segunda-feira, junho 27, 2022

Saab RBS 70NG

Ucrânia mobiliza suas unidades de reserva para a batalha no Donbas

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

A 3ª Brigada de Carros de Combate (BCC) do Exército Ucraniano teria chegado ao campo de batalha em torno de Izium, perto de Kharkiv, no leste da Ucrânia. A 3ª BCC pode ser a primeira das formações blindadas de reserva de Kiev a se juntar à luta.

É um grande negócio. Várias semanas depois de retirar suas forças maltratadas e famintas do norte da Ucrânia, o exército russo está trabalhando para deslocar os batalhões para o sul e para o leste, a fim de redobrar sua ofensiva a oeste do Donbas, controlado pelos separatistas, e ao longo da costa ucraniana.

Mas os ucranianos também estão em movimento. As unidades que passaram o primeiro mês da guerra defendendo Kiev agora estão livres para serem destacadas em outros lugares. Enquanto isso, as formações de reserva que até o final de fevereiro careciam de pessoas e equipamentos agora estão com força de combate e começaram a se deslocar para o front.

A 3ª Brigada de Tanques foi formada em 2016, juntando-se a três outras brigadas de tanques – a 4ª, 5ª e 14ª – como reforços para as duas brigadas de tanques ativas do exército ucraniano, a 1ª e a 14ª. A 1ª BCC em fevereiro e março defendeu a cidade de Chernihiv, no norte, contra uma força russa muito maior.

A brigada de carros de combate de reserva, com vários milhares de soldados com sede em Khmelnytskyi Oblast, no oeste da Ucrânia, tem a mesma estrutura básica das unidades ativas – três batalhões CC, um batalhão de infantaria mais unidades orgânicas de defesa aérea e artilharia – mas tem equipamentos diferentes.

As brigadas ativas empregam carros de combate T-64 atualizados, a 3ª e outras unidades de reserva possuem T-72. O T-72 é um projeto mais novo do que o T-64 da década de 1960, mas o CC mais antigo é superior em muitos aspectos, com blindagem mais espessa, motor mais eficiente e um carregador automático mais sofisticado para seu canhão de 125 milímetros.

O Exército Soviético no final da década de 1960 mudou do T-64 para o T-72 mais barato para simplificar e maximizar a produção, não porque o último fosse melhor. Não é à toa que os ucranianos atribuíram seus 700 T-64 a brigadas ativas e, em sua maioria, mantinham T-72 – até 500 deles – em reserva.

Alguns dos T-72 receberam alguns pequenos ajustes em uma fábrica em Kiev, surgindo como T-72AMTs.

A guerra e a destruição de dezenas dos melhores T-64 obrigaram Kiev a mobilizar as formações T-72. A 3ª BCC passou o final do inverno treinando seus reservistas – empresários, professores e taxistas, segundo a unidade – em seus tanques, BMP-1 e lançadores de foguetes BM-21.

Nas semanas que se seguiram à invasão russa, a brigada recebeu novos equipamentos: suprimentos médicos no final de março, coletes à prova de balas em meados de abril.

O primeiro contato da unidade com os russos parece ter ocorrido antes de 2 de abril no leste da Ucrânia. Os batedores da 3ª BCC que contavam com BMP-1 enfrentaram uma unidade russa equipada com T-80, destruindo ou forçando as tripulações a abandonar quatro deles.

O T-80 é baseado no T-64; é possível que os ucranianos tenham reparado os tanques abandonados e estão utilizando os mesmos.

Mais recentemente, a 3ª BBCC pode ter se juntado a um ataque ucraniano a leste de Kharkiv sitiada. O ataque, que começou por volta de domingo, parece representar um esforço por parte dos ucranianos para cercar as forças russas que ocupam a vizinha Izium e, no processo, cortar as principais linhas de abastecimento russas do nordeste da Ucrânia para o sul.

, membro do Departamento de Estudos de Guerra do King’s College London, disse que o ataque ucraniano tem grandes chances de sucesso. “Parece que os russos se esticaram demais em linhas de suprimento que não podem defender”, twittou Martin .

Se esta batalha sobre Izium virar a favor da Ucrânia, o governo ucraniano pode dar a vitória a um bando de ex-taxistas e professores andando em tanques de segunda linha.

FONTE: Forbes

- Advertisement -

153 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
153 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Casemiro
Casemiro
2 meses atrás

As primeiras notícias mostram grandes avanços russos na região de Izyum com perdas da ordem de 40% dos ucranianos em homens e equipamentos.
Várias localidades dessa região foram ocupadas pelos russos que avançam, para Slavyansk.
.

Joe
Joe
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Bom dia tonho. Ainda se escondendo em outros nomes? Muda o nickname, mas a forma delirante de retratar a sua “verdade” continua a mesma.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Não é oque o mapa ao vivo do Live map mostra…

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Cansamos de ver durante o conflito vc mencionando grandes avanços e pesadas perdas para os Ucranianos, tudo mostrou-se o contrário , já que vc traz estas informações, é provável que os ucranianos estão conseguindo segurar os russos..

Alias, não seria um passeio ??

Casemiro
Casemiro
Reply to  Plinio Jr
2 meses atrás

As baixas que os russos chamam de irrecuperáveis dos ucranianos se aproximam de 23.500.
Mais uns três mil que ainda estão em Mariupol.
E agora com essa ofensiva que deve dar uma boa ‘desbastada’ nas principais forças ucranianas.
Vamos somando.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Para um exército de 400 mil mais sei lá quantos mil reservistas, mais o tal Btl Arzov de trocentos mil, q davam 1 milhão defendendo, 3 mil é bem pouquinho…. Melhor achar outros dados inventados.

Felipe MMorais
Felipe MMorais
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Testando mudar o nome do perfil, pra ver se dá pra continuar comentando livremente como você.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Mais uma vez vc falando do avanço para trás!

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Esse é o problema do Exército Russo. Os “grandes avanços”. Eles avançam muito e depois não possuem uma linha de suprimentos decente e bem protegida. Aí tome contra ataque e ficam sem munição e comestível.

Joe
Joe
2 meses atrás

Essas gerações mais recentes começam a espernear quando o texto não diz o que eles querem ler. Lamentável..

cerberosph
cerberosph
2 meses atrás

Segundo matéria do NYT a Ucrânia usou munição de fragmentação, proibidas internamente, em vilarejos civis para atacar a Rússia. Isso o “zé lenquis ” não brada com na ONU.

Last edited 2 meses atrás by cerberosph
Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  cerberosph
2 meses atrás

ONU existe? Acho que perdeu relevância na guerra da Coréia.

PACRF
PACRF
Reply to  cerberosph
2 meses atrás

Essa mesma ONU ficou calada quando a Rússia entregou armas químicas utilizadas pelas forças Bashar al-Assad‎ contra seus próprios cidadãos.

Last edited 2 meses atrás by PACRF
Caio
Caio
Reply to  PACRF
2 meses atrás

Meu caro, Ela também foi ignorada quando invadiram o Iraque e a Líbia alguns anos atrás.

Canarinho
Canarinho
2 meses atrás

Fonte – forbes, ta osso

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Canarinho
2 meses atrás

A culpa é do entregador do boleto? É cada um que aparece aqui.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Cidades conquistadas pelos russos a oeste Izyum: Borovaya, Podliman, Yuzhnaya Zhuravka, Nizhny Zoleny.

Depois, atualizamos a lista, porque hoje tem mais.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Só pra entender, vc esta zoando os russos ou 5 cidades pouco conhecidas são algum tipo de vitória para o segundo exercito mais poderoso do…. leste da Ucrânia?
(Alias eu assumo como suspeita qualquer informação que vc passe!)

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Kings (agora Casemiro), você sempre aparece com previsões fantasiosas para os avanços russos. Lembra daquela sua frase da “guerra dos três dias”? Já vai para dois meses em breve. Mais uns cinco meses e a Rússia estará totalmente quebrada.

Casemiro
Casemiro
2 meses atrás

A péssima notícia é que os ucranianos cercados em AzovStal declararam que têm cerca de 600 civis com eles.
A maioria idosos, mulheres e crianças.
As fotos publicadas não dão a certeza se são antigas.
De qualquer modo, os russos decidiram dar mais uma oportunidade para a rendição e libertação desses civis.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Voltou com força, Kings, depois do desastre do Moskva?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

voltou cheio de amigo

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

São os amigos dos amigos (do bot)

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

O Moskva foi perdido devido a um incêndio na cozinha Kings ??

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Hum… essa historia de 600 civis está me parecendo mais reféns pra vê se os russos não ataca… será?

Canarinho
Canarinho
2 meses atrás

Essa narrativa que as forcas Ucranianas estao tendo algum sucesso nao se sustenta de forma alguma, Quem quiser ver com fotos e videos documentados a todos os momentos o atropelo que as forcas Ucraninas estao sofrendo no Donbass e so jogar no telegram intel slava Z

Oseias
Oseias
Reply to  Canarinho
2 meses atrás

Fonte super confiável.

filipe silva
filipe silva
Reply to  Oseias
2 meses atrás

Claro que é tendenciosa para o lado da Rússia, mas contra vídeos não existe argumentos. Quando negavam a rendição de centenas de militares, nesse canal já havia filmagens. Quando são vídeos eu acredito e lá vê-se outros cenários de guerra, como capturas de militares e material que não se vê na chamada midia torcedora. A quantidade de Javelin, Nlow e outros sistemas capturados é absurda.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  filipe silva
2 meses atrás

Amigão te contar esses canais do telegram muitas vezes até requentam vídeos do início da guerra como se fossem atuais isso para ambos os lados. Estes dias mesmo vi o mesmo vídeo 3 vezes em tempos diferentes das mesmas destruicoes de equipamentos russos. Aii entrei num grupo russos tava o mesmo problema.
Além de vídeos de corpos que tem mais de 30 dias mortos.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Canarinho
2 meses atrás

Faço parte desse grupo, apesar de informar com detalhes as façanhas russas que de fato são muitas, ele não mostra também os reverses que os russos levam, ou seja, só mostra o lado russo.
Um grupo pró russo que, (apesar de mostrar mais ataques russos) , mostra também muitas perdas russas feita pelos ucranianos é o canal “Romanov”.
veja também grupos ucranianos, apesar dos russos terem ganho alguns terrenos e vitórias, não tá sendo um passeio como muitos pregam.

Oráculo
Oráculo
2 meses atrás

Texto 100% parcial.
Nem dá pra levar a sério.

A mídia”ocidental” – americana e inglesa pra ser mais exato – se tornou uma espécie de Sputinik ou South Front com grife.

A imprensa dos dois lados matou a verdade nessa guerra desde o 1º dia de combate.

cerberosph
cerberosph
Reply to  Oráculo
2 meses atrás

É tanto que tudo que o “zé lensqui” tuita é publicado como verdade e no final da reportagem é que falam que precisa confirmação, já tudo que a Rússia fala, mesmo com vídeos e fotos, no título já começa com: A Rússia supostamente alega que …. Isso acontece aqui na trilogia também.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  cerberosph
2 meses atrás

Até porque tudo oque a Russia falou após a invasão da Ucrânia é um parâmetro absoluto da verdade, não mentiram (descaradamente) em nada né? é oque eu disse pra um amigo. Nesse conflito, noticias vindas da Ucrânia tem que serem vistas com uma bela dose de cautela. Já as noticias da Russia tem que serem vistas como se fosse 5kg de urânio enriquecido exposto a céu aberto. Isola uma região de uns 10km quadrados e só se aproxima com roupa de proteção… porque todo o dia os caras afirmam uma barbaridade nova… a mídia estatal Russa anda alimentando para o… Read more »

cerberosph
cerberosph
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Não , mas as notícias de ambas as partes tem que ser tratadas iguais, e é o que não vemos. Da Ucrânia é tudo verdade, da Rússia é tudo alegação

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  cerberosph
2 meses atrás

No dia em que tivermos imprensa livre na Rússia eu posso mudar de ideia. Mas enquanto o que vier do lado russo for só informação oficial eu vou sempre duvidar.

Lembra da “terrível” tempestade no Mar Negro para rebocar o Moskva? Era mais uma baita mentira do governo russo. Bastava consultar o site de meteorologia para comprovar a mentira.

Victor Filipe
Victor Filipe
2 meses atrás

Segundo o Live Map da guerra da Ucrânia: conflitos estão acontecendo em Polohy da região de Zaporizhzhia a Ucrânia avanço russo perto de Oleksandrivka da região de Kherson, duas ofensivas Russas na região de Avdiyivka foram repelidas, mais de quatro ofensivas russas foram repelidas em Rubizhne e Popasna e vilas na região de Izyum foram liberadas por forças ucranianas (Os acontecimentos aqui descritos ocorram nas ultimas 24 horas. link no comentário a seguir:)

Hideo
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Victor, não conhecia esse site. Grato por compartilhar.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

“a Ucrânia *repeliu* avanço russo perto de Oleksandrivka da região de Kherson”

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

pensei que os Russos tinham tomado Izyum, obrigado pela fonte, vou consultar.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Há duas semanas os russos postaram fotos de sua bandeira sendo hasteada em Polohy.
Em Popasnaya e Rubizhne, os russos já ocuparam o centro da cidade e estão expulsando os ucranianos do resto da cidade.
Várias localidades a oeste de Izyum, na represa de Oskil, caíram nas mãos dos russos.
Este ‘Live’ Map está um pouco atrasado

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

O live map é atualizado com as notícias do conflito mais recentes. Seja da fonte que for. É só reiniciar a página/aplicativo e você vai ver notícias novas.

Como eu disse, tudo oque eu falei aconteceu nas últimas 24 horas.

Screenshot_2022-04-19-10-48-50-774_com.altwork.liveuamap.jpg
Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Cada ponto vermelho ou azul no mapa pode ser clicado. Vai abrir uma nova janela que vai explicar oque aconteceu nele. Vai lá e dá uma consultada.

Screenshot_2022-04-19-10-48-59-940_com.altwork.liveuamap.jpg
Zé zinho
Zé zinho
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Não entendi Cadê a legenda? Azul Ucranianos e vermelhos as tropas de putin. Aquelas bombinhas: sob bombardeio russo? AK é infantaria?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Zé zinho
2 meses atrás

Não azul são alertas e conflitos concluídos. vermelho é para abates de aviões, ataques de artilharia e conflito em andamento

Joe
Joe
2 meses atrás

Uma massa de robozinhos comandados por tonho aka: casemiro veio postar ao mesmo tempo. É patético, acham que ninguém percebe.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Joe
2 meses atrás

É ele conversando com ele mesmo. Faltam-me adjetivos para classificar isso.

Luis
Luis
Reply to  Joe
2 meses atrás

É impressionante a sincronização.

Oseias
Oseias
2 meses atrás

Curiosamente todo mundo que acusa os apoiadores da Ucrânia de “torcida” se revelam inevitavelmente como torcedores da Rússia.
A verdade é que todo mundo torce. Alguns torcem pelas vítimas, outros torcem pelos agressores.

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  Oseias
2 meses atrás

Exatamente. Falou tudo.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Oseias
2 meses atrás

Na mouche.

Victor Filipe
Victor Filipe
2 meses atrás

Mas, me responde aqui, as tropas Russas não sairão de kiev sofrendo pesadas perdas e com graves problemas logísticos e consequentemente mal abastecidas? precisamente “maltratadas e famintas”

Camargoer.
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Caro Victor. Fico pensando se em algum momento os russos de fato tiveram como objeto conquistar Kiev ou se o objetivo foi tomar e consolidar as áreas à leste, das repúblicas separatistas. Será que o governo ucraniano teria caído caso Kiev fosse conquistada? Aliás, qual o objetivo estratégico desta guerra? Talvez o objetivo seja 1. consolidar as repúblicas separatistas. 2. prolongar a guerra ao máximo para desgastar o governo ucraniano ao ponto dele aceitar os termos de um cessar fogo que favoreça a Russia. Até agora, quase ninguém discutiu o objetivo estratégico desta guerra. Qual será o ponto no qual… Read more »

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Camargoer.
2 meses atrás

Eu acho que eles queriam sim tomar Kiev mas falharam. Obvio, só quem sabe a verdade é o comando Russo e a gente provavelmente nunca vai descobrir ela. Mas analisando oque aconteceu no norte fica difícil sustentar a ideia de que foi uma finta. Porque usar metade de suas forças para enganar o adversário com uma manobra diversiva? Porque tentar usar paraquedistas para consolidar um ponto de abastecimento perto da capital se o objetivo não é tomar mas apenas dar a entender que irão? Foram deslocados 3 Exércitos ao norte um único exercito partindo da Bielorussia com direção a Kiev… Read more »

Casemiro
Casemiro
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Tomar Kiev?
Com a quantidade ínfima de solados para lá deslocados era evidente que não era essa a intenção.
Kiev tem 3 milhões de habitantes e necessitária de muito mais soldados para essa tarefa.
Foi uma manobra para dividir as forças ucranianas e poder tomar grandes áreas do leste e sul, como conseguiram.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Baghdad tinha 5 milhões de habitantes e foi tomada com 30 mil homens das forças armadas americanas.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Só que os americanos e aliados tinham 400.000 soldados para uma área de 430 mil km2.
E livre. Desértica.
A Rússia tem apenas 150.000 homens para uma área de mais de 600 mil km2 com milhares de pequenas cidades, vilas e aldeias. E florestas.
Totalmente diferente.
Sem contar que o Exército ucraniano é maior e muito mais preparado que o então iraquiano.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Negativo.
As Forças Americanas pra 2ª Campanha era em 120 mil ao todo.

Nascimento
Nascimento
Reply to  Agnelo
2 meses atrás

Só uma correção Angelo: Foram mais de 400 mil americanos na operação, mais 100mil aliados entre britanicos e curdos. A questão é saber se participaram todos esses da invasão ou não. Eu acredito que os 309mil da fonte seja relativa aos que invadiram.

https://en.wikipedia.org/wiki/2003_invasion_of_Iraq

Agnelo
Agnelo
Reply to  Nascimento
2 meses atrás

Da uma lida mais pra baixo no texto. Abaixo da tabela.
Não sei de onde tiraram aquele 400 e tantos mil da tabela.
O texto abaixo, apontando 130.000, é o correto.
Inclusive, ha inúmeros relatos de como as FFAA não aceitavam a imposição de tão poucos invasores, sob pena de não acharem armas QBR, por exemplo.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Então faz o seguinte. Não tem força para invadir, não invade. Ou toma baile como está acontecendo agora.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Fantástica essa manobra em Kyiv, hein! Morreu de general a recruta russo aos milhares. Perderam tanto tanque que equiparam totalmente uma nova unidade ucraniana. O Ocidente precisa aprender com esses caras.

rfeng
rfeng
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Um exercito de 190 mil soldados enfrentando um exercito com 120 mil soldados mais 350 mil reservistas, invadir o pais e tomar uma cidade de 4 milhões de habitantes (Kiev), gente um pouco de logica menos.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Camargoer.
2 meses atrás

“Até agora, quase ninguém discutiu o objetivo estratégico desta guerra.” Camargoer, muita gente já tentou entender e discutir o objetivo estratégico desse “avanço” russo. A guerra em si, que começou em 2014, tinha um objetivo claro: A independência de Donbass e a soberania russa na Crimeia. Quando, em fevereiro, Putin faz um pronunciamento, dizendo, em suma, que a Ucrânia era uma fabricação e que deveria fazer parte da Rússia, com os russos rumando em direção a Kiev e avançando em alvos estratégicos, como as usinas nucleares, esses objetivos ficaram nebulosos. Teriam realmente a intenção de conquistar toda a Ucrânia? Ou… Read more »

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  Camargoer.
2 meses atrás

Os russos tentaram cercar Kiev, mas não conseguiram devido ao número baixo de tropas empregadas. As mídias polonesas davam que tinham 70 mil tropas russas na Belarus, fontes ucranianas e ocidentais davam que tinham a metade disso, como ocorreu 3 corredores para a Ucrânia através da Belarus, um em que passa por Chernigov – estando um pouco longe de Kiev e o corredor mais longo que as tropas da Belarus seguiram, onde também os russos empacaram nessa cidade, o número de tropas que cercou Kiev foi muito baixo devido ao pouco avanço dos outros corredores, a consequência disso foi que… Read more »

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Ocidental Frustrado
2 meses atrás

não acredito que a falta de tropas disponíveis tenha sido o problema fundamental da questão de Kiev. Importante lembrar que havia uma enorme linha russa há cerca de 20 km de Kiev. Os russos, se quisessem ou julgassem válido, teriam total condições de reforçar o avanço, caso esse fosse o problema. Além do que, se Putin impusesse, Belarus teria enviado tropas também. E nesse ponto, concordo com a parte final. Pode ser que tenha sido uma correção de rota, diante da disposição dos ucranianos de manterem Kiev. Talvez o cálculo passou a apontar uma grande perda de russos e ucranianos… Read more »

Nascimento
Nascimento
Reply to  Felipe Morais
2 meses atrás

A Rússia iria perder seu exército em Kiev, ou iria conseguir uma vitória de pirro naquela cidade.

Tentaram com relativa superioridade aérea assegurada em 2 dias, avançar e tomar o território de um país inteiro sem nem antes fazer uma campanha longa de bombardeiros como foi feito na guerra do Golfo.

Estavam totalmente loucos no LSD os generais russos.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Camargoer.
2 meses atrás

Se não era Obj, muito esforço foi gasto.
Se o Obj são as repúblicas separatistas do Sul, melhor seria apoio a guerrilha separatista, como a OTAN apoia a Ucrânia, assim não teria o mundo contra a Rússia. Muito esforço militar, econômico, político e social pra Obj “pequeno”.
E mais, propagar Obj q não seriam cumpridos, deixa a Rússia no limbo, pois sempre lhe será imputada a incompetência em não
Cumprir aquele Obj.
Grosso modo é isso….

André Luís
André Luís
Reply to  Camargoer.
2 meses atrás

“Aliás, qual o objetivo estratégico desta guerra?”

Klaus Schwab Rothschild pode lhe responder a pergunta. Fica a dica. 😉

paulotd
paulotd
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Pesada perda onde? Faminta onde? Qual fonte oficial do número de baixas? Simples falar pesadas é blefar.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  paulotd
2 meses atrás

O pior cego é aquele que não quer ver.

Bosco
Bosco
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Victor,
Diz um velho ditado chinês que eu acabei de inventar: “o arqueiro invencível é o que posiciona os alvos depois de lançadas as flechas.”
Boskovisk
Os russos são invencíveis.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Bosco
2 meses atrás

hahahaha

Bueno
Bueno
Reply to  Bosco
2 meses atrás

kkkk

Fernando
Fernando
Reply to  Bosco
2 meses atrás

Kkkkk

Agnelo
Agnelo
Reply to  Bosco
2 meses atrás

Beeeeeeeeeem isso!!!!

Hernâni
Hernâni
Reply to  Bosco
2 meses atrás

Boa tarde Bosco,
viu a noticia que pode ter sido um P8 americano a dar a posição do Moscovo aos ucranianos? Lembra-se do que eu escrevi há alguns dias!?
Mesmo assim acho que não deve ter sido o P8, talvez tenha servido como distração, os satélites de vigilância tinham capacidade para isso.
um abraço

Elisandro
Elisandro
2 meses atrás

A Rússia afirmou que fez mais de 1200 ataques na Ucrânia só nesta madrugada… Isso provavelmente significa que está chovendo mísseis e bombas sobre os ucranianos…

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

E isso também significa que não vai sobrar muita coisa para atacar a OTAN.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Depois que a OTAN tirar o rabo entre as pernas, quem sabe ela leve sua cota de bombas.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Casekings, estamos esperando você lá no texto sobre o submarino Mokva para comentar mais.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Calma que os empresários, professores, taxistas, motoristas de UBER e etc vão salvar a Ucrânia.

kkkkkk

Elisandro
Elisandro
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

“Ze das couves”, até meu sobrinho de 3 aninhos sabe que com a OTAN “a conversa seria outra”. Me pergunto porque você ainda não sabe…

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

Para o bem da Rússia espero que seja mesmo porque se mostrarem o mesmo desempenho na Ucrânia é melhor levantar a bandeira branca.

Elisandro
Elisandro
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Ze das couve, a doutrina russa preconiza uma reposta nuclear neste caso. O que é algo sabido por qualquer entusiasta com algo na cabeça além de cabelos…

Maurício.
Maurício.
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Zé, coloca uma coisa na tua cabeça, a Rússia nunca vai atacar a OTAN diretamente, assim como a OTAN nunca vai atacar a Rússia diretamente, eles não tem coragem/culhões para isso, simples assim, esses países só servem para chutar cachorro morto…

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

O que me estranha é que foi dito que a Rússia teria esgotado seu estoque de mísseis e bombas de precisão, mas o que tem se visto é o contrário.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Vinicius Momesso
2 meses atrás

Tão retirando a poeira de bombas burras da época da guerra fria, a quantidade de artefatos não detonados que estão postando nas redes é impressionante, os T22 jogam toneladas de bombas que tem uma taxa de falha devido a conservação altíssima. Fora isso estão usando foguetes Iranianos.

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

Fora isso estão usando foguetes Iranianos.

Tua fonte é o The Guardian, um tablóide britânico.

Aliás, e os drones chineses? Os russos ainda estão usando?

Elisandro
Elisandro
Reply to  Vinicius Momesso
2 meses atrás

Eu vi várias notícias de que a Rússia iria esgotar sua munição “em poucos dias”, mas isso já tem quase um mês. A mídia passou a especular em vez do noticiar ou estão em uma campanha de desinformação.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

“Eu vi várias notícias de que a Rússia iria esgotar sua munição “em poucos dias”, mas isso já tem quase um mês.”

Olha, se essas notícias estivessem falando do Brasil, aí sim, mas o pessoal parece esquecer que estão falando da Rússia, uma potência militar que tem muitas sucatas mas também muita munição.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

Eu vi várias opiniões que a Rússia ganharia essa guerra em três dias…

Elisandro
Elisandro
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Opiniões podem estar erradas. Agora, quando querem passar as “notícias incontestáveis”, que na verdade são apenas uma narrativa construída, vemos que há algo de errado.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

Está chovendo mísseis e bombas tem mais de um mês, isso ainda te impressiona?
O fato é que a Rússia já destruiu a maioria da infraestrutura ucraniana, seja civil ou militar, mas mesmo assim a ucrânia continua lutando, mostrando aos russos que as coisas não saíram bem, como planejado por eles, vide a retirada da frente norte.

Elisandro
Elisandro
Reply to  Heinz Guderian
2 meses atrás

Se tivesse acompanhado os números, veria que mais de 1200 ataques em poucas horas é algo os russos não tinham feito desde o início da invasão. Nem mesmo no primeiro dia da invasão foi assim.

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

Mas não tinha acabado os mísseis e bombas desde a primeira semana de guerra?

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Ocidental Frustrado
2 meses atrás

É que a guerra já acabou nos primeiros três dias.

Ocidental Frustrado
Ocidental Frustrado
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

E como foi a conclusão disso?

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

Então você está assumindo que a Rússia errou feio até agora? Quase dois meses de guerra e ela vai fazer agora o que deveria ter feito na abertura dos conflitos?

Elisandro
Elisandro
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

É óbvio que errou. Os bombardeios iniciais foram insuficientes e dispersos durante vários dias. Qualquer análise séria apontava para milhares de ataques já nas primeiras horas. Além disso, entraram com os BTGs em formação de marcha rápida, o que os deixava extremamente vulneráveis às emboscadas ucranianas. Não obstante, lançaram uma invasão em múltiplas frentes com tropas insuficientes e por um território com milhares de KMs. Cometeram erros crassos de inteligência e aparentemente demoraram vários dias para usar seus drones mais sofisticados. Se a Ucrânia tivesse forças armadas melhores e mais bem equipadas, não restariam soldados russos em seu território neste… Read more »

Nelson Junior
Nelson Junior
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

Cansou do Casemiro ?

Ze das couve
Ze das couve
2 meses atrás

O Moskva já saiu da patrulha submarina dele?

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Zé das couve… tu é malz heim! 🙂 teve nem a missa de 7 dia cara…

Fernando
Fernando
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Foi uma retirada estratégica do Putin para o fundo do oceano, tudo calculado.

Ze das couve
Ze das couve
2 meses atrás

Fica tranquilo. Os soldados russos estão sendo muito bem tratados (como prisioneiros pelos ucranianos).

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

… duvido! :/

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Robert Smith
2 meses atrás

Aposto com você que estão sendo melhor tratado do que pelo Exército Russo que quando dá ração, ela já está vencida. Isso quando não morrem de frio dentro dos tanques.

Grifon Eagle
Grifon Eagle
2 meses atrás

A Ucrânia já está praticamente desestabilizada, e com seu exército dilacerado e desestruturado. Se entregar, e ao mesmo tempo reconhecer Donbass e a Crimeia como sendo territórios da Rússia, além de desistir de adentrar à OTAN, será a melhor solução, pois aí a guerra cessaria e as vidas dos civis não correriam mais riscos de pagar por uma guerra que não beneficia a ninguém. Quem está pagando um preço muito alto com esta guerra, é a população civil. O Zelensky não está tendo pulso firme para tomar suas decisões, está se deixando levar por pressões dos EUA e do Reino… Read more »

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Grifon Eagle
2 meses atrás

O problema que os russos querem mais do que só isso, isso é o que tá na porpaganda, mas a verdade é que os russos querem a Ucrânia desmilitarizada. Isso é o mesmo que exigir que a Ucrânia seja anexada a Rússia pois sabemos que a Rússia não cumpre com seus acordos. Seria questão de dias para uma nova incursão onde todo o resto da Ucrânia seria anexado. Para os Ucranianos não resta muita escolha, se render vai acabar a guerra, vai também acabar os enviando para morrer na Sibéria ( os refugiados que foram para a Rússia estão sendo… Read more »

Grifon Eagle
Grifon Eagle
Reply to  Wellington Jr
2 meses atrás

Não, o fato da Rússia querer uma ucrânia desmilitarizada ou com seu militarismo com baixo poder bélico, não significa que a Rússia queira anexar a Ucrânia, mas sim uma garantia de que aquele país não adentrará ao bloco da OTAN. A Rússia faz tudo isso para que a Ucrânia se conforme e desista da adesão ao bloco da OTAN.

Felipe
Reply to  Grifon Eagle
2 meses atrás

Cada vez mais claro que o Zelensky atende apenas ao que o Biden/Boris Johnson mandam. Não se importa com vidas ucranianas.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Felipe
2 meses atrás

Já passou pela sua cabeça que os ucranianos estão lutando pelo país deles?

Grifon Eagle
Grifon Eagle
Reply to  Felipe
2 meses atrás

Pois é, exatamente.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Grifon Eagle
2 meses atrás

A Rússia só tem capacidade militar para tomar a Crimeia, a Ossétia do Sul e a Geórgia. Quando sobe um degrau a mais aí ela se perde toda e não consegue vencer.

Grifon Eagle
Grifon Eagle
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Se a Rússia só tivesse capacidade pra isso, não teria dominado Mariupol. A Rússia só não anexa a Ucrânia porque ela não quer, mas ela deixa claro que não aceita que a Ucrânia entre na OTAN. A Ucrânia não tem a mínima chance contra a Rússia.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Grifon Eagle
2 meses atrás

Vamos falar português claro aqui. A Rússia não tomou a Ucrânia toda ainda depois de dois meses de guerra porque ela não teve competência para isso.

Grifon Eagle
Grifon Eagle
Reply to  Ze das couve
2 meses atrás

Negativo, a Rússia não tomou toda a Ucrânia porque não é essa a intenção dela fazer isso, mas sim desestabilizá-la militarmente, logo, a Rússia foi nas regiões estratégicas, cercando toda a Ucrânia e destruindo suas principais bases militares e logísticas. Hoje temos uma Ucrânia totalmente desestruturada e desestabilizada militarmente. Se a Rússia quiser ela vai lá e invade a Ucrânia com tudo e por completo, e domina-a em um piscar de olhos. O Putin só quer garantir a segurança da Rússia, para isso ele quer assegurar de que a Ucrânia não adentre ao bloco da OTAN. Foi e está sendo… Read more »

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Grifon Eagle
2 meses atrás

O único que está sendo desmilitarizado nessa guerra é o exército russo. Os ucranianos não param de receber armamento do Ocidente. Estão mais fortes agora do que quando a guerra começou.

Grifon Eagle
Grifon Eagle
Reply to  Ze das Couve
2 meses atrás

Ah certo, os ucranianos estão mais fortes que os russos porque estão recebendo armamentos leves de infantaria como pistola, fuzil, coletes, capacetes, armas anticarro, e até o momento só. A única maneira dos ucranianos lutarem na guerra é através de guerrilhas, pois seu poder bélico foi totalmente desestruturado e destruído, incluindo os seus sistemas de defesa antiaérea e radares. Somente agora é que os países da OTAN têm pensado seriamente em enviar armamentos mais fortes para os militares ucranianos. Quero ver enviarem caças, sistemas de defesa antiaérea, sistema de mísseis balísticos, blindados de combate, drones de ataque ao solo, helicópteros… Read more »

Joanderson
Joanderson
2 meses atrás

Quando a urss tentou colocar misseis em cuba os EUA fizeram a maior birra até um bloqueio naval eles realizaram.
A Rússia tinha que atacar paises do leste europeu ate eles pensar duas vezes antes de armar a Ucrânia .

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Joanderson
2 meses atrás

Vai la Russia, segue o conselho do Joanderson. por favor realize uma barragem de artilharia na Polônia… Ou na Estônia mesmo… por favor, faça isso… o resultado vai ser super positivo mesmo… confia no Joanderson.

Joanderson
Joanderson
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

E qual a outra opção para a Rússia deixar os paises da otan armar a guerra a ponto de o confrito durar o bastante até a economia russa entrar em colapso ?
A Rússia tinha que ir para o td ou nd de uma vez.
Tenho certeza que EUA França e Inglaterra não vão arriscar receber bombas atomicas em seu território.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Joanderson
2 meses atrás

Se a Russia fizer ataques com misseis de cruzeiro na polônia ela não pode reclamar quando levar ataques de misseis de cruzeiro da OTAN. tão simples quanto 2+2 é 4

URSS e China ficaram abastecendo vietna por 20 anos e tu não via esse choro todo americano.

Felipe
Reply to  Victor Filipe
2 meses atrás

Ele não está de todo errado…Vc acha que a OTAN/EUA arriscaria tomar um ICBM em suas cidades para retaliar algum ataque Russo a Polonia/Estonia/Letonia? Vão esperniar, reclamar e não vai dar em nada, no máximo uma retaliação local.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Felipe
2 meses atrás

Uma retaliação local da OTAN, só com emprego de unidades aéreas pra destruição da capacidade logística ou ataque de longo alcance da Russia quebra totalmente as pernas dela.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Felipe
2 meses atrás

Sim vão arrisca, ou melhor vão fazer pois se não o fizer vai mostrar que os acordos não valem nada. Fora que se os EUA brincarem 3 minutos contra a Rússia não dura muito até iniciar uma guerra nuclear então seria suicídio mútuo a Rússia sabe que não pode atacar a OTAN e a OTAN sabe que não pode atacar a Rússia.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Joanderson
2 meses atrás

Como se a Rússia não tivesse pego a Crimeia na mão grande em 2014… Muda o disco, vc só esta vergonhosamente procurando justificativa para o absurdo!

Joanderson
Joanderson
Reply to  Carlos Gallani
2 meses atrás

Vergonhoso foi os EUA que so andam bombardiando paises em pró da democracia e liberdade de expressão mas não atacaram a Arábia Saudita que matou um jornalista covardemente.
A Rússia é o contrapeso do mundo sem essa balança de poder paises como nos não existiriam.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Joanderson
2 meses atrás

Se os EUA são ruins então a Rússia pode ser ruim, é essa sua inteligência?
Pode destruir a Ucrânia pq são um contrapeso?
Vc parou para pensar no que escreve?

Zé zinho
Zé zinho
2 meses atrás

Parece que o exército russo é condicionado a lutar o único modo de guerra que poderiam vencer: guerra nuclear tática.

Felipe
2 meses atrás

De acordo com a mídia ocidental, vai ser um massacre Ucraniano então. Tropas melhores alimentadas, tanques T-64 que segundo a matéria são superiores aos Russos, sem contar mais de 15.000 misseis antitanque de ultima geração ocidentais (mais do que a Russia tem de blindados) e dezenas de drones turcos. Vai ser muito fácil. Vamos ver

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Felipe
2 meses atrás

Garanto (e posso provar para você) que fácil para a Rússia até aqui não foi.

Nick
Nick
2 meses atrás

Putin full pistola vai esmagar o que resta das FAs ucranianas. Poderá ser a maior batalha na Europa desde a 2ª grande guerra. Vamos aguardar os próximos dias. Mas se não ganhar essa batalha, Putin pode começar a limpar sua mesa.

FERNANDO
FERNANDO
2 meses atrás

Bah Tche,
Tô achando que vai dar empate, e a Ucrania vai ser dividida bem no meio.
Se bobear as milicias do donbás, partem para cima de Kiev e vencem com gol as do segundo tempo.
kkkkkkkkkkkk

Maurício.
Maurício.
Reply to  FERNANDO
2 meses atrás

Eu sempre achei que a Ucrânia seria no máximo dividida no meio como uma Síria, mas eu pensei que essa divisão se daria pela intervenção da OTAN ou dos americanos, mas essa divisão se de fato acontecer será por incompetência russa de não conseguir dominar o país por inteiro.
Esses dias alguém postou uma imagem da Ucrânia dividida, quem postou disse que a imagem já circulava desde 2014, acho que ficará nisso.

seuzénétiuôrqui
seuzénétiuôrqui
2 meses atrás

Eu também… ahahahah! Mas ai parei mesmo, definitivo, quando mencionaram que as forças russas serão cercadas. Fui assistir pegadinhas antigas do s…..b….@….t!

Vitor Monteiro Camargo Ortiz
Vitor Monteiro Camargo Ortiz
2 meses atrás

Matéria inviezada .. mais um jornalista ocidental com pouco/nenhum conhecimento do tema .

Felipe
2 meses atrás

Porque a Ucrânia está precisando mobilizar suas reservas (200 mil soldados estimados)? O que aconteceu com os 400 mil soldados ucranianos (numero estimado no inicio da guerra)?

Casemiro
Casemiro
Reply to  Felipe
2 meses atrás

Pois é.
Enquanto isso, os russos continuam em uma operação especial que eles chamam de NVO.
Não precisou de mobilização.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Antoniokings, abandona esse pseudônimo de “Casemiro”, não combina com você esse Nick! 😂

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Como não? Tiveram que pedir ajuda para mercenários sírios e chechenos

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Casemiro
2 meses atrás

Tropas reservas são as que estavam em Kiev para impedir a ação dos russos na capital. No caso estão enviando os 200k que estavam resguardando a capital e ODessa para libertar Karkhiv, Kherson e manter a pressão na região de Donbass.

Elisandro
Elisandro
Reply to  Felipe
2 meses atrás

As perdas ucranianas são muito maiores que as relatadas. Relatos de repórteres que estiveram na Ucrânia mostram que a situação está bem pior do que o governo admite.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

Ouço isso desde a primeira semana de guerra.

Felipe
Reply to  Elisandro
2 meses atrás

Com certeza, mas nunca noticiam as baixas Ucranianas. Para estarem mobilizando os reservistas, boa parte de seu exercito já era…se considerar que perderam mais de 20 mil soldados só em Mariupol, estimo que devem ter perdido mais de 50 mil na guerra inteira.

sub urbano
sub urbano
2 meses atrás

Duvido que os ucranianos irão expor grandes formações blindadas em uma ofensiva maluca contra os russos. Isso é justamente oque os russos querem desde o inicio do conflito. Os T-64 são melhores que um T-72 antigo mas pra trocar uma peça tem q virar o tanque do avesso.

Nilson
Nilson
Reply to  sub urbano
2 meses atrás

Ficou claro na matéria, se for verdadeira, que o objetivo é cortar linhas de suprimento que ligam Belgorod a Izium. Não é um ataque contra as forças russas em Izium. Para cortar linha de suprimento não precisa de formações blindadas, são emboscadas pontuais ao longo da rota, que é muito longa para ser 100% protegida. Pareceu-me ser uma interessantes estratégia, tentar isolar as forças que estão em Izium.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  sub urbano
2 meses atrás

Concordo que não vai ser movimentos longos, mas a movimentação de tropas prova que os Ucranianos ainda são capazes de se mobilizar e as ações dos russos não vão tão longe além do rio Dnipro.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
2 meses atrás

O desespero da mídia pro nato beira ao absurdo.

Ze das couve
Ze das couve
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

Torcer para o Putin nesse conflito é que é desespero.

Radagast, o Castanho
Radagast, o Castanho
2 meses atrás

Considerações considerosas… 1 – A guerra duraria pouco tempo… 2 – Que o exercito russo era imbatível… (em comparação com o Ucraniano) 3 – Que o Zelensky era só um humorista…. 4 – Que o Putin era um grande estrategista… Pelo menos uma ou duas dessas consideraçoes acima passou pela cabeça de todos que acompanham a guerra. No final é assim que ficamos: 1 – A guerra se arrasta há mais de um mês e não tem previsão de acabar; 2 – O exercito russo tá longe de ser imbatível como alardeado, e olha que é uma guerra proxy. 3… Read more »

Mgtow
Mgtow
2 meses atrás

Texto escrito por Zé Lensqui

Últimas Notícias

Stoltenberg: Diálogo amplo entre Rússia e OTAN não é mais possível

BRUXELAS, 27 de junho. /TASS/. A Otan e a Rússia devem preservar as linhas de comunicação, mas um amplo...