segunda-feira, novembro 28, 2022

Saab RBS 70NG

VÍDEO: Professor John Mearsheimer fala sobre o conflito na Ucrânia

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O professor John Mearsheimer neste vídeo fala sobre as decisões do Ocidente que levaram ao conflito na Ucrânia.

John J. Mearsheimer (Brooklyn, Nova York, 14 de dezembro de 1947) é um professor de ciência política e teórico das relações internacionais norte-americano ligado à Universidade de Chicago, conhecido por seu livro A Tragédia da Política das Grandes Potências (The Tragedy of Great Power Politics, em inglês) lançado em 2001, sobre o realismo ofensivo.

Mearsheimer é também co-autor (com Stephen Walt) de The Israel Lobby and U.S. Foreign Policy (“O Lobby de Israel e a Política Externa dos Estados Unidos”), de 2007.[3][4]

Seu livro de 2011 Why Leaders Lie: The Truth About Lying in International Politics (Por que os Líderes Mentem: A Verdade sobre a Mentira na Política Internacional) foi descrito como um catálogo das “mentiras que as nações contam umas às outras”.

Numa entrevista a The Boston Globe, o entrevistador resumiu o comportamento dos políticos, segundo o livro, nos seguintes termos: “Minta seletivamente, minta bem e sobretudo seja bom no que você faz”. Mearsheimer concordou: “Sim. Fico triste em dizer que é verdade”.

- Advertisement -

83 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

83 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Monarquista
Monarquista
8 meses atrás

Já há uma reação dos historiadores e estudiosos do leste europeu, em especial da Polônia, contra essa entrevista. O termo que usam é Westplaining, que pode ser resumida em: Na estrutura do Westplaining, as preocupações da Rússia são reconhecidas, mas dos outros países do leste europeu não”.
Recomendo procurarem o artigo dos historiadores poloneses Jan Smolenski e Jan Dutkiewicz sobre essa entrevista da postagem.

Beto
Beto
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Essa entrevista não tem por objetivo desqualificar as preocupações dos outros países do leste europeu, mas mostrar a atuação sem escrúpulos e muitas vezes mentirosa dos EUA e alguns países europeus, principalmente Inglaterra, França …..
Infelizmente a mídia ocidental em grande parte pertence a conglomerados financeiros diretamente envolvidos nessas mentiras e articulações.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Beto
8 meses atrás

Desculpa, mas qual o problema de uma população por séculos subjugada por um império opressor querer se aliar a quem traz progresso, prosperidade e liberdade para seus aliados? É mentira ocidental que a UE garante qualidade de vida e liberdade muito maior que qualquer coisa que a Rússia ofereceu a esses povos durante todos esses séculos, e que a Otan garante segurança contra agressões que em geral foram efetuadas pelos russos? Seriam ucranianos, poloneses, húngaros, letões… tão inocentes ao ponto de cair em mentiras ocidentais para abandonar a esfera de influência russa na primeira oportunidade? Quais mentiras e quais atos… Read more »

Beto
Beto
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Não estou entrando neste mérito, estou me referindo ao seu comentário anterior sobre esta entrevista especifica. Mudando um pouco o foco, não existe mocinho nesta guerra. Os EUA procurou fomentar esta guerra, por interesses politicos (Biden com baixissima popularidade), problemas econômicos nos EUA; envolvimentos de conglomerados financeiros armamentistas e do petróleo. Junto dos EUA, a Inglaterra também. De outra forma, lhe pergunto: O que os EUA fariam se tivessem misseis russos no México, perto da sua fronteira? A Russia esta vendo a OTAN chegar na sua fronteira, além de nos ultimos dias antes da guerra vários avioes de armas dos… Read more »

Monarquista
Monarquista
Reply to  Beto
8 meses atrás

Os EUA estavam tirando seus armamentos das fronteiras russas (a Otan já está na fronteira russa). Se a Rússia anexar ou ter a Ucrânia como fantoche, terá ainda mais países da Otan nas fronteiras. Essa desculpa da Rússia afirmando que atacou por causa da Otan não tem embasamento na realidade, basta olhar um mapa da Europa. “O que os EUA fariam se tivessem misseis russos no México, perto da sua fronteira? “. Não há como saber por um simples fato: os EUA jamais atacaram uma democracia. E aqui entra outra pergunta: por que o México se aliaria à Rússia? Só há… Read more »

