Saab assina contrato com a Finlândia para fornecer simuladores de treinamento de combate

A Saab assinou um contrato com as Forças de Defesa finlandesas para a entrega de simuladores de treinamento de combate para complementar as soluções de treinamento ao vivo já instaladas para o governo deste país. O valor total do pedido é de aproximadamente SEK 152 milhões e o pedido foi registrado para o primeiro trimestre de 2022.

O contrato inclui uma atualização da instalação de treinamento militar da Finlândia na brigada Pori e seus equipamentos, além de outros tipos individuais de simuladores com oito unidades de tropas separadas. O objetivo dos produtos encomendados é dar continuidade ao uso dos simuladores de treinamento até o final de 2032.

“Nossas soluções de treinamento inovadoras e flexíveis vão garantir a capacidade de treinamento da Finlândia para a próxima década, permitindo-lhes treinar com o mais alto grau de realismo”, diz Åsa Thegström, chefe da unidade comercial Training & Simulation da Saab.

“Este contrato proporciona às Forças de Defesa finlandesas uma maior capacidade de treinamento ao vivo, o que nos permitirá melhorar as capacidades das Forças de Defesa, tanto dentro da fronteira nacional quanto em colaborações multinacionais com parceiros”, afirma o Coronel Kari Pietiläinen, chefe assistente de Pessoal, Divisão de Treinamento (J7), Comando de Defesa das Forças de Defesa finlandesas.

Graças ao uso inovador da tecnologia e de uma filosofia de treinamento bem comprovada, a Saab oferece soluções e capacidades de treinamento líderes mundiais, permitindo interoperabilidade e realismo para as forças terrestres. A oferta da Saab inclui soluções para treinamento ao vivo, treinamento de incêndio ao vivo, treinamento virtual e serviços de treinamento.

Sobre a Saab

A Saab é uma empresa líder no segmento de defesa e segurança com a contínua missão de ajudar nações a manter a segurança da população e da sociedade. Com a força de 18.000 talentos, a Saab está em constante expansão das fronteiras tecnológicas para criar um mundo mais seguro, sustentável e igualitário. A Saab desenvolve, produz e mantém sistemas avançados em aeronáutica, armamentos, comando e controle, além de sensores e sistemas subaquáticos. A Saab tem sua sede na Suécia, tem operações de grande porte em todo o mundo e faz parte dos recursos de defesa de diversas nações.

DIVULGAÇÃO: Saab / Publicis Consultants

Subscribe
Notify of
guest

10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
PACRF
PACRF
10 meses atrás

Diante das ameaças russas, Finlândia e Suécia se unem. Lógica de sobrevivência pura.

MFB
MFB
Reply to  PACRF
10 meses atrás

O resultado dessa invasão fracassada da Rússia é este. Seu entorno ficará armado até os dentes.

Rodes
Rodes
10 meses atrás

O avanço para trás não para:

BREAKING: Russian forces are preparing to hand over Kherson to Ukraine – presidential adviser

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Rodes
10 meses atrás

Os russos vão usar o que tem e o que não tem para assegurar o leste da Ucrânia..

Até acredito que irão por um tempo, o problema é o quanto.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
10 meses atrás

O Tempo e a economia de guerra não está a favor deles.

O ocidente ta bancando o custo dessa guerra pra Ucrânia. então eles podem lutar até quando a moral carregar eles…

Já a Russia, o relógio corre. A china é a válvula de escape Russa mas ela não ta afim de carregar o Urso manco nas costas.

PACRF
PACRF
Reply to  Victor Filipe
10 meses atrás

O silêncio da China sobre a invasão da Rússia diz tudo, ou seja, estou enriquecendo e crescendo, para que se me meter nesse assunto.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Rodes
10 meses atrás

Sendo assim, acho que eles não irão mais atacar Odessa.
Pelo menos não pela rota Kherson e Mykolaiv

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Heinz Guderian
9 meses atrás

Bem provável que não.
Pelos movimentos, eles poderiam atacar por 04 frentes.
Do leste, passando por Mykolaiv (pelo visto desistiram desse avanço);
Do norte, caso Kiev caísse (pelo visto também desistiram);
Do Oeste, pela Transnistria;
Assalto anfíbio.

Com a desistência aparente das duas primeiras rotas, muito improvável que tentem pelas duas restantes.

João Adaime
João Adaime
10 meses atrás

Impressionante a lista de equipamentos de defesa da Saab.

Marcelo
Marcelo
10 meses atrás

Logo a Finlândia e a Suécia entra na OTAN e pronto.