quinta-feira, junho 30, 2022

Saab RBS 70NG

Guerra na Ucrânia: russos invadem pelo norte e tomam o controle da usina nuclear de Chernobyl

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Um assessor da presidência da Ucrânia informou, nesta quinta-feira (24), que as forças russas que invadiram o país agora estão em controle da antiga Usina de Chernobyl.

Mais cedo, as autoridades ucranianas já haviam informado que tropas russas, que entraram na Ucrânia pela fronteira ao norte com Belarus, estavam na região.

O presidente Volodymyr Zelensky declarou, no início da tarde desta quinta, que forças ucranianas estavam lutando para impedir que tropas russas capturassem a antiga usina nuclear.

“As forças de ocupação russas estão tentando tomar Chernobyl [Central Nuclear]. Nossos defensores estão sacrificando suas vidas para que a tragédia de 1986 não se repita”, tuitou Zelensky.

“Esta é uma declaração de guerra contra toda a Europa”, acrescentou.

O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia também havia se pronunciado dizendo que um ataque russo à Ucrânia poderia “causar outro desastre ecológico”.

“Em 1986, o mundo viu o maior desastre tecnológico em Chernobyl”, tuitou o ministério. “Se a Rússia continuar a guerra, Chernobyl pode acontecer novamente em 2022.”

Em outros lugares, partes da região de Kherson, no sul da Ucrânia, não estavam mais sob o controle de Kiev, disse a administração regional, enquanto as forças russas atacavam por terra, mar e ar.

O prefeito da capital, Kiev, disse que quatro estações de metrô serão usadas como abrigos antiaéreos.

Já a liderança ucraniana local na região separatista de Donetsk disse que as forças russas atingiram um hospital local, matando quatro pessoas.

FONTE: CNN

- Advertisement -

37 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
37 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Calango
Calango
4 meses atrás

Qual a importância estratégia dessa usina desativada?

Gabriel ferraz
Gabriel ferraz
Reply to  Calango
4 meses atrás

Geralmente usarão como base pra atacar Kiev.

Victor Borges
Victor Borges
Reply to  Calango
4 meses atrás

Você assistiu ao filme “Chernobyl-Sinta a Radiação”? Rs

RPiletti
RPiletti
Reply to  Calango
4 meses atrás

Fica na rota para Kiev.

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Calango
4 meses atrás

Os ucronazis poderiam deliberadamente causar um acidente nuclear lá e culpar a Rússia.

Last edited 4 meses atrás by 100nick-Elã
Slow
Slow
Reply to  100nick-Elã
4 meses atrás

Verdade , bem observado ..

A6MZero
A6MZero
Reply to  Calango
4 meses atrás

Chernobyl é um ponto sensível, por mais que não esteja operante ela possui uma grande quantidade de material físsil, um vazamento no sarcófago que protege as sobras do antigo reator pode levar a uma contaminação em larga escala por todo o norte europeu e o Báltico.

Sem falar que danos a estrutura podem levar a um aumento na área de exclusão, o qual pode tornar uma grande parte do território completamente inabitável para seres humanos.

Last edited 4 meses atrás by A6MZero
ANTONIO SANTOS
ANTONIO SANTOS
Reply to  A6MZero
4 meses atrás

Namoral, da uma relaxada porque o material que tá no reator já nem é mais tão radioativo assim. Dá uma lida sobre meia-vida e afins.

A6MZero
A6MZero
Reply to  ANTONIO SANTOS
4 meses atrás

Meia vida do urânio 235 usado nos reatores RBMK 1000 é de mais de 713 milhões de anos, muitos subprodutos da queima tem meia vida de mais de 24 mil anos, os únicos subprodutos da explosão do reator que tem meia vida curta são os isótopos de cobalto e césio…

A6MZero
A6MZero
Reply to  A6MZero
4 meses atrás

Além disso meia vida não significa que o decaimento será completo, um isótopo que tenha 10 anos de meia vida não vai deixar de ser radioativo em 20 anos, só que sua massa será reduzida pela metade ou seja um 1kg vira 500 g em 10 anos, 250g em 20 anos, 125g em 30 e assim por diante.

E Chernobyl liberou 7 toneladas de material na atmosfera, ou seja vai levar milhares de anos para ser um local seguro.

Last edited 4 meses atrás by A6MZero
Flanker
Flanker
Reply to  ANTONIO SANTOS
4 meses atrás

Acho bom TU dares uma lida sobre meia-vida e afins….tem muuuuta radiação e por muuuuuito tempo ainda embaixo daquele sarcófago de concreto.

Antoniokings
Antoniokings
4 meses atrás

Rapaz.
Se a Rússia acabar com essa operação em poucas horas, do jeito que está indo, será um dos maiores exemplos de eficiência militar já vistos.
Aguardemos, pois.

Leonardo
Leonardo
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Toninho
Eu não sei não.
Nesta noite os combates estão ferozes, os russos estão lutando para manter o aeroporto perto de Kiev , se os Il-76 não conseguirem por equipamento pesado lá logo os militares russos lá sem blindados e sem artilharia não vão conseguir durar muito tempo.
Se os Su-34 estiverem conseguindo voar alto sobre àquela região podem dar o suporte necessário com bombas de precisão.

Michel
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Mestre, Kings. Espero que nunca, jamais aconteça. Mas se um dia as forças russas “forçarem a barra” mais um pouco, arrisco a dizer que em poucas semanas as tropas estariam fazendo compras em… Paris.

Carvalho
Carvalho
4 meses atrás

Da série “o ovo ou a galinha?”
A Rússia invadiu a Ucrânia pq ela ameaçava ir para a OTAN…..ou a Ucrânia iria para o OTAN com medo da Rússia?
A repúblicas bálticos é Polônia talvez ajudem a responder…

Reis
Reis
4 meses atrás

A diplomacia falhou mas estou com a impressão que foi de propósito pobre ucrania

paulof
paulof
4 meses atrás

Curioso que a ” declaração de guerra” foi gravada segunda-feira, no mais agora deve crescer o apoio popular para Finlândia e Suécia integrarem a OTAN, já a Georgia deve crescer suas demandas.

Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
Reply to  paulof
4 meses atrás

Se a Geórgia tenta entrar vai ser invadida de novo, simples assim, agora, Finlândia e Suécia pode ser que entre.

André Castro
André Castro
4 meses atrás

Ao tomar Chernobyl, a Rússia tem um porto seguro dentro da Ucrânia, seria uma loucura a Ucrânia atacar os invasores e acertar e danificar depósitos de resíduos nuclear, isso causaria mais problemas do que já tem lá, mas é uma guerra total entre dois países então tudo é possível.

A6MZero
A6MZero
Reply to  André Castro
4 meses atrás

Um porto não tão seguro, a permanência dentro da área de exclusão é limitada nos pontos mais distantes do sarcófago e o limite para pontos próximos é de algumas horas, já nas proximidades do antigo reator 4 esse tempo cai para pouco minutos.

Vale lembrar que a área total de exclusão da usina é gigantesca com mais de 2000 km e os níveis de segurança e níveis de radiação variam muito em cada pedaço da zona.

André Castro
André Castro
Reply to  A6MZero
4 meses atrás

Concordo com você, que não é seguro, a permanência por longo tempo para russos lá, mas pela rapidez que a Rússia avançou sobra a Ucrânia logo eles vão estar em Kiev.

Tomcat
Tomcat
4 meses atrás

Antes do final de semana a Ucrânia já está toda conquistada, e ela é vizinha da Polônia. E aí, os europeus vão se mexer ou o putin tá desfilando daqui a pouco por Paris e Roma?

Last edited 4 meses atrás by Tomcat
Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Tomcat
4 meses atrás

Esquece. Rússia e OTAN não se enfrentarão diretamente.

Tomcat
Tomcat
Reply to  Filipe Prestes
4 meses atrás

Antigamente até poderia ser, mas hoje, com esses governos aí?

Fabricio Lustosa
4 meses atrás

A base militar do batalhão paramilitar Azov (aquele famoso que usa suásticas) foi bombardeado repetidas vezes e muito provavelmente eliminado. Talvez eles estejam mais da paz uma hora dessas.

Nico88
Nico88
4 meses atrás

A Ucrânia é uma zona vital de segurança para a Rússia. Perder esse país para a OTAN é algo intolerável do ponto de vista defensivo russo. Lamentavelmente o Ocidente forçou uma barra enorme em apoiar tal fato e não levaram a sério a possibilidade real de uma invasão Rússa. No mais é o povo Ucraniano que mais uma vez sofre com mais uma guerra sobre o seu território.

