O exército russo está soldando canhões de 80 anos, originalmente construídos para armar barcos de patrulha, em blindados de 70 anos – e os enviando para a Ucrânia para serem capturados pelo exército ucraniano.

Os MT-LBs armados são mais uma evidência do agravamento da crise de equipamentos do Kremlin, enquanto ele luta para compensar suas perdas na Ucrânia.

O primeiro desses esquisitos MT-LBs começou a aparecer na Ucrânia no mês passado. Em ou antes de 3 de fevereiro, as forças ucranianas em Vuhledar capturaram brigadas russas um MT-LB de 13 toneladas e dois tripulantes com uma torre de canhoneira 2M-7.

O 2M-7 é composta por um par de metralhadoras de 14,5 milímetros atrás de um escudo de aço. Entrou em serviço com as forças soviéticas em 1945.

No início de março, fotos circularam online retratando MT-LBs com torres navais 2M-3 soldadas em seus cascos. O 2M-3 é composto por dois canhões automáticos de 25 milímetros, um sobre o outro em uma caixa fechada. O 2M-3 estreou em 1953.

Para ser claro, os ucranianos também colocaram armas incomuns em alguns de seus próprios MT-LBs. Os ucranianos preferem os canhões MT-12 de 100 milímetros, no entanto. Esses MT-LB-12s são, em essência, toscos obuses móveis.

A diferença entre um MT-LB russo com montagem de canhão naval e um MT-LB-12 ucraniano é o alcance . Um MT-LB-12 pode disparar até 9.000 jardas. Um MT-LB/2M-3 russo dispara a não mais de 2.700 jardas enquanto atinge alvos no solo.

Portanto, o Frankenvehicle russo deve se aproximar muito do inimigo para ser eficaz. O problema é que o MT-LB tem uma blindagem fina. Seu casco de aço tem meia polegada de espessura em sua parte mais grossa.

Um metralhador ucraniano determinado poderia derrubar um MT-LB de 1.600 jardas, dando à tripulação do MT-LB uma pequena vantagem de alcance naquele confronto específico.

Mas as equipes de mísseis ucranianos e artilheiros – incluindo as tripulações dos MT-LB-12s – podem atingir os esquisitos veículos russos a milhares de metros além do alcance de tiro dos esquisitos. Isso pode não ser um problema tão grande se o MT-LB estiver mais protegido.

Agora, o russo MT-LB/2M-3/7 pode ter um papel antiaéreo – o que, é claro, evitaria o problema da blindagem. Mas o veículo carece de um radar para guiar seus tiros. Então, se é um sistema de defesa aérea, é ruim.

Não é difícil ver por que o exército russo recorreu a armar MT-LBs e enviá-los para a frente. Depois de perder mais de 9.000 tanques, veículos de combate, caminhões e obuses no primeiro ano de sua guerra mais ampla contra a Ucrânia, os russos estão ficando sem veículos blindados modernos – e não podem construir novos com rapidez suficiente para compensar isso.

É por isso que o Kremlin está retirando do armazenamento de longo prazo centenas de tanques T-62 de 50 anos , veículos de combate BMP-1 de 60 anos e blindados BTR-50P de 70 anos . Esses MT-LBs desajeitadamente armados apenas destacam ainda mais o crescente desespero dos russos.

FONTE: FORBES

Subscribe
Notify of
guest

74 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
M4l4v1t4
M4l4v1t4
11 meses atrás

Se isso não for um sinal claro de que a Rùssia não aguentará manter o esforço de guerra no nível necessário para enfrentar equipamento ocidental, que é cada vez mais comum no exército ucraniano, então não sei mais o que é.

É esse tipo de notícia que explica a letargia em equipar os ucranianos com uma frota de caças de quarta geralção ocidental. Se o fizerem no ritmo em que é possível, a Rússia cai fora antes de quebrar e o regimes cair.

Francisco
Francisco
Reply to  M4l4v1t4
11 meses atrás

Pode ser desespero russo sim, como pode não ser, infelizmente o mundo passa por um momento muito ruim causado por algo pior do que esse conflito, que são as “narrativas”, aliás esse conflito iniciou e ainda permanece única e exclusivamente por narrativas, para se ter ideia do poder dessas narrativas ontem mesmo estava vendo um artigo onde pessoas que tomaram a tal da vacina que salvaria o mundo segundo as narrativas e que agora estão tendo sequelas comprovadas por conta do experimento, e mesmo assim o estado nesse caso o ALEMÃO se recusa a prestar qualquer assistência quanto a isso,… Read more »

Francisco
Francisco
Reply to  Francisco
11 meses atrás

Compartilho da mesma visão que você caro PRAEFECTUS, provavelmente os resultados alcançados com o Terminator guardado as devidas proporções respondam em parte o motivo dessas ditas “gambiarras”.

Francisco
Francisco
Reply to  Francisco
11 meses atrás

PRAEFECTUS talvez não tenha ficado claro amigo quando citei o Terminator, pois me referi a ele como um equipamento que aparentemente alcançou excelentes resultados no campo de batalha o que de certa forma incentivou o “improviso” de algo que se assemelha-se a ele e á um custo muito baixo.

WSilva
WSilva
Reply to  Francisco
11 meses atrás

Justo e obrigado por avisar.

PS: O cumprimento dessas regras é recente? Digo, se você revistar comentários de outros posts do passado não tão distante terá que passar o mês inteiro editando comentários, afinal pau que bate em chico tem que bater em francisco.

Daniel
Daniel
Reply to  Francisco
11 meses atrás

Pra mim, o seu comentário faz total sentido. A Rússia deve ter milhares e milhares de armas da época soviética estocadas por todo país e que ainda podem matar ucranianos sem problema nenhum. Lembrando que os ucranianos também usam um monte de material ocidental que estava estocado no ocidente pegando pó. Se os russos não podem produzir equipamentos modernos rapidamente, a OTAN sofre do mesmo problema. Por isso o desespero que os alemães estão para conseguir armas e munições que somente forças armadas de segunda categoria ainda usam, como é o caso do Brasil.

Celmo Vieira
Celmo Vieira
Reply to  Daniel
11 meses atrás
Last edited 11 meses atrás by Celmo Vieira
MMerlin
MMerlin
Reply to  Daniel
11 meses atrás

O problema é expor combatentes com anos de treinamento em campos de batalha com equipamentos obsoletos.
A probabilidade de baixas aumenta bastante.
Diferente de um equipamento, repor soldados e oficiais treinados demora anos.
Mas é uma guerra. Os conceitos de certo ou errado acabam mudando…

Daniel
Daniel
Reply to  MMerlin
11 meses atrás

Eu não tenho essa impressão. A não ser nos primeiros dias, me parece que ambos os lados estão fazendo uso intensivo de voluntários estrangeiros, mercenários e conscritos. Se for o caso, não faz muita diferença o que seja operado, desde que mate o inimigo.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Daniel
11 meses atrás

Acho difícil, mas não impossível, de disponibilizar esses e outros veículos blindados para operação por mercenários.
O uso de veículos blindados demanda um conhecimento de doutrina. Com exceção dos oficiais de reserva, raramente isso existe em outros grupos.
Um exemplo é o grupo Wagner, utilizado no front mais como bucha de canhão.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Francisco
11 meses atrás

Falou em narrativa, já sei que vai vir com uma teoria da conspiração tosca. Colega, você não é o Einstein 2.0 que descobriu uma verdade que EMA, Anvisa, FDA, todas as outras agências reguladoras do mundo e a comunidade científica não descobriram. Nenhum estudo sério até o momento demonstrou sequelas permanentes decorrentes da vacina contra a Covid-19. E se você prefere anedotas (não deveria, pois não é assim que se faz medicina de ponta), eu trabalho em hospital e até hoje não vi UM paciente com sequelas permanentes decorrentes da vacina. Entendo o senso de pertencimento e da sensação de… Read more »

Last edited 11 meses atrás by Bruno Vinícius
Danilo Moura
Danilo Moura
Reply to  M4l4v1t4
11 meses atrás

Isso é um sinal claro que um troço desses em frente a uma trincheira ucraniana vai devastá-la.
Os vídeos mostrando blindados e tanques russos desmontando fortalezas e trincheiras à queima roupa são impressionantes.
Com o poder de fogo de um troço desses, deve ser devastador.
Ademais, parece que os ucranianos já não têm muito meios para evitar um ataque direto de um monstro desses.

Edu
Edu
Reply to  Danilo Moura
11 meses atrás

Tem razao. Na midia russa, tudo isso acontece. No mundo real, nao dura um minuto.

IvanF
IvanF
Reply to  M4l4v1t4
11 meses atrás

Pessoal quer justificar o injustificável, qualquer outro país fizesse uma gambiarra dessas seria motivo de chacota, mas a Rússia não! Fazem pq é bom! É eficiente, é suficiente e por aí vai…

Sim, isso é um claro sinal de falta de recursos, que pode ser momentâneo ou não.

Funciona? Como toda boa gambiarra, tem seu valor, mas certamente bastante limitado.

MFB
MFB
Reply to  M4l4v1t4
11 meses atrás

A humilhação russa só aumenta. Hoje fica claro que o exército russo é uma piada de péssimo gosto. Não tem nenhuma condição de enfrentar uma guerra com a OTAN, e nem mesmo condições para enfrentar a China por exemplo. Que fiasco, quanto amadorismo.

Gerson Carvalho
Gerson Carvalho
Reply to  M4l4v1t4
11 meses atrás

Poxa, pq a MB não pensou nisso, poderia instalar as torretas de 125mm dos antigos CTs nos seus anfíbios kkk

Carlos Campos
Carlos Campos
11 meses atrás

eita gambiarra

Henrique A
Henrique A
11 meses atrás

Sinceramente, pra quê? O MT-LB já tem originalmente uma torreta com uma metralhadora, pra quê fazer essa gambiarra?

Satyricon
Satyricon
Reply to  Henrique A
11 meses atrás

Essa geringonça, com toda essa altura, deve brilhar num campo de batalha como uma árvore de natal.

O nome disso é DESESPERO (ou falta de munição, vai saber)

Melhor seria amarrar uma lápide nas costas dos pobres tripulantes e mandá-los à pé…

Last edited 11 meses atrás by Satyricon
Danilo Moura
Danilo Moura
Reply to  Satyricon
11 meses atrás

Eu acho que desespero será do coitado do ucraniano que ficar em frente de um troço desses.

C G
C G
Reply to  Danilo Moura
11 meses atrás

Com o tanto de armas AT que a Ucrânia recebeu ele só vai fica de frente para um treco desse se estiver bêbado!

C G
C G
Reply to  Henrique A
11 meses atrás

Chassis sobrando, assim como o Terminator, só isso explica!

IvanF
IvanF
Reply to  Henrique A
11 meses atrás

O MT-LB pode ter uma torreta com metralhadora, mas só pesquisar um pouco e dá pra ver que tem de tudo quanto é versão dele, com os mais diversos armamentos.
Então acho que a lógica é: pega um MT-LB sem torreta, coloca essa gambiarra e manda pra Ucrânia!

E porque fazer gambiarra? Pelo mesmo motivo que todo mundo faz gambiarra: Não dá pra fazer nada melhor no momento.

Ravengar
Ravengar
Reply to  Henrique A
11 meses atrás

Fiz uma pequena pesquisa a respeito dessa torre,e descobri que ela tem um alcance terrestre de 7,500 metros,ou seja e um ” sistema” feito para tiros de media distância,com o aparente propósito de atingir posições fortificadas,que existem aos milhares no Teatro de operações.

Edu
Edu
Reply to  Ravengar
11 meses atrás

Como a torre tem alcance maior que as armas eh um misterio,

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  Henrique A
11 meses atrás

talvez este seja uma versão do MT-LB que anteriormente não era armada, sem falar que normalmente o armamento de um MT-LB padrão são metralhadoras leves, não sendo capaz de prover o poder de fogo necessário para a função de apoio as tropas.

Hcosta
Hcosta
11 meses atrás

Não concordo com o artigo, os Russos ainda têm muitos blindados com canhões semelhantes mas não encontro nenhuma justificação para o seu uso.

Será que alguém ganhou algum dinheiro com esta conversão?

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Hcosta
11 meses atrás

os Russos ainda têm muitos blindados com canhões semelhantes mas não encontro nenhuma justificação para o seu uso”.

Poderiam estar fazendo essa gambiarra porque tem muito armamento desse tipo sobrando em galpões, armazéns, e talvez guardar equipamentos mais modernos para um inimigo maior?!

Eu guardaria os armamentos de ponta e enviaria os excedentes para lutar na ucrânia.

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  Adriano Madureira
11 meses atrás

Poupar equipamento ? me desculpe, mas aparentemente esta faltando quaisquer tipo de equipamentos, os russos perdem muitos APCs / IFVs e precisam repor estes equipamentos de forma urgente, tanto que tiveram que apelar para táticas de ondam humanas para voltar a avançar em território ucraniano.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Adriano Madureira
11 meses atrás

Tem muito equipamento entre os quase 80 anos desde a introdução destes canhões e equipamentos mais modernos. E com linhas de produção de munições que não estão encerradas há 40 anos…

Não dou muita importância a estes blindados. Provavelmente foi algum maluco que não tinha mais nada para fazer Deve receber uma medalha pelo esforço…

Heitor
Heitor
11 meses atrás

Então o colapso financeiro pode ser mais cedo que o imaginado… Se isso for verdade (hoje devemos sempre suspeitar) eles estão ficando sem suplementos. E a China é longe kkkkk.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
11 meses atrás

A inversora já está lá na linha de produção.A mão da gambiarra nessa hora treme.

Moisés Melnik
Moisés Melnik
11 meses atrás

Não se trata de algo que trará alguma vantagem. E só um arranjo. Demonstra o desespero dos Russos. Está guerra é um conflito de artilharia e dos mísseis inteligente.. mais um alvo para ser destruído. Russos estão voltando aos primeiros tanques da primeira guerra. Aliás o uso de ondas de soldados “descartaveis” casa muito bem com a guerra de trincheiras da primeira guerra!

Mauricio
Mauricio
11 meses atrás

Pior que vai ser útil pra eliminar ucranianos

Danilo Moura
Danilo Moura
Reply to  Mauricio
11 meses atrás

Imagine um canhão naval atingindo uma trincheira ou casa com ucranianos dentro.

_RR_
_RR_
Reply to  Danilo Moura
11 meses atrás

Nesse caso, não seria muito diferente de um canhão Bushmaster M242…

A torre UT-30, com aquele “monstrinho” do ATK, faria até mais estrago e seria mais precisa…

Danilo Moura
Danilo Moura
Reply to  _RR_
11 meses atrás

Ficou esteticamente parecido com o YPR-765 holandês.
Só que muito mais bombado.

C G
C G
Reply to  Danilo Moura
11 meses atrás

Não é como se fosse um canhão do Yamato, é só um canhão de um calibre comum atirando de forma ainda comum, isso não é incrível, é uma gambiarra pra lá de bizarra e mostra carências muito severas de material.

Humilde Observador
Humilde Observador
11 meses atrás

Esse veículo tem uma aparência impressionante.

Marcos R
Marcos R
Reply to  Humilde Observador
11 meses atrás

impressionantemente feia, vc quis dizer, gambiarra monstruosa. Um legítimo Frankenstein!

Humilde Observador
Humilde Observador
Reply to  Marcos R
11 meses atrás

Eu não disse que é bonito ou feio, disse que impressiona, entenda de maneira monstruosa. Imagine-se como um civil se deparando com um monstro de metal sobre lagartas desses.

Edu
Edu
Reply to  Humilde Observador
11 meses atrás

Imagine-se como um soldado com um AT-4.

Carvalho
Carvalho
11 meses atrás

Quando se chega a este nível de improvisação no nível tático…..é porque o nível estratégico não funcionou.
Essa guerra acabou.
Esperemos o verão chegar…

Carvalho
Carvalho
Reply to  Carvalho
11 meses atrás

O tão esperado inverno não ajudou os russos.
O Ocidente aproveitou para se mobilizar.
Os russos “apresentam” suas armas.

Danilo Moura
Danilo Moura
Reply to  Carvalho
11 meses atrás

Os alemães fizeram algo parecido com o famoso 88 e foi um dos maiores sucessos deles na guerra.
Outro exemplo.
Sherman Firefly.
Isso é comum nas guerras

Edu
Edu
Reply to  Danilo Moura
11 meses atrás

Em qual planeta esse troco eh comum.

_RR_
_RR_
Reply to  Danilo Moura
11 meses atrás

Danilo,

O uso dual do 88mm não foi mero improviso… Longe disso… O potencial dele contra carros de combate já era conhecido desde antes do conflito.

Salvo melhor juízo, todos os canhões 88mm produzidos a partir de 1939 receberam miras telescópicas, e os destinados ao exército regular contavam com guarnições preparadas para engajar carros de combate.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Danilo Moura
11 meses atrás

Bah Kings,
Comparar essa geringonça com um 88 ou Fireflay….
Continue tentando….

MMerlin
MMerlin
Reply to  Carvalho
11 meses atrás

É comparar rascunho com um projeto.
Pegou pesado mesmo.

C G
C G
11 meses atrás

A guerra é um assunto sério, uma tragédia humana difícil, guerra não é ou não deveria ser motivo de piada ou risos, o problema é que a Rússia não ajuda!
Escrevi outro dia e o inominável e suas 30 personalidade ficou me negativando, enquanto a Ucrânia melhora em equipamentos dia após dia, a Rússia precisa recorrer mais e mais ao ferro velho, tá aí a imagem para sintetizar!

Last edited 11 meses atrás by C G
Up The Irons
Up The Irons
11 meses atrás

Eu ia postar essa foto aqui ontem nos comentários, mas alguns torcedores iam falar que era montagem criada por CIA, OTAN, Mossad e Mc Donald’s pra destruírem (ainda mais) a imagem dos russos.
Eles tão num desespero danado e o período de chuvas está chegando em algumas semanas! Eu acho que até o meio do ano essa guerra acaba com os russos voltando pra casa!

Airton
Airton
11 meses atrás

Antes que algum engraçadinho aqui queria tirar sarro com os russos eu digo: olhem para o Cascavel e o Urutu

Antonio Luis
Antonio Luis
11 meses atrás

Esperto e a quele que se faz de bobo ! a Rússia não tem nada

Last edited 11 meses atrás by Antonio Luis
Edu
Edu
Reply to  Antonio Luis
11 meses atrás

Xadrez 5D. Vao dizer no final que o objetivo era devolver a Crimeia para Ucrania,

Leandro
Leandro
11 meses atrás

Forbes…

Edu
Edu
Reply to  Leandro
11 meses atrás

Tem razao. Os russos ja estao em Paris e a midia escondendo,

Victor Filipe
Victor Filipe
11 meses atrás

E eu achando que o mastro pogoda seria a coisa mais bizarra que eu iria ver envolvendo qualquer coisa naval.

RDX
RDX
11 meses atrás

Apenas um alvo fácil para as equipes de ATGM ucranianas.

Magaren
Magaren
11 meses atrás

Esse é o tão falado Armata?

Oráculo
Oráculo
11 meses atrás

A guerra das gambiarras.

As Toyotas com .50 são alta tecnologia perto de algumas armas que estão sendo usadas nessa guerra.

Rogério Loureiro Dhiério
Rogério Loureiro Dhiério
11 meses atrás

As coisas estão se invertendo.
Russia com material cada vez mais antiquado e Ucrânia com material cada vez mais “moderno”.

O Entre ASPAS é para evidenciar que, mesmo sendo de gerações anteriores aos mais modernos hoje, os equipamentos recebidos pelos ucranianos são mais modernos dos utilizados pelos Russos.

Cara, equipamento da era do gelo, para a ação especial é de chorar hein.

Como eu falo. A vergonha só aumenta.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
11 meses atrás

É simples de entender, é porque acabou a munição, e quando acabar esses carros gambiarra vão combater de baioneta e pás.

sub urbano
sub urbano
11 meses atrás

Isso é normal em qualquer guerra. Depois pesquisem “Hillbilly armor iraq” no google imagens e vcs vão ver as gambiarras que os americanos faziam durante a ocupação para aumentar a blindagem dos Humvees. To dando o exemplo dos americanos pq os minions normalizam depois de ver os americanos fazendo, mas todo exercito em guerra faz.

Last edited 11 meses atrás by sub urbano
Celmo Vieira
Celmo Vieira
11 meses atrás

Realmente é curiosa algumas opiniões… Devem ser os mesmos, incluindo da dita mídia “especialziada em defesa do braZil” que fizeram grandes elogios aos M577 com sua tenda de vender caldo de cana como um “grande ganho” em “comando” para o exército do braZil…

Fico só imaginando quantas horas durariam no contexto desse conflito…

Santamriense
Santamriense
Reply to  Celmo Vieira
11 meses atrás

Qual é a blindagem máxima dessa traquitana russa? 12,7 mm! Uma casca de ovo!
Quanto ao M577, é um veículo que tem a função de posto de comando, entre outras. Mas, foi construído para tais funções. Não é uma improvisação, como essa coisa tosca apresentada na matéria. E o que o M577 tem a ver com essa gambiarra russa? Para desviar e desconversar tu tenta inserir algo que não tem nenhuma relação com o que se discute.

Celmo Vieira
Celmo Vieira
Reply to  Santamriense
11 meses atrás

O MT-LB não é um APC ou derivado da família M113. Um MT-LB tem 1,8m de altura e um M113 2,5m… Além de um perfil reto integral. Blindagem padrão da família M113 é pra projéteis de 7.62mm; do MT-LB até 14mm… O M577 consegue ser muito pior: 2,7 e um puxadinho de lona! Aliás, o MT-LB tem excelente reputação nas FAs russas e sua utilização em conflitos por sua versatilidade, facilidade de operação e manutenção. O M113 e sua família não passam de caixões sob esteiras… M577 nem se fala; um alvo perfeito para destruir algum “comando” sucida que o… Read more »

Last edited 11 meses atrás by Celmo Vieira
Santamariense
Santamariense
Reply to  Celmo Vieira
11 meses atrás

Mas, tu estás comparando, desde o início, laranjas com maçãs!! O que um veículo para posto de comando tem a ver com essa traquitana russa?? E uma blindagem de meia polegada (12,7 mm) aguenta impactos de projéteis de 14 mm?? Hehehe….então, tá…
Mas, não vou discutir… vocês fazem malabarismos e contorcionismos para defender tudo que seja russo. Toca o barco …

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
11 meses atrás

Esse Frankenstein até pode ser efetivo no campo de batalha (ou não, mas eu não saberia dizer). Porém, como bem pontua a matéria, é um indicativo da disponibilidade de forças russas. Nenhuma nação recorre a esse tipo de solução se possuí material de ponta disponível nos números necessários.

Oráculo
Oráculo
11 meses atrás

Vamos tentar entender essa Gambiarra russa. Fabricar um T90 demora algum tempo. Modernizar um T72 dos estoques do Exército pra última versão, também não é rápido. E os T62 retirados dos estoques e que estão passando por uma modernização básica, também não ficam a disposição rapidamente. E nesses 3 casos é preciso produzir uma boa quantidade de tanques, para depois entregar ao Exército. A solução pra seguir repondo perdas de blindados foi fazer algumas gambiarras como essa. Afinal de contas Gambiarras são rápidas de serem “adaptadas”. Esses dias vi caminhões russos com canhões antiaéreos – parecidos com os Bofors 40… Read more »

Jose
Jose
11 meses atrás

Será que a Rússia tem soldados estocados da 2 guerra mundial prontos para o pleno uso ?

Last edited 11 meses atrás by Jose
Oráculo
Oráculo
Reply to  Jose
11 meses atrás

É porque você não viu o que os americanos tem estocados.

Deve ter armamento suficiente pra umas 2 guerras mundiais.

E eles conseguem reformar bem mais rápido do que os russos. A indústria bélica americana é disparado a melhor do planeta.

Pra se ter uma ideia, eles já mandaram mais de 400 M113 e uns 700 Humvees pra Ucrânia.
E foram os que estavam em estoque operacional, prontos pro combate

Fizeram isso sem nem fazer cócegas nos estoques.

O Tio Sam não sabe brincar.

Jose
Jose
Reply to  Oráculo
11 meses atrás

Concordo plenamente

Bruno Moura
Bruno Moura
11 meses atrás

Usar material velho , porem eficiente , ( um tiro de um fuzil velho , mata igual ao de um novo) e preservar o material recente , com o intuito de escapar da guerra de atrito , promovida pelo adversário . Tática desesperada, pela ótica dos ingênuos , e pragmática , para aqueles que conseguem enxergar um pouco mais longe .

Alceu
Alceu
11 meses atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/