sábado, maio 21, 2022

Saab RBS 70NG

Lockheed Martin quer quase dobrar a produção de mísseis Javelin

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A fabricante de armas Lockheed Martin Corp planeja quase dobrar a produção de mísseis Javelin, a arma antitanque que ajudou a Ucrânia a combater a invasão da Rússia, disse o presidente-executivo James Taiclet em entrevista no domingo.

O objetivo é aumentar a produção para 4.000 por ano de 2.100 por ano atualmente, disse Taiclet em entrevista à CBS News. O aumento levará até dois anos, disse ele.

O presidente dos EUA, Joe Biden, visitou na semana passada uma instalação da Lockheed no Alabama que fabrica as armas, que são fabricadas em conjunto pela Lockheed e Raytheon Technologies, em um esforço para pressionar o Congresso a aprovar sua proposta de pacote de assistência de US$ 33 bilhões para a Ucrânia.

Os Estados Unidos enviaram US$ 3,4 bilhões em armas para a Ucrânia desde que a Rússia invadiu em 24 de fevereiro, Javelins, obuseiros, sistemas antiaéreos Stinger, munições e coletes.

“Podemos começar a aumentar o calor agora e aumentar a produção imediatamente”, disse Taiclet, observando que a empresa está antecipando o aumento da demanda por “sistemas superiores em número suficiente”.

“Estamos planejando a longo prazo e não apenas no Javelin”, disse ele, observando que espera ver um aumento na demanda além da guerra na Ucrânia devido a ameaças da Rússia e da China.

FONTE: Reuters

- Advertisement -

35 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
35 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Thiago
Thiago
10 dias atrás

Ou os russos têm muitos tanques, ou estão capturando muitos desses ou isso não funciona direito.
Que fase!

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Thiago
10 dias atrás

Os russos possuem entorno de quase 60 mil veículos. Então sim os russos ainda possuem muito veículo para ser destruído.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Thiago
9 dias atrás

Falando em não funcionar direito, eis os chineses observando um T-72 ejetando sua torre…

imagem_2022-05-11_131108437.png
Varg
Varg
Reply to  Thiago
9 dias atrás

Impressionante a capacidade das putinetes de se superarem em escrever besteira…

Alecs
Alecs
Reply to  Varg
9 dias atrás

Quando achamos que as putinetes chegaram no limite elas dobram a meta! Kkkkkkk

Josué Silva
Josué Silva
Reply to  Thiago
9 dias atrás

Em se tratando de Lockheed é mau funcionamento.
huhauhuaha

Wellington Jr
Wellington Jr
10 dias atrás

Em outro post perguntaram como ia o estoque dos fornecedores de armas para a Ucrania, bem aí está a resposta. A capacidade industrial belica americana não é algo a se questionar, eles conseguem aumentar a produção bastando um aceno de guerra a vista. Vejam que a empresa LM sinaliza que vai aumentar a Fabricação de outros equipamentos dela também ou seja pode acontecer de vermos uma corrida armamentista em larga escala e uma injeção de bomba cavalar nas forças Ucranianas. A Rússia é o poder maior e os EUA sabem disso e sangrar ela é diminuir os inimigos poderosos que… Read more »

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Wellington Jr
10 dias atrás

E aposto que tem um aliado da Russia (coff coff China Coff Coff) que não vai gostar nem um pouco dessa injeção de adrenalina na indústria bélica americana

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Victor Filipe
9 dias atrás

Existe um boato que Biden quer conversar com o presidente Brasileiro em uma reunião. Seria uma aceno segundo a especialistas de que os americanos querem trazer o Brasil para o lado deles. Se o Brasil for esperto faz uma bela barganha e ainda sai lucrando muitos dólares com essa guerra. Lembrando que 66% da nossa exportação de armas e munições é comprada pelos EUA.

Varg
Varg
Reply to  Wellington Jr
9 dias atrás

É justamente o inverso, o atual mandatário do Executivo brasileiro quer se encontrar com o Biden, mas há quem diga que a Casa Branca não vê o encontro com bons olhos.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Varg
9 dias atrás

É uma narrativa, não vejo razão para o mandatário querer falar com Biden já que ele planeja uma nova visita a Putin. Já Biden precisa e muito do apoio no hemisfério Sul e o Brasil mesmo sendo essa gigante bobalhão é um lá peça chave para articulação internacional.

Juggerbr
Juggerbr
Reply to  Wellington Jr
9 dias atrás

Esperto e presidente brasileiro na mesma frase… Tem um erro aí…

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Juggerbr
9 dias atrás

Por isso usei Brasil ao invés de presidente pois não espero que o atual mandatário seja inteligente o suficiente para ver está oportunidade.

Slow
Slow
Reply to  Wellington Jr
9 dias atrás

Kkkkkk vai ser chamado de comunista

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Wellington Jr
9 dias atrás

a situação é o que eles vão nos dar em troca? a China despeja 1 bilhão de dólares aqui a cada 3 ou 4 dias, mais recentemente impediram os Ucranianos de nos darem acesso aos foguetes Ciclone, tem os Creditos de carbono que não nos dão, mas vivem enchendo o saco pela floresta, único acordo viável é eles diminuírem impostos de importação do Brasil para produtos industrializados, eles e a UE, sem isso melhor se manter neutros como estamos.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Wellington Jr
9 dias atrás

o Problema é se a China falar: Para de vender arma para a OTAN se não eu reduzo as compras de comida do Brasil.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Carlos Campos
9 dias atrás

A China fazer isso? Ela ja vem reduzindo a importação de produtos brasileiros enquanto os EUA aumentam. Mas a China não vai comprar uma guerra por causa da Rússia. Alias é um otimo negocio a guerra para eles, os EUA pegam dinheiro emprestado com a China para comprar e enviar armas para a Ucrania, nesse meio tempo a China abastece a Russia com dinheiro emprestado tambem. A Russia perde folego economico e vende gás e petróleo a preço de banana para a China. Os EUA pagam para a China juros dos emprestimos. Basicamente é um negocio da China essa guerra.… Read more »

Alecs
Alecs
Reply to  Wellington Jr
9 dias atrás

O Brasil já devia (se já não está) negociar fertilizantes com Canadá e outras fontes. Se tivermos opções os russos até baixam o preço. Tínhamos que fazer com os fertilizantes o mesmo que a China fez com o petróleo. Fazer o Ursinho Pimpão baixar o bumbum.

Slow
Slow
10 dias atrás

Porem como o próprio CEO disse que a cadeia de suprimentos é um problema e cada um vai em torno de 250 microchips ou semicondutores que está em falta ..

Fora isso eles estão bem interessados nessa guerra afinal dobrar a produção será ótimo ..

Jacinto
Jacinto
Reply to  Slow
9 dias atrás

Se os russos quiserem prejudicar a LM é só sair da Ucrânia…

Slow
Slow
Reply to  Jacinto
9 dias atrás

Ele continuar lá prejudica mais ainda a inflação nos EUA é a maior dos últimos tempos e a inflação sobre armamentos é maior ainda ..

Jacinto
Jacinto
Reply to  Slow
9 dias atrás

A inflação na Rússia é mais do dobro dos EUA (17,7% x 8,5%). Então o problema russo é o dobro do problema americano.

Last edited 9 dias atrás by Jacinto
Pablo Maroka
Pablo Maroka
10 dias atrás

Javelin neles!

Todo russo sente calafrios com os nomes Javelin e Stinger

Luis
Luis
Reply to  Pablo Maroka
9 dias atrás

.

2.jpg
Slow
Slow
Reply to  Pablo Maroka
9 dias atrás

Verdade ..

50726313-5CA4-4D38-B358-67D3DD4AFE8F.jpeg
Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Pablo Maroka
9 dias atrás

não tem não, eles tem medo é quando a neve fala finlandês

Juggerbr
Juggerbr
9 dias atrás

Em qualquer tempo da história humana, quem realmente ganha as guerras é quem produz as armas e equipamentos utilizados… Não importa a ideologia ou a religião…

Henrique
Henrique
9 dias atrás

Pode dobrar Lockheed Martin…. Tio Putin ta jogando no lado da indústria de amas dos EUA kkkkkk
.
Melhor aliado que isso é impossível

dfa
dfa
9 dias atrás

Os verdadeiros vencedores desta guerra, as indústrias de defesa ocidental e China.

Off-Topic Finlândia e Suécia vão oficializar em breve a proposta de ingresso na OTAN.
Mais 1500 km de fronteira OTAN com que Putin vai ter que se preocupar… Gênio…

Thiago
Thiago
Reply to  dfa
9 dias atrás

E para compensar as fronteiras que a Rússia terá com a Polônia, bem no centro da Europa.

Nonato
Nonato
9 dias atrás

Esses fabricantes são muito devagar.
O mundo em guerra e vão aumentar a produção em 100% em 2 anos.
Deveriam aumentar para 10, 20 mil imediatamente.
Guerra não é brincadeira para ficar esperando anos e anos.

Wellington Jr
Wellington Jr
Reply to  Nonato
9 dias atrás

No caso eles estão aumentando para reposição de estoques e não para exatamente abastecimento de guerra.

Slow
Slow
Reply to  Wellington Jr
9 dias atrás

Só faltava falar que era pra abastecer a guerra né ? Pelo amor de deus que inocência ..

Boitatá
Boitatá
Reply to  Nonato
9 dias atrás

Não é como aumentar a produção de isqueiros…

Nonato
Nonato
Reply to  Boitatá
9 dias atrás

Não.
Numa guerra armas não podem esperar

Últimas Notícias

‘A janela para expulsar a Rússia da Ucrânia é agora’

Por Nataliya Bugayova* O Ocidente deve ajudar os ucranianos a expulsar as forças russas do sudeste da Ucrânia, pelo menos...
- Advertisement -
- Advertisement -