Oficial: Departamento do Tesouro dos EUA declara Grupo Wagner uma organização criminosa transnacional

33

Hoje, o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) do Departamento do Tesouro dos EUA está tomando medidas adicionais para degradar a capacidade da Federação Russa de guerrear contra a Ucrânia ao sancionar oito indivíduos, 16 entidades e quatro aeronaves. A ação de hoje, concomitante com ações de sanções adicionais do Departamento de Estado, tem como alvo a infraestrutura que apóia as operações no campo de batalha na Ucrânia, incluindo produtores de armas da Rússia e aqueles que administram áreas ocupadas pela Rússia na Ucrânia. Notavelmente, as ações de hoje incluem a designação de pessoas que apóiam entidades russas relacionadas à defesa.

“À medida que as sanções e os controles de exportação da Rússia por parte de nossa coalizão internacional continuam fortes, o Kremlin está procurando desesperadamente por armas e apoio – inclusive por meio do brutal Grupo Wagner – para continuar sua guerra injusta contra a Ucrânia”, disse a secretária do Tesouro, Janet L. Yellen. “As sanções ampliadas de hoje contra Wagner, bem como novas sanções sobre seus associados e outras empresas que permitem o complexo militar russo, impedirão ainda mais a capacidade de Putin de armar e equipar sua máquina de guerra.”

DESIGNANDO O GRUPO WAGNER COMO UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA TRANSACIONAL SIGNIFICATIVA

PMC Wagner (Grupo Wagner)é uma empresa militar privada russa liderada por Yevgeniy Prigozhin, um comparsa de Putin e alvo de várias sanções dos EUA. O Wagner Group esteve envolvido em operações de combate apoiadas pelo Kremlin em todo o mundo em apoio à guerra de Putin contra a Ucrânia. Enquanto os militares da Rússia lutam no campo de batalha, Putin recorreu ao Grupo Wagner para continuar sua guerra de escolha. O Grupo Wagner também se intrometeu e desestabilizou países na África, cometendo abusos generalizados dos direitos humanos e extorquindo recursos naturais de seu povo. Hoje, o Grupo Wagner está sendo redesignado de acordo com a Ordem Executiva (EO) 13581, alterada pela EO 13863, por ser uma pessoa estrangeira que constitui uma importante organização criminosa transnacional. O pessoal da Wagner se envolveu em um padrão contínuo de atividade criminosa séria.

À luz da ameaça transcontinental representada pelo Grupo Wagner, o Tesouro está simultaneamente redesignando o Grupo Wagner de acordo com a EO 13667 por ser responsável ou cúmplice, ou por ter se envolvido no ataque a mulheres, crianças ou quaisquer civis por meio da comissão de atos de violência ou sequestro, deslocamento forçado ou ataques a escolas, hospitais, locais religiosos ou locais onde civis buscam refúgio, ou por conduta que constitua um grave abuso ou violação dos direitos humanos ou uma violação do direito humanitário internacional em relação ao CAR. Essas ações também avançam na implementação do “Memorando sobre a promoção da responsabilidade pela violência sexual relacionada a conflitos (CRSV)” do presidente Biden,

Em 20 de junho de 2017, a OFAC designou o Wagner Group de acordo com a EO 13660 por ser responsável ou cúmplice, ou ter se envolvido, direta ou indiretamente, em ações ou políticas que ameaçam a paz, segurança, estabilidade, soberania ou integridade territorial de Ucrânia, e em 15 de novembro de 2022, o Departamento de Estado designou o Grupo Wagner de acordo com a EO 14024 para operar no setor de defesa e material relacionado da economia da Federação Russa. O Wagner Group também foi sancionado pela Austrália, Canadá, Japão, Reino Unido e União Europeia.

INTERROMPER A REDE GLOBAL DO GRUPO WAGNER

O Tesouro também está designando inúmeras entidades e indivíduos em vários continentes que apóiam as operações militares do Wagner Group.

A Joint Stock Company Terra Tech (Terra Tech) é uma empresa de tecnologia sediada na Rússia que fornece imagens espaciais adquiridas por satélites comercialmente ativos, bem como imagens aéreas adquiridas por sistemas não tripulados. Changsha Tianyi Space Science and Technology Research Institute Co. LTD(Spacety China) é uma entidade sediada na República Popular da China (RPC) que forneceu pedidos de imagens de satélite de radar de abertura sintética à Terra Tech sobre locais na Ucrânia. Essas imagens foram reunidas para permitir as operações de combate de Wagner na Ucrânia. Além disso, a OFAC hoje entrou com uma ação contra a Spacety Luxembourg SA (Spacety Luxembourg), subsidiária da Spacety China com sede em Luxemburgo. A BARL (AO BARL) é uma empresa espacial russa que apoia as atividades militares da Rússia na Ucrânia. A BARL compartilhou imagens de satélite estrangeiras de alta resolução com militares da Rússia.

A Terra Tech e a AO BARL estão sendo designadas de acordo com a EO 14024 por operar ou ter operado no setor de tecnologia da economia da Federação Russa. A Spacety China está sendo designada de acordo com a EO 14024 por ter assistido, patrocinado ou fornecido suporte financeiro, material ou tecnológico, bens ou serviços para ou em apoio à Terra Tech. A Spacety Luxembourg está sendo designada de acordo com a EO 14024 por pertencer ou ser controlada por, ou por ter agido ou pretendido agir para ou em nome de, direta ou indiretamente, a Spacety China.

Como parte dessa ação, o Tesouro também está designando pessoas na RCA e nos Emirados Árabes Unidos (EAU) que estão ligadas às operações do Grupo Wagner na RCA. O Departamento de Estado está ampliando essa ação ao designar simultaneamente duas pessoas de acordo com a EO 14024. O pessoal do Wagner Group foi enviado pela primeira vez para a CAR em janeiro de 2018, supostamente para “treinar” forças militares e de segurança da CAR. Desde então, o Grupo Wagner utiliza entidades que controla – Officer’s Union for International Security e Sewa Security Services– dar um verniz de legitimidade à presença de pessoal do Grupo Wagner na RCA, operando sob o disfarce de “instrutores”. O pessoal do Wagner Group perpetrou inúmeras instâncias de abusos de direitos humanos contra civis na RCA, incluindo execuções sumárias em massa, estupro, detenção arbitrária, tortura e deslocamento de civis. Além disso, o Grupo Wagner controla numerosas minas de ouro e diamantes na RCA, enquanto ataca e saqueia outras. O Grupo Wagner negou o acesso a funcionários do governo da RCA que buscam inspecionar as operações de mineração em locais controlados pelo Grupo Wagner.

A Sewa Security Services (Sewa) é uma empresa de segurança baseada na CAR controlada pelo Wagner Group que fornece proteção para altos funcionários do governo da CAR. A Sewa também afirmou fornecer “instrutores” para “exercícios de treinamento” no CAR. A Sewa está sendo designada sob a EO 13667 por pertencer ou ser controlada por, ou ter agido ou pretender agir em nome ou em nome de, direta ou indiretamente, PMC Wagner, uma pessoa cuja propriedade e participações em propriedades estão bloqueadas de acordo com a EO 13667.

A Officer’s Union for International Security (OUIS) é uma empresa de fachada do Grupo Wagner que opera na RCA. Com sede na Rússia, a OUIS afirma representar os “instrutores” russos no CAR. A partir do início de 2021, o Grupo Wagner usou o OUIS para ocultar um aumento do pessoal do Grupo Wagner operando no CAR. A OUIS está sendo designada sob a EO 13667 por pertencer ou ser controlada por, ou ter agido ou pretender agir para ou em nome de, direta ou indiretamente, PMC Wagner, uma pessoa cuja propriedade e participações em propriedades estão bloqueadas de acordo com a EO 13667.

Aleksandr Aleksandrovich Ivanov (Ivanov) é cidadão russo e diretor da OUIS. Como diretor, Ivanov forneceu uma resposta oficial a um relatório das Nações Unidas que acusava “instrutores” russos de cometer abusos de direitos humanos na RCA. Ivanov está sendo designado sob a EO 13667 por pertencer ou ser controlado por, ou ter agido ou pretender agir para ou em nome de, direta ou indiretamente, PMC Wagner, uma pessoa cuja propriedade e participações em propriedades estão bloqueadas de acordo com a EO 13667.

A Kratol Aviation (Kratol) é uma empresa de aviação com sede nos Emirados Árabes Unidos. O Wagner Group usa aeronaves fornecidas pela Kratol para transportar pessoal e equipamentos entre a RCA, a Líbia e o Mali. A Kratol está sendo designada sob a EO 13667 por ter assistido, patrocinado ou fornecido suporte financeiro, material, logístico ou tecnológico para, ou bens ou serviços em apoio a, PMC Wagner, uma pessoa cuja propriedade e participações em propriedades estão bloqueadas de acordo com EO 13667.

Valery Nikolayevich Zakharov (Zakharov) é um cidadão russo e funcionário do Wagner Group, que atuou como Conselheiro de Segurança Nacional do Presidente da RCA, exercendo ambas as funções simultaneamente. Durante seu mandato como Conselheiro de Segurança Nacional da RCA, Zakharov influenciou a direção estratégica do Grupo Wagner na RCA, enquanto assessorava o presidente da RCA em questões de segurança. Zakharov está sendo designado sob a EO 13667 por pertencer ou ser controlado por, ou ter agido ou pretendido agir para ou em nome de, direta ou indiretamente, PMC Wagner, uma pessoa cuja propriedade e participações em propriedades estão bloqueadas de acordo com a EO 13667.

SANCIONANDO O COMPLEXO INDUSTRIAL DE DEFESA DA RÚSSIA, INCLUINDO AQUELES QUE APOIAM ENTIDADES RELACIONADAS À DEFESA DA FEDERAÇÃO RUSSA ANTERIORMENTE SANCIONADAS

O Tesouro também está designando os seguintes alvos para degradar ainda mais a máquina de guerra da Rússia.

JSC Aviacon Zitotrans(Aviacon Zitotrans) é uma companhia aérea de carga russa que lida com remessas de carga para entidades de defesa sancionadas da Federação Russa. Além disso, a Aviacon Zitotrans enviou equipamentos militares, como foguetes, ogivas e peças de helicópteros para todo o mundo. Por exemplo, a Aviacon Zitotrans enviou material de defesa para a Venezuela, África e outros locais. Como exemplo de seus esforços, em setembro de 2022, a Aviacon Zitotrans procurou usar uma empresa turca e diplomatas turcos para facilitar a venda de equipamentos de defesa russos no exterior em nome da Rosoboroneksport OAO, uma empresa de defesa estatal da Federação Russa designada pelos EUA. A Aviacon Zitotrans está sendo designada de acordo com a EO 14024 para operar ou ter operado nos setores de defesa e material relacionado e aeroespacial da economia da Federação Russa.RA- 76842 , RA-76502 , RA-76846 e RA-78765 .

A Fábrica de Aviação Civil AO Ural (UCAF) desenvolveu o veículo aéreo não tripulado (UAV) Altius para o Ministério da Defesa da Rússia. A UCAF alavancou pessoal especificamente para consertar UAVs usados ​​na invasão em grande escala da Ucrânia pela Rússia. A UCAF está sendo designada de acordo com a EO 14024 por operar ou ter operado no setor de defesa e material relacionado da economia da Federação Russa.

A Joint Stock Company National Aviation Service Company (NASC) é uma empresa estatal com sede na Rússia que repara e mantém aeronaves e equipamentos eletrônicos. Por decreto presidencial da Federação Russa, a NASC foi designada como intermediária estatal da Rússia para o serviço de aeronaves militares russas fornecidas no exterior. Apesar das restrições existentes contra o complexo militar-industrial da Rússia, a NASC se apresentou como não sujeita a sanções com o objetivo de facilitar os contratos de defesa russos. A NASC está sendo designada de acordo com a EO 14024 por operar ou ter operado no setor aeroespacial da economia da Federação Russa.

LLC Research & Production Enterprise Prima (Prima) é uma entidade sediada na Rússia que desenvolve e produz equipamentos de comunicação para helicópteros e aviões fabricados na Rússia. A Prima está sendo designada de acordo com a EO 14024 para operar ou ter operado no setor aeroespacial da economia da Federação Russa.

A Empresa Unitária Estadual Federal Científica e de Produção Gamma (Gamma) é uma entidade de tecnologia sediada na Rússia que realiza trabalhos no interesse do Serviço Federal de Segurança (FSB) designado pelos EUA e do Ministério da Defesa da Federação Russa. A Gamma está sendo designada de acordo com a EO 14024 por operar ou ter operado nos setores de defesa e material e tecnologia relacionados da economia da Federação Russa.

Alan Valeryevich Lushnikov (Lushnikov) é o maior acionista e presidente da Kalashnikov Concern, designada pelos EUA, o fabricante original do fuzil de assalto AK-47. Lushnikov possui indiretamente 75 por cento das ações da Kalashnikov Concern, sendo os 25 por cento restantes pertencentes à Corporação Estatal Rostec, designada pelos EUA. Lushnikov está sendo designado de acordo com a EO 14024 por operar ou ter operado no setor de defesa e material relacionado da economia da Federação Russa.

LLC TKKH-Invest (TKKH-Invest) é o veículo financeiro através do qual Lushnikov possui ações da Kalashnikov Concern. A Lushnikov possui 100% da TKKH-Invest e a TKKH-Invest possui 75% da Kalashnikov Concern. A TKKH-Invest foi designada de acordo com a EO 14024 por pertencer ou ser controlada por, ou ter agido ou pretender agir por ou em nome de, direta ou indiretamente, Lushnikov, uma pessoa cuja propriedade e participações em propriedades estão bloqueadas de acordo com a EO14024.

A JSC Aerospace Defense Concern Almaz-Antey (Almaz-Antey) é uma empresa estatal com sede na Rússia que projeta, desenvolve e fabrica sistemas antiaéreos, antimísseis e de defesa antimísseis não estratégicos. A OFAC designou Almaz-Antey pela primeira vez em 16 de julho de 2014, de acordo com a EO 13661. Hoje, a OFAC redesignou a Almaz-Antey de acordo com a EO 14024 por operar ou ter operado no setor de defesa e material relacionado da economia da Federação Russa.

Yan Valentinovich Novikov (Novikov) é cidadão russo e Diretor Geral e CEO da Almaz-Antey. Novikov está sendo designado de acordo com a EO 14024 por operar ou ter operado no setor de defesa e material relacionado da economia da Federação Russa e por ser ou ter sido um líder, oficial, executivo sênior ou membro do conselho de administração da o Governo da Federação Russa (GoR).

A OFAC continuará a direcionar os esforços da Rússia para reabastecer suas armas e sustentar sua guerra de agressão contra a Ucrânia e atividades desestabilizadoras em todo o mundo, incluindo quaisquer indivíduos ou entidades estrangeiras que ajudem a Federação Russa nesses esforços. Pessoas não americanas correm o risco de sofrer sanções de acordo com a EO 14024 por apoiar o complexo militar-industrial da Rússia .

ATINGINDO OS COMPANHEIROS DE PUTIN E SEUS FAMILIARES

A OFAC também sancionou Rustam Nurgaliyevich Minnikhanov (Minnikhanov), cidadão russo e presidente do conselho da Tupolev Public Joint Stock Company, designada pelos EUA, que produz bombardeiros estratégicos para as forças armadas da Rússia. Minnikhanov também é o chefe de longa data do Tartaristão, um assunto federal da Federação Russa. Minnikhanov está sendo designado de acordo com a EO 14024 por ser ou ter sido um líder, oficial, executivo sênior ou membro do conselho de administração do GoR e por operar ou ter operado nos setores de defesa e material aeroespacial relacionados da Rússia Economia da Federação.

Grande parte da propriedade de Minnikhanov está formalmente registrada em nome de sua esposa, Gulsina Akhatovna Minnikhanova (Minnikhanova). O principal ativo de Minnikhanova é o Ogranichennoi Otvetstvennostyu Luchano (Luciano) de Obshchestvo, um complexo hoteleiro e spa em Kazan, cidade da Federação Russa. Em 2016, uma organização não governamental (ONG) na Rússia acusou Minnikhanov e Minnikhanova de aceitar subornos na forma de investimento em Luciano e uma mansão em Kazan. A mesma ONG estima que a família Minnikhanov possua propriedades no valor de quase US$ 50 milhões, espalhadas pela Rússia, França e Emirados Árabes Unidos.

Minnikhanova está sendo designada de acordo com a EO 14024 por ser esposa de Minnikhanov. Luciano foi designado de acordo com a EO 14024 por pertencer ou ser controlado por, ou por ter agido ou pretendido agir em nome ou em nome de, direta ou indiretamente, Minnikhanova.

RESPONSABILIZANDO A RÚSSIA POR TENTATIVA DE ANEXO ILEGAL

Um aspecto crítico da guerra de Putin contra a Ucrânia é o esforço da Rússia para controlar – inclusive por meio de falsos referendos de anexação – as áreas da Ucrânia ocupadas pela Rússia. Como parte da promoção da responsabilidade para os envolvidos neste aspecto do esforço de guerra da Rússia, o Tesouro está designando dois funcionários da Administração Presidencial da Federação Russa (PA) envolvidos nesses esforços repreensíveis.

Aleksandr Dmitrievich Kharichev (Kharichev) e Boris Yakovlevich Rapoport (Rapoport) são funcionários da AP da Federação Russa associados a Sergei Kiriyenko, designado pelos EUA. A subdivisão da AP liderada por Kharichev foi encarregada de contratar pessoal para administrar as áreas ocupadas pela Rússia na região de Donbass, na Ucrânia.

O subordinado de Kharichev, Rapoport, que também está intimamente ligado ao ex-funcionário da AP designado pelos EUA, Vladislav Surkov, tem se envolvido em atividades nefastas em nome do Kremlin há anos, incluindo o apoio a campanhas eleitorais de candidatos apoiados pelo Kremlin e a implementação da política do Kremlin relacionada à autogestão. proclamaram repúblicas separatistas na Ucrânia e na Geórgia. Mais recentemente, Rapoport preparou os falsos referendos de anexação realizados em setembro de 2022 nos oblasts de Donetsk, Kherson, Luhansk e Zaporizhzhia da Ucrânia.

Kharichev e Rapoport estão sendo designados de acordo com a EO 14024 por serem ou terem sido líderes, funcionários, executivos seniores ou membros do conselho de administração do GoR. Kharichev e Rapoport também foram sancionados pela União Europeia, Suíça e Reino Unido.

O Departamento de Estado está simultaneamente tomando uma série de ações sob a EO 14024. Ele está designando cinco entidades e um indivíduo vinculado ao Grupo Wagner e também está designando 23 indivíduos e entidades por seu status de funcionários do governo, seu envolvimento nas redes estendidas de pessoas designadas e/ou por fazer parte do complexo industrial militar da Rússia. Além disso, o Departamento de Estado está identificando dois iates e uma aeronave como propriedade bloqueada. Informações sobre essas ações estão disponíveis neste Fact Sheet [+link].

IMPLICAÇÕES DE SANÇÕES

Como resultado da ação de hoje, todas as propriedades e participações nas propriedades dos indivíduos acima que estão nos Estados Unidos ou na posse ou controle de pessoas dos EUA estão bloqueadas e devem ser relatadas ao OFAC. Além disso, quaisquer entidades que sejam detidas, direta ou indiretamente, 50 por cento ou mais por uma ou mais pessoas bloqueadas também são bloqueadas. Todas as transações por pessoas dos EUA ou dentro (ou em trânsito) dos Estados Unidos que envolvam qualquer propriedade ou participação em propriedade de pessoas designadas ou bloqueadas são proibidas, a menos que autorizadas por uma licença geral ou específica emitida pela OFAC, ou isentas. Essas proibições incluem a realização de qualquer contribuição ou provisão de fundos, bens ou serviços por, para ou em benefício de qualquer pessoa bloqueada e o recebimento de qualquer contribuição ou provisão de fundos, bens ou serviços de tal pessoa.

O poder e a integridade das sanções da OFAC derivam não apenas da capacidade de designar e adicionar pessoas à Lista SDN, mas também da disposição de remover pessoas da Lista SDN de acordo com a lei. O objetivo final das sanções não é punir, mas provocar uma mudança positiva no comportamento. Para obter informações sobre o processo de remoção de uma lista da OFAC, incluindo a Lista SDN, consulte a Pergunta frequente 897 da OFAC . Para obter informações detalhadas sobre o processo de envio de um pedido de remoção de uma lista de sanções da OFAC .
Para identificar informações sobre os indivíduos e entidades sancionados ou bens identificados hoje.

FONTE: Departamento do Tesouro dos EUA

Subscribe
Notify of
guest

33 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Agressor's
Agressor's
1 ano atrás

“Se a hipocrisia é a homenagem que o vício presta à virtude, o cinismo é a afirmação ostensiva do vício como virtude”

Olavo de Carvalho.

MFB
MFB
Reply to  Agressor's
1 ano atrás

“Olavo de carvalho” kkkk

WSilva
WSilva
Reply to  Agressor's
1 ano atrás

Boa frase, só precisamos saber se foi mesmo Olavo que a cunhou ou copiou de algum lugar por aí…

MFB
MFB
Reply to  WSilva
1 ano atrás

“A hipocrisia é a homenagem que o vício presta à virtude” – François de La Rochefoucauld

O “professor” só acrescentou um comentário…

WSilva
WSilva
Reply to  MFB
1 ano atrás

Quando sugeri que Olavo poderia ter copiado a frase eu sabia que alguém ia matar a cobra e mostrar o pau, parabéns.

Esse site é fantástico por isso, tem muita gente séria e honesta aqui.

Leo Machado
Leo Machado
1 ano atrás

Às vezes eu penso que os americanos estão de ‘saca’.
Isso é sério?
Sanções contra os Músicos?
Essa é a grande retaliação americana?
E os Músicos vão fazer o quê?
Devolver Soledar e sair de Bakhmut?
Fala sério!

RPiletti
Reply to  Leo Machado
1 ano atrás

Fica tranquilo que o teu $$$ vai estar na conta no começo do mês. Deixa o Tio Sam sacanear teus parças e segue com as narrativas da Ucrânia…

pedro fullback
pedro fullback
1 ano atrás

EUA invadiram o Iraque de forma criminosa e não doaram 1 dólar para a reconstrução desse país.

Europeus invadiram a Líbia e não doaram 1 Euro para a reconstrução desse país.

Síria, país rico em petróleo, porém não tem gasolina e energia, já que os americanos tomaram a região mais rica do país.

Não existe bonzinho nessa história, eles estão boicotando o Wagner Group por ser concorrentes de empresas dos EUA e não por conta da guerra da Ucrânia.

Slowz
Slowz
Reply to  pedro fullback
1 ano atrás

E ainda estão na Síria saqueando o país ..

Otanetes cadê vocês dar detalhes é motivos ?

Last edited 1 ano atrás by Slowz
Hcosta
Hcosta
Reply to  pedro fullback
1 ano atrás

Outra vez? Quem invadiu a Líbia?
Fizeram um bloqueio naval e ataques aéreos às forças militares para evitar uma repetição da Síria. E sob o mandato da ONU. China e Rússia deixaram passar.

E, na minha opinião, deviam ter invadido, criando zonas seguras para receberem refugiados e enviar forças de imposição ou manutenção da paz, se a situação no terreno piorasse.

E os EUA, apesar de não concordar com a invasão, gastaram muitas centenas de milhões nas infraestruturas do Iraque. Tal como no Afeganistão onde pagavam 70% do orçamento.

Realista
Realista
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

” Outra vez? Quem invadiu a Líbia?
Fizeram um bloqueio naval e ataques aéreos às forças militares para evitar uma repetição da Síria. E sob o mandato da ONU. China e Rússia deixaram passar. ”

Nem você acredita nisso todo mundo sabe os verdadeiros motivos .

https://www.youtube.com/watch?v=6DXDU48RHLU

” E os EUA, apesar de não concordar com a invasão, gastaram muitas centenas de milhões nas infraestruturas do Iraque. Tal como no Afeganistão onde pagavam 70% do orçamento. ”

Gastaram muito e dai ? eles que invadiram, quem chamou eles lá ? e a Síria estão fazendo oque lá ainda

Last edited 1 ano atrás by Realista
Hcosta
Hcosta
Reply to  Realista
1 ano atrás

Sim, derrubar um ditador que atacou a própria população, para não repetir que aconteceu na Síria. Qual é a contradição?
O problema foi não estabilizar ou criar condições para a sua estabilização. O trabalho ficou a meio.

Mas as teorias dão mais importância ao petróleo, com Berlusconi e outros líderes menos escrupulosos no poder, como a principal razão.
Haviam motivos válidos para a intervenção e alguns se aproveitam da situação para fazerem negócios. Mas isso não implica que não deva ser feito.

E os EUA deviam ser os menos interessados em atacar a Líbia.

Os EUA gastaram muito, problema deles…

Realista
Realista
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

Respondeu nem metade mas ok.

Sim, derrubar um ditador que atacou a própria população, ”

Se o motivo é o ditador pq eles não invade a China, Rússia e AS ? Além disso pq não corta relações com esses países por ser ditaduras ? DINHEIRO né ..

EUA invade países faz séculos não vem com esse papinho furado ai não.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Realista
1 ano atrás

O que foi que eu não respondi? O motivo não é o ditador, como é evidente para qualquer um, mas os ataques indiscriminados à população civil e a guerra civil que causou centenas de milhares de mortes em cada um desses países. Comparar esses países com a China, a Rússia ou a Arábia Saudita tem alguma lógica? Ou é daquelas coisas que estão sempre a repetir e não compreendem o seu significado? Como a OTAN quer invadir a Rússia, a Amazônia, etc…? Se ou quando a China e outros estiverem nessa situação, aí podemos discutir mas, por enquanto, as circunstâncias… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

“Outra vez? Quem invadiu a Líbia?”

Hcosta, se eu não me engano, você é de Portugal, né? Vamos supor que a Rússia, China ou qualquer outro país adentre o espaço aéreo do teu país e comece a lançar bombas e mísseis, isso seria uma invasão ou não? 🤔 Por falar em Líbia, cadê esse pessoal todo que foi lá na Líbia levar “liberdade, paz e democracia”, por que até agora não foram lá na Ucrânia levar o mesmo?

Hcosta
Hcosta
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Porque o outro lado tem bombas atómicas e um grande exército… Circunstâncias muito diferentes o que leva a formas de luta diferentes. Mas não me parece que esse pessoal não esteja a participar na luta na Ucrânia…

Na minha opinião, invasão implica tomada/ocupação de território, mesmo que temporário.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Invas%C3%A3o

Maurício.
Maurício.
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

“Porque o outro lado tem bombas atómicas e um grande exército…” Resumindo, só atacam cachorro morto. “Mas não me parece que esse pessoal não esteja a participar na luta na Ucrânia…” Tem 18 países nessa imagem que eu postei, todos com equipamentos, seja caças ou navios, quando tu ver esse pessoal na Ucrânia, tu me avisa, porque até agora, eu não vi ninguém. “Na minha opinião, invasão implica tomada/ocupação de território, mesmo que temporário.” Sério mesmo que você não consideraria uma invasão várias países invadindo o espaço aéreo de Portugal e bombardeando teu país? Hcosta, sendo bem sincero, acho que… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Mas isso dá para os dois lados. A Rússia também só ataca cachorro morto ou pensa que está a atacar cachorro morto… Uma grande diferença é o objetivo, que não é de longo prazo. Uma invasão implica botas no terreno em força suficiente para controlar esse terreno e isso não aconteceu. Diria que Cuba foi invadida pelos Americanos? Ou quando os U2 voam sobre a Rússia? Ou o Japão invadiu os EUA no ataque de Pearl Harbor, a Alemanha invadiu o RU, etc..? O Japão até invadiu os EUA, ao colocar tropas numas ilhas perto do Alasca, mas não no… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

“Mas isso dá para os dois lados. A Rússia também só ataca cachorro morto ou pensa que está a atacar cachorro morto…”

Eu sempre disse que OTAN/EUA e Rússia são farinha do mesmo saco, até mesmo antes dessa guerra, é só procurar meus comentários, eles só chutam cachorro morto, e isso é um fato.
Quando um avião de um país alheio sobrevoa um país sem autorização, na minha opinião, é invasão, por isso os caças ficam em alerta em suas bases, o dia todo, o ano todo! Ainda mais quando esse avião joga mísseis e bombas.

WSilva
WSilva
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Hcosta me parece ser um crente do Manifest Destiny(on steroids). rs

Slowz
Slowz
1 ano atrás

Depois de uma notícia dessa o grupo já anunciou a retirada da Ucrânia .. 🤣🤣🤣 confia !

Leo Machado
Leo Machado
Reply to  Slowz
1 ano atrás

E acabou de ser postado um vídeo de mercenários americanos do Mozart Group fugindo de carro dos Wagner a toda velocidade.
Vou tentar o link.

Krest
Krest
Reply to  Leo Machado
1 ano atrás

Manda o link

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

“para continuar sua guerra injusta contra a Ucrânia”

Aqui não tem como não lembrar do Bush…🤭

Grifon Eagle
Grifon Eagle
1 ano atrás

Os EUA tbm têm grupos mercenários, é só a Rússia fazer o mesmo declarando um deles como organização criminosa transnacional.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

Bem vamos ao que interessa, essa medida vai impedir do W bater em U??? caso contrário é inócuo ou será que é inócua.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Poderiam pagar para W bater em R?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Claro meu amigo, guerra é negócio ou você é da turma do os malvados contra os bonzinho.

Santamariense
Santamariense
1 ano atrás

Off topic, mas já que a Trilogia não colocou nada ainda:
– membros do pt e do psol enviaram documentação ao inominável, pedindo o fim do Comando de Operações Especiais do EB e do Batalhão Tonelero, da MB. Com qual intenção???
– o inominável colocou sob sigilo os dados sobre a sua festa de posse. Bolso usou desse artifício ( o que sou contra) inúmeras vezes e foi criticado veementemente por todos que estão, e por todos que apoiam, o governo atual. E agora? Pode?

Mgtow
Mgtow
Reply to  Santamariense
1 ano atrás

O iniminavel é o fugitivo que esta em miami meu caro.
Inversao e apropriação desse termo nao cola

Santamariense
Santamariense
Reply to  Mgtow
1 ano atrás

Que seja….o adjetivo cabe para ambos! Quem tem político de estimação aqui é tu e todos da tua subespécie. Eu não tenho. Mas, isso não torna o molusco menos inominável. E quanto aos dois pontos que eu coloquei tu vais dizer alguma coisa ou vai só passar pano para teu líder de araque?

Mgtow
Mgtow
1 ano atrás

Perderam mané!
Ukro-otanianos tão tomando um cacete tão grande dos musicos em soledar e bakmut, que os EUA partiu para o desespartiuEssa nação é puro cinismo

Santamariense
Santamariense
Reply to  Mgtow
1 ano atrás

Primeiro, escreve corretamente. Segundo, vai tratar teu problema com mulheres, que teu nick explícita.