segunda-feira, dezembro 6, 2021

Saab RBS 70NG

Sistema de proteção ativa Arena-M equipará os tanques russos T-90 e T-72

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

De acordo com a Kolomna KBM, o sistema de proteção ativa Arena-M equipará tanques de batalha Russos, como o T-90 e o T-72.

O (KAZ) Arena-M pode repelir ataques de qualquer direção usando um radar e munição manobrável para destruir projéteis, conforme revelado pelo chefe do Departamento de Desenvolvimento e Design da Kolomna KBM, Vladimir Kharkin.

O escudo protetor do Arena-M é capaz de conter a ameaça de projéteis vindos de qualquer direção.

Graças aos motores de impulso, o Arena-M reage quase instantaneamente, permitindo uma defesa do tanque de batalha de todos os lados, funcionado em modo automático.

Segundo Bekhan Ozdoev, diretor industrial da Rostec, o Arena-M pode interceptar
todos os modernos mísseis anticarro e alegou que o Arena-M é capaz de interceptar o FGM-148 Javelin e Spike.

FONTE: defensa.com

- Advertisement -

43 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
43 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Palpatine
Palpatine
26 dias atrás

O T-72B3 ficou bonitão com essa camuflagem digital

Fabio Jeffer
Fabio Jeffer
26 dias atrás

Teria eficácia contra drones?

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Fabio Jeffer
26 dias atrás

Como leigo, os sistemas de proteção ativa em operação fazem a proteção do entorno dos do veículo (laterais, dianteira e traseira), nunca vi instalados e voltados para o topo dos veículos.

Hélio
Hélio
Reply to  Rodrigo
25 dias atrás

Tem sim capacidade de defender por cima, por isso é eficaz contra o jevellin, que ataca por cima. Daí para ser efetivo contra drones…

pedroctba
pedroctba
Reply to  Fabio Jeffer
26 dias atrás

O escudo protetor do Arena-M é capaz de conter a ameaça de projéteis vindos de qualquer direção.”

Logo, pode ser utilizado para destruir os projeteis disparados contra o mesmo seja por drones, avioes ou helicopteros, logico que dentro de um parametro de interceptação como peso, velocidade, massa e capacidade explosiva do projetil disparado.

Bosco
Bosco
Reply to  Fabio Jeffer
25 dias atrás

Se o sistema protege contra o Javelin é porque em tese ele é capaz de cobrir a parte superior, o problema dos pequenos drones está na velocidade que é pequena e o radar pode não “vê-los”.

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
25 dias atrás

Aí alguém poderia sugerir: é só regular o radar Doppler para detectar alvos de baixa velocidade que ele “pega” os pequenos drones.
Não é tão simples assim! Se o fizessem o radar consideraria até pássaros como sendo ameaça. Um míssil AT ou um projétil HEAT tem velocidade acima de 150 m/s. Um drone pode ser tão “lento” quanto 10 m/s.
Javelin: 220 m/s
TOW: 280 m/s
AT-4: 290 m/s
Spike MR: 180 m/s
CSR Carl Gustaf: 310 m/s

Carlos
Carlos
Reply to  Bosco
25 dias atrás

Bosco, longe de mim querer ser especialista, mas em relação a. “Se o fizessem o radar consideraria até pássaros como sendo ameaça.“, creio que a variação da reflexão da onda, levando em consideração o material de que é feito o objeto, seria diferente.
Como a velocidade entra como variável no cálculo, acho possível sim defender-se de drones com baixa velocidade. É uma questão de programação.

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos
25 dias atrás

Carlos,
Também estou longe de ser especialista em qualquer assunto mas não considero ser fácil um radar distinguir em situação crítica uma ave de um S-UAV. Tanto é assim que há uma série de estudos relativos ao “problema”.
https://discovery.ucl.ac.uk/id/eprint/1533719/1/Griffiths-H_classification%20of%20birds%20and%20UAVs_aam.pdf

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos
25 dias atrás

Um sistema antidrone tem tempo hábil para distinguir uma ave de um SUAV (pequeno drone) e para isso faz uso de sistema eletroópticos multiespectrais. Diferente de um sistema de proteção ativa de veículo de combate que tem tempo de reação de milissegundos e só se baseia nos dados gerados pelo radar.
No meu entendimento esse radar é “calibrado” para ameaças com características bem específicas.
Considero que mesmo os veículos de combate sendo dotados de sistemas de proteção ativa, o que lhes provê proteção individual contra uma série de armas, eles devem ser acompanhados por sistemas antidrones dedicados.

Carlos
Carlos
Reply to  Bosco
25 dias atrás

Entendo o queres dizer. A questão é o que nesse “calibrado” deve existir um range que no caso, não sabemos o conteúdo. Eu não sei quais tipos de sinais de retorno o sensor está apto a receber (sonoro, luminoso, eletromagnético, por aí vai…). Quanto à velocidade, desde que consiga detectar, seria lógica de programação.

Matheus S
Matheus S
Reply to  Carlos
25 dias atrás

O radar Doppler não consegue distinguir o material refletido do objeto, apenas os efeitos da velocidade e movimento do objeto que é comumente chamado de “efeito doppler”, de certa forma, o Bosco tem razão quanto a isso.  Se um radar Doppler fosse programado para identificar objetos voando a baixas velocidades, um pequeno UAV pode ser confundido com aves, embora os radares tenham a capacidade de distinguir a trajetória diferencial de pássaros e UAVs, portanto, mesmo com essa limitação, um radar Doppler modificado para objetos de baixa velocidade ainda pode ter uma função limitada C-UAS, mas isso é muito ruim em termos… Read more »

R20068-en-15.jpg
Mauro Cambuquira
Mauro Cambuquira
Reply to  Bosco
25 dias atrás

Então… As minhas câmeras de segurança, aqui de casa, não são as mais sofisticadas, tem muito melhores por aí… Mas… Conseguem distinguir pessoas e animais. Passou um passarinho, gato, cachorro, ela filma mais não grava. Passou qualquer outro objeto, tem sinal sonoro e inicia-se a gravação.

Bosco
Bosco
Reply to  Mauro Cambuquira
25 dias atrás

Como disse acima não sou especialista de nada , muito menos de sistemas de segurança residencial.

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Mauro Cambuquira
24 dias atrás

KKKKK….O Bosco diz que os russos não são capazes, mas você tem essa tecnologia – que não é a mais avançada – na sua residência? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

O nível de cegueira ideológica e de desinformação de alguns daqui não tem limites.

Bosco
Bosco
Reply to  100nick-Elã
24 dias atrás

Tenha dó!

Bosco
Bosco
Reply to  100nick-Elã
24 dias atrás

Me mostra então uma poxxa de um link onde diz que essa boxxa defende o blindado de pequenos drones. Estou aguardando!

Last edited 24 dias atrás by Bosco Jr
Teropode
Reply to  Bosco
23 dias atrás

🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

Carlos Campos
Carlos Campos
26 dias atrás

Eu achei muito bruto. Tropa perto do MBT iam sofrer. De qualquer forma deixa o T90 ainda mais atraente em relação ao Leo2 e M1

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Carlos Campos
25 dias atrás

Negócio é que, no caso de ausência do sistema, a tropa ao redor do MBT tbm seria atingida. O sistema protege a tripulação e o MBT de ser tirado de operação.

Mauro Cambuquira
Mauro Cambuquira
Reply to  Felipe Morais
25 dias atrás

Tropa acompanhando MBT, hoje tem outros recursos. A Russia tem tanquinho remoto pra ir na frente ou do lado…

rui mendes
rui mendes
Reply to  Mauro Cambuquira
23 dias atrás

Ter têm, mas parece que não funciona nada bem, na Síria só tinham um alcance remoto de poucas dezenas de metros e alguns que tentaram ir mais longe, perderam o sinal e tiveram mais problemas, tanto é que os Russos os deixaram de usar naquela altura, actualmente não sei se já resolveram o problema, mas EUA e França também têm meios do género. Infantaria apeada, sempre irá haver, enquanto se usarem MBT´s acompanhados de VCI´s e 8×8, haverá sempre uma altura em que a infantaria terá que se apear dos vci e 8×8, para com atgm´s e lança- roquetes, procurar… Read more »

Teropode
Reply to  Felipe Morais
22 dias atrás

🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣, tipo assim : Eu não preciso de ninguém pra fazer mer** comigo ! 🤣🤣🤣🤣

Ten Murphy
Ten Murphy
Reply to  Carlos Campos
25 dias atrás

Não tenho certeza, mas tropa ao lado de MBT é doutrina no Brasil, mas não nos EUA e Rússia. Por lá eles optam por IFV’s. Se estiver errado, me corrijam, por favor. Se estiver correto, a tropa não sofreria em nada pois não haveria tropa para sofrer.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Ten Murphy
25 dias atrás

Prezado Está errado. A tropa fica perto, ao lado, longe, atrás, dependendo da situação. Normalmente, quando a ameaça é muito próxima, a tropa desembarca. Se a ameaça são outros carros ou mísseis, grosso modo, o inimigo está longe, então não há sentido na tropa desembarcar, pois vai estar sofrendo fogos de Mrt e Art. Grosso modo. Depende do terreno, de como o inimigo está disposto nele. Se está em uma situação ofensiva ou defensiva, por aí vai. Há uma boa matéria na Military Review que explora isso. Na Tempestade do Deserto, os americanos não queriam desembarcar dos Bradley por causa… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Campos
25 dias atrás

Quando tem tropa perto do veículo o sistema é desligado.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Bosco
24 dias atrás

Situação de desembarque de tropa e acompanhamento ao lado do MBT, operação urbana.

Gabriel BR
Gabriel BR
25 dias atrás

Penso que o T-90 MS tagil seria uma possibilidade interessante para o EB, dependendo da quantidade que viéssemos a comprar poderíamos fabrica-lo aqui no Brasil.

Tomcat4,2
Reply to  Gabriel BR
25 dias atrás

Vivo falando isso, belo MBT, moderno e leve . ;-D

Last edited 25 dias atrás by Tomcat4,2
Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
25 dias atrás

Sempre defendo e defendo uma aproximação maior entre o Brasil e a Rússia e isso Poderia se iniciar numa comprar de dezenas ou centenas de unidades do T-90 para nossos RCC e aposentar de uma vez por todas os Leopard 1A5 da força.

Por outro lado, quando se trata de MBT pesados e brutos para o EB, se depende-se apenas de mim para comprar, meus favoritos sempre seriam o Challenger, o M1-Abrams e o T-80 com certeza, mas haveria muitas restrições seja qual deles escolhidos.

Last edited 25 dias atrás by Entusiasta Militar
Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Entusiasta Militar
25 dias atrás

Depedesse apenas de mim iriamos de 300 unidades AMX Leclerc nacionalizado.

Matheus Augusto
Matheus Augusto
Reply to  Gabriel BR
25 dias atrás

Um blindado caríssimo e que não se destaca em nenhuma área, muito obrigado. Se comprássemos a tecnologia dos Russos pra produzir aqui, o T-90 seria uma boa, se não, Brasil tem que ir de Leo2 mesmo.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Matheus Augusto
25 dias atrás

Existe MBT barato?

rui mendes
rui mendes
Reply to  Gabriel BR
23 dias atrás

Excelente carro, mas têm o facto de ser Europeu e principalmente Françês, por isso neste blog, todos o odeiam, coisa de estudo mesmo e do passado, mas estranhamente só virado para a Europa, daí ser study-case.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  rui mendes
23 dias atrás

O exército Emirati constatado na Guerra do Iemen que o AMX Leclerc vale cada centavo gasto. Além de excelente qualidades técnicas é o tanque mais bonito do mundo. Com a eleição de Zemmour para a presidência francesa nós e os franceses voltaremos as pazes rsrsrsrsrsrs

carcara_br
carcara_br
25 dias atrás
Rafaelsrs
Rafaelsrs
25 dias atrás

Imagina o comandante do tanque ali, tranquilão, com a cabeça pra fora e do nada vem um ataque desses, o sistema vai prevenir a destruição do tanque mas vai decapitar o comandante…

Alexandre
Alexandre
25 dias atrás

O T-90 seria interessante para o Brasil, mas teríamos que ver o posicionamento do Comando do Exército pra ver se de fato seria necessário em substituição dos Leopard 1a5 e dos M60-Patton.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Alexandre
24 dias atrás

Isso é o mais importante

Grifon Eagle
Grifon Eagle
Reply to  Gabriel BR
23 dias atrás

Concordo.

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
24 dias atrás

Esse tipo de sistema é requisito obrigatório para sistemas de armas blindados terrestres no século XXI. Sem eles o CC é apenas um cone para ATGM e caças.

O sistema israelense (acho que o nome é Trophy) deve ser superior. Mas o preço do sistema russo deve ser bem menor.

Teropode
23 dias atrás

Vi o vídeo dez vezes pra entender , só assim percebi que aquela explosão na altura da torre se tratava do sistema de defesa 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣, pensei que se tratava de um disparo duplo contra o tanque 🤭🤭🤭🤭, dito isto : O trofi da de 10 x 0 e o sistema alemão de 7 x 2 . Estou assustado até agora com a primitividade deste troço , acho que causa mais dano do que o próprio projetil a ser neutralizado 😌😌😌😌

Teropode
23 dias atrás

Filtragem por que ?

Últimas Notícias

SIPRI: Indústria global de armas floresce apesar da COVID

Um negócio de US $ 531 bilhões: O novo relatório do SIPRI mostra que os 100 maiores produtores de...
- Advertisement -
- Advertisement -