domingo, dezembro 4, 2022

Saab RBS 70NG

Irã planeja enviar mísseis e drones à Rússia para guerra na Ucrânia, dizem autoridades

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O aumento do fluxo de armas do Irã pode ajudar a compensar as perdas acentuadas de armas russas, reconstruir o fornecimento de munições guiadas com precisão

O Irã está fortalecendo seu compromisso de fornecer armas para o ataque da Rússia à Ucrânia, de acordo com autoridades de segurança dos EUA e aliadas, concordando secretamente em enviar não apenas drones de ataque, mas também o que algumas autoridades descreveram como os primeiros mísseis terra-terra fabricados pelo Irã destinados a usar contra cidades ucranianas e posições de tropas.

O aumento do fluxo de armas de Teerã pode ajudar a compensar o que funcionários do governo Biden dizem ter sido enormes perdas em equipamentos militares russos desde a invasão de Moscou em fevereiro, e um suprimento cada vez menor de munições guiadas de precisão do tipo usado nos ataques da semana passada contra várias cidades ucranianas.

Nos últimos dias, agências de notícias independentes publicaram fotos dos restos do que parecem ser drones fabricados pelo Irã usados ​​em ataques contra alvos ucranianos, questionando as repetidas negações do Irã de que forneceu tais armas à sua aliada Rússia. Autoridades do Pentágono também confirmaram publicamente o uso de drones iranianos em ataques aéreos russos, bem como o sucesso da Ucrânia em derrubar alguns dos drones.

Em um aparente sinal do papel expandido do Irã como fornecedor militar de Moscou, Teerã despachou funcionários para a Rússia em 18 de setembro para finalizar os termos para remessas de armas adicionais, incluindo dois tipos de mísseis terra-terra iranianos, de acordo com autoridades de um governo aliado dos EUA que monitora de perto a atividade armamentista do Irã.

Uma avaliação de inteligência compartilhada nos últimos dias com autoridades ucranianas e norte-americanas afirma que a indústria de armamento do Irã está preparando um primeiro carregamento de mísseis Fateh-110 e Zolfaghar, dois conhecidos mísseis balísticos iranianos de curto alcance capazes de atingir alvos a distâncias de 300 e 700 quilômetros, respectivamente, disseram dois funcionários informados sobre o assunto. Se realizado, seria a primeira entrega de tais mísseis à Rússia desde o início da guerra.

Fateh-110

Os funcionários falaram sob a condição de que seus nomes e nacionalidades não fossem revelados devido à extrema sensibilidade em torno dos esforços de coleta de inteligência.

Em agosto, alguns dos mesmos funcionários identificaram drones iranianos específicos, a série Shahed e o Mohajer-6, que Teerã estava começando a fornecer à Rússia para uso na Ucrânia. Os restos de ambos os tipos foram recuperados, analisados ​​e fotografados pelas forças ucranianas nas últimas semanas. A Rússia parece ter repintado as armas e dado a elas nomes russos.

As autoridades informadas sobre o embarque planejado de mísseis disseram que o Irã também está preparando novas entregas de veículos aéreos não tripulados para a Rússia, incluindo “dezenas” de Mohajer-6 adicionais e um número maior de Shahed-136. Os últimos, às vezes chamados de drones “kamikaze” porque são projetados para colidir com seus alvos, são capazes de entregar cargas explosivas a distâncias de até 1.500 milhas. Consultores técnicos iranianos visitaram áreas controladas pela Rússia nas últimas semanas para fornecer instruções sobre a operação dos drones, disseram as autoridades.

Drones Shahed 136

As agências de inteligência dos EUA se recusaram a comentar os relatórios de remessas iranianas pendentes para a Rússia. Autoridades russas e iranianas não responderam a pedidos de comentários no sábado sobre relatos de mísseis iranianos com destino à Rússia.

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amirabdollahian, disse que “a República Islâmica do Irã não forneceu e não fornecerá nenhuma arma para ser usada na guerra na Ucrânia”, de acordo com uma leitura de sábado de sua ligação com seu colega português. “Acreditamos que o armamento de cada lado da crise prolongará a guerra.”

Em 3 de outubro, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Nasser Kan’ani, repetiu as persistentes negações do Irã de qualquer envolvimento com o fornecimento de drones para a Rússia. “A República Islâmica do Irã considera os relatórios sobre a entrega de drones à Rússia para uso na guerra da Ucrânia como ‘infundados’ e não os confirma”, disse ele. Kan’ani reafirmou a alegação de neutralidade do Irã no conflito e enfatizou a necessidade de “os dois lados resolverem seus problemas por meios políticos livres de violência”.

O governo de Kyiv foi informado sobre as evidências por trás da nova inteligência, disse uma autoridade ucraniana ao The Washington Post. A Ucrânia avaliou separadamente que a maioria dos drones recentemente implantados pela Rússia no sul da Ucrânia é de fabricação iraniana.

A Ucrânia recentemente rebaixou seus laços diplomáticos com Teerã em resposta ao aparecimento de drones de fabricação iraniana no campo de batalha. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, citou na semana passada os recentes ataques aéreos da Rússia ao instar os países da OTAN a fornecerem ao seu país sistemas avançados de defesa aérea.

“Precisamos proteger nosso céu do terror da Rússia”, disse Zelensky na quinta-feira em um discurso ao Conselho da Europa.

FONTE: The Washington Post

VEJA TAMBÉM:

Ucrânia sofre ataque de drones ‘kamikaze’ de origem iraniana; Ministério da Defesa diz que abateu dezenas

- Advertisement -

193 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

193 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MARCELO DANTON DA SILVA
MARCELO DANTON DA SILVA
1 mês atrás

Eaeee EUA OTAN?!? Vão deixar??!!

Lembro que se sabotarem ou destruirem comboios do IRÃ…..a guerra de espalha. As fronteiras com a Polonia serão alvos.
Os “ingredientes” estão se juntando para essa guerra inserir mais países.

Heinz
Heinz
Reply to  MARCELO DANTON DA SILVA
1 mês atrás

A Polônia só está esperando o capacho do Putin, Vulgo Lukashenko atacar a Ucrânia, e não vai demorar muito para que isto ocorra, devido a concentração de milhares de equipamentos da Bielorrússia na fronteira com a Ucrânia.

Ostrogodo
Ostrogodo
Reply to  Heinz
1 mês atrás

A poderosa Polônia vai fazer oq? Kkkkk

Marcelo
Marcelo
Reply to  Ostrogodo
1 mês atrás

A OTAN e os EUA vão liberar as forças armadas da Polônia para acertar umas continhas com a Bielorrússia. Treta antiga. Mudando de assunto, já reparou que a OTAN está iniciando manobras militares de suas forças nucleares. Pois é …

Minsc
Minsc
Reply to  Ostrogodo
1 mês atrás

A Polônia recentemente comprou tanques americanos, sul coreanos e apaches. Se a Rússia não pode com a Ucrânia só imaginar enfrentando isso.

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Ostrogodo
1 mês atrás

Poderosa é a Rússia que ta se matando para tomar a Ucrânia, um país do tamanho do Estado de MG.

Imagina se fosse contra a Polônia que possui uma força muito mais avançada kkk

europeu
europeu
Reply to  MARCELO DANTON DA SILVA
1 mês atrás

menos….!!!!!!!!!!!!!!
isso, por enquanto não passa de um delírio.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Quando a Rússia precisa do Irã para alguma coisa…

É que a maionese desandou totalmente

Renato Lessa
Renato Lessa
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

A situação está se complicando, deveras, para a Ucrânia.
O Exército ucraniano sentiu o golpe dos ataques russos.
As ofensivas em Kherson e Svatovo pararam com gigantescas perdas para os ucranianos.
Muitos reforços russos estão chegando ao campo de batalha.
Notícias de problemas de reposição de armamentos dos EUA e da OTAN, com sinais de esgotamento de estoques de armamentos.
E para piorar, russos e bielorussis estão concentrando muitas tropas e equipamentos na região de Gomek, perto de Kiev.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Nossa, outro apelido. Tá que nem a Rússia. Tentando dar nova roupagem ao mais do mesmo no campo de batalha.

Heinz
Heinz
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

“A situação está se complicando, deveras, para a Ucrânia.”
Você fala isso desde fevereiro Xings, já se vão 7 meses de guerra, e a Ucrânia continua de pé, e usando russos para adubar suas próximas plantações de trigo.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Vou explicar porque alho não é bugalho. 1) as forças armadas ucranianas, a OTAN e os EUA já esperavam pelos problemas causados pelos ataques dos drones iranianos, mas já estão trabalhando para subir muito o nível das defesas antiaéreas na Ucrânia. 2) As ofensivas ucranianas tendem a desacelerar para consolidar posições, para descansar os combatentes e para se rearmar. 3) Os reforços russos são 220 mil recrutas com menos de dois meses de treinamento militar, uma lástima. 4) Não está faltando material militar de reposição para os ucranianos, até porque os russos se tornaram um grandr fornecedor depois das debandadas… Read more »

europeu
europeu
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

e espero que Kerson ainda caia antes do inverno…

Marcelo
Marcelo
Reply to  europeu
1 mês atrás

Também espero …

Munhoz
Munhoz
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Se vc consultar as midias ocidentais sim a sua colocação esta correta !
Se vc cnsultar os canais pro russos, não as suas colocações não estão corretas !

Então eu sugiro um meio termos sem torcida !
É assim que se faz analise militar

Marcelo
Marcelo
Reply to  Munhoz
1 mês atrás

Gostei do comentário. Mas prefiro as mídias ucranianas e ocidentais. Tem mapas, fotos, vídeos com excelente qualidade e atualizações praticamente em tempo real. E as mídias ocidentais costumam checar os fatos … coisa que a falta de liberdade de expressão russa não permite. E torcida é para quem frequenta estádio de futebol. No campo de batalha só há sangue, suor e lágrimas. Então prefiro dizer que a minha expressão é de orgulho e de regozijo ao observar que as corajosas, empenhadas e combativas forças ucranianas estão impondo seguidas derrotas e fazendo as forças invasoras russas recuar.

Screenshot_20220928-124702_Chrome.jpg
europeu
europeu
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Outro a delirar…

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  europeu
1 mês atrás

Não é outro… é o mesmo de sempre com outro nick

Andre
Andre
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Vc tem acompanhado as noticias da Rússia retirando mais 800 velhos t62 de estoque e precisando de drones e mísseis iranianos?

Cade o Terminator que vc tanto exaltou?

Cade os mísseis hipersonicos?

Cade o rolo compressor russo?

O Avanço Putin, segue firme e forte.

Heinz
Heinz
Reply to  Andre
1 mês atrás

realmente o terminator anda sumido, e olha que eu colocava muita fé nele, talvez seja porque não ouve ainda uma grande batalha urbana desde a sua entrada na linha da frente, teve Uzyum, mas os russos decidiram recuar, creio que vamos vê-lo em ação em Kherson, quando os ucranianos atacarem a capital da oblast.

Tiger 777
Tiger 777
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

30% da infraestrutura de energia da Ucrânia destruída e o inverno chegando, vê aqui https://areamilitarof.com/ucrania-confirma-30-de-suas-infraestruturas-foram-destruidas-nos-ultimos-oito-dias/

Marcelo
Marcelo
Reply to  Tiger 777
1 mês atrás

Mas a Ucrânia continua de pé. Durante a II Guerra Mundial, a Inglaterra também foi bombardeada pela Alemanha nazista. Após cada bombardeio, os ingleses recomeçavam suas atividades e mantinham de pé o esforço de guerra.

Alberto
Alberto
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

O Brasil, de acordo com o Ocidente, não é Ocidente…russos, iranianos e o mundo todo sabe que o Brasil não é Ocidente e que muitos brasileiros ficam implorando pra ser Ocidental, sendo sempre renegados. Rsrsrs

karl Bonfim
karl Bonfim
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Confuso esse pensamento, foi a Dilma que disse isso?
Rsrsrsrsr!!

Alberto
Alberto
Reply to  karl Bonfim
1 mês atrás

Rsrsrsrs
Deixa pra lá…
O Brasil é uma piada …
O mundo inteiro sabe, vê, ou ri muito ou sente muita pena
Só aqui no Brasil que muitos não percebem….

Rogério
Rogério
Reply to  Alberto
1 mês atrás

pena eu tenho dos russos, caiu um Su-34 em predio residencial hj,vc viu?

Jose Marinho
Jose Marinho
Reply to  Alberto
1 mês atrás

O Brasil não é uma piada, mas certos comentadores quem ser comediantes…

Nemo
Nemo
Reply to  karl Bonfim
1 mês atrás

Ocidente na diplomacia, academia e midia do …ocidente…se compõe do G7, Europa e talvez, Coreia do Sul. Apenas brasileiros imaginam que o Brasil é considerado ocidente.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Agora a Coréia do Sul é Ocidente tb…

Jesus.. Paulo Freire arde no Inferno

Arthur
Arthur
Reply to  Alberto
1 mês atrás

E o que é que isto tem ver com os mísseis iranianos? Desde quando complexo de inferioridade latino americano é determinante no fornecimento de armas? Sinceramente, não entendi.

Taso
Taso
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Também acho que há uma verdade aí, o Brasil ao meu ver é considerado terceiro mundo ou exótico, é tipo a Índia, que não é um ou outro, o tal emergente economicamente, mas sem bloco geopolítico definido. Não é ocidente, mas também não é do bloco vermelho. Fica ali, ora mais pra lá, ora mais pra cá. No governo passado dos EUA foi considerado aliado extra-otan. Nesse já nem tanto e não apoiou a otan, mas mantém boas relações e fortificou contratos com a Rússia, mesmo em um governo de direita anti-vermelho. Assim, acho que não tem como definir o… Read more »

Agressor's
Agressor's
Reply to  Taso
1 mês atrás

Se encontra no bloco das republiquetas de bananas. O nosso país não é soberano desde Dom Pedro ll, o braziu serve aos países de primeiro mundo. Trabalhamos para que outras nações sejam ricas, e um exemplo que ilustra bem isso é o que fazem com nossas riquezas e toda nossa infraestrutura. Sejamos Francos! Estamos alimentando as grandes potências, sabendo que o nosso próprio povo está passando fome. Somos uma fazenda de gado, apenas isso. Não existe soberania e nunca haverá. A prosperidade de alguns homens públicos do Brasil é uma prova evidente de que eles vêm lutando pelo progresso do… Read more »

Agressor's
Agressor's
Reply to  Taso
1 mês atrás

República das bananas refere-se a um termo pejorativo para um país, normalmente latino-americano, politicamente instável, submisso a um país rico e frequentemente com um governante corrompido e opressor, revolucionário ou não, ou por uma junta militar. Sua economia é, em grande parte, dependente da exportação de monoculturas, tais como bananas, café, laranjas ou cana-de-açúcar, ou até mesmo a extração de minerais. Normalmente, tem classes sociais estratificadas, incluindo uma grande e empobrecida classe trabalhadora e uma plutocracia que compreende as elites de negócios, política e militares. Esta oligarquia político-econômica controla as produções do setor primário e, assim, explora a economia do… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Agora inventaram esta que o Brasil n é ocidente, pq somos latinos..

Os caras confundem ocidental com europeu…

Ê Pátria Educadora

Nemo
Nemo
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Franceses, italianos, espanhóis e portugueses são latinos e considerados ocidentais. O conceito político de ocidente não é geográfico nem étnico. O Brasil não está na lista do ocidente.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Vocês criaram mais uma divisão sem sentido..

André K
André K
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Oh no, Sir!
Dividir para conquistar.

Ou, nas palavras do Chacrinha: Eu não vim para explicar, eu vim para confundir!

Andre
Andre
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Que enorme bobagem. Fica com essa fantasia de quem não frequentou aulas de português, geografia nem história no segundo grau.

Taso
Taso
Reply to  Andre
1 mês atrás

O “ocidente” que estamos comentando é o político. No geográfico, Venezuela e Nicarágua também são ocidentais.

rfeng
rfeng
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

25 países fornecendo pra Ucrânia você acha que o desgaste não atinge qualquer exercito do mundo inclusive o Russo, vide EUA que não tem mais munição básica de 155 mm pra fornecer.

Hcosta
Hcosta
Reply to  rfeng
1 mês atrás

Os EUA anunciaram, há poucos dias, o envio de mais 23 000 projéteis de 155 mm.

De zero a 23 000 ainda vai uma grande diferença…

sergio
sergio
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Isso da apenas 4 dias de uso para o esforço ucraniano.

RPiletti
RPiletti
Reply to  sergio
1 mês atrás

Já viu o volume de 01 155mm?
Não dá p/ colocar no bolso e levar p/ passear…

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  rfeng
1 mês atrás

“vide EUA que não tem mais munição básica de 155 mm pra fornecer” Sim, eles tem. capacidade limitada por causa das próprias necessidades eles tem https://www.csis.org/analysis/united-states-running-out-weapons-send-ukraine Outra coisa importante ressaltar: “However, because this is a NATO standard munition, a dozen countries can supply these projectiles. Therefore, transfers to Ukraine are unlikely to be constrained when the global market is considered.” Empresas e paises que fabricam a munição: The global 155mm ammunition market is projected to grow from $3.44 billion in 2022 to $4.33 billion by 2029, at a CAGR of 3.33% in forecast period Read More at:- https://www.fortunebusinessinsights.com/155mm-ammunition-market-106687 Em resumo:… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  rfeng
1 mês atrás

Segundo o que eu canso de ler…

A Rússia é capaz de vencer a qualquer um sem grande esforço, pq no Ocidente só tem fraco e com equipamento que serve só para exibição.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

A russia ganha da Otan.

Só que essa otan fica dando armas pra ucrania então a russia não ganha da ucrania por causa da otan que ela ganha.

Entendeu?

Não? Nem eu! Mas é a lógica desse povinho ai hehe

LUIZ
LUIZ
Reply to  Rui Chapéu
1 mês atrás

Uma guerra Rússia x OTAN não seria como estamos vendo na Ucrânia. Todos os membros da OTAN seriam varridos do mapa em questões de minutos.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  LUIZ
1 mês atrás

olha ai, não falei! haha

lógica = 0

Marcos Aurélio
Marcos Aurélio
Reply to  Rui Chapéu
1 mês atrás

Não ri não, é doença…kkkkkkk

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Marcos Aurélio
1 mês atrás

O problema é que se sair correndo, corre atrás..

Minsc
Minsc
Reply to  LUIZ
1 mês atrás

Claro, pq a OTAN não possui armas atômicas e essa demonstração de total incompetência das forças armadas russas é só para engana-los.

Rogério
Rogério
Reply to  Minsc
1 mês atrás

o drible da vaca, vcs pensam que eu snao sei guerrear ai eu engano todo mundo kkkkkkkk

Nelson Junior
Nelson Junior
Reply to  Minsc
1 mês atrás

A OTAN tem cerca de 80 Bombas Nucleares Táticas B-61 a “pronto emprego” armazenadas na Alemanha, Holanda, Bélgica e Itália, que podem ser empregadas por F-15, F-16, Tornado e inclusive pelo F-35… Fora as Britânicas, Francesas e Americanas que fazem parte da OTAN… Quanto as forças convencionais, a Russia não duraria duas semanas contra a OTAN sem usar armas atômicas, e isso é um fato, mesmo que alguns iludidos acima digam o contrário

Hans
Hans
Reply to  Nelson Junior
1 mês atrás

O que aconteceria se a Rússia,China ou CN armazenassem armas nucleares perto das fronteiras dos EUA?
Aceitariam ou …..

Andre
Andre
Reply to  Hans
1 mês atrás

Que pergunta boba. A Rússia já tentou, no auge de seu poder, e não conseguiu.

europeu
europeu
Reply to  Nelson Junior
1 mês atrás

Nem mais…
já durante a guerra fria, soube-se depois da queda da URSS, eles tinham um plano para usar 140 bombas nucleares em toda a Europa Ocidental, mas a NATO iria responder da mesma maneira, os B-52 abririam caminho até Moscovo com armas nucleares.
Quando se fala em armas nucleares táticas da Rússia… lembram-se da bomba de neutrões americana? Foi pensada para o teatro europeu para eliminar com radiação as enormes formações de carros de combate qua a URSS tinha.

Nemo
Nemo
Reply to  Nelson Junior
1 mês atrás

Na verdade as armas nucleares baseadas na Alemanha, Holanda, Bélgica e Itália não são da OTAN são dos EUA. No caso da Alemanha os aviões que entregarian as bombas são alemães, mas as bombas são dos EUA. Ninguém dá bomba atômica de presente.

Tiger 777
Tiger 777
Reply to  Nelson Junior
1 mês atrás

O território que será destruído é o Europeu!! Parou pra pensar???

Ou seja os EUA ficam intactos nunha guerra nuclear tática.

Pimenta ou bomba A no c. da Europa é refresco.

André K
André K
Reply to  Minsc
1 mês atrás

Resumiu perfeitamente.

Jodreski
Jodreski
Reply to  LUIZ
1 mês atrás

Acho bom vc não acreditar nessa bobagem que vc disse ai amigo, pq se isso ocorresse a sua vida aqui na república das bananas tb iria pro limbo. Vc acha realmente que o mundo iria assistir a Rússia detonar nucs sem reagir? Aham…

Marcelo
Marcelo
Reply to  LUIZ
1 mês atrás

Fonte: em um outro universo bem, mas bem longe daqui.

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Rui Chapéu
1 mês atrás

A OTAN ganha da Rússia. Mas não entra na Ucrânia para enfrentar a Rússia, nem mesmo usando os ucranianos como “negação plausível. Era simples, enviar soldados e armas (armas já estão enviando) e combater o exército russo usando ocidentais. Porque não usam sua força superior para fazer isso e salvar a Ucrânia? Confuso? deve ser a lógica mainstream.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  100nick-Elã
1 mês atrás

O Exercito Russo diz ta lutando com tropas da OTAN na Ucrânia e já que estão em conflito aberto com a organização, mas mesmo eles não atacam centros logísticos na Polônia ou Alemanha.

Deve ser a mesma logica mainstream que você fala

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  100nick-Elã
1 mês atrás

Mas o Elaine..

Explica ai..

Na OTAN só tem menines e na Rússia todos os machos alfas do Planeta…

Na OTAN só tem equipamento de mer… e todos os equipamentos fod..ticos estão na URSS

Pq n segue o Z o batendo no U ?

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  rfeng
1 mês atrás

????????? Existe uma grande diferença entre Forças Militares preparadas para Desfiles Miliares e Forças Militares preparadas para a Guerra… me mostre um filme de Desfile Militar do Exército dos EUA??? Como aqueles da Rússia, China e Coreia do Norte… estou esperando sentado.

Slowz
Slowz
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Drones bom e barato, qualquer um quer .. já tem vídeo da polícia ucraniana tentando derrubar a tiros sem sucesso .

Nickless
Nickless
Reply to  Slowz
1 mês atrás

Agora pouco vi um video dos policiais derrubando um drone iraniano.

Slowz
Slowz
Reply to  Nickless
1 mês atrás

Na verdade tentaram né kkk

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Slowz
1 mês atrás

A Rússia não consegue produzir um drone “bom e barato”??? que vergonha, que incompetência… estamos falando da RUSSIA e não de um paisinho qualquer… vergonha absoluta

PACRF
PACRF
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Concordo. Aquela ideia de potência bélica que tínhamos da Rússia desapareceu com a invasão da Ucrânia. A Rússia não passa de uma ditadura de inspiração fascista com uma economia baseada no extrativismo e na exportação de commodities (basicamente petróleo e gás). A única diferença é que eles têm bombas atômicas, que são utilizadas para ficar chantageando o resto do mundo.

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  PACRF
1 mês atrás

O PIB da Rússia é menor que o do Brasil… há tempos… isso não é de hoje. A Rússia pode ter os seus “cocos nucleares”… mas não são um bicho papão… já são coadjuvantes quando relativizados com China (outra que parece ser super profissional em paradas militares e que não tem experiência de combate a quase 70 anos).

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Desandou para Israel quando os EUA tiveram que reabastecer os Iron Dome?

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Inimigo do Estado
1 mês atrás

Mais um erro dos russos foi ter ameaçado Israel..

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Qual erro ameaçar aquele toco de amarrar jegue? Vai me dizer que a mão de Deus vai pesar sobre a Rússia? Kkkkkkk.

Rogerio
Rogerio
Reply to  Inimigo do Estado
1 mês atrás

Mas ja ta pesando kkkkkk

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Inimigo do Estado
1 mês atrás

Quando o toco de amarrar jegue começar a mandar SAMs russos para o ferro velho na Síria não some não.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Não sumo, pois tu sabe que a Rússia pode retaliar na mesma proporção. E tu sabe como eu costumo acertar nas minhas previsões, não sou teu finado guru não.

Jodreski
Jodreski
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Logo logo a VKS vai pedir ajuda para a Força Aérea Norte Coreana.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Jodreski
1 mês atrás

Os EUA pediram ajuda até do Brasil na guerra do golfo, que nem fede e nem cheira na geopolítica mundial, quanto mais poderio militar.

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Inimigo do Estado
1 mês atrás

Conta mais sobre isso… precisamos aprender sobre esse momento marcante da historia em que os EUA pediram socorro para nós… fiquei curioso.

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Jodreski
1 mês atrás

“Não atira na cara… para não estragar o enterro”… hahahaha

Neural
Neural
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Respeita a indústria militar do Irã. Eles estão bem a frente da Rússia em relação a drones, perdem só para os USA

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Neural
1 mês atrás

ahahahaahahahha

Claro…

Eles criaram um uso para drones baratos e isto é meritório..

e para por aí..

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Neural
1 mês atrás

Esqueceu Israel, Inglaterra, França sem querer me estender na lista

Alessandro
Alessandro
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Rússia a segunda maior potência mundial, que tem as Forças terrestres mais poderosas do mundo só atrás da China, que invade e toma toda a Europa a hora que quiser em 2 semanas, imune a qualquer embargo econômico do ocidente, precisando comprar armamentos do Irã pra repor estoque destruído?

ISSO É UMA CALÚNIA!

E esses comentários de ALÍVIO comemorando essa compra, são infiltrados Atlanticistas, vassalos da otan, disfarçados de simpatizantes do nosso grande líder do Xadrez 5D.

A mãe Rússia jamais faria isso, jamais!

obs: Esse comentário contém ironia em nível high.

Last edited 1 mês atrás by Alessandro
Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Alessandro
1 mês atrás

É sempre bom legendar os comentários… hahahaha

Munhoz
Munhoz
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Sua colocação não esta correta ! Cada pais tem suas necessidades, a Russia investiu pesado em armas estrategicas, e acabou investindo pouco em drones baratos e municões guiadas para curta e media distancia (munições baratas, para pequenos alvos), além do que a Russia cometeu um erro grave ao não ter uma autonomia total na fabricação das munições guiadas (importando do ocidente algumas partes mais sensiveis e caras), no final o barato e com maior qualidade saiu caro, pois não puderam mais comprar ! Até os EUA tiveram uma discussão sobre este tema devido a alguns componetes chineses em suas munições… Read more »

Sblogniev
Sblogniev
Reply to  Munhoz
1 mês atrás

Resumindo: “Quem não sabe brincar não desce para o play”.

Heitor
Heitor
1 mês atrás

É só Israel fazer uma “operação de antecipação” e explodir os caminhões de transporte em território iraniano.

Renato Lessa
Renato Lessa
Reply to  Heitor
1 mês atrás

Mais fácil o Irã atacar Israel com os milhares de drones que possui, assim como fez com a Arábia Saudita através dos houthis.
Os árabes tiveram de aceitar um cessar-fogo.
Esses drones são praticamente impossíveis de parar.
As fotos e vídeos de hoje dos ucranianos tentando derrubá-los são patéticas.
Usaram MANPADS, tiros de fuzil e nada.
Praticamente todos passaram.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Israel passeia no Irã os cabeças de pano nem vêem só descobrirem depois que explodiu.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Rodrigo
1 mês atrás

tu sabe que isso é mentira sua, né, quando Israel no campo de combate enfrentou indiretamente o Irã, no Líbano tomaram uma surra no começo e depois começaram a vencer, muito graças a força aérea israelense.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Israel não perdeu nenhum tanque de guerra Merkava no Líbano graças à sua blindagem reativa eficiente. Cadê a surra? Agora os russos, que usaram serragem e folhas de jornal na “blindagem reativa” de araque perderam milhares de tanques na Ucrânia.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

não perdeu nenhum tanque? sério mesmo, vai dizer agora que os árabes venceram a guerra dos seis dias?

Marcelo
Marcelo
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Não me faça rir. Os drones iranianos são lentos e barulhentos. São chamados de cortadores de grama voadores. Mas são pequenos e estão disponíveis em grandes quantidades. Porém os defesas ucranianas estão derrubando esses drones as pencas. Eis o resultado de uma rápida busca na internet. E o Nasams ainda nem chegou.
https://www.reuters.com/world/europe/ukraine-shot-down-85-86-russian-drones-involved-latest-attacks-air-force-2022-10-17/
https://www.google.com/amp/s/www.ukrinform.net/amp/rubric-ato/3594818-ukraines-air-force-destroys-37-shahed-drones-out-of-43-launched-by-russia-monday.html

europeu
europeu
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Mais uma vez… tiro direto

europeu
europeu
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Delírio
Os aliados fanáticos do Irão no Líbano e Palestina bem tentaram!!!

Marcelo
Marcelo
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Sonhar não paga imposto. Vamos corrigir as distorções de hoje: 1) Israel é uma superpotência em termo de desenvolvimento e produção de drones de ataque; 2) o Irã desenvolveu seus drones a partir de engenharia reversa de drones Israilenses e americanos derrubados ou hackeados; 3) os drones iranianos são pequenos e mais difíceis de detectar no radar, mas são lentos e barulhentos, facilitando o abate; 4) a taxa de abate dos drones iranianos pelas tropas ucranianas chega a 85%, porém alguns passam e atingem algum alvo. Suas informações são tão verdadeiras quanto uma nota de R$ 3,00.

Andre
Andre
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Quando o líder do programa nuclear iraniano foi assassinado, há pouco tempo, o que o Irã fez?

Vc nunca deve ter visto um mapa na vida e não deve imaginar que este drone geria que viajar mais de 1000km, atravessando todo o Iraque e a Jordânia. É claro que no vídeo game logística nunca é um problema.

LUIZ
LUIZ
Reply to  Heitor
1 mês atrás

Essas armas não vai ser usada contra Israel. Qualquer tentativa de ataques contra o Irã é escalonar mais ainda um conflito que já tem muitos atores envolvidos indiretamente e diretamente disfarçados de mercenários. Na Síria norte americanos usavam barbas como disfarçe.

leonidas
leonidas
Reply to  LUIZ
1 mês atrás

Na verdade o Irã quer utilizar estes armamentos contra a Ucrânia pois sabe que nela esta o que há de melhor em termos de inteligência sensorial do Ocidente. É simplesmente uma oportunidade de ouro para o Irã testar suas amas com vistas a Israel. O Irã precisa ter esse “test quality” para poder mensurar com precisão sua capacidade de defesa e ataque contra seus inimigos regionais (Israel e Arábia Saudita) e contra eventuais forças ocidentais na região. E pode ter certeza que o objetivo é Israel rs Agora com essa visão míope do dept de Estado Norte Americano a Rússia… Read more »

LUIZ
LUIZ
Reply to  leonidas
1 mês atrás

Ainda tem o bilionários sauditas frertando com os chineses no comércio bilionário do petróleo.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  leonidas
1 mês atrás

Na Arábia Saudita então só tem porcaria do Ocidente?

Minsc
Minsc
Reply to  leonidas
1 mês atrás

Essa lógica vale para os dois lados. Tanto é que tem tanque russo nos EUA já. A diferença é que descobriram que a qualidade do equipamento russo deixa muito a desejar.

Renato Lessa
Renato Lessa
Reply to  Minsc
1 mês atrás

Se a qualidade dos tanques russos deixa a desejar eu não sei, mas a da defesa anti-aérea, não.
Os russos bateram o recorde mundial de distância de um avião abatido.
Um Su-27 ucraniano foi derrubado a 217 km de distância por um S-300V4.
E o Irã anunciou testes com um sistema que alcança 300 km.

Andre
Andre
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Mas tbm né, era um velho su27. E todo mundo achava que era um super avião.

Talvez se tivesse feito a manobra cobra “sei lá o que”…..

leonidas
leonidas
Reply to  Minsc
1 mês atrás

O Equipamento russo foi desde sempre inferior ao ocidente em termos de tecnologia.
Tem sua função no contexto no qual os russos desejam utiliza-lo e também no custo de aquisição.
Até ai para mim não é novidade nenhuma o ponto colocado por você o que não sei se entendi foi exatamente aonde sua postagem entra em relação as minhas considerações relativas ao passo mal calculado do ocidente nesta aventura na Eurásia ou sobre a posição do Irã neste contexto…

Renato Lessa
Renato Lessa
Reply to  leonidas
1 mês atrás

Não só os Geran-2 (Shahed), mas os Lancet russos estão fazendo a festa.
Nada consegue pará-los.
Os próprios sistemas anti-aéreos ucranianos são alvos deles.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Renato Lessa
1 mês atrás

Taxa de abate dos drones iranianos pelas defesas ucranianas chega a 85%.

Alberto
Alberto
Reply to  Heitor
1 mês atrás

O Irã tem um dos melhores sistemas de defesa anti-aerea do mundo, em grande parte de fabricação nacional, Israel não ataca o Irã por isso, e tb pelos mísseis que podem varrer Israel.

MARS
MARS
Reply to  Alberto
1 mês atrás

“melhores sistemas de defesa anti-aerea do mundo”, “podem varrer Israel”… É cada comediante que aparece aqui!!!

Alberto
Alberto
Reply to  MARS
1 mês atrás

Comédia é o Brasil…rsrsrs
Ninguém liga mais pro Brasil…

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Alberto
1 mês atrás

até que faz sentido você falar isso, Alberto realmente é um nome que tem um som Alemão…

Alberto
Alberto
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Rsrsrsrs
América Latina….
América Latina….
Colonização….
Rsrsrsrs

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Falando em alemão o sistema iris -t da Dhiel já foram entregues? Essa Dhiel é forte hein..a própria Rússia tinha fechado contrato com está empresa , porém depois da invasão e roubo da Criméia esse acordo foi cancelado …igual os navios franceses….agora é só ver qual é a capacidade industrial da intergaláctica Rússia …

Marcelo
Marcelo
Reply to  Alan Santos
1 mês atrás

Já chegou na Ucrânia o primeiro Iris-T dos 4 prometidos. Mas o Nasams é superior.

europeu
europeu
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Eu não sou brasileiro, sou português, mas você já começa a meter dó com essa conversa!!

Alberto
Alberto
Reply to  MARS
1 mês atrás

Continuem fornecendo matérias-primas, antes para o Ocidente agora para o Oriente, ninguém no mundo (tanto Ocidente quanto Oriente) nem liga para as opiniões aqui no Brasil…

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Estranho eu ter escutado coisa de 20 minutos de podcast do CSIS debatendo apenas sobre as eleições no Brasil e o impacto disso no Mundo e, em especial, para o resto do Ocidente.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Qual impacto?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Inimigo do Estado
1 mês atrás

Debateram principalmente o provável impacto ambiental e principalmente em relação à segurança alimentar, e como é difícil pesar ambas as agendas.

Se quiser pode escutar. Está de grátis no iutubiu. Procure por “CSIS Brazilian Election Preview.” Tem pouco mais de 20 minutos.

Saiu outro agora que eu ainda vou assistir que é o “CSIS Brazil Presidental Elections: Perspectives from U.S. Ambassadors” e tem pouco mais de uma hora. Devo assistir daqui a pouco.

Ambos em inglês. Sempre bom dar uma checada em como enxergam essa baderna lá de fora, embora um deles seja especialista em Brasil.

europeu
europeu
Reply to  MARS
1 mês atrás

Se tivessem isso tudo já tinham varrido Israel do mapa. Andam sempre a ameaçar… quantas vezes é que Israel bombardeou os iranianos na Siria e no Iraque nos últimos dois anos!?

Andre
Andre
Reply to  MARS
1 mês atrás

Com a Rússia mostrando que suas super armas não passavam de propaganda, esses doidos têm que fantasiar com outro “anti-eua”.

Daqui a pouco começam a delirar sobre a força da Coréia do Norte.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Russia era dita como tento o melhor sistema de defesa aérea do mundo e eles não conseguem neutralizar MiG-29 com HARM amarrado na base da gambiarra.

André K
André K
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Eles não conseguiram fazer nada em relação ao Cessna do Mathias Rust que em 1987 pousou na Praça Vermelha para vergonha da URSS. De lá para cá, pelo jeito teve apenas bravatas.

PACRF
PACRF
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Prezado, não é exagero dizer que Israel tem uma das melhores forças aéreas do mundo. Já demostrou isso várias vezes, contra a Síria, o Egito, a Jordânia e o Iraque, por exemplo. O Irã não é páreo Israel. Além disso, tem o preparo físico e, principalmente, intelectual dos seus soldados, que faz toda a diferença.

Alberto
Alberto
Reply to  PACRF
1 mês atrás

América Latina….
América Latina…
Rsrsrsrs
Colonização….
Rsrsrs
Pq discutir….
Rsrsrsrs

André K
André K
Reply to  Alberto
1 mês atrás

“Pq discutir….”
Perfeito!

Então está perdendo seu tempo e o nosso aqui.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  André K
1 mês atrás

ele não ta perdendo não o Kremilin paga (segundo um artigo que eu li uns meses atras) 2 a 3 mil dólares para os bots dele.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Um ataque aéreo israilense destruiu centenas de drones em pleno território iraniano no mês de março. Quando o Irã começa a sair da linha, Israel senta o porrete.
https://www.google.com/amp/s/www.iranintl.com/en/202203150523

Alecs
Alecs
Reply to  Heitor
1 mês atrás

Melhor explodir a fábrica logo de uma vez

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Heitor
1 mês atrás

seria ótimo. para a ucrania é claro, para israel seria terrível ia começar uma guerra direta entre os dois, Arabia Saudita ia ter que pensar em que lado iria ficar, afinal Irã é muçulmano. até Paquistão talvez se envolvesse no bolo.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

A Arábia Saudita ficar do lado do Irão?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Ele ia ter escolher um lado, talvez ajudasse por debaixo dos panos contra o Irã, talvez ficasse neutro, e mesmo neutro já seria ajudar à Israel.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Heitor
1 mês atrás

Hoje ele tá tirando todos os Nicks do armário…

MAURICIO SIQUEIRA
1 mês atrás

O Irã tem tanto equipamento assim? Pelo que sei, eles estão sempre em prontidão, com vários inimigos bem proximos, e vão desfalcar seus estoques? a Guerra da Ucrania vai consumir muitos equipamentos, e qual a capacidade do Irã de reposição? Será que os inimigos vão se aproveitar disso?

Renato Lessa
Renato Lessa
Reply to  MAURICIO SIQUEIRA
1 mês atrás

Para vc ver que esse embargo americano é para ‘inglês ver’.

rfeng
rfeng
Reply to  MAURICIO SIQUEIRA
1 mês atrás

Tem vinte e cinco anos se preparando para uma invasão americana você acha que o estoque e pequeno.

George
George
Reply to  rfeng
1 mês atrás

Não sei dizer mas como os chips e as outras peças desses drones são fabricadas nos Estados Unidos acho difícil produzirem mais.

Alberto
Alberto
Reply to  George
1 mês atrás

Até os Chips usados nos drones dos EUA são fabricados na Ásia, os Chips mais avançados dos drones do Irã vem de outros países da Ásia tb, o Irã inclusive tb fábrica Chips.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Alberto
1 mês atrás

Os EUA produz chips em 7nm a exclusividade de Taiwan esta em 5nm e no final do ano em 3nm

Como chips tão avançados não são necessários para essas armas mais simples Irã pode conseguir eles “relativamente” fácil.

inclusive já acharam sim chips Americanos nos drones do Irã, tinham sido vendidos para a china e pararam neles.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Alberto
1 mês atrás

E esse o ponto, muito se diz que a Rússia vai ficar sem armas pois não vai ter a cesso aos chips controlados pelo Ocidente, más os Russos não precisa de chips top de linha para as suas armas de precisâo, podem fabricar os chips mais básicos como os dos anos 90 da era soviética que serviam muito bem. Afinal, eles não querem acertar o olho do soldado na janela, querem derrubar o prédio todo.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

O problema é que um software mais complexo precisa de um hardare de melhor desempenho para rodar na velocidade correta. Com os chips atuais os mísseis russos já erram o alvo. Imagina sem esses chips …

Matheus
Matheus
Reply to  George
1 mês atrás

Na verdade os Iranianos tem sua própria fabrica de chips desde 2006.
Apesar de não ser tão avançada quanto aos do ocidente, eles trabalharam bastante pra diminuir a dependencia de chips do ocidente.

https://en.wikipedia.org/wiki/Iran_Electronics_Industries

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  George
1 mês atrás

Fiz uma pergunta nesse sentido, o Iran está sob embargos há décadas e consegue ter esse tipo de armamento, o mesmo vale para a Coreia do Norte e querem dizer que a Rússia, não consegue ter. Até parece.

George
George
1 mês atrás

Acho que um bom sistema para derrubar esses drones são os nossos guepard.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  George
1 mês atrás

Ucrânia ta usando eles especialmente pra isso. são mais baratos do que usar MANPADS e os Drones não são rápidos o suficiente pra se provarem um alvo complexo.

Heinz
Heinz
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Sim, os guepards são excelentes para abater alvos assim, é como tiro ao alvo no parque.

bjj
bjj
Reply to  George
1 mês atrás

O problema do Gepard é que os sensores são muito antigos, ainda os mesmos do projeto original. É de se questionar a capacidade dele de detectar alvos pequenos e lentos, o que tem se mostrado um desafio até mesmo para radares modernos pela dificuldade de diferenciar do ruído de fundo.

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Irã ta com bastante problema interno por causa do assassinato daquela jovem pelas forças de segurança, os protestos ainda acontecem, bem violentos.

Eles deveriam se preocupar mais com a politica interna, Mossad e CIA são bons em aproveitar uma desordem interna.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

quando eles mesmo as vezes criam kkkkkkkk, realmente o Irã pode vir ser atacado com guerra híbrida

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 mês atrás

Que fase!

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Alguém me explica como um país sob embargos até mais severos do quê a Rússia a décadas, consegue ter mísseis e drones e a OTAN diz que a Rússia não vai conseguir ter a mesma capacidade?

Ravengar
Ravengar
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

No diz respeito aos drones,existe um boato de que muitos destes drones iranianos são copias de drones israelenses que foram capturados quase intactos pelas milícias Armênias na escaramuça com o Azerbaijão no ano de 2016,quando os iranianos jammearam muitos destes drones auxiliando os Armênios com o krashuka-4.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Tempo… O que dizem é que vai demorar até a Rússia conseguir ter essa capacidade…

leonidas
leonidas
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Velho, ti falo duas coisas: 1º Sanções não conseguiram derrubar nem o Nicolas Maduro que preside uma nação arruinada. 2º A Coréia do Norte conseguiu desenvolver armas nucleares convencionais, bomba de hidrogênio, ogivas nucleares miniaturizadas, veículos lançadores e inclusive um míssil lançado a partir de submarino. Então fica claro que sanções de forma alguma consegue derrubar um governo ou impedir sua indústria militar. Agora se não impediu estas duas nações miseráveis dentro de suas respectivas realidades acha mesmo que com a Rússia uma nação absolutamente rica de energia e produtos agrícolas, com parque industrial muito avançado e autonomia tecnológica (não… Read more »

mago
mago
1 mês atrás

A Rússia não precisa de ajuda de ninguém para lutar contra os eua/otanreich. Provavelmente o que está acontecendo é um acordo para testarem armas iranianas.

Bruno
Bruno
Reply to  mago
1 mês atrás

Otanreich ? Vai se tratar meu jovem….

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Pelo visto a Ucrânia vai precisar de muitos mísseis antiaéreos. É aí que mora a grande vantagem do NASAMS – o armamento primário é o Míssil Ar-Ar de Médio Alcance Avançado AIM-120 (AMRAAM). Exatamente o mesmo míssil usado em todo o mundo por aviões de combate em aplicações ar-ar. O NASAMS se alimenta dos mesmos estoques de mísseis que os aviões de combate da OTAN. E há um estoque de milhares desses mísseis. Dois Nasams estão prestes a ser entregues à Ucrânia.
https://www.thedrive.com/the-war-zone/the-common-missile-nasams-uses-is-its-biggest-advantage-for-ukraine

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Quanto custa um míssil do NASANS e quanto custa um drones kamikaze Iraniano? Quem gastar menos e lançar mais ganha.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

A Ucrânia, com os atuais sistemas de defesa antiaérea, está abatendo os cortadores de grama voadores iranianos às pencas. Os drones iranianos são lentos e barulhentos, mas são pequenos e estão disponíveis em grande número. Quando passam, acabam atingindo algum alvo. Mas não é o fim do mundo. Os foguetes V1 da Alemanha nazista também assombram a Inglaterra durante algum tempo, mas as defesas antiaéreas inglesas e os pilotos da RAAF aprenderam como derrubar essas aeronaves.

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
1 mês atrás

Israel que estava se mantendo neutra decidiu entrar do lado da Ucrânia

Maurício.
Maurício.
1 mês atrás

Esses dias eu disse que o Irã poderia ajudar a Rússia se fosse necessário, em parte já está ajudando com os drones. Agora, até hoje eu me pergunto porque o Irã foi apresentar aquele caça “stealth”, aquilo foi muito vergonha alheia, visto que a indústria bélica deles até que é respeitável, fazem praticamente de tudo um pouco, não precisava daquilo.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Maurício.
1 mês atrás

Aquilo foi incrível. O photoshop para multiplicar os mísseis durante um treinamento também foi motivo de piada instantâneo. Mas anos se passaram. Os Iranianos nunca deixaram de investir em tecnologia militar própria, e eles sabem como burlar parte das sanções. Mas creio que boa parte de seus estoques de guerra estão indo parar na Rússia agora, mas também creio que irão acelerar a produção ao máximo que podem. Isso vai gerar uma resposta, a qual ainda não sabe