segunda-feira, novembro 28, 2022

Saab RBS 70NG

Brasil fica fora da lista de países considerados hostis por Putin

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

País condenou guerra da Ucrânia na ONU, mas Bolsonaro se recusa a criticar aliado

O Kremlin divulgou nesta segunda-feira (7) uma lista de países considerados hostis à Rússia. O Brasil, cujo presidente Jair Bolsonaro visitou Vladimir Putin na semana anterior ao início da guerra na Ucrânia e tem pregado neutralidade no conflito, não está nela.

A relação foi elaborada para normatizar um decreto assinado por Putin no sábado (5), que estabeleceu critérios de relações comerciais com outros paíse​s enquanto durar o conflito no vizinho.

São considerados hostis Austrália, Albânia, Andorra, Reino Unido, os 27 países da União Europeia, Islândia, Canadá, Liechtenstein, Micronésia, Mônaco, Nova Zelândia, Noruega, Coreia do Sul, San Marino, Macedônia do Norte, Singapura, Estados Unidos, Taiwan, Ucrânia, Montenegro, Suíça e Japão.

Todas essas nações aplicaram algum tipo de sanção contra o governo russo depois da invasão iniciada no dia 24 de fevereiro. O Brasil, como se sabe, nada fez na prática, embora tenha votado a favor da resolução da ONU (Organização das Nações Unidas) condenando a guerra.

Ao mesmo tempo, seu embaixador na entidade discursou condenando também as sanções, seguindo a tradição de busca de distanciamento do Itamaraty. Com o presidente, contudo, a situação é algo diferente.

Quando encontrou-se com Putin em 16 de fevereiro, Bolsonaro disse que “o Brasil é solidário à Rússia” num momento em que Estados Unidos e a Otan, a aliança militar ocidental, diziam havia semanas que os exercícios militares russos em torno da Ucrânia prenunciavam uma invasão.

Depois, com a guerra já em curso, no dia 27 Bolsonaro disse que manteria a neutralidade por temer retaliações no fornecimento de fertilizantes ao Brasil —23% dos insumos consumidos no Brasil em 2021 vieram da Rússia. “Para nós, a questão do fertilizante é sagrada”, afirmou.

FONTE: Folha de São Paulo

- Advertisement -

152 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

152 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Camargoer.
Camargoer.
8 meses atrás

Caros Colegas. A única saída para a crise entre a Ucrânia e a Russia será a via diplomática. De um lado, é improvável que a Ucrânia consiga vencer uma guerra contra a Russia sem apoio externo, mas um apoio externo á Ucrânia contra a Russia só serviria para acelerar a escalada militar. As sanções econômicas podem ter efeito a longo prazo contra a Rússia, a qual também poderá encontrar alternativas econômicas para mitiga-las. Só resta a via diplomática e nela é necessário garantir saídas para as partes envolvidas. Geralmente, um acordo diplomático é aquele no qual o resultado final é… Read more »

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

primeiro falavam que a rússia ia passar o trator na ucrania, que seria um passeio no parque.

Agora querem vias diplomaticas.

Parece até os argentinos que levaram um pau da inglaterra e depois foram querer conversar.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rui Chapéu
8 meses atrás

Olá Rui. “Quem” falavam? Acho que o conflito entre das Malvinas é completamente diferente da crise na Ucrânia. O fato é que neste momento, a população civil está passando por um tremendo sofrimento. Pelo que li, já são mais de 1 milhão de refugiados. Este é em si a maior razão para um cessar fogo e a busca de uma solução diplomática para o conflito. Pouco interessa neste momento qualquer implicação geopolítica.

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

“Pouco interessa neste momento qualquer implicação geopolítica.” Interessa sim, ou estoura a terceira guerra.
A ordem é isolar a Rússia até da Venezuela e do Irã, fazer os políticos russos sacrificar Putin, e perceberem o grande erro que é ser um estado terrorista.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Mensageiro
8 meses atrás

Caro Mensageiro. Creio que você não entendeu a gravidade da situação dos refugiados (agora próximo a 2 milhões). A prioridade neste momento é um cessar fogo para que se possa organizar a situação da população civil, incluindo atendimento médico e alimentação. A situação se agrava a cada dia e a prioridade agora é uma ação humanitária que não pode ser cerceada ou julgada em termos geopolíticos.

Slow
Slow
Reply to  Rui Chapéu
8 meses atrás

A intenção não é passar o trator acho que você confundiu os países, geralmente quem causa destruição por onde passa é os EUA ..

Flanker
Flanker
Reply to  Slow
8 meses atrás

UE, vários russófilos daqui disseram inúmeras vezes que o rolo compressor russo começaria pela Ucrânia e iria até a Grã-Bretanha…

Slow
Slow
Reply to  Flanker
8 meses atrás

Capacidade pra isso eles tem mas a intenção não é essa ..

Flanker
Flanker
Reply to  Slow
8 meses atrás

Ah, tem?? Em qual realidade paralela seria isso??

Sensato
Sensato
Reply to  Slow
8 meses atrás

Claro. Os russos só distribuem flores e brinquedos…

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Rui Chapéu
8 meses atrás

A turma da barganha já esta calculando a saída desonrosa, o xings já soltou que a Rússia quer apenas o leste da Ucrânia, do jeito que vai as exigências da Rússia serão motivo de chacota em um futuro próximo.

BlindmansBluff
BlindmansBluff
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Os xings, voce quer dizer os chineses, é isso?
Voce sabe que esse tipo de “apelidos” são formas de racismo né?

Flanker
Flanker
Reply to  BlindmansBluff
8 meses atrás

“O” xings é como é chamado o antoniokings. E que mané racismo? Ora, por favor….que nutellismo mimimi!!!

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  BlindmansBluff
8 meses atrás

Calma jovem, da um tempo na militância!

Agressor's
Agressor's
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

Quando acaba a saliva, sobra a pólvora! O que os eua fariam se a Rússia colocasse mísseis no México? Putin tem o direito e dever de fazer sua política de proteção à Rússia e seus cidadãos.

DOCUMENTÁRIO DONBASS:

https://www.youtube.com/watch?v=NOfkmWfS5OA

Last edited 8 meses atrás by Agressor's
Wellington Kramer
Wellington Kramer
Reply to  Agressor's
8 meses atrás

Que analogia idiota! Os EUA não estão ameaçando o México. Por que estes deveriam permitir a instalação de mísseis russos em seu território?

Beto
Beto
Reply to  Wellington Kramer
8 meses atrás

O Mexico não tem força aérea e praticamente não tem marinha por causa dos EUA. O azar do México é fazer fronteira com os EUA, que inclusive no passado tomaram a força o Texas, Novo México, entre outras regiões.

PACRF
PACRF
Reply to  Agressor's
8 meses atrás

A origem do conflito está no fato da Ucrânia não ter entrado na UE em 2014, o que desencadeou protestos, que culminaram com a queda do governo pró-Rússia. O problema do governo russo não eram mísseis da OTAN na Ucrânia, e sim o ingresso da Ucrânia na UE, que implicaria em liberdade política e bem estar de sua população. Dois bens sociais que os russos sempre odiaram. É só ver a repressão violenta de manifestantes no próprio território russo, onde mais de 4.000 pessoas já foram presas por prestar contra a guerra.

Francisco
Francisco
Reply to  PACRF
8 meses atrás

Caro PACRF a entrada da Ucrânia na UE seria tão devastadora para a Rússia quanto a entrada dos mesmos na OTAN, só olhe o que tem acontecido na Hungria e na Polônia, o nível de interferência do bloco em questões internas dessas nações tais como culturais, políticas, religiosas até no judiciário interferem, as quais estão sofrendo sanções e punições dentro do bloco por discordarem de vários pontos exigidos pela UE , ou seja, segundo a visão e o modo de pensar dos russos gostemos ou não eles tem razão, pois a zona de “MÁ” influência exercido pelo ocidente em especial… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Francisco
8 meses atrás

O povo, o governo, os países enfim, da Polônia e da Hungria, estão descontentes e incomodados com a União Européia? É só saírem da UE. Ninguém é obrigado a participar de nada!!

Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
Reply to  PACRF
8 meses atrás

“(…) O problema do governo russo não eram mísseis da OTAN na Ucrânia, e sim o ingresso da Ucrânia na UE, que implicaria em liberdade política e bem estar de sua população. Dois bens sociais que os russos sempre odiaram. (…)” Revoltante ler um tipo de coisa dessa. Já ouviu falar da Grécia? País da União Europeia que literalmente faliu há alguns anos atrás e agora presta contas de empréstimos astronômicos estando, consequentemente, na mão dos financiadores. Já ouviu falar da Itália? Eu estive la em 2012 e o desemprego só entre os jovens era na faixa dos 30%, hoje… Read more »

Danieljr
Danieljr
Reply to  PACRF
8 meses atrás

Entendo sua posição, porém discordo com o ponto do “liberdade política”. Realmente os europeus possuem muito mais liberdade política que os russos, mas eu não acredito que a UE seja “tão livre” assim.

Eu vejo o sistema político deles como uma cadeia de políticos e burocratas ligados em muitos níveis diferentes a ponto de que, a pessoa em que você votou não consegue fazer muita coisa pelo seu país, que recebe orientações e diretrizes de outro burocrata que está em outro país. Eu absolutamente não concordo com aquele sistema político.

MARCO ANTONIO DEMUNER PASSAMANI
Reply to  Agressor's
8 meses atrás

Mesmo que a Ucrânia fosse da OTAN a Rússia nunca aceitaria instalações de mísseis. E estariam corretos em não aceitar. Da mesma forma que EUA não aceitaram a instalação de mísseis em Cuba.

Rafael Prado
Rafael Prado
Reply to  Agressor's
8 meses atrás

Talvez o sr. possa postar as suas fontes, e que não sejam RT nem Sputnik para nos provar quando os cidadãos russos foram ameaçados pelos cidadãos Ucrânianos.

Não costumo postar aqui, mas dá uma baita duma raiva ver comentarios parciais e mentirosos como o seus. Espero que você não acredite nesse monte de lixo que você repete por aí.

Essa é a tragédia para a proteção dos seus parças russos:
comment image

Flanker
Flanker
Reply to  Agressor's
8 meses atrás

Alguém da OTAN, ou de qualquer outro país, colocou algum míssil na Ucrânia???

Slow
Slow
Reply to  Flanker
8 meses atrás

Porquê colocaria se Ucrânia não é da OTAN ? A não ser que ela entre ..

Flanker
Flanker
Reply to  Slow
8 meses atrás

Pois, então?? Responde isso para o Agressor’s…..

Carlos
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

Ou fazem o que o Putin quer na diplomacia ou fazem o que Putin quer na porrada, não existe conversações nem negociações e Putin usa o medo que as pessoas têm da guerra e é incompreensível que haja bananas que não tomem uma posição clara de condenação do agressor face ao agredido

PACRF
PACRF
Reply to  Carlos
8 meses atrás

Exatamente isso! Já imaginou se a moda pega? Ou você faz o que eu quero ou eu vou te invadir, vou te destruir, vou te matar, e aqueles que permaneceram vivos serão subjugados e submetidos à censura e à tortura. Ele se utiliza da moda antiga de se “educar” crianças: ou a criança fazia o que os pais queriam ou apanhavam.

Carlos
Reply to  PACRF
8 meses atrás

É exatamente isso

BlindmansBluff
BlindmansBluff
Reply to  Carlos
8 meses atrás

Acho que o a tecla da virgula do seu teclado está com problema.

horatio nelson zhirinovsky
horatio nelson zhirinovsky
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

as coisas só se resolvem na porrada

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

Em alguma medida ambos terão que ceder. A Rússia vinha aumentando suas reinvindicações. Hoje divulgaram que são quatro demandas: O fim dos ataques por parte da Ucrânia; A alteração constitucional prevendo a Neutralidade, no lugar das disposições que dispõe sobre o objetivo de a Ucrânia aderir à OTAN; O reconhecimento da independência das duas repúblicas separatistas; O reconhecimento de que a Crimeia é parte do território russo. Fosse eu o intermediador dessas negociações, estando do lado de fora da situação e correndo o risco de não me atentar a eventuais dificuldades internas de cada país (no caso da Ucrânia, a… Read more »

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Felipe Morais
8 meses atrás

E para complementar, antes que me critiquem, por estar favorecendo um ou outro lado, o que provavelmente eu esteja fazendo, já que sou favorável à soberania ucraniana, é importante se atentar sempre que há o mundo ideal e o mundo real. No mundo ideal, os russos nem estariam ali. Mas no mundo real, há algumas questões importantes, por exemplo: 1) O ser humano tem a capacidade de se adaptar. Questões que hoje enchem os olhos das pessoas, daqui um tempo deixam de ser alvo de suas atenções. A questão da Crimeia, por exemplo. Não só pessoas, mas muitos países, nem… Read more »

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Felipe Morais
8 meses atrás

Basicamente só os Ucranianos cederiam e perderiam. Os russos invadem, bombardeiam e sequer pagam o custo da reconstrução e ainda ganham 3 fatias de terra. Diferente de você acho que os russos estão com o tempo apertado, logo o solo vai descongelar e as forças blindadas vão se ver em um atoleiro de lama preta.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Wellington Jr
8 meses atrás

é a dura e triste realidade. Mas não podemos nos desprender dela por algo que gostaríamos que acontecesse.

Taso
Taso
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

No final acredito que vai ter a diplomacia, mas saída diplomática no meio do conflito que está escalando todos os dias, acho um pouco difícil… Talvez quando chegarem a um impasse, por exemplo, se a Rússia não conseguir mais avançar e estiver atolada ou se por acaso a defesa ucraniana caia de vez, pode ser que as negociações avancem para um cessar fogo definitivo.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Taso
8 meses atrás

Ola Tasso. Neste momento, o maior problema são os 2 milhões de refugiados. Portanto, qualquer negociação diplomática neste momento deveria ser em torno da proteção da população civil. Li há pouco a estimativa de 11 mil civis mortos em praticamente duas semanas de conflito. È muito alto.

Joanderson carlos
Joanderson carlos
8 meses atrás

Agora me sinto aliviado, vou dorme tranquilo sabendo que não tem misseis apontados para cá.

gordo
gordo
8 meses atrás

Israel é a ausência mais significativa, apesar de ser alinhado aos EUA não o acompanhou. Pela velocidade que impuseram as sanções é razoável pensar que elas já haviam sido pensadas a tempos. O fato é que estão apostando alto nas sanções e isso evidência o peso que terá uma vitória (ou derrota) Russa. A Ucrânia se tornou uma encruzilhada geopolítica e para nós o melhor é ponderar no que será melhor para Nós evitando posições impostas por comentaristas de TV que atendem a outros interesses.

PACRF
PACRF
Reply to  gordo
8 meses atrás

Prezado Gordo, concordo com seu comentário e acrescentaria o seguinte: não só posições impostas por “comentaristas de TV que atendem a outros interesses”, pois isso é fácil de resolver: é só “mudar” de comentaristas, de canal de TV ou de qualquer outra fonte de informação, pois temos imprensa e Internet livres. O problema são governos de plantão nos impondo “posições”. Nesse caso, só nos resta esperar 4 anos para mudar de “posição”. Diplomacia séria é aquele que atua de forma profissional e pragmática no interesse do Estado e não no interesse de governos de plantão.

Last edited 8 meses atrás by PACRF
Danieljr
Danieljr
Reply to  gordo
8 meses atrás

Eu imagino que a posição de Israel se deva à Síria, do jeito que está eles podem voar por lá sem maiores preocupações.

Nemo
Nemo
8 meses atrás

O barril de petróleo passou dos U$ 130 no final da manhã. Essa guerra tem que acabar já. O ano de 2022 já está perdido para o mundo e os países mais pobres como esperado sofrerão muito mais. Parece que a Rússia quer a Crimeia e o reconhecimento das repúblicas de Dombass. Dê isso prá eles antes que a guerra seja lá, mas a bomba econômica explosão cá.

BrunoFN
BrunoFN
Reply to  Nemo
8 meses atrás

O estrago ta feito ..a OTAN ja criou a cisão pra esse mundo ”caro” …Russia n vai ”perdoar” pela interferência e as sanções …e vice versa …e como o ”Putin”’ n vai sair do poder … tal ”’divisão” pode durar um bom tempo .. mesmo sem guerra … guerra fria 2.0

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  BrunoFN
8 meses atrás

Afirmei isso há poucos dias.
Temos de um lado um ‘Country Club’ de países ricos que não querem largar o osso (ou filet mignon) de jeito nenhum.
Do outro, o resto do Mundo, uma imensa massa de pessoas que está procurando se livrar dessa situação de subserviência.
Só que o outro lado do Mundo é que está crescendo e desenvolvendo.
Acho que vou acertar.

BrunoFN
BrunoFN
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

e ”nois” bem no meio .devemos aproveitar.. nos guiar por pragmatismo .. n ideologias

Lana Alves
Lana Alves
Reply to  BrunoFN
8 meses atrás

Nós não somos pragmaticos, nós somos vendidos. Até ontem nosso presidente dizia para Trump: I love you. Hoje senta na mesma mesa com o Putin, fazendo 5 exames, para dizer que gosta da Rússia e do Putin, depois tumulo do soldado soviético (que matou milhões de civis e ocupou ilegalmente territórios).
Não somos pragmáticos, somos camaleão, por isso perdemos a capacidade de negociar com firmeza e somos vistos com desconfiança.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Lana Alves
8 meses atrás

Caro Lana. “La donna é mobile”, ou em um tradução livre, o presidente é volúvel. Hoje ama um partido, depois ama outro. Ama um ministro e depois já não ama mais.. ama Trump, depois Putin.. depois vai querer voltar ao antigo amor, quem sabe. Ama motocicletas, ama hotwheels, talvez ame bonecos do G.I.Joe. Volúvel.

BlindmansBluff
BlindmansBluff
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

Quem vai ganhar então se houver uma guerra entre Russia/China contra o mundo?

BlindmansBluff
BlindmansBluff
Reply to  BlindmansBluff
8 meses atrás

Eu respondo pra você: Ninguêm. Guerra nuclear não têm vencedores.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Nemo
8 meses atrás

Se fosse só isso não invadia o resto da Ucrânia…
É tudo ou nada.

glasquis 7
Reply to  Nemo
8 meses atrás

 Dê isso prá eles antes que a guerra seja lá, mas a bomba econômica explosão cá.”

Tá e depois? Ou vc acha que a Rússia vai parar aí? Assim que ver o medo que o mundo coloca, avançará em direção ao ocidente.

Precisa dar agora uma resposta que mostre ao povo da Rússia que, o Feitiço vira contra o feiticeiro mais rápido do que o Putin pensa.

Um freio, não só pro Putin mas, pra todos os líderes que acham que por ter poderio bélico, podem “passar o trator” impunemente.

Ainda espero ver o Putin no Tribunal de HAYA.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  glasquis 7
8 meses atrás

Certeza que ele será suicidado antes disto.

Sensato
Sensato
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
8 meses atrás

Lá geralmente as pessoas se intoxicam com substâncias estranhas e de formas ainda mais estranhas.

Flanker
Flanker
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
8 meses atrás

Eu também. E será bem antes de um possível tribunal. Putin esta cavando a própria cova.

BrunoFN
BrunoFN
Reply to  glasquis 7
8 meses atrás

Qualquer ”escalada” (interferência direta da OTAN .. invasão Russa a outro pais .. exemplos ) do q estamos vendo atualmente do conflito.. resulta em guerra mundial . preparado pra isso ?
”Putin” deve visitar o Brasil ainda esse ano .. manda a interpol q ”’resolve ”’ ^^

Joanderson carlos
Joanderson carlos
Reply to  glasquis 7
8 meses atrás

Também acho que o mundo deveria da a resposta a paises que desrespeitem a soberania dos mais fracos, porém cadê a reação do mundo quando os EUA e otan por várias vezes fizeram isso ?
Ex Líbia,Síria,Iraque.

glasquis 7
Reply to  Joanderson carlos
8 meses atrás

É a nossa velha e conhecida hipocrisia. Dois pesos, duas medidas.

Espero que a ONU perceba que neste conflito, tem uma boa parcela de responsabilidade depois de ignorar ou permitir os EEUU e a OTAN, também “passassem o trator” e tome outra atitude ante a geopolítica mundial. Caso contrário, tanto aos países africanos como aos da América do Sul, só restara uma saída. Se aliar em bloco como o fez Europa.

Quem sabe não é uma má ideia né?

Slow
Slow
Reply to  glasquis 7
8 meses atrás

Quer se aliar a um bloco que fala que a Amazônia é preocupação de todos ?

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  glasquis 7
8 meses atrás

Pois é. Só o fato de os russos se darem o direito de não se abster em uma votação do conselho de segurança da ONU, desrespeitando o estatuto da ONU, mostra o prejuízo dessas ações autoritárias pretéritas para a manutenção da paz mundial. Os russos fizeram isso pq outros membros do conselho de segurança, eles inclusive, já fizeram isso várias vezes. Quando você cria um conjunto de regras para manter uma organização e os próprios criadores as quebram, essa organização já não vale de nada. E, infelizmente, a ONU virou um nada. Virou uma solenidade, incapaz de adotar qualquer ação.… Read more »

Last edited 8 meses atrás by Felipe Morais
Taso
Taso
Reply to  Nemo
8 meses atrás

Olha muito difícil de acreditar… E as cidades portuárias que a Rússia tomou, vai devolver tudo? difícil

MARS
MARS
8 meses atrás

A Bolívia produz ureia e sal mineral aos montes e está aqui do lado… Não seria mais econômico?

Nilo
Nilo
Reply to  MARS
8 meses atrás

O que importamos de insumo agrícola da Russia: fertilizantes nitrogenados (N), fosfatados (P) e os de potássio (K).

Danieljr
Danieljr
Reply to  MARS
8 meses atrás

Ureia vem bastante do Irã pra cá, uma compensação pelo milho e outros produtos que compram de nós.

BrunoFN
BrunoFN
8 meses atrás

Neutralidade tem seus benefícios .. ao mesmo tempo q o mundo se divide , Brasil permanece aberto a negócios entre os 2 ”blocos” …Petróleo nas alturas ..UE buscando novos ”mercados” …Russia tb buscando como ”vender” e comprar além da China ..comprar fertilizantes mais baratos , so um exemplo .. vem coisa boa nesse mundo ”pós guerra” ..temos q saber aproveitar .. tanto a nível economico ….quanto ao militar … outro pais q vai se dar mt bem é a Turquia

Hcosta
Hcosta
Reply to  BrunoFN
8 meses atrás

Nem sempre. Esta neutralidade só tem uma consequência, tudo se mantêm como está. Da mesma forma que evitam os malefícios, também evitam os benefícios e é algo que pode ter consequências em relações futuras.
E neste caso, não sei se é neutro.
Coerência e Independência são valores mais importantes do que ser neutro, especialmente nesta situação em que a grande maioria dos países criticam a Rússia.

Last edited 8 meses atrás by Hcosta
BrunoFN
BrunoFN
Reply to  Hcosta
8 meses atrás

Talvez sim .. talvez n …mas eu vejo com bastante otimismo esse mundo pos guerra para o Brasil ..”céu e o limite” , se o gov souber negociar e aproveitar (inflação e preços é algo q vai durar ate o fim do conflito .e o mercado ter a devida ”recolocação ”. ) …veja bem , temos ótimas relações com os 3 lados envolvido no conflito .. a UE/OTAN vai precisar se abrir em negociações futuras conosco.(q pode envolver ate o pre-sal.. mais investimento por exemplo ) . podemos ajudar na ”reconstrução” da Ucrania (negocios).. e acho q o comercio com… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  BrunoFN
8 meses atrás

Sabe quanto o rublo caiu?
Trocar uma economia com menos valor para o Brasil do que Portugal pela grande maioria dos países ocidentais e não só?
Acha que a Rússia vai substituir essas economias ocidentais nas exportações do Brasil? Ainda para mais a Rússia que importa muito pouco e o que exporta são matérias primas?
Estamos a discutir cenários extremos mas duvido que, se chegarmos ao ponto de tudo ou nada, a Rússia tenha algo a oferecer.

BrunoFN
BrunoFN
Reply to  Hcosta
8 meses atrás

Russia vai precisar e mt do Brasil (questão alimentar e um exemplo e n se resume a carne… tem a area militar ..nuclear .. etc ) ..ou negociar ”com novos mercados” , n precisamos usar ”moedas” .. podemos simplesmente negociar via .. o bom e velho ”’escambo”.. ou pagamento em ouro , principalmente pelo lado russo
outra .. ja pensou na possibilidade do Banco dos BRICs criar uma moeda ”comum” ?.. q seja usada pra transações comercias? .. tudo isso e uma possibilidade .. e so temos a ganhar nisso

Hcosta
Hcosta
Reply to  BrunoFN
8 meses atrás

Criptomoedas. Parece mais plausível do que uma moeda comum…
Mas qual é a vantagem de trocar um mercado de mil milhões de pessoas por outro de 150 e com um valor muito mais baixo?

BrunoFN
BrunoFN
Reply to  Hcosta
8 meses atrás

é uma opção .. problema e q a China anda evitando as ”criptos”.mas isso pode mudar …agora ,.ninguém falou em trocar ou mesmo priorizar a Russia ..vamos apenas agregar valor a isso , expandindo nosso comercio.. abrir o leque , a Russia seria uma opção apenas …desde q o produto seja brasileiro .. vamos apenas sentar e negociar … a corda ta no pescoço russo ,dai q a ”balança de oportunidades oriundos da Russia ” pode ser algo q possa nos beneficiar .. principalmente em relação a tecnologia (energia nuclear principalmente ) .. titânio ..fertilizantes .. gasolina etc .,, n… Read more »

Abel
Abel
8 meses atrás

https://youtu.be/b7zJ4B0mmsI

Unidades Antitanques

Abel
Abel
8 meses atrás

?? Não se cale diante do sangue de inocentes! ,???️???️??

Last edited 8 meses atrás by Abel
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Abel
8 meses atrás

Eu tb penso assim…. mas a nossa vida é mais simples que de um presidente da república..

além dos fertilizantes, tem o titânio da EMBRAER que vem todo da Rússia..

Oliveira
Oliveira
Reply to  Abel
8 meses atrás

Igual quando vemos um mendigo na rua, ninguém leva pra casa. É mais fácil falar do que fazer. A guerra não é nossa e não diz respeito ao colosso sul-americano. Quem deu causa a ela que esperneie. Primeiro o Brasil e os brasileiros.

Last edited 8 meses atrás by Oliveira
PACRF
PACRF
8 meses atrás

Esse alinhamento “disfarçado” do governo brasileiro com o governo russo, vai propiciar a atuação dos hackers russos em nosso processo eleitoral no segundo semestre, da mesma forma como aconteceu nos EUA na eleição de 2016. Quem viver verá!

MARS
MARS
Reply to  PACRF
8 meses atrás

Mas as urnas são invioláveis… rsrsrs

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  MARS
8 meses atrás

As urnas não têm ligação com a internet.
Não há como ter ataques hackers.
O envio de dados apurados podem ser auditados depois, se necessário.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

As urnas não, mas o sistema de apuração sim.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
8 meses atrás

Foi o que falei.
No início da votação, há uma verificação de que a urna está limpa, chamada ‘zerésima’, onde os fiscais dos partidos podem fiscalizar.
Depois, ao final da votação, o responsável faz o fechamento da urna.
Isso pode ser facilmente auditado por qualquer partido em caso de suspeita de fraude.
Sei disso, porque já trabalhei nesse processo.

PACRF
PACRF
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
8 meses atrás

Prezado Rodrigo, quais são as provas que você tem para afirmar que o “sistema de apuração” é fraudulento? Se tiver alguma, procure o Ministério Público Eleitoral imediatamente para apresentá-las. Não perca tempo.

Slow
Slow
Reply to  PACRF
8 meses atrás

Pois é tão esperando oque ?

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  PACRF
8 meses atrás

Ô Pátria educadora, onde eu afirmei que o sistema é fraudulento ?

Só avisei que o sistema de apuração fica na internet.

Quem tem que provar que o sistema é seguro é o TSE e ele prefere fazer narrativa que mostrar fatos que tragam esta segurança.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
8 meses atrás

Vc tem os mapas de apuração.
Se desconfiar de algum dado transmitido, é só pedir para auditar a urna.
E muito mais seguro que a contagem manual de cédula de papel.
Quem me garante que os apuradores não vão contar errado de propósito?
Antigamente, tínhamos dados absurdos, boletins rasurados, mais votos que eleitores (o candidato tinha 8 votos e o sujeito que apurava colocava 80) e por aí vai..

Slow
Slow
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
8 meses atrás

Quem tem que provar é quem acusa, ou então faz igual o carinha que falou que iria apresentar provas kkk estamos esperando até hoje .

Flanker
Flanker
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
8 meses atrás

Mas, então pode ser hackeado, invadido, corrompido, adulterado, com urna eletrônica ou com voto impresso. E partindo-se deste princípio, não podemos afirmar que nunca tenha sido hackeado antes. Logo, todo mundo que se elegeu até 2020 pode ter sido beneficiado ou prejudicado, independente da urna ser eletrônica ou não.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Flanker
8 meses atrás

Agora, também recebeu um joinha.

Slow
Slow
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
8 meses atrás

Começa sua campanha ..

D0812022-76C8-48BF-B1E3-68C1FFF26955.jpeg
MARS
MARS
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

Pontos:

1 – Toda informação gerada por um sistema embarcado pode ser manipulada em algum nível de execução: no set dos dados, no processamento dos dados ou na saída da informação;

2 – Em algum momento haverá uma conexão com a rede para transferência dos dados para processamento;

3 – Auditamento com apenas uma fonte de dados (urnas) não é confiável, devido o ponto 1.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  MARS
8 meses atrás

Mais fácil ainda seria um grupo invadir a zona eleitoral, roubar as urnas, jogar as cédulas em matagal e alegar fraude.
Ou então, em um rincão do interior do Pará (p.ex) colocar mais votos que a seção eleitoral tem.
Basta o candidato deles estar perdendo.
Até hoje, nunca tivemos problemas com fraudes.
Até as pessoas que reclamam foram eleitas desse modo.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

Discordo de 99,99% dos teus comentários, mas nesse eu concordo totalmente…

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  MARS
8 meses atrás

concordo, e o Bozo queria criar mais dificuldade para impedir adulterações na votação, o que ia aumentar a confiabilidade na nossa democracia, mas o STF achou que deixar o sistema de votação mais seguro, deixa ele mais frágil.

Wellington Kramer
Wellington Kramer
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

É verdade este bilhete.

João Adaime
João Adaime
Reply to  MARS
8 meses atrás

Caro MARS
As urnas são. Elas não funcionam conectadas à internet.
O problema está no processador central em Brasília. Como é um único local, fica relativamente fácil protegê-lo.
Abraço

Last edited 8 meses atrás by João Adaime
PACRF
PACRF
Reply to  João Adaime
8 meses atrás

No entanto, não há proteção contra a produção e a disseminação de notícias falsas, infelizmente. É sabido que notícias falsas influenciam eleições, e as de 2016 nos EUA não deixaram dúvidas.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  João Adaime
8 meses atrás

sistemas com computadores IBM, que poderiam até mesmo ter um backdoor para Washington

PACRF
PACRF
Reply to  MARS
8 meses atrás

Prezado MARS, os hackers russos não violaram urnas no processo eleitoral norte-americano de 2016. Simplesmente violaram computadores com informações sensíveis que foram manipuladas e despejadas na Internet com o intuito de prejudicar a Hilary Clinton. Conseguiram seu objetivo: a eleição do Trump. Nunca é demais lembrar a “admiração” que o Trump tinha pelo Putin. Na verdade, o Trump ficou muito “agradecido” pela ajuda do Putin.

Last edited 8 meses atrás by PACRF
Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  PACRF
8 meses atrás

quais informações foram ruins da Hillary foram vazadas? pq pelo que eu lembro foi coisa do Assange e Snowden.

PACRF
PACRF
Reply to  Carlos Campos
8 meses atrás

Lembra dos emails da Hilary Clinton que foram acessados indevidamente e publicados na Internet?

Slow
Slow
Reply to  MARS
8 meses atrás

Até agora ninguém provou o contrário ..

E quem falou que iria provar depois desmentiu falando que não tinha provas Zzzzz

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  PACRF
8 meses atrás

Ainda nessa? A Urna eletrônica é segura e auditável, inseguro é o presidente!

Slow
Slow
Reply to  Carlos Gallani
8 meses atrás

Ele sabe que não vai ganhar já tem que preparar o discurso antes .

César
Reply to  Slow
8 meses atrás

Acho que vc vai ter uma grande surpresa se tu pensa que a maioria quer um ex-presidiário condenado para presidente.

Slow
Slow
Reply to  César
8 meses atrás

Fim do ano é logo ali, vamos ver .

Last edited 8 meses atrás by Slow
Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
Reply to  PACRF
8 meses atrás

Bicho do céu….cara vc vem diretamente da FOX NEWS dos USA?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  PACRF
8 meses atrás

Ué mas não era tão seguro que Hacker invadir era impossível? tá repetindo maluquice do Bozo pq? kkkkkkkkkk até hoje não acharam ligamento de Hackers russos com a Eleição do Trump, acharam que a Hillary plantou provas disso na campanha dele, vai ter mais gente sendo suicidado

Last edited 8 meses atrás by Carlos Campos
Heinz Guderian
Heinz Guderian
8 meses atrás

Como li ontem, se a Rússia esta numa operação militar especial (e não em guerra), não esta enfrentando sanções, mas operações econômicas especiais.

Flanker
Flanker
Reply to  Heinz Guderian
8 meses atrás

Hehehehe…Boa!!

Capa Preta
Capa Preta
8 meses atrás

Razoável, nós não devemos nada nem para russos nem para Ucranianos, como também russos e Ucranianos não são nossos inimigos.
Óbvio que se deve criticar uma invasão territorial imperialista,porém sempre estimulando o campo diplomático.
E muito mais fácil brasileiros terem asco de franceses,que estes sim são um bando de traíras e vivem falando mer#@ sobre nós e ameaçando nossa soberania.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
8 meses atrás

Bem, vamos aproveitar que estamos “nas boas graças do Putin”, e bora comprar fertilizantes e petróleo barato.
Sobre a UE…será que países como a Alemanha estão preparadas pra ficar sem o gás russo?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

não vão deixar de comprar, as sanções não englobam petroleo

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Carlos Campos
8 meses atrás

Ué, que sanções são essas que não abrem mão justamente o maior produto de exportação russo?

Danieljr
Danieljr
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

Estão com medo da economia global azedar de vez, acho que tanto aperto financeiro do ocidente a Rússia vai trazer tantas consequências ao resto do mundo que daqui a pouco vai começar a aparecer um monte de gente querendo diplomacia e relaxamento das sanções. Os EUA estão atrás do Irã e Venezuela, pra tentar um acordo e tirar as sanções do petróleo deles para que possam colocar sanções no óleo da Rússia, vai ser um choque nos preços para todos. Na TV do primeiro mundo vai aparecer um cara na Finlândia reclamando que está 5 euros mais caro abastecer o… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Willber Rodrigues
8 meses atrás

eles não sancioan gas e petroleo e a Russia deixa entrar Javelin e outras coisas, guerra de comadres, coitada da Ucrania

Andrigo
Andrigo
8 meses atrás

Vivi pra ver a Micronésia hostilizar alguem

Lana Alves
Lana Alves
Reply to  Andrigo
8 meses atrás

Foi uma micro hostilização.

Pedro Fullback
Pedro Fullback
8 meses atrás

Uma pá de cal pra quem criticava a política de relações exteriores do Bolsonaro. É inegável que depois que o ex Ministro Ernesto Araújo e o Senhor Donald Trump saíram no mundo político, o Governo Bolsonaro só vem acertando a sua política. Inclusive, parou de hostilizar até a Venezuela e o Governo Argentino.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Pedro Fullback
8 meses atrás

Caro Pedro. Ernesto Araújo foi um desastre. Infelizmente, a política externa ainda ainda tem cometido erros como no caso da ausência do presidente brasileiro na posse do presidente do Chile. Felizmente, como vocẽ disse, o Itamaraty interrompeu aquela avalanche de declarações desastrosas que caracterizou os dois primeiros anos, muito por influência do deputado filho do presidente.

César
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

Bom pra vc foi a época do Marco Aurélio Garcia quando o Ministro das Relações Exteriores de Israel, Yigal Palmor, classificou o Brasil como ¨anão diplomático¨, não!?

PACRF
PACRF
Reply to  César
8 meses atrás

Pelo menos não se ridiculariza nações amigas, como a China, bem como ninguém debochava da aparência de mulheres de outros chefes de estado, como foi o caso da esposa do Macron.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  César
8 meses atrás

Caro César. A diplomacia brasileira teve papel fundamental na criação do Estado de Israel (sugiro o artigo “O lugar de Israel e da Palestina na política externa brasileira: antissemitismo, voto majoritário ou promotor de paz?”, disponível na internet). Acho bastante curioso que um diplomata israelense ignore isso, até porque o Brasil já foi eleito 11 vezes para ocupar o assento rotativo do CS, enquanto Israel nunca foi eleito. A propósito, a declaração foi feita pelo porta-voz do ministério das relações exteriores de Israel, quando o governo brasileiro chamou o seu embaixador em Israel para esclarecer sobre o conflito em Gaza e… Read more »

César
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

Lembro bem quando o ainda não condenado em três instancias foi se meter no meio de palestinos, Irâ e Israel pensando que o companheiro ideológico Sarkozy fosse apoiar, mas a França deu foi uma banana pro Brasil quando viu o mico que o nove dedos se meteu. Foi o maior vexame da história da diplomacia brasileira. Mas, claro, isso os canhotos ¨não se lembram¨.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  César
8 meses atrás

Caro Cesar. O uso de adjetivos de modo pejorativo é desagradável e desabonador. Um dia, quando você entender isso poderemos retomar o debate. Seja feliz.

César
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

Mimimi. Mas é melhor que vc tentar desmentir que na época do nove dedos condenado foi onde ocorreram os maiores vexames da história da diplomacia brasileira, não!?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  César
8 meses atrás

Caro Cesar. Você se tornou ofensivo e o debate se tornou uma questão pessoal. Para mim não faz sentido isso. Seja feliz.

César
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

Mais mimimi? Não sabia que vc se ofendia quando se fala das trapalhadas do nove-dedos. Será que não tem gente que também não se sente ofendido pela sua militância canhota rebuscada de erudição?

César
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

¨…e o Chanceler brasileiro era o Luis Figueiredo.¨

Mas quem mandava na diplomacia do Brasil na época era o assessor especial da Presidência da República para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, ou vc já se ¨esqueceu¨ disto também?

Flanker
Flanker
Reply to  César
8 meses atrás

Cara, o próprio bolso viu que o Ernesto Araújo é um maluco completo, tanto que o tirou do cargo. E vc ainda defende ele com comparações esdrúxulas? É óbvio que o MAG era uma belíssima porcaria!! Mas, isso não torna o Araújo uma virgula melhor!

César
Reply to  Flanker
8 meses atrás

Exdrúxulo é vc, isentão. Aonde que eu defendi ele? Só disse que na época do molusco era bem pior. Vá consolar o Mamae-me lasquei porque a terceira-via tucana de vcs já foi pro ralo.

Danieljr
Danieljr
Reply to  Camargoer.
8 meses atrás

Concordo com você, ideologia/política é uma coisa, negócios, relações e dinheiro são outra. Melhor manter uma relação “obrigado pelas circunstâncias” do que cortar de vez.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Pedro Fullback
8 meses atrás

Ernesto era uma praga, sempre achei, agora quando ele tava lá criticavam ele, depois que saiu agora continuam criticando o afastamento dos EUA kkkkk

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos Campos
8 meses atrás

Caro Carlos. A condução do Ernesto Araújo no Itamaraty foi um desastre mais pelas ações de hostilidade contra a Venezuela, Argentina, China, França e Alemanha do que pela aproximação com os EUA. È preciso lembrar que o Brasil e EUA estiveram muito mais próximos durante os governos Lula e BushJr do que nos últimos dois governos. Aliás, a posição brasileira sobre o conflito na Ucrãncia deve se pautar neste momento pelo cessar-fogo e pela ajuda humanitária aos quase 2 milhões de refugiados.

PACRF
PACRF
Reply to  Pedro Fullback
8 meses atrás

Prezado Pedro, em outubro teremos eleições. Essa é a razão para o modo “paz e amor” do Bolsonaro, tanto internamente, quanto externamente. A tática do confronto foi abandonada, pelo menos até as eleições.

carlos andreis
carlos andreis
8 meses atrás
Lana Alves
Lana Alves
8 meses atrás

Esse seu pensamento é péssimo na prática, torna-se um país sem posição própria. A nossa constituição e os valores de brasileiros é ir CONTRA guerras, é contra invasões sem guerra declarada, somos contra anexação de territórios e somos contra ação militar SEM ANTES haver muita diplomacia. A Rússia errou e erra em todos esse pontos, além de ter mentido durante 2 meses, além de estar atacando cidades com civis, roubando bens de ucranianos (videos na internet mostram isso). Seu pensamento NÃO é pragmático, aliás, seus últimos comentários deixam bem evidente o seu apoio a essa guerra, você tem lado, não… Read more »

seuzénétiuôrqui
seuzénétiuôrqui
8 meses atrás

Interessante! A OTAN sabia que essa manobra dos eua (colocar a ucrania na otan) daria muito errado. E deu! Os russoas avisaram isso à anos. “A ucrania na otan significará tropas e armas na minha porta e isso não iremos tolerar”. Olha ai o resultado! Militarmente a otan não tem a menor chance contra a Rússia. Agora, na impossibilidade de qualquer ação militar contra a Rússia, pois são fracos pra isso, comandados pelos EUA, implantaram “sanções” econômicas contra os russos. E como eu já havia dito, isso também não funcionará, como já não está funcionando. Nos pequeninos países europeus, a… Read more »

Marcelo
Marcelo
Reply to  seuzénétiuôrqui
8 meses atrás

A OTAN não têm menor chance contra a Rússia? Se não têm pq os russo não bate fé frente com ela? Conta outra fake!

Hcosta
Hcosta
Reply to  seuzénétiuôrqui
8 meses atrás

Não confunda a Rússia com o seu regime…

E sabe dizer qual é a inflação da Rússia?

Tomcat4,3
8 meses atrás

comment image

Maurício.
Maurício.
8 meses atrás

Eu vi um vídeo, acho que de uma live do presidente onde ele fala sobre a Rússia, deu à entender que ele seria um aliado do Putin/Rússia porque muitos países ficam de olho na Amazônia e a Rússia votou contra aquela ladainha de interferirem em países por questões climáticas.
Bem, errado por completo ele não está, só acho que ele deveria priorizar as forças armadas de verdade (não só aumentando salário e regalias) até porque, como estamos vendo, ninguém é amigo de ninguém, países só tem interesses, nada além disso.

Danieljr
Danieljr
Reply to  Maurício.
8 meses atrás

Esse conflito dinamitou bastante uma boa relação que poderia sair daí, tanto bilateralmente como dentro do cenário dos BRICS. O BRICS, juntando um banco, um sistema de pagamentos, acordos entre os membros, etc, poderia ter muita força, até aceitar novos membros. Podem não ter os mesmo interesses culturais ou de valores, mas os membros sempre têm interesse econômico parecido, além de que essa estrutura possa ser o embrião de um contraponto ao SWIFT e o sistema financeiro global atual. Mais cedo ou mais tarde seremos atingidos por isso, seja pela Amazônia, seja por qualquer outra coisa que queiram, assim como… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
8 meses atrás

Sonho do putin é ser parte da UE e da OTAN, convida ele junto com Ucrânia que todos ficam feliz, menos o Tonho.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Rodrigo
8 meses atrás

Acho que ele têm ressentimento por a OTAN não aceitar eles. Kkk

Realista
Realista
8 meses atrás

A mesma mídia que chama o Putin de assassino chama o Bolsonaro de genocida como fica os apoiador ?

Last edited 8 meses atrás by Realista
carcara_br
carcara_br
8 meses atrás

Excelente depois de tantos erros um acerto.
Parece que conseguimos nos posicionar bem desta vez.

Richard Stallman
Richard Stallman
8 meses atrás

“Para nós, a questão do fertilizante é sagrada”
Frase digna de um fazendão.

carlos andreis
carlos andreis
Reply to  Richard Stallman
8 meses atrás

Tira a agricultura e você verá oque sobra desse país, agricultor nenhum impede ninguém de de montar seu próprio negocio seja ele de que ramo for

paulotd
paulotd
8 meses atrás

Bolsonaro está se saindo muito bem conduzindo esse tema. Tá certinho em assumir um tom neutro, e jamais se subjulgar a geopolítica de lacrador do Ocidente, os mesmos que uns meses atrás questionaram nossa soberania na Amazônia. Os momentos difíceis são bons para estreitar laços econômicos e solidariedade.

Roberto SC
Roberto SC
8 meses atrás

A Guerra vai acabar e os BRICS vão continuar e apesar de toda a retórica do fraco biden (em minusculo sim), muitos países da união Européia dependem do gasoduto Russo e do petróleo (sim leitores a Russia tem petróleo) que passa pela Ucrânia, bem como ninguém fala dos 28 motores de foguete espacial usados pelos EUA que são Russos. Se fossem aprender todo patrimônio de narcos e corruptos (olha nos EUA vão achar vários), incluindo um que tem 27 milhões condenado e solto (STF) na republica “aliada” da mãe Russia. Tão de sacanagem.-

Last edited 8 meses atrás by Roberto SC
Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
8 meses atrás

É lógico que o Brasil não é um país hostil. O povo está mais preocupado se a gasolina vai bater 10 reais antes da eleição, ou se o rói o osso da carne do almoço na janta….

Quem come mal vai lá se preocupar em hostilizar os outros?

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Inimigo do Estado
8 meses atrás

Caro I.E. A postura do Itamaraty contra a Venezuela nos últimos anos pode ser caracterizada como “hostil”. A expressão “país hostil” está relacionada com as ações tomadas em torno da política externa. Observe que até o Japão foi incluído como país hostil contra a Russia

Grifon Eagle
Grifon Eagle
8 meses atrás

Excelente, o Brasil tem ótimas relações com a Rússia, logo, não é uma nação hostil pra ninguém, tanto que nesta guerra o Brasil adotou uma postura de neutralidade e ao mesmo tempo apelando para a retomada do diálogo diplomático com base na carta das nações unidas.
O Brasil é um país soberano e pacificador. Graças a Deus!

Últimas Notícias

Imagens de uma guerra: míssil anticarro erra o alvo por pouco

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um ATGM russo passando sobre um carro de combate ucraniano. A...
Parceiro