quinta-feira, junho 30, 2022

Saab RBS 70NG

Estamos quase sem munição e contando com armas ocidentais, diz Ucrânia

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Isobel Koshiw em Kiev

O vice-chefe de inteligência militar da Ucrânia disse que a Ucrânia está perdendo para a Rússia na linha de frente e agora depende quase exclusivamente de armas do oeste para manter a Rússia sob controle.

“Esta é uma guerra de artilharia agora”, disse Vadym Skibitsky, vice-chefe da inteligência militar da Ucrânia. Os frontes onde a será decidida, disse ele ao Guardian, “e estamos perdendo em termos de artilharia”.

“Tudo agora depende do que [o Ocidente] nos dão”, disse Skibitsky. “A Ucrânia tem uma peça de artilharia para 10 a 15 peças de artilharia russa. Nossos parceiros ocidentais nos deram cerca de 10% do que eles têm.”

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, elogiou o apoio do Reino Unido a Kyiv na sexta-feira e reiterou seu pedido por mais armas, enquanto o ministro da Defesa do Reino Unido, Ben Wallace, fez uma visita não anunciada à Ucrânia.

“Palavras se transformam em ações. Essa é a diferença entre o relacionamento da Ucrânia com a Grã-Bretanha e outros países”, disse Zelenskiy em um comunicado em vídeo. “Armas, finanças, sanções – nestas três questões, a Grã-Bretanha mostra liderança.”

A Ucrânia está usando de 5.000 a 6.000 tiros de artilharia por dia, de acordo com Skibitsky. “Nós quase esgotamos todas as nossas munições [de artilharia] e agora estamos usando projéteis padrão da Otan calibre 155”, disse ele sobre a munição que é disparada de peças de artilharia.

“A Europa também está entregando projéteis de menor calibre, mas à medida que a Europa se esgota, a quantidade está ficando menor.”

Zelenskiy disse na semana passada que entre 60 e 100 soldados ucranianos estavam morrendo a cada dia e outros 500 estavam feridos. A Ucrânia manteve em segredo o número total de suas perdas militares.

Soldados falando com o Guardian da linha de frente da Ucrânia esta semana pintaram um quadro semelhante.

Skibitsky enfatizou a necessidade de o Ocidente fornecer à Ucrânia sistemas de foguetes de longo alcance para destruir as peças de artilharia russas de longe. Esta semana, o conselheiro presidencial ucraniano Oleksiy Arestovych disse ao Guardian que a Ucrânia precisava de 60 lançadores de foguetes múltiplos – muito mais do que o punhado prometido até agora pelo Reino Unido e pelos EUA – para ter uma chance de derrotar a Rússia.

A Ucrânia deve pedir ao Ocidente uma lista de armas e equipamentos defensivos na reunião do grupo de contato com a Otan em Bruxelas em 15 de junho .

Skibitsky acha que o conflito continuará sendo predominantemente uma guerra de artilharia no futuro próximo e o número de ataques com foguetes – que podem ser lançados da Rússia e atingiram civis – permanecerá no ritmo atual.

No primeiro mês, a Rússia estava constantemente atacando a Ucrânia com foguetes, mas nos últimos dois meses diminuiu. Dados recentes publicados pelo chefe das forças armadas da Ucrânia afirmam que a Rússia lança entre 10 e 14 por dia.

Foguetes são caros para fabricar. Cada foguete pode custar entre algumas centenas de milhares de dólares a vários milhões.

“Percebemos que a Rússia está realizando muito menos ataques com foguetes, além de agora empregarem velhos foguetes soviéticos H-22 (*) dos anos 1970”, disse Skibitsky. “Isso mostra que a Rússia está com poucos foguetes.”

Kh-22/X-22/H-22

Skibitsky disse que a Rússia não conseguiu produzir foguetes rapidamente por causa das sanções e que usou cerca de 60% de seus suprimentos.

O som das sirenes tornou-se uma característica diária para os ucranianos. As sirenes soam regularmente em várias regiões simultaneamente, mas na maioria das vezes, para pessoas no solo, elas passam sem um estrondo. De acordo com Skibitsky, cada sirene sinaliza que um foguete entrou no espaço aéreo ucraniano, mas seu impacto nem sempre é relatado por razões de segurança.

“Os foguetes levam de 40 a 90 minutos para atingir o solo, dependendo de onde são lançados… Não sabemos onde eles vão pousar”, disse Skibitsky. Ele observou que a Rússia estava atualmente usando bombardeiros de longo alcance que podem chegar a qualquer lugar na Ucrânia sem sair do espaço aéreo russo.

Em termos das três linhas de frente, Skibitsky disse que a maioria das forças da Rússia está agora concentrada na região de Donbass e buscando ocupar as fronteiras administrativas das repúblicas de Donetsk e Luhansk. Esta foi a área, disse ele, onde as batalhas de artilharia foram mais pesadas.

No nordeste da Ucrânia, em torno de Kharkiv, ele disse que as forças russas estão se concentrando na defesa depois que a contra-ofensiva da Ucrânia os expulsou de várias cidades e vilarejos da região em maio.

“A ameaça a Kharkiv diminuiu”, disse Skibitsky, da segunda maior cidade da Ucrânia, que tem sido bombardeada regularmente desde o início da guerra.

Por fim, em Zaporizhzhia e Kherson, duas regiões do sul da Ucrânia que a Rússia ocupa quase completamente, as forças russas estavam trabalhando a longo prazo, disse Skibitsky. Segundo ele, estão construindo linhas de defesa duplas, às vezes triplas.

“Agora será mais difícil recuperar esse território”, disse Skibitsky. “E é por isso que precisamos de armas.”

“Se eles tiverem sucesso no Donbas, eles podem usar esses territórios para lançar outro ataque em Odesa, [a cidade de] Zaporizhzhia [e] Dnipro”, disse Skibitsky sobre as principais cidades sob controle ucraniano que estão próximas ao sul da Rússia- áreas ocupadas. “O objetivo deles é toda a Ucrânia e muito mais.”

A inteligência militar da Ucrânia acredita que a Rússia pode continuar no ritmo atual sem fabricar mais armas ou mobilizar a população por mais um ano.

Skibitsky não exclui a possibilidade de que a Rússia congele a guerra por um período de tempo para convencer o Ocidente a suspender as sanções. “Mas então eles vão começar de novo – olhe para os últimos oito anos”, acrescentou.

FONTE: The Guardian

(*) NOTA DO EDITOR: O míssil H-22, também conhecido como Kh-22 ou X-22 (AS-4 Kitchen na nomenclatura da Otan)  é um míssil de cruzeiro desenvolvido pela URSS na década de 1960 e por muitos anos foi a principal arma do bombardeiro Tu-22M.

- Advertisement -

48 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
48 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Abravatar
Abravatar
19 dias atrás
Antunes 1980
Antunes 1980
19 dias atrás

E mesmo com uma quantidade dez vezes inferior, a Ucrânia tem feito um estrago gigantesco nas fileiras russas.

A quantidade de vídeos de artilharia destroçando blindados e equipamentos russos chega na casa de mais de 20 por dia !

Em algum momento a Rússia vai colapsar!

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Antunes 1980
19 dias atrás

Vocês estão dizendo isso desde o primeiro dia da guerra.

Disseram que teria um golpe e que o Putin seria assassinado.

Depois disseram que acabaria a comida.

Na espera…

Teropode
Reply to  Erick Barros
19 dias atrás

Vamos aguardar os próximos meses , enquanto isso deixe bem confortável o buraco que vc vai utilizar para se esconder , o mickisky mouse s eu more fugir para o buraco toda vez que se decepciona , se liga tonhodalua ,sabemos de sua personalidade covarde 😂😂😂

Luis Carlos
Luis Carlos
Reply to  Teropode
19 dias atrás

Próximos meses?
Huahuahua!!!!!!

Erick Barros
Erick Barros
Reply to  Teropode
19 dias atrás

O andar dessa guerra vai ser similar ao da guerra da Chechênia, coisa provável de 1 ano até. Quem acha que a Ucrânia ou Rússia vai cair amanhã ou daqui a pouco não conhece realmente a mentalidade daquele povo, do quão resilientes são pra guerra. Se fosse no Brasil com certeza o EB arranjaria um golpe, deram 1889, 1930 e 64. Lá o buraco é mais embaixo, muito mais embaixo. Veja Chechênia, Sérvia, Daguestão e Geórgia, em quantos desse países teve golpe do exército local? Geralmente apoiam a causa popular e deixam os políticos resolverem os problemas. Nada de sair… Read more »

Last edited 19 dias atrás by Erick Barros
Fábio De Souza
Fábio De Souza
Reply to  Erick Barros
19 dias atrás

kkkk VERDADE !!!!

Pablo
Pablo
Reply to  Erick Barros
19 dias atrás

Ja vocês falavam que seria fácil, que estava tudo dominado, que a Ucrânia nao teria chances. Tres meses depois, a Rússia está levando blindados do estoque reserva para a “operação especial” e até agora nao está sendo tao rápido como as putinetes imaginavam. Sem contar o tal recuo “estratégico”

Mafix
Mafix
19 dias atrás

Uma coisa que eu fico em duvida é se a Ucrania ainda tem fabricas de munição seja de artilharia ou munição de rifles granadas etc…

(Alguem mais tecnico sabe responder antes que algum louco com 20 nicks fale que a Russia destruiu até fabrica que nem existe na Ucrania)

Nicolas_SS
Nicolas_SS
Reply to  Mafix
19 dias atrás

Não sou técnico, mas

Sim, sem sombras de duvidas, lembre-se que a Rússia foi destruir a fabrica de misseis do Neptune apenas quando o Moscou foi promovido a Submarino. Então deve ter fabricas de todo tipo funcionando ainda na Ucrânia, problema maior deve ser manter a cadeia logística.

Paulo Brics
19 dias atrás

Não é só munição que está faltando. O vice ministro da agricultura da Ucrânia declarou esta semana que sua próxima colheita de grãos em 2023 será em torno de 40% menor que a ultima safra devido a perda de 25% de área cultivada. E como a guerra está em andamento esta perda de área agrícola pode aumentar ainda mais e consequentemente a colheita diminuirá ainda mais. Parte da colheita atual está em território conquistado pelos russos e o que está em poder da Ucrânia continua sem ser escoado. Os russos dizem que basta aos ucranianos desminarem as águas em Odessa… Read more »

Mafix
Mafix
Reply to  Paulo Brics
19 dias atrás

Na questão da Africa é simples é só o ditador de cada pais que controla parar de pegar todos os recursos para si e para sua corja e liberar o mercado para atuar dentro pais .

Paulo Brics
Reply to  Mafix
19 dias atrás

Os ditadores da África não pegam os recursos para si. Eles enriquecem ganhando sua porcentagem ao permitir o controle dos recursos pelos europeus, o que tem ocorrido a séculos.
E estes ditadores assumem o poder atraves de golpes de estado patrocinados pelos europeus.
Tem sido assim a seculos.

dfa
dfa
Reply to  Paulo Brics
18 dias atrás

Principalmente os Russos e Chineses que tem mão nos recursos africanos dos países mais pobres.
Vai lá pesquisar sobre a intervenção russa na república centro africana só para ter exemplo.
Não existem SANTOS neste mundo, não sei porque caras como você insistem nessa propaganda de fazer passar os russos e chineses como bonzinhos.
Amarelos, Brancos ou Pretos somos todos humanos e quando em posições de poder sem instituições fortes a tendência é a corrupção.

Mafix
Mafix
Reply to  dfa
18 dias atrás

Esse psssoal alienado socialista pensa que a africa é pobre por ‘culpa’ so europeus malvadões quando na verdade o problema é interno como se passa no Brasil que não anda pra frente por causa da corja que temos aqui e todos conhecemos quem são …

LUIZ
LUIZ
Reply to  Mafix
18 dias atrás

É sempre o mesmo papo de ditador,comunismo,sanguinário,corrupção e por ai vai essa conversa fiada ocidental. O que vemos são os hipócritas ocidentais defendendo seu próprio futuro político.

dfa
dfa
Reply to  Paulo Brics
19 dias atrás

EUA, Canadá e França são dos maiores produtores de trigo do mundo… Os preços vão aumentar na Europa e será isso. Para a parte mais pobre do globo os efeitos infelizmente serão mais nefastos. E em relação ao aquecimento no norte da Europa já foi resolvido com os novos fornecedores(EUA e médio oriente) e ativação de centrais nucleares, e com o novo ritmo de desenvolvimento dado a energia nuclear e energias renováveis que graças ao aumento dos preços do petróleo tornaram-se mais competitivas. A única razão porque a Europa utilizava gás e petróleo da Rússia era devido ao preço barato… Read more »

Last edited 19 dias atrás by dfa
Nicolas_SS
Nicolas_SS
Reply to  dfa
19 dias atrás

O motivo da Europa usar as fontes da Rússia, era que a Rússia financiava movimentos ecochatos e políticos contra ‘matrizes poluentes’. O que mais tem na Europa é energia que não pode ser usado pq esses ambientalistas só servem para atrapalhar!

Hcosta
Hcosta
Reply to  Nicolas_SS
19 dias atrás

Não é bem assim. A questão ambiental na Europa é bem diferente da Brasileira.
E duvido que encontre muitos ambientalistas que defendam o uso de gás natural, principalmente o de origem Russa.
E tem a grande ameaça para esse tipo de produção que são as energias renováveis independentes, na sua grande maioria, de outros países.
E mesmo o carvão, grande parte é importado da Rússia…

O ponto mais polémico é a energia nuclear mas também tem a questão do fornecimento do combustível nuclear vindo de países terceiros. Por algum motivo a França está muito ativa nesses países do Sahel.

Francisco
Reply to  Hcosta
18 dias atrás

Caro HCosta a Europa tem se mostrado um poço de hipocrisia nessa questão ambiental, primeiro querem impor o uso de novas fontes de energia para países menos desenvolvidos como o Brasil mesmo essas se mostrando incapazes de substituir as atuais matrizes energéticas pois ainda não estão totalmente desenvolvidas, sendo que possuímos opções mais baratas e eficientes no momento como as fósseis, está retórica ambiental em nada tem a ver com a preocupação dos europeus com o meio ambiente o fato é que a Europa como quase não possui mais fontes de combustíveis fósseis e as que eles exploram através de… Read more »

Nick
Nick
19 dias atrás

Guerra de artilharia favorece os russos. A Ucrania precisa de unidades de cavalaria e drones capazes de ataque a solo de precisão e em grandes quantidades. A Ucrania precisa quebrar as linhas de artilharia ou desabilita-las. E rápido. Caso contrário a Russia vai consolidar seu domínio no leste e eventualmente tentar conquistar todo o resto também.

Luis Carlos
Luis Carlos
Reply to  Nick
19 dias atrás

Hoje foi anunciado que os russos tomaram Sydorove que fica a 10 km de Slaviansk.
Não há mais obstáculos naturais que atrapalhem a chegada dos russos a está cidade.
E para piorar eles estão se aproximando de Novomikolavka pelo oeste
Os russos têm cerca de 22 BTGs na região que estão se aproximando de Slaviansk.

Luis Carlos
Luis Carlos
19 dias atrás

Como disse Kadirov: ‘A Ucrânia já era. Vamos nos preparar para a Polônia’.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Luis Carlos
18 dias atrás

KKKKKKKKKK… Agora conta a do papagaio.

ps: Tomariam um pau da Polônia e nem falei no Artigo 5° da OTAN…

Elisandro
Elisandro
19 dias atrás

Impressionante… Os russos poderiam manter a guerra por mais um ano sem produzir nada mais… Os estoques da antiga URSS provavelmente eram colossais.

Heinz
Heinz
Reply to  Elisandro
19 dias atrás

Meio óbvio isso, já que a URSS, se preparava pra enfrentar a OTAN, em especial os EUA.
Os russos de fato tem um grande estoque de material militar, mas boa parte tbm desse estoque é de armamentos mais antiquados, tipo T55, T62 e etc.
O que não da pra estocar é “pessoal”, tripulação de tanques, pilotos de aeronaves, soldados de elite.

Digo
Digo
Reply to  Heinz
19 dias atrás

Você esta equivocada, os russos não tem mais T-55 em seus estoques, os T-62AM que foram vistos na Ucrânia rondam entre os 100-120, a maior parte do estoque de tanques da Russia é composto por T-72A/B e T-80B/BV.

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Elisandro
19 dias atrás

Sempre foram, eles tinham que derrotar o Ocidente inteiro sozinhos, muitas coisas foram roubadas, várias não funcionam mais, mas estoque lá é sem fundo… Do outro lado se tem menos equipamentos, mas o que tem é bem mais moderno e capaz.

YuriBfr
YuriBfr
19 dias atrás

Nessa questão de quantitativo do armamento russo, baseando nas grandes guerras, acredito que ela teria
Fôlego pra continuar fabricando o necessário pra se manter na guerra, vide o que ocorria nas grandes guerras.

Realista
Realista
19 dias atrás

E no fim das contas quem está sem munição é a Ucrânia .

Fabricio Lustosa
Reply to  Realista
19 dias atrás

Né? kkkkkkkkkkkkkkkkk

Leonardo
Leonardo
19 dias atrás

Convenhamos, já era um resultado esperado, exceto para a parcela deste blog que lê somente os jornais ocidentais e acha que a Ucrânia está vencendo. Falavam que os russos queriam guerra rápida… eu ainda acho que os russos apostavam numa vitória rápida, sim, mas no campo diplomático. Como os ucranianos surpreendentemente não se renderam, os russos ligaram o moedor de carne, que é como costumam vencer guerras.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Leonardo
19 dias atrás

E o que a Rússia ganhou?
Ou, até mesmo, o que poderá ganhar?

Do meu ponto de vista a Rússia está a ser degradada internamente por alguém alucinado pela USSR…

Gabriel
Gabriel
19 dias atrás

Traduzindo:
-Munições ucranianas acabando.
-Russia gastando toda sua reserva de munições.

A conta vai chegar para os dois.

E a OTAN ainda cresceu com Suécia e Finlândia, tendo no futuro próximo um vizinho sem reserva de munições.

Estrategista este Putin.

Mafix
Mafix
Reply to  Gabriel
18 dias atrás

Por parte da Russia não sei acho que ja tudo pronto des da era sovietica só ver os videos que voce percebe que tem muita munição velha e foguete velho com tinta descascando ou ferrugem, estão gastando o estoque de velharia que tem no estoque ..

LUIZ
LUIZ
Reply to  Gabriel
18 dias atrás

“E a OTAN ainda cresceu com Suécia e Finlândia, tendo no futuro próximo um vizinho sem reserva de munições.”

Por isso o Putin tem razão em invadir a Ucrânia. Não vou ficar surpreso depois das forças ucranianas esgotadas a Rússia anexar toda a Ucrânia a Federação Russa enterrando de vez um país artificial.

Hcosta
Hcosta
Reply to  LUIZ
18 dias atrás

Todos os países são artificiais.

Realista
Realista
Reply to  Gabriel
18 dias atrás

Se por acaso acabar as reservas da Rússia ela tem as armas nucleares pra correr e a Ucrânia ?

Grifon
Grifon
19 dias atrás

A Ucrânia é uma nulidade militar, depende 100% da OTAN pra tudo em termos de defesa.

João Augusto
João Augusto
18 dias atrás

Fico pensando em quais vantagens o povo Ucraniano teria ao entrar na OTAN. Veja-se: não se trata de defender o ataque Russo, mas de analisar os custos das decisões geopolíticas que o Zelenskiy fez.

Hcosta
Hcosta
Reply to  João Augusto
18 dias atrás

Evitar esta invasão…
Mas a questão sempre foi a sobrevivência do regime de Putin e não uma questão militar.
E é uma questão anterior, a entrada para a OTA e UE, a Zelensky… Diria que, pelos resultados das várias eleições, a maior parte da população era favorável a uma maior aproximação com o Ocidente. Putin discordou…

Last edited 18 dias atrás by Hcosta
Cicero
Cicero
Reply to  João Augusto
18 dias atrás

Olá João, Até agora, o único país destruído, foi a Ucrânia em função da invasão conjunta Rússia e estado vassalo da Bielorússia, sendo que nenhuma ação ucraniana foi feita nos terroitórios desses países. A “vantagem¨ da Ucrânia em entrar na OTAN seria a sobrevivência desta nação e a preservação de dezenas de milhares de vidas, já perdidas. Realmente acho que a OTAN pisou na bola não aceitando a entrada da Ucrânia, e agora se vê um problema militar/ecoômico/energético que acho que ninguém realmente levou a sério. Certamente se a Ucrânia fosse aceita, hoje esse problema certamente seria direcionado a uma… Read more »

Arthur
Arthur
18 dias atrás

Não se preocupem. A Rússia só tem mais dez dias de munição. Vi isso na Fox News em março passado. Depois disso será uma festa até Vladivostok. Isso de dizer que morrem 100, 200 ucranianos por dia é a mais deslavada mentira dos russos, em sua despudorada propaganda. Ucraniano nao morre, quando muito se suicida. Parece que os alemães irão mandar daqui a uns três anos os seus Leopard de última geração e os americanos enviarão duas ou três armas revolucionárias que mudarão o curso da guerra! Até o Coronel Douglas Mcgregor já reconhece a imensa superioridade ucraniana. Agora é… Read more »

Caio
Caio
18 dias atrás

Aonde estava a base industrial militar da Ucrânia ?? Esquecida por políticos e militares que só se lembravam deles mesmo. semelhança imensa conosco .

Stavsk
Stavsk
18 dias atrás

A russia ñ caiu nem na Segunda Guerra Mundial, dúvido muito que ela um dia se dê por vencida. O orgulho falará mais alto.

Eromaster
Eromaster
18 dias atrás

È só a Ucrânia ligar para Biden e pedir mais munições. Tio Sam têm Bilhões disponíveis para financiar Ucrânia…..
Enquanto isso, Ucrânia perde mais territórios a cada dia.

João da Lua
18 dias atrás

A grande vantagem da artilharia é justamente você poder martelar o inimigo dia e noite. Enquanto o cano durar.

Santos
Santos
18 dias atrás

Até quando a Europa vai bancar e sua população vai aguentar as penúrias da guerra, com os custos altos. Dentre em breve chegará o Inverno. E os custos já estão altissimos!

Últimas Notícias

Apresentação sobre Estudos Estratégicos – Prof. Dr. Vitelio Brustolin

O Prof. Dr. Vitelio Brustolin, Professor de Direito Internacional, Organizações Internacionais e Estudos Estratégicos do INEST/UFF e pesquisador da...
- Advertisement -
- Advertisement -