segunda-feira, outubro 25, 2021

Saab RBS 70NG

China apresenta novo radar YLC-8E capaz de detectar caças stealth

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

No dia de abertura do 13º Zhuhai Airshow na China, uma série de novos radares do 14º Instituto da China Electronics Technology Group (CETC) foram revelados, incluindo a família de radar terrestre de inteligência “Lingdong”, incluindo o radar móvel YLC-8E UHF anti-stealth de alerta de defesa aérea, radar de defesa aérea SLC-7 baseado em terra multifuncional de banda L, radar de alerta de banda S SLC-12, radar multifuncional de média e baixa altitude YLC-12 banda C e outros produtos típicos, que foram exibidos em diferentes formas no airshow.

Esses radares estreantes cobrem as bandas UHF, L, S e C e têm as características básicas de “radares de inteligência de quarta geração”, como digitalização completa e sistema de tecnologia avançada, e os modelos de backbone adotaram a tecnologia de nitreto de gálio um após o outro, tornando o desempenho geral mais poderoso. Entre eles, o YLC-8E, chamado de modelo “carro-chefe” do radar anti-stealth chinês, atraiu muita atenção.

Em 29 de setembro, o segundo dia do airshow, o CETC Institute 14 mostrou o primeiro radar de detecção de alvos furtivos móvel de banda UHF do mundo – YLC-8E, novo radar anti-furtivo de alta mobilidade, que é o primeiro a adotar o conceito “banda + energia” – de design stealth para alcançar a detecção de alerta antecipado de longo alcance de aeronaves furtivas.

Como um grande radar de backbone da rede de radar, o YLC-8E é responsável por tarefas de orientação e alerta antiaéreo de média-alta altitude e médio e longo alcance, e realiza a busca, rastreamento e orientação de alvos. O radar tem as vantagens de excelente capacidade anti-stealth, alta mobilidade, forte capacidade anti-bloqueio, forte adaptabilidade, alta confiabilidade, boa manutenção, etc. “O principal índice de desempenho é melhor do que produtos de radar estrangeiros semelhantes.”

A área da antena do radar YLC-8E é equivalente a duas quadras de badminton, com um reconhecimento muito alto. Em dezenas de segundos, o conjunto de antenas de radar é dobrado ou desdobrado e, com o chassi autopropelido, a capacidade de manobra geral é bastante aprimorada, com maior capacidade de sobrevivência e adaptabilidade no campo de batalha.

Sua enorme antena não apenas reflete o requintado nível de tecnologia de engenharia, mas também representa a capacidade de atingir níveis de potência extremamente elevados, que, juntamente com a tecnologia de processamento de informação altamente sofisticada, podem “garantir que o véu furtivo dos aviões de combate mais avançados possa ser rasgado”.

O radar YLC-8E revelado é um aperfeiçoamento do YLC-8B. Em termos de características técnicas, YLC-8E continua algumas características di YLC-8B, fazendo uso total de frequência e design anti-stealth de energia, trabalhando em banda UHF, adotando grande array de antenas phased array, componentes digitais TR de alta potência e alta eficiência e tecnologia de programação de recursos adaptativa para alcançar a detecção de alerta antecipado de longo alcance de aeronaves furtivas.

De acordo com o CETC Institute 14, em comparação com o YLC-8B, o radar YLC-8E sofreu grandes mudanças qualitativas. O radar YLC-8E tem um alto grau de integração de equipamentos, um grande número de circuitos integrados de grande escala e outras tecnologias e projetos, menos unidades de transporte e progresso óbvio em confiabilidade, manutenção e redução da probabilidade de falha.

A antena do veículo adota carregamento de um único veículo, com forte capacidade de passagem e rápida transferência de posição; adota tecnologia de integração mecânica, elétrica e líquida e tem equipamentos de alta precisão para realizar a montagem e retirada automáticas do veículo com a antena. Além disso, a capacidade anti-interferência é forte, garantindo que ele possa “ver com precisão” em qualquer ambiente complexo.

No geral, “YLC-8E é uma nova geração de radar de alerta com excelente capacidade anti-stealth, alta mobilidade, forte capacidade anti-jamming, alta confiabilidade e boa manutenção, que é encarregado de ar de alerta e orientação de média-alta altitude e médio-longo alcance – para realizar a busca, rastreamento e orientação de alvos”.

FONTE: China-Arms

- Advertisement -

88 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
88 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Oráculo
Oráculo
25 dias atrás

Acho esse papo de radar anti – caça stealth bem interessante. É o futuro se aproximando de nós. Creio ser inevitável surgir um radar que os detecte rapidamente. Para daqui algum tempo surgir outro caça que consiga se esconder do radar. E o ciclo vai seguindo como acontece desde que inventaram a pólvora. A pergunta a ser respondida é: O radar já provou sua capacidade real? Detectou voos de F-22 ou F-35? Esses caças vivem voando perto do Japão. Voavam no Afeganistão até outro dia. Detectaram algo pra valer ou até agora é só propaganda pra Chinês e seus fãs… Read more »

Last edited 25 dias atrás by Oráculo
Hélio
Hélio
Reply to  Oráculo
25 dias atrás

Vá na embaixada da China e peça essas informações pela lei de acesso a informação deles, oras.
É dose ver fanboy tentar desmerecer os outros com argumentos desonestos do tipo “ah! Se é assim porque eles não expõem informações secretas?”. Pior ainda é fazer isso para acusa os outros de fanboy. Pior ainda é que sabemos quem que adora uma mentira para vender porcaria para trouxa.

Lucas
Lucas
Reply to  Hélio
25 dias atrás

Vestiu a carapuça de Fanboy com uma velocidade assustadora….

Last edited 25 dias atrás by Lucas
Hélio
Hélio
Reply to  Lucas
25 dias atrás

Com certeza, você vestiu bem rapidinho mesmo.

Teropode
Reply to  Hélio
24 dias atrás

Ora ora , se eles não expõe informações secretas não dá para os fanboys afirmarem que o equipamento não eh fake , esta falecia serve até para criticar aqueles que criticam os Yankees ……

Alex Rocha
Reply to  Hélio
23 dias atrás

Hélio não é querer defender o Oraculo, mas acho que uma coisa não têm nada haver com a outra. O que ele disse esta certo. Não é questão de ideologia e sim fato. Ele está indo pela realidade dos fatos. Elas falam que conseguem detectar, mas onde esta o ônus da prova? Falar é uma coisa, mostrar é outra. Você acha mesmo que se conseguissem fazer o que falam já não teriam mostrado algum tipo de documento, foto, vídeo ou algo assim até para amedrontar seus rivais, mostrando “sua tecnologia superior”? Já que o regime chinês é movido a propaganda?… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Oráculo
25 dias atrás

Independentemente do alcance, vc poderá colocar várias bateiras em círculos de atuação interligados.
Essa disposição de várias baterias em círculos sobrepostos é antiga e não permite que o avião invasor entre em qualquer parte do território sem ser detectado.
Aí, com as bases aéreas situadas atrás das linhas de radares, os aviões podem ser alertados e sair à caça dos invasores.

Wellington Kramer
Wellington Kramer
Reply to  Antoniokings
24 dias atrás

Esses radares podem ter alguma eficácia apenas antes de algum míssil anti-radar os atingir.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Wellington Kramer
24 dias atrás

Pode ser.
Aí, todos vão saber que um radar foi atingido.
Serve de alerta também.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Oráculo
24 dias atrás

É mas o mesmo se aplica ao outro lado, o F-22 e o F-35 já foram testados contra as defesas antiaéreas em camadas russas e/ou chinesas? Se não, então como podemos ter certeza de que sua capacidade stealth é isso tudo que o fabricante e o governo dizem que é? Chineses não são os únicos a usarem propagandas, o Pentágono precisa falar ao contribuinte americano que ele tem a disposição aviões tão invisíveis quanto o jato da Mulher Maravilha para justificar o gasto estratosférico desses programas e também para vendê-los a aliados(no caso do F-35). Mas ninguém realmente sabe se… Read more »

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Allan Lemos
24 dias atrás

Se o mesmo se aplica ao outro lado, será que os EUA não possuem um radar que também pode detectar aeronaves stealth? já que os mesmos estão bem a frente desse tecnologia.
O J-20 já foi testado contra uma rede de defesas antiaéreas americanas, ou japoneses?
Será que ele é isso tudo mesmo? Bom, creio que só saberiamos, num enfrentamento, e ainda sim é complicado de tirar uma conclusão, pois depende muito da situação.

Augusto
Augusto
Reply to  Allan Lemos
21 dias atrás

Allan, seu comentário e pertinente, mas não acredito que a USAF fosse atacar usando seus caças furtivos em um primeiro ataque as defesas antiaéreas russas e chinesas, seria um ataque suicida, atacar um potencia militar do nível da Rússia e da China e diferente de atacar um Iraque ou uma Síria.

Provavelmente em primeiro ataque eles iriam tentar destruir as defesas antiaéreas usando um ataque massivo de misseis de cruzeiro.

Duvido muito que um piloto de um F-22 não ia ficar com %#@* na mão se recebesse um ordem de invadir o espaço aéreo da Rússia, hehehe.

Sds.

João Augusto
João Augusto
Reply to  Oráculo
24 dias atrás

Uma correção é necessária: desde antes da invenção da pólvora.

Wellington Kramer
Wellington Kramer
Reply to  Oráculo
24 dias atrás

O teste deve ter sido detectar aviões stealth chineses.

Antoniokings
Antoniokings
25 dias atrás

Vai ter gente aqui surtando.

Palpatine
Palpatine
25 dias atrás

Não duvido que possa detectar caças furtivos, mas a grande pergunta é a que distancia?

Pedro Bó
Pedro Bó
Reply to  Palpatine
25 dias atrás

Não apenas a questão da distância de detecção, mas também da capacidade de engajar e travar os alvos para guiar os sistemas AAe.

Bosco
Bosco
Reply to  Palpatine
25 dias atrás

A distância menor do que um radar do F-35 operando no modo “abertura sintética” consegue detectar essa antena enorme e mandar um AARGM-ER/SiAW guiado por radar milimétrico pra fazer uma “visita.

cerberosph
cerberosph
Reply to  Bosco
25 dias atrás

Claro pq, segundo você e seu guru, a Terra é plana né.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  cerberosph
25 dias atrás

É impressionante como não existe nada no Mundo que os EUA não tenham melhor ou que possam combater com eficiência.
Lascou-se.

Agressor's
Agressor's
Reply to  cerberosph
24 dias atrás

Essa história de caça “invisível” tá igual a história da lua…Jatinho projetado só pra vender e faturar. Se ele funciona? Isso não importa muito… Os F-15, F-16 e F-18 estão aí pra fazer o trabalho sujo…

Não é à toa que estão voltando a fabricação do F-15, buscando pelo o desenvolvimento de modelos mais aperfeiçoados desse caça….

Alex Rocha
Reply to  Agressor's
23 dias atrás

Concordo contigo em parte Agressor’s. Por esta visão vejo que foi muito boa a escolha do Brasil pelos grifos.

Bosco
Bosco
Reply to  cerberosph
24 dias atrás

Cruz credo!!!

Bosco
Bosco
Reply to  cerberosph
24 dias atrás

Meu amigo, eu nem devia perder meu tempo com tamanha estultice mas aqui na Trilogia esse tipo de demonstração de deformidade moral e visão distorcida da realidade virou norma, então vamos lá.
Se o que você tem a falar do “meu guru” é que ele supostamente acredita na planicidade da Terra eu com certeza tenho orgulho de tê-lo como meu guru, independente de quem você acha que seja.
Já em relação ao seu guru, gostaria de sabê-lo para poder emitir algum juízo de valor sobre tal cidadão.
No aguardo!

Bosco
Bosco
Reply to  cerberosph
24 dias atrás

Muito provavelmente vai mentir e se esquivar dizendo que não tem um guru, então eu já adianto minha tréplica: és autodidata em estupidez.

cerberosph
cerberosph
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Quem tem e acredita em guru é idiot@, eu acredito em minhas opiniões que são baseadas em muitas leituras de pensadores clássicos e contemporâneos que são debatidos nas melhores universidades e não fico repetindo pseudo guru cuja obra mais importante que escreveu foi horóscopo para jornal, e ai já tomou sua Pepsi diet feita com fetos humanos?

Bosco
Bosco
Reply to  cerberosph
24 dias atrás

És portanto, autodidata em estupidez.

Wagner
Wagner
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Nossa Bosco, vocẽ ficava lendo os livros do Guru ?
O cara que acredita em terra plana ??

Meu Deus, isso explica as suas opiniões absurdas sobre a Rússia e sua defesa fanática pelos Estados Unidos.

Nossa…eu hein…

cerberosph
cerberosph
Reply to  Bosco
23 dias atrás

Autodidata que fez cursos e universidade??

Wellington Kramer
Wellington Kramer
Reply to  cerberosph
24 dias atrás

Você o chama de gurú e depois diz que quem tem gurú é idiot@! É o velho argumento do espantalho.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Bosco
25 dias atrás

Bosco o que seria esse radar milimetrico, e a que distância o AARGM-ER poderia ser lançado?

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Campos
24 dias atrás

Carlos, Um radar de um míssil antinavio ou antiaéreo é o que se pode chamar de “centimétrico” . Em termos gerais ele vê um borrão. Um radar milimétrico opera na banda Ka, de alta frequência , e consegue melhor definição (não é míope) formando uma imagem do alvo. Um míssil operando com radar milimétrico (MMWR) é como se tivesse um olho que vê inclusive sob mau tempo. O míssil tem um banco de dados onde ele compara o retorno que recebe do alvo com sua “biblioteca” de imagens interna e reconhece e adquire um alvo no modo ATA (aquisição automática… Read more »

Jodreski
Jodreski
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Ou seja, deixa eu ver se eu entendi… mesmo que o Radar fosse ultra inovador e conseguisse enxergar um F-35 voando alto à 200km ele seria destruído primeiro pelo F-35 antes mesmo dele enxerga o caça? Se for assim de nada adianta inovar na área então kkkkk só se o radar pudesse enxergar um vetor stealth antes mesmo dele conseguir enxergar o radar (difícil-quase impossível no momento).

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Jodreski
24 dias atrás

Jodreski, inovar nessa área está longe de ser inútil. Se antes o inimigo poderia desviar dos radares para alcançar seu alvo. Agora terá de ou voar em baixa altitude (o que reduz o alcance) ou ter o trabalho de utilizar tempo, munição e caças para atacar a IADS.

Bosco
Bosco
Reply to  Jodreski
24 dias atrás

Infelizmente essa é a física da coisa. Só reclamando com o Criador pra ver se na próxima tentativa ele conserta. rsss Há algumas décadas não tinha como um radar definir alvos no solo. A única maneira de um avião detectar e adquirir um alvo no solo era visualmente. Havia uma clara vantagem da AA que podia detectar um avião a centenas de quilômetros enquanto este não o podia em relação aos alvos no chão. Só que aí as coisas foram evoluindo e os radares dos aviões passaram a ter capacidade de detectar alvos individuais no solo usando o modo “abertura… Read more »

DanielJr
DanielJr
Reply to  Jodreski
24 dias atrás

Pelo que entendi, fica mais fácil detectar e atacar um avião furtivo com armamentos menos tecnológicos do que um com armas de primeira linha.

Se isto for verdade, é uma coleira que os vendedores das aeronaves podem colocar nos compradores, já que geralmente são os países que fabricam essas armas. “Vendo 30000 bombas guiadas a laser e 5 mísseis top de linha, é o que dá pra fazer.”

Claro que isso só vale contra esse tipo de radar de defesa, 99% dos ambientes de conflito não conseguem fazer muito frente à aeronave furtiva.

Bosco
Bosco
Reply to  Jodreski
24 dias atrás

Sim, adianta inovar e usar radares de baixa frequência contra a ameaça stealth. Não fosse eles o F-35 atacaria utilizando bombas de ferro, ou no máximo, JDAMs.
Em existindo é operando obriga o F-35 utilizar as SDBs ou o AARGM-ER.
É o mesmo que ocorre na guerra naval. Os sistemas antiaéreas dos navios não impedem os aviões de atacar , só obrigam eles a utilizarem mísseis de longo alcance.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Bosco
24 dias atrás

muito obrigado, aprendi muito,

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Campos
24 dias atrás

Carlos,
Esse artigo é bem interessante. Quando tiver tempo…
Fala sobre o radar milimétrico do Apache e do míssil Longbow.
http://www.ausairpower.net/longbow-aa.html

E esse artigo do mesmo autor fala sobre a revolução do radar aéreo no modo SAR e GMTI além da revolução das bombas guiadas por GPS.
http://www.ausairpower.net/sargmti-intro.html

Agressor's
Agressor's
Reply to  Bosco
25 dias atrás

Como é que vc tem certeza?…ninguém aqui tem acesso as informações operacionais dos caças e sistemas desenvolvidos por aquela gente…o que vc faz aqui é apenas inferir sobre informações genéricas de divulgação publica de folhetos de fabricantes e marqueteiros…

Bosco
Bosco
Reply to  Agressor's
24 dias atrás

Eu não tenho certeza mas me baseio, por exemplo, num artigo do respeitado internacionalmente e referência até de publicações da mídia oficial chinesa e russa, o Sr. Carlo Kopp, que cita por exemplo esse gráfico acerca do alcance do NEBO VHF que é o mais badalado radar antistealth e no qual deixa claro que para um RCS do F-35 a distância de detecção seria da ordem de 50 mn (90 km). http://www.ausairpower.net/XIMG/Rus-Lo-Band-Radar-Params-2009.png

E você? Além do seu achômetro tem quais fontes balizadas para refutar meu comentário? Mostre-as!

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Bosco
24 dias atrás

No caso você sabe que se um F-35 ligar o seu poderoso radar, ele próprio denuncia a sua presença e direção né? Caças de 5° geração só se mantem furtivos quando usando sensores passivos.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
24 dias atrás

Armas bélicas sempre estarão evoluindo, hoje os EUA fez um avião invisível aos radares, amanhã a China inventa uma tecnologia nova e portanto os EUA constroem outro avião. É um ciclo que sempre vai existir…

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
Reply to  Agressor's
23 dias atrás

Recomendo que o senhor se informe melhor sobre a história da China, sobretudo sobre os últimos 500 anos e, mais ainda, sobre os anos 70 do XX. Se não fossem as indústrias dos EUA, Alemanha ocidental, Inglaterra e de outros países da OTAN, a China de hoje não seria muito diferente da Coréia do Norte. A China capitalista pós anos 80 é uma invenção do US Army ou, se preferir slogans, do “abuse e use C&A”, durante o governo Nixon. Você me parecer ser um cara que não tem o hábito da leitura ou não consegue ler aquilo que não… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
24 dias atrás

Sim Cristiano; Se ele for usar só o EOTS ele teria que se aproximar muito. Fato é que puseram um radar nele e ele irá usá-lo da melhor maneira possível. Vale salientar que se esse radar chinês aí de cima também emitir ira mostrar para onde o F-35 deve apontar o feixe do seu radar para achar o alvo. O F-35 sabidamente tem baixo RCS mas você acha que esse radar aberto tem também um RCS baixo? rssss Imagino eu que seja gigantesco e aí o F-35 iria usar o APG-81 de forma inteligente , transmitindo o mínimo de energia,… Read more »

Alexandre ziviani
Alexandre ziviani
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Esse radar aí é muito grande,pode ser neutralizado por drones Kamikaze/ loitering munition facilmente ..

Bosco
Bosco
Reply to  Alexandre ziviani
24 dias atrás

Os americanos contam com o MALD subsônico dotado de turbojato com diversas variantes que pesando 120 kg tem alcance de 1000 km e pode servir de “chamariz” e ainda interferir nos radares de terra e trabalhando em rede pode ser utilizado para ir contra os radares no modo kamikaze. Uma formação de ataque com uma dúzia de F-35 precedido de uma três dezenas de mísseis MALD tem um potencial enorme de neutralizar uma IADS. Coloca aí na conta uns 12 mísseis AARGM-ER, 48 StormBreaker e mais uns 20 MALDs que não foram atingidos pela AA que atraíram e todos com… Read more »

Munhoz
Munhoz
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Na verdade não sabemos a capacidade exata desse radar, se ele puder rastrear um F 35 e vc colocar varios radares como esse num campo de batalha vc teoricamente consegue triangular a posição do F 35 e direcionar um J 16 ou J 20 ao encontro, entendo que o F 35 não pode ser travado, mas vc imagina uns 50 radares como esse é uma frota de caças com sistemas IRST varrendo a área imagina se os mísseis AIM 120 são enganados por interferência eletrônica, temos aí IRST x IRST, só saberemos o que irá acontecer na prática, não devemos… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Munhoz
24 dias atrás

Exatamente.
A interpolação dos perímetros de detecção de vários radares tornará impossível o avião não ser detectado.
E os J-20 serão mandados para interceptação.

_RR_
_RR_
Reply to  Munhoz
24 dias atrás

Munhoz, Não é assim tão simples… Primeiramente, a vantagem sempre estará com quem ataca primeiro. É a questão da iniciativa. Da mesma forma, o APG-82 do F-35 pode localizar os radares inimigos pelas suas próprias emissões, operando no modo passivo. E é mais fácil o próprio caça localizar o radar que o oposto. Vindo de frente, a assinatura térmica de uma aeronave se reduz consideravelmente, logo ao ponto da detecção por parte de um IRST ser reduzida para uns poucos quilômetros. Assim sendo, fica muito difícil para uma aeronave de caça em CAP operar unicamente dessa forma. E não se… Read more »

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Caro Bosco,a defesa brasileira tem radares moveis de grande porte ou só usa o SABER M60 mesmo?

Seria vantajoso para nós algo similar? Ou como sempre o problema é o preço?

comment image

comment image

Bosco
Bosco
Reply to  Adriano Madureira
24 dias atrás

Adriano,
De porte tático do Exército só o Saber M60 e os radares do sistema FILA de vigilância e controle de fogo.
Já a FAB conta com variados sistemas de radar para o controle do espaço e do tráfego aéreo , inclusive salvo engano 12 do modelo TPS-B34, banda L (UHF) com 600 km de alcance.comment image

Last edited 24 dias atrás by Bosco Jr
Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Bosco
24 dias atrás

O AEW&C chinês captura o patinho feio em seu radar antes disso.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Inimigo do Estado
24 dias atrás

Claro. E o AEW&C chinês também é istelfi, não é…

Carlos Campos
Carlos Campos
25 dias atrás

Interessante que todos são de GaN, esse mix com o UHF é bom, afinal caças stelth foram desenhados para serem mais furtivos as ondas X e S, dizem que a L consegue ser melhor para detectar mas não sei, a UHF supostamente consegue ver os Stelth mas não tem capacidade de guiar um míssil por exemplo, aí entra os de Banda S e L, que sabendo a direção poderiam vasculhar o céu com toda potência e ver os onde estão as ameaças, segundo os EUA um F35 pode ser visto por um SPY 6 do AEGIS a mais de 150Km.… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Campos
24 dias atrás

Carlos, O Ocidente parece colocar suas apostas em radares de GaN operando nas bandas ditas “convencionais” . Eles apostam na força bruta para enfrentar os stealths e não em radares de baixa frequência. Vários radares AESA de GaN estão entrando em operação. No caso dos radares S e L poderem guiar o míssil é possível (ex: Aegis banda S guiando os Standards) , mas teria que na fase terminal ter um seeker e este obrigatoriamente tem que ser nas bandas C, X ou K. E é aí que a porca torce o rabo porque são nessas faixas que os stealths… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Bosco
24 dias atrás

seus comentários sãu uma aula bosco, Eu acho SPY6 formidável, ele com algumas melhorias poderia dar a um simples AB capacidade anti satelites, essa dos radares dos mísseis, é realmente um problema, já não basta o jamming e o caça ser furtivo piora ainda mais.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Bosco o radar Aesa do Gripen tem abertura sintética igual do F35, aliás é um radar de respeito, se não me engano na banda X, ele tem boa capacidade interferência em SAM que usa radares de banda S? a mais comum pelo que vejo nos SAM.

Last edited 24 dias atrás by Carlos Campos
Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Campos
24 dias atrás

Carlos, Os radares AESA têm capacidade de interferência mas só nos radares de mesma banda, com pouca margem de ação (C, X, Ku) no caso os caças geralmente adotam a banda X, que são os radares mais comuns de iluminação ou controle de tiro. O Gripen tem uma suíte de EW de auto proteção que deve poder interferir em outros radares, mas o radar AESA tem pouca margem de manobra além da banda X. Vale salientar que os sistemas de interferência ativos de autoproteção de aeronaves só interferem em radares de controle de tiro e iluminação , no caso de… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Numa busca achei esse artigo que fala do Arexis e nele sugere que o sistema possa atuar desde a banda UHF (500 MHz) até a banda Ka (40 GHz), passando pela L, S, C, X, Ku, K, Ka.
https://www.armadainternational.com/2020/10/decoy-and-destroy/

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Bosco
23 dias atrás

incrível, vou ler, mais.

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Campos
24 dias atrás

Essa “revolução” dos componentes de GaN para os radares AESA já está indo para os radares dos caças. Os F-18 dos Marines irão receber os seus .

carcara_br
carcara_br
25 dias atrás

Alguns desses numa rede com vários elementos de detecção passiva é bem difícil passar despercebido, impressiona o tamanho.

Arrow
Arrow
24 dias atrás

Foguete dos comedores de morcego volta explodindo e agora tem “radar” kkkkkkkkkkkkkkkkk

Fazer um blog para eles me bancarem tb, vou postar até que já tem cura do câncer por la.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
24 dias atrás

Radares similares a esses seriam bons para a defesa nacional?

Eu não entendo muito de tecnologia, sempre tive o pensamento de que tudo que é maior é melhor, tipo essas imagens de radares gigantes móveis,e grandes quer dizer mais caros…

Mas como a nanotecnologia está aí para dizer o contrário, gostaria que alguém me pudesse falar sobre a vantagem do sistema Saber da Bradar, eles são inferiores ou não devem em nada há sistemas estrangeiros?

comment image?resize=1170%2C780&ssl=1
comment image
comment image
comment image

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
24 dias atrás

O Brasil possui radares de última geração? Os que nós temos, detectam F-16, F-15, F-18, Mig-29, Su-30?

DanielJr
DanielJr
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
24 dias atrás

Eu acredito que detectem sim, só que o problema é o alcance das armas desses jatos, como no caso desta matéria. Se eles conseguirem travar a mira e atirar a partir de certa distância e/ou altitude, já era.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
24 dias atrás

temos um AESA de 200Km de detecção, ele pode detectar esses caças em várias distâncias diferentes, o problema é o Jamming e as armas de longo alcance.

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Carlos Campos
24 dias atrás

AESA de 200Km brasileiro? Nunca entrou em produção, salvo engano meu, nunca foi vendido ou adquirido por ninguém, nem sei se já chegou na fase operacional, em se tratando de Brasil isso vai levar 30 ou 40 anos.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Carlos Crispim
23 dias atrás

que eu saiba ele tá pronto e tá sendo avaliado no EB, depois vai ser homologado e podera atuar, agora como o EB é uma lesma né, era pra estar pronto para ser adquirido e operado esse ano.

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Carlos Campos
23 dias atrás

Olha, eu duvido muito, se existir deve ser protótipo, com tecnologia comprada de alguém e reproduzida aqui por alguma empresa que quer empurrá-lo ao EB. Além disso, o Brasil é mestre em comprar 1 unidade, o que é a mesma coisa que não ter nada.

Pablo
Pablo
Reply to  Carlos Campos
23 dias atrás

Fala do radar saber M200?

Bosco
Bosco
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
24 dias atrás

Sim! O Exército tem o SABER M60 3D, adequado para a sua função.
A FAB tem vários tipos de radares , inclusive radares muito semelhante a este radar chinês, no caso é o TPS-B34 banda UHF da Lockheed Martin.

Last edited 24 dias atrás by Bosco Jr
Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Bosco
23 dias atrás

Li em algum lugar que os TPS-B34 da FAB são pouquíssimos , talvez só tenha 1 só, e foi adquirido na década de 90, transferido de MT para o RJ na Olimpíada.

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Crispim
23 dias atrás

São pelo menos 6 e foram adquiridos em 2003.

Teropode
24 dias atrás

Bem , se este radar possui de fato esta capacidade , o caminho das pedras para neutraliza-lo seria uma combinação de Drones stealths suicidas e de drones iscas que ao contrário do Stealth , ele intencionalmente brilharia neste radar para cega-lo e ao mesmo tempo mante-lo emitindo ondas , isto certamente iria deixa,-lo na mira dos drones stealths lançados pelo F,35 .

Heinz Guderian
Heinz Guderian
24 dias atrás

Sistema muito interessante.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
24 dias atrás

Bem que eles poderiam emprestar pra os Sírios, creio que não teriam problemas.

Teropode
Reply to  Nilton L Junior
24 dias atrás

E correr o risco de vê-lo transformado em ferro retorcido ? Não não , nem pense nisto , a não ser que façam um acordo e pague para o Adir não frita-lo !

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Teropode
24 dias atrás

É mesmo, o melhor seria além do radar ter também várias camadas de defesa para não ser fritado

Teropode
Reply to  Nilton L Junior
23 dias atrás

Bingo , meus parabéns , não há super trunfos nem para radares e certamente o atacante vai explorar todas camadas até fazer uma brecha ….

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Nilton L Junior
24 dias atrás

Israel curtiu isso.

Foxtrot
Foxtrot
24 dias atrás

Alguém sabe alguma coisa do radar nacional Saber M-200 ?
A última notícia que li era que ele estava esperando o IFF4 nacional !
Como sempre o Brasil a passos de tartaruga, quando progride porquê de praxe é igual caranguejo, só anda de lado.
Parabéns China!

Antunes 1980
Antunes 1980
24 dias atrás

Se o Brasil fosse um país sério, deveriam ir até a China buscar soluções para nossa defesa aérea de médio e longo alcance.

China dá uma aula de grandeza, de mentalidade e patriotismo. Hoje praticamente nada passa por suas defesas. 

Nosso principal parceiro comercial está esperando que possamos fazer ótimos negócios na área de defesa.

Acorda FAB, EB e Marinha !

Last edited 24 dias atrás by Antunes 1980
Bosco
Bosco
24 dias atrás

A defesa AA tem a função além de defender suas áreas de interesse, de cobrar um alto preço ao atacante, se não em vidas, em custo. Quanto mais elaborada a defesa AA maior o custo de atacá-la e aos alvos sob sua cobertura. Se os modernos radares VHF e UHF AESA não fossem usados as aeronaves (caças, drones e bombardeiros) stealths iriam fazer a festa até com bomba burra de 1000 dólares a unidade. Qualquer inimigo estaria no papo. Com a utilização de meios “anti-stealth” capazes de empurrar os stealths para mais de 50 km de distância obriga o atacante… Read more »

Maximus
Maximus
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Prezado Bosco. No caso do Brasil,valeria a pena investir em uma defesa anti área de camadas? Pergunto devido ao tamanho do território nacional e aos inúmeros pontos estratégicos que precisariam ser defendido. Ou tu achas que seria mais sensato investir em mais caças Gripen?

Last edited 24 dias atrás by Maximus
Bosco
Bosco
Reply to  Maximus
24 dias atrás

Maximus, Eu acho que o EB tinha que ficar responsável pela defesa de suas tropas e de alguns pontos críticos do território nacional, além de Brasília e no caso de grande eventos, aliás, como ocorre. Cada Força devia ficar responsável pela defesa AA de suas bases (e os fuzileiros de suas tropas) e para isso seria interessante ter meios V-SHORAD/SHORAD e de médio alcance. E a FAB com a aviação de caça, aviões radar e tanques ficaria responsável por todo o território nacional, também como ocorre hoje. Claro que a quantidade de caças Gripen deve ser bem maior que esses… Read more »

Maximus
Maximus
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Obrigado pela explicação Bosco! Saudações Gremistas.

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -