quinta-feira, dezembro 1, 2022

Saab RBS 70NG

Rheinmetall lança tanque de batalha principal Panther KF51

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Um novo tanque para uma nova era: o Panther KF51 é o novo tanque de batalha principal da Rheinmetall, estabelecendo padrões sem precedentes em letalidade, proteção, capacidade de sobrevivência, reconhecimento, rede e mobilidade.

O 130mm Rheinmetall Future Gun System, arquitetura digital aberta, conceito de proteção abrangente com tecnologias passivas, reativas e ativas, incluindo proteção KE e Top Attack Protection System, outras opções de armamento para fornecer poder de fogo concentrado para ataques de longo alcance e contra vários alvos, são apenas um poucos recursos de próximo nível que tornam o Panther KF51 uma resposta revolucionária às ameaças atuais e futuras.

- Advertisement -

138 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

138 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Zé bombinha
Zé bombinha
5 meses atrás

Belo veículo…. O que me “abateu” foi ver um leo1 com torre moderna de 105mm Cockerill se não me engano! O EB está sorrindo de orelha a orelha….

Gugs
Gugs
Reply to  Zé bombinha
5 meses atrás

Prefiro os russos. As torres até voam..

Moisés
Moisés
Reply to  Gugs
5 meses atrás

Existe duas categorias de tanques.
Os dos tanques em que as torres voam (T-72) e os que viram churrasqueiras (Abrams, Leopard, Merkava).
Escolha a que vc achar melhor ou seu dinheiro dá para pagar.
A segunda categoria, vc economiza dinheiro, porque a cremação é grátis e já vem no pacote.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Moisés
5 meses atrás

Parabéns! Tá superando o Kings em bobagem!!

Joe
Joe
Reply to  Agnelo
5 meses atrás

Esse bobo alegre é o Kings.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Moisés
5 meses atrás

“A segunda categoria, vc economiza dinheiro, porque a cremação é grátis e já vem no pacote.”

Na verdade, nas duas opções a cremação é grátis e incluída no pacote.

Teropode
Reply to  Moisés
5 meses atrás

Então os tanques russos são melhores , a torre boa e eles também viram churrasqueira !

Peter Nine Nine
Peter Nine Nine
Reply to  Teropode
5 meses atrás

vou entrar na brincadeira…

Nas torres russas está incluída a cremação e distribuição de cinzas, por via aérea! Uso opcional como torre terra-ar.

JPC3
JPC3
Reply to  Moisés
5 meses atrás

Deveria dividir corretamente em os que a tripulação tem grande chance de sobreviver (Abrams, lecrerc e Merkava) e os que tem grande chance de morrer ( T-72, T-80, T-64)

Mcruel
Mcruel
Reply to  Moisés
5 meses atrás

Então escolha a primeira opção (T72), de pronto, você leva grátis um satélite e 3 astronautas.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Moisés
5 meses atrás

A vantagem dos tanques russos é que as torretas podem virar Flak ou Sams para abater ameaças aéreas …kkk

Jonathan Pôrto
Jonathan Pôrto
Reply to  Moisés
5 meses atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk muito boa !! Vou ficar com a segunda opção, a gente economiza até na cremação dos tripulantes, o Super Ministro “pangaré” Paulo Guedes vai adorar !! Mitou faca entre os dentes kkkkkkkkkkk

Barak MX para o Brasil
Barak MX para o Brasil
Reply to  Zé bombinha
5 meses atrás

Se optarmos pelo LAV 700… Pode ser interessante modernizar os Leo com essa torre.

Regis
Regis
Reply to  Barak MX para o Brasil
5 meses atrás

Não dá ideia não, cara! Vai que o alto comando do EB vê o teu comentário.

Fábio Machado
Fábio Machado
Reply to  Zé bombinha
5 meses atrás

Onde o senhor viu o Leo1 com uma torre Cockerill de 105 mm?

Zé bombinha
Zé bombinha
Reply to  Fábio Machado
5 meses atrás

Da uma buscada… Tu vai ver.. sendo proposta uma atualização do veículo (parte mecânica e auxiliares) e a torre em si. Proposta da própria fabricante da torre. Está montado em um LEOPARD ex exército belga. Quando digo proposta refiro a ser pra quem quer!

Fábio Machado
Fábio Machado
Reply to  Zé bombinha
5 meses atrás

Eu vi agora. Tem o mesmo problema da modernização dos cascavéis, eles precisaram elevar a torre com uma espécie anel , tornando-o “pescoçudo”. É uma gambiarra grosseira, não sei se dá para levar a sério.

Para quem quiser ver, segue o link,:
https://mobile.twitter.com/oryxspioenkop/status/1536338768076034048/photo/1

karl Bonfim
karl Bonfim
Reply to  Zé bombinha
5 meses atrás

Nossssa! Mas que torre enome!
Kkkkkkkkkkk!

Dayton_Nora
Dayton_Nora
Reply to  Zé bombinha
5 meses atrás

Leopard A5 BE com a torre C3105 de 105mm Cockerill

Despite-Kf-51-Leopard-A5-BE-with-105mm-C3105-turret-was-shown.jpg
Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Dayton_Nora
5 meses atrás

Isso é uma das coisas mais horrendas que eu já vi sob esteiras

Zé bombinha
Zé bombinha
Reply to  Dayton_Nora
5 meses atrás

Sim.. este mesmo que vi. Mas não vejo com entusiasmo e nem com bons olhos. Opinião minha. Não sei a dos senhores e dos nossos superiores no exército.

Dayton_Nora
Dayton_Nora
Reply to  Zé bombinha
5 meses atrás

A torre C3105 do John Cockerill de 105 mm possui um sistema integrado de vigilância e reconhecimento de 360 ​​graus. Sua proteção balística é de até nível 5 STANAG 4569, podendo disparar separadamente até oito granadas de fumaça, possui um sistema integrado de proteção ativa [APS], além de detecção acústica de tiro, e LWD também. Fonte: bulgarianmilitary.com

105mm-C3105-turret.jpg
Fábio Machado
Fábio Machado
Reply to  Dayton_Nora
5 meses atrás

O problema não é a torre( ela é ótima), mas a solução deles para o leopard. O anel que eleva a torre é um ponto fraco. Se tenho armas anti tanque modernas, é ali que eu miro.

Matheus
Matheus
5 meses atrás

Eita, trouxeram o Panther de volta.

Oráculo
Oráculo
Reply to  Matheus
5 meses atrás

Foi a primeira coisa que pensei…

bilinski
bilinski
Reply to  Matheus
5 meses atrás

ansiosamente esperando o tiger

Paulo
Paulo
Reply to  bilinski
5 meses atrás

Alguém já tá ouvindo Erika ao fundo,? Kkkkk

Nick
Nick
5 meses atrás

Evidente que é o estado-de-arte da tecnologia alemã em termos de MBT’s mas seria interessante um comparativo em relação ao Leopard 2A7; peso, autonomia, etc.

Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
5 meses atrás

Mais uma futura vitima dos drones. A era dos MBTs esta no fim, a guerra da Armênia x Azerbaijão e a guerra da Ucrânia x Rússia estão ai pra provar.
Quanto mais as tecnologias dos drones avançar pior será para os MBTs.
Mas é um belo veiculo, os alemães realmente sabem produzir tanques.

Last edited 5 meses atrás by Plinio Carvalho
Nicolas_SS
Nicolas_SS
Reply to  Plinio Carvalho
5 meses atrás

Não, os MBT estão longe de estarem no fim! Mencionou conflitos de países mal armados e mal treinados, paises que não empregaram defesas contra aviões e drones.

Defesas anti-aereas e defesas eletrônicas deverão ser obrigatórias e acompanhar os blindados de perto.

E um sistema de proteção ativa resolve o problema.

Nelson Junior
Nelson Junior
Reply to  Nicolas_SS
5 meses atrás

Segundo a Rheinmetall o MBT vai vira com todo tipo de proteção ativa e passiva, inclusive contra Drones… Ou seja muito mais preparado para o atual cenário de combate…

Tem peso de 59 toneladas, mas acho o melhor hoje para o Brasil, sem duvidas

https://rheinmetall-defence.com/en/rheinmetall_defence/systems_and_products/vehicle_systems/armoured_tracked_vehicles/panther_kf51/index.php

Joanderson
Joanderson
Reply to  Nicolas_SS
5 meses atrás

Vc disse que ele mencionou conflitos de paises mal armados e mal treinados ?
Vc sabe que a Rússia é uma das maiores potências militares do mundo né ???

Matheus
Matheus
Reply to  Joanderson
5 meses atrás

E são mal treinadas.
Mesmo caso aqui, segunda maior potencia militar das américas, mas com treinamento e equipamentos mediocres comparados com outros países menores.

José Luiz
José Luiz
Reply to  Nicolas_SS
5 meses atrás

Problema é o ataque no teto da viatura. A proteção principal é no frontal e o ataque no teto está tendo a mesma força que um impacto frontal. Assim fica muito difícil. Hoje contra o Javelin e NLAW não tem carro que resista em termos de blindagem. Pode ser Abrams, Merkava 4 nenhum tem proteção suficiente no teto da torre muito menos na parte superior do motor, no caso dos que tem motor na traseira.

Leonardo
Leonardo
Reply to  Plinio Carvalho
5 meses atrás

Na guerra entre Rússia e Ucrânia quase não tem uso de drones de ataque para destruir tanques , é a artilharia que está fazendo a festa com apoio de drones.

Diogo de araujo
Reply to  Plinio Carvalho
5 meses atrás

O duro deve ser avançar em um ambiente urbano sem tanque

Fábio Machado
Fábio Machado
Reply to  Plinio Carvalho
5 meses atrás

O que pode ter acabado é a doutrina de grandes formações blindadas da Rússia. Acho difícil acabar com o MBT, a infantaria não pode fazer tudo sozinha, ela ainda precisa do apoio proporcionado pelo poder de fogo dos tanques.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Plinio Carvalho
5 meses atrás

Fim não mas seu emprego será bastante diferente, em números muito menores, em forcas combinadas e jamais parados dando sopa para javelins ou artilharia!
O tanque do futuro só existirá com uma nova doutrina, esse modelo de divisão blindada que a Rússia esta empregando realmente morreu, é impossível sustentar este numero de baixas em um longo conflito!

Gabriel BR
Gabriel BR
5 meses atrás

Muito bom!!!!
mas acho que para o Brasil o ideal seria uma família de blindados como CV90 ou o K21 coreano. Peças intercambiáveis , economia de escala e padronização da manutenção.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Gabriel BR
5 meses atrás

O Brasil precisa de tanques de verdade, o CV90 e o K21 não são sequer tanques. São bonitinhos e bons IFVs mas não sobreviveriam em um confronto com MBTs. Por exemplo, um T-72 venezuelano resistiria a diversos disparos desses veículos, o contrário não ocorreria.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  sub urbano
5 meses atrás

A Venezuela deve ter uns 30 T-72 operacionais, uns spykes mandam os bolivarianos para a terra do pé junto.

Caerthal
Caerthal
Reply to  sub urbano
5 meses atrás

Nenhum sistema de armas deve ser pensado de forma a lutar isoladamente. Qualquer solução possui sérias deficiências de poder de fogo, mobilidade, proteção ou furtividade. A inteligência está em montar peças que ser reforcem e caibam dentro do orçamento. Coisa de para gente sagaz, não para inteligentinhos…

eliton
eliton
5 meses atrás

Panther, Tiger, Leopard, Puma, Dingo, Serval. Porque a Alemanha gosta tanto de felinos, eles representam algo na cultura deles?

ROBSON ROCHA
ROBSON ROCHA
Reply to  eliton
5 meses atrás

Não sei, provavelmente não. A tartaruga, como conceito, é um animal que tem mais a ver com um MBT, mas comercialmente, não iria ajudar muito, não.

Regis
Regis
Reply to  ROBSON ROCHA
5 meses atrás

No caso do Brasil poderiam mesmo chamá-lo de Tartaruga ou Jabuti, pois demoram pra tomar uma decisão sobre o vencedor da licitação, além da demora na liberação da verba para comprá-lo.

A6MZero
A6MZero
Reply to  eliton
5 meses atrás

Ahh mas o Dingo é um canino hehehe entrou nas nomenclaturas de penetra…

Brincadeiras de lado os felinos alemães são sempre grandes veículos de combate e impõe respeito.

Leonardo
Leonardo
Reply to  eliton
5 meses atrás

Acho que o motivo é só por serem nomes de predadores.

Ivo
Ivo
Reply to  eliton
5 meses atrás

Uai ….. Aqui se lá são felinos, aqui gostamos de nomear nossos blindados com nomes de serpentes nativas……. É algo que para os mandatários impõe respeito e que os adversários devem temer.

Maximos
Maximos
Reply to  eliton
5 meses atrás

Kkkkkkk, eu estava quase dormindo quando li isso.

Madmax
Madmax
Reply to  eliton
5 meses atrás

Táquilpariu kkkkkkkkk

Miguel Silva
Miguel Silva
5 meses atrás

O ‘prestígio’ alemão nessa área acabou com o comportamento pífio dos Leopard nas poucas vezes em que foi requisitado.
Tô fora!

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Miguel Silva
5 meses atrás

Bom mesmo é o prestígio dos MBTs Russos. Não se ouve reclamação nenhuma dos usuários (até porque é difícil você sobreviver pra reclamar de algo depois que ele é atingido).

IMG_20220613_144458.jpg
Mr.BlackWhite
Mr.BlackWhite
Reply to  Victor Filipe
5 meses atrás

Se as pessoas entendesses o minimo de engenharia antes de fazer memes, saberiam que o fato da torre ser ejetada diminui e muito a pressão da expansão da detonação no interior do veiculo. Não conheço a fundo sobre os MBTs Russos, mas sei que o resultado de uma explosão dessa magnitude em MBTs Ocidentais tampouco é bonita… Alias os T-72 são bastante obsoletos.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Miguel Silva
5 meses atrás

Vc confunde o desempenho do carro com a lambança de quem os empregava.

João Adaime
João Adaime
5 meses atrás

Não falaram em preço. Alguém tem ideia? Mais de 15 milhões de euros?
130 mm. E por aqui se cogita em Centauro 105 mm.

Hcosta
Hcosta
Reply to  João Adaime
5 meses atrás

Abrams: 6 milhões
Leclerc: +4 milhões, descontinuado
Leopard 2: 6 milhões

Não deve andar muito longe destes valores…

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Hcosta
5 meses atrás

Ah deve.
Tudo encareceu. Esses valores aí mesmo estão desatualizados.
Os mbts da Coreia do Sul, Japão, Índia e Turquia custam na base de U$ 10 bi.

Esse brinquedo aí, com torre de 130 mm, provavelmente esteja acima dos U$ 10 bi.

Flanker
Flanker
Reply to  Felipe Morais
5 meses atrás

U$ 10 mi, não bi.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Flanker
5 meses atrás

Kkkkkkkkkk Justamente. E não suficiente errar uma vez, tive que repetir.
É isso, U$ 10 mi.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Hcosta
5 meses atrás

O Leclerc está sendo oferecido para a Índia! Pode ser uma boa para o Brasil também

Varg
Varg
Reply to  Gabriel BR
5 meses atrás

Ué, mas a linha de produção do Leclerc não foi encerrada?

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Varg
5 meses atrás

Ao que parece pode ser reaberta com facilidade

Francisco
Francisco
Reply to  Gabriel BR
5 meses atrás

Caro Gabriel, equipamento militar precisa de confiabilidade, e sinceramente os produtos franceses carecem desse requisito, quem tem algum conhecimento em mecânica diesel sabe a que me refiro.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Francisco
5 meses atrás

O Leclerc já mostrou o valor dele em combate varias vezes no Iemen. vale cada centavo investido!

Francisco
Francisco
Reply to  Gabriel BR
5 meses atrás

Desculpe discordar mas trabalho com equipamentos pesados a diesel e em hipótese alguma trocaria os equipamentos alemães seja pelos franceses ou pelos italianos.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Francisco
5 meses atrás

Eu tenho uma opinião muito diferente , para mim equipamento alemão é caro e tem um desempenho bem similar

Francisco
Francisco
Reply to  Gabriel BR
5 meses atrás

Só por curiosidade você viu que o Leclerc é mais caro do que o Leopard, ambos última versão, e depois vem o principal problema quando se começa a operar equipamentos a manutenção, e nesse quesito o equipamento alemão gostemos ou não da muito mas muito menos problema, não sei em que área você atua amigo mas a indústria metalmecânica alemã é quase insuperável, falo pois possuo boa experiência nessa área, isso não quer dizer que sou o dono da verdade.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Hcosta
5 meses atrás

No campo do chutometro eu duvido qualquer coisa menor que 9!

Hcosta
Hcosta
Reply to  Carlos Gallani
5 meses atrás

Este também é um veículo de demonstração. Com o equipamento completo.
Motor é o mesmo do Leo, novo canhão com auto loader, será muito mais caro?

João Adaime
João Adaime
Reply to  Hcosta
5 meses atrás

Caro Hcosta
Me baseei no K2 coreano (8.500.000 de dólares em 2009) e no Type 10 japonês (9.400.000 de dólares em 2014).
Realmente, são mais caros do que os europeus e o norte-americano.
Aguardemos.
Abraço

Hcosta
Hcosta
Reply to  João Adaime
5 meses atrás

Mas nesses casos temos de acrescentar o preço de produzir e desenvolver localmente e da escala de produção.

Vamos ver. Talvez seja possível comparar com Lynx. O deferencial entre os restantes IFV/CFV seja o mesmo entre o Panther e os outros MBT’s….?

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Hcosta
5 meses atrás

Duvido muito que seja apenas isso.
Coloca aí pacotes adicionais de blindagem, sistemas do tipo Thropy, e sem contar o pacote de manutenção e sobressalentes, e veja o valor triplicar ou quadruplicar.

Barak MX para o Brasil
Barak MX para o Brasil
Reply to  João Adaime
5 meses atrás

O Centauro oferecido é de 120mm.

João Adaime
João Adaime
Reply to  Barak MX para o Brasil
5 meses atrás

Prezado Barak
Segundo publicado aqui mesmo no Forças Terrestres, foi oferecido o Centauro I de 105 mm. Mas nada impede que a gente compre o II de 120 mm, porém aí são outros quinhentos.
Abraço

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  João Adaime
5 meses atrás

Já temos os 3 finalistas Centauro 2 120mm , ST1 Norinco 105mm e LAV 700. NADA de centauro 1

João Adaime
João Adaime
Reply to  Gabriel BR
5 meses atrás

Caro Gabriel
O Exército colocou como condição da concorrência os canhões de 105 mm ou 120 mm. Qualquer um serve.
O problema está aí. O Centauro II permite usar 120 mm ou 105 mm. Os outros dois usam o canhão de 105 mm.
A propósito, a munição de 105 mm custa 1/3 do valor da de 120 mm. Se os militares pensarem com o bolso, já viu né.
Abraço

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  João Adaime
5 meses atrás

Esse tipo de economia não vale a pena

Luís Henrique
Luís Henrique
5 meses atrás

Muito top.
Canhão de 130 mm da Rheinmettal, eles dizem que supera em mais de 50% os canhões atuais de 120 mm. O alcance efetivo do tiro e poder de penetração muito superior.

O MBT tem peso de combate de 59 Toneladas.

Proteção ativa, passiva e reativa.
Proteção contra drones.

top demais.
Mas deverá ser caríssimo.

PauloOsk
PauloOsk
Reply to  Luís Henrique
5 meses atrás

O problema deve ser a durabilidade do canhao, a paulada eh grande demais. haha

Mr.BlackWhite
Mr.BlackWhite
Reply to  PauloOsk
5 meses atrás

Um obuseiro autopropulsado carrega canhões de 155mm; Não acredito que a diferença entre o custo de manutenção de um de 120mm para o de 130mm seja tão significativo.

Leonardo
Leonardo
5 meses atrás

Só faltou uma torre não tripulada como o ARMATA
Será que tem defesas ativas contra mísseis que vem de cima?

Mafix
Mafix
Reply to  Leonardo
5 meses atrás

Ele lança até um drone, não sei é um drone bomba ou um drone de reconhecimento .

Joe
Joe
Reply to  Leonardo
5 meses atrás

O Armata é só para desfiles.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Leonardo
5 meses atrás

Sim ele tem o Top attack protection system (TAPS). Um sistema dedicado para ameaças que vem de cima.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
5 meses atrás

Te amo Alemanha!

Henrique
Henrique
5 meses atrás

Será que será tão bem sucedido quanto os Leopard?

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Henrique
5 meses atrás

Já viu algo alemão não ser melhor que seu antecessor?

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Inimigo do Estado
5 meses atrás

no mercado civil o mundo inteiro já viu , principalmente carros.

Jorge Augusto
Jorge Augusto
Reply to  Inimigo do Estado
5 meses atrás

É piada isso? Volks? Dieselgate?

Donald
5 meses atrás

Se a Alemanha quiser volta a ser uma super-potência militar como sempre foi. Tecnologias, dinheiro e parques industriais eles têm basta vontade política. Não seria inteligente acordar a nação de Bismarck.

Curiango
Curiango
Reply to  Donald
5 meses atrás

O problema é q ela está permanentemente ocupada por uma grande potência

Augusto L
Augusto L
5 meses atrás

Acho o conceito errado. Acredito que as plataformas de MBT a serem desenvolvidas devem contemplar apenas esses quesitos; 1 – Redução do custo de desenvolvimento; 2 – Redução do custo de produção; 3 – Plataforma aberta, com grande capacidade de atualização; 4 – Canhão com capacidade de disparo de mais munições inteligentes e talvez em ate modos indiretos; 5 – Sensores de extremo longo alcance para detecção de ameaças e seleção de alvos; 6 – Automação das busca de alvos e ameaças com IA; 7 – Defesa ativa. O aumento da blindagem e um maior canhão não compensam o dinheiro,… Read more »

Last edited 5 meses atrás by Augusto L
Hcosta
Hcosta
Reply to  Augusto L
5 meses atrás

Faz lembrar os requisitos para o projeto da nova família de blindados dos EUA que foi cancelado. Penso que só fizeram um protótipo da versão NLOS.

https://en.wikipedia.org/wiki/Future_Combat_Systems_Manned_Ground_Vehicles

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Augusto L
5 meses atrás

Ele possui defesa ativa. Veja, do site do fabricante: SurvivabilityThe Panther employs a ground-breaking, fully integrated, comprehensive, weight-optimised survivability concept. In addition to classic measures, the Panther’s digital architecture enables on and off-board survivability, with active, reactive and passive protection technologies. The Panther is configured with a pre-shot detection capability, enabling it to strike first. Threats from above are defeated by the Rheinmetall TAPS (Top Attack Protection System). The ROSY smoke obscurance system is provided as part of the survivability system, which fully integrates with the digitised architecture to allow additional defence measures. The standout survivability feature is undoubtedly the… Read more »

NashArrow
NashArrow
5 meses atrás

Algum editor da trilogia vai estar presente na Eurosatory 2022?

Material arquivo
Material arquivo
5 meses atrás

E o Putin matando russos dentro de T-60 do paleolítico kkkkkkkkkk cada país com seus políticos.

L G
L G
5 meses atrás

Em agosto de 1945 a Rússia lançou a operação tempestade de agosto. Nesse mês a Rússia invadiu metade da China que estava sob controle japonês. Depois que a Alemanha foi derrotada no começo de março a Rússia enviou um Exército de 1.500.000 soldados, 6.000 tanques, 4.000 aeronaves através da transiberiana e atacou o Exército japonês de 1.000.000 homens que ocupava a China Manchúria. Em poucas semanas os russos ocuparam um território maior que a Europa. E pegou as armas que capturou dos japoneses e entregou para Mão Zedong ,que formou um grande exército e em 1949 conquistou toda a China.… Read more »

Material arquivo
Material arquivo
Reply to  L G
5 meses atrás

Kkkkkkkkkk só faltou você lembrar que sem EUA e Reino Unido a URSS teria caído facilmente diante do exército alemão.
Outra coisa, hitler e Mussolini foram doidos, invadiram para todos os lados, se o foco fosse Moscou teriam ocupado.

L G
L G
Reply to  Material arquivo
5 meses atrás

Verdade o erro de Hitler foi ter lançado a invasão da Rússia, senão os alemães estariam controlando a Europa até hoje. Há más a Alemanha com a França controlam a Europa hoje. Deu certo pôr outros caminhos. Vamos estudar pessoal.

L G
L G
Reply to  Material arquivo
5 meses atrás

Só deus sabe o que teria acontecido sem a invasão da Rússia. Vamos estudar pessoal.

Mr.BlackWhite
Mr.BlackWhite
Reply to  Material arquivo
5 meses atrás

Na verdade a Operação Barbarossa já havia falhado no verão de 1942, os EUA sequer haviam de fato entrado na guerra ainda. Principalmente no palco Europeu. A estratégia Alemã de blitzkrieg falhou por terem subestimado o inimigo, estenderam um front de batalha longo demais para manter a operação.

J-20
J-20
Reply to  L G
5 meses atrás

Tem tanta coisa errada nesse seu comentário que nem farei questão de corrigir ponto a ponto kkk

Flanker
Flanker
Reply to  L G
5 meses atrás

De Novo com tuas divagações totalmente fora do assunto?? Terminou teu medicamento antipsicótico?

Teropode
5 meses atrás

Eita que os nacionalistas alemães abriram um sorriso de orelha a orelha !

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Teropode
5 meses atrás
Teropode
Reply to  Inimigo do Estado
5 meses atrás

Não entendi sua intenção , assim como não entendo as intenções de meus vermes intestinais , Sorry !

J-20
J-20
5 meses atrás

Uma evolução óbvia do design do Leopard 2A5,6,7.
Mantém a clássica frente da torre em forma de flecha, mas redesenha as linhas para ter uma maior furtividade. E ao contrário dos russos e norte-americanos, me parece que eles não optaram por uma torre 100% remota.

rui mendes
rui mendes
Reply to  J-20
5 meses atrás

Qual é o MBT Americano, que tem torre totalmente remota?

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  rui mendes
5 meses atrás

Eu penso que os americanos não estão errados não , para mim essa automação toda que promovem nos projetos europeus pode trazer muita dor de cabeça.

J-20
J-20
Reply to  rui mendes
5 meses atrás

3 dos 4 desenhos para um novo MBT para substituir o Abrams foram divulgados e 2 deles tinham torre remota. Isso mostra que os EUA tem um interesse por esse tipo de veículo.
O quarto desenho não foi divulgado, pois parece que foi o preferido dos soldados entrevistados.
Pode ser que isso não passe de uma pesquisa no exército, mas eles precisam encontrar um novo veículo, pois o Abrams tem ficado cada vez mais pesado a cada atualização que fazem.

Cidadão Cinzento
Cidadão Cinzento
5 meses atrás

Panther é um bom nome, mas preferiria Maus ou Ratte

ORIVALDO
ORIVALDO
5 meses atrás

O bicho é bonito e imponente, mas penso eu : vale a pena ter um monstro desse, que deverá custar milhões de euros ?

Varg
Varg
Reply to  ORIVALDO
5 meses atrás

Para quem tem $$$ e boa doutrina no uso dos blindados, como os alemães, vale.

sub urbano
sub urbano
5 meses atrás

É um MBT com conceitos mais soviéticos que ocidentais. Estão prometendo um veículo com menos de 50 toneladas em contraposição aos monstros de 70 toneladas do ocidente. E o canhão de alma lisa já adotado nos ultimos projetos ocidentais e consagrado nos designs soviéticos desde os anos 60. Deverá também abandonar a tripulação de 4 homens, automatizando a torreta e adotar uma guarnição de 3 operadores como os russos ja fazem desde os anos 60. Pra quem tinha duvida de quem faz melhores tanques está aí a resposta dos proprios alemães. O nome Panther em contraposição ao Armata deve ser… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  sub urbano
5 meses atrás

No site da Rheinmetall o peso do MBT é de 59 toneladas. Ainda bem abaixo das 73 toneladas do M1a2 SepV3.

Antunes 1980
Antunes 1980
5 meses atrás

Incrível, infelizmente o custo deste monstro é totalmente proibitivo.
No hemisfério sul ele não terá nenhum cliente.

Last edited 5 meses atrás by Antunes 1980
Antonio Cançado
5 meses atrás

Aparentemente o melhor tanque do mundo substituindo o melhor tanque do mundo.
E o nome Panther promete, é garantia de coisa boa.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Antonio Cançado
5 meses atrás

há controversias

Mercenário
Mercenário
Reply to  Antonio Cançado
5 meses atrás

Ele não é o projeto oficial apoiado pelo governo alemão para o novo MBT.

É um protótipo com chassis de Leopard 2 e uma nova torre (canhão, sensores, APS, etc).

Hcosta
Hcosta
Reply to  Antonio Cançado
5 meses atrás
Carlos Campos
Carlos Campos
5 meses atrás

Bem interessante, mas achava que a França ia ser parrceira nesse novo tanque, agora é esperar o que os Franceses vão mostar, ambos na época que foram pensados eram para ser superior ao T14 Armata, bora ver como vão reagir também os americanos, visto que o Abrams agora parece um vovô comprado a esse MBT

rui mendes
rui mendes
Reply to  Carlos Campos
5 meses atrás

O Abrams M1A2sep3, igual aos vendidos aos Polacos, são actualíssimos.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  rui mendes
5 meses atrás

actualíssimos, sim, mas esse e o T14 me parecem superior.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  rui mendes
5 meses atrás

O Abrams é um projecto top !!!! Não ficam devendo para ninguém

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Carlos Campos
5 meses atrás

O MBT em parceria é o MGCS e por enquanto continua, é uma parceria entre a alemã Krauss Maffei Wegmann (Leopard 2) e a francesa Nexter (Leclerc). Este MBT apresentado é de outra empresa alemã, a Rheinmetall e é um projeto solo. Eles não estão felizes de ficar em segundo plano e pretendem convencer os militares alemães que um MBT próprio é melhor que um binacional.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Luís Henrique
5 meses atrás

então já ganharam kkkkkkk achei esse bem legal, e pelo visto até o gerenciamento de projeto foi melhor, pq já até saiu, eu li que o franco germânico vai ter um sistema de guerra em rede, bora ver como vai ser.

dretor
dretor
5 meses atrás

Sera mesmo que é NOVO? ou e so mais um leopard 2 com “kitisinho visual” e blindagem adicional…… sei nao em “NOVO”

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  dretor
5 meses atrás

O Leo 2 é produto da Krauss Maffei Wegmann. Esta empresa está desenvolvendo o MGCS em conjunto com a Nexter francesa.
A Rheinmetall é outra empresa alemã que produz o canhão de 120 mm usado no Leopard 2 e em vários outros MBT.

Este KF51 é um produto exclusivo da Rheinmetall, sem parceria com os franceses e sem parceria com a Krauss Maffei Wegmann.

Alessandro
Alessandro
5 meses atrás

A silhueta da torre me parece ser ainda mais baixa que os leo2 oq dificulta para os inimigos, pensei que a torre fosse no estilo do Armata “não tripulada”, mas parece que não é uma pena pois gostei do conceito russo, mas se tem uma coisa que alemães sabem fazer muito bem é tanques de guerra, infelizmente não veremos um desses em nossa região, os valores com toda certeza deve ser proibitivos para países subdesenvolvidos.

Last edited 5 meses atrás by Alessandro
Machado
Machado
5 meses atrás

Os Russos e Alemães sempre na vanguarda nessa área. Os melhores do mundo

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Machado
5 meses atrás

O ingleses também mandam bem pra caramba seguido de perto pelos franceses

Luciano
Luciano
5 meses atrás

Gente…130 mm…um dia desses vamos ter canhões de 152 em MBTs!

Ten Murphy
Ten Murphy
5 meses atrás

É possível fazer um carro de combate com titânio, grafeno e aço para ter o dobro de proteção pela metade do peso? Quanto isso poderia aumentar no preço? O custo-benefício não compensaria?

Heinz
Heinz
5 meses atrás

Que máquina!
E ainda veio com o nome do melhor tanque médio da segunda guerra.
Panther!

Nelson Junior
Nelson Junior
5 meses atrás

Mesmo que seja “extremamente” caro, acho muito mas vantajoso o EB adquirir menos unidades desse MBT que com certeza é o melhor do mercado em todos os quesitos, e para fazer “volume” segura alguns L1A5BR atualizados mesmo, ou adiciona alguns Linxs KF-41, o que daria versatilidade a brigada mecanizada …
Mas vale qualidade do que quantidade, acho que isso ficou bem claro na Ucrânia

Jonathan Pôrto
Jonathan Pôrto
5 meses atrás

Já dá pra ter uma noção como seria o Osório do século 21 !! #sqñ

Últimas Notícias

Medvedev da Rússia adverte a OTAN sobre o fornecimento de sistemas Patriot à Ucrânia

(Reuters) - O ex-presidente russo Dmitry Medvedev alertou a Otan nesta terça-feira (29) contra o fornecimento de sistemas de...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -