Dramática tomada em primeira pessoa de militares da Ucrânia realizando uma emboscada para destruir um veículo blindado sobre rodas russo da classe BTR-80 (possivelmente um BTR-82).

Os militares se comunicavam no idioma inglês (com sotaque britânico) e eventualmente são soldados estrangeiros que lutam ao lado da Ucrânia.

Armados com fuzis e lança granadas, tendo como cobertura um drone de vigilância, eles procuram emboscar e abater o blindado russo. O destaque fica por conta do lança granadas alemão RGW-90 MATADOR (Man-portable Anti-Tank, Anti-DOoR). O RGW-90 é uma arma mais indicada para este tipo de alvo. Já os Javelins e NLAW são mais caros e mais indicados para alvos fortemente blindados como os carros de combate.

Subscribe
Notify of
guest

17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Andre
Andre
2 anos atrás

Pelo menos não tem torre para sair voando

Atirador 33
Atirador 33
2 anos atrás

Esse conflito na Ucrânia mostra uma nova realidade para as viaturas blindadas, fila indiana e patrulha solo, não se pode nem pensar. Essas armas portáteis e drones de ataque são letais para esses meios.

Como é fácil a mobilidade de um combatente com esses armamentos portáteis pelo campo de batalha.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Guilherme Poggio
2 anos atrás

Acredito que nesses casos bem se precise de um drine militar um civil com 3 km de alcance já é muito bom

Alessandro
Alessandro
2 anos atrás

Essa guerra está insana, um blindado sozinho tentando persuadir uma fileira de soldados armados até os dentes com todo o tipo de manpats é SUICÍDIO.

Last edited 2 anos atrás by Alessandro
Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Alessandro
2 anos atrás

Manpads é um termo usado para misseis Terra-Ar disparado do ombro Alessandro, como o Stinger por exemplo

Armas anti-tank usadas pela infantaria podem ser chamados de RPG (pra foguetes não guiados) ATGM (míssil anti-tank guiado) Foguete AT, Granada AT e por ai vai.

Alessandro
Alessandro
Reply to  Victor Filipe
2 anos atrás

vdd, foi erro meu.

obrigado pela correção Victor Filipe

Last edited 2 anos atrás by Alessandro
Sturiale
2 anos atrás

Impressionante a robustez do BTR apesar de tudo; mesmo com os disparos sendo próximos, ele ainda conseguiu se locomover. Ainda sim, o que esse veículo fazia sozinho engajando infantaria?

Fish
Fish
Reply to  Sturiale
2 anos atrás

provavelmente fazendo reconhecimento

Sturiale
Reply to  Fish
2 anos atrás

“uma boa missão de reconhecimento é aquela em que você não precisa disparar” claro que as coisas não saem como planejado, mas um blindado carregar contra uma linha de árvores desprovido de apoio da infantaria parece ser falta de doutrina ou loucura…. nem reconhecimento pelo fogo exige que você se arrisque tanto assim, parece que os russos realmente não sabem o que estão fazendo. Eu tô impressionado com o mau uso que eles estão fazendo com seus blindados. Triste para as tripulações…

Mcruel
Mcruel
Reply to  Sturiale
2 anos atrás

Os russos precisam rever as fotos da WW2, onde tanques estavam cercados de infantaria. Teriam esquecido a doutrina de suporte a pé?

Sturiale
Reply to  Mcruel
2 anos atrás

Pois é, veículo sozinho e sem apoio da infantaria é pedir pra levar AT na carcaça.

Antunes 1980
Antunes 1980
2 anos atrás

O BTR aguentou firme a chuva de RGW-90 MATADOR.

Me surpreende o veículo ainda estar se movimentando depois de uma explosão interna.

E o que chama a atenção é eles terem pego este BTR de surpresa, não deu nem tempo das tropas protegerem o veículo.

Diogo de Araujo
Diogo de Araujo
2 anos atrás

Nossa que paulada, ainda deu uma última andada, merece meu respeito.

Zé bombinha
Zé bombinha
2 anos atrás

Um me parece ser o C90 espanhol 😶 … Quando entram em posição de tiro o do primeiro avante… O segundo sim me parece um RGW-90! Se estou errando me desculpe.

Bosco
Reply to  Zé bombinha
2 anos atrás

Bombinha,
Eu apostaria no RPG-18.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
2 anos atrás

Ai já era, se a tripulação não morreu no impacto, morreu depois, parece que os ucranianos estavam bem próximos.
COmplicado