sábado, maio 21, 2022

Saab RBS 70NG

França oferece tecnologia de defesa de ponta para a Índia

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

NOVA DELHI (AP) – Índia e França discutiram na sexta-feira (17) a futura colaboração e coprodução de equipamento de defesa durante uma visita da ministra da Defesa da França, disseram autoridades.

Florence Parly e seu homólogo indiano Rajnath Singh expressaram seu compromisso de aumentar a cooperação de defesa em todos os domínios, disse o Ministério da Defesa da Índia em um comunicado.

O comunicado não deu detalhes, mas Parly, em uma entrevista ao jornal The Times of India antes das negociações de sexta-feira, disse que reiteraria o compromisso da França de oferecer o melhor de sua tecnologia de defesa com um alto componente “Make in India”.

Parly também se encontrou com o primeiro-ministro da Índia (foto), Narendra Modi, e prestou homenagem aos soldados indianos no National War Memorial.

A França descreve a Índia como seu “principal parceiro” na região do Indo-Pacífico, abalada por preocupações com a crescente influência da China. A França expressou sua determinação de expandir a cooperação estratégica com a Índia depois de se irritar por ter sido deixada de fora de um acordo de submarino nuclear com a Austrália, que em setembro anunciou uma nova aliança de segurança com a Grã-Bretanha e os Estados Unidos.

A Índia comprou 36 caças Rafale da França sob um contrato governamental assinado em setembro de 2016. A Índia pode comprar mais algumas aeronaves Rafale, além de helicópteros de médio alcance e submarinos para sua Marinha, e caças Mirage franceses modernizados, segundo a mídia indiana.

A Índia e a França estão cada vez mais engajadas na segurança marítima na região do Indo-Pacífico, no contraterrorismo, bem como nas discussões sobre mudança climática, energia renovável e crescimento e desenvolvimento sustentável, de acordo com o Ministério de Relações Exteriores da Índia.

A França emergiu como uma importante fonte de investimento estrangeiro direto para a Índia, com mais de 1.000 empresas francesas já ativas no país. A França é o sétimo maior investidor estrangeiro na Índia, com um estoque cumulativo de FDI de US$ 9 bilhões de abril de 2000 a dezembro de 2020. Existem mais de 150 empresas indianas operando na França.

- Advertisement -

15 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo
Marcelo
5 meses atrás

O século XXI promete um duelo épico entre o Elefante e o dragão vermelho.

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Marcelo
5 meses atrás

A águia vai ficar de olho em todo mundo e dar o golpe final ?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Mensageiro
5 meses atrás

Vai dar uma bicada na Austrália.
E olhe lá!

Matheus S
Matheus S
5 meses atrás

Seria interessante ver essa cooperação entre Índia e França expandindo, os chineses certamente esperam por isso, isso seria uma resposta para os americanos, tanto da França quanto da Índia. A França certamente estaria de certo modo vingada pelo AUKUS se houvesse grandes compras, aumentaria as incertezas entre a OTAN, a Índia daria uma resposta aos americanos que não estarão totalmente de acordo com a estratégia Indo-Pacífico dos EUA e que irá manter a independência de atuação nessa região. A China veria uma suposta deficiência de atuação dos EUA na região do Indo-Pacífico, não conseguindo compactuar totalmente os indianos nessa estratégia… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Matheus S
5 meses atrás

“não conseguindo compactuar totalmente os indianos nessa estratégia de contenção chinesa, portanto, as chances de uma relação bilateral bem menos conflituosa será esperada”……. Vejo diferente, a vontade de conter a China existiria mesmo se os EUA sumissem do mapa amanhã.

Matheus S
Matheus S
Reply to  Carlos Campos
5 meses atrás

Eu não disse isso. Eu disse que a Índia encarando o projeto Indo-Pacífico dos EUA com relativa prudência e engajamento mínimo, haja visto que a Índia tem seus próprios planos geopolíticos na região, a China verá isso como positivo na relação entre ambos os países, já que o inimigo número um da China é os EUA. A China tirará proveito disso se isso ocorrer, por isso eu disse que se a França realmente se engajar nessa relação em tecnologias de ponta com a Índia, os EUA serão jogados para escanteio. Só para ficar nos números: De 2009 a 2013, a… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Matheus S
5 meses atrás

Que a França tá tentando abocanhar mais espaço no mercado de armas Indiandos é fato, agora que Pequim vai ver isso como menos hostil do que comprar dos EUA, acho uma análise equivocada, os dois ainda tem suas brigas estando os EUA ou França como maiores venddores de armas para eles, ou até se a Rússia passasse a dominar sozinha as vendas, a índia não confia na China, primeiro pq eles estão cercando o Oceano índico, segundo que o Paquistão recebe muito dinheiro da China e a Relação dos dois tá Fazendo o paquistão ficar mais forte, tem a questão… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
5 meses atrás

Carlos Campos

Está virando um ‘pega pra capar’!
Os EUA acabaram de atravessar a venda de helicópteros europeus para Austrália.
Com aliados assim, quem precisa de inimigos?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
5 meses atrás

a situação dos helicopteros já é um caso antigo, os militares a anos se queixam dos helicopteros europeus, o que na época anos atrás aqui no blog ficavam chamando os helicopteros europeus de Eurobambis, agora que tá um pega pra capar é vdd, aquela venda de Rafale no OM foi para acabar com a venda do F35, a negociação tava morna, daí a frança se lascou na Austrália e deu o troco com o Rafale nos EAU.

Carlos Campos
Carlos Campos
5 meses atrás

França correndo atrás do Prejuízo, aquela venda nos EAU saiu depois de anos e anos de conversa e os EAU quase compraram os F35 se o Trump tivesse ficado como presidente, essa venda teria saído, agora vão tentar vender mais para a Índia, errado eles não estão.

carcara_br
carcara_br
5 meses atrás

A bola está com os indianos, se a corrupção não atrapalhar eles vão conseguir acordos muito bons.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  carcara_br
5 meses atrás

Sou a favor de uma comissão brasileira ensinar praticas de combate a corrupção a India.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Pablo Maroka
5 meses atrás

Podia ter ido direto de Dubai para lá.
Só não pode se hospedar no Taj Mahal, porque o hotel de Dubai foi bem caro.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Pablo Maroka
5 meses atrás

foi ironia certo?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  carcara_br
5 meses atrás

Da Série ‘A Revanche dos Submarinos’.

Últimas Notícias

‘A janela para expulsar a Rússia da Ucrânia é agora’

Por Nataliya Bugayova* O Ocidente deve ajudar os ucranianos a expulsar as forças russas do sudeste da Ucrânia, pelo menos...
- Advertisement -
- Advertisement -