quinta-feira, junho 30, 2022

Saab RBS 70NG

Com a guerra, PIB russo deve cair cerca de 10% este ano

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

O Governo russo estima que o Produto Interno Bruto (PIB) do país irá cair cerca de 10% este ano, disse hoje o ex-ministro das Finanças e atual presidente do Tribunal de Contas da Rússia, Alexei Kudrin.”Os ministérios das Finanças e Economia estão a avaliar a previsão do declínio do PIB este ano. Vai certamente diminuir: a previsão oficial é de uma queda de cerca de 10%”, afirmou Kudrin, citado pela agência noticiosa oficial TASS, numa intervenção na comissão orçamental do Senado russo.

Advertiu que esta contração da economia terá um impacto nos orçamentos, bem como no cumprimento das leis orçamentais adotadas em todas as entidades da Federação Russa.

Kudrin disse que o ministério das Finanças está a realizar uma redistribuição de recursos no quadro do orçamento.

“Este ano teremos de fazer mais trabalho, também na monitorização destas questões”, acrescentou.

De acordo com o Banco Mundial, devido às sanções ocidentais adotadas em resposta à “operação militar especial” lançada pela Rússia na Ucrânia, a economia russa sofrerá uma contração de 11,2% este ano.

FONTE: CM Jornal

- Advertisement -

142 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
142 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
2 meses atrás

11% PIB da Rússia, 45% PIB da Ucrânia, para o resto do mundo o bicho vai pegar tb, antes da guerra o tomate estava 8 ou 9 o kg, agora esta 15 o kg, o preço de outras coisas dentro do hortifrúti esta subindo tb, difícil viu.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Plinio Carvalho
2 meses atrás

E hoje o Valor Econômico postou uma reportagem dizendo que a Ucrânia está desesperado atrás de dinheiro para honrar seus compromissos.
Se a Rússia conquistar o leste e sul da Ucrânia, os ucranianos perderão cerca de metade do seu território e mais do que isso de população.
Aliado à infraestrutura destruída pelos russos, podemos dizer que, nesse cenário, a Ucrânia praticamente acaba.

dfa
dfa
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

A Alemanha e Japão sofreram pior e hoje são o que são.
A Ucrânia terá ajuda para a sua reconstrução dos EUA e Europa.

Já a Rússia para recuperar esses 11% vai ser muito difícil, basicamente e para agrado dos eua, perderam os seus melhores clientes que eram os europeus.
O gigante Chinês vai ajudar nessas contas mas mesmo eles não vão conseguir substituir a Europa como clientes, tanto em consumo como em pagamento.

Last edited 2 meses atrás by dfa
Rayan
Rayan
Reply to  dfa
2 meses atrás

A Ucrânia não tem a cultura de instituições sólidas como Alemanha e Japão.

É um país dominado desde 1991 por elites dominantes altamente corruptas que drenam recursos do país.

As sucessivas crises políticas ocorridas em 20940,2008, 2010 e 2013 decorrem da ruptura dos pactos de coexistência de interesses entre oligarcas e crescente desespero da população, afligida por pobreza, desemprego e enorme desigualdade social.

A Ucrânia antes da guerra já era o segundo país mais pobre da Europa.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Cara, olha bem o que você está falando: Afirmando que a Alemanha conseguiu se recuperar porque tinha instituições sólidas e que o mesmo não aconteceria com a Ucrânia, mesmo com ajuda externa. 1) A Alemanha só foi conseguir se unificar em um império no final do século XIX, depois de um século extremamente turbulento, que se iniciou com a guerra contra Napoleão, passou por vários movimentos internos violentos e culminou em outra guerra contra a França. Se brincar, nesse ponto da história, até nós, que somos série B e que sempre tivemos problemas internos, tínhamos um nível de estabilidade mais… Read more »

Casemiro
Casemiro
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

Isto tudo que vc falou não excluiu o fato de que a Alemanha, sim, criou as bases para ter instituições fortes, (principalmente pós 2ª GM) que se refletem hoje no seu papel de liderança européia, apesar do papel de néscio do atual Scholz.

Rayan
Rayan
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Exatamente o que contextualizei.

A história das sociedades e Nações não é linear e no mesmo contexto.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Sim. A Alemanha, hoje, possui instituições fortes.

Mas não era o que acontecia quando os planos de recuperação foram executados. Muito pelo contrário. Como citei, vinham de 100 anos altamente turbulentos e com instituições totalmente dizimadas.

Portanto, a recuperação econômica da Alemanha não teve exatamente nada a ver com a existência de instituições fortes à época, como afirmado pelo colega.

Dessa forma, não há sentido em dizer que a Ucrânia não irá conseguir se recuperar, mesmo com auxílio externo, por não ter instituições sólidas em razão da brevidade de sua independência política.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

O problema é que a Ucrânia, além de estar dizimada em sua infra-estrutura, está com suas instituições destruídas.
Muito por conta da corrupção e a crônica crise econômica.
Ontem. um opositor foi apresentado algemado e usando um uniforme militar.
Coisa de republiqueta de bananas.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Estas qualidades que citou eu as vejo no país que invadiu a Ucrânia….

A Ucrânia terá muito auxilio economico em termos de reconstrução , já a Rússia terá sérios problemas econômicos mesmo que conquiste o leste da Ucrânia… o tempo vai mostrar aos russos o preço que esta campanha militar vai custar…

Rayan
Rayan
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

Não há como comparar a consolidação das instituições alemãs, o processo cultural de sua sociedade pós Segunda Guerra Mundial com o sistema político e social ucraniano, formado por oligarquias que tomaram de assalto as estruturas de poder do país. O que estou falando é baseado em estudos inúmeros sobre o país. Antes da guerra já era o segundo país mais pobre da Europa, o qual a União Europeia emitia relatórios críticos sobre corrupção generalizada e instabilidade nas instituições. As crises políticas de 2004, 2008, 2010 e 2013 são estudadas e documentadas. O país se descentralizou em estruturas de poder regionais… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Rayan
Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Bem e quem garante que as mesmas estruturas vão se manter? Essa guerra pode mudar profundamente a estrutura da Ucrânia, a entrada na UE vai mudar completamente o modelo economia, político e jurídico da Ucrânia. A injeção de dinheiro dos EUA e aliados não é dinheiro perdido, a Ucrânia deu para a Rússia um prejuízo enorme e isso sem os aliados Ocidentais perderem 1 soldado em campo. Sangraram a Rússia e sua economia usando a Ucrânia como Proxy e depois da guerra vão injetar tanto dinheiro que as estruturas que eram herança da URSS não vão mais existir devido a… Read more »

Rayan
Rayan
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

Não é o mesmo contexto. Como expliquei desde 2014 bilhões foram alocados na Ucrânia por países ocidentais que fizeram avaliações criticas do nível de corrupção e desperdício. Torcer para que dê certo e especular é louvável porém com base no contexto histórico pós 1991 e as sucessivas instabilidades sociais e políticas internas vigentes será muito difícil uma recuperação e salto de desenvolvimento ao nível de uma Alemanha e Japão pós guerra. Reitero que leia artigos que envie estude as crises políticas da Ucrânia de 2004, 2008, 2010, 2013, suas causas estruturais, seus indicadores econômicos e sociais pré fevereiro de 2022… Read more »

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Rayan compreender o passado só ajuda a não cometer o mesmo erro no futuro. A sociedade Ucraniana era repleta de desavenças internas causadas pelos fatores que você citou, porém hoje há uma plena certeza de que a unidade Ucranina é mais importante que os interesses de corruptos e oligarcas. Prova disso é que se fosse igual ao que você menciona e estivesse ainda firme e presente a Ucrânia agora nem existiria mais e teria caído em 3 dias, ou acha que não foi devido a estas mesmas análises que os russos decidiram que seria fácil desestruturar o governo da Ucrânia?… Read more »

Rogerio
Rogerio
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

Vc parece não é brasileiro??? Só veja no Brasil, nunca sair dos corrupções, cada dia pior, o Brasil nunca e nunca vai sair os corruptores, nem aqui mil anos.. Apena um sonha de papai noel.

Rayan
Rayan
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

Wellington, a história das sociedades não é algo linear e igualitário. O contexto histórico embasa a perspectiva do presente e do futuro. No grande obra Por que as Nações fracassam, os fatores culturais , históricos e institucionais prevalecem. Por isso insisto que contextualize a história recente da Ucrânia, pois não é uma Polônia ou Portugal. É um país com problemas estruturais que antecedem a guerra. Quanto a união de sua sociedade não é o que ocorre historicamente. Uma coisa ė a defesa territorial do país diante de uma guerra; outra coisa é a consolidação de um pacto social que crie… Read more »

Augusto
Augusto
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

Wellington, sua analise e boa, mas para isso os Ucranianos primeiro terão que primeiro em eleger políticos sérios. Votar em comediantes não vai tirar eles do buraco e da situação caótica que se encontram.

Rayan
Rayan
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

E nem a médio prazo haverá ingresso da Ucrânia na União Europeia. Precisa de consenso pleno entre os 27 países do bloco para esse ingresso, aprovação no parlamento dos países integrantes e há dissenso profundo na estrutura governamental da União Europeia. É bem mais complexo que ver deseja.

Rogerio
Rogerio
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

Mas precisa saber onde vieram os dinheiro, títulos ou petrodolar americana?? Isso já for época América imprime os dindin das reservas petróleo de outra nação, arrumar desculpa para invadir e saquear os petróleo, e agora?? Já não tem como fazer isso, é como vai imprimir as notas??

Casemiro
Casemiro
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

Aí vc acordou do seu sonho.
Com a crise que o Ocidente está enfrentando e que vai piorar o que menos vamos ver é investimento ocidental em qualquer País.

Carlos
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Recentemente a Ucrânia pediu a adesão à UE, a UE está a tratar desse pedido com rapidez, mas de qualquer modo só aceitará a adesão se na Ucrânia houver uma democracia, com um parlamento democraticamente eleito, tribunais e imprensa independentes e assim haverá estrutura para desenvolver e muito a Ucrânia. Devido às diversas crises económicas, muitos ucranianos foram forçados a emigrar para países ocidentais sem que os mesmos perdessem ligações ao país natal, devido a esse fato os ucranianos desde a independência em 1991 que querem viver como no ocidente e bateram-se por isso, Um documentário intitulado Winter on Fire,… Read more »

Rayan
Rayan
Reply to  Carlos
2 meses atrás

Obrigado pela análise complementar

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Rayan
2 meses atrás

E eu recomendo que você se atenha ao assunto. Lá em cima você justifica seu argumento (a Ucrânia não irá se recuperar, mesmo com auxílio externo, por não terem instituições fortes como os Alemães e Japoneses tinham). E eu, me atentando ao seu argumento, para refuta-lo, demonstrei que não, a Alemanha não tinha instituições fortes quando os planos de recuperação foram executados. Perceba que eu, em momento algum, disse que a Ucrânia possuía instituições fortes. Apenas argumentei de que a Alemanha também não tinha, quando da execução dos planos de recuperação. Por fim, não me coloque nesse bolo de torcidinhas… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Felipe Morais
Rayan
Rayan
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

Colega, calma e sem melindres. Isso é um debate e não te desrespeitei nem desquifiquei. Ressalto que comparar a realidade do pós guerra da Alemanha com a Ucrânia é uma analogia imprecisa face a realidade histórica, cultural, política e institucional bem diferente entre os países. Você apostar com convicção que planos de recuperação empenhados por capital do Ocidente vai garantir um desenvolvimento ao nível de uma Alemanha é uma aposta pessoal não embasada em contextos da própria Ucrânia, que como lhe falei recebeu subvenções significativas do Ocidente e era ainda assim o país mais pobre da Europa. Recomendei que leia… Read more »

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Mais uma vez eu recomendo que você se atenha ao debate proposto: “Você apostar com convicção que planos de recuperação empenhados por capital do Ocidente vai garantir um desenvolvimento ao nível de uma Alemanha é uma aposta pessoal não embasada em contextos da própria Ucrânia, que como lhe falei recebeu subvenções significativas do Ocidente e era ainda assim o país mais pobre da Europa.” – Em qual momento EU apostei “com convicção” que a Ucrânia iria se recuperar com ajuda? VOCÊ foi quem apostou que a Ucrânia NÃO teria a mesma experiência que a Alemanha pela ausência de instituições fortes.… Read more »

Rayan
Rayan
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

Falei com convicção com base em fundamentos históricos e te contextualizando inclusive com estudos vários que elenquei e você poderia ler com humildade e consideração. Apresentei argumentos mostrando que a construção de instituições sólidas define sim o grau de desenvolvimento de um país de acordo com inúmeros estudos. Apresentei os problemas estruturais e históricos inúmeros da Ucrânia que afetaram seu potencial de desenvolvimento pós 1991 e impedirqm maior integração à União Europeia. Expliquei que sua analogia com a Alemanha pós Segunda Guerra é imprecisa por vários fatores como estabilidade política e constituição de instituições alheias a personalismos e interesses de… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Rayan
Rayan
Rayan
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

Sobre a Alemanha não crer tido instituições fortes antes da segunda guerra, reitero que o pacto social pós Segunda Guerra de toda sociedade civil e partidos políticos estabeleceu um arranjo político de consenso entre a social democracia e a democracia cristã pautada por um Estado Constitucional de Direito e um Estado de Bem Estar Social não militarista.

Diante de inúmeros detalhes que já expliquei, a Ucrânia dificilmente terá as mesmas condições e contextos, pois seus problemas internos são inúmeros conforme detalhei.

Espero agora ter sido mais claro.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Rayan
2 meses atrás

E complementando Rayan. Alguns dias atrás, na semana passada, eu acho, li um comentário seu (não lembro a matéria). Seu comentário tinha uma tendência para a informação russa da questão. Mas, aí mesmo tempo, vi você fazendo uma ponderação com o lado Ucraniano. Na oportunidade, elogiei seu comentário, dizendo que, para tentar analisar uma questão, você não precisa aderir a um dos lados. E eu faço isso o tempo todo aqui. Tenho a convicção de que os russos são invasores e Ucranianos foram invadidos. Tenho convicção de que o nome disso é guerra e não operação especial. Tenho convicção que… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Felipe Morais
Rayan
Rayan
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

Tudo bem cara, retiro o que falei sobre você estar pilhado ou melindrado. Tive essa impressão e se me equivoquei publicamente perante a todos me retrato. No mais, respeito suas opiniões, assim como espero que respeite as minhas. É um debate sobre história e relações internacionais, não uma guerra ideológica para nos fazer perder tempo com provocações e etc. Minha inclinação não é pró Rússia, trago argumentos que mostram detalhes do conflito militar com críticas a ambos os lados e narrativa factual da questão. Posso até errar, mas procuro pesquisar e respeitar argumentos embasados, ainda que discorde, pois longe de… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Rayan
Rayan
Rayan
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

E me ative totalmente ao assunto. Você que está pilhado desnecessariamente com o debate relacionado a um país longínquo e com seus próprios desafios.

Caio
Caio
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

Outras instituições fortes da Alemanha, para ser o que é hoje também foram:
Bayer química e farmacêutica e
Bosch eletromecânica.
Thyssen group metalúrgica pesada.
Volkswagen e daimlerbenz automotivas.
Siemens metalúrgica e siderúrgica.
E outras grandes empresas desses setores que se especializaram.
É uma pena que a Ucrânia não tenha instituições também como essas.

Last edited 2 meses atrás by Caio
Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Caio
2 meses atrás

Sim Caio. Você sim apresentou um argumento plausível. A Alemanha, antes da primeira guerra mundial, vinha se industrializando, o que foi minado pela guerra. No período entre guerras, mesmo com todas as restrições orçamentárias, deram continuidade a esse processo, o que tbm foi minado pela segunda guerra. No pós guerra, as grandes indústrias alemãs, assim como a atividade privada em geral, com certeza, foram cruciais para o sucesso da recuperação econômica. E esse sim pode ser um fator que diferencie uma recuperação econômica da Ucrânia no pós guerra, da recuperação alemã. E não questão de ausência de instituições fortes e… Read more »

Hank Voight
Reply to  Rayan
2 meses atrás

“É um país dominado desde 1991 por elites dominantes altamente corruptas que drenam recursos do país.”

Define perfeitamente a Rússia também

Rayan
Rayan
Reply to  Hank Voight
2 meses atrás

Falei de todos países do espaço pós soviético em comentário aqui. Não exclui a Rússia.

Rayan
Rayan
Reply to  dfa
2 meses atrás

Recomendo que estude os relatórios diversos sobre as instituições Ucranianas, as crises políticas ocorridas em 2004, 2008, 2010 e 2013, seus dados sociais e o gravíssimo problema de corrupção do país, estudos estes realizados por inúmeros think Tank.

Não basta despejar bilhões. Argentina e a própria Ucrânia tiveram bilhões em ajuda e financiamento, sem gerar desenvolvimento sustentável e solidez.

https://www.borgenmagazine.com/causes-of-poverty-in-ukraine/

https://www.atlanticcouncil.org/blogs/ukrainealert/why-is-ukraine-still-so-poor/

https://noahpinion.substack.com/p/why-is-ukraine-such-an-economic-failure

https://voxukraine.org/en/why-is-ukraine-poor-look-to-the-culture-of-poverty/

Teropode
Reply to  dfa
2 meses atrás

Corretíssimo , em 10 anos com o fim das hostilidade a Ucrânia se recupera , isto será uma condição de honra para a UE e EUA ,até chineses vao contribuir !

Casemiro
Casemiro
Reply to  dfa
2 meses atrás

A Rússia está desviando sua economia para o Oriente. Lá que o jogo está ocorrendo. Ontem a China anunciou seus números trimestrais. US$ 1,5 trilhão de corrente comercial. Mais de US$ 3,2 tri em exportações Um colosso. (Yicai Global) 13 de abril — O comércio exterior da China aumentou 13 por cento para US$ 1,5 trilhão no primeiro trimestre, de acordo com os últimos números oficiais, uma vez que a demanda por produtos chineses permaneceu forte. As importações subiram 9,6 por cento para US$ 658 bilhões nos três meses encerrados em 31 de março, enquanto as exportações saltaram 15,8 por… Read more »

Casemiro
Casemiro
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Mais de US$ 3,2 tri em exportações, se expandirmos os números trimestrais, é claro.

Nilo
Nilo
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Existe interesses europeus na manutenção pelo comércio com a Rússia, como da Rússia com a Europa, :
Em entrevista à agência alemã DPA , Nehammer disse que Putin lhe garantiu a estabilidade do abastecimento de combustível, bem como a possibilidade de pagar o gás em euros. “A Rússia fornecerá os volumes necessários. Conforme estipulado nos contratos, você pode continuar pagando em euros”, disse o chanceler austríaco.

Rogerio
Rogerio
Reply to  dfa
2 meses atrás

Isso é grande verdade, não apena a Rússia sofre e tbm Europa tbm pagar caro as contas só para agradar americano.

dfa
dfa
Reply to  dfa
2 meses atrás

Quem está perdendo?
Simples.
Rússia e União Europeia.
Já EUA e China vão sair mais reforçados deste conflito.
Continuo a afirmar, foi um erro tremendo de Putin invadir a Ucrânia, não vai ganhar nada.

Last edited 2 meses atrás by dfa
Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  dfa
2 meses atrás

dfa.
Não vai não.
Nos dois casos mencionados. Japão e Alemanha existia o interesse urgente de não deixar estes países entrarem na órbita soviética.
Americanos e Europeus quebrados não tem esta grana toda para tal investimento. Depois das eleições e derrota do Macron. Estas sanções americanas sobre o petróleo e gás Russos vão acabar. A Europa não aguenta pagar este preço.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

A diferença é que a Ucrânia tem crédito. A Rússia não. Como uma empresa um país endividado consegue sobreviver. Sem fluxo de caixa quebra.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Palpiteiro
2 meses atrás

Premissa básica do investidor: Nunca aplique dinheiro bom em negócio ruim.
A Ucrânia será um péssimo negócio.
Zelensky acabou com o País.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Zelensky tem de obedecer seus chefes né? Coitado é do povo pela sua irresponsabilidade.

Rayan
Rayan
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

A Ucrânia teve 5 bilhões dos EUA só em 2014 a fundo perdido.

Recebeu cerca de 17 bilhões entre 2019-2021 de países europeus.

Mais bilhões do FMI.

Ela indicadores foram piorando anualmente.

Justamente pelo que você sintetizou.

Leia abaixo relatório da ibtellinews

https://www.intellinews.com/imf-ranks-ukraine-as-europe-s-poorest-country-150301/

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Plinio Carvalho
2 meses atrás

Caro Plínio, era obvio que o PIB Ucraniano ia cair consideravelmente, muita infraestrutura foi destruída pelos russos, muitas pessoas foram movidas de suas casas e consequentemente dos seus empregos, fora o que a Ucrânia vai perde Mariupol tbm.
Realmente os ucranianos se encontram numa situação muito difícil, mas quando a guerra acabar, eles receberão, muita ajuda da UE e dos EUA, e alguns outros países.

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
Reply to  Plinio Carvalho
2 meses atrás

Paul Krugman: ‘Europa deve se mexer. Não é apenas o futuro da Ucrânia que está em jogo’‘Achar que interdependência econômica garante paz é mais frágil do que imaginamos’ Amigos, essa é a matéria de capa no site do estadão agora pela manhã. Ou seja, filhinhos entendam de uma vez por todas NÃO SE TRATA DE ECONOMIA, NÃO!!! Ainda vai recalcitrar??? Então toma mais essa matéria que está logo abaixo da chamada principal acima… Análise: Na batalha contra os russos, a cultura militar é a maior vantagem da Ucrânia (SIC) A chamada colocando o dizer “cultura militar é a maior vantagem”… Read more »

Caio
Caio
Reply to  PRAEFECTUS
2 meses atrás

A “poderosa Rússia cristã” já mostra o nível de ignorância sobre a sociedade russa atual.
Melhor se acalmar, antes que desabe pela borda plana da Terra kkkkkkkk.

Casemiro
Casemiro
2 meses atrás

11% em sua situação de guerra é bastante aceitável.
O fato é que a Rússia esse ano baterá o recorde exportações e de saldo comercial.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Você é louco ou não sabe fazer contas? Vai levar mais de 30 anos para a Rússia recuperar essa perda no PIB.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Ze das Couve
2 meses atrás

A agência de notícias (Bloomberg) sugeriu que a Rússia pode “ganhar quase US$ 321 bilhões [cerca de R$ 1,481 trilhão] com [suas] exportações de energia” antes do final deste ano, um aumento de mais de um terço em comparação com 2021.
A Bloomberg também afirmou que Rússia está a caminho de um superávit recorde em conta corrente que pode chegar a US$ 240 bilhões (cerca de R$ 1,107 trilhão), citando economistas da Associação Global de Comércio e do Instituto de Finanças Internacionais.

dfa
dfa
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Só escreveste o que te interessa e tiraste fora do contexto esse artigo da Blomberg… “The effect of sanctions had yet to manifest itself on exports in March” ou seja foram cálculos que ainda não tiveram em conta as sanções. E são previsões tendo em conta o atual consumo e alternância de preços que é quase certo que no futuro irá baixar e estabilizar. Só a Alemanha consome quase tanto como a China e apartir do momento que a Europa arranje fornecedores e energias alternativas, a Rússia vai perder esse balão de ar. Em qualquer negócio você não espanta seus… Read more »

Last edited 2 meses atrás by dfa
Casemiro
Casemiro
Reply to  dfa
2 meses atrás

Creio que isso não afetaria o resultado final de US$ 321 bi, não?
Resultado final é resultado final.
Se não tivesse as sanções seria muito mais do que isso.
Olha a interpretação de texto!

Carlos Rodrigues
Carlos Rodrigues
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Resultado final previsto. E como todas as previsões, sofre alterações. O resultado final real só se consegue apurar após o FIM do ano. Provavelmente, no primeiro trimestre de 2023.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

PIB é o valor da produção.
Superavit é a relação receita e gastos.
É perfeitamente possível ter superavit em época de queda de PIB.
A enorme inflação da Rússia ajuda na maquiagem contábil

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Como é que você vai ter superávit se o Estado russo começa a usar seus recursos para produzir mais armas e munições e deslocar recursos para manter a guerra?

Jacinto
Jacinto
Reply to  Carvalho
2 meses atrás

Na verdade, é sintoma de crise. Em 2014, último ano de crescimento antes da crise de 2015 no Brasil, a balança comercial brasileira era negativa: importávamos mais do que exportávamos. Em 2017, no auge da crise, a balança comercial brasileira bateu seu recorde histórico positivo porque exportávamos mais do que importávamos. O motivo disso é que países em crise, empobrecidos, reduzem as importações, o que em uma economia globalizada, significa que o país não está fazendo ou recebendo investimentos internos ou externos.

imagem_2022-04-13_104829540.png
Luciano
Luciano
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Contrariar o pessoal alienado afirmando que a Rússia não sofrerá perda tão grande quanto alardeado tem como resposta até que pessoal rs

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Acho que esqueceu de ler a parte que diz que as contas em dólar e Euro estão broqueadas. Não tem liquidez. Sem fluxo de caixa não terá dinheiro para pagar o salário.

Material arquivo
Material arquivo
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Essa guerra é um desastre para a economia russa. Os europeus estão abandonando a energia russa…em 2 ou 3 anos já era para essas exportações da russia e outros projetos de infraestrutura. Você acha que um fundo de investimento vai voltar a meter grana na Rússia nos próximos anos? Olha os prejuízos gerados naquele país. Pior coisa para um empresário é a instabilidade e guerras. Várias companhias estão tendo que se desfazer às pressas de alocação de recursos lá. A economia russa dependia demais da exportação de matérias primas, agora os europeus tendem a buscar em outras áreas, africanos e… Read more »

Casemiro
Casemiro
Reply to  Ze das Couve
2 meses atrás

Seus comentários sobre assuntos militares já são pobres.
De economia então…..

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Não precisa descontar em mim só porque a mãe Rússia está levando um cacete militar e econômico.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Ze das Couve
2 meses atrás

Os dois.

Up The Irons
Up The Irons
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Os caras em 1 mês conseguiram criar um problema econômico que vai levar anos pra ser resolvido a troco de nada!
Quanto mais essa guerra se prolongar, pior para o povo russo que pagará essa conta pesada ao longo da década, enquanto os torcedores de Internet da Rússia passam ilesos…

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Up The Irons
2 meses atrás

O Putin mandou prendêr (sumir) mais de 100 age tes da FSB, responsáveis pêla coleta e análise de informações em território ucraniano.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Up The Irons
2 meses atrás

A economia russa já há algum tempo já está sendo direcionada para o Oriente.
Aliás, como a maioria do Mundo está fazendo.
Azar dos EUA e da Europa.

Material arquivo
Material arquivo
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Azar dos europeus e americanos? Só a Itália tem o PIB em dolar maior que o russo, o PIB em ppc levemente menor que o russo. Isso com uma população 80 milhões menor que a russa. Sem falar todo o resto do bloco europeu, Reino Unido, Suíça e EUA. Quantos produtos da Rússia você consome em 1 ano? Quase nada, vivem de exportações de commodities. Os caras estão matando a população do país vizinho, estão criando pobreza do seu lado. Putin é uma besta quadrada na área militar, imagina na área econômica kkkkkk A Rússia já perdeu essa guerra, em… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Material arquivo
Casemiro
Casemiro
Reply to  Material arquivo
2 meses atrás

Faça suas contas mirabolantes (tipo o PIB russo é igual ao brasileiro), acredite nisso e seja feliz.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Ué? E não é? Qual é o tamanho do PIB russo na sua opinião então?

Material arquivo
Material arquivo
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

São fontes oficiais…governos, banco, entidades internacionais que analisam isso. Não é a minha opinião, é algo técnico.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Numa guerra de 3 dias pode ser. O problema é ter uma queda dessa por anos.

Joe
Joe
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Lunático kkk tonho e seus 1001 nicknames

Nilo
Nilo
2 meses atrás

O PIB do Brasil sem guerra caiu em 2020 no Brasil cai 4,1%.

MAB
MAB
Reply to  Nilo
2 meses atrás

Putz, jardim de infância novamente. O que houve em 2020 mundialmente??? O mundo inteiro teve decréscimo no PIB. Bem fraquinho para quem diz ter mais de 50 anos e “vivido a ditadura”.

Fique em casa e a economia fica para depois.

Alessandro
Alessandro
Reply to  Nilo
2 meses atrás

Economia MUNDIAL cai 4,3% em 2020

https://unric.org/pt/onu-economia-mundial-recua-4-3-em-2020/

Agora que vc foi devidamente informado, pode voltar a assistir a tv globinho.

Last edited 2 meses atrás by Alessandro
Cesar
Cesar
Reply to  Nilo
2 meses atrás

Nossa! Em 2020 só o PIB do Brasil caiu né? O que será que aconteceu em 2020?

Rayan
Rayan
2 meses atrás

Tristemente essa guerra prejudicou os fundamentos sólidos macroeconomicos da Rússia, que em 2021 teve crescimento de 4,7%, taxa de desemprego de 4,6%, divida pública menor que 20% do PIB, quinta maior reserva internacional do mundo com 640 bilhões de dólares, inflação controlada e IDH evoluindo (49 posição, Brasil 84°). Desde 2016 sua economia crescia modestamente mas de forma estável. O programa de substituição de importações aplicado desde 2014 por causa das sançôes relacionadas à anexação da Crimeia gerou êxitos na agroindústria e na indústria de máquinas. Este ano terá uma recessão brutal e em 2023-2024 estagnação próxima a zero em… Read more »

Material arquivo
Material arquivo
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Na verdade a economia russa não está bem, se olhar a população de 145 milhões e o PIB percapita a situação é ruim.
O potencial da Rússia não se manifesta nos números, algo parecido com o caso brasileiro. Olha o nosso potencial, população e a realidade dos fatos (pobreza imensa).
A Rússia tem poucas empresas, globais, nível de investimento baixo, economia muito dependente de commodities, muito concentrada nas mãos de poucos e uma corrupção muito forte herdada dos tempos do comunismo.
Na verdade a Rússia e o Brasil são bem parecidos e competen em vários mercados de commodities.

Rayan
Rayan
Reply to  Material arquivo
2 meses atrás

O que você fundamentou é perfeito, analisando o chamado PIB potencial, que avalia a capacidade inercial de crescimento econômico sem depender de ciclos de produtos de exportação específicos. Você tem razão quando afirma que a dependência estrutural de economias em conmodities tornam os países vulneráveis e constantemente sujeitos a choques econômicos de custos e inflação. Também a baixa diversificação econômica afeta toda capacidade de desenvolvimento a médio prazo. A Rússia entretanto estava empreeendendo um razoavelmente bem sucedido programa de substituição de importações desde 2014 para superar esse vínculo histórico com os hidrocarbonetos, baixa divida pública, aumento no investimento em pesquisa… Read more »

Rayan
Rayan
Reply to  Material arquivo
2 meses atrás

E você citou algo que sempre foi ameaçador para a Rússia a longo prazo: o problema demográfico, com envelhecimento constante da população e declínio anual populacional. O índice de nascimentos foi constantemente declinante desde 1991, mesmo com programas de incentivo à natalidade concedidos pelo Governo.

E isso compromete toda estrutura produtiva do país, que sofreu nos anos 90 gigantesca fuga de mão de obra qualificada para o Ocidente, principalmente EUA e Israel.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Bem colocado, Rayan. A Rússia tem problemas demográficos (muito velho para pouco jovem). E na guerra quem está morrendo são os jovens, e não os velhos (salvo alguns generais que andaram morrendo).

Você acha que essa guerra é bom para resolver o problema demográfico russo?

Material arquivo
Material arquivo
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Concordo com seus 2 comentários. Abraço!

Hcosta
Hcosta
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Últimos 12 anos e antes desta invasão crescia a uma média de 1% ao ano…
Desde a invasão da Geórgia e com as consequentes sanções impostas que foram agravadas a cada ação militar de Putin. Recuperava e caía abruptamente.

Rayan
Rayan
Reply to  Hcosta
2 meses atrás

Está equivocado totalmente.

Dados de crescimento do PIB desde 2010;

2010: 4,5%

2011: 4,3%

2012: 4,0%

2013: 1,8%

2014: 0,7%

2015: -2,0%

2016: 0,2%

2017: 1,8

2018: 2,8%

2019:2,2%
.
2020: -2,7%

2021: 4,7%

Dados do FMI

Essa simplificação grosseira de 1% e ponto não corresponde à realidade, tem que pesquisar com embasamento Não é algo simplório baseado em achismo.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Não, faça a média. Ou acha normal passar em de 4% para -2% em 3 anos? E temos sempre de ter em conta que são crescimentos baseados no ano anterior o que pode dar uma ideia de que recuperou se tiver um crescimento positivo mas pode não ser verdade. Basta ver que teve um máximo de 2,3 triliões de dólares em 2013 para um mínimo de 1.3 em 2016. Uma queda muito grande devido às sanções. Por ter uma percentagem de crescimento razoável não significa que haja um crescimento da economia. Ainda tem de recuperar o que perdeu. Apesar de… Read more »

Rayan
Rayan
Reply to  Hcosta
2 meses atrás

Meu caro A media aritmética não dá 1% ao ano. Em relação aos dados que você emitiu, devido à maxidesvalorizacao do rublo em 2015 devido à crise do baixo preço das commodities houve redução do valor do PIB nominal. Como você falou houve recuperação desde 2016, a qual foi a base de minha análise sobre crescimento modesto mas estável. Em PPP – paridade por poder de compra, que mede os custos relativos com base na moeda local e é mais preciso de acordo vários economistas para se avaliar a economia em termos quantitativos, o PIB da Rússia era o 6°… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Mas dizer que a Rússia cresce 4,7%, sem ter em conta o que caiu anteriormente e os efeitos da pandemia, parece dizer que a economia Russa está ao mesmo nível do que as restantes economia desenvolvidas…

E recuperar totalmente, ainda não conseguiu isso, ou seja, não cresceu. Depois de recuperar é que podemos falar de crescimento, por enquanto ainda está a tentar voltar aos níveis anteriores. E a uma velocidade muito baixa…

Rayan
Rayan
Reply to  Hcosta
2 meses atrás

Meu caro

Fiz a contextualização com base no último exercício vigente, que é padrão de analise comparativa de mensuração de PIB.

Se quer fixar sua convicção pelo viés anti -Russia é questão pessoal sua, fiz analise dos fundamentos macroeconomicos pré -guerra.

Se analisar toda historicidade de evolução/retração de PIB , EUA, Japão e economias avançadas tiveram ciclos de crescimento/recessão.

A base de analise que fiz por óbvio foi de 2021.

E desde 2016 o PIB da Rússia apresentava crescimento modesto, o que Falei e você mesmo confirmou.

Rayan
Rayan
Reply to  Hcosta
2 meses atrás

Nunca falei que a economia da Rússia estava no nível das economias desenvolvidas, não escrevi isso. Relatei que apresentava estabilidade e crescimento modesto mas estável. Ponto.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Rayan
2 meses atrás

A economia russa teve um desempenho excelente de 2006-2012, graças ao boom das commodities e ao enorne investimento estrangeiro no país. De fato, a Rússia estava no rumo para se tornar um país rico. Porém, em 2014 Putin decidiu invadir a Ucrânia e tudo isso foi para o ralo.

Last edited 2 meses atrás by Bruno Vinícius
Rayan
Rayan
Reply to  Bruno Vinícius
2 meses atrás

Em 2017,2018, 2019 e 2021 o crescimento foi estável embora modesto. Em 2020 , ano da Pandemia global, a queda do PIB foi das menores no G20

Concordo com tua analise em relação ao boom econômico entre 2006-2012, está bem documentado.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Rayan
2 meses atrás

Relendo meu comentário, acredito que deixei ambígua a parte do “foi pro ralo”. O que quis dizer é que o crescimento pós-2014 foi praticamente uma estagnação e a perspectiva do país se tornar rico simplesmente deixou de existir. Agora com as últimas sanções então, o futuro da Rússia não parece nem um pouco bom.

Last edited 2 meses atrás by Bruno Vinícius
Rayan
Rayan
Reply to  Bruno Vinícius
2 meses atrás

Sim, concordo com você. Depois de 2014 houve uma estagnação com crescimento modesto e agora haverá brutal recessão e dificuldades progressivas. Inclusive, Putin anunciou que fará o mesmo programa de desenvolvimento da URSS pós Guerra Civil de 1918, que industrializou maciçamente o país e o catapultou como superpotência. Porém o contexto atual é absurdamente diferente e dificilmente um maciço programa de desenvolvimento isolado vai funcionar, pelos seguintes fatores: – em 1921 a economia global não era minimamente interconectada como atualmente – o mundo atual vivencia uma revolução quaternária na estrutura econômica, com a inteligência artificial, cibernetica e robótica, de modo… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Bruno Vinícius
2 meses atrás

PIB russo em 2020 era menor do que era em 2008.

imagem_2022-04-13_105253290.png
Agressor's
Agressor's
2 meses atrás

Pouco importa sanções. Não há mais volta para a humanidade. Entramos em uma espiral que não há mais volta…

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Agressor's
2 meses atrás

“Ó dia… ó céus… ó azar”

Renato Carvalho
Reply to  Agressor's
2 meses atrás

Infelizmente torcida e achismos não movem moinhos, os fatos são esses, os russos se enfiaram mim atoleiro, confiam que a China irá em seu socorro, mas ainda que os chineses transfiram seus negócios para a Rússia o mercado Ocidental continua maior e ainda detém a primazia mundial.

Junior Souza
Junior Souza
2 meses atrás

A maior vitória que o Ocidente vai obter é frear o crescimento da Rússia por anos, a Rússia engolir metade da Ucrânia não muda nada em termos de segurança para a Otan, agora poder frear a expansão Russa é uma vitória importante.
A cada dia que passa vejo que era exatamente isso que os Eua queriam.

Rayan
Rayan
Reply to  Junior Souza
2 meses atrás

Boa analise.

MAB
MAB
Reply to  Junior Souza
2 meses atrás

Parque industrial francês?? Alemanha ok, França está longe deste problema. Aproveita para estudar um pouquinho. A Rússia no que tange a fertilizantes também deixará de ser um player global. Vários projetos ao redor do mundo estão em andamento por motivos óbvios. Inclusive aqui no Brasil. Acabaram de inaugurar na Nigéria a maior planta africana de fertilizantes.

Aceite ou não, a Rússia irá empobrecer.

Nilo
Nilo
Reply to  MAB
2 meses atrás

Um míssil atingiu a Yara International, uma das maiores empresas de fertilizantes do mundo, que teve suas instalações destruídas em Kiev, na Ucrânia! rsrs já quebraram um fornecedor rsrss
Já se fez a pergunta, porque o Brasil importa e em vez de produzir fechou sua fabrica de fertilizantes? cresce azoado, tira o chapeu de aluminio da cabeça.

Last edited 2 meses atrás by Nilo
Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Nilo
2 meses atrás

Não entendi. Você diz que um míssil russo atingiu uma fábrica de fertilizantes e dá risada? Isso é coisa de demente. E os civis que trabalhavam lá e não tem nada com isso?

Nilo
Nilo
Reply to  MAB
2 meses atrás

“Estou fazendo tudo ao meu alcance para reduzir o preço do petróleo e do gás”, disse Biden. “Seu orçamento familiar, sua capacidade de encher seu tanque, não devem depender de um ditador que declara guerra e comete genocídio a meio mundo de distância.” Vai comprar do Maduro, rsrsrsr, dos Iranianos, da Arábia Saudita, etc..etc… Os preços do gás subiram quase US$ 0,70 por galão em um período de duas semanas após a invasão. Os preços na bomba se estabilizaram desde então, mas ainda são mais de US$ 4 por galão. Biden respondeu anunciando a liberação de petróleo da Reserva Estratégica de… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Nilo
Nilo
Nilo
Reply to  Nilo
2 meses atrás

O governo americano armazena cerca de 700 milhões de barris de petróleo in natura, suficiente para suprir as necessidades do país por vários meses, não ano, além do que existe uma margem de segurança, uma hora tem que voltar a comprar no mercado, que se diga, essa reserva foi construida para segurança de manutenção da máquina americana de guerra em caso de conflito em que a linhas de abastecimentos externas são comprometidas rsrsrs.

RPiletti
RPiletti
Reply to  Nilo
2 meses atrás

Rapaz, tu responde p/ ti mesmo…

Casemiro
Casemiro
Reply to  MAB
2 meses atrás

Vários executivos e analistas econômicos estão prevendo o colapso de parte da economia européia.
Inclusive, a maior fábrica petroquímica do continente (não lembro se da Bayer ou Basf) anunciou que pode fechar sem o gás russo.
E lembre-se.
Quando um sai, outro ocupa o espaço.
Os investimentos orientais (principalmente chineses) nesse setor pra os próximos anos estão na casa de US$ 450 bi, contra US$ 100 bi dos europeus.
Agora imagine a China com gás russo barato e a Europa com gás americano caríssimo.

Nilo
Nilo
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Tudo flanelinha dos amerianos rsrsrsr, aí determinam que somos flanelinha dos russos, é!!! precisam justificar suas groselhadas.
Como é que dizem por aqui?, a grande mídia e o Posto Ipiranga, e os papagaios repetem “petroleo não é matéria prima estratégica”, vendam a Petrobrás rsrsr, e se dizem pelo Brasil.
Poderia rir com a groselhada desse pessoal, mais não dá, escondem suas tendências facistas atrás do que representa os EUA, como simbolo de uma democrácia.

Last edited 2 meses atrás by Nilo
Casemiro
Casemiro
Reply to  Junior Souza
2 meses atrás

Putin já entrou nessa jogada sabendo que a economia russa ia se ‘desligar’ do Ocidente e se voltar para o Oriente.
Faz parte da estratégia da NOM.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Perder 20 mil homens também era parte da estratégia?

Boitatá
Boitatá
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

NOM? Olha o nível…

Andre
Andre
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

De Lisboa a Vladivostok.

Deixa só a Rússia conseguir passar pela poderosa Ucrânia que o resto cai em 2 ou 3 dias.

Grifon Eagle
Grifon Eagle
Reply to  Andre
2 meses atrás

”Poderosa Ucrânia” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
2 meses atrás

A Finlândia abriu um programa para a aquisição de milhares de drones, até a Sérvia está se afastando da Rússia e vai comprar Rafales e drones turcos.

Casemiro
Casemiro
Reply to  SmokingSnake 🐍
2 meses atrás

A Sérvia se afastando da Rússia?
O sujeito que ganhou a eleição essa semana é aliado de Putin.
O mesmo que na Hungria.
E se Le Pen vencer na França, a U.E. racha de vez.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Já compraram drones chineses e não russos. Tem notícia aqui ou no Poder Aéreo. Não lembro onde li.

Andre
Andre
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Vc está cada vez mais criativo Da Lua.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
2 meses atrás

Outro dia eu falei que a Rússia ia pra casa do ca…. economicamente e apareceu um monte de teses afirmando o inverso.

Como eu disse…

Tese não ortodoxa que tira coelho de cartola, aqui no Brasil ja tivemos várias e todas deram no mesmo buraco de sempre.

O que dá certo é o feijão com arroz..

Vender mais, arrecadar mais e gastar menos.

A Rússia perdeu os seus principais clientes, vai tentar substituir pelos chinas que pagam bem menos e vão gastar bem mais com a guerra..

Matemática simples…

Jacinto
Jacinto
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
2 meses atrás

E ainda vão ter dificuldades em manter a produção industrial local, já que costumam usar maquinário europeu…

Pablo Maroka
Pablo Maroka
2 meses atrás

Putin não vai perder 1 centavo, continuará nos castelos dele luxuosos, vivendo do melhor e mandando recruta para morrer no front

Zezão
Zezão
2 meses atrás

A questão é saber até quando vai a vontade dos russos em bancar a guerra iniciada por Vladimir Putin…
Os ucranianos não tem muita escolha, pois é o seu país que foi invadido, enquanto para os russos, eles podem se perguntar:
“Por que precisamos estar na Ucrânia?”
O Ocidente irá fazer de tudo pra financiar a Ucrânia, pois a OTAN tem a chance de derrotar a ameaça do exército russo sem precisar arriscar a vida de seus soldados, essa guerra por procuração é uma grande oportunidade para a Europa/EUA, coitado dos ucranianos.

Segio
Reply to  Zezão
2 meses atrás

A guerra entre URSS e Afeganistão, foi um entre outros tantos fatores que causou sua queda. Essa guerra da Ucrânia não significa a queda da Russia, mas sim o inicio da queda do Pudin.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Zezão
2 meses atrás

Euronews

Popularidade de Putin na Rússia sobe com guerra na Ucrânia.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Complementando

Euronews Português

Popularidade de Putin na Rússia sobe com guerra na Ucrânia
seg., 11 de abril de 2022 3:59 PM

Taxa de popularidade dispara de 63 para 83%.

Anderson
Anderson
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Enquanto isso a aprovação ao governo BIDEN “despenca” 🙁
(Reuters)

38239FB2-8A77-4DE1-B227-2B6271D9E59C.jpeg
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Anderson
2 meses atrás

Enquanto em um país as pesquisas são livres, no outro…ja se sabe o que acontece se divulga algo fora do desejado pelo Governo.

Miguel Carvalho
Miguel Carvalho
2 meses atrás

Esta guerra é essencialmente uma guerra pelo controlo dos recursos da Ucrânia. A Ucrânia é neste momento um pais pobre, mas possuía todas as condições para vir a ser um pais com um grau de desenvolvimento ao nível da Europa. A Ucrânia possuía grandes bolsas de gás natural nas zonas separatistas do Lugansk e Donetsk e ao longo da costa do mar negro. Com a aproximação da Ucrânia ao Ocidente, Putin previu que a Europa trocasse a energia e as “commodities” agrícolas russas pelas da Ucrânia, quebrando assim a coluna vertebral da economia russa. Prevendo isto, a única solução que… Read more »

Carlos Gallani
Carlos Gallani
2 meses atrás

Se ele fala 10% não é menos que 20!

Ricardo
Ricardo
2 meses atrás

Rússia tem, segundo alguns estudos, 25% de todos os recursos naturais da Terra. Ninguém pode ignorar isso por muito tempo. A China agradece ao ocidente por ter recursos naturais russos barato. Vovô Biden já estava bravo porque os EUA estão experimentando a maior inflação dos últimos 40 anos. Putin é um ditador e não vai a lugar nenhum. Já as atuais lideranças estão com seus dias contados. Bolsonaro que abra bem o olho, porque quem trabalha com agricultura sabe que o quem vem por aí é de arrepiar. Preços na estratosfera.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
2 meses atrás

OFF

Jornal Sueco relata que a Primeira-Ministra do país tomou a decisão de aplicar pela entrada da Suécia na OTAN em junho. Movimento que chega no mesmo momento em que a Finlândia discute seriamente a possibilidade de fazer o mesmo (inclusive, os dois países tem uma coletiva de imprensa conjunta sobre o assunto marcada para essa semana).

https://www.svd.se/a/Wj5gW2/uppgifter-till-svd-magdalena-andersson-vill-ga-med-i-nato-i-juni

Last edited 2 meses atrás by Bruno Vinícius
Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Bruno Vinícius
2 meses atrás

Putin sendo colocado em cheque mate, se não agir vai provar que o argumento de que invadiu a Ucrânia pela segurança da Rússia é mentira, se atacar os 2 países para provar seu argumento vai perder a guerra na Ucrânia pois é impossível lutar 2 frontes tão distantes com a logística que possuem.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

Detalhe que não são só dois países, afinal, a Finlândia é membro da UE, que possuí uma cláusula similar ao artigo 5º da OTAN.

Last edited 2 meses atrás by Bruno Vinícius
Antunes 1980
Antunes 1980
2 meses atrás

Se a Rússia divulga alguma informação, pode ter certeza que é totalmente o contrário.

Arrisco dizer que o prejuízo é maior.

Fabrício Lustosa
Fabrício Lustosa
2 meses atrás

Mais de 1000 (mil) fuzileiros navais ucranianos se renderam em Mariupol, notícia de ontem e hj. Seguem os vídeos: https://southfront.org/1000-ukrainian-soldiers-surrendered-in-mariupol-afu-counterattacks-in-kharkiv/. Os ratos do AZOV que ainda rastejam pela cidade vão acabar morrendo de inanição ou vão suicidar mesmo. É aquele ditado: “quem não deve não teme!”, e esses DEVEM E MUITO!, e fora o q eles são e já fizeram com moradores, com certeza os russos já identificaram os sujeitos que torturaram e mataram prisioneiros russos. Tomara que esses sejam pegos com vida.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Fabrício Lustosa
2 meses atrás

Guerra de conquista cara para a Rússia. Será que o saldo será positivo para ela no final?

Fabricio Lustosa
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Caríssima. Erro histórico essa invasão. Eu não misturo as coisas, como sempre falei: antes da invasão Putin tinha tudo nas mãos e a economia russa era uma das q mais crescia no mundo. A Ucrânia não ia entrar na UE muito menos na OTAN facilmente. Porém, depois q a m. está feita é tentar corrigir o máximo. Deixar a Ucrânia virar mais uma plataforma militar americana na fronteira russa é, evidentemente, inadmissível, e eu acho q isso ficou bem claro para todos.

George
George
Reply to  Fabrício Lustosa
2 meses atrás

Calma cidadão. Quanto ódio nesse coraçãozinho.

Fabricio Lustosa
Reply to  George
2 meses atrás

Ódio é o q a imprensa forçou e força todos a terem contra os russos, isso é mais do q claro. Quanto aos militares regulares ucranianos eu espero, como vejo q já está acontecendo, q sejam tratados com respeito. Aos paramilitares do AZOV, aos oficiais da OTAN e demais mercenários, os verdadeiros culpados desse conflito, q eles tenham o mais pesado e exemplar castigo.

Rodes
Rodes
2 meses atrás

Os militantes de esquerda ainda estão em estado de negação, quase 50 dias depois. Que alivio cômico para essa guerra.

Mensageiro
Mensageiro
2 meses atrás

Ja vi comentários justificando com a guerra o buraco que o Brasil se encontra.
Sendo que essa guerra aumentou o preço de commodites e o país exporta isso.
A corrosão das instituições e a crise econômica é de responsabilidade de Jair Bolsonaro e da câmara de deputados

Grifon Eagle
Grifon Eagle
2 meses atrás

Se a Rússia resistir às sanções como vem resistindo, dificilmente a Rússia cairá, e os EUA assim como a OTAN, não terão êxito, e sequer conseguirão ”sufocar” a Rússia.

Últimas Notícias

Apresentação sobre Estudos Estratégicos – Prof. Dr. Vitelio Brustolin

O Prof. Dr. Vitelio Brustolin, Professor de Direito Internacional, Organizações Internacionais e Estudos Estratégicos do INEST/UFF e pesquisador da...
- Advertisement -
- Advertisement -