sexta-feira, agosto 19, 2022

Saab RBS 70NG

Recrutas russos passarão por 30 dias de treinamentos antes de serem enviados à Ucrânia

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Kateryna Stepanenko com George Barros e Frederick W. Kagan

A Federação Russa lançou uma campanha em larga escala para formar batalhões voluntários nos 85 “estados federais” (ou regiões) que compõem a federação. O recrutamento para alguns batalhões de voluntários começou em junho, mas se intensificou em julho, com novas unidades de voluntários sendo relatadas diariamente. Os batalhões aparentemente serão compostos por cerca de 400 homens com idades entre 18 e 60 anos. Eles formarão várias unidades, incluindo infantaria motorizada, cavalaria e infantaria naval, mas também logística. Os recrutas não precisam ter serviço militar prévio e passarão por apenas 30 dias de treinamento antes de serem enviados para a Ucrânia.

Esse esforço de recrutamento provavelmente será caro se chegar perto de atingir suas metas. Parece que o Ministério da Defesa russo pagará os salários dos voluntários enquanto os “estados federais” pagarão seus bônus de alistamento. Os salários geralmente começam em cerca de US$ 3.000 por mês por soldado ou cerca de US$ 1,2 milhão por mês por unidade de 400 homens. Os bônus de alistamento oferecidos por pelo menos algumas unidades parecem ser aproximadamente o salário de um mês. Se o esforço para gerar 85 batalhões com 400 homens cada, isso traria mais 34.000 voluntários para a luta ao custo de cerca de US$ 102 milhões por mês apenas em salário. Considerando que os 30 dias de treinamento que os voluntários receberão antes de entrar em combate não produzirão soldados prontos para o combate, esse preço é muito alto. Os voluntários receberão status de veterano e benefícios se servirem na Ucrânia, além de seus salários e bônus, além de seus salários e bônus, um compromisso fiscal que aumentará o orçamento da Federação Russa por décadas.

Essas unidades provavelmente produzirão “soldados” de qualidade inferior aos recrutas normais do exército russo a preços próximos aos dos soldados profissionais. É um expediente notável que sugere que o presidente russo Vladimir Putin continua relutante em obrigar seu povo a lutar e incapaz de atraí-los para lutar voluntariamente sem incentivos consideráveis.

FONTE: ISW

- Advertisement -

39 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

39 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Homens de 60 anos treinando por 30 dias para serem enviados para a linha de frente…

“Mas tá tudo indo conforme o planejado”

Joe
Joe
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Situação precária do exército russo. E isso lutando contra um país falido em sua fronteira. Sem condição alguma de enfrentar um conflito maior.

Bosco
Bosco
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

O exercito russo está utilizando só 2% da sua capacidade.

Henrique
Henrique
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Recruta de 60 anos vai ser o líder do pelotão pq ele lutou na Guerra do Afeganistão quando tinha 18-20

Russia FAIL.jpg
Wellington jr
Wellington jr
1 mês atrás

Creio que esses recrutas não vao a linha de frente e sim vão substituir tropas experiente que estão estacionadas para proteção e segurança de território.

gordo
gordo
Reply to  Wellington jr
1 mês atrás

Pensei o mesmo, não faz sentido mandar para a linha de frente e cabe aqui ressaltar o tamanho do efetivo que a Rússia está usando e o que está sendo reservado para uma eventual escalada. Tenho para mim que pela parte da Rússia o objetivo é consolidar o Donbas e isso aparentemente está perto. Não vai demorar e os ventos frios do Norte vão dar uma esfriada nos ânimos de Europeus e favorecer a Rússia com uma certa pressão para que Kiev acabe aceitando termos. O gás Russo tem força.

Nicolas_SS
Nicolas_SS
1 mês atrás

A Rússia está se preparando para 3 Guerra Mundial, já que a guerra na ucrânia acabou há mais de 100 dias, pois a Ucrânia capitulou no terceiro dia de guerra.

Mcruel
Mcruel
Reply to  Nicolas_SS
1 mês atrás

É mais fácil K-Pop conquistar a Ucrânia do que a Rússia fazê-lo.

Eromaster
Eromaster
1 mês atrás

Essas informações não são confiáveis.
Um país que tem tradição militar como a Rússia, jamais enviaria voluntários com 30 dias de treinamento e sem treinamento militar para campo de batalha, isso seria um suicídio. As mídias ocidentais estão em guerras de desinformações constantes contra a Rússia.

Quem está fazendo isso direto é a Ucrânia e não a Rússia.

Last edited 1 mês atrás by Eromaster
Hcosta
Hcosta
Reply to  Eromaster
1 mês atrás

Jamais…
E baseado na tradição militar da Rússia…

dfa
dfa
Reply to  Eromaster
1 mês atrás

“Tradição militar russa”…pois…acho que você está em negação ou simplesmente enganado.

Basta ler um pouco e perceber que a Rússia sempre teve uma pequena parte profissional e uma enorme quantidade de conscritos e que nunca teve problemas em enviá-los com pouco treinamento para linhas da frente.
Nem precisa de ir longe para buscar exemplo, na primeira guerra da Tchetchênia os russos foram massacrados e um dos motivos foi sem dúvida a falta de treinamento de seus homens que em sua maioria eram conscritos.

Henrique
Henrique
1 mês atrás

Os russos não tem uma reserva de homens treinados? A Rússia parece mesmo país de terceiro mundo, tudo é feito de improviso e encima da hora.

Henrique
Henrique
1 mês atrás

Pra mim alistamento obrigatório existe pra criar uma reserva de homens treinados que podem ser mobilizados rapidamente em caso de guerra.
Os russos sempre mantiveram o SMO deles, eles não podem mobilizar esse pessoal?

Henrique
Henrique
Reply to  Henrique
1 mês atrás

A mobilização teria impacto significativo na governança do Putin afetando a estabilidade dele no cargo a ponto dele ser convidado a se retirar pra outra vida
(dependendo dos problemas que a mobilização geraria)

Last edited 1 mês atrás by Henrique
ALISON
ALISON
Reply to  Henrique
30 dias atrás

so poderia usar essa reserva se declara Guerra, coisa que ele nao fez ainda.

Bosco
Bosco
1 mês atrás

O moedor de carne russos é original. Ele tem duas entradas e duas saídas.
E está trabalhando com força total.

Fabricio Lustosa
Fabricio Lustosa
1 mês atrás

“Ukraine’s high casualty rate could bring war to tipping point – The sheer number – more than 20,000 casualties a month – raises questions about what state Ukraine’s army will be in if the war drags on into the autumn. The same is true for the Russians too, of course. But the invaders already control large chunks of Ukraine, and they can pause the fighting with the territorial upper hand. – Western officials prefer not to discuss the impact of the war on the defenders, instead highlighting the problems for the Russians in their briefings. This week, one of those… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Fabricio Lustosa
1 mês atrás

Que país está a confrontar a OTAN?
E qual foi a guerra que a OTAN começou?

Ainda há doidos que acham que isto é por causa da OTAN…
Se for por aí, a Rússia está a perder ainda mais do que na Ucrânia. Dois países que irão aderir e, ainda mais relevante, o aumento generalizado do orçamento militar.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Fabricio Lustosa
1 mês atrás

Podem morrer quantos ucranianos forem, eles estão defendendo a integridade territorial do seu país, que foi invadido e corre o risco de ser anexado à Rússia.
Já os russos, estão indo lutar pelo capricho do governante, que criou essa guerra por vontade própria.

Last edited 1 mês atrás by EduardoSP
Alberto
Alberto
1 mês atrás

São tropas para a reserva, na linha de frente os russos vão devagar, sem pressa, aniquilando com sua esmagadora artilharia e usando as tropas de infantaria mais experientes para ocupar.

Andre
Andre
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Napoleão deve estar muito orgulhoso de ver suas táticas ainda em uso em pleno sec XXI, já Jukov deve lamentar não estar mais vivo.

Agnelo
Agnelo
1 mês atrás

O problema não é ser recruta ou não. É o pouco treinamento.
O recruta com 9 meses de serviço ainda é recruta, mas pode estar bem preparado.
Agora…. 30 dias……

737-800RJ
737-800RJ
Reply to  Agnelo
1 mês atrás

Isso que eu tava pensando. Em 30 dias você aprende o básico do básico, mas não é o suficiente nem ferrando!
A não ser que o sujeito tenha experiência prévia de combate, mas mesmo assim 1 mês ainda é pouco pra retomar o ritmo…

Agnelo
Agnelo
Reply to  737-800RJ
1 mês atrás

Muitíssimo pouco. Sao necessários 3 meses de básico e pelo menos 1 pra qualificar o soldado na função dele. Nesses 4 meses, é desenvolvida a área psicomotora do sujeito também. Em normalidade, pelo menos 6 meses de adestramento já incluído na fração dele. Em “não normalidade”, pelo menos 1 mês de intenso adestramento. Ou seja, são 5 meses mínimos pra alguém ser preparado com sua fração. Pra ser pouco!!!!! Imagine 1 mês….. Com um mês, só da pra pegar o pessoal q passou pelo TG, q lá não tem, e prepará-lo pra tarefas q já trazem de sua profissao, só… Read more »

Nick
Nick
1 mês atrás

Russia tem a vantagem da artilharia e números, mas tem de resolver logo. Custa caro manter um front aberto e se periga vira um novo Afeganistão.

Heinz
Heinz
Reply to  Nick
1 mês atrás

É exatamente sobre isso, ninguém duvida que a Rússia va alcançar seus objetivos, pelo menos em Donbass, a questão é manter, o perigo de se tornar um “novo afeganistão” é grande.

Nemo
Nemo
1 mês atrás

Como o The Guardian está 100% Ucrânia e “aumenta, mas não inventa”; acho a informação confiável. O maior problema da Ucrânia é que a Rússia está fortalecendo as posições defensivas no Sul e no Leste. Como todos sabem há vantagem militar nas posições de defesa. Caso a guerra se prolongue até novembro/dezembro a Ucrânia enfrentará os mesmos problemas que is russos enfrentaram no início do conflito com o inverno. Esta guerra deve se prolongar e os efeitos econômicos vão se espalhar pelo mundo, inclusive aqui

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Quer ver os otanbots ir ao delírio, o governo Russo deve realizar referendo nessas regiões para saber se os moradores desejam ser parte do território da RF e não repúblicas autonomas como estava nos acordos de Minsk, se referendo for a favor de fazer parte do territorio da RF, qualquer ataque ao solo da Russia permite segundo as leis Russas utilizar aquelas armas que ainda não foram empregadas, imagina o arraso.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Nilton L Junior
1 mês atrás

Você esta ligado que referendo em zona ocupada militarmente por uma nação estrangeira não tem valor nenhum. Só prova que a guerra é por anexação de território. Outra coisa os Russos não vão usar armas nucleares, o unico maluco é o Putin, quem está abaixo dele e os oligarcas que financiam a economia Russa não vão aceitar uma guerra nuclear só porque o Hitler de Moscou quer.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Nilton L Junior
1 mês atrás

E será que a Rússia queria anexar esses territórios? Ou queria que fossem usados para sabotar a política interna e externa da Ucrânia?

Agora devem serem anexados. A Rússia tem que arranjar algum prémio de consolação…

E com a maior parte da população deslocada nenhum referendo terá alguma validade.
Ainda para mais os referendos que a Rússia costuma fazer.

Andre
Andre
1 mês atrás

Ué, já não alcançaram o objetivo de proteger os cidadãos “russos” em Donbass? Vão enviar recrutas com 30 dias de treinamento para que?

T62, recrutas praticamente sem treinamento, s300 para atacar alvo terrestre…o desespero está grande.

Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

30 dias é muito pouco. Isso evidencia a grande necessidade de tropas, devido ao número gigantesco de perdas nas fileiras russas.
Daqui a alguns meses a idade máxima será 70 anos e 5 dias de treinamento.

Henrique
Henrique
Reply to  Antunes 1980
1 mês atrás

Mas por que não mobiliza as reservas? O Putin vai pra guerra mas tem medo das consequências da guerra no povo russo, aí inventa todo tipo de gambiarra pra conseguir mais homens pra não precisar fazer a mobilização total.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Porque se ele declarar guerra ele não vai poder anexar território, se o fizer pode se isolar e até piorar a situação econômica pois nem a China iria apoiar.

Henrique
Henrique
Reply to  Wellington jr
1 mês atrás

A prioridade primeira deveria ser vencer a guerra não é mesmo? Do outro lá há mobilização.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Serão tropas de reserva para não ter de declarar estado de guerra?
Uma forma de usarem essas reservas mas dando outro nome

Uma manobra política para continuar a enganar o povo Russo?
Como os “separatistas” eram mercenários?

butzke
butzke
Reply to  Antunes 1980
30 dias atrás

Certeza que as baixas estão sendo pesadas dos dois lados da Russia e da Ucrania, a diferença é que os Russos utilizam a tatica de onda humana , enviam muita gente para a linha de frente e se morrer substituem por outro , ja fizeram isso na segunda guerra conseguindo vitorias as custas de pesadas baixas , e estão fazendo novamente, tanto russia quanto ucrania mentem quando falam de baixas , mas no caso da Ucrania acredito ser mais dificil repor as vidas perdidas , ja os russos com essa politica de onda humana vão enviando cada vez mais coitados… Read more »

Henrique
Henrique
1 mês atrás

Com 400 homens esses batalhões são bem pequenos.

Binho
Binho
1 mês atrás

Ue, cadê Exercito regular da Russia?

Últimas Notícias

Brasil e Coreia do Sul fecham acordo para produção de semicondutores da Samsung no país

O Brasil e a Coreia do Sul estão fechando acordos para a construção de uma fábrica de chips semicondutores...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -