o em Alegrete e 9o em São Gabriel) com 4 viaturas cada um. Assim, a dotação nominal do 2 RCC do RS fica em 48 viaturas Leo 1A5 e cads um dos RCB do RS com 4 Leo 1A5 e 12 Leo 1BE. Os 2 RCC do PR permanecem com 54 Leo 1A5 cada um e o 20o RCB… Read more »

Tutu
Reply to  Flanker
2 meses atrás

Uma vergonha essa situação, na prática esses RCBs só tem esses 1a5 mesmo, já que esses 1BE nem para atirar servem mais.

Roberto Santos
Roberto Santos
3 meses atrás

Acho engraçado esses carrinhos de brinquedo do EB, só gasto de dinheiro. Não enfrenta um exercito mediamente equipado. Os T55 do Iraque conhecem bem o que digo, foram eliminados na guerra do golfo.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Roberto Santos
3 meses atrás

O Cascavel também foi torrado lá…

Tomcat4,2
Reply to  Joao Moita Jr
2 meses atrás

João Moita Jr até o Abrams Sepv3, Leo 2A7 etc seriam torrados por uma força como a empregada na guerra do Golfo pelo titio SAM. A questão é a defesa para os carros e não os carros em si(os quais não devem operar sozinhos e desguarnecidos de defesa antiaérea ).

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -