segunda-feira, dezembro 6, 2021

Saab RBS 70NG

Argélia recebe segundo lote do míssil anticarro chinês Red Arrow 12

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Argélia recebeu o 2º lote do ATGM Red Arrow 12 (HJ-12) de ataque superior (semelhante ao míssil americano Javelin) em julho de 2020, enquanto o 1º lote foi recebido em fevereiro de 2020.

O HJ-12 é um míssil antitanque moderno de terceira geração desenvolvido pela China North Industries Corporation (NORINCO). O HJ-12 é um sistema “dispare e esqueça” que utiliza o Lock-On Before Launch (LOBL) e pode ser disparado dentro de edifícios e bunkers devido ao seu sistema de lançamento suave.

Uma vez lançado, ele se dirigirá autonomamente ao seu alvo, permitindo ao operador imediatamente se proteger ou recarregar para engajar outro alvo. Sua tecnologia dispare e esqueça reduzirá o número de operadores antitanque necessários em um campo de batalha. O míssil é capaz de operar dia/noite em qualquer clima com seu homing infravermelho e buscador de modo duplo de imagem de TV.

A ogiva usa um projeto de carga em forma de tandem com uma capacidade de penetração estimada de até 1.100 mm (43 pol.) de blindagem homogênea laminada (RHA) após penetrar na blindagem reativa explosiva.

O míssil guiado é capaz de engajar veículos blindados, fortificações, helicópteros e barcos. Ao enfrentar alvos pontuais não blindados, bunkers e fortificações, o míssil pode ser equipado com ogivas de alto explosivo ou de efeito térmico. Ao enfrentar tanques e veículos blindados inimigos, o HJ-12 visa destruir o topo de seus alvos, o ponto mais vulnerável.

O HJ-12 é o primeiro míssil antitanque portátil da China, aumentando a capacidade da Força Terrestre do Exército de Libertação Popular de ter forças de infantaria mais modernas e móveis. O objetivo é permitir que a China se equipare aos desenvolvimentos de mísseis antitanque feitos por empresas de defesa ocidentais, como o FGM-148 Javelin e o Spike.

O míssil também está disponível para exportação para exércitos em países em desenvolvimento que precisariam enfrentar os principais tanques de batalha de terceira geração, mas o número de compradores potenciais é provavelmente pequeno devido ao seu custo mais alto.

- Advertisement -

32 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
32 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alexandre ziviani
Alexandre ziviani
20 dias atrás

A Argélia adquiriu este sistema para se contrapor aos M1 abrams marroquinos,parece me uma cópia do Javellin Norte americano.

Parabéns aos Argelinos

Agressor's
Agressor's
Reply to  Alexandre ziviani
19 dias atrás

A Argélia é uma nação..

rfeng
rfeng
20 dias atrás

Putz copiaram o Javelin.

Agressor's
Agressor's
Reply to  rfeng
19 dias atrás

Perdeu Playboy…

Romão
Romão
Reply to  Agressor's
19 dias atrás

Caro “Agressor”, a classe média brasileira tem verdadeira ojeriza pela china e pelos seus produtos “piratas”. O motivo é bem simples: antes, só eles podiam usar camisas da Lacoste, agora qualquer assalariado vai na 25 de março e, garimpando bem, acha uma camisa da “Lacoste” , igualzinha, ao que chamam de “primeira linha. Poderia dar outros mil exemplos mas enfim… No final das contas uma camisa é só uma camisa. Deixo aqui resumido o ódio e a sinofobia dos brasileiros “brancos”. É porque eles não querem pobres se parecendo com eles.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Romão
17 dias atrás

Isso era a 20 anos atrás. Hoje é o país que mais investe e desenvolve novas tecnologias no planeta. O maior depositante de patentes no mundo é a China.

MCruel
MCruel
Reply to  Romão
16 dias atrás

Um dos comentários mais infelizes que eu já li nesse blog…

Bosco
Bosco
Reply to  MCruel
15 dias atrás

2

Mgtow
Mgtow
Reply to  rfeng
14 dias atrás

Sim copiaram. E daí? Vai chorar? Enquanto os cães ladram a caravana passa.
Brazuka se doendo pelos americanos é muito engraçado.

rogerio schneider
rogerio schneider
20 dias atrás

Parabéns ao chineses que copiam e eventualmente aprimoram os produtos copiados. O Brasil nem isso consegue fazer.

caio
caio
Reply to  rogerio schneider
20 dias atrás

lá naqueles ‘troços’ odiados, hoje em dia, chamados de livros, li no antigo primeiro grau, 8ª série, da escoal pública, também odiada pelos yutubados, que “copiar, aprender, e aperfeiçoar” foi a estrategia do Japão, desde a era meiji, para atingir o nivel das potências ocidentais; a China segue a mesma cartilha, a terra dos mais sábios do mundo, dispensa isso e ainda critica quem faz.

Last edited 20 dias atrás by caio
Tomcat4,3
Reply to  caio
19 dias atrás

Pois é e enquanto arrotamos nossa altivez em não copiar,aprender e aperfeiçoar, ficamos parados e aqueles que antes estavam atrás de nós nos ultrapassaram e sumiram de vista a nossa frente. Trágico !!!

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  caio
18 dias atrás

Coisa de fidalgo Caramuru. Desdenha e compra.

MMerlin
MMerlin
Reply to  caio
18 dias atrás

Nada substitui um bom livro e (podem criticar) de papel.
Mas falta paciência para as novas gerações, principalmente os que crescem na era do YouTube.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  rogerio schneider
19 dias atrás

Conseguir o Brasil consegue.
Tem mentes e know How para isso.
O problema é que o Brasil é borra botas de mais para contrariar seus senhores feudais !
Com poucos investimentos no MSS 1.2, nem precisaríamos copiar nada.
Mas !!!!!!

Bosco
Bosco
Reply to  Foxtrot
19 dias atrás

Putz

Jorge Knoll
Reply to  rogerio schneider
14 dias atrás

Brasil reduz entregas do Guarani, reduz em 25% o programa de aquisição do Embraer C-390 Millenium, unilateralmente, reduz entrega dos Helicópteros adquiridos à Helibrás, é complicado. não somos um país sério, caso contr´rio as FFAA estariam em melhor condições que atuais que se encontra.

kahllil
kahllil
20 dias atrás

Eitaaaa bobearam com os  Javellin e foram copiados, mais lembrem pessoal ate para copiar alto tem que ter capacidade e inteligência para tal feito e ainda industrializa-lo

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
19 dias atrás

Quando algum desgraçado do seu país quer ganhar muito dinheiro vendendo segredos tecnológicos que custaram muito tempo, suor, sangue e lágrimas, ele já sabe a quem procurar. Quando um país tem a confiança para poder comprar equipamento de alta tecnologia mas não tem pessoal dentro do seu território com capacidade para fazer a engenharia reversa necessária para adquirir aquele conhecimento quando ele é estratégico, ele já sabe a quem procurar para obter e dividir o conhecimento. Tem que ser muito inocente para achar que uma Raytheon ou uma Lockheed guardam projetos ultra secretos de sistemas de armas em servidores conectados… Read more »

Agressor's
Agressor's
Reply to  Reinaldo Deprera
19 dias atrás

Eles têm a liberdade para desenvolverem o que quiserem sem a CIA ou outra organização do tipo por perto pra sabotar. A soberania e o progresso de que eles desfrutam hoje foi conquistada com muita luta e árdua dedicação. A China, como outros países que investem em educação e melhoria da qualidade de vida do seu povo, apenas está colhendo os bons frutos que plantou. Essa é a verdadeira liberdade, onde apenas são as nações soberanas que desfrutam disso…A China é uma nação livre, e o seu povo expressa orgulho pela a soberania que o seu país reconquistou…Ela conseguiu reconquistar… Read more »

Last edited 19 dias atrás by Agressor's
Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
Reply to  Agressor's
18 dias atrás

Não tenho nenhuma dúvida que qual nação livre possui moral para boicotar empresas chinesas quando quiser e pelo tempo que quiser.

Alias, depois do Biden lavar as mãos, os EUA baniram definitivamente a Huawei e ZTE.
Que vergonha…essas duas empresas estão expulsas da maior economia do planeta. E outras vão tomar um ponta pé na bunda logo logo.

Save Trump!

XFF
XFF
Reply to  Reinaldo Deprera
18 dias atrás

Só não venha com discurso de ditadura e opressor quando a China começar a fazer a mesa coisa contra a empresa dos Estados Unidos.

A Boeing que se cuide…

Agressor's
Agressor's
Reply to  Reinaldo Deprera
18 dias atrás

A China não é o braziu….

Antunes 1980
Antunes 1980
19 dias atrás

Como os chineses fazem para copiar tantos equipamentos militares, eles invadem os supercomputadores das empresas, ou simplesmente os profissionais vendem estes segredos a peso de ouro?

Ninguém vê que 50% dos equipamentos chineses são cópias sem licença?

Pode isso Arnaldo?

Last edited 19 dias atrás by Antunes 1980
Bosco
Bosco
Reply to  Antunes 1980
19 dias atrás

Antunes,
Mas nem tudo que chinês faz é cópia. Tem aquele modelo em tamanho real de um E-3 AWACS e um modelo sobre trilhos de um PA no deserto. Aqueles lá são originais.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Antunes 1980
19 dias atrás

Jacaré dormiu, virou bolsa!!!

Nos últimos tempos os EUA já não são aquele país que domina tudo sozinho. Todo império cai, a história é prova disso…

Last edited 19 dias atrás by Agressor's
Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
Reply to  Agressor's
18 dias atrás

Os EUA nunca foram um império, como o Brasil, por exemplo. Eles são uma República.

Alias, mais da metade da população dos EUA é imigrante, você sabia disso?

Last edited 18 dias atrás by Reinaldo Deprera
guest
guest
Reply to  Reinaldo Deprera
17 dias atrás

“Alias, mais da metade da população dos EUA é imigrante, você sabia disso?”

A do Império Romano pouco antes da queda também era rs

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
18 dias atrás

Cópia ou não, os tanques do inimigo não vão se importar sobre quem tem a própria intelectual se forem atingidos por esse míssil.

XFF
XFF
Reply to  Bruno Vinícius
18 dias atrás

Boa colocação, Bruno Vinícius!!!.

O importante é o míssil atingir o objetivo no campo de batalha. O resto ninguém quer saber.
Vi várias armas chinesas sendo usadas em campo de batalha no oriente Médio, principalmente na Síria, Iraque e Iêmen, e não deve nada aos modelos ocidentais.
Míssil Antitanque HJ 8 foi muito usado nesses conflitos e obteve um grande sucesso.

Alfa BR
Alfa BR
18 dias atrás

E o Exército Brasileiro segue sem um míssil anticarro operacional…

Alexandre ziviani
Alexandre ziviani
Reply to  Alfa BR
18 dias atrás

“Exercito”? Parece mais uma guarda Nacional com algumas pequenas ilhas de excelência.

Últimas Notícias

SIPRI: Indústria global de armas floresce apesar da COVID

Um negócio de US $ 531 bilhões: O novo relatório do SIPRI mostra que os 100 maiores produtores de...
- Advertisement -
- Advertisement -