quarta-feira, novembro 30, 2022

Saab RBS 70NG

Rússia lança ofensiva decisiva no leste da Ucrânia

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Forças russas empreenderam um ataque total nesta terça-feira (24/5)  para cercar tropas ucranianas em cidades gêmeas do leste ao longo de um rio, uma batalha que pode determinar o sucesso ou fracasso da principal campanha de Moscou no setor industrial. coração de Donbas.

A Rússia está tentando capturar as duas províncias de Donbas, reivindicadas pelos separatistas, Donetsk e Luhansk, e prender as forças ucranianas em um bolsão na principal frente oriental.

As forças russas assumiram o controle de três cidades na região de Donetsk, incluindo Svitlodarsk, disse o governador regional Pavlo Kyrylenko a uma afiliada local da Radio Free Europe/Radio Liberty.

“A situação na frente (leste) é extremamente difícil porque o destino deste país talvez esteja sendo decidido (lá) agora”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa ucraniano, Oleksandr Motuzyanyk.

A parte mais oriental do bolsão de Donbas, controlado pela Ucrânia, a cidade de Sievierodonetsk na margem leste do rio Siverskiy Donets e seu gêmeo Lysychansk na margem oeste, tornaram-se o principal campo de batalha lá. As forças russas avançavam de três direções para cercá-los.

“O inimigo concentrou seus esforços em realizar uma ofensiva para cercar Lysychansk e Sievierodonetsk”, disse Serhiy Gaidai, governador da província de Luhansk, onde as duas cidades estão entre os últimos territórios ainda controlados pela Ucrânia.

Os militares da Ucrânia disseram que repeliram nove ataques russos na terça-feira em Donbass, onde as tropas de Moscou mataram pelo menos 14 civis, usando aeronaves, lançadores de foguetes, artilharia, tanques, morteiros e mísseis.

A Reuters não pôde verificar imediatamente a informação.

Em um sinal do sucesso ucraniano em outros lugares, as autoridades de sua segunda maior cidade, Kharkiv, reabriram o metrô subterrâneo, onde milhares de civis se abrigaram por meses sob bombardeio implacável.

A medida ocorreu depois que a Ucrânia empurrou as forças russas em grande parte para fora do alcance da artilharia da cidade do norte, como fizeram da capital Kiev em março.

FONTE: Reuters

- Advertisement -

101 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

101 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Lins
Carlos Lins
6 meses atrás

Não haverá grande ofensiva decisiva.
Os russos estão em ‘velocidade de cruzeiro’.
Constante.
Se aproximam, bombardeiam e avançam
Além disso estão utilizando táticas de cercos operacionais menores.
Sem grandes concentrações de tropas.
O resultado está sendo excelente.

Daniel
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Você fala com tanta certeza, parece que você está lá no front…

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Então é por isso que tá um choro danado aqui no blog! kkkkk

Augusto
Augusto
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Excelente Carlos? Ai você está forçando a barra.

Luis
Luis
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Sim , você tem razão, elas não foram empurradas, ela saíram de livre e expontanêa, ops, forçada vontade.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

hahahahhahahahahahahahaha
Tá sendo muito bom mesmo hahaahahahhaahhahaahha

Grande concentração de tropa e muita velocidade é igual a conquistya do objetivo com menos baixas, com menos perdas, causando menos destruição e sofrimento e impondo sua vontade sem capacidade de reação e adaptação ao inimigo.

Nicolas_SS
Nicolas_SS
6 meses atrás

Agora vai, confia!

Guacamole
Guacamole
6 meses atrás

Só temo pelos civis.

Carlos Lins
Carlos Lins
Reply to  Guacamole
6 meses atrás

Já era esperado que sem a proteção de civis, os ucanianos não seriam páreo para a Rússia.
E olha que os russos estão usando poucos soldados.
Cerca de 150 mil
Imagine se fossem 500 mil.
Ou os mesmos 600 mil que a Ucrânia utiliza.
Quem sabe 1 milhão.
Melhor vc nem imaginar.

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Grande Kings…..

Carlos Lins
Carlos Lins
6 meses atrás

Notícia interessante.
Relatos de que os ucranianos em retirada de Red Lyman deixaram muito material de artilharia para trás.
Inclusive alguns M777.
Será confirmado?
Teremos fotos?
Tô de olho.

Pedro
Pedro
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Vc falou que o M777 é obsoleto..então não tem importância abandona-lo, certo?

Guilherme S.
Guilherme S.
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

“Notícia interessante” só é interessante com fonte.

mac
mac
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

É verdade; deixaram junto com os F-35 e uns dois subs Astute… Cara, a capacidade de desinformar dos ivanzinhos é inesgotável. Num site técnico como o Trilogia, chega ser insultuosa.

Carvalho
Carvalho
6 meses atrás

Evitar o cerco deve ser a principal preocupação do Exército Ucraniano.
Enormes perdas para cercar um bolsão vazio sempre foi frustrante para qualquer exército.
Os ucranianos sabem que os russos não têm pernas para sair do Donbass. Vão atritar ao maximo e retirar na hora adequada.

rfeng
rfeng
Reply to  Carvalho
6 meses atrás

Não tem pernas para sair de Donbass???

Ravengar
Ravengar
6 meses atrás

Daqui a 3 meses essa ofensiva termina…

Gabriel ferraz
Gabriel ferraz
6 meses atrás

A batalha final dessa guerra será em Odessa escutem oque eu tô dizendo e anotem ,a Rússia não tomara nem Kiev, nem kharkiv. Ficará limitado a parte leste inteira e a zona marítima. Odessa será a grande batalha dessa guerra.

pragmatismo
pragmatismo
Reply to  Gabriel ferraz
6 meses atrás

Afora Kharkiv estar fora, pode ser quiçá.

Nilo
Nilo
Reply to  pragmatismo
6 meses atrás

Se tomar Odessa estrangula grande parte da economia da Ucrânia, a Saída do trigo de que muito depende os Europeus inclusive para receber seus pagamentos pelas armas vendidas e para baratiar o custo de vida. É uma porrada que atinge muitos coelhos.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Gabriel ferraz
6 meses atrás

Odessa teve tempo demais, rede vou armamentos demais e o apoio naval se tornou arriscado, neste momento não me parece um objetivo tangivel!

Carlos Lins
Carlos Lins
Reply to  Gabriel ferraz
6 meses atrás

Pode ser que ocupem no leste, Kharkov, Dnipro e uma faixa de uns 50 km de largura na fronteira até a Belarus.
Sem contar Nikolaev e Odessa.
Vai depender do grau de destruição do Exército ucraniano.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Os russos já foram chutados da maior parte de Kharkiv.
Eles estão concentrados mais em Luhansk e Donestk, creio que ele atinjam seus objetivos lá, a muito custo.

mac
mac
Reply to  Gabriel ferraz
6 meses atrás

“Tomara que comecem logo os bombardeios.”
Comentário de uma canalhice pura. Isso não é Fla-Flu, doente…

Last edited 6 meses atrás by mac
Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  mac
6 meses atrás

Falou o apaixonado pelos “heróis” do azov…

mac
mac
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Você leu alguma postagem minha sobre Azov? Estou enganado ou você concorda em bombardear cidades?

Rogério
Rogério
Reply to  mac
6 meses atrás

Relaxa é o mesmo imb….cil falando com outro nick

Pablo
Pablo
Reply to  Gabriel ferraz
6 meses atrás

Pena tu nao ser o alvo, seu doente!!!

Bruno
Bruno
Reply to  Gabriel ferraz
6 meses atrás

Devia ser banido daqui ! Tomara que comecem seu banimento e de todos os seus pseudônimos….pessoa doente!

Monarquista
Monarquista
6 meses atrás

Será que a Rússia pode ser considerada ainda a segunda potência militar mundial?

Ao meu ver hoje é a quinta ou sexta, e logo vai cair mais.

Afonso Bebiano
Afonso Bebiano
Reply to  Monarquista
6 meses atrás

Acho que o czar está disputando em outra categoria. Quer exercer a liderança entre as organizações criminosas. CV, PCC, cartéis colombianos e mexicanos, Camorra, Cosa Nostra, ‘Ndrangheta, Yakuza… Nada disso se compara à baixeza de Putin.

Palpatine
Palpatine
Reply to  Monarquista
6 meses atrás

Apesar das muitas perdas russas, não da pra negar que pouquíssimos países teriam capacidade lançar uma ofensiva semelhante a da Rússia, contra um país bem equipado/apoiado como a Ucrânia.

Carlos Lins
Carlos Lins
Reply to  Monarquista
6 meses atrás

Com o medo que os americanos estão de enfrentar a Rússia na Ucrânia, parece ser a primeira.
Talvez perca para a China
Mas, todos perdem para a China, né?

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Americanos temem o armamento soviético nuclear e não as F.A.s russas atuais

Maurício.
Maurício.
Reply to  Pablo Maroka
6 meses atrás

Mas o armamento nuclear faz parte das forças armadas russas, uma coisa está ligada na outra, não tem como separar, tem um pessoal que acha que armas nucleares não são armas, mas são! Veja a Coreia do Norte, só tem velharia nas forças armadas, mas tem armas nucleares, que é o que vale para um país não ser invadido.

Carlos Lins
Carlos Lins
Reply to  Pablo Maroka
6 meses atrás

Sem arma nuclear, americano não ganha nem do Taliban.
Vai ganhar da Rússia?
Sonha.

mac
mac
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

O noticiário está mostrando bem o poderio russo.
“Vai ganhar da Rússia?” Só os F-35 e os bombardeiros B-2 estacionados na Europa jogariam o exército russo (ou os pedaços dele) de volta aos Urais…
Tanque Armata, Su-57, tudo protótipo de parada do 1o. de Maio.

Last edited 6 meses atrás by mac
Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  mac
6 meses atrás

Vietnã, Coréia e Síria mandaram lembranças… Fim!

mac
mac
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Fim do quê, Kings?

Bosco
Bosco
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Vietnã, Iraque, Afeganistão, clonazepan, Panamá… não mudam o que está acontecendo hj com a corrupta e inepta Rússia e seu ditador decrépto.
Esses contorcionismos retóricos são completamente inúteis e só expõem a fragilidade dos argumentos para defenderem o indefensável regime totalitário do Putin e sua ação desastroza e imoral.

Last edited 6 meses atrás by Bosco Jr
Slow
Slow
Reply to  Bosco
6 meses atrás

“ Vietnã, Iraque, Afeganistão, clonazepan, Panamá… não mudam o que está acontecendo hj “

Claro que não mudam, desde que seja a democracia do ocidente está tranquilo né ? 🤣🤣🤣 chega ser engraçado

mac
mac
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Hahahahahaha…

Slow
Slow
Reply to  mac
6 meses atrás

Tantos bombardeios no vietnã adiantou algo ?

mac
mac
Reply to  Slow
6 meses atrás

Você se refere às Operações Linebacker I e II? Serviu para fazer os norte-vietnamitas irem para Paris assinar os acordos. Depois foi depois.

mac
mac
Reply to  mac
6 meses atrás

Sincero postou: “Vietnã, Coréia e Síria mandaram lembranças… Fim!” Deixa eu lembrar umas coisas – fatos, não versões: Vietnã: os norte-vietnamitas correram a Paris para assinar os acordos de paz depois das operações Linebacker destruírem toda a infraestrutura e linhas de suprimentos deles. Logo, o Vietnã do Norte NÃO venceu os americanos, quando muito arrancou o empate. Como os ingleses aprenderam na França em 1940, não adianta ajudar quem não está a fim de se defender. Se depois o Vietnã do Sul não quis se defender, não eram os americanos que deveriam voltar para lutar por eles outra vez. Mesmo… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

teste

Last edited 6 meses atrás by Bosco Jr
Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Essa sua realidade paralela é no mínimo caso de camisa de força. A Rússia tem se mostrado uma lástima em todos os setores. Tanques que todo o mundo temiam, protegidos por blindagem reativa e sistemas de proteção ativos se mostraram uma armadilha para os tripulantes. Aviação de longo alcance que não voa e só lança bomba burras. Artilharia cega. Mísseis de longo alcance com precisão precária de fazer inveja aos V-1 e V-2. Cruzadores superprotegidos que não conseguem se defender de mísseis subsônicos da década de 70. A melhor defesa antiaérea do mundo mais vasada que uma peneira esburacada e… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Bosco Jr
LUIZ
LUIZ
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Fala ai dos feitos dos EUA no Vietnã e no Afeganistão. Nem venha falar do Iraque que os árabes não tem boa fama no setor militar.

Pedro
Pedro
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

A Rússia ta poupando seu melhor arsenla, segundo vc novamente, para caso de conflito contra OTAN. Se não é medo é o que?

pangloss
pangloss
Reply to  Carlos Lins
6 meses atrás

Isso é só retórica de valentão de saloon.
Por que a Rússia não faz uma “operação especial” para retomar o Alasca, então?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  pangloss
6 meses atrás

só os F-22 que tem lá já faz a força Aérea Russia inteira virar a nova escalação do Vasco

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Monarquista
6 meses atrás

A China é o único país que pode tirar o posto de 2o maior potência militar da Rússia, se é que já não tirou.
Em um futuro distante, a Índia poderá chegar lá.
Para 5o ou 6o lugar, quais países o sr. esta considerando como mais fortes que a Rússia?

Bosco
Bosco
Reply to  Luís Henrique
6 meses atrás

Aqueles comunas devem ser outra mentira. Até ontem compravam as porcarias russas

Scudafax
Scudafax
Reply to  Monarquista
6 meses atrás

Imagine o Brasil lutar por três meses contra um país apoiado pela OTAN.

Slow
Slow
Reply to  Scudafax
6 meses atrás

Do jeito que tem lambe bota aqui é capaz dos cara ir lutar contra o Brasil ..

Bosco
Bosco
Reply to  Slow
6 meses atrás

Vc é um deles

Slow
Slow
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Eu não defendo país que fala mal do Brasil já você ..

Tem coleção de cueca da OTAN ..

Bosco
Bosco
Reply to  Slow
6 meses atrás

Se você defende o direito da Rússia invadir e anexar um país soberano, pacífico e democrático , se justificando com narrativas falsas automaticamente você defende que países anexem parte ou todo de um outro país soberano, pacífico e democrático com narrativas falsas.

Slow
Slow
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Vc é um Leão quando Rússia invade Ucrânia ..

Agora quando os EUA invade os diversos países que já sabemos vc é um gatinho né kkkkkkkkkkkk

Esse é o problema.. e advinha só a Rússia não se intromete em nada no Brasil, diferente dos EUA que quer falar oque o Brasil deve ou não fazer e até na eleição eles querem se meter ..

Pedro
Pedro
Reply to  Slow
6 meses atrás

Toda hora vc fica justificando a invasão da Rússia com o histórico dos EUA…qts vezes vc ja leu que um erro não justifica outro aqui? Se vc conseguir argumentar com fatos da guerra atual já vai ser uma grande evolução.

LUIZ
LUIZ
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Um país pacífico e democrático que serviu pra os EUA fazer sua guerra híbrida e da um golpe de estado em 2014. De la pra cá a Ucrânia só ladeira abaixo.

César
Reply to  Slow
6 meses atrás

¨Eu não defendo país que fala mal do Brasil¨
Não é um crianção desocupado esse Xings? E mentiroso ainda por cima! Já vi vários perfis falsos seu defendendo a Argentina quando se fala sobre as Malvinas. E quer país que mais ¨fala mal¨ do Brasil que a Argentina, sujeito?

Slow
Slow
Reply to  César
6 meses atrás

O inimigo do meu inimigo é meu amigo …

” A Argentina fala mal do Brasil ”

ninguém é obrigado a gostar de ninguém, pode falar mal só não vem se meter em assuntos daqui .

Carlos Gallani
Carlos Gallani
6 meses atrás

Donbass é o canto do cisne para o exercito Russo, estão tentando algo para não dizer que essa trapalhada toda não foi um fracasso total!

Nilo
Nilo
6 meses atrás

Reuters virou um lixo, a expressão do que é hoje a imprensa comanda por Washington: Ucrânia empurrou as forças russas – falam com se o exercito ucraniano tivesse espulso em batalha o exercito russo de Kiev. um sinal do sucesso ucraniano, Kharkiv, reabriram o metrô subterrâneo, por enquanto, um voo de galinha. situação na frente (leste) é extremamente difícil porque o destino deste país talvez esteja sendo decidido (lá) agora”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa ucraniano, Oleksandr Motuzyanyk. – Uma verdade escondida no meio da frase ” o destino deste país” Os russos avisaram, saiam, fujam, porque se fecharmos… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Nilo
Daniel
Reply to  Nilo
6 meses atrás

tá doidinho

Bosco
Bosco
Reply to  Nilo
6 meses atrás

Trabalhando de coveiro, né?

Slow
Slow
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Não era nem pra eles estar lá né, afinal a Ucrânia está ganhando ..

LUIZ
LUIZ
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Se vc ver como ta a Crimeia hj não falaria isso. A península hj é um grande canteiro de obras que começou com a ponte. E breve o leste e o sul do que foi parte da Ucrânia terá muito investimentos em inflaestruturas.

Gabriel ferraz
Gabriel ferraz
6 meses atrás

Uma vez li em um livro que não me recordo mais o nome que uma das táticas de guerra é o emprego de grandes tropas pra tomada de cidades relativamente pequenas ,visto oque a Rússia faz hj ,ela utiliza grande quantidade de tropa tomando povoados e cidades pequenas na intenção de formar bolsões cercado as cidades maiores. E essa tática em si deve se confirmar muito eficiente pois obriga regimentos das cidades maiores realizar o contra ataque e a zona de batalha se torna em uma zona urbana muito menor e muito menos povoada assim tendo uma maior probabilidade de… Read more »

Mgtow
Mgtow
6 meses atrás

Os russos saíram de khakhov por vontade própria. A chegada em kharkhov foi parte de uma manobra pra atrair tropas ucraniana. Logo que conseguiram saíram da região.

Last edited 6 meses atrás by Mgtow
Augusto
Augusto
Reply to  Mgtow
6 meses atrás

Nesse ponto, diferente da retirada em Kiev, realmente parece ter sido um recuo estratégico mesmo. Muito do esforço de guerra ucraniano foi atraído para essa ofensiva em torno de Kharviv. Os russos se aproveitaram da ofensiva e cederam terreno gradativamente para atrair o máximo de unidades ucranianos. O foco da ofensiva atual russa e em Donbass, ceder terreno em Kharviv foi um mal necessário. Se os russos quiserem mesmo tomar a cidade após a conquista de Donbass, nada irá impedi-los de tentar uma manobra de cerco novamente na cidade. Lembrando que as melhores unidades ucranianas estão lutando em Donbass, e… Read more »

Scudafax
Scudafax
6 meses atrás

Devemos sempre recordar que os EUA lutaram 20 anos no Afeganistão para trocar o Taliban pelo Taliban e investem 800 bilhões de dólares anuais em defesa. O lado mais fraco deste conflito é a Rússia contra a OTAN.

Bosco
Bosco
Reply to  Scudafax
6 meses atrás

Se a Rússia é o lado mais fraco ela que se fodx.

Scudafax
Scudafax
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Devemos fazer análises baseadas em fatos para melhor compreender as diferentes situações e pontos de vista. Tomar lados, torcer e pensar com o estômago deturpa nossa capacidade de realizar avaliações corretas, prováveis e honestas.

Ivan
Ivan
Reply to  Scudafax
6 meses atrás

Simples.
.
Existe UM fato inequívoco e inquestionável:
A Rússia invadiu a Ucrânia,
de forma premeditada e covarde.
.
Assim sendo, a Ucrânia é vitima de mais uma ação de expansão russa,
como tantas ao longo dos últimos 200 anos.
.
Atenciosamente,
Ivan, um antigo infante.

Scudafax
Scudafax
Reply to  Ivan
6 meses atrás

Devemos avaliar o contexto no qual uma parte decide que uma ação armada, custosa e dolorosa, se tornou necessária. É preciso ter empatia estratégica para compreender as razões do conflito, de modo a evitá-lo no futuro.

Last edited 6 meses atrás by Scudafax
LUIZ
LUIZ
Reply to  Scudafax
6 meses atrás

E é o cara que tem mais conhecimento em equipamentos militares aqui na trilogia e fala assim. Os EUA também enfrenta problemas nos seus equipamentos como o F-35 e porta aviões. Mesmo a Rússia tendo problemas nos equipamentos e efetivos o aprendizado no campo de batalha é enorme.

Ivan
Ivan
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Mestre Bosco, . Estou impressionado com sua resiliência em enfrentar tantos desinformados (ou coisas piores) acerca do que se passa no leste europeu. A quantidade de trolls moscovitas é impressionante. . Aqueles que são pagos eu entendo. Já tivemos muitos por aqui… e era até divertido lidar com eles, pois como eram mandados por Moscou, tinham informações relevantes e valia a pena discutir amigavelmente para retirar alguma informação nova. . Mas aqueles que agem gratuitamente, ao menos em termos pecuniários, são mais difíceis de entender. Qual ideologia – ou seja lá o que for – pode explicar uma ação de… Read more »

Sturiale
Reply to  Ivan
6 meses atrás

Só queria dizer que admiro muito sua escrita, além de tu ser um irmão de arma.

Aço,
Boina preta,
Brasil.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Mariupol II

Bosco
Bosco
6 meses atrás

Ah! A do dia 24/02 não foi uma ofensiva decisiva… Tendi!

Lucas
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Aquilo fazia parte do xadrez 4D do Putin.
Tudo planejado. Confia.
(contém ironia)

Last edited 6 meses atrás by Lucas
Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

“Ain, a Rússia não consegue ganhar da Ucrânia!” Ora bolas, o Tio Sam ficou 20 anos no Vietnã e saiu de lá fugido e apavorado, e até hoje vivem de remedinhos tarja preta por conta do trauma! E ainda tem os 20 anos que eles ficaram no Afeganistão e também saíram fugido… Estamos falando da MAIOR POTÊNCIA MILITAR DO MUNDO, certo? kkkkk

Last edited 6 meses atrás by Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Isso mesmo crianças! Ficaram 20 ANOS e fugiram apavorados! Por isso o Clonazepam é o remédio mais vendido no EUA… kkkkk

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
6 meses atrás

Militarmente os americanos não perderam uma batalha no Vietnã, no fim, eles tiveram uma derrota política. Vale lembrar que os vietcongs eram apoiados pela URSS e China e recebiam armamentos dos mesmo.
Afeganistão por Afeganistão, a URSS saiu chutada de lá também.
Se for comparar, os russos perderam a primeira batalha de Grozny contra chechenos que não recebiam apoio.

Slow
Slow
Reply to  Heinz Guderian
6 meses atrás

“ vietcongs eram apoiados pela URSS e China e recebiam armamentos dos mesmo. “

Como se o outro não fosse apoiado por ninguém né ..

“ russos perderam a primeira batalha de Grozny contra chechenos que não recebiam apoio. “

Verdade, só que depois sob o comando do Putin ganharam a ll ..

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Slow
6 meses atrás

sim, você só corroborou com o que eu falei.

Slow
Slow
Reply to  Heinz Guderian
6 meses atrás

sim, oque eu quis dizer é que não adiantou vencer todas batalhas, no final não era isso que contava ..

Nascimento
Nascimento
Reply to  Heinz Guderian
6 meses atrás

Óbvio, os americanos/russos negam a maioria das batalhas que eles perderam até hoje. Veja a batalha do Khen Sanh. Perderam as principais cidades e pontos estratégicos mas cantaram vitória por destruir uma base inimiga e aguentar o tranco até a retirada, onde isso é vitória? Outro caso é a batalha do La Drang Valley e a Easter Offensive, perderam mas também não admitiram. O que se deve perceber sobre as batalhas ‘perdidas’ é que muito se resume a quem define o que constitui ganhar ou perder. Basta considerar um exemplo: Khe Sanh Os EUA estão basicamente no topo de uma… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Nascimento
mac
mac
Reply to  Heinz Guderian
6 meses atrás

FeldsMarschall Guderian, não adianta explicar para quem não quer entender, só querem espalhar mitologia…

Marcos10
Marcos10
6 meses atrás

Não se trata de vergonhoso, se trata de algo doentio essa defesa da invasão da Ucrânia pelos russos.

Farewll
Farewll
6 meses atrás

…..percebe se claramente que o exército russo está acelerando suas ações ofensivas tentando obter uma vitória de grande relevância, visto que a resistência proporcionada pelas forças ucranianas tem cobrado, e muitoooo diga se, seu preço. O tempo está batendo a porta de Putin, visto que ele tem, repito, tem que vencer está parada, cada dia que passa ele, e seu exército, se atolam em um matadouro, que pode ser fatal, a médio prazo, para ambos, pode ter vencido o exército ucraniano, o apoio da OTAN, mas como ambos, Putin e seu exército, saírao dessa situação?. É aquilo, começar uma guerra… Read more »

L G
L G
6 meses atrás

https://youtu.be/ecRcCMNKb8c Na guerra além de produzir energia em seu território, ser independente de petróleo, gás, carvão, etc. O país deve ser grande produtor de aço, com matérias primas produzidas em seu território. Para produzir tanques, blindados, navios, etc. O Brasil está bem em mais esse ranking. Vídeo anexo. Para analisar e estudar.

Scudafax
Scudafax
6 meses atrás

Estava pesquisando sobre o 82 Airborne dos EUA e fui surpreendido que eles participaram da invasão americana ao Panamá e também a Granada…
Aliás:
https://youtu.be/EVIklgrEUq0

Carvalho
Carvalho
6 meses atrás

Vc acredita mesmo na lorota de que nao entrar na OTAN iria impedir a invasão???

Nilton L Junior
Nilton L Junior
6 meses atrás

Z batendo muito U apanha apanha apanha e perde território e se bobear Z vai dar kame kame Rahhh na Polônia.

Sturiale
Reply to  Nilton L Junior
6 meses atrás

KKKKKKKK é sempre hilário ver seus comentários, esses são novos.
atlanticismo, n4zi, zé lensqui, Z e U e o mais novo: kame kame rahh, ou seria kame rame rahh?

Antunes 1980
Antunes 1980
6 meses atrás

A medida que os russos avançam eles vão entregando mais equipamentos para seus batalhões. Acredito que o estoque de tanques T-72 e T-80 em território russo ainda seja muito grande, beirando as 15.000 unidades.
Ontem entregaram T-62 para os governos locais (regiões separatistas).

Por isso a Ucrânia precisa de mais MBT dos seus aliados.

Last edited 6 meses atrás by Antunes 1980
rfeng
rfeng
6 meses atrás

Estou esperando a hora que os anéis que foram dados não sejam suficientes, será que os Leopard e os Abrams vão ser cedidos, por que o atrito e reciproco e ai.

Nilson
Nilson
6 meses atrás

Estive fazendo uma comparação, os ucranianos de Severodonetsk estão na mesma situação que os soviéticos estavam em Stalingrado, bloqueados na margem do rio oposta ao grosso de suas tropas. Stalingrado resistiu de julho a novembro de 42, antes da contraofensiva soviética (cerca de quatro meses, desde o primeiro ataque alemão de 13 de julho até a operação Urano em 19 de novembro). Quanto tempo Severodonetsk resistirá a partir do primeiro ataque russo?

Últimas Notícias

Saab leva soluções e sistemas de alta tecnologia para a 7ª Mostra BID

A Saab estará na 7ª Mostra BID, entre os dias 6 e 8 de dezembro, no Centro de Convenções...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -