EUA aprovam potencial venda de sistemas de minas antitanque para Taiwan por US$ 180 milhões

O Departamento de Estado dos EUA aprovou a possível venda de sistemas de colocação de minas antitanque Volcano para Taiwan por um valor estimado de US$ 180 milhões, informou o Pentágono na quarta-feira.

Northrop Grumman e Oshkosh Corporation são os principais contratantes para a venda potencial.

A lei dos EUA exige que o poder executivo notifique o Congresso sobre possíveis vendas de armas acima de um determinado valor. Mas essas notificações geralmente não são feitas a menos que os legisladores tenham dado ao Departamento de Estado e ao Pentágono aprovação informal para seguir em frente.

O possível acordo ocorre quando a China aumenta a pressão militar, diplomática e econômica sobre Taiwan para afirmar suas reivindicações de soberania, incluindo missões quase diárias da força aérea chinesa perto da ilha durante os últimos três anos.

O Ministério da Defesa de Taiwan disse em comunicado que a venda entrará em vigor em cerca de um mês e que o sistema ajudará a aumentar a capacidade de “guerra assimétrica” ​​da ilha para tornar suas forças mais ágeis.

“As frequentes atividades militares do Partido Comunista Chinês perto de Taiwan representam graves ameaças militares para nós”, disse o ministério, acrescentando que continuamente os EUA as vendas militares são a “pedra angular para manter a estabilidade e a paz regionais”.

Os Estados Unidos são o maior apoiador internacional de Taiwan e a principal fonte de armas, o que irrita a China.

A China reivindica o autogoverno de Taiwan como seu próprio território e promete tomar a ilha à força, se necessário. Taiwan rejeita fortemente a reivindicação de soberania de Pequim e diz que se defenderá se for atacado.

FONTE: Reuters

Subscribe
Notify of
guest

83 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Francisco
Francisco
1 mês atrás

O problema é que a China não precisa colocar nenhum veículo na ilha, com aquela distância a China pode arrasar Taiwan só com artilharia, gostemos ou não a situação de Taiwan pode ficar trágica quando a China quiser.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Francisco
1 mês atrás

disso eu tenho certeza, outra é de que a China vai perder muito equipamento nesse processo

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Francisco
1 mês atrás

Acabar de vez com a estabilidade mundial para “conquistar” uma ilha arrasada e ardente ? Qual o sentido disso ?
Recuperar o controle igual recuperaram o controle de Hong Kong… faz todo o sentido.
Recuperar destruindo tudo… Não faz sentido nenhum

Francisco
Francisco
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

Caro Alfredo, não estou julgando o mérito de um provável conflito, só fiz uma observação quanto ao uso de equipamentos militares que acredito que seja o principal objetivo do canal, e nessa questão é inegável que a situação é tremendamente desfavorável para Taiwan, EM CASO de um conflito obviamente seria um massacre, a distância da ilha para a China Continental é muito pequena o que favorece o uso intenso de artilharia e nesse caso não importa muito quais equipamentos Taiwan adquira em especial este citado na matéria, agora analisando sua colocação entendo seu ponto de vista, mas analise o ponto… Read more »

Marcos R
Marcos R
Reply to  Francisco
30 dias atrás

e a China que é muito trouxa iria destruir o maior polo mundial de fabricação de microchips… prejudicando sua própria indústria que necessita dos chips taiwaneses.
Pode chamar o xi de qualquer coisa, menos de burro!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Francisco
30 dias atrás

Artilharia? De Taiwan só se for. Taiwan tá longe para usarem os obuseiros. Precisa de mísseis de longo alcance bombas planadores e etc vai ser caríssimo tomar Taiwan

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  Francisco
30 dias atrás

A mesma regra se aplica a Taiwan. É a mesma distância e se a ilha disparar artilharia também vai atingir a China. Aí o problema é que tipos de mísseis convencionais os dois países tem para atacar.

Francisco
Francisco
Reply to  Lúcio Sátiro
29 dias atrás

Sim amigo a distância realmente é a mesma nos pontos mais próximos, contudo o território chinês é imenso diferente da ilha que é minúscula, isso por si só já demonstra a desvantagem da ilha onde tudo geograficamente está próximo, já na China tudo é distante o que demandaria por armamentos com grande alcance já que os alvos chineses estão espalhados por um país imenso, enquanto em Taiwan os alvos estão bastante próximos que em tese necessitaria de armamentos com alcance muito menor para atingir todo o território de Taiwan.

Rogerio
Rogerio
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

Hong Kong é bem diferente, o tratado eram 100 anos com a Inglaterra

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Rogerio
29 dias atrás

Sim… conheço essa história. E eu não quis comparar o contexto, e sim o efeito.
O “efeito” foi… A China recuperou um território intacto…

WSilva
WSilva
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

O nível de destruição será de acordo com a resposta de Taiwan, quanto mais resistir ou tentar agredir, mais será atacada, porém esses ataques serão bem estrategicos, não é soltar bombar de qualquer jeito em qualquer lugar.

Vale lembrar que essa não é a primeira opção da China, a primeira opção sempre será reunificação pacifica e de forma alguma a China permitirá a independencia da ilha.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  WSilva
30 dias atrás

A ilha é independente (não depende do continente) a mais de 70 anos. Além do custo direto, no dia seguinte a China perderia metade de seu comércio. Isso tem potencial de causar mais fome em seu país do que na ilha. Outro ponto é que não estarão invadindo o Tibet.

WSilva
WSilva
Reply to  Palpiteiro
30 dias atrás

”A ilha é independente (não depende do continente) a mais de 70 anos.” E para a China é bom que continue assim pois não terá que sustentar ninguém na ilha. O que realmente importa para a China é a questão de soberania e integridade territorial, e isso Taiwan(ROC) nunca terá se depender da PRC. ”Além do custo direto, no dia seguinte a China perderia metade de seu comércio.” Talvez você não saiba, mas a China é o principal parceiro comercial de mais de 100 países, inclusive de Brasil e EUA. Se você acha que a China vai dançar sozinha em… Read more »

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  WSilva
30 dias atrás

Milagre concedido pela divindade benevolente que derrotou o país que tinha ocupado a China propriamente dita e o continente. Se lembre e agradeça.

Sem eles a RPC séria uma colônia muito desenvolvida do Japão.

WSilva
WSilva
Reply to  Thiago A.
30 dias atrás

Culturalmente o Japão ainda é uma colonia chinesa e possivelmente sempre será.

Os japoneses sempre souberam que são inferiores aos chineses e indianos em termos culturais e historicos, a loucura japonesa durante do século XIX e inicio do seculo XX foi uma tentativa patética e fracassada de tentar elevar o status do Japão.

O único momento em que o Japão foi mais avançado que China e Índia foi quando copiou o ocidente, qualquer um sabe disso.

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  WSilva
30 dias atrás

Quem foi que estabeleceu essa tal superioridade cultural chinesa sobre o Japão? A sua fada madrinha foi quem escolheu os parâmetros? Uma cultura inclui muitas coisas, eu quero saber de você quais elementos da cultura chinesa são superiores aos da japonesa e no que consistiria essa superioridade. É tipo um vaso feito pela técnica da dinastia Ming ser superior a uma xícara de chá japonesa? Ou um poema chinês ser superior ao haikai? Eu adoro a arte da argumentação, taí uma coisa que eu gostaria de ver você sustentar. O que sobrou da milenar cultura chinesa após o partido comunista… Read more »

Last edited 30 dias atrás by Lúcio Sátiro
WSilva
WSilva
Reply to  Lúcio Sátiro
29 dias atrás

”Quem foi que estabeleceu essa tal superioridade cultural chinesa sobre o Japão?” Os próprios japoneses antigos que buscaram na China cultura, inspiração, progresso e influência. Não há nada errado disso, e me desculpe, eu não deveria ter usado a palavra ”superior”, essa palavra hoje em dia pode ser facilmente distorcida. Vamos dizer então cultura avançada. Eu disse que a China era mais avançada, mas a Coreia, também influenciada pela China e Índia, atingiu um nível de progresso muito antes do Japão, o mesmo para o Vietnã. ”O que sobrou da milenar cultura chinesa após o partido comunista tomar o país?”… Read more »

Alois
Alois
Reply to  WSilva
27 dias atrás

Nossa, agora você viajou legal, o Japão tem um cultura milenar, e só foi invadido pelos americanos na WWII, acredito que todos sabem esta história, mas a situação era o inverso, os japoneses se achavam superiores aos seus vizinhos, chineses, coreanos entre outros.

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  WSilva
30 dias atrás

É ideológico para os dois lados dos argumentos. O povo de Taiwan tem igualmente direito ao território chinês, que aliás antes pertencia a eles. O problema é que a diminuta Taiwan não tem recursos bélicos para retomar o continente. E sim, uma democracia tem amparo moral para invadir uma ditadura, se esta estiver massacrando o seu próprio povo ( democídio ). É um dever moral que países democráticos que tenham condições de intervir façam isso. É uma questão de humanidade, não é ideológico.

WSilva
WSilva
Reply to  Lúcio Sátiro
29 dias atrás

”O povo de Taiwan tem igualmente direito ao território chinês” Claro que sim, mas em Taiwan há 23 milhões de chineses, do outro lado mais de 1 bilhão. O lado mais forte prevalece, sempre foi e sempre será assim. ”sim, uma democracia tem amparo moral para invadir uma ditadura, se esta estiver massacrando o seu próprio povo ( democídio ).” Invasões/guerras não se dá pelo valor moral mas sim por interesses materais e estrategiccos. Eu digo isso até hoje, se H1tl3r não fosse fominha em invadir todo mundo e tivesse ficado apenas com sua ideologia r4c14l maluca dentro da Alemanha,… Read more »

m4l4v1t4
m4l4v1t4
Reply to  Francisco
1 mês atrás

Com uma distância muito menor, equivalente entre São Paulo e Campinas, a Rússia que outrora você dizia que chegava em Berlin em 72 horas quando quisesse, teve que dar de ré quando tentou tomar Kiev em um operação planejada por meses, quiçá anos. Que dirá a China, que não é nenhuma Rússia, e contra um pais que detém material ocidental avançado.

Em uma invasão chinesa, aposto todas as fichas em Taiwan, sem nenhuma sombra de dúvidas.

Francisco
Francisco
Reply to  m4l4v1t4
1 mês atrás

Acredito que você esteja me confundindo com algum “xará” já que nunca fiz essa afirmação que você citou, alguns aqui tem o péssimo hábito de achar que se trata de torcer para um lado ou outro quando de faz algum comentário que não lhes agrade, amigo isso aqui é um canal sobre temas militares para que cada um coloque sua opinião sobre o tema, se a minha não lhe agrada já parou para pensar que a sua também pode não me agradar, mas nem por isso lhe falto com o respeito e muito menos lhe agrido, resumindo meu caro são… Read more »

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  m4l4v1t4
30 dias atrás

Eu acho que você está exagerando. Ou talvez todos nós estejamos repetindo com a China as fantasias que criamos de uma União Soviética/Rússia super poderosa e capaz de tudo.
Nos anos 80-90 todo mundo achava os russos os grandes fodões, capazes de arrasar outros planetas e dominar a terra. Cada caça, cada tanque e navio eram meio que superestimado.
O fato é que modernamente a China não combateu ninguém. Mas convenhamos que os chineses são mais disciplinados que os russos e aprendem bem rápido. Não creio que Taiwan vencesse.

Last edited 30 dias atrás by Lúcio Sátiro
Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Francisco
1 mês atrás

Qual obuz a China tem com alcance de 130 quilômetros?

Francisco
Francisco
Reply to  Alan Santos
1 mês atrás

Caro Alan artilharia não se resume a “obuz/canhão”, da uma pesquisada sobre o assunto amigo e verá que é bem mais abrangente incluindo misseis e foguetes.

Glasquis 7
Reply to  Alan Santos
30 dias atrás

Qualquer país pode contar com artilharia de foguetes como no caso o Brasil usa o Astros. (embora não tenha ainda esse alcance). Existem lançadores com alcance superior aos 145 KM.

Neural
Neural
Reply to  Francisco
30 dias atrás

China pulveriza tudo isso aí com os Df-16 com ogivas termobáricas, bondão dos zóio puxado.

Last edited 30 dias atrás by Neural
Teropode
Reply to  Francisco
30 dias atrás

Sim , sua percepção estratégica é assombrosa , meus parabens 👏👏👏👏

Rui Chapéu
Rui Chapéu
1 mês atrás

Rapaz…. A Rússia e a China estão fazendo os CEOs do complexo industrial americano trocarem de yatch e jatinhos a uma velocidade nunca antes vista no mundo !

Haja portos e aeroportos executivos para tanto lazer!

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Rui Chapéu
1 mês atrás

Guerra 4.0… bilhões de dólares no bolso sem uma gota de sangue americano derramado. As Mães dos EUA devem amar o Biden.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Rui Chapéu
1 mês atrás

Não só americano como europeu. Principalmente pela quantidade de armas destruídas na guerra da Ucrânia e que terão de ser repostas.. Impressiona também a fragilidade dessas armas. M-777 que se incendeiam e derretem, Mastiffs, Bushmasters e MaxxPro que se abrem feito lata de sardinha ao impacto de artilharia, auto-propulsados localizados e destruídos aos montes. Hoje, o Jornal Le Figaro publicou que 16 dos 18 Caesars entregues à Ucrânia estão em manutenção. O Coronel MacGregor acabou de publicar que os Patriots são frágeis para a Ucrânia e não vão alterar nada na guerra. Sem contar os problemas de fragilidade de armas… Read more »

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

E as armas russas, em destroços, que lotam os campos da Ucrânia são o quê? indestrutíveis que não são…

Menos puxa saquismo russo!!!

Alfredo
Alfredo
Reply to  FernandoEMB
1 mês atrás

Provavelmente destruídas por outras armas russas
Não tem jeito.
Armas ocidentais, via de regra, são de boutique.
Muito frágeis.
Armas boa é arma russa!

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Assim nós vemos o seu nível de infantilidade, rs.

Só não se atreveu a “brincar” com os Himars né ? kkkkkkkk

As armas ocidentais são exatamente o que está fazendo a Rússia passar essa vergonha que é a guerra na Ucrânia, coitado dos russos, Putin conseguiu destruir tudo que ele havia construído.

RPiletti
RPiletti
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Verdade, as armas soviéticas utilizadas por Israel sempre se saíram vitoriosas frente as árabes fornecidas pelo ocidente. Ops, não péra…

Alfredo
Alfredo
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Coloque essas armas nas mãos de russos e vc verá o que sobrará de Israel.
Nas mãos dos egípcios quase deu certo, não fosse a intervenção salvadora americana.

JOAQUIM ROCHA
JOAQUIM ROCHA
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Realmente colocaram essas armas nas mãos dos russo e estão passando vergonha na Ucrânia.

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  Alfredo
30 dias atrás

As armas nas mãos dos russos não conseguem sequer estabelecer superioridade aérea sobre a pobre Ucrânia, que dirá sobre uma das melhores, senão a mais capaz força aérea do mundo que é a de Israel.

Last edited 30 dias atrás by Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  RPiletti
30 dias atrás

Verdade ,a FAB se desfez do Mil Mi-35 porque eles são avançados demais para o Brasil kkkkkkkkkkk

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Alfredo
30 dias atrás

Qual o valor das exportações de armas russas este ano? Qual foi a evolução da participação no mercado? Como está a curva de tendência? Qual o impacto em empregos que isso representa? Economia indireta, impostos.

Minsc
Minsc
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Bom mesmos são os tanques russo que tb servem como artilharia antiaérea quando explodem.

NashArrow
NashArrow
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Impressionante como tudo que vc fala acontece o inverso… os sistemas de artilharia ocidentais fizeram grande sucesso na Eurosatory desse ano, inclusive o general brasileiro responsável pela arma da artilharia visitou o estande da Nexter e ficou impressionando com o Caesar e a tecnologia dos obuses (munições). Durante esse mesmo evento houveram workshops/conferências promovidos por militares de diversas nações sobre as tendências de equipamentos e doutrinas que estavam se mostrando maduras e eficientes, os sistemas de artilharia ocidentais como o M-777, além do já citado Caesar foram um dos mais enaltecidos, o HIMARS foi outro sistema que fez muito sucesso… Read more »

Alfredo
Alfredo
Reply to  NashArrow
1 mês atrás

No início dessa semana dois sistemas HIMARS foram destruídos em Kramatorsk dentro de um galpão quando estavam fazendo sendo reparados.
E não foi a primeira vez que isso aconteceu.

NashArrow
NashArrow
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Primeiro que isso é falso. Segundo, tu fugiu completamente do assunto.

Alfredo
Alfredo
Reply to  NashArrow
1 mês atrás

E acabou de ser anunciada destruição de mais um HIMARS.
Vou procurar o local onde o fato ocorreu.
Agora, pela grande diminuição dos ataques de artilharia ucraniana, creio que essas informações são verdadeiras.
Os meios ucranianos estão sendo rapidamente reduzidos.
E ainda, hoje foi realizada nova salva de mísseis sobre a Ucrânia.
Não há sistema ucraniano que esteja conseguindo deter esses ataques.
Devo lembrar que a Ucrânia já está operando o IRIS que, pelo visto, não está sendo efetivo.

Alfredo
Alfredo
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Esse HIMARS foi destruído em Konstantinovka na RPD.
Estava escondido em um cinturão florestal.
Foi detectado e alvejado.

Leo Rezende
Leo Rezende
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Rs,se perdeu no mundaréu de nick’s e começou a responder p vc mesmo?

RPiletti
RPiletti
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Dos 20 fornecidos, 75 já foram destruídos.

mac
mac
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Cara, fuma isso não. Isso vai te matar…

mac
mac
Reply to  NashArrow
1 mês atrás

Esses nicks – tipo esse Alfredo – são roteiristas de ficção delirante; que é isso?
“Armas ocidentais, via de regra, são de boutique. Muito frágeis. Armas (sic) boa é arma russa!”
Fala sério…Vimos isso nas guerras do Iraque…

Last edited 1 mês atrás by mac
NashArrow
NashArrow
Reply to  mac
1 mês atrás

Ele deve ser mais um fake do xings.

Para essa gente todas as empresas que estavam presentes na Eurosatory e na Euronaval não entendem nada de armamento, muito menos a OTAN e os países que usam equipamento padrão OTAN (Brasil incluso). Armamento bom mesmo é o da rússia, onde tu precisa fazer milhares de disparos com o obuseiro porque sua artilharia não tem nenhuma precisão ou onde seu míssil de cruzeiro é abatido por um simples manpad (esse último aconteceu hoje mesmo).

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  mac
30 dias atrás

Isso se chama marketing digital. O cara recebe por cada postagem. Isso também é bom pro blog, pois aumenta o fluxo de rede.

Caio Cipriano
Caio Cipriano
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

Alfredo, poderia por favor nos enviar a matéria que fala que “16 dos 18 Caesars entregues à Ucrânia estão em manutenção”?
Eu achei essa, mas não especifica números, apenas elucida o óbvio: as peças sofrem desgaste e com o tempo precisam ser substituidas.
Isso causa outra confusão sobre os Caesar. A Russia já afirmou que vários deles foram destruídos, mas como 16 (de 18 entregues) estão em manutenção? Recuperaram os caquinhos e levaram p oficina?
Abaixo está a matéria que eu encontrei.
https://www.lefigaro.fr/international/guerre-en-ukraine-sebastien-lecornu-en-visite-a-kiev-20221228

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Alfredo
1 mês atrás

“Hoje, o Jornal Le Figaro publicou que 16 dos 18 Caesars entregues à Ucrânia estão em manutenção.”

e isso é ruim? veja bem, isso é um GAC operando há 6/7 meses 24h por dia fazendo fogo e movimento, e só agora precisou fazer uma manutenção mais avançada de 2º escalão, não precisa fazer muito calculo para ter uma noção que o sistema é bom.

Neural
Neural
Reply to  Alfredo
29 dias atrás

Ucrânia tá doida para pegar os S-300 da Grécia, tem 12 baterias lá, ou seja, recorrendo a armamento Russo para ter alguma proteção..Parece que a Grecia quer vender mas bem caro, receber pelo menos 2 baterias de Patriot e e a UE perdoar algumas dívidas.

O S-300 Grego é da versão PMU1, uma das mais modernas.

Last edited 29 dias atrás by Neural
Oliveira
Oliveira
Reply to  Rui Chapéu
1 mês atrás

Sim, pode ser verdade isso. Mas para as pessoas normais, cada vez mais é preciso adicionar água ao feijão e apertar mais um furo no cinto. A não ser que você seja CEO ou acionista de uma indústria de armamento, não entendo o motivo pra sua excitação.

Carlos Campos
Carlos Campos
1 mês atrás

não sabia que existia esse veículo nos EUA, só tinha visto na Rússia, eu amo minas como armas, são baratas e os efeitos são ótimos, afinal ninguém vai querer passar por cima delas, vai atrasar o avanço dos inimigos, ou até impedindo

Glasquis 7
Reply to  Carlos Campos
30 dias atrás

O problema das minas está no pós guerra.

Tornam-se uma armadilha terrível pra civis e um gasto enorme para governos que tem que encontrá-las e removê-las.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Glasquis 7
30 dias atrás

Minas de Nova geração não tem esse problema. Inclusive a avibras produz elas

Glasquis 7
Reply to  Carlos Campos
30 dias atrás

Bom, nesse caso, eu estou desatualizado.

WSilva
WSilva
1 mês atrás

O melhor investimento pra quem mora em Taiwan é fazer um abrigo subterrâneo e acima de tudo se manter distante do governo progressista da ilha na hora do conflito.

O resto é bem previsível.

Alfredo
Alfredo
Reply to  WSilva
1 mês atrás

Não se preocupe
Neste mesmo ataque, três sistemas de artilharia D-30 estavam guardados lá e também foram destruídos.
Essa semana, os ucranianos perderam cerca de 13 sistemas de artilharia.
Alguns com os operadores, visto terem sido alvo de contra-bateria.

Manus Ferrum
Manus Ferrum
1 mês atrás

Material para reflexão: Milhões de taiwaneses vivem e trabalham no continente e vice-versa.

Manus Ferrum
Manus Ferrum
Reply to  Manus Ferrum
1 mês atrás

E essas pessoas tem parentes e familiares vivendo no continente e na ilha.

WSilva
WSilva
Reply to  Manus Ferrum
1 mês atrás

Pois é, só que taiwanês não existe, eles são chineses, tão chineses quanto os chineses do continente.

Manus Ferrum
Manus Ferrum
Reply to  WSilva
30 dias atrás

Concordo com vc. O status quo acordado nos anos setenta manteve a paz. Mexer com isso é temerario até que a situação se acalme e melhore.

m4l4v1t4
m4l4v1t4
1 mês atrás

Sabe quando a China vai invadir Tawain? Nunca! Sabe porque? Porque não tem como vencer a qualidade do material bélico da ilha e a capacidade de resiliência tecnológica daquele produtor de circuitos e microchips O bloqueio naval, que poderia dar uma vitória com o tempo para a China, está descartado porque a disposição do EUA em colocar a marinha chinesa no leito subaquático é pra lá de enorme (em geral, dos políticos e dos militares). Se alguém tem alguma dúvida de que a marinha chinesa deixa de existir em questão de dias em uma eventual tentativa de bloqueio naval contra… Read more »

Nemo
Nemo
1 mês atrás

Caso Taiwan venha a precisar desses sistemas, a China já terá desembarcado com uma quantidade relativamente grande de forças. Nesse caso, Taiwan não precisará desses sistemas.

Thiago A.
Thiago A.
1 mês atrás

* notícias relevantes para Taiwan: – indícios e boatos sempre mais frequentes indicam que as Filipinas querem a USN de volta em Subic Bay. Os americanos não precisam fazer nada, os próprios locais querem a presença deles lá, a PLAN e guarda costeira chinesa molestam os seus vizinhos de tal maneira que esses últimos sentem a necessidade de ter uma potência externa como contrapeso. – O Japão tem como meta gastar o 2% do PIB em defesa no próximo ano mudando radicalmente a sua postura de defesa. – Sempre os japoneses, instalaram sistemas defensivos, inclusive de defesa antiaérea a 100… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Thiago A.
1 mês atrás

a Questão é o Japão atacaria a China em Taiwan? eu acho que não, mas vontade eles tem

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Carlos Campos
30 dias atrás

Ninguém tem essa resposta, só na hora h do dia D teremos a certeza. Eu acredito que no dia que a RPC tomar TAIWAN pela força, todos acordaremos em um mundo diferente, com certeza pior e mais caótico. Não é nem pelo valor estratégico da ilha, mas pela mensagem e o simbolismo ínsito do evento . Seria o fim da ordem estabelecida desde a segunda guerra mundial. Os EUA perderiam o prestígio e a credibilidade perante os aliados, talvez continuariam ao lado dos americanos mas muitos ficariam na dúvida. As nações da região observariam com muito mais pavor a RPC,… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Thiago A.
30 dias atrás

Eu vi um russo comentar uma coisa que me fez pensar. O Japão tem grandes chances de sumir do mapa ou no minimo o único país a ser nukado duas vezes na história. Por ser um país ocupado, sem soberania, o Japão é um país sacrificavel para os EUA na luta contra China e Russia, além disso a situação economica, social e demografica do Japão é muito preocupante, o país está condenado e isso pode se tornar perigoso para a região inteira pois o Japão historicamente é um país irresponsavel e sem controle de suas ações. Isso acontece muito pela… Read more »

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  WSilva
30 dias atrás

Provavelmente a visão que temos hoje do Japão, ou pelo menos a minha, é embaçada pelo filtro americano. Sem esse filtro/ coleira talvez seriam mais sinistros do PCCh. Quanto aos russos, ainda pesa a maior derrota histórica sofrida por uma potência europeia e infligida pelas mãos de um povo asiático que era considerado tão inferior . O Japão é uma sociedade praticamente monoetnica, racista, disciplinada como poucas e com elevadas capacidades técnicas muito bem distribuídas nessa população. A monoetnicidade pode representar uma força na hora da coesão e sacrifício, mas é também um ponto fraco quando impede a essa sociedade… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  WSilva
30 dias atrás

Eles tem plutônio mesmo ocupado. Tá comprando petróleo russo mesmo ocupado. Tá reconstrução uma marinha capaz de atacar seus vizinhos mesmo ocupado e que China disse que desestabiliza a região. Se Taiwan for atacada vai ser desculpa perfeita pra colocar o plutônio na ponta de um míssil

WSilva
WSilva
Reply to  Carlos Campos
30 dias atrás

Só vai colocar se os EUA permitirem, e se os EUA permitirem que o Japão tenha a bomba, mesmo sob controle americano, China e Russia farão o mesmo com Irã, Cuba, Venezuela e Argentina, até mesmo o Brasil pode ser beneficiado se for esperto. A Coreia do Sul também não irá gostar nadinha de ver o Japão com a bomba, os coreanos do sul e norte nunca perdoaram o Japão e nunca vão perdoar, não se engane com sorrisos e tapinhas nas costas. Veja, a última vez que o Japão achou que era grande, sofreu a derrota mais humilhante da… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  WSilva
29 dias atrás

Se o Japão tiver a bomba e se é que não tem, afinal o plutonio que eles tem foi em segredo, Coreia do Sul também terá, afinal todo aquele aparato militar não é só contra a China e Coreia Norte, é contra o Japão também. e sobre o Japão se Achar grande, o Japão ia ficar na dele, só veria ele sozinho, e como já disse tá comprando energia da rússia, mesmo sendo aliado dos EUA, aos poucos o Japão tá ficando mais independente da influência dos EUA.

Thiago A.
Thiago A.
Reply to  Thiago A.
30 dias atrás

#irão subir as ações

* leia-se sofrer, não subir rsrs

Emmanuel
Emmanuel
30 dias atrás

Veículo que eu gostaria de ver no EB.
Tio Múcio, nunca te pedi nada…

Lucio Costa
Lucio Costa
30 dias atrás

EUA sendo EUA; não tem outra política a não ser fomentar o caos, golpes, sanções, invasões, ataques militares, coação, chantagem e ameaças contra outros países.

Imaginem se fosse o contrário… China armando uma ilha rebelde de Massachusetts…
Para os colonizados tá tudo certo… É direito “natural” de Washington ser um câncer geopolítico…

Maurício Veiga
Maurício Veiga
30 dias atrás

Ai os “caras” reclamam da fabricação de bombas Cluster pelo Brasil!!! Demagogos…

Last edited 30 dias atrás by Maurício Veiga
Francisco
Francisco
Reply to  Maurício Veiga
29 dias atrás

Caro Maurício mas o pior são os “pseudo brasileiros” darem voz a essas reclamações e até agindo internamente para acabar com a produção dessas armas, assim como esses “pseudo brasileiros” fazem também na questão ambiental quando defendem as narrativas, as retóricas das Gretas/países/organizações da vida em detrimento de seu país, isso sim é lamentável se sujeitar ao papel de marionete de interesses de nações hostis ao seu país.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Maurício Veiga
29 dias atrás

mas é assim, eles querem que nós não tenhamos, mas eles podem ter

Japaman
Japaman
28 dias atrás

Moro aqui no Japão, tenho acompanhado de perto a situação e posso garantir, por vários motivos e argumentos que não irá acontecer uma guerra, pelo menos não agora. Posso dar alguns exemplos para ilustrar, o que eu penso: 1-A Pandemia, a guerra da Ucrânia, acabaram com as economias mundiais, todo os países vem enfrentando problemas com inflamação, aumento de preços, queda de arrecadação. E isso inclui a China que viu sua economia encolher nos últimos anos. 2- Estamos falando de uma guerra acontecendo praticamente no quintal da China, para um país que está há pouco tempo no topo, e que… Read more »

Last edited 28 dias atrás by Japaman