MOSCOU, 22 de fevereiro – O Conselho da Federação deu seu consentimento ao presidente Vladimir Putin sobre o uso das Forças Armadas Russas no exterior.

A favor desta decisão votaram 153 senadores, não houve oposição nem abstenções.

De acordo com a presidente da câmara Valentina Matvienko, antes de considerar a questão de forma aberta, ela já foi discutida pelas comissões competentes sobre construção constitucional, defesa, assuntos internacionais e o Conselho do Conselho da Federação.

De acordo com o chefe do comitê constitucional, Andrey Klishas, ​​o presidente determina o número total de formações, áreas de suas operações e o período de permanência fora da Rússia de acordo com a constituição.

Putin pediu no início do dia ao Conselho da Federação para aprovar o uso do exército fora do país para apoiar os separatistas que lutam contra o exército ucraniano desde 2014.

“As negociações pararam. A liderança ucraniana tomou o caminho da violência e do derramamento de sangue”, disse o vice-ministro da Defesa, Nikolay Pankov, durante uma sessão do Conselho da Federação convocada a pedido de Putin.

“Eles não nos deixaram escolha”, disse Pankov, dirigindo-se à câmara.

FONTE: RIA Novosti / AFP

Subscribe
Notify of
guest

208 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos10
Marcos10
2 anos atrás

Como ninguém até o momento fez efetiva oposição, seguem os russos avançando.
Daqui a pouco batem na porta da Polônia. E os chineses na porta de Taiwan. E a Coreia do Norte na da Sul. E o Irã em Israel.
A falta de uma ação clara por parte do Ocidente pode nos custar caro.
Falta que faz um Regan.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Concordo. Só que a Coreia do Sul e israel o buraco é mais embaixo.

Slow
Slow
Reply to  Marcelo
2 anos atrás

Israel tem armas nucleares a Coreia do Sul não ..

Vinicius 023
Vinicius 023
Reply to  Slow
2 anos atrás

Coreia do Sul tem excelentes meios navais e de defesa.

Slow
Slow
Reply to  Vinicius 023
2 anos atrás

Concordo mas seu vizinho do norte tem um brinquedinho que não é muito legal …

jonas123
jonas123
Reply to  Slow
2 anos atrás

Seul está a investir forte na construção de sistemas defensivos anti-misseis, assim como novas Fragatas AEGIS. Mas claro, basta só um passar para estragar tudo…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Pode ser que eu me engane, mas se aplicarem sanções à Rússia ela vai armar seus aliados até os dentes.
Irã principalmente..
E se a situação para os EUA está complicada, ficará ainda mais.

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

a russia tem boas relações com israel,inclusive é alertada dos ataques na siria com antecedencia, e na epoca do bibi ele visitava a russia frequentemente.

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  horatio nelson
2 anos atrás

A relação Rússia-Israel se degradou muito devido aos contínuos ataques “permissivos” do IDF na Síria.

RPiletti
RPiletti
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

Quem será o agente financiador disto?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  RPiletti
2 anos atrás

O dinheiro que o Irã receberá aos montes da China, com o acordo bilionário que acabaram de assinar.

internacional.estadao.com.br/noticias/geral,ira-e-china-assinam-acordo-bilionario-de-cooperacao-economica-por-25-anos,70003662354

Além do mais, a China tem disponível a bagatela de US$ 3,2 tri para ajuda aos amigos.

E não devemos esquecer do recentíssimo acordo amplo entre China e Rússia

jovempan.com.br/noticias/mundo/china-e-russia-fazem-acordo-sem-limites-e-declaram-oposicao-a-qualquer-expansao-da-otan.html

Está ficando bastante complicado para a OTAN.

Slow
Slow
Reply to  RPiletti
2 anos atrás

Pergunta pro Irã ..

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Me lembra um certo senhor que chegou ao poder numa certa república européia em 1933. Foi descumprindo acordos e invadindo territórios aos poucos e a Europa (lê-se UK e França) reservando-se a apenas protestar. Até que um dia resolveu invadir a Polônia. A Rússia vai ter que invadir pra alguém resolver fazer alguma coisa de fato?

Last edited 2 anos atrás by Jadson S. Cabral
pangloss
pangloss
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

O paralelo é preocupante.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Senhor Jadson.
Quem descumpriu o tratado de não levar a OTAN até o traseiro da Rússia foram os Estados Unidos. Quem descumpriu o acordo de Minsk foi a Ucrânia.
A Ucrânia ouviu o canto do cisne da OTAN. Acho que deveriam ter conversado mais. O Bóris da Inglaterra e o Biden não queriam papo. Só falavam em sanções. Agora eles podem colocar quantas sanções quiserem.
Quem sabe agora. Com a China eles conversem. Taiwan vem aí.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Antonio Palhares
2 anos atrás

Nunca houve acordo sobre Otan.

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Marcos, pelo amor de DEUS, da um GOOGLE ai e estuda um pouco.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Rogério Loureiro Dhiério
2 anos atrás

Nunca houve um acordo por ESCRITO !

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Thiago A.
2 anos atrás

Nem por escrito, nem por baixo dos panos. Nunca houve. Foi discutido entre membros da OTAN, mas nunca foi proposto aos Soviéticos. Fonte: Gorbachev.

XFF
XFF
Reply to  Rogério Loureiro Dhiério
2 anos atrás

Que patada….

O nosso amigo Marcos10 tem que estudar mesmo!

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Senhor Marcos10.
O comentarista abaixo já respondeu.
O planeta hoje em dia não é mais dividido entre mocinhos e bandidos de cinema.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Antonio Palhares
2 anos atrás

Nunca foi.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antonio Palhares
2 anos atrás

E o Stoltenberg, no alto de sua empáfia: A OTAN não vai discutir se vai ou não parar por aqui.
E olhe que a Rússia não disparou nenhum tiro.
Só matou uns 5 sabotadores tresloucados que tentaram invadir seu território

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

E hoje estão como cachorros correndo e latindo para os pneus de um carro.
Quando o carro para eles ficam sem graça e param de latir.

Nemo
Nemo
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

Stoltenberg é só o garoto de recados. Alguém acredita que na hora de um conflito real os EUA vão deixar ele entrar na sala?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Nemo
2 anos atrás

Exato.
Papel deprimente o representado por esse sujeito.
E pensar que a outrora orgulhosa Europa está relegada a esse tipo de atuação.
Parece que estão começando a mudar, percebendo que muitos interesses defendidos pelos países de lá são na verdade americanos.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

Putin perdeu o juízo e o pôvo Russo vai sofrêr as consequências.

sergio
sergio
Reply to  Antonio Palhares
2 anos atrás

Palhares, tenho a mesma impressao, quando de MMMEEERRRDDDD na Ucrânia, tenho quase certeza que Taiwan já era.

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  Antonio Palhares
2 anos atrás

Você, o Putin e todos os outros fanboys dele que aqui frequentam podem alegar o que for, mas a OTAN NUNCA sequer ameaçou colocar tropas dentro da Rússia e nenhum membro da OTAN NUNCA questionou as fronteiras da Rússia ou até o seu direito de existir. “ah, pq a OTAN cresceu muito nos últimos tempos e estão cercando a Rússia”… e daí??? Até onde eu sei a OTAN posiciona militares e equipamentos DENTRO DE SUAS FRONTEIRAS. A Rússia pode reclamar? Não só pode como deve. Mas onde que isso é equiparável a INVADIR outro país??? Onde que isso é comparável… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Caro Jadsom. Creio que este paralelo está equivocado. O projeto expansionista de HItler era público desde a publicação de seu livro. Outro ponto foi a memória da I Guerra ha’pouco menos de 20 anos que pautou praticamente todas as decisões diplomáticas no pré-guerra. Neste contexto, o tratado de Munique é um exemplo do esforço para evitar a guerra (como disse Churchil, era uma opção entre a desonra e a guerra). Hitler deliberadamente avançou a anexação de territórios até chegar’á fronteira da URSS de onde ele lançou a invasão após estabilizar o front ocidental (ja que Hitler temia uma guerra de… Read more »

Agressor's
Agressor's
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Só sei de uma coisa mundo multipolar pode ser a melhor coisa para o Brasil! Temos um bom contra ponto contra o ocidente e vice versa!

Slow
Slow
Reply to  Agressor's
2 anos atrás

Não só para o Brasil como pra vários países ,sem ser os que ao cachorrinha dos EUA ..

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Agressor's
2 anos atrás

Mundo multipolar é bom para todos.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Antonio Palhares
2 anos atrás

Mundo multipolar significa o caos no galinheiro. O mundo precisa de um Leviatan.

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  Agressor's
2 anos atrás

Só seria bom para o Brasil se nós tivéssemos representantes um pouco mais inteligentes, pragmáticos e preocupados com os interesses nacionais, assim como o Putin é com a Rússia. Nesse caso quase qualquer cenário seria bom para o Brasil.
Com os governos que costumamos ter eu não vejo muita diferença não.

Claudio Moreno
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Cabral..

A analogia é até cabível, mas não esqueçamos que a NATO (leia-se EUA), estão forçando a atual situação.

Pergunte-se Cabral:
_Se o Pacto de Varsóvia, fincasse bandeira em Cuba, Panamá, Nicarágua, Granada, como reagiria os EUA?
Ahhhh nem precisamos pensar muito, pois sabemos o que aconteceu nestes países quando a URSS se aproximaram da zona de influência americana.

Então.. penso que devemos cuidar de nossa vida e deixar a Ucrânia, Rússia, Europa Oriental e Ocidental que resolvam seus problemas.

Hoje temos uma janela oportunidade estratégica e deveríamos nos aproveitar dela!

Sgt Moreno

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  Claudio Moreno
2 anos atrás

Eu não ficaria tão tranquilo com essa história de deixa eles resolverem não. Sobretudo com o barril de petróleo podendo passar dos USD100. Do trigo, cujo dependemos quase que 100% de importações e a Rússia é um grande exportador eu não vou nem falar. Eu que não quero pagar mais caro no pãozinho sagrado. Já pago 50 centavos num pão.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Até onde eu sei a Alemanha apenas recuperou territórios que eram seus anos antes, e isso inclui o corredor polonês e Konigsberg. Os austríacos se uniram aos alemães por livre e espontânea vontade, tanto que os alemães foram recebidos de braços abertos por lá. A Alemanha gentilmente pediu à Polônia a devolução destes territórios, mas foi exortada pelos poloneses.

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  Inimigo do Estado
2 anos atrás

Vejo aqui um provável simpatizante do terceiro reich.
Eu sinto que devia explicar porque pouca gente na Austria reclamou da anexação, mas não vou perder meu tempo. Se você se interessasse mesmo, teria estudado e não estaria falando asneiras. Aliás, eles se arrependeram amargamente disso, assim como a maior parte do povo alemão.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Oxe, precisa ser simpatizante do Reich para dizer a verdade? Depois da encrenca todo mundo se arrepende mesmo.

Renato Carvalho
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

E uma Thatcher

Red Pill - 红色药丸
Red Pill - 红色药丸
Reply to  Renato Carvalho
2 anos atrás

Que a terra não lhe seja muito pesada.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Renato Carvalho
2 anos atrás

A Thatcher chutou cachorro morto.

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Renato Carvalho
2 anos atrás

Coitados. Uma cambada de saudosistas aqui. kkkkkk

Chega a ser cómico.

Red Pill - 红色药丸
Red Pill - 红色药丸
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Já hasteou a bandeira de listras na janela hoje ?

Paulo Araujo
Paulo Araujo
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Por que os russos bateriam na Polônia? Tem russos lá? Descendentes?

pangloss
pangloss
Reply to  Paulo Araujo
2 anos atrás

Por hábito.

Boitatá
Boitatá
Reply to  Paulo Araujo
2 anos atrás

É só imprimir uns passaportes novos que resolve esse problema.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Paulo Araujo
2 anos atrás

É o ‘esquenta’ para pegar os EUA.
E como o campo de batalha provavelmente será em Berlim, os russos levam muito mais vantagem porque já sabem como derrotar o inimigo naquele terreno.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Paulo Araujo
2 anos atrás

Não é por isso que não bate lá, eles não batem lá porque lá é NATO, por isso é que eles estão na Ucrânia, porque não é NATO, mas quanto ao dinheiro dos Russos, Irão e Coreia do Norte vindo da China, pode ser que se isso acontecer, a China deixe de ter também mais dinheiro das principais potências do Ocidente e ainda há dias a UE anunciou apoio de 1.2 mil milhões de euros, para a Ucrânia ter meios de se defender, e também ainda ontem vimos o presidente dos EUA dizer que defenderá cada centímetro de território da… Read more »

rui mendes
rui mendes
Reply to  rui mendes
2 anos atrás

Isto tem 4 ou 5 anos.

rui mendes
rui mendes
Reply to  rui mendes
2 anos atrás

Só SSBN’s a NATO tem 22.

BVR
BVR
Reply to  rui mendes
2 anos atrás

Taí uma ótima razão (na visão da Rússia) para Não querer uma Ucrânia “otanizada”. Melhor prevenir do que remediar.

pangloss
pangloss
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

O problema é que o Reagan do momento está na China, tentando fazer o mesmo que o Reagan original fez com a URSS.

Nino
Nino
Reply to  pangloss
2 anos atrás

Na verdade que fez isso foi outro republicado, o Nixon.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  pangloss
2 anos atrás

Ola Pangloss. Não entendi. O que Reagan tem a ver com a discussão?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Camargoer.
2 anos atrás

Ele está querendo dar a entender que o néscio do Reagan levou a URSS a uma corrida armamentista que ‘quebrou’ o País.
Como se Reagan tivesse capacidade cognitiva para balbuciar duas palavras com sentido.
De resto, até que ele tem razão, visto que a China certamente vai levar os EUA às cordas.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

Olá AntonioK, pelo que lembro, a corrida armamentista e espacial eram anteriores á Reagan. Segundo Gorbachev, o acidente em Chernobyl teve mais influência sobre o colapso da ex-URSS que a queda do Muro de Berlin. Lembro bem da tentativa de golpe de estado contra Gorbachev que liquidou o que restava de legitimidade institucional e abriu caminho para o desastre Yeltsin.

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

A única coisa boa que o Reagan fez foram seus filmes.
Basta!!!

pangloss
pangloss
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

Kings, concordamos em um ponto: Reagan era um néscio. Kissinger descreveu isso em pormenores.
Mas ele era um símbolo. Um (mau) ator, performando um papel, com o respaldo do Partido Republicano.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  pangloss
2 anos atrás

Opa!
Nunca é tarde!
Junte-se aos bons!

SDS

pangloss
pangloss
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

Obrigado pelo convite, mas nós divergimos muito, na média de nossas opiniões.
Vou aproveitar a oportunidade para elogiar sua tenacidade em defender seus pontos de vista, ainda que sejam absurdos. Creio que boa parte do que você escreve é apenas exagero retórico, usado como recurso de ênfase.
Mas não consigo entender como pessoas bem articuladas, como é seu caso, conseguem apoiar governantes que se perpetuam no poder – e que alargam o exercício desse poder ao extremo – apenas porque tais autocratas se contrapõem a uma superpotência que desperta sua repugnância.
Dois erros fazem um acerto?

pangloss
pangloss
Reply to  Camargoer.
2 anos atrás

O Marcos10 mencionou que está com saudades do Reagan.
Eu comentei que acho que a China está fazendo, em relação aos EUA, o mesmo movimento que o Reagan fez em relação à URSS, atraindo-a para uma corrida armamentista que a esgotou economicamente.
A diferença é que a China está aproveitando a Rússia e todo o ressentimento do Putin, na busca desse objetivo.

João Almeida
João Almeida
Reply to  pangloss
2 anos atrás

Pior que a China copiou o canhão magnético e fez funcionar beleza, bastando apenas mais troca de trilhos e energia, , os americanos estão agora esperando a oportunidade de copiar dos chineses.

Last edited 2 anos atrás by João Almeida
Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

“… homens fracos criam tempos difíceis e tempos difíceis geram homens fortes”

O ocidente foi tomado por uma classe politica digna do Chamberlain… Mas serão os tempos difíceis que irão nos brindar alguém a altura do Churchill.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Thiago A.
2 anos atrás

Então, qual seria a solução para enfrentar um País com um dos mais modernos arsenais militares do Mundo (certamente o nuclear é o mais poderoso) e outro que é um gigantes com 1,5 bi de habitantes e F.A. de 2,2 milhões de militares?
Dê a solução de um País de cada vez, porque sabemos que enfrentar os dois juntos não será possível.

Paulo Montezuma
Reply to  Thiago A.
2 anos atrás

Penso que se existirem tempos difíceis na atualidade, podem ser os últimos dias da humanidade. Quando o conflito começar a escalar cada vez de forma mais grave, qual lado será o primeiro a apertar o botão das armas nicleares?

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Paulo Montezuma
2 anos atrás

O lado que terá os homens fracos! incapazes de lidar com a pressão, os que se apavoram e raciocinam tomados por impulsos e emoções.
Assim como o pacifista não é quem está desarmado, o forte não
precisa mostrar agressividade nem rosnar, é consciente da própria força e age com firmeza quando é necessário.

sergio
sergio
Reply to  Thiago A.
2 anos atrás

Proverbio apache, tema o cão que não late, e o homem que não fala.

MARCELO DANTON DA SILVA
MARCELO DANTON DA SILVA
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

E se NINGUÉM ENFRENTAR esses Norte Americanos e Europeus…logo..logo…BATEM NA PORTA DA AMAZONIA … Mais precisamente Roraima.
É cada um que aparece aqui viu…deslumbrados!

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  MARCELO DANTON DA SILVA
2 anos atrás

Os nossos vendem até a mãe para americanos, europeus e CHINESES! E tu acreditas que precisarão invadir aqui…volta para terra Marcelo que perdesse as últimas décadas de história do teu país.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  MARCELO DANTON DA SILVA
2 anos atrás

Marcelo, na porta da Amazônia os nossos aliados russos e venezuelanos irão nos defender, não esqueça que temos muita pólvora também.

Kornet
Kornet
Reply to  MARCELO DANTON DA SILVA
2 anos atrás

É o que muitos aqui ainda não entebderam.
Ficam enaltecendo americanos e europeus,mas esquecem que são eles e seus governos proxis ávidos por nossa Amazônia.
No dia que eles criarem na Amazônia o Kosovo,Sudão do sul dos povos indígenas não reclamem.

Faver
Faver
Reply to  MARCELO DANTON DA SILVA
2 anos atrás

É só oferecer passaporte/cidadania para parte da população que mora lá e negociações em Euro que vamos ter vídeos como a população de donbass comemorando a separação. Ou você acha que a população vai ser nacionalistas sem pensarem no bolso? Aqui é Brasil.

sergio
sergio
Reply to  MARCELO DANTON DA SILVA
2 anos atrás

Pois e tenho mais Preocupação com isso do que do qualquer outra coisa, se estão assanhados assim com a Russia, imagine o que não faram com a gente.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Os EUA já agiu assim no passado, reconhecendo a independência da região separatista do Panamá que era parte da Colômbia. E o mesmo que defendem hoje para os povos nativos do “Corredor triplo A”…

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Os dois primeiros eu concordo, já na Coreia acho difícil isso acontecer, inclusive já ffoi até sondado um acordo entre as duas para o fim do status de guerra entre as duas, creio eu que eles (coreanos) não querem mais guerrear.
Quanto a Irã e Israel isso evidentemente não vai acontecer, Israel ataca caso a tensão entre os dois países suba para um conflito.
E a capacidade aérea Israelense é muito superior a Iraniana, apesar que a força de mísseis iranianos também não pode ser subestimada.

Mgtow
Mgtow
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

blablabla
Troca o disco filho
Essa dramatização barata e falsa simetria cretina só engana incautos. Não venha querer imputar a Rússia, China ou iran as pilantragens dos falcões ocidentais, pq não cola

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Quem tem “C”, tem medo! kkkkk

sergio
sergio
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

sun tzu, disse quando cercar o inimigo deixe uma saída pra ele, ou ele lutara ate a morte.
estão deixando a Russia sem saída e isso e muito perigoso.

Nick
Nick
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Cadê a PAX AMERICANA????

Antoniokings
Antoniokings
2 anos atrás

Na verdade, esta situação era totalmente desnecessária.
Culpa exclusiva da OTAN em querer se expandir para o leste.
Agora que aguente as consequências.

pangloss
pangloss
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

A sua torcida entusiástica pelo criminoso do Kremlin te custou também o alinhamento com o biroliro?

Ivan
Ivan
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

Entrar ou não entrar para a OTAN é uma decisão soberana de cada país, referendada com voto popular pelo povo destes países. A OTAN não convida ninguém para a aliança. Os pretendentes se candidatam à uma vaga. . Assim sendo, é uma mentira sem vergonha afirmar que a OTAN avançou… Eles não precisavam fazer isso, pois sabiam que os países antes sufocados pela URSS iriam correr para seu guarda-chuva, buscando proteção contra o Urso moscovita. . O tempo, senhor da razão, está provando que eles, ex pacto de Varsóvia, estavam corretos na busca de proteção mútua. . Um registro final.… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Tá bem.
Vamos esperar tropas russas e chinesas em Cuba, Venezuela e Nicarágua.
Veremos o chiliquito dos americanos.

Gabriel BR
Gabriel BR
2 anos atrás

Os chineses certamente já devem estar no aquecimento…Taiwan é o próximo!

Joe
Joe
Reply to  Gabriel BR
2 anos atrás

Talvez no seu videogame…

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Gabriel BR
2 anos atrás

Com certeza. Devem estar fazendo polichinelo nesse exato momento para aquecer.

WSilva
WSilva
Reply to  Gabriel BR
2 anos atrás

Seria o momento ideal para a China tentar reunificar Taiwan, mas não há razão politica e nem militar para justificar tal movimento. A China pode, no entanto, produzir uma justificava assim como EUA e Rússia já fizeram no passado.

Realista
Realista
Reply to  Gabriel BR
2 anos atrás

China vai transformar Taiwan em um zumbi diplomático não ter motivos pra invadir agora .

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Realista
2 anos atrás

?? É só TAIWAN renunciar a essa ambiguidade das duas Chinas e se declarar independente e autônoma. Feito, resolvido.

WSilva
WSilva
Reply to  Realista
2 anos atrás

”China vai transformar Taiwan em um zumbi diplomático não ter motivos pra invadir agora .” Isso leva tempo, já existe muitos membros do PCCh querendo marretar a cabeça de Taiwan e liquidar essa fatura logo, Xi Jinping é quem tá mantendo os caras sob controle, mas a China observa de perto a ação do ocidente no caso da Ucrania, embora todo mundo que conheça os EUA sabe que eles metem o louco com países fracos e pequenos, contra os grandes é só conversinha fiada e meia dúzia de sanções. O maior problema é não há uma razão politica e militar… Read more »

Slow
Slow
Reply to  WSilva
2 anos atrás

O que impede China de invadir Taiwan é o medo que ela tem de tomar um revés comercial.

Eles estão lá a mais de 4000 anos , o chinês pensa em longo prazo , é mais fácil eles lucrar com uma possível guerra na Ucrânia do que invadir Taiwan .

Marcelo
Marcelo
2 anos atrás

O putino vai levar a Rússia soviética ao colapso. A Alemanha já suspendeu o gás do norte que vem Rússia. E agora a OTAN tá mais unida e forte do que nunca com a possível entrada da Finlândia e Suécia. Obg Rússia

João Moita Jr
João Moita Jr
Reply to  Marcelo
2 anos atrás

“E agora a OTAN tá mais unida e forte do que nunca”
Huh??? Completamente o oposto…

Blind Man´s Bluff
Blind Man´s Bluff
Reply to  João Moita Jr
2 anos atrás

Na verdade ele tem razao. É o que tem se falado muito por aqui na ultimas semanas.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Blind Man´s Bluff
2 anos atrás

Só se for mais unida para juntar os cacos que sobraram.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  João Moita Jr
2 anos atrás

A OTAN está atrapalhando os negócios da Alemanha. Os Europeus estão com o saco cheio.

Francisco
Francisco
Reply to  João Moita Jr
2 anos atrás

Caro João explica para o amigo Marcelo que o circo tá pegando fogo na UE e consequentemente na OTAN, Alemanha e França muito a contra gosto vão dar algum apoio e aplicar algumas sanções contra os russos, os ingleses logo terão a atenção da UE para questões pós brexit que até já tiveram intervenções militares no setor pesqueiro e certamente o Lacron não vai esquecer de toda essa lenha que os súditos da rainha estão colocando nessa fogueira com a Ucrânia com o claro intuito de tirar o foco e jogar uma cortins de fumaça nos conflitos pós brexit, não… Read more »

Paulo Araujo
Paulo Araujo
Reply to  Marcelo
2 anos atrás

Isso é pensamento desejoso.

Andre Luis da Fonseca
Andre Luis da Fonseca
Reply to  Paulo Araujo
2 anos atrás

Nao. Nao eh nao. A Russia eh uma economia pequena. Falta PIB.

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Andre Luis da Fonseca
2 anos atrás

Isso é verdade. PIB – 2022 OTAN: 30 Países Albânia – 2.870.000 habitantes. PIB nominal US$18 bilhões. PIB PPP US$47 bilhões. Alemanha – 83.390.000 habitantes. PIB nominal US$4,5 trilhões. PIB PPP US$5,2 trilhões. Bélgica – 11.580.000 habitantes. PIB nominal US$619 bilhões. PIB PPP US$683 bilhões. Bulgária – 6.830.000 habitantes. PIB nominal US$84 bilhões. PIB PPP US$190 bilhões. Canadá – 38.600.000 habitantes. PIB nominal US$2,2 trilhões. PIB PPP US$2,2 trilhões. Croácia – 4.000.000 habitantes. PIB nominal US$68 bilhões. PIB PPP US$135 bilhões. Dinamarca – 5.860.000 habitantes. PIB nominal US$414 bilhões. PIB PPP US$391 bilhões. Eslováquia – 5.470.000 habitantes. PIB nominal US$127… Read more »

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Gilson Moura
2 anos atrás

E você viu a dívida deles ? Como vão pagar ?
Quem está ganhando com isso ?

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Antonio Palhares
2 anos atrás

O que tem a dívida? Não vou saber te informar, mas provavelmente mais da metade dos membros com menos de 90% do PIB em dívidas.

A publicação acima demonstra que o PIB russo não se compara ao PIB combinado dos membros da OTAN, seja ele nominal ou PPP. Não há o que contestar.

Slow
Slow
Reply to  Marcelo
2 anos atrás

K K K K K K K K K K

“ mais unida e forte “ ???

Flick
Reply to  Marcelo
2 anos atrás

Cancelar o Nord Stream é um tiro no pé da propria Alemanha.
Terão que pagar por um gás mais caro sabe-se lá vindo de onde, vai sacrificar a população no inverno rigoroso e ainda vai dificultar e muito a vida da industria do país carente de energia.
Vão pular no pescoço desse Olaf, acho que o governo dele sentenciou-se à forca.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Flick
2 anos atrás

Mesmo porque a Alemanha não tem como processar todo o gás liquefeito que precisaria para substituir o gás russo.

Nemo
Nemo
Reply to  Flick
2 anos atrás

Na verdade ele não cancelou o Nord Stream 2, ele apenas suspendeu a análise. Quando a poeira baixar ele volta a analisar. Coisas da política show.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Flick
2 anos atrás

E lá o povo é diferente do de certos países, lá eles sabem pressionar…O povo irá aguentar até certo ponto, depois a pressão cairá em cima do careca alemão e será de todos os lados: Dos políticos alemães, da sociedade, do empresariado e da mídia de verdade.

rdx
rdx
Reply to  Marcelo
2 anos atrás

A História pode se repetir. Conhecemos os efeitos do estrangulamento econômico realizado pelos EUA contra o Japão na década de 30.

Marcos10
Marcos10
2 anos atrás

Esquecendo de comentar: aguardando novo uniforme das FFAA americanas, no tom arco íris fosforescente,com lantejoulas, e botas de salto agulha. E substituição do The Star-Spangled Banner pela música Macho Man.

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Quanta bobagem!

João Moita Jr
João Moita Jr
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

A situação atual…

Gustavo E. Vieira
Reply to  Marcos10
2 anos atrás

Cara a falta de uma ação militar dos EUA decorre mais da polarização da política interna do que uma mudança das forças em si.

Jadson S. Cabral
Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Me estranha muito a fraqueza e a passividade da Ucrânia, mesmo com tantas armas que receberam. Como que alguém invade seu território, enviando tropas para lá logo depois de reconhecer a independência de regiões rebeldes (rebeldes esses que foram financiados pela Rússia) e tudo o que você faz é dizer que vai usar a diplomacia??? Eu sei que o presidente Ucraniano é fraco, não passa de uma palhaço, mas não tem mais ninguém. E o parlamento? E as forças armadas? Eu não quero saber se a Rússia é 10 mil vezes mais forte que a Ucrânia ou se a Ucrânia… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

É aquela famosa situação : Expectativa x realidade.
Já aconteceu antes com o Exército afegão.

Paulo Araujo
Paulo Araujo
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

A Ucrânia é um país falido.
Perdeu população de 53 para 38 milhões.
PIB em queda e não voltou nem ao nível que era desde o fim da URSS.
Número 112 de 116 em percepção de corrupção.
Milícias armadas que tem mais autonomia que o governo.
Colocar armas é semelhante ao que os EUA fizeram no Vietnam do Sul:
-Assim que os EUA sairam, desmoronou tudo.
Na Ucrânia não tem malucos, eles querem ficar vivos como todo mundo.
Se a coisa pegar o exército desmonta todo.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Paulo Araujo
2 anos atrás

Se a Ucrânia é isso imagina a Rússia.

nereu
nereu
Reply to  Marcelo
2 anos atrás

só a economia da cidade de Moscou é maior que toda Ucrânia

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Jadson.
Este presidente, artista da noite é um idiota. É um Guaidó da vida .Pau mandado.
Ou voce acha que os Estados Unidos respeitam este tipo de gente ?
Veja, a “democrata” da Bolivia colocada por eles está presa. Em cana. Deu para entender ?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Ola Jadson. Escrevi em outro post que o Ucrânia tinha exaurido qualquer capacidade de retomar as regiões separatistas. Se a Ucrânia tivesse alguma capacidade militar efetiva, ela já o teria feito antes. O impasse no conflito entre a Russia e a Ucrânia também é resultado da incapacidade material da Ucrânia de promover uma ação militar definitiva. O interesse da Russia foi criar uma região tampão entre a fronteira da Ucrãnia e da Russia, o que é bem diferente de uma guerra de anexação. A Russia não parece ter interesse nos territórios das (agora) repúblicas separatistas. A Ucrânia estava em um… Read more »

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Camargoer.
2 anos atrás

Eu também duvido muito de que a Rússia venha anexar Donbass, os custos da reconstrução são simplesmente altos demais para o Kremlin suportar, manter as tropas russas em Donbass é muito mais econômico porque garante efetivamente o território sem atribuir as pesadas cargas de recursos destinados para desenvolver a região.

Flick
Reply to  Jadson S. Cabral
2 anos atrás

Isso é um grande teatro.
Jogo de cartas marcadas, parece que tudo ta convergindo pro enfraquecimento da Europa (Vide decisão Alemã x Nord Stream) e fortalecimento da Russia.
Não me admiraria se logo ali Putin decretasse o ressurgimento da URSS.

Heitor
Heitor
2 anos atrás

??

RPiletti
RPiletti
Reply to  Heitor
2 anos atrás

U.S.?
Coloca aí a capital americana nestas datas tb…

Joe
Joe
Reply to  RPiletti
2 anos atrás

Você não entendeu a referencia.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Heitor
2 anos atrás

Não esqueça que Kiev foi Capital de um Reino chamado de ‘Rússia de Kiev’.
Isto já foi publicado aqui.
Portanto existem precedentes de presença russa nesta cidade.
E Putin já declarou que a Ucrânia é parte indissociável da História Russa.
Melhor não testar a determinação dos russos em reincorporar territórios que já foram deles.

A6MZero
A6MZero
Reply to  Antoniokings
2 anos atrás

Na verdade o Rus de Kiev tem esse nome devido a dinastia Ruríquida e não pela Rússia, ao contrario o Rus de Kiev na verdade governou quase a totalidade da Bielorrússia e uma boa parte do território europeu da atual Rússia.

A dinastia ruríquida que dá o nome ao Rus de Kiev ou Rússia de Kiev tem origem Vareque um povo viking da Escandinávia principalmente da atual Suécia.

Zezão
Zezão
2 anos atrás

Pra entender Putin é preciso entender o trabalho de Alexsandr Dugin, principal teórico da reconstrução do Império Russo, através de um corrente filosófica chamada neo-eurasianismo. Dugin se apresenta como “conservador”, e considera a Rússia como o inimigo do Ocidente, encabeçado pelos EUA, representando uma sociedade caída pela seu materialismo e racionalismo iluminista, inimiga da espiritualidade tradicional e seus valores. No entanto, essa tese é uma grande baboseira. (rs…) . Oras, ele se queixa dizendo que a Rússia foi “corrompida” pelas reformas liberais de Boris Yeltsin, de inspiração Ocidental, como se antes delas os russos vivesse num templo de pureza e… Read more »

Last edited 2 anos atrás by Zezão
Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Zezão
2 anos atrás

Olha o olavista falando besteira.

Não fica chocado não, mas a influência de Dugin com o Putin é exatamente isso: ZERO.

Pra completar o besteirol da mentalidade sectária do estimado falecido, só falta falar de falso conservadorismo russo e bloco russo-chinês.

Vai completa ai. O palco é seu.

Zezão
Zezão
Reply to  Gilson Moura
2 anos atrás

Gilson, vc tem um sério problema de compreensão de texto, nunca escrevi que Dugin influência diretamente Vladimir Putin, releia novamente antes de ficar inventado besteiras… Ademais, pouco importa se ele possui influência direta com Vladimir Putin, apenas citei o Dugin porque ele é o filósofo mais conhecido do Neo-eurasianismo, cuja corrente filosófica possui grande influência em Putin. Oras, ele publicou “Fundamentos da Geopolítica” em 1997, este trabalho foi usado como um livro-texto na Academia do Estado-Maior das FFAA da Rússia, Dugin também é conselheiro de Sergei Naryshkin, membro CHAVE do partido Rùssia Unida de Putin, isso não é pouca coisa.… Read more »

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Zezão
2 anos atrás

“vc tem um sério problema de compreensão de texto, nunca escrevi que Dugin influência diretamente Vladimir Putin, releia novamente antes de ficar inventado besteiras…” Olha o que você disse: “Pra entender Putin é preciso entender o trabalho de Alexsandr Dugin, principal teórico da reconstrução do Império Russo, através de um corrente filosófica chamada neo-eurasianismo.” Você está se autocontradizendo, o seu texto denota claramente uma relação direta entre Dugin e Putin. Não adianta tentar negar essa afirmação, Zezinho. Falou besteira. “Ademais, pouco importa se ele possui influência direta com Vladimir Putin, apenas citei o Dugin porque ele é o filósofo mais… Read more »

Nemo
Nemo
Reply to  Zezão
2 anos atrás

Caro Zezão; depois da segunda Guerra os grandes empresários e a galera do dinheiro não foram perseguidos e os herdeiros estão aí até hoje, inclusive as empresas da indústria bélica. Na França foi pior, entre nazistas, colaboracionistas e o pessoal de Vichy processaram uma minoria.

Zezão
Zezão
Reply to  Nemo
2 anos atrás

Caro Nemo,

Os vencedores realmente perseguiram e castigaram os nazistas, pelo menos os principais líderes, isto é verdade, não estou inventado.

Os aliados PREMIARAM com o acesso aos bens do Estado os nazistas que não foram presos?

Impossível, porque os bens do Estado alemão praticamente foram destruídos pela guerra, sobrou apenas ruinas e escombros, isso também é um fato.

Ivan
Ivan
2 anos atrás

No final dos anos 30 do século passado, grupos políticos europeus, liderados pelo Primeiro-Ministro britânico Neville Chamberlain, convenceram-se de que a paz deveria ser mantida a qualquer custo, mesmo que tivessem de ignorar as constantes violações de um sujeito autoritário a diversos tratados internacionais. . Assim sendo, quando em 1938 a Alemanha nazista anexou a Áustria (Anschluss) ninguém fez nada, entendendo que “afinal eram todos alemães”. (Que ignorância!!!) . No mesmo ano, alegando que teriam que proteger alemães étnicos no oeste da Checoslováquia, os mesmos nazistas anexaram a região dos Sudetos. Como ninguém fez nada, apenas esbravejaram besteiras, aproveitaram e engoliram o resto da desamparada… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Perfeito, Ivan, mas não podemos esquecer da invasão Alemã da Dinamarca e Noruega em 9 de abril de 1940. Um dos motivos foi para ‘prevenir’ a Noruega da ‘influência nefasta’ de França e Inglaterra sobre o país. Mais ou menos o que o bandido do Kremlin anda dizendo sobre influência americana na Ucrânia.

É a história se repetindo, infelizmente.

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Leandro Costa
2 anos atrás

“mas não podemos esquecer da invasão Alemã da Dinamarca e Noruega em 9 de abril de 1940. Um dos motivos foi para ‘prevenir’ a Noruega da ‘influência nefasta’ de França e Inglaterra sobre o país.” Essa é a versão wikipédia de um dos motivos que levaram os nazistas a invadirem Dinamarca e Noruega. Historiadores nunca atribuíram essa motivação da operação militar na Dinamarca e Noruega. Esse argumento só pode ter saído de leitores de wikipédia mesmo. Como observam os historiadores, tendo ocupado a Dinamarca e a Noruega, a Alemanha se protegeu contra um possível ataque do norte, garantiu o trânsito… Read more »

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Eu vim dizer o mesmo, faço minhas as suas palavras!
Aqui nos comentários esta cheio de Chamberlains, não sei como pode tamanha inocência, a Rússia esta testando, sem a resposta adequada a Ucrânia vai pro saco assim como a Checoslováquia!

Caio
Caio
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Para que estudar História???
Os gênios do YouTube, a revisam , moldam e entregam aos cabeças OCAS sem muito trabalho.

Satyricon
Satyricon
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Aqueles que não conhecem a história, estão condenados a repetí-la.

Está aos olhos de todos…

Nemo
Nemo
Reply to  Ivan
2 anos atrás

Apaziguar é coisa de nutella, nós somos raiz. Vamos parar de mi-mi-mi e vamos logo começar uma guerrinha nuclear básica.

paulof
paulof
2 anos atrás

Bem, agora desenrolando preços de energia subindo em muito, e o Brasil que desistiu de saber se no litoral do Amapá teria um novo pré-sal não tem nada a lucrar com um campo novo, apenas os “antigos”, na crise do gás que está por vir devemos ver ganhadores secundários da crise como Canadá, Quatar, e Guiana. Brasil apesar dos ganhos que poderiam ser bem maiores, terá que lidar com a inflação dos preços dos combustíveis…

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  paulof
2 anos atrás

Infelizmente o Brasil é um pais sem projeto, ninguém sabe da onde veio e muito menos pra onde vai aí é isso, o futuro é uma constante surpresa!

Naldo
Naldo
2 anos atrás

No vídeo ? pode se ver claramente cadáver carbonizado de soldado ucraniano https://t.me/wofnon/8085 e aqui o momento que o blindado é atingido por um ATGM russo https://t.me/boris_rozhin/21009

sub urbano
sub urbano
2 anos atrás

É só não participar de uma aliança militar contra a Russia que não é invadido e esfacelado pela Russia. É um problema muito facil de evitar kkk A Ucrania nem é a primeira da lista: Moldávia e Georgia fizeram o mesmo e se lascaram.

Agressor's
Agressor's
2 anos atrás

Hoje a Ucrânia amanhã poderá ser o Brasil, gente bora fazer as bombas atômicas. O Brasil que se cuide, pois essas ONGs da Amazônia são uma ameaça a nossa soberania. A narrativa que usam na Ucrânia é a do mesmo tipo que propagam por aqui através de slogans como “autodeterminação dos povos” e “nações indígenas”…

Caio
Caio
Reply to  Agressor's
2 anos atrás

Nem precisa de bomba atômica basta forças REALMENTE armadas, nas proporções que um território desse merece, e os olhudos pensam duas vezes em meter a mão.
Alguém pertubou o Egito quando mandou os revolucionários das redes sociais pro fosso?
Alguém pertuba Argélia e indonésia, com suas democracias de porrada?

Joe
Joe
2 anos atrás

Fico pensando em como é a REAL dinâmica da reunião do conselho da federação russa. Um assessor do Putin entra no recinto, distribui copias do texto para todos e fala: “Assina aí…”

Last edited 2 anos atrás by Joe
Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Joe
2 anos atrás

É assim que se faz em todas as reuniões em que a proposta é a acertada.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Joe
2 anos atrás

E o que será que o “Xi” tá aprontando numa hora dessas? hein?

Paulo Montezuma
2 anos atrás

Pessoas, sem defender um lado ou outro, mas a OTAN já tinha de ter acabado com a queda do muro de Berlim. Hoje em dia, a ideia de uma aliança militar é muito anacrônica. Serve apenas pra que os EUA pressionem seus “aliados” a comprar armamentos made in USA. Depois do escândalo da Wikileaks, quando provaram que os EUA espionam seus “aliados”, os países europeus já deveriam ter costurado acordos próprios pra se livrarem dos EUA. Eles ganham mais fazendo a Russia de inimigo pra aliado através da economia. Vai ser um tiro no pé da Alemanha o cancelamento do… Read more »

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Paulo Montezuma
2 anos atrás

Quantidade de gente que curtiu seu comentário mostra como o brasileiro é ignorante.
Se não existisse OTAN, Estônia, Letônia, Lituânia, Polônia, outras ex repúblicas soviéticas já tinham sido invadidas há tempos, a Europa só consegue fazer oposição a Rússia, se estiver unida. É tão óbvio quanto 1+1 são 2

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Mensageiro
2 anos atrás

A quantidade de gente que curtiu o comentário do Paulo Montezuma demonstra que ainda há o bom senso crítico quando se analisa a geopolítica. Sua alegação de que se não existisse a OTAN, as pequenas ex-repúblicas soviéticas teriam sido invadidas não passam de uma simulação imaginária, uma historinha contrafactual. A Rússia apoiou e assinou vários tratados de segurança europeia pós-Guerra Fria de modo a criar uma nova arquitetura na Europa, por exemplo, a Carta de Paris de 1990, o Ato Fundador, Memorando de Budapeste e outros mais. Durante os anos 90, a Rússia sequer tinha forças militares para deliberadamente tentar… Read more »

Carlos Gonzaga
Carlos Gonzaga
Reply to  Gilson Moura
2 anos atrás

Sim, estamos vendo em primeira mão o respeito que a Rússia de Putin tem por tratados…

Santiago
Santiago
2 anos atrás

Eu comentei isso a um tempo atrás. EUA/Otan esticaram a corda demais e isso não é bom. Esse acordo da Câmara russa é o mesmo que dar carta branca para Putin agir em outros países. O dia que os EUA/Otan e Rússia entrarem em guerra pode ser o fim da humanidade. Mas isso é Apocalíptico também. Nas Escrituras de Apocalipse fala-se de um Anjo que vai derramar a sua taça e destruír a 3ª parte da terra. Fim dos tempos!

Agressor's
Agressor's
Reply to  Santiago
2 anos atrás

Os estadunidenses achavam que depois do fim da União soviética que seria a única potência hegemônica, mas a Rússia e China conseguiu se reacender das cinzas! Quebra de expectativa! 😀

Putin é um grande líder, praticamente quase sozinho tá dando toda essa dor de cabeça pro ocidente…

Maurício.
Maurício.
2 anos atrás
Agressor's
Agressor's
2 anos atrás

Reza a lenda que o único dia que Putin achou ter chegado atrasado na escola o professor confessou ter chegado mais cedo. Salve o mundo livre grande Presidente Putin! Seja bem vinda Lugansk e Donbass… ?

Dentre em breve: EUA, com o apoio das nações europeias reconhecem a independência das “nações indígenas da Amazônia”. Amazonas, Pará, Amapá, Roraima, Acre, Rondônia e toda a Amazônia Brasileira agora serão “cuidadas’ pelas nações civilizadas. Isso serve de exemplo para o Brasil começar a fazer o dever de casa e a olhar o que está acontecendo com o mundo afora…

100nickElã
100nickElã
2 anos atrás

URGENTE: BIDEN discursa hoje e informou a retaliação do Ocidente às ações agressivas da Rússia: vai bloquear o Putin no Facebook e Instragram.

Realista
Realista
2 anos atrás

BAIXINHO ENFRENTANDO A EUROPA TODA

Carlos Gonzaga
Carlos Gonzaga
Reply to  Realista
2 anos atrás

Fácil quando se maior que a Europa toda.

Nick
Nick
2 anos atrás

Saída honrosa: Ucrânia cede as republicas separatistas, mas em compensação faz parte da OTAN para garantir a integridade do território restante.

André de Souza Pereira
2 anos atrás

Gostaria de ver se alguma potencia apoia-se a maluquice do sul de se emancipar do território brasileiro e ser reconhecido como nação, o que essa galera que faz clubismo para Russia iria falar.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  André de Souza Pereira
2 anos atrás

Vai que no sul do Brasil tenha algo que possa agradar e seja dos interesses das potencias,como havia no Sudão,lá eles tiveram 5 bilhões de motivos para apoiar a independencia e a liberdade do oprimido povo do novo estado…

No Sudão do Sul encontram-se 75% das reservas de petróleo do antigo Sudão localizadas sobretudo na região de Abyei, que correspondem a 98% da receita do novo país. No norte também encontram-se os oleodutos responsáveis pelo transporte do petróleo até o Mar Vermelho.

comment image

comment image

https://www.voanews.com/a/africa_south-sudan-focus_south-sudans-oil-industry-remains-dependent-foreign-help/6207908.html

paulof
paulof
Reply to  Adriano Madureira
2 anos atrás

Sudão do Sul saiu não pela qualidade da oposição e sim da incompetência de Khartoum que só sabia se equilibrar no poder, jogando com grandes potências, uma hora era pró esse, na outra pró aquele, por sinal idêntico o que ocorreu no Iêmen, quando vc tem um governo que só quer saquear os recursos, comum também os governos dos ditadores duraram quase o mesmo tempo. tanto Omar Al Bashir quanto o Saleh.

Caio
Caio
Reply to  André de Souza Pereira
2 anos atrás

Nem quem presta continência a bandeira americana iria fazer nada.
Por que dá trabalho, e trabalho nem quem é beleito 8 vezes se aprende a gostar.

Last edited 2 anos atrás by Caio
Agressor's
Agressor's
Reply to  André de Souza Pereira
2 anos atrás

Vamos confiar nossa segurança nacional no Estados Unidos e Europa(kkkkkkk)… se um dia alguma potência quiser tomar nossa Amazônia… 😀

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  André de Souza Pereira
2 anos atrás

Quem ta do lado da Rússia tem deficiência cognitiva. Flerta com a falta de liberdade, fome, miséria, mortes.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Mensageiro
2 anos atrás

Caro Mensageiro. Acho que o debate nada tem a ver com ficar do lado da Rússia ou da Ucrânia, mas é preciso fazer uma análise a partir de um ponto de vista permita avaliar os argumentos de todos os lados. Aliás, é uma análise que deveria ter ao menos três perspectivas: Ucrânia, Rússia e das repúblicas separatistas. Toda análise que ignorar um destes três elementos será incompleta.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Mensageiro
2 anos atrás

Quem está do lado da Rússia tem deficiência cognitiva. Flerta com a falta de liberdade, fome, miséria, mortes”.

Não muito diferente daqueles que dizem representar e defender os direitos democráticos e suas liberdades civis e individuais caro Mensageiro.

Muitos dos países que dizem defender o direito democrático e que mostram-se indignados com as atitudes russas, são os mesmos que hipocritamente tem ligações com regimes ditatoriais e são muitas vezes coniventes e até cumplices desses regimes nefastos.

Então oque não falta amigo são países renomados que fletam com a “falta de liberdade, fome, miséria, mortes”.

Pgusmao
Pgusmao
2 anos atrás

A OTAN mais uma vez é posta à prova, mas sempre decepciona, move alguns militares e aviões, que de nada fazem frente para os 160.000 soldados russos em prontidão de combate, a Ucrânia foi abandonada e será invadida totalmente, o jeito russo de trabalhar é não deixar “nada em pé”.

Satyricon
Satyricon
Reply to  Pgusmao
2 anos atrás

Sutileza russa

Last edited 2 anos atrás by Satyricon
Otto
Otto
Reply to  Pgusmao
2 anos atrás

É simples, ninguém do ocidente está a fim de morrer pela Ucrânia, terá alguma reação militar se tentarem invadir a Polônia, e se isso ocorrer adeus Mundo, pois haverá um holocausto nuclear.

Monarquista
Monarquista
2 anos atrás

Então quer dizer que um país invade e toma parte do território de outro (sendo que esse outro jamais atacou o primeiro), e esse outro é o culpado? Quem mundo esse povo aqui do site vive?

Satyricon
Satyricon
Reply to  Monarquista
2 anos atrás

Monarquista, esse pessoal estupra a lógica, para que caibam em suas narrativas ideológicas.

Não encontrarás sentido nisso.

Acham correto e aplaudem, sem sequer cogitar que nosso país pode ser o próximo.

A falta de empatia e eloquência do ser humano me espanta.

Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
Reply to  Monarquista
2 anos atrás

Comentário simplista e ingênuo ao extremo. Existe um tipo de guerra chamada guerra híbrida que não envolve ações claras dos atacantes, não envolve exércitos em guerras convencionais, enfim, basicamente é como o ocidente tem se movimentado nas últimas décadas: financiando e insuflando golpes de estado com o claro objetivo de desestabilização política e troca de governo, bem como objetivos secundários diversos. Exatamente o que ocorreu na Ucrânia em 2013, e interessante que vários políticos americanos de peso não tiveram nem vergonha de participar diretamente das movimentações que depuseram o governo ucraniano eleito, vez que estavam lá, sendo filmados e tudo… Read more »

Monarquista
Monarquista
Reply to  Fabricio Lustosa
2 anos atrás

Muita retórica vazia, poucos fatos. Vamos ao primeiro e assim debatendo cada uma das tuas colocações: “Financiando e insuflando golpes de estado / Ucrânia em 2013 / políticos americanos.” Para você, o desejo popular ucraniano de se aproximar do Ocidente e da União Europeia que culminou nos protestos massivos que derrubaram o governo em 2013 foi causado por políticos americanos e os ucranianos, milhões, que saíram às ruas foram todos influenciados pelos americanos. Nenhum deles quis se aproximar do ocidente pelas melhores condições sociais e econômicas que isso representa perante à Rússia. Seja sincero, é isso mesmo que tu acha?… Read more »

Last edited 2 anos atrás by Monarquista
Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
Reply to  Monarquista
2 anos atrás

Primeiro, não duvido em momento algum que milhares, milhões de ucranianos aderiram aos protestos e queriam se aproximar da União Europeia. Jamais duvidei disso. O que a guerra híbrida faz, com muita inteligência, é atacar o ponto fraco do inimigo: um estado estratégico vital como a Ucrânia apresentou o ambiente ideal para o ocidente agir: insatisfação popular com medidas do governo. Pronto, agora as maquinações provenientes disso são quase um padrão para os outros lugares do mundo: organize as massas revoltosas, injete dinheiro em agentes agitadores, coordene os protestos através de ONGs e outros meios etc etc etc, até o… Read more »

Satyricon
Satyricon
Reply to  Fabricio Lustosa
2 anos atrás

Lustosa, seu argumento é extremamente falho, quando analisado pela ótica de TODAS as ex-repúblicas soviéticas que, na primeira oportunidade, correram (voluntariamente, diga-se) para o lado ocidental, inflando as fileiras da OTAN.
Foram todas cooptadas pela CIA?
Ou estavam aterrorizadas pela possibilidade de retorno da opressão russa?
Olhe a série de eventos (Geórgia, Moldávia e agora a Ucrânia), e me responda se Polônia, Estônia, Lituânia, Romênia, Bulgária, Tchecoslováquia, e outras tantas estavam erradas?

Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
Reply to  Satyricon
2 anos atrás

A tendência é ir onde tem mais dinheiro, ou promessa do mesmo. $$$ muda tudo. Minha questão é: responsabilidade dos líderes da OTAN em saber que uma hora ou outra a Rússia vai reagir. E reagiu.

Satyricon
Satyricon
Reply to  Fabricio Lustosa
2 anos atrás

Lustosa, é absurdo como você justifica uma atrocidade com outra atrocidade. Então porque Israel já invadiu, a Rússia também pode? É isso? Vc já ouviu o que vc fala? Sou contra toda e qualquer invasão, por uma questão de princípio. TODAS. Sejam americanas, israelenses, francesas, inglesas, argentinas, iraquianas, soviéticas, nazistas ou russas. O direito à auto-determinação dos povos é universal. Você relativiza o fato de que após a dissolução da URSS ocorreu um plebiscito, e a maioria da população ucraniana decidiu por ser uma nação independente. Não russa. Isso por acaso também foi obra da CIA? A vontade dessa população… Read more »

Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
Reply to  Satyricon
2 anos atrás

Como havia falado anteriormente, existem demandas do povo ucraniano, bem como das outras ex-repúblicas sovieticas de irem onde tem pelo menos esperança de $$$ que é o q move o mundo. Novamente, a questão fundamental é se submeter a uma aliança militar: OTAN, cuja existência se deu e se dá para combater, militarmente, a Rússia. Os russos vão reagir e uma guerra catastrófica pode ocorrer. Os líderes ocidentais não tem responsabilidade, o próprio Kissinger falou que é contra o ingresso da Ucrânia na OTAN. E esse papo de que a OTAN é uma aliança defensiva é de uma desfaçatez grotesca.… Read more »

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Monarquista
2 anos atrás

São tudo minions eleitores de bolsonaro e lula, esperar o que disso, bom Senso? Kkkkk.

Last edited 2 anos atrás by Mensageiro
Lewandowski
Lewandowski
2 anos atrás

É Dedé…

Last edited 2 anos atrás by Lewandowski
Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
2 anos atrás

Ataque cibernético Russo contra os EUA poderia levar a contra-ataque americano catastrófico para os russos. Preparem-se para uma escalade dos dois lados.

Last edited 2 anos atrás by Tadeu Mendes
Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Tadeu Mendes
2 anos atrás

O mal não perde por esperar!

Gilson Moura
Gilson Moura
Reply to  Tadeu Mendes
2 anos atrás

Já teve um caso desses, Tadeuzinho.

No Texas, na empresa Colonial.

Brandon acusou grupos russos. O que eles fizeram? Tiveram que pagar os hackers.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
2 anos atrás

Putin é mestre de xadrez! Ele joga y joga! E quem não gostou, que vá chorar na cama em posição de porquinho… Kkkkk

Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
2 anos atrás

E agora? O que a “maior potência militar do mundo” irá fazer? Atacar a Rússia da mesma forma que atracou o Iraque? Não! Esse Pitbull só encara chihuahua!

Satyricon
Satyricon
Reply to  Yuri Dogkove
2 anos atrás

Por acaso Geórgia, Moldávia e Ucrânia são “Superpotências” militares?
O mesmo pode ser dito de seu ídolo Putin

Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
Reply to  Satyricon
2 anos atrás

Ué, mas estamos falando da “maior potência militar do mundo”, e não da “falida” e “sucateada” Rússia… Ou será que a “maior potência militar do mundo” perdeu a coragem? Ou será que não fez o Pix pra “patotinha” ajudar? Hahaha

Last edited 2 anos atrás by Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
2 anos atrás

Crimeia II. Hahahahaha

Faver
Faver
2 anos atrás

Fico imaginando o tamanho da guerra cibernética e eletrônica rolando agora, e o tamanho da demanda dos esforços necessários para minar os adversários. Se em tempo normal os ataques já são fortes, em prenúncio de guerra física, a cibernética deve multiplicar de forma exponencial. E este tipo a população costuma não ver.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
2 anos atrás

Putin 1 x 0 Lady Gagá da casa branca!

Oráculo
Oráculo
2 anos atrás

A Múmia da Casa Branca, o presidente com a pior aprovação da história americana, vai sim bater de frente com o Putin.

Entrando numa disputa que vai levar o barril de petróleo para mais de 150 dólares, quebrando de vez a frágil economia mundial, ainda sofrendo as consequências da pandemia.

Pode acreditar que ele vai fazer isso.
Tenham fé amiguinhos.

paulof
paulof
2 anos atrás

Tem uns dados correndo sobre o Donbass que a maioria das pessoas são aposentados, isso por um membro de forum em inglês que apoia, e que seria da proporção 15 pessoas para cada 10 aposentados, a melhor coisa para Kiev já que a situação é irremediável é parar de pagar qualquer pecúlio para quem está do “outro lado da fronteira”, os russos que assumam a previdência de lá, isso me lembra uma história que a Síria continuava a pagar salários para funcionários dentro do território do EI, até foi me dito que era um jeito de manter o apoio, mas… Read more »

Pablo Maroka
Pablo Maroka
2 anos atrás

Mundo livre, está na hora de se levantar contra os desmandos do mal vermelho!

Go Go power rangers, ops, democracias livres!

Last edited 2 anos atrás by Pablo Maroka
Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
2 anos atrás

Será que veremos a utilização dos mísseis Iskander, Kalibr, Kinzhal e Zircon nessa possível guerra?

Anderson
Anderson
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
2 anos atrás

Tendo em vista a grande quantidade de Javelin’s e NLAW’s que a Ucrânia tem recebido do Ocidente, além do presidente Zelenski ter manifestado interesse do seu país em desenvolver armas nucleares, não ficaria surpreso que a Rússia venha a utilizar armas nucleares táticas contra as forças ucranianas a fim de não deixar o conflito se transformar numa guerra prolongada como fora o Afeganistão para os soviéticos.

Bueno
Bueno
2 anos atrás

 RQ-4B Global Hawk EM voo de reconhecimento dentro da Ucrânia

https://www.flightradar24.com/FORTE11/2ae98408

Bueno
Bueno
Reply to  Bueno
2 anos atrás

 
2 Aeronaves Boeing
RC-135W também em voos dentro da Ucrânia, 1 dos EUA e outro da UK

https://www.flightradar24.com/JAKE12/2ae9b7a4

https://www.flightradar24.com/RRR7218/2ae9bd16

Um A330 de Malta saindo de KEV

https://www.flightradar24.com/WRC7163/2aea1858

Os Espaço aéreo da Ucrânia está bem movimentado hoje, com aeronaves de Vigilância e transporte de membros da  OTAN

carlos andreis
carlos andreis
2 anos atrás

Qual a diferença entre oque está ocorrendo agora na Ucrânia /Dombass e oque ocorreu na Servia /Kosovo?

pangloss
pangloss
Reply to  carlos andreis
2 anos atrás

Acho que o componente de ódio racial e inter-religioso na antiga Iugoslávia era substancialmente maior.

Leonid Brejnev
Leonid Brejnev
2 anos atrás

O ocidente não temo muito o que fazer, O Putin preparou a Rússia para este momento, acumulou reservas em mais de 600 bilhões, a quarta maior do mundo, diminui a dependência do dólar, apenas 16% da divisas são em dólar, abaixo dos 40% de cinco anos atrás, isso é suficiente para resistir por muito tempo. Agora Será se o ocidente tem reservas de combustível para resistir muito tempo? será se o contribuinte vai aceitar pagar gás caro importado dos USA, o Catar já disse que não consegue atender a demanda e nem manter o preço. Queriam a Rússia de joelhos,… Read more »

Nick
Nick
2 anos atrás

Uma coisa é certa: Taiwan pode por as barbas de molho porque vai ser a próxima. Americanos ficaram soft demais.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nick
2 anos atrás

Caro Nick. Acho que as situações são diferentes. No caso das duas repúblicas separatistas, elas divergiram da condução do poder local (a Ucrânia) e declararam unilateralmente a sua independência, sendo amparadas por um terceiro país (a Rússia). No caso de Taiwan, a ilha seria o ente separatista e o governo local seria a China. De fato, os EUA já exercem o papel de “terceiro pais” ao acolher a independência de Taiwan. Então, creio que o seu paralelo entre as duas situação (república separatistas da Ucrãnia e Taiwan) está equivocado.

Pedro
Pedro
Reply to  Camargoer.
2 anos atrás

Mas o resultado vai ser o mesmo. China deve estar animada vendo a situação agora.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Pedro
2 anos atrás

Caro Pedro. De modo algum. Caso houvesse algum sentido em comparar a independência das repúblicas separatistas da Ucrânia, isso deveria acender a luz vermelha em Beijing porque significaria a independência de Taiwan. Acho difícil que a China apoie a independência das regiões separatistas mas também acho difícil que a China apoie a política externa dos EUA que sustenta a independência de Taiwan. Acho estranho que ninguém ainda tenha apontado esta contradição no discurso dos EUA que dão apoio material e militar para Taiwan mas critica a Rússia por reconhecer a independência das repúblicas separatistas. Escrevi há uns dias que a… Read more »