quarta-feira, setembro 22, 2021

Saab RBS 70NG

Centro de Logística de Mísseis e Foguetes desloca viaturas para a Operação Amazônia

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Formosa (GO) – Na manhã do dia 1º de agosto de 2021, em Cáceres (MT), o Centro de Logística de Mísseis e Foguetes, unidade subordinada ao Comando de Artilharia do Exército, continuou o deslocamento estratégico, levando as viaturas do Sistema Astros até Porto Velho (RO), como parte da Operação Amazônia 2021.

O deslocamento iniciou-se em Formosa (GO), no dia 29 de julho de 2021, com passagem em diversas organizações militares do itinerário, como o 18º Grupo de Artilharia de Campanha (18º GAC), em Rondonópolis (MT).

No total, serão percorridos mais de 2.600 km até chegar à capital de Rondônia. O Centro de Logística é a organização militar do Sistema Astros responsável pelo transporte, pelo suprimento e pela manutenção do Sistema Astros.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

- Advertisement -

100 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
100 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tomcat4,2
1 mês atrás

Logística é tudo e novamente mostramos que possuímos logistica de guerra e para guerra(a operação acolhida que o diga). Mão amiga vai mostrar o braço forte na Amazônia de novo !!!

Nascimento
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Amadores discutem estratégia, profissionais discutem logística.

-Napoleão.

MFB
MFB
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

Foi ótima a logística na invasão da Rússia. Deve ter estudado na mesma escola do pançuelo.

Teropode
Reply to  MFB
1 mês atrás

😂😂😂

PACRF
PACRF
Reply to  MFB
1 mês atrás

Li um artigo do jornalista Elio Gaspari, senão me engano, no qual ele conclui: se Pazuello fosse o responsável pela logística do desembarque da Normandia (famoso dia “D”) na 2a. Guerra Mundial, os aliados jamais teriam chegado a Paris, porém os Nazistas provavelmente teriam tomado Londres. Quantos “soldados” o Pazuello pediu em sua gestão?

Anthony
Anthony
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Não tenho dúvidas sobre a “intelectualidade” de Élio Gaspari a respeito da “arte da guerra”….

Sobretudo ao chamar todo blindado de “tanque” (SIC!)…..

PACRF
PACRF
Reply to  Anthony
1 mês atrás

Não tenho dúvidas sobre a “intelectualidade” do Pazuello a respeito de “saúde pública”…

Sobretudo ao perder mais de 270.000 “soldados” em um ano. Perguntado na CPI por que tinha deixado o Ministério da Saúde, disse “missão cumprida” (SIC!)…

Caerthal
Caerthal
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Quem censurou e espalhou mentiras sobre a eficácia do tratamento precoce com hidroxicloriquina, ivermectina e nitazoxanida merece medalha de ouro em morticídio.

Francisco Lúcio Sátiro Maia Pinheiro
Francisco Lúcio Sátiro Maia Pinheiro
Reply to  Caerthal
1 mês atrás

E quem secretamente se curou com Cloroquina e Ivermectina e em publico diz que não funciona, merece que medalha ?
Quem não tem como refutar a experiência empírica de que ambas funcionam, fica como ?

Camargoer
Camargoer

Caro Francisco. Toda doença tem uma distribuição de gravidade. Existem pessoas que sentem sintomas brandos, outras médios e outras graves. Nas três faixas, existe um número de pacientes que se recuperam e um número nas quais a doença pode se agravar e levar á morte. Quando os pacientes recebem um medicamento eficaz, ocorre uma alteração nestes números, reduzindo os casos graves, reduzindo as mortes e aumentando o número de pacientes recuperados. Para verificar se um medicamento é eficaz é preciso comparar um grupo de pacientes que recebem o medicamento com um grupo controle (que recebe placebo). Somente esta comparação irá… Read more »

Veiga 104
Veiga 104
Reply to  Anthony
1 mês atrás

Boa resposta. Perfeito.

Veiga 104
Veiga 104
Reply to  PACRF
1 mês atrás

E o KIKO ?

PACRF
PACRF
Reply to  Veiga 104
1 mês atrás

Concordo: o que “temos com isso”? Afinal, estamos “confortavelmente” posicionados na posição de número 62 no ranking mundial de vacinação, com 21% da população com duas doses e 51% com uma dose. Nota 10 para a gestão do maior especialista em logística e saúde pública do Brasil: Pazuello.

Caerthal
Caerthal
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Somos o 4o país em número de doses aplicadas. Vamos comparar com o nível de eficiência lulopetista?

O consórcio NE até agora gastou um bom dinheiro e não comprou uma mísera dose.

PACRF
PACRF
Reply to  Caerthal
1 mês atrás

Não mencionei partidos políticos nem governos em minhas postagens. O fato é que 21% da população brasileira tomou duas doses e 51% tomou uma dose. Lembro que estamos na segunda posição em número absoluto de mortes por COVID-19 (561.000 óbitos), apesar de sermos o sexto país mais populoso do mundo. O fato de estarmos na 4a. posição em número absoluto de doses aplicadas, não é capaz de nos tirar 62a. posição no ranking mundial de vacinação.

Caerthal
Caerthal
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Não mencionou porque ainda hoje pensar na volta do Carniça revolve o estômago da população. Você prefere as alfinetadas. Só comentário destrutivo, assim não se compromete com nada.

Manjo bem a tua turma e onde querem chegar.

Camargoer
Camargoer
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Olá PACRF. Você tem razão. Os números absolutos são um resultado do tamanho da população. Não tem valor epidemiológico. Comparações precisam ser feitas com valores relativos.

Caerthal
Caerthal
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Como se o Elio Gaspari dominasse algum assunto de interesse para a vida real…

Anthony
Anthony
Reply to  MFB
1 mês atrás

Cara….. Eu verdadeiramente fico “impreçionadu” com a “capacidade” (“interlectuar”) de “uns” de sempre colocar uma “piadinha” sobre o Governo Federal!

Desconhecem os Estudos necessários para se chegar a General, q de longe são os mesmos que de um torneiro mecânico (sem querer desmerecer a classe!).

Isso passa longe de ser uma postagem decente, estando mais para uma “diarreia mental”…

Aff…..

MFB
MFB
Reply to  Anthony
1 mês atrás

Ficou incomodado? Quer um pouco de capim? Daqui há pouco o berrante toca e você segue seu mestre.

Last edited 1 mês atrás by MFB
Caerthal
Caerthal
Reply to  Anthony
1 mês atrás

Qual é a chance de uma pessoa destra perder o dedo mínimo esquerdo em um acidente de torno? Zero mil zerocentos e zerenta e zero %.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Caerthal
1 mês atrás

Caro Caerthal. Gosto muito de estatísstica. Recomnedo dois livros. “O andar do bêbado” e “Viver é perigoso”. Segundo a OIT, são cerca de 250 milhões de acidentes de trabalho anuais, dos quais 1% fatais. O Brasil é o quarto país com mais acidentes de trabalho. A maior causa de acidentes de trabalho no Brasil são o descumprimento das normas de segurança e as más condições oferecidas aos trabalhadores no local de trabalho. Creio que você está politizando um assunto muito sério que não nunca poderia se motivo de zombaria.

Bruno
Bruno
Reply to  MFB
1 mês atrás

Então o significado da frase é invalido?

André Garcia
André Garcia
Reply to  MFB
1 mês atrás

Genial!

Alem
Reply to  MFB
1 mês atrás

Esse queima…

Teropode
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

Talvez se ele tivesse sido mais estratégico teria sofrida menos derrotas , Russos e Ingleses foram estratégicos . Num conflito contra um adversário real isto seria como levar frangos para o abate .

PACRF
PACRF
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

No meio do caminho havia uma infantaria russa, havia uma infantaria russa no meio do caminho. Hitler, posteriormente, também foi vítima dessa infantaria. É apenas História.

Anthony
Anthony
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

Sem mais!

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Ainda assim é preciso otimizar muita coisa. Na Op Amazônia do ano passado os ASTROS levaram 2 meses para chegar a área de operações.

Teropode
Reply to  Alfa BR
1 mês atrás

Fiz esta observação , o Astro tem que ser instalado na região defenitivamente , ou será que o EB não pensa nele para se evitar uma invasão ? Ou temem pela choradeira da vizinhança ?

RENAN
RENAN
Reply to  Teropode
1 mês atrás

Acredito que o pessoal do exército sabe o que faz, quando fazer e por que fazer.

No momento não temos como proteger este sistema de um ataque aéreo surpresa.

Então seria um alvo fácil se estiver na borda dos limites territoriais.

Portanto se um dia tiver uma guerra pode ter certeza que os astros não será perdido na primeira hora de combate.

Pois estará bem protegido pelas distância do nosso território.

Já que não dispomos de defesa anti aérea.

Teropode
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Por isso fiz exaustivas observações em relação a cobertura aérea ….

Caerthal
Caerthal
Reply to  Teropode
1 mês atrás

Se ao menos o IBAMA concordasse que a BR-319, que já teve asfalto na década de 80, pudesse receber pavimento definitivo seria possível chegar até Manaus por via rodoviária em 2 dias.

M65
M65
Reply to  Caerthal
1 mês atrás

Os ecologistas levam a culpa, mas desde 2002 ocorrem os estudos ambientais do governo federal e estadual (AM) para autorizar obras de asfalto e pontes.
Milhões foram gastos nos estudos e centenas de promessas políticas de reasfaltar e reconstruir as pontes, porém nada de autorização de obras completas na BR-319 para retorno das boas condições de tráfego.
São muitos os interesses para que a 319 não volte a ser como era no século passado, ou seja, tráfego normal em qualquer época do ano.

Caerthal
Caerthal
Reply to  M65
1 mês atrás

Que bom saber que os ecologistas estão apoiando a pavimentação da BR-319. Isso tinha me escapado…

Camargoer
Camargoer
Reply to  Alfa BR
1 mês atrás

Caro Alfa. Em tempos de paz não há problema. Além disso, só se desloca um Astros para uma região que teria concentração de tropas agressoras, o que também leva tempo. O uso do Astros será o resultado de uma escalada de meses.

MFB
MFB
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Ainda bem que não foi o pançuelo. Se fosse, as viaturas seriam entregues em Madagascar.

Teropode
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Tudo bem mas ….sem uma cobertura aérea mínima 🤔🤔🤔 e dependendo do inimigo , isto aí não dura 3 dias , lamento mas , os tempos sao outros e a realidade é indigesta . Aliás já passou da hora de terem uma base na região equipada com o Astros e sua cobertura anti-aerea .

M65
M65
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Vdd. Se o destino final, for igual a do ano passado, Manaus, o restante do trajeto, será de balsa pelo Rio Madeira.

M65
M65
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Pesquisem sobre a BR-319 Porto Velho – Manaus, que era asfaltada e trafegavel por cerca de uma década após sua inauguração.
Contudo, abandonaram a manutenção da BR e pasmem !!! …. com máquinas e jatos de água danificaram os alicerces e beira das pontes para impossibilitar de vez o trânsito pesado.
Acham que é teoria conspiratória ?
Quem diz isto, são os próprios moradores da BR.

Captain America
Captain America
1 mês atrás

Dois mil e seiscentos quilômetros em cada perna pelas estradas da Região Norte, muitas em péssimo estado de conservação.

Reflexo da falta de aeronaves de transporte estratégico no inventário militar brasileiro.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Captain America
1 mês atrás

Reflexo da falta de linhas férreas conectando as diversas regiões do país.

Tomcat4,2
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Por isso sempre digo que o alto investimento na expansão ferroviária que está acontecendo neste governo é estratégica tbm. Mesmo por via aérea ainda se demandaria uma boa parte do caminho no chão.

Anthony
Anthony
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Muito bem colocado!

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Ministro Tarcísio está tirando leite de pedra para conseguir, minimamente, atrair a iniciativa privada para os 03 grandes projetos de expansão ferroviária do Brasil (FNS, FIOL e FICO). Um imenso mérito. Uma pena que a classe política faz tão pouco caso de projetos de infra estrutura logística tão importantes para o país. E que a população em geral sequer saiba da existência e da importância desses projetos. Com os R$ 4 Bi ou R$ 2 bi de aumento do fundão, o Ministro conseguiria alavancar esses projetos de uma forma sem igual, junto à iniciativa privada. R$ 6 Bi ou R$… Read more »

Carlos
Carlos
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Ecomalucos acham que se você facilitar o acesso na Amazônia a população vai derrubar toda a floresta. Aí eles se metem a criar todo o tipo de entrave pra não chegar rodovia/ferrovias e nem nada lá (fora que também existem cartéis subsidiados pelo Estado pra manter o transporte restrito a apadrinhados) . Porém, se as pessoas não tem acaso ao comércio e coisas básicas que uma simples rua decente garante, já que ela agiliza o transporte das coisa e baixa o frete, as pessoas vão se votar justamente pra derrubar a floresta pq é a opção que sobrou pra elas… Read more »

M65
M65
Reply to  Carlos
1 mês atrás

Um dos motivos que no estado do Amazonas, a floresta é mais preservada que no vizinho Pará é o Polo Industrial de Manaus.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

A ideia até a uns 15 anos atrás era de fazer uma ferrovia cruzando a região Amazônia de norte a sul e leste oeste em + mesmo e com capilaridades ao longo dos eixos. Acho que nunca saiu do campo das ideias.

M65
M65
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Numa publicação impressa do governo federal da década de 70 li sobre planos de rodovias cruzando a Floresta Amazônica do Amapá até Roraima e Amazonas.
Neste mesmo impresso, li sobre às obras em andamento da linha 1 do metrô do município do Rio e às planejadas linha 2 e 3 (Niterói – Itaboraí).
A 2 ficou anos com obras paradas (por pressão dos empresários de ônibus ?) e a 3, aproveitando o leito da antiga linha férrea desativada que ia até Campos dos Goitacazes, é até hoje uma promessa revivida a cada pleito.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Acreditem, mas o número de linhas é praticamente ainda o mesmo da época do Império…..

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Camargoer
Camargoer
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Caro Agressor. Temo que a extensão das ferrovias hoje no Brasil possa ser até menor do que na época do Império.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Infelizmente, suspeito que seja esse mesmo o caso, Camargoer.

M65
M65
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

No tempo do Imperador não sei, porém menos que na década 60/70 acredito que sim.
Do pouco que li da memória ferroviária o pais já perdeu muitas linhas de passageiros e carga.
Na região metropolitana do Rio o ramal saindo de Niterói, passando por São Gonçalo, Itaborai, …acabou. O antigo leito ferroviário, agora invadido, seria a prometida linha 3 do metrô.

Camargoer
Camargoer
Reply to  M65
1 mês atrás

Oá M65 Uma vez li um estudo sobre a viabilidade de transporte de pessoas por trem. O limitante é o tempo de viagem. Se a viagem de trem for mais longa que 3 h, o passageiro irá preferir o avião. Portanto, para viabilizar a retomada do transporte ferroviário de longas distâncias será preciso implementar trens de alta velocidade. Caso contrário o avião e o ônibus serão preferidos pela comodidade e conforto. Para transporte metropolitano é preciso ampliar continuamente as redes de metro. É caro mas é uma solução definitiva. Sobre o metrô, é preciso lembrar que os centros das grandes… Read more »

João Adaime
João Adaime
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Prezado Bruno
Na época o barril de petróleo estava a 2.00 (dois) dólares. E eles tinham pressa em integrar a região. Havia até a previsão da perimetral norte, uma paralela da transamazônica pelo norte do País, quase na fronteira com Guianas e Venezuela.
Abraço

RENAN
RENAN
Reply to  João Adaime
1 mês atrás

Penso que uma grande estrada moderna ou uma ferrovia
Torna mais fácil a entrada de inimigos naquela região.
Pois como defender tal meio ?
Pense o inimigo nunca vira pela Amazônia pois será suicídio.
Agora. Com uma longa via seria um convite

Camargoer
Camargoer
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Caro Renan. Ninguém irá construir uma ferrovia ou uma autoestrada pensando em uma guerra. Este tipo de obra é feita para ser usada em tempos de paz e atender o escoamento de pessoas e produção. Em tempos de emergência (calamidade ou guerra) pode-se fazer uso destes meios.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Um país gigante como esse não deveria ficar restrito somente a estradas, deveria ter uma grande malha férrea…

M65
M65
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Lobby de: montadoras de caminhões e ônibus e auto peças, balseiros, distribuidores e postos de combustíveis. Exemplo BR-319.

Tomcat4,2
Reply to  M65
1 mês atrás

Exatamente meu caro e este lobby já custou a vida de milhares de famílias mortas sob estes grandes veículos que dominam as estradas, conduzidos, muitas vezes, por irresponsáveis em estado deplorável .

Caerthal
Caerthal
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Parece comentário de quem nunca se perguntou como as mercadorias chegam até o próprio bairro. É o que colhemos após anos de educação pelo Método Paulo Freire.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Caerthal
1 mês atrás

Caro Caerthal. Ao contrário. O método de Paulo Freire foi desenvolvido para a alfabetização de adultos em um período na qual a taxa de alfabetização era de apenas 50% (década de 50). O método aproveita o conhecimento do adulto como ambiente para a alfabetização. Não faz sentido alfabetizar um adulto como é feito com uma criança. Por essa razão, o método Paulo Freire demanda uma profunda reflexão daquele que está sendo alfabetizado, o que desenvolve o seu senso crítico. Uma boa sugestão de leutura é “Pedagogia do oprimido” e também sugiro ler sobre o “Método Suzuki” para ensino de música,… Read more »

Caerthal
Caerthal
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

A BR-230 (Transamazônica) visava a colonização. Uma ferrovia visa o transporte, não a colonização. Além de exigir muito mais capital.

Doug385
Doug385
Reply to  Captain America
1 mês atrás

Seria caríssimo e demorado transportar essa quantidade de material por via aérea. Tem que ser pelo chão mesmo.

Tomcat4,2
Reply to  Doug385
1 mês atrás

Lembrando que, em caso de necessidade, o Kc-390 pode transportar o Astros 2020.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Olá Tom. O transporte pelo KC390 será viável, mas talvez fosse mais caro também. É bem diferente encher um avião no limite de carga para reduzir o custo por kg transportado de usar um transporte tático como o KC390 para uma situação de emergência. O fato do equipamento ser transportado por terra para fazer um treinamento em tempo de paz parece razoável. Eu só queria saber o que será feito em Rondônia que não pode ser feito em Goiás?

Bueno
Bueno
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Goiás não tem fronteira com outro pais.
 
Aguardando o dia para ver o treinamento de deslocamento do astro no KC390

Camargoer
Camargoer
Reply to  Bueno
1 mês atrás

Caro Bueno. Qual a necessidade de levar o Astros para fazer um treinamento na fronteira, a 2,6 mil km de distância da sede do Astros? Além disso, tem Mato Grosso tem fronteira com outro país e é mais parto.

Bueno
Bueno
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Camargoer, a apoderação Amazônia 2020 ocorreu nos estados do Amazonas, Pará, Acre e Rondônia..
A de 2021 abrange parte dos estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima, chamada Amazônia Ocidental.
Este é o TO que estará sendo empregado o Astros.
 
Em 2020 os Astros foram deslocados de
Goiás a Belém, de Belém a Manaus, este ano para Rondônia.
Os motivos : Decisão do alto comando do EB para atender à solicitação do MD.

Parabéns ao EB que está treinando e demostrando mobilidade.

Last edited 1 mês atrás by Bueno
PCOA
PCOA
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

O deslocamento é a parte mais importante do treinamento

Camargoer
Camargoer
Reply to  PCOA
1 mês atrás

Olá PCOA. Creio que ninguém “treina” logística fazendo deslocamentos de 2.6 mil km. Pelo que entendi, será o Astros que participará de algum exercício em Rondônia. Não faz sentido transportar uma bateria de Astros, colocando em risco um equipamento extremamente caro.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

E se treina logística como? Pelo computador? Sem mão na massa?

Você acredita mesmo que transportar uma bateria de Astros pelo estado do Goiás é a mesma coisa que transportar em Mato Grosso, Rondônia, Acre e Amazonas?

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

“colocando em risco um equipamento extremamente caro”.
Se for comprar algo que não possa ser movimentado para possíveis TOs, é melhor não comprar.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Felipe Morais
1 mês atrás

Caro Felipe. Trino é treino, jogo é jogo. Qual o sentido de transportar um equipamento caro por 2,6 m km para fazer treinamento? Em caso de emergência ou necessidade, pode-se usar até bicicletas ou táxis para levar pessoal ou suprimentos. Vale tudo. Em tempos de paz impera o bom senso.

Alfa BR
Alfa BR
1 mês atrás

A quem interessar:

“A viabilidade do emprego do grupo de mísseis e foguetes na Amazônia”

Link para download:

http://bdex.eb.mil.br/jspui/handle/123456789/3107

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Alfa BR
1 mês atrás

“Plano de embarque de viaturas astros de um grupo de mísseis e foguetes do exército brasileiro no programa estratégico astros 2020”

Link para download:

http://bdex.eb.mil.br/jspui/handle/123456789/3974

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Alfa BR
1 mês atrás

“A possibilidade de emprego da artilharia de mísseis e foguetes em ambiente de selva”

Link para download:

http://bdex.eb.mil.br/jspui/handle/123456789/8327

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Alfa BR
1 mês atrás

“Deslocamento de uma bateria de lançadores múltiplos de foguetes do Rio de Janeiro para a cidade de Boa Vista – RR utilizando os modais marítimo e fluvial”

Link para download:

http://bdex.eb.mil.br/jspui/handle/123456789/3943

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Alfa BR
1 mês atrás

“As implicações logísticas do transporte da munição do grupo de mísseis e foguetes no ambiente de selva”

Link para download:

http://bdex.eb.mil.br/jspui/handle/123456789/4753

Ten Murphy
Ten Murphy
Reply to  Alfa BR
1 mês atrás

Ivan, o mapento e Alfa BR, o linquento, haha. Vlw pelos linques/links.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Ten Murphy
1 mês atrás

Toma outro:

A LOGÍSTICA DO SUPRIMENTO CLASSE V (MUNIÇÃO) DO SISTEMA DE MÍSSEIS E FOGUETES NAS OPERAÇÕES EM AMBIENTE DE SELVA

Link para download:

https://pt.scribd.com/document/519032202/A-LOGISTICA-DO-SUPRIMENTO-CLASSE-V-MUNICAO-DO-SISTEMA-DE-MISSEIS-E-FOGUETES-NAS-OPERACOES-EM-AMBIENTE-DE-SELVA?secret_password=SgeOerFTqeDSUgAG0tIO

Bueno
Bueno
Reply to  Alfa BR
1 mês atrás

Muito bom!! em 2014 o EB já sinalizava a necessidade de embarcações adequadas para o deslocamento de material e Tropa dentro da Amazônia , e mostra o LCAC transportando Carros Anfíbios como opção.  7 anos se passaram e qual evolução e quais meios o EB tem para o deslocamento fluvial dentro da Amazônia?   CECMA – Sua frota atualmente composta por: 06 Empurradores (Tipos 1 e 2); 11 Balsas com capacidade de 4.700 toneladas; 01 Balsa com capacidade de 1.000 toneladas; 01 Balsa-dique com capacidade de 400 toneladas; 03 Ferryboats; 03 Lanchas administrativas; 06 Embarcação Tática de Grupo PBL Guardian 25′; 01… Read more »

Anthony
Anthony
1 mês atrás

Só não entendi por qual motivo não levaram de KC-390…

RENAN
RENAN
Reply to  Anthony
1 mês atrás

Treinamento de logística.
Prepara a tropa para um deslocamento terrestre longo.
Em caso de guerra a primeira coisa que é bombardeado e portos aeroporto e refinaria.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
1 mês atrás

comment image
comment image
comment image

Adriano Madureira
Adriano Madureira
1 mês atrás

Enquanto grandes países como eua,china e índia se preocupam com o transporte férreo,um país igualmente gigante não dá importância a tal meio de transporte…

comment image

comment image
comment image
comment image

Tomcat4,2
Reply to  Adriano Madureira
1 mês atrás

Esta importância tem sido dada no atual governo meu caro com concessões e expansões da malha ferroviária.comment image

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Tem sido dada. Com um modelo sensacional de concessões à iniciativa privada. Mas, infelizmente, a passos lentos, pois o investimento público é o que alavancaria essas concessões. E, de novo, infelizmente, o Ministro Tarcísio está tendo que tirar leite de pedra para tocar os projetos com os recursos do Min. Infra e órgãos vinculados, como o DNIT. Pra mim, o Ministro Tarcísio é um dos poucos ministros que, de fato, estão mostrando um excelente trabalho no atual governo. Queria só que dessem a ele a oportunidade de ter recursos para tocar esses projetos. Que criassem vergonha na cara e remanejassem… Read more »

Teropode
Reply to  Felipe Morais
1 mês atrás

O problema dos investimentos públicos no Brasil são as maracutaias , elas geralmente dobram o valor de toda grande obra ( menciono também a qualidade das mesmas , basta observar os retrabalhos feitos nas obras da transposição ), portanto , sem uma política de ESTADO independente , os investimentos públicos sofrem de todas maneiras , ora na corrupção , no adiamento e no boicote de governos posteriores , aqui é soda !!!

Tomcat4,2
Reply to  Felipe Morais
1 mês atrás

Felipe meu caro, vc mencionou, e muito bem, a triste realidade da podre e cada vez mais podre política brasileira que impede o país de caminhar e ser o gigante que é por natureza mas que desde sempre é vendido para se manter adormecido e dependente .

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Adriano Madureira
1 mês atrás

parte do crescimento da China nos últimos anos foi diretamente ligada as ferrovias, e depois de prontas continuaram empurrando o PIB pra cima.

M65
M65
1 mês atrás

As vtrs irão até Porto Velho (PHV), mas o local da Operação é PVH ou Manaus (MAO)?
No ano passado foi MAO e às
Vtrs chegaram de Belém e foram para MAO via balsa e voltaram neste meio.
De PVH para MAO, tem a BR-319, porém não tem asfalto na maioria da rodovia e pontes em precário estado.
Então, o trajeto deve ser a balsa saindo de PHV, descendo o Rio Madeira o que leva uns 5/6 dias.

Felipe Maia
Felipe Maia
1 mês atrás

Uma dúvida que sempre tive: por qual razão esses caminhões prancha são usados pra levar até mesmo veículos sobre rodas? Os blindados com pneus não servem justamente para trânsito em qualquer terreno:?

Murder Nova
Murder Nova
Reply to  Felipe Maia
1 mês atrás

Um Formula 1 tb tem rodas mas não vai rodando de Spa-Francorchamps para Zandvoort depois da corrida 😜👍

Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
1 mês atrás

Agora só falta deslocar o sistema antiaéreo…

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Yuri Dogkove
1 mês atrás

Que sistema?

CRSOV
CRSOV
1 mês atrás

Logística é importante é evidente mas eu preferia que houvesse logística de primeira para armamentos de primeira e não logística para um monte de sucata das Forças Armadas !!

Tomcat4,2
Reply to  CRSOV
1 mês atrás

Sistema Astros 2020 é sucata ??? Me ajuda ae !!!

Pablo
Pablo
Reply to  CRSOV
1 mês atrás

Bah, vou dizer o que?
O Google ta na palma da mao, mas os cara nao conhecem, so pode.

kahllil
kahllil
1 mês atrás

Economicamente e Tecnologicamente a região norte e nordeste hoje em dia tem uma grande importância, logo crio que ja passou da hora do EB deslocar unidades de artilharia e blindadas leves para mais ao norte focando em desenvolver uma doutrina de Defesa blindada do cone norte. Desenvolver uma doutrina de comboios em Balsas e barcos blindados para deslocamento blindado ou de artilharia para proteção das cidades amazônicas ou da bacia do Para. Sonho em ver um dia um Astros 2020 desparrando um foguete encima de uma balsa em pleno rio amazonas. ( quem acha impossível o EUA ja fez o… Read more »

Últimas Notícias

Grupo de Artilharia Antiaérea realiza exercício de tiro real

Praia Grande (SP) – O 2º Grupo de Artilharia Antiaérea participou, no período de 13 a 17 de setembro,...
- Advertisement -
- Advertisement -