sábado, setembro 18, 2021

Saab RBS 70NG

Adidos Militares de vários países visitam Santa Maria

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O Adido Militar é um representante que tem o objetivo de realizar missões diplomáticas junto a governos estrangeiros, com a função de trabalhar no estreitamento das relações com autoridades militares locais.

Dentre as suas atribuições estão oferecer informações ao Estado-Maior representado e dirigir comissões militares de acordo com a sua subordinação.

No período de 13 a 15 de setembro, Santa Maria recebeu a visita de adidos de 29 nações que mantêm relações diplomáticas com o Brasil.

A visita institucional desses adidos tem o objetivo de conhecer as ações do Exército Brasileiro, particularmente da 3ª Divisão de Exército (3ª DE) e suas Organizações Militares subordinadas nos cenários nacional e regional, além de estreitar as relações com a Força Terrestre, por intermédio das interações com os militares integrantes da 3ª DE.

A atividade propriamente dita iniciou na manhã do dia 14 de setembro, onde a comitiva visitou o 1º Regimento de Carros de Combate (1º RCC) e participou de uma formatura. Ao término da solenidade no 1º RCC, o General de Divisão Hertz Pires do Nascimento, Comandante da 3ª DE e mais alta autoridade presente ao evento, agradeceu a presença dos adidos e destacou a importância da amistosidade e da troca de experiências com as Nações Amigas.

Por sua vez, o General de Brigada do Exército Peruano Erwin Solis Ochoa, integrante da comitiva, agradeceu ao General Hertz pela acolhida hospitaleira e relatou a satisfação e a impressão positiva de todo o grupo, com o poder de combate demonstrado pela Divisão Encouraçada.

Após a formatura  os adidos visitaram o Centro de Instrução de Blindados e o Parque Regional de Manutenção da 3ª Região Militar. Os adidos já se encontram no Brasil a alguns dias e vieram de Brasília em 13 de setembro. Após as visitações em Santa Maria, os militares seguirão para Foz do Iguaçu, a fim de continuarem o intercâmbio.

DIVULGAÇÃO: Seção de Comunicação Social da 3ª Divisão de Exército

- Advertisement -

50 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alexandre ziviani
Alexandre ziviani
3 dias atrás

Imagino a reação deles quando viram que o Leopard 1a5 ainda existe…

João Adaime
João Adaime
Reply to  Alexandre ziviani
3 dias atrás

Caro Alexandre
Depende da origem de cada adido. Para o adido de Burkina Faso ele representa um ótimo blindado. Se o adido alemão estiver na comitiva, vai cobiçar um deles para museu.
A vida é assim, o lixo de uns é o luxo de outros.
Abraço

PS: Não estou chamando os nossos Leopard de lixo, apenas utilizei um ditado bastante conhecido.

Last edited 3 dias atrás by João Adaime
Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  João Adaime
2 dias atrás

Os Merkawa de Israel apanham do Hesbolah. Os Abrams da Arabia Saldita apanham do pessoal do Yemen. E a vida segue.A nossa divisão encouraçada é profissional. Acho que o preparo brasileiro neste quesito é bom. Quando chegarem máquinas mais modernas será mais fácil assimilar.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Antonio Palhares
1 dia atrás

Merkava no Líbano, M-1 no Iraque…
MBTs foram projetados para embates contra outros MBTs. Contra forças irregulares os melhores tanques possuem muitíssimas vulnerabilidades.

Flanker
Flanker
Reply to  Alexandre ziviani
3 dias atrás

Menos, bem menos..nem 8 nem 80….

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Alexandre ziviani
3 dias atrás

Não é porquê o meio é velho que ele não serve para nada. Os russos utilizam o T-62 até hoje, por exemplo (ainda que o relegando à tarefas menos importantes). Claro que seria melhor se tivéssemos um MBT no estado da arte, porém, reitero, os Leopard 1a5 estão longe, muito longe de serem inúteis, especialmente considerando o que nossos vizinhos usam.

Last edited 3 dias atrás by Bruno Vinícius
IgorCav
IgorCav
Reply to  Alexandre ziviani
1 dia atrás

Boa noite senhores, sobre o comentário, reconheço que os Leo 1A5 BR estão obsoletos, por isso que o EB já lançou uma nota sobre a nova aquisição do MBT brasileiro ( Não se sabe o tempo que vai durar, mas já tem interesse ). Mas voltando ao raciocínio, não importa o blindado, o que importa é a doutrina, visto os Leo 2A4 Turcos tomando pau dos Curdos dentro das localidades. Utilizando o blindado de forma errada. Nossos Leo estão bem aonde estão localizados, visto que Paraguai, Uruguai e Argentina não são grandes problemas. E não estamos mandando CC para o… Read more »

sub urbano
sub urbano
3 dias atrás

Nao adianta passar vergonha apoiando o pior presidente da historia do mundo. Precisam mostrar equipamentos antiquados para outros paises rirem da gente.

Bogaz
Bogaz
Reply to  sub urbano
2 dias atrás

Claro..pq em outros governos o equipamento era mais moderno. Ai ele vendeu e comprou esses.

Caxias
Caxias
Reply to  Bogaz
2 dias atrás

Vocês tem que parar com esse pensamento dualista, não é porque o nosso colega citou a má administração do governo atual que automaticamente ele defende os governos passados! Uma pena mesmo a mentalidade desses cidadãos apatrios ter chego neste ponto.

AK-130
AK-130
Reply to  Caxias
1 dia atrás

Desculpe, mas ao atribuir a culpa do estado atual das forças armadas unicamente a um político de agora o colega está simplesmente ignorando tudo o que veio antes.

EduardoSP
EduardoSP
3 dias atrás

“Nossa bandeira nunca será vermelha!”
Já o quartel….

Pablo
Pablo
Reply to  EduardoSP
3 dias atrás

A cor da arma de cavalaria é vermelha, se tu for em um quartel de artilharia, vai ver a cor azul por exemplo.
Só tu pesquisar!

Last edited 3 dias atrás by Pablo
Rafael M. F.
Rafael M. F.
Reply to  EduardoSP
3 dias atrás

Vermelho e branco não são as cores da cavalaria?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  EduardoSP
3 dias atrás

E se for laranja

Flanker
Flanker
Reply to  EduardoSP
3 dias atrás

Meu caro, vermelho e branco são as cores da Arma de Cavalaria do EB!

download.png
Barak MX para o Brasil
Barak MX para o Brasil
Reply to  EduardoSP
2 dias atrás

Os caras não podem ver vermelho em qualquer coisa que já começam a rasgar calcinhas. Que infantil.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Barak MX para o Brasil
2 dias atrás

Pois é, os anciãos no governo agindo como crianças de primário.
Mas hoje em dia está assim.
Chegaram a me orientar a não usar uma gravata vermelha para ir a um evento.
Por isso tem de mudar a cor da cavalaria, Talkey!

Manuel Souza
Manuel Souza
Reply to  EduardoSP
1 dia atrás

A cor vermelha tem mais a ver com o país do que o verde e amarelo. Mas vocês não estão prontos para discutir isso.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  EduardoSP
2 dias atrás

A maioria dos grandes e sérios países tem vermelho na cor. Só para começar: Inglaterra, Estados Unidos , China e outros.

Teropode
3 dias atrás

A China enviou uma Guerreira 👍, boa decisão !

Gelson
Gelson
3 dias atrás

Com certeza é o melhor “Museu Vivo” que se pode encontrar. Deveriam cobrar ingresso!

Agressor's
Agressor's
Reply to  Gelson
2 dias atrás

Essas exposições ou desfiles do nosso exercito deveriam ser feitas em Águas de Lindoia, SP…Nas exposições do encontro brasileiro de autos antigos…Já que seria um evento voltado para o público mais indicado…

Last edited 2 dias atrás by Agressor's
Carlos Pietro
Carlos Pietro
Reply to  Gelson
2 dias atrás

Boa.

Agnelo
Agnelo
3 dias atrás

O Leo 1 A5 não é o importante, mas como o EB trabalha. Como ele adestra seu efetivo. Sua sistemática de ensino.
Se um Btl de T-55 deixou a Div MC preocupada e teve de mudar a manobra dela no Iraque, o Leo 1 A5 preocupa mais… Além disso, quem são nossos inimigos? Já tem? Tem gente com M1 Abrams, Leo 2 e T-90 fazendo lambanças, q até os M-41 dariam trabalho pra eles…….

Bardini
Bardini
Reply to  Agnelo
2 dias atrás

comment image

Agnelo
Agnelo
Reply to  Bardini
2 dias atrás

Opa!
Ainda bem q vc trabalha com isso!!!
Tô precisando de um mané pra manter minha seção limpa!

Bardini
Bardini
Reply to  Agnelo
2 dias atrás

Pagando bem…
.
Agora, antes de fechar, eu queria saber se eu também vou cair no quadro de inativos força, junto com uma infinidade de gente que não deveria estar lá.

AK-130
AK-130
Reply to  Bardini
2 dias atrás

Posta essa imagem lá no Aéreo nas matérias sobre o F-35 também. Lá, o que não falta é isso, rsrs

Nascimento
Reply to  Agnelo
2 dias atrás

Se não tem inimigo pq não abolir as FAs então? E o que diabos uma Div MC mudar de posição comprova que o T-55 é capaz de fazer frente ao Abrams? O melhor CC da América do Sul é o T-72 venezuelano e o Leopard 2A4 chileno. Mesmo com nossa melhor munição flecha, não conseguimos penetrar no T-72 nem na lateral do chassi ou da torre, que dirá frontalmente. A única chance é atacar a parte traseira do T-72. Contra o Leo2A4 só resiste à nossa munição flecha na parte frontal. Na parte lateral, tanto a torre como o chassi… Read more »

Last edited 2 dias atrás by Nascimento
Agnelo
Agnelo
Reply to  Nascimento
2 dias atrás

A questão é muito simples. Não é o fato de ser um contra o outro. É quanto custa. Em $$, Em vidas. O M1 venceria? Óbvio!!!! Mas o M1 vem com o Bradley, vem com tropas q desembarcarão pra combater…. Quanto custa? Pra enfrentar tropas “velhas” com o T-55 mandaram uma Div MC naquele setor. Quanto foi? Se fossem CC melhores? Seria uma Div MC ou uma Div Bld? Tudo isso se põe na balança. Fato é que: 1) Nenhum vizinho pode nos combater, sob pena de apanhar muito ou o suficiente. A Venezuela tem um padrão tão “canela seca”,… Read more »

Alem
Reply to  Agnelo
2 dias atrás

Matou a pau.

Rafael
Rafael
Reply to  Agnelo
2 dias atrás

O Brasil vai produzir o que? E em que quantidade num ano? Fiquei honestamente curioso!

Caio
Caio
Reply to  Rafael
1 dia atrás

Somos dois curiosos, com toda essa capacidade, relatada pelo nobre forista.
Será que ele escreveu sobre a capacidade de produzir e idolatrar políticos em nossa terra.

Caio
Caio
Reply to  Agnelo
1 dia atrás

“Temos o suficiente para uma potência ter de mandar muita coisa pra cá pra fazer algo” muita coisa o que????
Mísseis, navio de combate, submarinos, aviões de superioridade aérea, tanques, , artilharia de foguetes, armas antiaérea, anti tanques? em quantidade e qualidade?
Agora fiquei curioso.

Bardini
Bardini
Reply to  Caio
1 dia atrás

O Brasil vive até hoje mantendo algumas doutrinas e quadros/estruturas, para comprar ou receber os armamentos na hora da correria e do aperto. É uma evolução pra lá de medíocre dos quadros da WW2, que se sustenta por décadas a fio, onde americano teria de dar de um tudo ao Brasil. Maluco fala que o Brasil produziria um mundo de coisas “1 ano antes”. Pra começo, o Brasil nem saberia de um planejamento dessa magnitude. Quem é que determinaria esse “1 ano antes”? Nossa inteligência pífia e desestruturada, que é utilizada para fins políticos? . Esse “1 ano antes” só… Read more »

Last edited 1 dia atrás by Bardini
Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  Bardini
1 dia atrás

Bardini, acho que ele está dizendo é, que uma invasão (por quem quer que seja, hipoteticamente falando) será sempre avaliada como cuidado, pelos custos financeiros/humanos que envolve.
O Brasil é uma zona, concordo!
Isto aqui literalmente tá um “put…iro”!
Mas também é gigantesco, influente no agronegócio e tem um nível de industrialização razoável.
Tudo isto é levado em conta.
A maioria comenta como se o País X decidisse invadir e pronto, vamo lá!
E é como vc diz, são “cenários de fim de mundo e inimagináveis”.

Maximus
Maximus
Reply to  Agnelo
1 dia atrás

Equipamento eficiente para conter eventuais aventuras de nossos vizinhos contra nós, porém completamente ineficiente em um cenário de média/alta intensidade.

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  Agnelo
1 dia atrás

Hurrrra, uma explicação racional!!
Parabens! A coisa vai bem mais longe do que capacidades dos equipamentos!

Last edited 1 dia atrás by Marcelo Baptista
Oráculo
Oráculo
2 dias atrás

Essa visita foi concorrida por dois motivos. Os adidos militares dos países fabricantes de MBTs (USA, China, Rússia, Coreia, Japão, França, Alemanha, Itália, etc.) que compareceram, vieram em missão de “pesquisa comercial”. Foram ver o que temos, como fazemos, nossos pontos fortes e nossas necessidades. Com as informações levantadas, fazem um relatório completo. Em menos de 10 anos o EB será obrigado a trocar seus MBTs. Uma venda de cerca de 200 MBTs ao Brasil é o sonho de qualquer fabricante militar. Será uma aquisição concorridíssima. Já o pessoal aqui da América do Sul foi ver o que vão usar… Read more »

Carlos Pietro
Carlos Pietro
Reply to  Oráculo
2 dias atrás

Exatamente.Voçê matou a charada.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Oráculo
2 dias atrás

Oráculo. Muita felicidade no comentário. Isso ai.

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  Oráculo
1 dia atrás

Muito bom comentário! sem ironia.

Last edited 1 dia atrás by Marcelo Baptista
rdx
rdx
2 dias atrás

Parece um quartel do corpo de bombeiros. rss.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  rdx
2 dias atrás

Realmente tenho que concordar, Porque tudo vermelho assim ??

André Garcia
André Garcia
Reply to  Rodrigo Maçolla
2 dias atrás

Vermelho e branco são as cores da arma de cavalaria no EB…

Flanker
Flanker
Reply to  Rodrigo Maçolla
1 dia atrás

Qual a cor deveria ser usada? As cores da cavalaria, vermelho e branco, não deveriam ser usadas? As cores citadas estão no portão e fachada. Nas outras edificações a pintura é comum. Não vejo problema algum. Procure imagens das outras Unidades de cavalaria e vai ver que essas cores tb estão presentes.

AK-130
AK-130
Reply to  rdx
1 dia atrás

Ah pronto. Agora vão criticar até a cor de uma fachada.

nereu
nereu
2 dias atrás

os Adidos saíram impressionados com os “equipamentos” do exercito brasileiro……o almoço foi o PONTO ALTO da visita, nele foi servida uma deliciosa parrilla no cardápio constavam Picanha Hereford, Carré de Cordeiro, Timo de Boi, Pimentões recheados com Queijo Provolone entre outras iguarias da culinária gaúcha tudo regado com muita cerveja Heineken

Jefferson Henrique
Jefferson Henrique
2 dias atrás

Vocês estão fazendo super trunfo entre um veículo e outro e estão esquecendo de um fator muito, mas muito importante. A superioridade aérea. Olhem as perdas de MBT do Iraque no Golfo. Estão falando de blindados da Venezuela, mas os blindados da Venezuela precisariam atravessar a Amazônia e o Brasil inteiro até encontrar o terreno onde hoje estão posicionados o grosso dos nossos Leopard. Mesma coisa o Chile, atravessar a cordilheira e a Argentina. A operação destes meios envolve muito mais do que comparação. E blindagem por blindagem, mesmo de colete balístico nível 3, vocês ficariam na frente de um… Read more »

Últimas Notícias

Saab recebe pedidos de Carl-Gustaf M4 e munições

A Saab recebeu pedidos para o rifle sem recuo Carl-Gustaf® M4 com munição incluída. O valor do pedido combinado...
- Advertisement -
- Advertisement -