Eliakim
Eliakim
Reply to  Nico88
4 meses atrás

Mas aí que eu não entendo mais nada. Vulnerável por quê? Se algum país com equipamentos no estado da arte não precisa de uma base na Ucrânia pra invadir a Rússia. Tem trocentas outras opções. Além disso, existem mísseis de longo alcance, bombardeiros stealth e etc. Me parece que essa invasão é fruto da síndrome do pinto pequeno, onde o magrão compra uma baita caminhonete só pra se sentir “homem”. A Rússia não tem 1/10 do poder e influência que teve na época da URSS e fica ressentida disso. Putin tá fazendo isso porque está entediado, já que conseguiu anular… Read more »

C M
C M
Reply to  Eliakim
4 meses atrás

A Ucrânia é um buffer state, essencial na estratégia de defesa da Rússia.

E não subestime a inteligência dos frequentadores da Trilogia. Putin mobilizou mais de 150 mil soldados e equipamentos da Rússia por causa de um mero complexo psicológico?

Ah, por favor…

Last edited 4 meses atrás by C M
Fabricio Lustosa
Reply to  Eliakim
4 meses atrás

Pior q seu comentário, até pela repercussão, é ver nos jornais da tv profissionais dizendo q Putin quer recriar URSS, q a Rússia está expandindo e conquistando novos territórios, etc etc etc. De doer o ouvido. Sua ingenuidade é bem pueril.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Nico88
4 meses atrás

Atacam a Ucrânia para impedir que ela entre na OTAN e entregam a Finlândia e Suécia de bandeja pra a OTAN ou acha que o povo desses países agora estão pensando que a Rússia vai ser boazinha. Putin vai invadir a Suécia e Finlândia também?

Joanderson carlos
Joanderson carlos
4 meses atrás

Eu penso que essa guerra não é tanto pelo medo da Rússia em ter misseis da Otan em sua fronteira porq é suicidio um pais ou organização de paises atacar um pais com o poder de destruição que a Rússia possui. Para me putin esta tentando manter a influência que ainda possuem nos paises que considera satélites, ja que devido o poder de influência que o ocidente e agora a china ganhou após o colapso da urss deixa os russos assustados e com medo de se tornarem uma nação sem muita relevância. Por isso arriscam receber tantas sanções e msm… Read more »

Fagundes
Fagundes
4 meses atrás

Muito triste tudo isso.Uma tragédia da diplomacia no século 21.
Espero que a embaixada brasileira no país consiga atrair quem da pacífica população ucraniana deseja vir para o Brasil ,inclusive cérebros que desejam viver e trabalhar em uma região sem “guerras” desde o século 19.

Moacir Mil
Moacir Mil
4 meses atrás

Chernobil é a área deserta mas não e tão radioativa, migrante de Dombas ucranianos foram trabalhar perto de lá nas terras e fábricas. Turistas vivem por lá, é o mito da área 51 da Ucrânia. E tem bases aéreas disponíveis.

Moacir Mil
Moacir Mil
Reply to  Moacir Mil
4 meses atrás

Vespas colocam ovos nas aranhas!

Moacir Mil
Moacir Mil
4 meses atrás

Na Ucrânia a Rússia controla o meio da Eurásia. Coitada da china.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
4 meses atrás

“As forças de ocupação russas estão tentando tomar Chernobyl [Central Nuclear]. Nossos defensores estão sacrificando suas vidas para que a tragédia de 1986 não se repita”, tuitou Zelensky.

Claro, até parece que os russos são estúpidos e iriam atacar uma usina nuclear para jogar dejetos radioativos no ar…

Victor Carvalho
Victor Carvalho
4 meses atrás

Estão circulando na web informações sobre possível aumento dos índices de radiação em Chernobyl a partir de hoje (dia 24/02):
“Observando – níveis elevados de radiação observados no local do reator #Chernobyl – ainda não super altos, mas 65 μSv (65k nSv) estão elevados acima do normal. Houve relatos de bombardeios em torno de Chernobyl entre forças russas e ucranianas. Rezar para que isso não piore.”
Link do site de monitoramento que estão usando: Radiological maps in Ukraine online: radiation monitoring – SaveEcoBot

Chernobyl.jpg

Últimas Notícias

Apresentação sobre Estudos Estratégicos – Prof. Dr. Vitelio Brustolin

O Prof. Dr. Vitelio Brustolin, Professor de Direito Internacional, Organizações Internacionais e Estudos Estratégicos do INEST/UFF e pesquisador da...
- Advertisement -
- Advertisement -