domingo, dezembro 4, 2022

Saab RBS 70NG

Internacionalização da Amazônia

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Iniciativa colombiana de chamar a Otan e os EUA para ter presença na Amazônia, do ponto de vista do Brasil, se confirmada, é de extrema gravidade

Rubens Barbosa*
11 de outubro de 2022

O presidente da Colômbia, Gustavo Petro, em entrevista recente, deu informações sobre entendimentos mantidos com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e com os EUA para, “em vista da importância da crise climática, ter ajuda na região da Floresta Amazônica”. Disse que “tinha conseguido alcançar importantes objetivos com os EUA e a Otan”. “Com os EUA, o que estou tentando é levar o diálogo para outras áreas, além do combate às drogas, que fracassou.” “Foi criada a primeira unidade militar, com 12 helicópteros Black Hawk, mais de polícia do que militar, para ajudar a combater as queimadas na Amazônia.” “Será uma mudança completa no que a ajuda militar dos EUA tem sido até aqui. É uma grande conquista. Já há três helicópteros em ação. Vou continuar nesta linha porque me parece que neste caminho podemos construir um diálogo muito mais positivo com os EUA.” Por outro lado, Petro mencionou que “o objetivo das conversas com a Otan, da qual somos parte, é trazer a Organização do Tratado do Atlântico Norte para cuidar da Floresta Amazônica, para emprestar colaboração tecnológica”.

A Colômbia mantém, desde 2015, um acordo de cooperação com a Otan no tocante a segurança eletrônica, marítima, crime organizado e terrorismo. A Colômbia é o único parceiro global latino-americano da Otan e o primeiro país sul-americano a concluir um acordo de cooperação com a organização.

A aproximação com a Otan naquela época, por influência dos EUA, pode ser atribuída à presença da Rússia e da China na Venezuela e às tensões ideológicas e políticas com o vizinho, cuja relação está hoje normalizada. Por outro lado, Joe Biden, no dia 21 de setembro passado, em comunicação à presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, formalizou a designação da Colômbia como um aliado estratégico fora da Otan. Em comunicado divulgado pela Casa Branca, Biden afirma que essa designação é “um reconhecimento da importância da relação entre os EUA e a Colômbia e das contribuições cruciais da Colômbia para a segurança regional e internacional”. “A Colômbia é a pedra angular de nossos esforços compartilhados para construir um hemisfério próspero, seguro e democrático.” O status de “aliado importante não pertencente à Otan” é concedido pelos EUA a 18 países, com benefícios em questões militares e comerciais, inclusive a Argentina, desde 1998, e o Brasil, desde 2019, incluído por Donald Trump, até agora os únicos latino-americanos.

A iniciativa colombiana de chamar a Otan e os EUA para ter presença na Amazônia deve ser vista com cautela, mas, do ponto de vista do Brasil, se confirmada, é de extrema gravidade por suas possíveis implicações estratégicas, ambientais, políticas e de defesa.

O novo conceito estratégico da Aliança Atlântica definido em 2010 ampliou o escopo e o raio de atuação da aliança – não mais restrito ao teatro europeu, como ocorre hoje no conflito na Ucrânia e no Indo-pacífico. Uma interpretação literal desse conceito indica que a Otan passaria a poder intervir em qualquer parte do mundo, inclusive no Atlântico Sul, para defender os interesses dos países-membros em áreas como agressões ao meio ambiente, antiterrorismo, ações humanitárias, tráfico de drogas, ameaças à democracia, entre outras. O governo brasileiro, naquele momento, por meio do então ministro da Defesa, Nelson Jobim, expressou reservas “às iniciativas que procurem, de alguma forma, associar o ‘norte do Atlântico’ ao ‘sul do Atlântico’, área geoestratégica de interesse vital para o Brasil”. “As questões de segurança relacionadas às duas metades desse oceano são distintas.”

Mais de dez anos depois, as considerações de Jobim, que refletiam o pensamento prevalecente entre os militares e o da diplomacia nacional, são ainda mais relevantes, no contexto da adesão colombiana à estrutura da Otan e da anunciada intenção dos EUA de retomar sua influência no Hemisfério Ocidental, em face da presença crescente da China e da Rússia na América do Sul, numa espécie de ressurreição da Doutrina Monroe.

Além dessas considerações estratégicas, há duas preocupações permanentes do governo brasileiro, em particular das Forças Armadas e do Itamaraty: a internacionalização da Amazônia e a criação de bases militares de países de fora da região em países vizinhos – ambas possibilidades presentes na evolução futura da posição da Colômbia. Sem falar na perspectiva de aumento das tensões em nossa fronteira, pela presença da China e da Rússia na Venezuela. O vácuo de soberania existente em partes da Amazônia e a ausência de uma política externa proativa na América do Sul, inclusive pela necessidade, neste caso, de invocação do Tratado de Cooperação Amazônica, abrem caminho para que iniciativas como a anunciada pelo presidente colombiano preencham o vazio deixado pela omissão voluntária da maior nação do subcontinente.

Como parte da inserção soberana no cenário global, é urgente restabelecer a prioridade para o entorno geográfico, com uma nova atitude em relação à Amazônia. Sem isso, crescem os riscos de o Brasil ter de lidar com desdobramentos estratégicos imprevisíveis no seu entorno, determinados por atores estrangeiros e potencialmente contrários aos interesses nacionais.

*PRESIDENTE DO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS E COMÉRCIO EXTERIOR (IRICE)

FONTE: O Estado de S.Paulo

- Advertisement -

229 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

229 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Realista
Realista
1 mês atrás

0 chance disso acontecer é tudo invenção dos comun4, afinal temos nosso anjo protetor (EUA) ..

Tem patriotas aqui que receberia a otan de braços abertos !

Caravaggio
Caravaggio
Reply to  Realista
1 mês atrás

Patriotas ou entreguistas?

Carlos Pietro
Carlos Pietro
Reply to  Caravaggio
1 mês atrás

Boa noite, entreguistas, que prestam continência para bandeira estrangeira. Infelizmente.

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Carlos Pietro
1 mês atrás

Patriotas são aqueles que queimam e pisam na bandeira nacional?

Lucas
Lucas
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

Isso que vc fez se chama “exclusão do meio termo”.
E não. Vc não ganhou a discussão com esse argumento.

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  Lucas
1 mês atrás

Ele não ganhou a discussão, ele mostrou o outro lado da moeda, em resposta ao esquerdista que falou em subserviência a estrangeiros.
Você também não mostrou argumento algum. É o outro fez uma tremenda falácia non sequitur

Last edited 1 mês atrás by Lúcio Sátiro
Jesus Baccaro
Jesus Baccaro
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

Patriotas são aqueles que dão valor ao seu povo e não apenas ao território.
E patriotismo não é usar uma bandeira DE TODOS como símbolo de uma depravação que é o que o quase-Ex espalha pelo Brasil.

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  Jesus Baccaro
1 mês atrás

Nem muito menos trocar a bandeira do país pela de um partido que acha que o Brasil é o seu feudo.
E o território é um dos elementos que compõem um Estado. Não crie falácia da falsa dicotomia.

Leonardo Cardeal
Leonardo Cardeal
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

você é patético….

Agressor's
Agressor's
Reply to  Carlos Pietro
1 mês atrás

A realidade é que a Amazônia já é invadida a muito tempo, por meio das mineradoras estrangeiras. Portanto ninguém precisa invadir pra tomar nada daqui, pois aquele lugar já é ocupado e explorado pelas potências estrangeiras desde sempre. Notem como nos discursos sobre as causas do desmatamento da Amazônia nossos “governantes” nunca citam nada sobre as atividades das grandes mineradoras estrangeiras naquela região. A mineração da Amazônia bateu recorde de desmate nos últimos anos, segundo levantamentos do Deter/Inpe, e toda essa exploração de hoje vem sendo encabeçada não pela atividade do garimpo ilegal mas justamente pela a atividade das gigantes… Read more »

BLACKRIVER
BLACKRIVER
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Garimpos esses “colados” a batalhões de fronteira… onde só tem militares de patente baixa e sem equipamentos!
Mas a visão além da linha do horizonte dos militares de alta patente diz que precisa reformar os URUTU ao invés de comprar helicópteros.

Edu
Edu
Reply to  Carlos Pietro
1 mês atrás

Todo militar presta continência a qualquer bandeira ou oficial superior de qualquer nacionalidade. Informe-se.

filipe silva
filipe silva
Reply to  Carlos Pietro
1 mês atrás

Já foi desmentido varias vezes, é falso, o único que preta continência a bandeira estrangeira, são os que apoiam bandeira vermelha e pisam e queimam a bandeira do brasil.

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Caravaggio
1 mês atrás

É entreguista quem comprou Pasadena por 10X o valor de mercado e praticamente obrigou o Brasil a pagar 3 Bi de dólares ao ministério da justiça americana para encerrar o processo por lá?

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

Só um adendo, Ou entrega as refinarias da petrobrás por mais de 10 vezes menos do que valia para bolívia?

Cesar
Cesar
Reply to  Saldanha da Gama
1 mês atrás

Ou que refaz o acordo de uso de Itaipu com consequente desvantagem para o Brasil e vantagem para o Paraguai.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Saldanha da Gama
1 mês atrás

isso daí é pior do que Pasadena, alí foi corrupção pura, na Bolívia pisaram na nossa cara, o exército de lá entrou na refinaria e ela foi nacionalizada, aquilo foi feito com nosso dinheiro, em país estrangeiro, e como eles retribuem? e o que o PR na época fez? nada

Realista
Realista
Reply to  Saldanha da Gama
1 mês atrás

As refinarias haviam sido adquiridas pelo Brasil em 1999, por US$102 milhões e foram vendidas por US$112 milhões ou seja .. È mais uma das fake news como a mamadeira de p ..

https://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/0,,MUL33446-9356,00-CONHECA+PASSO+A+PASSO+A+HISTORIA+DA+PETROBRAS+NA+BOLIVIA.html

https://politica.estadao.com.br/blogs/estadao-verifica/lula-refinarias-bolivia/

Antonio Cançado
Reply to  Caravaggio
1 mês atrás

É, voltamos aos anos 50 do século passado…

Agressor's
Agressor's
Reply to  Realista
1 mês atrás

Enquanto que aqui neste país fazem alarde da “ameaça bolivariana”, organizações de fachada de potências ocidentais tomam conta de tudo e fazem o que querem e o que bem entendem, sem nenhuma fiscalização ou monitoramento qualquer em nosso território…adentram e exploram toda a Amazônia sem qualquer tipo de controle, pondo em atividade todo tipo de movimentações ilícitas e obscuras como sondagem de nossas riquezas naturais, contrabando e biopirataria…   Em pleno Século XXI a biopirataria permanece no Brasil, atingindo a fauna e a flora, principalmente na região amazônica….a questão ganhou destaque com o recente episódio do cupuaçu, cujas marca e… Read more »

Nilo
Nilo
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

A OTAN já não é mais só um bloco defensivo; passou a ter vocação também para a agressão. Com o fim do Pacto de Varsóvia, em 1991, era natural se seguisse também o da OTAN ‒ até por custar caro, 2% do orçamento de cada país membro. Só que a organização não apenas se manteve como, desde 1997, deu início a um programa de alargamento para o Leste ‒ Hungria, Polônia, República Checa. Apesar das promessas, a Gorbatchov, de que isso jamais ocorreria. George Kenan ‒ arquiteto, no governo americano, da política de contenção da URSS ‒ foi sempre contra.… Read more »

Marcelo
Marcelo
Reply to  Nilo
1 mês atrás

Que tal criar a Organização do Tratado do Atlantico Sul, a OTAS, nos moldes da OTAN? Fica a sugestão …

Antonio Cançado
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

A proposta já existe há algumas décadas…

Martinho
Martinho
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Para entrar em guerra na África, Argentina, Guiana … ? imagine o gasto

Charles Dickens
Charles Dickens
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Sim, seria a OTÁRIO.

Nilo
Nilo
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Temos um Conselho de Defesa Sul-americano que não é propriamente uma aliança militar como a Otan mas já é um começo para uma OTAS, mas vc teria um problema gigantesco, Argentina e Malvinas e em defesa mútua as responsabilidade se multiplica de forma geometria.

Edu
Edu
Reply to  Nilo
1 mês atrás

Que não vai a lugar algum por um motivo simples: são todos fracos.

Nilo
Nilo
Reply to  Edu
1 mês atrás

Na verdade, a OTAN já se tornou uma via natural para uma ação internacional concreta sobre as mudanças climáticas.
A OTAN iniciou sua transição verde à medida que as mudanças climáticas se tornaram uma preocupação de segurança maior para seus estados membros.
…a transição verde da OTAN é, na verdade, parte de uma tendência mais profunda dentro da aliança.
Meu caro Edu Quem tem o poder determina a narrativa.
https://nationalinterest.org/feature/how-nato-taking-fight-climate-change-205411

Last edited 1 mês atrás by Nilo
Slowz
Slowz
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Quem seria a ameaça ? E quem faria parte ? 😂😂😂

Jesus Baccaro
Jesus Baccaro
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Tem um nome melhor e que já existe, a UNASUL.
Mas com tanto entreguista nos países da América do Sul, principalmente militares, não sei se iria longe.

Edu
Edu
Reply to  Jesus Baccaro
1 mês atrás

Queria saber o que o Paraguai ou a Bolívia acrescentam a defesa do Brasil.

Charle
Reply to  Edu
1 mês atrás

Dependendo do contexto, muito.

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Jesus Baccaro
1 mês atrás

A UNASUL é uma ótima ideia pro Brasil.
Não temos problemas com ninguém, aí entramos numa aliança pra comprar a briga dos outros…. Boa ideia….

Luis H
Luis H
Reply to  Jesus Baccaro
1 mês atrás

não sei por que acharam q ursal não iria pegar bem e optaram por unasul, marketing é tudo

MGNVS
MGNVS
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Sugiro que o nome para uma possível aliança militar no hemisfério sul seja ADECS – Aliança de DEFESA Estratégica do Cone Sul. Essa Aliança envolveria além dos países do Merco Sul, países amazônicos e México, também alguns países africanos: África do Sul (armas químicas e biológicas), Moçambique, Quênia, Angola, Namibia, Madagascar, e a India (armas nucleares) no oriente. Seria uma Aliança puramente defensiva. Mesmo que ela não tivesse muitos recursos em armamentos, isso iria desencorajar vários países de tentarem aventuras militares aqui pois levaria eles a enfrentarem uma guerra de esgotamento igual esta sendo a guerra na Ukrayna para a… Read more »

Last edited 1 mês atrás by MGNVS
Hcosta
Hcosta
Reply to  Nilo
1 mês atrás

Quantas guerras foram iniciadas pela OTAN?

Nilo
Nilo
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

A Otan faz fronteira com Brasil.
Não.quero estraga sua felicidade.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Nilo
1 mês atrás

Mas responda à pergunta. Ou, provavelmente, sabe a resposta mas não convém para a sua narrativa sem nexo de que a OTAN vai atacar a Amazônia.

Felipe
Felipe
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Varias, como essa na Ucrânia (golpe antidemocrático (euromaidan) de 2014, incitado pelos EUA, pais membro da Otan).

Hcosta
Hcosta
Reply to  Felipe
1 mês atrás

Por essa lógica, Portugal atacou as Falkland…
E não foi a Argentina que iniciou o conflito, foi a OTAN…

Cada um que aparece…

Edu
Edu
Reply to  Felipe
1 mês atrás

Fonte: RT e Sputinik.

Slowz
Slowz
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Quem seria o gênio de iniciar uma guerra com 30 países ?

Mas ela já se meteu em algumas é só não se mete na Ucrânia pq a Rússia tem um guarda chuva nuclear ..

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

pela otan mesmo nenhuma, mas por seus membros 2, operações militares em larga escala aí são várias contra países soberanos

Antonio Cançado
Reply to  Nilo
1 mês atrás

Quanto blábláblá sem sentido…

Nei
Nei
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Concordo com essa sua informação. Aliás, quase que primeira vez que concordo.

Se da de graça produtos de nossa flora para grandes laboratórios estrangeiros e eles vendem o remédio a muita grana para nós.

Antonio Cançado
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Quanto blábláblá sem sentido…

Chevalier
Chevalier
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Mas o Gustavo Petro é exatamente um esquerdista bolivariano.

glasquis 7
Reply to  Chevalier
1 mês atrás

É de esquerda mas não bolivariano. No início ele militou forças que tinham uma tendência de esquerda bolivariana mas durante a sua trajetória foi-se distanciando criando uma vertente conhecida como Polo Democrático Alternativo.

Ao meu ver, ele está mais próximo de uma social democracia do que do bolivarianismo ou chavismo.

Como prefeito de Bogotá teve uma administração com resultados muito bons. entre eles, reduziu a pobreza, a mortandade infantil e a violência, esta última chegando aos níveis mais baixos.

Edu
Edu
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Adentram e exploram a Amazônia através de Ongs que vcs apoiam. Dou uma dica de quem colocou e lucrou com essas Ongs lá. Ele tem nove dedos.

Charle
Reply to  Edu
1 mês atrás

Ainda tá nessa? Há um sujeito que foi preso e expulso do exército por atos terroristas, que tem interesse em comer carne indígena, e sente “um clima” com meninas de 12, 13 anos de idade e que, aliás, está destruindo o país e você só tem isso para argumentar?

BLACKRIVER
BLACKRIVER
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Segundo os guerreiros de video games temos forças armadas super capasses:

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-60097718

MFB
MFB
Reply to  Realista
1 mês atrás

Quem não cuida, perde. Este governo está dando todos os motivos para eles aumentarem a pressão na Amazônia. Quer mais entreguismo que isso?

Renato B.
Renato B.
Reply to  MFB
1 mês atrás

O Brasil nunca arriscou a soberania da amazônia como nos últimos anos, especialmente com essa “privatização” para a bandidagem dos madeireiros, traficantes e garimpeiros.

Antonio Cançado
Reply to  Renato B.
1 mês atrás

Sempre foi assim, você é que não sabia…

Renato B.
Renato B.
Reply to  Antonio Cançado
1 mês atrás

Nunca houve controle perfeito, mas pelo menos havia algum.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Renato B.
1 mês atrás

Pois é….
Dizem os livros que o SNI foi o organizador da atividade de garimpo na Amazônia, como forma de captar recursos “não contabilizados” para a luta anti-subversiva. O Maj. Curió chegou a ser o chefe de Serra Pelada.
Será coincidência a explosão do garimpo ilegal na Amazônia nos últimos anos?

Edu
Edu
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

É mais fácil fazer garimpo do que emitir uma nota fiscal para ter recurso irregular? Pode jogar o livro no lixo.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Edu
1 mês atrás

Já ouviu falar do esquema Irã-Contras?
Ou jogou o livro no lixo também?

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

Nem perca seu tempo. Esse aí só se informa pelo Zap Zap.
Livros (pra ele) não serve pra nada.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Sulamericano
1 mês atrás

O Livro é “A Ditadura Envergonhada” do Gaspari.

AMBAR
AMBAR
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

Tem um livrinho , ” A sociedade planetária”, de Márcio Bontempo, um médico que teve que sumir após te-lo escrito, que elenca, nas páginas finais os proprietários reais da nossa Amazônia, gentilmente cedida pelos militares da “revolução”

Renato B.
Renato B.
Reply to  Carvalho
1 mês atrás

A série toda é ótima. Especialmente pelos diários do Golbery

Charle
Reply to  Renato B.
1 mês atrás

Comentário simplesmente… PERFEITO.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  MFB
1 mês atrás

Olha o grafico ai. O medo deles é do Brasil explorar a Amazonia, se eles estivessem mesmo preocupados com o clima estariam reflorestando seus países!
O efeito climatico seria muito maior.

_121618448_graficos-desforestacion-bolsonaro_2021-nc.jpg
Realista
Realista
Reply to  Wellington jr
1 mês atrás

Concordo, mas eles quem ?

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Wellington jr
1 mês atrás

corretíssimo…a criança alemã que respira o ar carbonizado pelas usinas elétricas a carvão da Alemanha, não respirara melhor por conta da Amazônia

glasquis 7
Reply to  Carvalho2008
1 mês atrás

Os maiores produtores de oxigénio no planeta são os oceanos. É importante entender que, o nosso ecossistema é apenas um. Não é de país pra país nem é continental. As areias do Saara fertilizam o solo da Amazônia há muitos anos.

Salim
Salim
Reply to  glasquis 7
1 mês atrás

No caso a mudança climática e o foco, Saara era floresta. Europa, USA e Brasil esta sentindo . Tem que ocupar sem destruir e cobrar dos caras. Se fizer isto esta bonito, exige abertura de exportações para usa e Europa, ai compensa. Uma vaca brazuca da em media 4,1l dia, Israel 44 l dia. Da pra melhorar muito sem desmatar, porem tem que vigiar , hj madeira nobre e minerais/pedras preciosos são roubados. Vai divisa com Colômbia e veja com seus oçhos.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Wellington jr
1 mês atrás

E eu entendo a preocupação deles, afinal brasileiro adora torrar dinheiro. Eles explorando lá todos enriqueceriam mais. A gente explorando aqui só meia dúzia de políticos, funcionários públicos e empresários amiguinhos do governo que iriam enriquecer, e o resto continuaria pobre e analfabeto.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Wellington jr
1 mês atrás

Aquelas florestas de pinheiros? Nem se comparam biodiversidade da nossa floresta e sua capacidade de produzir e distribuir umidade. Tanto que países como Noruega e Alemanha enviavam bilhões para o fundo amazônia.

Antonio Cançado
Reply to  MFB
1 mês atrás

O governo anterior falou muito, e também não fez nada.

MMerlin
MMerlin
Reply to  MFB
1 mês atrás

Sem dúvida alguma. O que o Brasil perderia sem a Amazônia? Simplesmente a maior fonte de riqueza natural do planeta. E não estamos falando apenas em ouro, mas também na área de pesquisa biológica, que alimenta uma das (se não a maior) indústrias, que é a farmacêutica. O crescente desmatamento é o único motivo que dá margem para estas discussões mais acaloradas referentes à internacionalização da floresta. Como acabar com esta intenção? Investindo pesadamente em P&D militar e se equipando com os melhores produtos do mercado? Mesmo com tudo isso, não conseguiríamos fazer frente aos tem a intenção de invasão.… Read more »

Last edited 1 mês atrás by MMerlin
Edu
Edu
Reply to  MFB
1 mês atrás

Entreguismo é mandar nosso dinheiro pra Cuba, Bolívia, Equador… para ajudar o ditador-compadre.

naval762
naval762
Reply to  Realista
1 mês atrás

Patriotários.

Carlos
Carlos
Reply to  naval762
1 mês atrás

Eu chamo isso de SÁFADOS

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Carlos
1 mês atrás

Sáfados são aqueles que saquearam os cofres públicos…sáfados são os que compraram Pasadena…sáfados são os que entregaram a refinaria da ptrobrás á Bolívia de graça…sáfados são os que vendiam MP…sáfados são os que mataram celso0dadivel

Ostrogodo
Ostrogodo
Reply to  Carlos
1 mês atrás

Verdade

Last edited 1 mês atrás by Ostrogodo
Realista
Realista
Reply to  naval762
1 mês atrás

Exatamente falei ” patriotas ” na ironia .

Carlos Crispim
Carlos Crispim
Reply to  Realista
1 mês atrás

Engraçado, a vontade de internacionalizar a Amazônia, recentemente, partiu da França socialista, com apoio de todos os partidos de esquerda brasileiros, quem vetou no CS da ONU foi a Rússia.

MFB
MFB
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

Mente que nem sente.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  MFB
1 mês atrás

não é mentira não…a Rússia vetou….e quem votou a favor?

Marcelo
Marcelo
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

Como a Rússia é boazinha. Você só não mencionou que existe uma base russa na Venezuela. E que a Rússia não quer a OTAN se espalhando pelo continente. Ninguém é bobo quando se trata de geopolítica …

ODST
ODST
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

A base russa na Venezuela nada tem a ver com interesses pela Amazônia, que é o assunto da matéria.

Edu
Edu
Reply to  ODST
1 mês atrás

Não, eles estão lá passeando. Aproveitando os trópicos.

ODST
ODST
Reply to  Edu
1 mês atrás

Estude antes de passar vergonha aqui

Renato B.
Renato B.
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

E de onde saiu que a França é socialista? A Dassault, Peugeot e Renault estão longe de serem estatais. O Macron saiu do partido socialista há mais de 10 anos e hoje em dia é o típico político de centro, queimaram centenas de carros por lá justamente em repúdio às políticas liberais dele. E a maior concorrente dele foi a Le Pen que é extrema direita, é um socialismo muito estranho esse que impera na França.

MFB
MFB
Reply to  Renato B.
1 mês atrás

Essa galera da camisa amarela e que bebe cerveja em templos religiosos é formada na UNIZAP.

edison
edison
Reply to  Renato B.
1 mês atrás

Extrema direita? e apenas direita o que seria?

Renato B.
Renato B.
Reply to  edison
1 mês atrás

Na centro direita vc encontra o Neoliberalismo. Sugiro procurar o compasso político ou o teste do 9 eixos para ver que linha política tem mais haver com seus valores. Existe muito mais do que direita e esquerda.

Edu
Edu
Reply to  Renato B.
1 mês atrás

Querido, UE = Socialismo.

Slowz
Slowz
Reply to  Carlos Crispim
1 mês atrás

França socialista ? Vai estudar cara !

Edu
Edu
Reply to  Slowz
1 mês atrás

Tem razão. Um monte de leis trabalhistas, todo tipo de auxílio governamental e até papel higiênico é regulamentado. Não tem relação.

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Edu
1 mês atrás

Ué!?
Então o Brasil atual também é socialista?
Temos a CLT (desde a época do Getúlio Vargas).

Auxílios? Também temos:

  • Auxilio Brasil;
  • Auxilio caminhoneiro;
  • Auxílio taxista;
  • Combustível subsidiado;
  • Empréstimo consignado pra quem recebe Auxilo Brasil;
  • Perdão da dívida de 4 milhões de pessoas e 400 mil empresas com a Caixa Econômica Federal.

Pode escolher o programa de assistencialismo que mais lhe agrada.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Edu
1 mês atrás

Qualquer liberal sério sabe que não existe livre mercado sem império da Lei, estado mínimo não é ausência de estado

glasquis 7
Reply to  Realista
1 mês atrás

 é tudo invenção dos comun4″

Comunista querendo abraçar a OTAN e os EEUU?

Antonio Cançado
Reply to  Realista
1 mês atrás

Se for pra proteger a Amazônia, que venha…

Realista
Realista
Reply to  Antonio Cançado
1 mês atrás

Proteger de quem ? se eles que ameaçam..

glasquis 7
Reply to  Realista
1 mês atrás

Não, não são eles que ameaçam a Amazônia, é o sistema econômico mundial que ameaça, não apenas a Amazônia mas sim o planeta como um todo.

O progresso da humanidade passa pela destruição das florestas, dos oceanos, da atmosfera, etc.

A gente vem acabando com a vida no planeta há séculos e tudo em nome do “Progresso” e assim, cada dia “progressamos” mais em direção da auto extinção.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Realista
1 mês atrás

De braços aberto e outras partes do corpo tb!

horatio zhirinovsky
horatio zhirinovsky
Reply to  Realista
1 mês atrás

sou contra os comunistas e tenho aversão a eles e a todo socialismo, mais a internacionalização virá dos eua e da otan, dessa turma limpinha, são os unicos q sempre relativilizam a soberania do brasil, inclusive a otan ja tem a cabeça de ponte que se chama guiana francesa a invasão partirá de lá ou da colombia, e não vão tomar a floresta, basta apenas tomar manaus ou roraima….palavras do general R1 rocha paiva

Realista
Realista
Reply to  horatio zhirinovsky
1 mês atrás

Minha fala é irônica, a única ameaça a Amazônia é a OTAN !

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Realista
1 mês atrás

Nem otan, nem rússia ou china….

Realista
Realista
Reply to  Saldanha da Gama
1 mês atrás

Nunca vi China ou Rússia falando da Amazônia e você ?

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Eu sou pragmático quanto a essa questão. Colômbia pode fazer oque quiser dentro da fronteira deles. O pais é deles. pode chamar OTAN, China, Russia, Sei la, não dou a minima. Agora dentro das fronteiras Brasileiras quem tem que decidir o A+B é o Brasil. Só que enquanto o Brasil não se mostrar capaz de proteger a mata a gente vai ficar passando vergonha no cenário internacional. O Desmatamento da amazônia é sim um problema e não adianta falar “ah mas os europeus já acabaram com a floresta deles” Isso não resolve o assunto. a floresta é um bem nacional,… Read more »

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

O atual governo desmontou o IBAMA.
Tem uma lei que se um proprietário tem varias fazendas e em uma delas em outro estado ele preserva, nas outras ele pode desmatar total, assim o bioma de um lugar acaba sendo aniquilado. Aqui em Goiás praticamente acabou a fauna e a flora natural, só soja. Únicos animais que vejo são pássaros.

Edu
Edu
Reply to  Mensageiro
1 mês atrás

Qual o número dessa lei pra gente ler?

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Você conclui, ao meu ver, de forma correta. O Brasil precisa de uma política forte e de Estado na gestão do Meio Ambiente. Traçar projetos com início, meio e fim que envolva as forças políticas e econômicas do país, de forma extremamente transparente e com uso de publicidade ativa. Estamos errando muito principalmente pq já temos alguns trunfos nessa discussão, como o fato de termos uma matriz elétrica limpa e um crescimento progressivo de fontes de energia renovável, como a energia solar e eólica. Mas continuamos batendo de cabeça em um muro que está aí pra ficar, deixando que nossas… Read more »

AMBAR
AMBAR
Reply to  Felipe Morais
1 mês atrás

A gente não é visto como país. Somos vistos como um continente explorável. Os “paises independentes” no nosso bloco, são uma fantasia, facilmente desfeita quando algum deles resolve tentar valer a sua soberania e tornar-se independente. Veja que nenhum de nós, países deste bloco, descobertos ao mesmo tempo que os estados unidos, sequer chegamos aos pés do desenvolvimento que eles alcançaram, tampouco pudemos em algum momento nos reunir para juntos crescermos e mantermos um relacionamento local, sem a influência do “grande irmão”.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

A aparato de fiscalização foi aparelhado e desmontado nos últimos anos. Foi planejado para tornar a fiscalização ineficaz em campo e garantir que os poucos casos que fossem pegos não tivessem punição pecuniária. Tanto que há bilhões em multas que serão perdidos por não serem cobrados. A única punição vigente é a destruição de equipamento. A fiscalização não precisa pegar todo mundo, o que é viável é tornar o processo criminoso pouco lucrativo, fazendo com que o risco de ser pego, multado ou preso não compense o investimento. É como a economia, é a arte de estabelecer os incentivos corretos.… Read more »

Edu
Edu
Reply to  Renato B.
1 mês atrás

Na época do seu ídolo, o desmatamento era só o dobro.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Edu
1 mês atrás

Até para mentir vai ter que fazer melhor que isso. Eu não tenho idolos, mas espero que o teu termine na cadeia.

Fish
Fish
1 mês atrás

Uau, parece que os ditos “chapéu de alumínio” estavam certos.

E a turma lambedora de saco da OTAN, vai enfiar a vitrola aonde? Talvez eles mesmos desejem uma base americana ou multinacional de países da OTAN a 50 km alguma capital do norte. Viva a colonização do século 21.

Last edited 1 mês atrás by Fish
Hcosta
Hcosta
Reply to  Fish
1 mês atrás

Não queria ser eu a dar esta novidade mas o Brasil faz fronteira com um país da OTAN…

Fish
Fish
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Realmente, é a mesma coisa controlar a Guiana e a região norte do Brasil e porções da Colômbia.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Fish
1 mês atrás

Realmente ter uma base Americana na Colômbia é mais perigoso do que um território, supostamente hostil, de 83 km’s 2 na fronteira…

Francisco
Francisco
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Caro Hcosta postei um comentário em resposta ao seu que foi bloqueada pelos moderadores como tantos outros que fica muito difícil entender quais são as regras para postagem, já que são comentários que não ofendem ninguém, simplesmente relato fatos em cima de informações que estão disponíveis na internet e que já foram verificadas e reverificadas, além de ter deixado claro que sou responsável por todo comentário que venha fazer aqui fornecendo se necessário for meus dados pessoais aos administradores, mas resumindo eu disse que a Europa talvez esteja mais em risco quanto a seu território do que nós com a… Read more »

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Já falei aqui e deram risada do meu comentário.
A maior fronteira terrestre da França é com o Brasil.

Mas eu tenho a solução pra resolver o problema de patrulhamento das fronteiras: convocar as filhas solteironas pensionistas.

Gustavo
Gustavo
1 mês atrás

Brasil conseguiu manter amazônia ater por bastante tempo, Brasil está com seu território intacto por milagre de Deus,pq a cada inútil que se diz líderes político desse país, Brasil não tem GPS, internet,nem estação espacial, Brasil nunca foi soberano, so teve sorte que ocidente no século xx esteve ocupado com guerras mundiais e a guerra fria,ainda no início do século enterramos nosso programa de armas nucleares. Não vejo futuro no brasil , e na sua integridade território, tem uma elite que vai entregar o Brasil na primeira sanção por causa do clima.na minha opinião se nada mudar o Brasil vai… Read more »

Tutor
Tutor
Reply to  Gustavo
1 mês atrás

7 Somálias acho improvável, não temos problemas nos níveis que eles têm lá, e não vejo a possibilidade de se ter aqueles problemas (extremismo islâmico, cultura tribal, falta de comida em larga escala). MAS, a possibilidade de se fragmentar em várias republiquetas, isso sim eu vejo a possibilidade.

WSilva
WSilva
Reply to  Gustavo
1 mês atrás

Lendo seu comentário eu penso que Deus é brasileiro, de fato é um milagre o Brasil manter o tesouro da Amazonia até hoje, mas quando se analisa friamente nada tem a ver com Deuses, tem a ver com a situação global. O mundo por muito tempo ignorou questões climaticas, desmatamento e suas consequências, os colonialistas botaram fogo em todo verde que viam pela frente, depois tivemos duas grandes guerras, guerra fria, ao mesmo tempo guerras intermináveis na Ásia e Oriente Médio, todos esses eventos distantes do Brasil, hoje ainda há eventos importantes distantes do Brasil mas tudo parece mais próximo.… Read more »

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Gustavo
1 mês atrás

Calma que depois dessa eleição, o clima de polarização vai ficar ainda pior.
Pode ser que em um futuro próximo, movimentos como o Sul é Meu País ganhem ainda mais força.

Felipe Augusto Batista
Felipe Augusto Batista
Reply to  Sulamericano
1 mês atrás

Depois do primeiro turno eu vi pessoas do Nordeste defendendo que eles é que deveriam se separar do pais e que o Sul e o Sudeste não reconheciam a grande contribuição deles para o sucesso politico do Brasil.

Hcosta
Hcosta
1 mês atrás

Mas a conclusão é como a OTAN quer ter uma atuação mais global isso significa que vão criar bases na Amazônia Colombiana?

E isso a partir do estatuto da Colômbia, como parceiro extra OTAN dos EUA, que o Brasil também tem?

Caravaggio
Caravaggio
1 mês atrás

A internacionalização da Amazônia, com a presença de tropas e órgãos do governo norte-americano nela, teria um grande apoio dentro da direita entreguista do Brasil, Afinal, o grande sonho dessa corja de “patriotas” é que o Brasil fosse apenas um puxadinho da Casa Branca.

mago
mago
Reply to  Caravaggio
1 mês atrás

Essa gente se acha “americana”, à ponto de ridiculamente se cobrirem com a bandeira do Brasil (?) e cantarem apaixonadamente o hino daquele país, numa demonstração grotesca e nojenta de desprezo pelo Brasil. Se sentem “americanos” porque vão uma vez ao ano à miami ou à disney, ou tiveram a oportunidade e irem por lá uma vez na vida. Essa corja deveria ir embora daqui e sumirem pra sempre. Estariam fazendo um grande favor à este país tão sofrido e vilipendiado por gente que nasceu nesta terra mas que não a adotou como pátria. Essa gente é desprezível! Desculpas ao… Read more »

Marcelo
Marcelo
Reply to  mago
1 mês atrás

Muito democrático seu posicionamento. Vou te explicar porque eu admiro os EUA. São um grande país democrático. São pragmáticos e defendem os interesses do povo americano. Planejam o futuro. Tem as melhores universidades. Tem as empresas mais competitivas. Tem a maior capacidade de inovação tecnológica. Tem um povo patriota. Acolhem imigrantes do mundo inteiro. Construíram uma hegemonia política, econômica e militar durante o século XX e que se mantém no século XXI. E o que é importante para o Brasil … futebol, carnaval, novela e reality show. Vou te explicar porque eu critico o Brasil e o povo Brasileiro. Nós… Read more »

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Tente imigrar para os EUA para ver como você será bem acolhido por eles.

Edu
Edu
Reply to  Sulamericano
1 mês atrás

Tente imigrar pra Cuba… Pera, está todo mundo fugindo de lá.

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  Edu
1 mês atrás

E o cara já meteu Cuba na história…

Matheus
Matheus
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Meu deus cara cuidado para não se engasgar no “néctar reprodutivo” deles.

Edu
Edu
Reply to  Matheus
1 mês atrás

Sabe tudo, né Matheus. Quanta experiência.

Edu
Edu
Reply to  mago
1 mês atrás

Pago sua passagem de ida pra Cuba onde vc poderá viver o seu sonho. Tem que deixar o passaporte.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Caravaggio
1 mês atrás

Há um ditado que diz: quem não tem competência não se estabelece. O Brasil faz mal e porcamente a lição de casa em relação à Amazônia e depois reclama quando ficam propagando a idéia besta da internacionalização da Amazônia. É só o Brasil trabalhar para integrar, desenvolver e proteger a Amazônia que essa idéia vai ficar vazia. Cada uma …

Slowz
Slowz
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

“ O Brasil faz mal e porcamente a lição de casa em relação à Amazônia “
Quem decide oque certo ou errado em relação a isso é o Brasil ..

E outra coisa eles não precisam invadir ela é só cercar .

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Caravaggio
1 mês atrás

Pelo contrário, quem apoia esses planos da França e EUA (democratas) são os partidos de esquerda. Esse novo presidente da Colômbia é um comunista assumido, o anterior de direita queria criar uma coalisão de países sul americanos para proteger a Amazônia e esse está entregando.

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Caravaggio
1 mês atrás

O problema é que quem mais “entregou” a Amazônia, tanto no gerenciamento das questões daqueles estados, quanto na presença da União, quanto na criação de terras indígenas e reservas naturais com os atuais formatos, foi a esquerda…. há anos… durante todos os anos em que esteve no poder… 22 anos de entreguismo na questão amazônica.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Caravaggio
1 mês atrás

Vamos ver quem apoiará….

Edu
Edu
Reply to  Caravaggio
1 mês atrás

Falou o fanzoca do Maduro e do Putin. Grupo Wagner e agentes cubanos pra lá e pra cá.

Maurício.
Maurício.
1 mês atrás

A Colômbia nem com a ajuda americana deixa de ser a maior produtora de cocaína do mundo, o cultivo de drogas na Colômbia é o maior do mundo. A Colômbia é apenas um capacho dos EUA, mas, dentro do território deles, eles podem e tem direito de chamarem até o Rambo, o Brasil é que tem que se armar, inclusive com nukes, para evitar possíveis aventuras de potências no nosso território.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Maurício.
1 mês atrás

Considerando-se que é justamente os EUA os maiores consumidores da cocaína colombiana, isso não chega a ser surpresa…

glasquis 7
Reply to  Maurício.
1 mês atrás

“A Colômbia nem com a ajuda americana deixa de ser a maior produtora de cocaína do mundo, o cultivo de drogas na Colômbia é o maior do mundo.”

A Colômbia não produz cocaína, apenas a refina. A produção de coca é da Bolívia e do Peru. A pasta base é a cocaína são exportados pra Colômbia onde é refinada e distribuída mas, não há cocaína lá.

A Coca é uma planta endêmica da região da Bolívia e do Peru.

Maurício.
Maurício.
Reply to  glasquis 7
1 mês atrás

Confia…

Screenshots_2022-10-18-10-40-47.png
Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  glasquis 7
1 mês atrás

Prezado
Lá também é cultivada.
E o transporte da cocaína, da Bolívia pra Colômbia, já recebeu (e ainda acredito q receba), apoio da Força Aérea Venezuelana, q em governos anteriores ao atual, podiam utilizar nosso espaço aéreo para tanto……

glasquis 7
Reply to  Velho Alfredo
1 mês atrás

Então ela foi levada há poucos anos pois em 2014 o Peru era o maior produtor de coca do mundo e até essa época, a produção na colômbia se mostrava inviável. https://www.youtube.com/watch?v=cV452OgHnq0 Inclusive, a produção foi aumentada em tal grau que foi-se deslocando para as fronteiras peruanas. https://brasil.elpais.com/brasil/2018/11/27/internacional/1543344243_444001.html “E o transporte da cocaína, da Bolívia pra Colômbia, já recebeu (e ainda acredito q receba), apoio da Força Aérea Venezuelana,” Isto aí já é suposição sua pois até hoje a FAV não tem como fazer isso. Não tem como cruzar impunemente território Colombiano pois são inimigos históricos e nem consegue pontos… Read more »

584f25e9aa5aa-paises-da-america-do-sul.jpg
Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Independência se constrói com desenvolvimento educacional, social e econômico. Soberania se mantém com forças armadas bem treinadas e bem equipadas, com capacidade para detectar rapidamente uma ameaça em terra, no ar, no mar e no espaço sideral, interceptar com precisão e neutralizar com segurança tal ameaça, bem como ser capaz de dissuadir qualquer tentativa futura de agressão. Quem quer a paz, tem que se preparar para a guerra. Se o Brasil fizer a lição de casa, controlando adequadamente as fronteiras, preservando a biodiversidade amazônica, protegendo os povos amazonicos, ocupando o território de forma inteligente, equlibrada e sustentável não haverá porque… Read more »

leonidas
leonidas
1 mês atrás

Novidade nenhuma rs A Colômbia parece animada com os EUA, apesar do mesmo EUA terem simplesmente roubado território colombiano que hoje se conhece como Panamá rs. A razão? – Precisavam ter e controlar a passagem de sua armada de guerra ou mercante da costa oeste para a costa leste atraves de um canal né? rs Este tipo de coisa só surpreende os escoteiros mirins que analisam os fatos descolados dos contextos históricos né? rs Ainda no Séc. XVIII os EUA já tinham em mente anexar os territórios mexicanos que lhe permitiriam obter saída para dois oceanos, hoje nos conhecemos este… Read more »

Last edited 1 mês atrás by leonidas
MARCELO DANTON DA SILVA
MARCELO DANTON DA SILVA
Reply to  leonidas
1 mês atrás

A única Salvação da Amazonia passa necessariamente em COLOCAR os EUA no seu devido lugar….fazer os EUA precisarem dos “amiguinhos dinovo” quando da época da guerra fria…ERAM UNS DOCES…azedinhos SIM, mas não com essa arrogância estupendamente TOTAL que assistimos nos últimos 20 anos.
BRICS BRICS BRICS
É A SENHA!

Ivanmc
Ivanmc
1 mês atrás

É uma questão de tempo.
O anacronismo e os equívocos são intencionais. Na faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais já se discutia esse assunto, há mais de uma década, na disciplina de Direito Internacional Público.

Last edited 1 mês atrás by Ivanmc
Emmanuel
Emmanuel
1 mês atrás

China e Estados Unidos são responsáveis por 25% da emissão de gases do mundo, mas o problema é a amazônia.

Alessandro
Alessandro
1 mês atrás

Bom está aí no texto claro e cristalino que governos de ESQUERDA adoram entregar as soberanias de seus respectivos países para terceiros, e aqui no Brasil nos governos FHC, Lula e Dilma não foi diferente, pois eles contribuíram muito com os gringos em forma de acordos climáticos sem exigir contrapartidas, e demarcações de terras indígenas que facilitou para ONGs estrangeiras EXPLORAR esses territórios. Lula já avisou que por ele qualquer lei sobre mudanças climáticas e acordos para impedir o desmatamento e os “incêndios” na Amazônia que venha da ONU, passaria a ser lei federal SEM O CRIVO do nosso congresso… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Alessandro
João Adaime
João Adaime
Reply to  Alessandro
1 mês atrás

Caro Alessandro Não sou um especialista em Constituição e leis, porém acho que o Lula se equivocou ao afirmar que acordos internacionais virariam leis automaticamente no Brasil. Qualquer acordo assinado no âmbito internacional só começa a valer aqui após aprovação do Congresso. Atualmente temos 313 acordos ainda não ratificados. Um dos mais antigos é de uma convenção da Organização Internacional do Trabalho de 1982. E desses 313, apenas 47 o Executivo encaminhou ao Congresso. Essa demora é causada porque o governo federal sabe que, uma vez aprovada, serão criadas novas obrigações financeiras não só para o Executivo com até mesmo… Read more »

Alessandro
Alessandro
Reply to  João Adaime
1 mês atrás

Sim, todo acordo só pode ser aprovado se passar pelo congresso por isso não afirmei que irá acontecer (não pelos meios legais), mas repare que ele deixa subtendido as INTENÇÕES por trás de suas palavras, por isso fiz o ALERTA, Lula e todo o seu redor político são CAPACHOS desses organismos internacionais.

“Por ele” aprovaria tudo que viesse da ONU sem passar pela aprovação do povo e do congresso. (são palavras dele, e não minhas).

Last edited 1 mês atrás by Alessandro
João Adaime
João Adaime
1 mês atrás

É a ameaça que muitos pediam aqui. Assim como acharam dinheiro para as vacinas, logo terão de achar dinheiro para as forças armadas. Acredito que o Brasil tenha de proteger a região amazônica, não apenas militarmente, mas com fiscalização e combate aos crimes ambientais. Se nosso País mostrar um esforço sério nesse sentido, as ameaças veladas cessarão e inclusive países como Noruega e Alemanha voltarão a financiar parte desse esforço através do Fundo Amazônia. O que não pode é liberar garimpo, coibir a fiscalização, incentivar queimadas e desmatamentos e facilitar a passagem de boiada. Só depende de nós. O mundo… Read more »

Talisson
Talisson
Reply to  João Adaime
1 mês atrás

Engano. Pode preservar o que for, quando for a hora eles meterão o pé na porta. O que evita (adia) isso é a OTAN estar ocupada com encrencas no hemisferio norte, hoje, leia-se Ucrânia e Taiwan.

Last edited 1 mês atrás by Talisson
João Adaime
João Adaime
Reply to  Talisson
1 mês atrás

Caro Talisson O mundo não quer encrenca com o Brasil. Pode acreditar. O Brasil é garantia de paz na América do Sul e no Atlântico Sul. Se houvesse um complô sendo armado para no futuro nos invadir, os países fornecedores de armamentos não estariam nos fornecendo aviões, navios, submarinos e blindados zero de fábrica, assim como usados dos estoques dos Estados Unidos. Os grandes fundos de investimentos internacionais estão apenas esperando uma definição de rumo por parte do Brasil para despejar aqui as economias dos aposentados do primeiro mundo. Cada um tem em carteira quantias de trilhões (eu disse trilhões)… Read more »

bjj
bjj
1 mês atrás

Há muitos anos que qualquer movimento ou fala serve como “prova” dos planos das potências para tomar a Amazônia brasileira. Cresci ouvindo teorias de que os americanos já tinham bases militares na nossa parte da Amazônia, de que nos livros de geografia estrangeiros a Amazônia não pertencia ao Brasil, que a invasão era iminente, etc… Criaram até a tal da “Ratanabá” para explicar a cobiça pela região. É sempre a mesma coisa, há décadas. A verdade é que não há nada que justifique uma guerra por ela. Todas as riquezas que a Amazônia possui, sejam as minerais ou as ecológicas… Read more »

Carlos Alceu Gonzaga
Carlos Alceu Gonzaga
Reply to  bjj
1 mês atrás

Até que enfim, um florista com cérebro entre as orelhas. Parabéns, concordo plenamente.

Renato B.
Renato B.
Reply to  bjj
1 mês atrás

Concordo em muito e discordo nos detalhes. Além do itens contrabandeados existe o serviço ambiental prestado pela existência da floresta em si. Como a regulação climática e de recursos hídricos, essa para o centro-oeste e o sul e garante o agronegócio brasileiro e baixa o preço internacional de alimentos. Repare no aumento de custos provocado com a Ucrânia. Quanto a minérios, os grandes produtores não tem o menor interesse em um aumento da oferta que baixe os preços de minérios, vão preferir que fique no solo mesmo. Assim, não acredito que os estrangeiros teriam interesse em ocupar a Amazônia, eles… Read more »

naval762
naval762
1 mês atrás

As pessoas confundem os países com seus governantes. Pensam que um político eleito presidente de um país socialista – filiado a uma quadrilha de narcoterroristas ligados ao movimento comunista internacional – não apertaria a mão e faria um acordo, entregando de bom grado seu país, com o homem que foi eleito chefe de governo da nação que representa tudo que ele odeia, seu “inimigo de classe”. Pois eu lhes digo. Não só ele faria tal acordo e apertaria àquela mão, como beijaria os pés do velho senil que senta na cadeira mais alta da nação mais poderosa do mundo pois… Read more »

paulof
paulof
1 mês atrás

Na verdade já existe segundo me lembro dos venezuelanos falarem uma base americana na Colômbia a muito tempo, eles, por outro lado, vivem ameaçando de aceitar uma russa, Guiana deve ter no futuro próximo uma americana, e claro tem a Guiana francesa, o que o Brasil deve fazer diplomacia, além disso incentivar a população civil da região com clubes de tiro, e começar a criar forças armadas funcionais para guerra projetando esse cenário que seria o pior.

Carlos Alceu Gonzaga
Carlos Alceu Gonzaga
1 mês atrás

Mas que imensa bobagem! Quando vamos parar de divulgar essas tramas ridículas. Este canal está virando um grande magazine de fofocas! Uma vergonha.

Leandro Costa
Leandro Costa
1 mês atrás

Outra demonstração de que não existe vácuo de poder. A diplomacia Brasileira TEM que estar presente no nosso entorno, seja lá qual for a orientação do governo do outro lado da fronteira. O Brasil TEM que tomar conta de seu próprio território, tem que trabalhar com os governos que fazem fronteira conosco para abordar as questões de tráfico de ilícitos, segurança, etc. E nós éramos bastante atuantes nisso. Trabalhávamos muito (e ainda trabalhamos) com os governos vizinhos nesse sentido, inclusive a Colômbia. O problema é que o Brasil de repente (leia-se: uns 15 anos atrás, mais ou menos) passou à… Read more »

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Não, camarada, a diplomacia brasileira não tem que fazer nada. Esse problema não se resolve com soft power, mas com hard power. Não adianta nada os diplomatas brasileiros serem os melhores do mundo, isso não impedirá ninguém de tentar tomar o que é do Brasil.

O que vai nos ajudar são mísseis de longo alcance, drones, baterias AA, satélites espiões, artilharia pesada, caça, ARMs e etc.

Política externa de verdade se faz é com fogo e fúria, não com engravatados e conversinha mole.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Então … meu amigo … estamos fu …

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Allan, as duas coisas caminham de mãos dadas. Não há diplomacia eficiente sem poder militar crível aliado à desenvolvimento interno. Todas essas coisas se sustentam, mas faltando uma dessas variáveis vai fazer com que as outras não funcionem como poderiam.

Nelson Junior
Nelson Junior
1 mês atrás

Só uma reflexão… Considerem que uma super potencia invada a Amazônia, vamos dizer os Americanos que são a maior potencia bélica do mundo… Como vão manter isso ??? Eles gastaram 1 trilhão de dólares e 20 anos e não conseguiram dominar o Afeganistão… Imagina uma floresta do tamanho da Europa, mata fechada, úmido, terreno hostil, e sendo que o Brasil tem um exército com contingente gigante treinado nesse terreno, com forças especiais das melhores do mundo, um país que fabrica armamento e munição, tem indústria bélica, é rico, tem recursos de tudo que é tipo… Seria um custo proibitivo pra… Read more »

Marcelo
Marcelo
Reply to  Nelson Junior
1 mês atrás

Basta ao Brasil fazer o que lhe cabe como nação. Cuidar e desenvolver a Amazônia Brasileira não é opção … é dever. E também será mais econômico …

Renato B.
Renato B.
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Impecável

Zorann
Zorann
Reply to  Nelson Junior
1 mês atrás

Eles tomam aquilo em dois tempos…

Ilusão sua achar que brasileiro vai defender aquilo com unhas e dentes. Muita gente na região vai ficar é muito feliz.

Aqui não é o Afeganistão, não é o Iraque, não é Ucrânia muito menos Vietnã. Não somos um povo nacionalista, que ama seu país mais que a si mesmo. Brasileiro pensa acima de tudo em si próprio.

Brasileiro da Amazônia não vai fazer guerrilha contra um país desenvolvido como os EUA, França, que trarão melhores condições de vida, desenvolvimento e assistência.

Fico com dó de quem se ilude assim.

Flávio
Flávio