Beto
Beto
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Aprenda uma coisa: não existe democracia na geopolítica mundial, só existem interesses, onde o maior exemplo foi envio agora de altos diplomatas americanos para conversar e ter o apoio do Maduro. Os EUA já se cansou de financiar ditaduras pelo mundo quando convém para seus interesses. O presidente da Ucrânia é um irresponsável, onde era para ter declarado seu país neutro a muito tempo, ao invés de acreditar que a OTAN enviaria soldados. Os EUA jamais atacaram uma democracia? o México é uma das vítimas, perdeu o Texas, Novo México, entre outros territórios. Já ouviu falar na crise dos mísseis… Read more »

Monarquista
Monarquista
Reply to  Beto
8 meses atrás

Tchê, citar fatos de 200 anos atrás quando nem existia o conceito moderno de democracia liberal mostra uma falta de argumentos notórios. A Otan é defensiva: a Otan não entra em guerra a não ser em defesa de um estado membro! Nunca a Otan entrou em guerra, então por que iriam entrar pra tomar a Amazônia, se isso nem está previsto no seu regulamento? E achar que os países ocidentais que compõe a Otan mudariam em 180º sua politica externa que já vem da segunda guerra mundial para atacar e tomar territórios de uma democracia é de uma paranoia doentia.… Read more »

Beto
Beto
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Monarquista com todo respeito à sua pessoa, mas você ainda é muito verde, muito ingênuo.
Assistiu muito filme de Hollywood. O mundo real é bem diferente.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Beto
8 meses atrás

No mundo real há estudiosos de outras nacionalidades que não a americana.

Com todo respeito, recomendo que você amplie sua base teórica, procurando principalmente autores, historiadores e até mesmo relatos de pessoas comuns sobre o que acontece nos locais que quer opinar, e não siga cegamente a visão de alguém que está a milhares de km de lá e fgalou extamente o que tu acredita.

Até te dou uma dica: procure por westplaining, principalmente em fontes ucranianas, polonesas e dos países bálticos.

Beto
Beto
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Assista no YouTube o vídeo: Monopoly – A Quem Pertence o Mundo.
Foi publicado pelo Deputado Luíz Philippe de Orleans e Bragança.
Recomendo.

Guilherme Lins
Guilherme Lins
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

você matou a questão Monarquista! se trata exatamente disto!

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Guilherme Lins
8 meses atrás

Finalmente um debate inteligente e interessante. por aqui. Repare que aquele sujeito chato e seus bots não apareceram no meio desse debate.

Guilherme Lins
Guilherme Lins
Reply to  Beto
8 meses atrás

discordo do senhor Beto! os países que faziam parte da URSS e sua área de influência sabem bem as barbaridades que passaram na mão daquele regime (e se a análise considerar o período de Stalin, ai é que a coisa fica feia), então temos a seguinte questão:os países do leste europeu possuem a chance de escolher entre as liberdades e a prosperidade do ocidente, ou continuar sob julgo russo (um país muito mais corrupto do que o Brasil e extremamente violento). A entrada na OTAN significa hoje a ÚNICA GARANTIA contra uma invasão russa!o que eles vão fazer? então toda… Read more »

pedro
pedro
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

E quando as preocupações da America Latina o são? Pois aqui os EUA pintaram e bordaram nos ultimos 100 anos, derrubaram N regimes, fomentaram guerras, transformaram países comuns em países falidos ou narco-países, tudo para satisfazer sua ansia e necessidades. Se o Leste Europeu é arredio aos Russos, tenha certeza que a America Latina o é ainda mais aos EUA! E não, os EUA nao trouxeram nada de bom a região. O pouco de bom que aqui tem se deu pelo trabalho destes.

carlos andreis
carlos andreis
8 meses atrás

Só esperando !!!!

Nilo
Nilo
8 meses atrás

EUA transformou o venezuelano Juan Guaido, em celebridade, como o único representante legal da Venezuela, agora negocia com Maduro, manda representantes a Venezuela para falar de negócios. Agora pega outro Bufão e transforma em herói, como disse o analista, a Ucrânia está a sua própria sorte, quanto um homem Humorista Ator, que vira presidente de uma hora para outra, leva consigo a vivência do palco e o contato com auditório, e um script escrito por um americano que diz que a Rússia irá se ajoelhar perante ele, o Bufão Zelenski, certamente tem tudo para dar errado no palco, afinal esqueceu… Read more »

joel eduardo soares
8 meses atrás

O Brasil deve ter armas nuclear, poder dissuasório!
a pólvora fala mais alto!
abraços!

carlos andreis
carlos andreis
Reply to  joel eduardo soares
8 meses atrás

Com essa constituição feita por globalistas nem um governo seja de esquerda ou de direita conseguiria isso.

Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
Reply to  carlos andreis
8 meses atrás

Por isso que a constituição a libertadora feita pelo deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança deve ser incentivada pela população, a constituição libertadora é bem mais enxuta que essa que esta ai agora, tb ja vem com federação devidamente organizada, dando mais liberdades para estados e municípios, a constituição tb da mais liberdade para o povo e meios de o povo intervir na politica de forma direta, como por exemplo, recall de mandato.

Antoniokings
Antoniokings
8 meses atrás

Professor brilhante.
Assino embaixo tudo o que ele disse.
Parabéns pela postagem.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

foi muito bom mesmo…

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

Apenas uma opinião que concordo com a sua. Só isso,

Bueno
Bueno
8 meses atrás

A narartiva ja esta formulada, quando ocorrer a Queda de Keiv.

dfa
dfa
8 meses atrás

Complicado… No meu ver Rússia e USA são farinha do mesmo saco. A Ucrânia não queria ser uma Bielorrússia, e procurou apoio a Ocidente. Rússia não quis aceitar e EUA aproveitaram-se da situação. Ideal teria sido a Ucrânia e Rússia chegaram a um compromisso gênero a Finlândia (U.E mas não OTAN) E é difícil tentar compreender a invasão Russa… Sabendo que OTAN praticamente não tinha tropas na sua fronteira e os americanos já tinham retirado uma parte significativa de sua presença na Europa, nunca houve risco de invasão, só um tolo tentaria invadir a Rússia. Sem falar que os melhores… Read more »

Last edited 8 meses atrás by dfa
carlos andreis
carlos andreis
Reply to  dfa
8 meses atrás

A Ucrânia não queria ser uma Bielorrússia, e procurou apoio a Ocidente…. Poderia ter sido uma Finlandia

Monarquista
Monarquista
Reply to  dfa
8 meses atrás

Só discordo da parte “EUA aproveitaram-se da situação.”, pelo motivo que todos os países que ingressaram na Otan o fizeram por livre e espontânea vontade, e a maioria nem foi convidada, mas se candidatou. A própria Ucrânia não falava em entrar na Otan antes de 2014, e a crise da Criméia começou exatamente por uma vontade do povo ucraniano entrar pra UE, não para a Otan. Dessa forma, não vejo como os EUA aproveitaram, pois eles próprios não decidem quem entra na organização (precisa que os 30 membros atuais aceitem e a Alemanha já em 2014 falou que barraria), e… Read more »

dfa
dfa
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Não dúvida que só se junta a OTAN quem quer. Mas a influência dos EUA sempre foi visível na Ucrânia, para irritação da Rússia. Desde 1988 que uma fundação americana chamada “Doação Nacional para a Democracia”, apoiou diversas tentativas não-governametais na Ucrânia para implantar um governo mais favorável ao ocidente. E é claro que Putin tenta e faz o mesmo, basta olhar para a Venezuela. Federação Russa e EUA continuam a brincar a guerra fria, quando na verdade deviam era trabalhar juntos, não há razão geográfica ou económica para a discórdia entre ambos, chega a ser ridículo. E as velhas… Read more »

Monarquista
Monarquista
Reply to  dfa
8 meses atrás

Se são tentativas não governamentais, são iniciativas populares.
Sendo sincero: imagine-se como um ucraniano. Olhe para leste e oeste, o que você escolheria?
Nem precisava de incentivo de nenhuma potência para o povo tomar um lado.

dfa
dfa
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Já postei várias vezes neste fórum a minha opinião. Obviamente o povo ucraniano comparando as condições sociais e económicas da Bielorrússia e Polónia a escolha lógica irá recair sobre uma aproximação ao Ocidente. É uma ambição legítima do povo da Ucrânia querer juntar-se a um bloco como a U.E que lhe oferece melhores prespectivas em todo o espectro político, social e econômico. Putin está preso a mentalidade do império russo de procurar uma defesa em profundidade e de ambicionar os recursos energéticos da Ucrânia. Comparando com o Brasil seria o mesmo se invadissimos a Venezuela para instalar um governo favorável… Read more »

Last edited 8 meses atrás by dfa
Monarquista
Monarquista
Reply to  dfa
8 meses atrás

Assino embaixo do seu comentário.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Olhe para leste e oeste e fique quieto em seu lugar.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

A verdade é uma só. Quem pode mais, chora menos. A OTAN tem condições de se expandir para leste. A Rússia não tem a menor condição de expansão.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Não sei se chamo o senhor de majestade monarca ou de súdito simpatizante da monarquia. E difícil se dirigir a quem esconde o nome.
Todavia fica a pergunta.
É fácil um país menor negociar com os Estados Unidos quando este quer algo dele ?

Monarquista
Monarquista
Reply to  Antonio Palhares
8 meses atrás

Sou simpatizante da monarquia parlamentarista constitucional. Quanto sua pergunta, é fácil. Só ver que países pequenos, aliados aos americanos, nunca deixam de o ser. E pelo próprio histórico, países democráticos não tem o que temer dos EUA (e nem de outra democracia, pois democracias jamais entram em guerra umas com as outras). Sim, os americanos já praticaram atos reprováveis e hediondos, já patrocinaram golpes e ditaduras. Porém o tempo passa e hoje uma democracia não tem o que temer dos americanos, mesmo que esses queiram algo, e se for aliada deles, tem muito mais benesses que teria em qualquer outra… Read more »

Alexandre Galante
Reply to  Monarquista
8 meses atrás
Monarquista
Monarquista
Reply to  Alexandre Galante
8 meses atrás

Em todos meus comentários comentei na ordem surgido pós 1945, quando as democracias liberais se firmaram definitivamente.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Alexandre Galante
8 meses atrás

Em todos meus comentários comentei na ordem surgido pós 1945, quando as democracias liberais se firmaram definitivamente. Com todo respeito, mas pôr um link sem ler as informações nele contidas não é uma boa tática: Vejamos as guerras do século XX (13 guerras): Primeira Guerra Balcânica (1912-13): Pré-segunda guerra na esteira das guerras de independência contra impérios moribundos. Primeira Guerra Mundial : Pré-segunda guerra. Guerra polaco-lituana : Pré-segunda guerra e se deu no contexto de guerra na esteira das guerras de independência contra impérios moribundos, igual a Primeira Guerra dos Balcãs. Guerra de Continuação (Segunda Guerra Mundial): Se deu no… Read more »

Beto
Beto
Reply to  Alexandre Galante
8 meses atrás

Exatamente Galante

Monarquista
Monarquista
Reply to  Alexandre Galante
8 meses atrás

Estou com um comentário retido onde discorro um pouco sobre cada uma dessas guerras do teu link.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

O senhor é muito engraçado.
Tá bom. Já tomou uma hoje ?

Satyricon
Satyricon
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Como já dito anteriormente:
‘Democracy is the worst form of government, except for all the others.’
Winston S. Churchill
A Democracia é a pior forma de governo, exceto por todas as outras.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Satyricon
8 meses atrás

Putz!
Citação de Churchill, um dos maiores anti-comunistas.

‘O Céu é legal, mas o Inferno é mais quente e gostoso’
Lúcifer.

Dá um tempo!

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

Quem se expandiu foi a OTAN e não a Rússia. Aceita que dói menos.

Beto
Beto
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Exatamente, o Monarquista ainda é muito verde, muito ingênuo.
Assistiu muito filme de Hollywood.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Ad hominem não é argumento. Citei no meu primeiro comentário historiadores do leste europeu, ou seja, que estão e conhecem o que lá se passa e passou muito melhor que alguém de fora, que discordam veementemente dele. Se historiadores de um país que está praticamente no meio desse imbróglio histórico não é um argumento convincente, nada mais é. Mesmoq ue eu coloque de forma didática o que aprendi lendo e ouvindo historiadores e cientistas políticos do leste europeu, você não acreditará, já que tua única argumentação foi pura falácia como o Ad Hominem. Por isso te indico uma profunda pesquisa… Read more »

Last edited 8 meses atrás by Monarquista
Alexandre Galante
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Não tem nada a temer se a democracia for alinhada aos interesses dos EUA.

comment image

Monarquista
Monarquista
Reply to  Alexandre Galante
8 meses atrás

É sério isso? Cara, tu é um administrador do site. Tu ganha dinheiro com isso aqui, e ainda sim coloca informação sem contexto nenhum? A imensa maioria ali é ditadura. A Imensa maioria ali é no contexto da guerra fria. E boa parte foi um pedido de socorro de um governo enfrentando insurgência ou ataques externos (China, Vietnã, Coreia, Iraque ((Kwait)), Somália…). Teve guerras contra um inimigo que lhes atacou antes (Afeganistão), teve a tentativa de defesa de um país soberano contra invasão por outro (Tibet), teve tentativa de impedir genocídios (Iugoslávia, Bósnia, etc.)… E convenhamos, Venezuela 2019 foi pra… Read more »

Alexandre Galante
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

The Democracy World Tour:

comment image

Last edited 8 meses atrás by Alexandre Galante
Beto
Beto
Reply to  Alexandre Galante
8 meses atrás

Exatamente, essa é a democracia dos EUA com países pobres e desarmados.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Alexandre Galante
8 meses atrás

Novamente demonstrando certa desonestidade intelectual.
Vamos esmiuçar cada uma dessas intervenções?
Começaremos do primeiro: Coreia e China.

Os EUA atacaram eles por maldades, ou por socorro a um governo que pediu sua ajuda?
Em outras palavras: quem começou a guerra?

Last edited 8 meses atrás by Monarquista
Jose
Jose
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

Segundo seu raciocínio, o pedido de um “governo” seria o suficiente para dar legalidade/legitimidade a uma ação/intervenção armada americana em qualquer nação, cuidado o tiro pode sair pela culatra.

Last edited 8 meses atrás by Jose
naval762
naval762
8 meses atrás

Interessante como essas figuras tentam direcionar o senso comum.

Carvalho
Carvalho
8 meses atrás

É assim mesmo que funciona Professor !
Poderes fracos e governos débeis são testados continuamente a até se apresentar em sua total fraqueza.
Hj o PIB da Rússia é menor do do Texas…
Vai sair desta guerra menor do que do Piauí

Monarquista
Monarquista
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Ano passado ficou abaixo de Califórnia, Texas e Nova York, e pouco acima da Flórida.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Monarquista
8 meses atrás

O Professor, em sua excepcional análise, comparou os PIBs nominais.
Com essa base, o PIB da Califórnia é equivalente ao da França.
Agora, em valores reais, que é o que importa, a Rússia é equivalente à Alemanha (US 4 tr) enquanto a Califórnia tem US$ 2,5.
O Texas tem US$ 1,8 tri.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

Falou bobagem. PIB da Rússia é igual do Brasil.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

A OTAN vai atacar.
Os ucranianos vão resistir.
As sanções vão derrubar a Rússia.

Bem.
Como o Professor disse.
A Rússia vai vencer.

O resto é: Senta no meio-fio e chora.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

A Rússia está apanhando desde que a URSS acabou. Só perdeu território de lá pra cá.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Com esse território gigante estão condenados a entrar em guerra civil e ter movimentos separatistas com uma crise economia gigante.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Carvalho, onde assino. Perfeita a colocação.

Carvalho
Carvalho
8 meses atrás

Na 2 GM, o EUA e o Ocidente esticaram a corda contra o Japão, que se expandia para a China.
Decretaram o embargo (cutucar o Urso, no dizer do professor). O Japão mordeu a Isca.

dfa
dfa
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Como é??? Rrrrrssssss
Então deixa ver se eu entendi, o Japão que invadiu a Coreia, China e tratou a população daqueles países como escravos e cometeu algumas das piores atrocidades da 2 GM…
E os EUA é que esticaram a corda por não concordar com essa posição do Japão imperial…
Pesquisa aí “Massacre de Nanquim” e vê se também foi culpa dos malvados americanos.
Rapaz volta para a escola…

Last edited 8 meses atrás by dfa
Carvalho
Carvalho
Reply to  dfa
8 meses atrás

Volta vc para a escola.
Sugiro a disciplina de interpretação de texto e lógica.

dfa
dfa
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Eu interpretei perfeitamente o que você escreveu…
Pela sua lógica Reino Unido e França morderam a isca da Alemanha Nazi quando declararam guerra depois da invasão da Polónia…
É óbvio que a expansão japonesa ia de uma maneira ou outra embater nos EUA dado o interesse expansionista do Japão imperial no sudoeste asiático que incluía as FILIPINAS Americanas.
Para além do fato de que os americanos nessa altura seguiam a “Stimson Doctrine” que eu sugiro que você pesquise.
Os japoneses ao atacar primeiro basicamente anunciaram que achavam a guerra inevitável com os EUA.

Last edited 8 meses atrás by dfa
Carvalho
Carvalho
Reply to  dfa
8 meses atrás

Melhorou….
Já começou a desenvolver contorcionismo….para acabar concordando comigo.
Mas tentando me atribuir raciocínios que não desenvolvi.
E a demonstrar cultura totalmente desnecessária ao assunto.
Vou lhe dar um 7,5…para não desestimular.

Carvalho
Carvalho
Reply to  dfa
8 meses atrás

Mas deixando de lado o Massacre de Nanquim e a Doutrina Stimson, que não tem absolutamente nada a ver com o tema que eu tentava desenvolver, fica a questão:
Os EUA deliberadamente forçaram ao Putin a reagir desta maneira, para provocar sua derrocada? Tentando expandir valores liberais?
Ou o Professor está certo? Houve um erro de cálculo e os Russos deveriam ser mantidos enfraquecidos como elemento de equilíbrio de poder com a China?
Qual elemento predomina? Os valores de Wilson? Ou Metternich?

carvalho
carvalho
Reply to  dfa
8 meses atrás

E vc deixou de citar o principal:
A entrada do Japão na guerra em dez/41 (que tinha iniciado 2 anos anos) foi excelente para os britânicos e para o próprio Roosevelt.
Hitler imediatamente declara guerra ao EUA.
Visto por este lado, o bloqueio às matérias primas ao Japão não lhe parece como uma jogada?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

Vc entendeu os comentários do Professor?
Ademais, esqueça essas comparações.
A Rússia tem um PIB equivalente ao da Alemanha e agora vai direcionar sua economia para o maior País do Mundo. A China.
As sinergias entre os dois países serão espetaculares e isso vai deixar os americanos mais para trás.
Putin e Jiping já acertatram tudo isso.
Acostume-se!
Componha-se!

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

Errado de novo. O PIB da Rússia é do tamanho do Brasil. Para de inventar coisas que você não pode provar.

Zezão
Zezão
8 meses atrás

Neste vídeo foi omitido que a Ucrânia foi o terceiro maior país em potencial nuclear, com o colapso da URSS, o país foi praticamente desmilitarizado e perdeu quase 3 mil mísseis no acordo de Budapeste. No panorama que se fazia àquela época em troca da desnuclearização de Kiev, os governos da Rússia, dos EUA e do Reino Unido se comprometeram a “respeitar a independência, a soberania e as fronteiras existentes da Ucrânia” e a “abster-se da ameaça ou do uso da força” contra o país. A Ucrânia recebeu garantias de segurança após abandonar o terceiro maior arsenal nuclear do mundo… Read more »

Carvalho
Carvalho
8 meses atrás

A entrevista é muito boa, mas faltou enveredar pelos objetivos e alternativas estratégicas do Putin.
Vai colocar um Governo pro russia?
Como vai lidar com um país destruído?
Como vai lidar com milhões de refugiados?
Terá como sustentar um governo pro russia contra uma população com anseios nacionalistas e pro ocidentais subjugada?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carvalho
8 meses atrás

A Ucrânia tem cerca de 8 milhões de russos e antes do golpe, um governo pro-russo.
A tal da Revolução Laranja de lá não funcionou como os americanos queriam.
E sugiro que passe a observar os países bálticos que também têm muitos russos.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Antoniokings
8 meses atrás

Quem não está funcionando é a invasão russa. 19 dias e contando. Você falou que seriam derrotados em três.

Elisandro
Elisandro
8 meses atrás

Muito lúcido. As pessoas estão perdidas em termos como “direitos dos ucranianos de pertencerem à UE ou OTAN”, mas esquecem que o que realmente manda no mundo é força. Os EUA fazem o que acharem necessário pelos seus interesses e pouco importa os “direitos” de seus alvos. O povo iraquiano que o diga. Mas sendo a maior potência do planeta, eles são perdoados e desculpados sempre. E no caso de outros países, como a Rússia, por exemplo, eles negam que esta possa ter pelo menos uma área de influência local em países como a Ucrânia e a Rússia discorda desta… Read more »

Nilton L Junior
Nilton L Junior
8 meses atrás

Alguns terão dificuldade cognitivas para entender, se assistirem até o final vão chamar de comunista globalista amigo do Gorge Soros, etc etc etc.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Nilton L Junior
8 meses atrás

A única dificuldade que eu vejo aqui é as pessoas entenderem que a Rússia não tem mais o poder nem as condições para impor sua vontade como antes.

Anderson
Anderson
8 meses atrás

Bastante interessante essa recente e polêmica entrevista com o veterano Coronel do Army Douglas Macgregor. Parece que ele corrabora com o pensamento do Professor John Mearsheimer

https://youtu.be/Y1iFJb9uJWw

Last edited 8 meses atrás by Anderson
Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Anderson
8 meses atrás

Outro que fez uma projeção dez dias atrás e está errando todas. Disse que a Ucrânia cairia em 5 dias. Já vamos para 20 dias.

carcara_br
carcara_br
8 meses atrás

Melhor análise até agora, é isso ai. tem gente fantasiando ainda.

Kornet
Kornet
8 meses atrás

Falou a verdade que muitos não querem ouvir.

Henrique
Henrique
8 meses atrás

Análise precisa e lúcida de uma situação que poderia ter sido evitada. A Ucrânia acreditou que seria parte da Otan e estaria protegida dos russos quando poderia estabelecer uma posição de neutralidade e usufruir de sua posição estratégica interligando a Europa à Rússia. Os líderes ocidentais mostram muita mediocridade ao não saberem lidar ou interpretar os russos e chineses e, como o próprio professor cita, da mesma forma que os americanos jamais permitiriam um México fazer parte de uma aliança com a Rússia ou China os Russos jamais iriam permitir a Ucrânia fazer parte da Otan. Não há santos nesse… Read more »

pedro
pedro
8 meses atrás

Vc ve o baixo nivel que o Ocidente chegou ao ver que o que um professor e cientista descreve, tem menos importancia ou parece “menos verdade” do que um texto que um “coach” escreveu jogando para torcida.
Uma pessoa mais velha certa vez me disse algo qdo assistiu um filme (jogos vorazes): “Esse filme é nossa realidade”. Na epoca ri do que ele disse, mas hoje vejo exatamente isso. Enquanto ficarmos a merce de gente que joga discurso pronto na internet, seja de um 9 dedos safado a um ex-capitão frouxo inepto, vamos sempre ser massa de manobra, peões.

Últimas Notícias

Imagens de uma guerra: míssil anticarro erra o alvo por pouco

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um ATGM russo passando sobre um carro de combate ucraniano. A...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -