sábado, junho 25, 2022

Saab RBS 70NG

Por que as torres dos tanques de projeto russo saem voando?

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Acredita-se que centenas de tanques russos tenham sido destruídos desde que Moscou lançou sua ofensiva. O secretário de Defesa britânico, Ben Wallace, estimou na segunda-feira que tenha perdido até 580 deles.

Mas os problemas de Moscou vão além do grande número de tanques perdidos. Especialistas dizem que as imagens do campo de batalha mostram que os tanques russos estão sofrendo de um defeito que os militares ocidentais conhecem há décadas e chamam de “efeito jack-in-the-box”. Moscou, dizem eles, deveria ter previsto o problema.

O problema está relacionado à forma como as munições dos tanques são armazenadas. Ao contrário dos tanques ocidentais modernos, os russos carregam vários projéteis dentro de suas torres. Isso os torna altamente vulneráveis, pois mesmo um golpe indireto pode iniciar uma reação em cadeia que explode todo o estoque de munição de até 40 projéteis.
A onda de choque resultante pode ser suficiente para explodir a torre do tanque tão alto quanto um prédio de dois andares, como pode ser visto em um vídeo recente nas mídias sociais.

“O que estamos testemunhando com os tanques russos é uma falha de projeto”, disse Sam Bendett, conselheiro do Programa de Estudos da Rússia da CNA e membro sênior adjunto do Centro para uma Nova Segurança Americana. “Qualquer acerto bem sucedido… rapidamente causa a detonação de um munição a bordo, gerando uma enorme explosão, e a torre literalmente sai voando.”

A falha significa que a tripulação do tanque – geralmente dois homens na torre e um terceiro motorista no chassi – são alvos fáceis, disse Nicholas Drummond, analista da indústria de defesa especializado em guerra terrestre e ex-oficial do Exército britânico.
“Se você não sair no primeiro segundo, você está frito.”

O efeito ‘jack-in-the-box’

Drummond disse que as munições explosivas estão causando problemas para quase todos os veículos blindados que a Rússia está usando na Ucrânia. Ele deu o exemplo do veículo de combate de infantaria BMD-4, normalmente tripulado por até três homens e capaz de transportar outros cinco soldados de infantaria. Ele disse que o BMD-4 era um “caixão móvel” que foi “apenas obliterado” quando atingido por um foguete.

Mas a falha de projeto com seus tanques deve ser particularmente irritante para Moscou, já que os problemas foram amplamente divulgados.

Eles chamaram a atenção dos militares ocidentais durante as guerras do Golfo contra o Iraque em 1991 e 2003, quando um grande número de tanques T-72 de fabricação russa do exército iraquiano sofreram o mesmo destino – torres se separando de seus chassis quando atacadas por mísseis antitanque.

Drummond disse que a Rússia não aprendeu as lições do Iraque e que, consequentemente, muitos de seus tanques na Ucrânia apresentavam falhas de projeto semelhantes em função do sistema de municiamento automático.

Quando a série T-90 – sucessora do T-72 – entrou em serviço em 1992, sua blindagem foi atualizada, assim como o seu sistema de municiamento automático. No entanto, ele permaneceu semelhante ao de seu antecessor, deixando-o igualmente vulnerável, disse Drummond. O T-80, outro tanque russo em ação na invasão da Ucrânia, possui um sistema de carregamento de munição semelhante.

Existem alguns benefícios para tal sistema. Bendett, do Center for a New American Security, disse que a Rússia escolheu esse sistema para economizar espaço e dar aos tanques um perfil mais baixo, tornando-os mais difíceis de serem atingidos em batalha.

Os militares ocidentais, no entanto, foram estimulados a agir desta maneira baseando-se no que ocorreu com os T-72 no Iraque.

“Todos (Os militares ocidentais) aprenderam com a Guerra do Golfo, e vendo tanques destruídos daquela maneira perceberam que era preciso compartimentar a munição”, disse Drummond.

Ele apontou para os veículos de combate de infantaria Stryker dos militares dos EUA desenvolvidos após a primeira guerra no Iraque.

“Isso tem uma torre que fica em cima, e essa torre não entra no compartimento da tripulação. Ela fica puramente em cima e toda a munição está dentro dessa torre”, disse ele. “Então, se a torre for atingida e explodida, a tripulação ainda estará segura abaixo. Esse é um projeto muito inteligente.”

Outros tanques ocidentais, como o M1 Abrams usado pelos EUA e alguns exércitos aliados, são maiores e não têm carrossel. No Abrams, um quarto membro da tripulação do tanque recupera os projéteis de um compartimento selado e os transfere para a arma para disparo.

O compartimento tem uma porta que o tripulante abre e fecha entre cada disparo do tanque, o que significa que se o tanque for atingido, apenas um projétil ficará exposto na torre.

“Um golpe preciso pode danificar o tanque, mas não necessariamente matar a tripulação”, disse Bendett.

E Drummond disse que os projéteis usados ​​pelos militares ocidentais às vezes queimam sob o alto calor gerado por um míssil inimigo, mas não explodem.

Difícil de substituir

Não há uma maneira fácil de saber quantos tanques russos foram destruídos na Ucrânia. O site de monitoramento de inteligência de código aberto Oryx disse em 28 de abril que pelo menos 300 tanques russos foram destruídos, com outros 279 danificados, abandonados ou capturados.

No entanto, o site conta apenas casos em que há evidências visuais, portanto, as perdas russas podem ser muito maiores.

E essas perdas não são apenas sobre equipamentos. Quando Wallace, o secretário de Defesa britânico, deu sua estimativa de 580 tanques perdidos à Câmara dos Comuns, ele também disse que mais de 15.000 militares russos foram mortos durante a invasão.
É difícil saber quantos deles são tripulantes de tanques, mas o que não há dúvida é que as tripulações não são fáceis de substituir.

O treinamento de uma tripulação de tanques pode levar vários meses no mínimo e até 12 meses podem ser considerados rápidos, disse Aleksi Roinila, ex-tripulante de tanques das Forças de Defesa finlandesas.

E para a Rússia substituir centenas de tripulantes neste ponto da guerra seria uma tarefa difícil – especialmente quando os tanques que eles devem usar são tão falhos.

FONTE: CNN

- Advertisement -

218 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
218 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Agnelo
Agnelo
1 mês atrás

Interessante.
Depois de tantas guerras, os projetos novos não sanaram o problema.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Agnelo
1 mês atrás

Eles literalmente ficam chocando granadas

Z Renato Vilhena Z
Z Renato Vilhena Z
Reply to  Agnelo
1 mês atrás

O texto é tendencioso, malicioso e burro; fala em “os novos modelos” não sanaram o problema, mas nenhum dos tanks é “novo modelo”. Vai sanar um problema ou característica implícita de um modelo como? É como se eu falasse que “as novas facas não estão lançando misseis.” Todos os modelos citados foram construídos assim, deste jeito, é uma característica inerente deles. Os modelos são os mesmos e não novos modelos. Não podendo serem modificados. O único que não possui esta característica e que de fato é um modelo de novo é o T-14. E este definitivamente aprendeu com as lições… Read more »

Gilson Elano
Gilson Elano
Reply to  Z Renato Vilhena Z
1 mês atrás

Um aeroporto próximo a sua casa, é o portão que leva aos caminhos dourados da Rússia, China, Coreia do Norte e Bielorrússia. É só ir!

Last edited 1 mês atrás by Gilson Elano
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Gilson Elano
1 mês atrás

Eles n tiveram a manha de ir ontem prestigiar o lulla…

Coitado passou vergonha lá ontem falando pra meia dúzia de pelegos..

E você acha que esta turma do Toddynho vai sair do conforto do Brasil para ir passar fome na URSS ?

LUIZ
LUIZ
Reply to  Gilson Elano
1 mês atrás

A maioria dos tanques russos é de origem Sovietica. Então não faz sentido dizer que não aprenderam com o passado. Tem até o moderno T-90 modelo atualizado além do T-14.

Joe
Joe
Reply to  Z Renato Vilhena Z
1 mês atrás

tendencioso, malicioso e burro é você que não se ateve apenas aos aspectos técnicos. Este efeito nos tanques russos é observado em todos os campos de batalha pelo mundo. Não vi nada tendencioso. Ou tudo o que não lhe agrada é tendencioso? Frequente apenas sites de propaganda russos. Lá eles escrevem exatamente o que sua mente pequena quer ler. Se é Que leu o texto mesmo.

Last edited 1 mês atrás by Joe
Jota Ká
Jota Ká
Reply to  Z Renato Vilhena Z
1 mês atrás

Para o recruta russo, essa discussão se T80/T90 é novo modelo ou cópia do T72, se os russos não aprenderam com o passado, se o texto é burro e desonesto, não tem importância.
O que importa mesmo, é que se eles forem para a guerra nestes tanques, têm grandes chances de voltarem como frangos fritos, empacotados em sacos plásticos. Para um jovem que está no começo da vida, é aterrorizante!

Teropode
Reply to  Z Renato Vilhena Z
1 mês atrás

Então delet a informação e vá comprar algoZão doce , é cada patetice que dá dó !

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Agnelo
1 mês atrás

No Armata sim, a torre e totalmente automatizada e a tripulação fica num compartimento blindado no chassi, Aliás ele foi projetado para sobreviver ate a ataques de drones e Javalins. Más e um veiculo caro e eles tem poucos dele. Só vão usar se a OTAN entrar na guerra. Ate lá, sai mais barato mandar alguns dos milhares de T-72 deles.
A Russia não tem nem os T-90 em grande quantidade.

carcara_br
carcara_br
1 mês atrás

Ta bom não vamos comprar tanques da OTAN, podem parar com a propaganda melhor gastar dinheiro com drones e robotização de plataformas antigas e mais baratas.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Pode até ser propaganda, mas isso não muda o fato de que essa falha de projeto realmente existe nos tanques russos e tem se mostrado fatal para as tripulações.

Last edited 1 mês atrás by Bruno Vinícius
carcara_br
carcara_br
Reply to  Bruno Vinícius
1 mês atrás

Gosto de dados comparáveis.
Quais as falhas de projetos dos veículos ocidentais, não existem?
Pra mim o simples municiamento automático já torna o veículo russo uma plataforma fantástica com grande potencial de automatização. Acho que o ocidente tem um pouco de inveja.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

O Leclerc também tem um autoloader e nem por isso compartilha do mesmo problema.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Bruno Vinícius
1 mês atrás

Quantas unidades do leclerc existem, e do T-72, qual o custo unitário? Quantas batalhas ele enfrentou um inimigo pesadamente equipado com equipamento antitanque?
Será que aguenta um Velho RPG7 vindo de cima de um prédio ?

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Não sei se aguenta um RPG vindo de cima de um prédio. O que eu sei é que a torre não sairia voando (basta ver o desempenho deles no Yemen e ler um pouquinho sobre o projeto para saber disso).

Andre
Andre
Reply to  Bruno Vinícius
1 mês atrás

Jamais exija que um putinzete use argumentos baseados em fatos. Eles tem muita opinião mas odeiam informações.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Bruno Vinícius
1 mês atrás

Ok, a torre não voa mas a tripulação sobreviveu?
Qual a diferença para o tripulante se a torre voa ou não se em ambos os casos ele torrar.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

A torre “voa” porque a munição deflagra, se a torre não “voar” provavelmente a munição não deflagrou e as chances da tripulação sair viva é mais alta.
Já com a munição deflagrada no interior do tanque, as chances da tripulação sair com vida são mínimas.

Jose
Jose
Reply to  Bruno Vinícius
1 mês atrás

Caro Bruno usa qualquer MBT ocidental para comparar menos esse aí que você citou, informações não são das melhores, assim como carros e caminhões, está aí uma área em que os franceses deixam muito a desejar.

Teropode
Reply to  Bruno Vinícius
1 mês atrás

Ele fala do que desconhece , é apenas um palpiteiro fanboy que fica nas redes apenas para defender ideias falidas e fakes , um tobô !

Bosco
Bosco
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

A automação não foi adotada M-1 porque nenhum sistema passou no teste de qualidade

Dario
Dario
Reply to  Bosco
1 mês atrás

E também porque a diferença em eficiência era negligível, ao menos à época.
O tempo de operação da recarga comparável, o custo de implantação e manutenção e a possibilidade de falha do sistema, tudo idicava que seria vantajoso ter um tripulante extra para a função.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Dario
1 mês atrás

Fala isso pro cara que empurra a munição, quanto pesa casa projétil mesmo?

Jacinto
Jacinto
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Não é muita coisa, uns 25kg. É menos do que um soldado de infantaria completamente armado carrega.

Teropode
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Pior do que ficar chocando granadas eu duvido que seja ! 😂😂😂🇺🇦🇺🇦🇺🇦🇺🇦🇺🇦🇺🇦🇺🇦

carcara_br
carcara_br
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Ai lascou, se a america ñ conseguiu uma solução de engenharia falhamos enquanto espécie é preciso propagar a superioridade do m1 abrams.

Teropode
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Fale mais sobre isto 🤔🤔🤔🤔🤔! Não sabe ? É apenas palpite ? Vou rir então , 🤣🤣🤣🤣🤣😠😠😠😠🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️😠😠😠😠😠❤️❤️❤️❤️

Bosco
Bosco
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

???????
Os americanos testaram vários carregadores automáticos estrangeiros mas nenhum foi aprovado. Questão de nível de exigência.
Agora, tudo indica que o novo tanque leve americano venha com um carregador automático.

Teropode
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Uma falha mais grave do que esta seria se o cano de descarga estivesse virado pra dentro da cabine 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣, chora ali no cantinho neném 👉👉 ali no cantinho e leve a garrafinha de água 😂😂😂🇺🇦🇺🇦🇺🇦😂

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Deve ser comum quando há uma explosão dentro do tanque.
Os Merkavas também sofrem com esse problema.

manar-05830070014702929021.jpg
eliton
eliton
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Leopard tambem

main-qimg-002a2bd1dbe65793d71f7fe0bee391b4-lq.jpg
eliton
eliton
Reply to  eliton
1 mês atrás

.

ES_EfBaXgAAYaYg.jpg
Marlos
Marlos
Reply to  eliton
1 mês atrás

Pois é kkkk as fotos demonstram, todos tem seus pontos fracos não é só os blindados russos.

Last edited 1 mês atrás by Marlos
Erick Barros
Erick Barros
Reply to  eliton
1 mês atrás

Os curdos estavam mirando justamente no compartimento de munição dos Leo.
O tanque praticamente desmanchava.
Erro de projeto?
Depois dos primeiros destroçados, os turcos os retiraram retiraram do local do conflito.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Vc vai ter torres saindo de MBTs ocidentais tbm, não existe equipamento invencível …a pergunta que fica Kings:

Qual a possibilidade da torre de MBTs ocidentais voar em relação a seus concorrentes russos ??

A dos russos já sabemos… a Ucrania está lotada de sucatas soviéticas sem torretas.

Teropode
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Pior do que chocar granadas eu duvido xings 171 !

Hank Voight
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Chora na cama que e lugar quente Xings!

Jose
Jose
Reply to  Hank Voight
1 mês atrás

Caro Hank acredito que não é o Kings, gostemos ou não o tal do Kings pelo menos é educado, já esse aí…..

Dario
Dario
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

O Leo 2 e os Merkava MkI, II e III tem armazenamento de munição no chassis além do compartimento selado da torre, o que os torna mais sensíveis à minas e IEDs em particular. O M1 não tem essa deficiência com relação ao armazenamento.

Last edited 1 mês atrás by Dario
Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Quando eu era criança e comprava aquelas bombinhas de papelão de acender…quando eu queria uma explosão maior eu envolvia ela em mais papel, fitas, colocava dentro de latas, etc….A blindagem dos c.c em um ambiente de confinamento acaba tendo um efeito parecido….uma fagulha acesa (munição) e um invólucro (blindagem) proporciona uma pressão muito grande….pura física….se um dia tiver um combate, prefiro ir a pé.

que Deus tenha piedade dessas almas.

Teropode
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Um pouco de honestidade não te faria mal , este tanque Merkava foi utilizado como alvo em manobras , recebeu de,emas de disparos , digite aí : Israel testando mísseis anti-carros em manobra e está foto vai aparecer , se ligue 🙏🙏🙏

Gilson Elano
Gilson Elano
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Sim, mas e as falhas dos tanques russos?
Comente-as, por favor, trazendo uma explicação técnica.

Last edited 1 mês atrás by Gilson Elano
Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Gilson Elano
1 mês atrás

Devemos respeitar as tradições de cada país na área.
Os tanques dos EUA têm a tradição, desde o Sherman, de pegar fogo com facilidade. Mantido no Abrams.
Os ingleses tem fama de ter tanques pesados e ineficientes. Mantido.
Franceses e italianos não têm tradição.
A decepção fica com os alemães que tinham excelentes tanques pesados na 2ª G.M. (apesar de derrotados pelos soviéticos que eram melhores), mas que viram seus Leopards derrotados por simples guerrilheiros curdos.
Já os Merkava, Líbano 2006 responde.
Restou o K-2 sul-coreano, que será trabalho para o Kim.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Quantos Merkavas foram destruídos em 2006?

5 destruídos e 15 tripulantes mortos. E com cerca de 45 por cento de todos os blindados atingidos por armas anti tanque.

Last edited 1 mês atrás by Hcosta
Gilson Elano
Gilson Elano
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Baseado no que você diz, podemos ter a certeza, que os generais russos, fazem de seus soldados bucha de canhão?

Teropode
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Lorotas e mais lorotas , o fujão e suas istorias pra russos ouvir , se recolha xings , chora sem ruído ,!

Gilson Elano
Gilson Elano
Reply to  Gilson Elano
1 mês atrás

Mas o projetista não imaginou, caso o veículo fosse atingido, o que aconteceria com a torre, as munições e as tripulações?
Não sou da área de engenharia, mas os ensaios existem para estas finalidades ou estou enganado?

Last edited 1 mês atrás by Gilson Elano
Lucas
Lucas
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Vai descansar militante.

Teropode
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

Agora fale dos tanquistas artilheiros chocando granadas 🤣🤣👋👋👋👋👋👋👋🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

Casemiro
Casemiro
1 mês atrás

Pergunte aos ucranianos.
Eles já perderam quase todos.
Ademais, qual o problema do tanque ser destruído com as torres no local ou não?
Os Merkavas no Líbano, Abrams no Iraque e Leos na Turquia foram queimados com as torres no lugar.

Situação em 30/04

comment image

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Se esses números forem reais, então os ucranianos estão a pé.
(o que não é verdade)
Pare de só ler o Intel Slava, e leia tbm o Romanov , faceofwar. Canais no telegram pró-russos, que mostram a perdas dos dois lados. Ou tu não quer ver a imensidão de perdas russas todos os dias tbm?
Eu ia indicar os pró-ucranianos tbm, mas deixa pra lá.
Fique na visão de Jegue mesmo (só ver pra um lado)

Kornet
Kornet
Reply to  Heinz Guderian
1 mês atrás

Indique uns imparciais,pq tá difícil saber a verdade,a torcida irracional tá dos dois lados e a mentira tb.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Kornet
1 mês atrás

é difícil achar um imparcial, talvez o WarNoir seja o mais imparcial no telegram.
O intel Slava é pró-russo doente, por aquele canal os russos já estão chegando em berlim. Não mostram as perdas russas.
O ROmanov e o faceofwar, são pró-russos tbm, mas mostram as perdas russas.
Canais pró-ucranianos são : Ukrainian armed forces, Azerbaijan armed forces, War Gonzo, Реальная Война | Украина.
É só você ler todos eles e extrair o máximo de informações e comparar.

Mas, Kings ai só ver o que lhe convém

Kornet
Kornet
Reply to  Heinz Guderian
1 mês atrás

Valeu,vou ver esse Warnoir.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

O camarada vamos dar crédito ao secretario de defesa britânico kkkk afinal os tanques da Ucrânia são diferentes dos Russos.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Os Ucrânia tb usa tanques russos.

Jorge Knoll
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

-Só que as perdas russas em tanques e blindados são maiores que as ucranianas, pois a OTAN está enviando mísseis anti-tanque JAVELIN, STINGER e outros modelos.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Qual a diferença entre a torre explodir ou não?
Leia de novo o texto…
Se não é vero…é benne trovato!!

Carvalho
Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Ainda vai gastar muito teclado narrando o avanço russo. Dia 9 vai ter edição especial??

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

Acho que não dá tempo. Dia 9 está muito perto. Mas dá tempo para dezembro, quando serão comemorados os 100 anos de URSS.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Os russos andam com muito azar. Hoje explodiram mais dois depósitos de munição em Belgorod. E um depósito de combustível em Moscou.

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Ze das Couve
1 mês atrás

Governor of Belgorod region confirms fire and explosions at military arsenal near Tomarovka village

MAB
MAB
Reply to  Ze das Couve
1 mês atrás

Esses meninos russos, não param de supreender. Avanço para trás, não é guerra é uma “operação especial”, dias antes da invasão falaram em enviar uma “força de paz”, não temos recrutas, está tudo saindo como planejado, estamos atacando cuidadosamente somente alvos militares, os ucranianos estão atacando seu próprio povo e inventando sobre valas comuns, liberando toda uma nação dos nazistas safados, e esta tendência, digamos explosiva, de equipamento russo entrar em autocombustão espotânea. São navios, SU-x , helicópteros, centenas de tanques (hoje deve ter chegado na casa do milhar). E agora a moda passou para o outro lado da fronteira.… Read more »

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Esse mapa Russo ainda mostra o norte ucraniano como região contestada? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Só pode ser piada você acreditar nessa porcaria

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Se perderam tudo porque ainda resistem não deixando os russos avançarem consideravelmente e impondo pesadas baixas aos russos há mais de 60 dias ??

Alias os ucranianos agradecem as centenas de equipamentos abandonados pelos russos, entre eles muitos MBTs, T-72, T-80 e T-90….

A Russia vem equipando os ucranianos melhor que os ocidentais …

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Não sei de onde é esse quadro mas pelo MD Russo esta assim as perdas infligidas pela Rússia a Ucrânia eh 146 Aeronaves, 112 Heli, 683 veiculo aéreo ( acho que drones) 281 sistema de misseis anti aéreo, 2756 tanque e outro blindados, 1324 peças de artilharia e morteiro.

MD Russia.jpg
MAB
MAB
Reply to  Nilton L Junior
1 mês atrás

Será que já derrubaram a estrela da morte com o Darth Vader dentro??

Quando é do outro lado, “este números estão errados, não fazem sentido”. Quando os russos colocam algo com altas doses de maconha ” é isso ai, sabia, faz todo sentido”.

Na mídia russa saiu que a força aérea destrói 120 alvos inimigos , DIARIAMENTE ! Nesse ritmo, devem ter destruído umas 6 Ucranias.

S L A V A UKRAINA !

Carvalho
Carvalho
1 mês atrás

Jamais um exército da OTAN teria perdas deste vulto atacando a Ucrânia.
Russia dando vexame….de novo.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

A diferença entre o Ocidente e a Rússia é que no Ocidente os erros são avaliados e corrigidos…eventualmente com punição e destituição do comando responsável.

André K
André K
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

Uma outra diferença, bem básica, que é que para os Russos a vida humana não tem valor, seja do seu próprio povo, seja do inimigo.

Casemiro
Casemiro
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

Como?

EUA no Vietnã.
65.000 mortos.
3.700 aviões derrubados.
4.800 helicópteros perdidos.

E olha que foi uma guerra basicamente de guerrilha.
Tenta outra.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Então….nunca mais aconteceu…
Essa é a diferença….
A Rússia de 10 em 10 anos dá vexame

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

65 mil mortos em 20 anos. Os russos perderam 15 mil em 2 meses.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Vietnam….mais de 10 anos de guerra.
Ucania….63 dias de operação especial

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Uma ponte ferroviária utilizada para levar soldados e equipamentos para o front explodiu na cidade de Kursk. É muito azar dos russos.

#ficaadica 3,5 milhões de ucranianos moram na Rússia.

https://www.rferl.org/a/russia-railroad-bridge-collapses/31829443.html

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Ze das Couve
1 mês atrás

Nada demais.
Kharkov hoje ‘brilhou’.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

De guerrilha???????????????
Já viu as perdas do Vietnã???????
Tu é muito varado!!!!

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Você ainda perde tempo com a chapeletada kkk deixa elles serem felizes no mundo paralelo.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Nilton L Junior
1 mês atrás

Olha a imagem que o Casemiro mandou lá em em cima e essa aqui.

Aparentemente a Rússia conseguiu destruir 30 aviões a mais do que a Ucrânia tinha em operação.

E você ainda acredita nas informações deles.

IMG_20220502_110248.jpg
Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Não sei Russo Felipe se souber traduz ai.

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Se vc começar a ver as fotos dos mortos ucranianos que estão chegando ultimamente, perceberá que as coisas não estão nada bem para eles.
Muitas perdas.
Os russos estão reclamando que os ucranianos não levam seus mortos e cabe a eles a tarefa de recolhê-los para enterrar.
Desse modo, nem os familiares dos mortos ficam sabendo que eles morreram.
As fotos são chocantes.
Caminhões com pilhas de corpos de ucranianos.
Cadáveres empilhados para dar espaço para todos.
Terrível..

MAB
MAB
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Você vive em uma dimensão paralela.

Não é possível tal dispotia em relação a realidade.

https://edition.cnn.com/videos/world/2022/05/02/ukrainian-war-prisoner-death-dnt-rivers-newday-intl-ldn-vpx.cnn

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Impossível os soldado da Ucrânia não morrem, você ja viu alguma matéria desse tipo na midia pro nazotan?

Jefferson
Jefferson
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Vai dormir XINGS…que chatice ficar defendendo essa Rússia, pia besta hahahahah

pampapoker
pampapoker
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Passa os números do Afeganistão para nós

Heinz Guderian
Heinz Guderian
1 mês atrás

Ataque impressionante de artilharia ucraniana contra MRLS russos em Irmino, Luhansk.
Note a quantidade de alvos juntos.
https://www.youtube.com/watch?v=y4MOdhGfTng

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Heinz Guderian
1 mês atrás

Esse vídeo foi removido.
Deve ser fake.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Se eu falar que é um ataque russo você acredita né? hahaha

Heinz Guderian
Heinz Guderian
1 mês atrás

Trabalho mais perigoso dessa guerra é ser tripulante de tanques, e isso vale para os dois lados.
De um lado é javelin, stugna-p, nlaw, e até btr4 fazendo a festa.
Do outro os temíveis K-52 russos também abateram vários tanques ucranianos.
Melhor ser infante mesmo.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Heinz Guderian
1 mês atrás

Tem um lugar tranquilo, mas desonroso.

A função de disseminador de propaganda e mentiras de um lado da guerra.

É s posição ocupada pelos alter egos do Kings e por outros aqui.

Posição tranquila, mas covarde e desonrosa.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Heinz Guderian
1 mês atrás

Por isso que eu disse, o “trabalho mais perigoso”, porque todos são, mas sempre tem um que fica mais “visto”, digamos assim, ou se torna alvo prioritário.

Ze das Couve
Ze das Couve
1 mês atrás

Nem precisa de Javelin para destruir os tanques do exército de Putin. Os próprios russos estão fazendo isso. Esse aqui caiu da carroceria do caminhão.

https://twitter.com/visegrad24/status/1520903135597895681?cxt=HHwWgoC58f_VqpsqAAAA

Zorann
Zorann
1 mês atrás

Tudo que é russo não presta…..é isso aí…. só que não né

Last edited 1 mês atrás by Zorann
MAB
MAB
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Você está confundindo, este lema é chinês. Russos estão com ciúmes.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
1 mês atrás

Armata tem esse problema?

Ze das Couve
Ze das Couve
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Boa pergunta!

Carvalho
Carvalho
Reply to  Ze das Couve
1 mês atrás

Estão guardando o Armata para invadir a Transnistria !! Assim que tomarem Odessa.
Parece que vai ser no dia 9

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

O The Times está com a notícia de que a Rússia vai invadir a Moldávia.
Talvez quando ela ocupar Odessa e se unir à Transnístria, isso possa ocorrer.
Aos poucos Putin vai remontando a antiga URSS.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Maioria dos antigos países da URSS já são hj parte da OTAN.
Se a Rússia não consegue nem tomar a Ucrânia….

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

Não entendi.
Devo ter faltado às aulas de História e Geografia.
Explica aí.

César
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

¨Devo ter faltado às aulas de História e Geografia.¨
Agora vc acertou, perfil do Kings! Aliás acho que vc mal frequentou a escola pelo que tu escreve!¨

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  César
1 mês atrás

E pelo jeito, vcs mataram aulas juntos no shopping.
Só os países bálticos estão na OTAN e mesmo assim, não se sabe até quando.
Talvez, até a primeira revolta da minoria russa que exigirá a intervenção do País.
Assim como está´começando a acontecer na Moldávia.

César
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

¨mataram aulas juntos no shopping.¨
Do nada vc tirou isso então era tu que matava aula e ia pro shopping, né não!? E pelo visto o desocupado continua ¨passeando no shopping¨ quando não esta trolando e inventando perfis falsos!

Hcosta
Hcosta
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Só os países Bálticos estão na OTAN?

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Da ex-URSS sim.
Acho que vc faltou às aulas de Geografia, História e também de Português.
kkkkkk

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

Se o Armata vêr um Javelin, vai avançar para trash.

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Armata tem esse problema?

Tipo arriar pneu depois de queimado?
huahuahuahua

comment image

Bardini
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Onde o Armata foi empregado, além de desfile e peças de propaganda?

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Bardini
1 mês atrás

A questão é: Precisa?

No vídeo abaixo, duelo de tanques onde o T-64 ucraniano levou a pior.
Os T-72s russos estão dando conta do trabalho.

https://t.me/razved_dozor/1071

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Armata é um protótipo para desfile e nada mais meu caro….

T-64,T-72 e T-80, tem muita coisa em comum…e os russos tem usado todas as versões possiveis por lá…e perdido tbm.

O T-90 segue o bonde … é um T-72 de grife…..

MAB
MAB
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Que engaçado, hahahah.

Você é comediante? Em que circo trabalha?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Pelo menos a torre dele não foi parar na Polônia depois que ele foi atingido.

_RR_
_RR_
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Há um carregador automático na torre, mas esta não é tripulada… Os tripulantes do Armata se sentam em um compartimento blindado, isolado do restante do carro, e o artilheiro a opera remotamente.

Não diria que é um problema, mas…

Em tese, é um carro mais seguro para a tripulação.

Andre
Andre
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Veiculo que não opera não tem problema.

O armata ainda não concluiu a fase de testes e não entrou em produção seriada.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Andre
1 mês atrás

O armata quebrou no ensaio do desfile!

César
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Bem lembrado. Olha o vídeo disto:
https://www.youtube.com/watch?v=ZMSO14kKjbQ

Kornet
Kornet
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Não ,ele e o VBAP 2S35 Koalitsya a tripulação fica separada da munição por uma parede blindada,mas o número é bem irrisório,o grosso dos russos são os problemáticos mesmo.

Bardini
1 mês atrás

Munição dentro do blindado, sem proteção, sempre foi um grande problema. . Nos blindados russos, isso aí é um terror, como as dezenas de imagens evidenciam. É impossível resolver o problema do carrossel explodindo, nos ultrapassados blindados russos. A única solução que resolve este problema, é a presente no layout do Armata. Ou seja, precisam fazer um blindado novo… . O Abrams, por exemplo, tem o que se chama “blow up pannels”. São regiões do cofre de munições da torre, que tem como função facilitar/direcionar este tipo de explosão da munição, para fora da torre, na tentativa de salvar a… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bardini
Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Bardini
1 mês atrás

E vale frisar que é possível fazer um MBT com autoloader sem esse problema, vide o Leclerc. Logo, o fato do T-72/80/90 terem carregamento automático não é justificativa para um erro grosseiro de projeto como esse.

images (2).jpeg
Last edited 1 mês atrás by Bruno Vinícius
Bardini
Reply to  Bruno Vinícius
1 mês atrás

Não tem como. O blindado é pequeno e a munição russa é dividida em duas partes. O máximo que conseguiram fazer, foi feito nos T-90 mais modernos.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Ss, só quis salientar que é possível projetar um MBT com carregamento automático sem que ele obrigatoriamente sofra do mesmo problema que os CCs russos.

Last edited 1 mês atrás by Bruno Vinícius
Bardini
Reply to  Bruno Vinícius
1 mês atrás

É. Mas para ter a dotação completa de munições, o Leclerc carrega 18 tiros dentro do casco, em um sistema de tambor que não é isolado da tripulação.
.
O Abrams, hoje, é o blindado mais seguro em operação.

Last edited 1 mês atrás by Bardini
Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Eu penso que os blindados estão com os dias contados. Viraravam alvos fáceis e vulneráveis.

O emprêgo de CCs. irá se tornar obsolêta.

Eu fui da Arma de Cavalaria, mas dêvo sêr realista.

Os russos pôr exemplo, estão na era da Segunda Guerra. A mesma doutrina de emprêgo, as velhas táticas e os resultados estão aí.

Nascimento
Nascimento
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Não entendi. Foi você quem começou com a ideia de CV90120T…

Eu sempre fui crítico, mas não opinei na época pra não ser atacado pela torcida vigente.

Last edited 1 mês atrás by Nascimento
Erick Barros
Erick Barros
1 mês atrás

E qual é esse pedaço Abrams que sai voando?

comment image

Bardini
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

IED…
.
As munições não explodiram, haja visto que os “blow up pannels” (os dois retângulos atrás da escotilha) estão no seu devido lugar.

Nascimento
Nascimento
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

A blindagem do M1A1 Abrams é péssima contra RPGs pois o mesmo derrete a blindagem do CC, isso já foi provado antes quando usado pelo Iraque contra o ISIS. Porém continua sendo mais lógico o Brasil comprar esse M1A1 do deserto do que manter aquele engodo do Gatinho 1A5, idem pra comprar M2A2 Bradley do deserto, mto mais barato e lógico do que querer algo novo com tóti de mim pra mim mesmo. É o único jeito de termos um CC comparável ao Chileno e ao Venezuelano. Mais vale 100 M1A1 modernizados pro M1A2 até 2060 do que a porcaria… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Nascimento
Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

Os Leopards turcos tiveram péssimo desempenho contra os guerrilheiros curdos na Síria.

Nascimento
Nascimento
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

O Merkava também, contra o Hezbollah em 2006.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

só um dos Merkavas foram destruídos, o resto foi recuperado e reparado.

Nascimento
Nascimento
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Foram 5 destruídos e 15 danificados, um rapaz comentou mais acima. E foram apenas 5 pois Israel admitiu a derrota e voltou, caso contrário teria perdido mais com certeza.

_RR_
_RR_
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

Nascimento,

Não há blindagem que resista a um filete de cobre derretido vindo a mais de 8000m/s… Qualquer proteção será danificada por qualquer carga oca. Não é exclusividade do M1… Por isso que se pensou tanto em formas alternativas de proteção.

Seja como for, o M1, juntamente com o Challenger, foi o mais bem protegido de sua geração. O setor frontal da torre em particular, resiste a praticamente tudo.

Nascimento
Nascimento
Reply to  _RR_
1 mês atrás

”Não é exclusividade do M1” Ninguém disse que era. Uma coisa é a blindagem ser danificada, outra coisa é comprometer completamente o funcionamento do MBT. Mas o Challenger tem uma resistência muito maior contra RPGs, é um MBT muito superior ao Abrams em termos de proteção. Dependendo da ogiva, o RPG-7 tem uma taxa de penetração de 330 mm a 750+ mm. O RPG-7 com uma ogiva mais nova romperá a blindagem do T-72A ou do T-72M / M1A1 Abrams. T-72B, M1A2 Abrams e o Leopard 2 com certeza se torna uma vítima com o ataque de um RPG-27/29 ou… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Nascimento
Nascimento
Nascimento
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

O Challenger só ”perdeu” sendo danificado pelo RPG-29, que é mto mais moderno, muito diferente do Abrams que era seriamente danificado pra qualquer RPG-7.

Last edited 1 mês atrás by Nascimento
Erick Barros
Erick Barros
1 mês atrás

Isso acontece nas melhores famílias.
Inclusive na do Merkava.

https://nabatieh.org/newsgfx/kachmarrr.jpg

MAB
MAB
1 mês atrás

Para os “negacionistas” adoradores do foice vermelho !

Segue um desenho, pois assim vocês conseguirão entender sem pedir explicação.

O que tem de vídeo de torre explodindo e caindo a centenas de metros . Fora as torres que decolam ! Os tanques russos devem fazer parte das forças aeroespaciais russas, e com louvor !

drof0of1pyw81.png
Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  MAB
1 mês atrás

Nossa que maravilha, o operador senta em cima da munição.
Deve evaporar quando ocorre esse caso da torre.

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Diga-nos qual a diferença do operador ter munição acima, abaixo ou ao lado quando uma granada explode dentro do tanque?
Talvez abaixo seja mais seguro, pois é mais difícil a granada inimiga atingir .
Disserte para nós.

MestreD'Avis
MestreD'Avis
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Simples, num M1, Challenger, Leo, Leclerc e afins, quando o tanque é atingido e explode, esse operador pode sair de lá a rastejar, surdo por uns dias e com uma dor de cabeça por uma semana. Se correr muito mal sai com queiamduras graves para um hospital. Depois volta ao combate num blindado novo ou volta para casa para a sua familia. Num T-72/80/90 o operador é enviado para o outro mundo. A familia recebe uma bandeira e uma medalha e o exército russo começa a treinar um novo operador de blindado decente num processo caro e demorado. Tirando isso,… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  MestreD'Avis
1 mês atrás

Eu não entendo porque este pessoal tenta defender o erro do T-72 quando até os russos admitem o problema quando projetam um novo tanque (armata) em que separam a tripulação da munição…

pampapoker
pampapoker
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Eles gostam de contrariar, simples

Casemiro
Casemiro
Reply to  MestreD'Avis
1 mês atrás

Os Leo foram criticados justamente porque os curdos estavam atingindo, propositalmente, justamente o local onde estava a munição.
Melhore seus argumentos.
Muito fracos.

casemiro 2
casemiro 2
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Saudade de vc Grande Mestre.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Casemiro
1 mês atrás

Mas o local das munições tem blindagem mais frágil de propósito: é a forma que existe para desviar da cabine dos tripulantes a força explosiva das munições. Se a paiol das munições for tão ou mais protegida quanto a cabine dos tripulantes, se a munição explodir quem vai receber esta energia são os tripulantes.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Que granada? O que está destruindo êsses blindados, são explosivos tão poderosos quanto um ataque com Hellfires, disparados de um Apache.

Marcos10
Marcos10
1 mês atrás

Por que as torres dos blindados russos saem voando?
1 ( ) foram projetados por ETs e as torres são os discos.
2 ( ) segundo o especialista Da Lua, essas são imagens fake.
3 ( ) Da Lua parou de ler o texto quando viu o nome do autor, pró estadunidense.
4 ( ) Os blindados estão soltando a tampa, os soldados estão morrendo, mas os russos estão chegando em Lisboa.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Simples..

Para elevar ao nível mais alto a bandeira e os ideais da União Soviética

transferir.png
Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Como em Melitopol que antes era da Ucrânia e agora faz parte da Federação Russa?.
Sempre no ponto mais alto das cidades.
Esses russos não são fáceis .

3156133_900.jpg
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Eu vi o video do hasteamento desta bandeira…

Percebeu a popularidade dos russos na cidade ou você só enxerga o que lhe agrada ?

Assim que virarem estas costas esta bandeira cairá.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Melitopol tambem ja esteve nas maos dos alemaes…

Caio Cipriano
Caio Cipriano
1 mês atrás

Era tão mais fácil antes dessa guerra manter a narrativa pró russa de que os T-72 destruídos na síria, iraque, etc só estavam apanhando daquele jeito pq eram versões antigas/inferiores/de exportação, e que os utilizados pelos russos não sofreriam nada próximo daquilo…a realidade chegou com os dois pés no peito desse pessoal

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Caio Cipriano
1 mês atrás

Os T-72 que os russos estão usando já estão duas gerações do que eles possuem atualmente.
Mas, para marretar a cabeça dos ucranianos é suficiente.

Caio Cipriano
Caio Cipriano
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

E qual é o t72 atual? Que eu saiba é o b3m/b3 obr 2016, e está sendo usado.
A n ser q vc se refira a tanque de modo geral, mesmo assim o t90 está sendo usado tb.
“Mas, para marretar a cabeça dos ucranianos é suficiente.”
Kiev já caiu? Já tomaram o que está a leste do dnipre? Ao menos kharviv, q está na fronteira?

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Marretando? Kkkkkkkkk.

Êstes blindados viraram galeria de tiro ao alvo.

A infantaria e os blindados russos estão comendo o pão que o diablo amassou com o rabo.

E vai piorar ainda mais. A Ucrânia vais se tornar uma potência militar e tem bala na agulha o suficiente para expulsar a Russia de seu território nos próximos mêses.

A Ucrânia está sendo rearmda tão rápido que não existe chance de que a Russia possa acompanhar o rítmo.

A Russia estará ferrada por muitos anos.

Guilherme Lins
Guilherme Lins
Reply to  Erick Barros
1 mês atrás

Então deixa eu ver se entendi a lógica dos oficiais russos. Eles possuem no estoque super armas, a exemplo do T-14 Armata, que se empregados reduziriam o tempo para cumprir com os objetivos militares, poupando desse modo recursos e gastos, além é claro de preservar as tropas que estão se lascando nos tanques na invasão da Ucrânia, mas mesmo assim preferem utilizar o T-72 porque este está “servindo bem” para a missão? Acorda menino! A Rússia tá utilizando T-72, mig 29, entre outras velharias do tempo da URSS porque é isto que ela possui em quantidades minimamente operacionais e nada… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Caio Cipriano
1 mês atrás

E o fato deles serem usados já aponta algo de podre do Reino da Dinamarca.
Onde estao os T-90 e os Armatas? Porque usar tanques antigos se os russos teriam tanques mais modernos? A modernização das forças armadas russas é uma farsa.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Jacinto
1 mês atrás
Guilherme Lins
Guilherme Lins
Reply to  Caio Cipriano
1 mês atrás

E a narrativa histórica de que os equipamentos russos eram destruídos por incompetência dos operadores estrangeiros? Caiu por terrakkkkkkk a realidade vem e dá um belo direto no meio do nariz desse povo maluco apoiador do Putin, enquanto apresentam falácias, a Rússia perdeu o Moskva (vulgo “matador de porta-avioes” e um dos maiores orgulhos da Marinha do Putin) para um país que nem marinha tem!

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Caio Cipriano
1 mês atrás

Javelins + drones = sucata russa.

Nick
Nick
1 mês atrás

O T-14 não deve sofrer desse problema ou sofre??

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Nick
1 mês atrás

Ele não sofre até pq n entrou em operação

Nascimento
Nascimento
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

O Armata armazena munição igual ao T-72?

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

O eXpecialista em tudo aqui é você..

Dai uma aula do que os russos, brasileiros e incas venusianos precisam usar.

Nascimento
Nascimento
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Eu não sou especialista em nada. Quem tira conclusões e depois não responde é você.

E como de praxe: Tu não responde.
Pergunto novamente, o Armata armazena munição igual ao T-72?

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

Não guarda, até eu que sou leigo já vi..

Mas vc viu a proteção sendo utilizada em campo de batalha ? Eu não e nem você..

Você é mais um que acredita na super-arma russa da semana destruidora do ocidente

Este é o problema..

Você afirma coisas que você no máximo viu por figurinha.

Eu vejo os fatos e tiro as conclusões.

Entendeu a diferença ou o prefere que o tio desenhe para você ?

Last edited 1 mês atrás by Rodrigo Martins Ferreira
Nascimento
Nascimento
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

”Não guarda, até eu que sou leigo já vi.. Mas vc viu a proteção sendo utilizada em campo de batalha ? Eu não e nem você..” Se não guarda, então pq afirmou que não sofre pois nunca entrou em operação, logo a torre iria sair voando caso entrasse? É a impressão que tu passa pelo comentário, se sabia, então pq comentou LOGO isso? É uma inferência básica, se a torre do Abrams, Leclerc e dos Leopard não voou (a menos por causa de IED), pq a do Armata iria voar? ”Você é mais um que acredita na super-arma russa da… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Nascimento
Maurício.
Maurício.
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

Nascimento, o João Moita disse que ninguém confiava muito na “proteção” que o patriot proporcionava já que tinha um índice de acerto de apenas 30-40%, portanto, acho que o S-400 não deve ser muito diferente, deve ser isso também, quem acha esses sistemas a última bolacha do pacote são os torcedores com seus pompons, nada além disso, e claro, ambos podem ir para os ares contra simples drones comprados no Aliexpress, até porque não foram feitos para abater esse tipo de ameaça.

Nascimento
Nascimento
Reply to  Maurício.
1 mês atrás

Exatamente… O próprio DoD esculachou o Patriot depois da guerra do Golfo, não atoa fizeram o PAC-3 e o THAAD. Idem pros russos, desenvolveram o S-400 e o S-500 pra complemenatr o S-300.

Bosco
Bosco
Reply to  Nascimento
1 mês atrás

Nascimento,
Nunca mísseis balísticos haviam sido interceptados na época da “Tempestade do Deserto”. O que o Patriot de 30 anos atrás fez foi algo fantástico.
Até aquela data achavam que a única maneira era com uma ogiva nuclear.
Claro que fizeram depois o PAC-3, O THAAD, o SM-3, o GBI… A isso chama-se evolução.

Nascimento
Nascimento
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Sem dúvida é um carro que sai na frente em termos de distribuição da tripulação, tirando-os da torre, o que sem dúvida aumenta o nível de sobrevivência já que um tiro nela em geral faz a munição guardada explodir. Os tripulantes ficando numa “cápsula” de sobrevivência, isolados da torre, é sem dúvida algo inovador já que até então os carros de combate, mesmo os dotados de carregador automático, tinham a torre ocupada pelo comandante e pelo atirador. Uma outra alteração decorrente da torre ser “não tripulada” é que toda a visão periférica do comandante e do atirador é sintética, dependente… Read more »