A Ucrânia tem três opções na guerra e negociações de paz não estão entre elas

166

Segundo um estudo feito pelo Instituto para o Estudo da Guerra (ISW) a Ucrânia possui três escolhas para fazer diante da atual guerra travada com a Rússia. E dentre elas, não estão incluídas as negociações de paz.

A Ucrânia poderia simplesmente cessar os combates unilateralmente mesmo que os russos continuem os ataques por terra e ar. Esta opção fatalmente levaria a uma derrota desastrosa (e que quase ninguém defende). Na segunda opção as forças ucranianas poderiam continuar lutando de forma muito restrita, buscando apenas manter o que têm agora, o que encorajaria Putin a continuar seus esforços para buscar da vitória militar definitiva.

A terceira opção é a Ucrânia “lançar sucessivas operações de contra-ataque com o duplo objetivo de persuadir Putin a aceitar um compromisso negociado ou de criar realidades militares suficientemente favoráveis ​​à Ucrânia para que Kiev e seus aliados ocidentais possam efetivamente congelar o conflito por conta própria”, independentemente das decisões de Putin.

A avaliação do ISW sugere que a Ucrânia precisa de várias vitórias operacionais importantes para criar a possibilidade de negociações ou para Putin “aceitar realidades militares desfavoráveis ​​sem um acordo formal”.

Alguns analistas expressaram preocupação de que, mesmo que Kiev e Moscou cheguem a um acordo negociado, pondo fim às hostilidades, a Rússia simplesmente usaria isso como uma oportunidade para se reagrupar e retomar sua pressão pela subjugação total da Ucrânia mais tarde. Consequentemente, o ISW acredita que a Ucrânia precisará retomar um terreno que é vital para sua sobrevivência tanto militar quanto economicamente, e isso seria a chave para “novas ofensivas russas”.

Uma série bem-sucedida de contraofensivas ucranianas (e não apenas uma) é quase certamente necessária, mas não suficiente para persuadir Putin a entrar em negociações em termos diferentes da realização de todos os seus objetivos declarados. As forças ucranianas devem mostrar que podem fazer o que as forças russas não podem, ou seja, mudar as realidades no terreno através da ação militar. Eles devem prejudicar ainda mais o poder militar russo na Ucrânia a ponto de ficar claro para Putin e para o círculo interno que o apoia nesta guerra que as forças armadas russas não podem aguardar melhores resultados se optarem por continuar a guerra. Várias grandes vitórias ucranianas em nível operacional são, portanto, essenciais para criar alguma perspectiva de um acordo negociado para o conflito atual ou forçar Putin a aceitar as realidades militares desfavoráveis ​​na ausência de um acordo formal.

Há motivos para esperar que as forças ucranianas possam, de fato, obter ganhos por meio de contraofensivas. A Ucrânia lançou duas grandes operações de contraofensiva nesta guerra (sem contar a retirada voluntária das forças russas de Kiev). Ambas tiveram sucesso na retomada de grandes áreas, primeiro em Kharkiv e depois no oeste de Kherson. Vários analistas expressaram opiniões diversas sobre as  capacidades das forças ucranianas em penetrar nas posições defensivas russas e levantaram outras preocupações sobre as perspectivas de sucessos de tais empreitadas. Permanece o caso, no entanto, enquanto a força russa demonstrou que não pode obter ganhos significativos nesta fase da guerra, as forças ucranianas ainda não falharam em tal tentativa.

No entanto, dificilmente Putin algum dia aceitará essas realidades militares (se elas realmente acontecerem). Ele pode resolver continuar lutando, com ou sem pausa, o tempo que for necessário para atingir todos os seus objetivos. Sua retórica e suas ações, bem como seus atos passados, certamente sugerem essa possibilidade. Um acordo negociado pode, portanto, ser inatingível porque Putin não aceitará a realidade de que não pode realmente conquistar a Ucrânia.

Subscribe
Notify of
guest

166 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jp moraes
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

PSTx27
PSTx27
Reply to  Jp moraes
1 ano atrás

EDITADO

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Afonso Bebiano
Afonso Bebiano
Reply to  PSTx27
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Faver
Faver
Reply to  Afonso Bebiano
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Junior
Junior
Reply to  Faver
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas

Last edited 1 ano atrás by Franz A. Neeracher
Andrey
Andrey
Reply to  Faver
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Pragmatismo
Reply to  Afonso Bebiano
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
C G
C G
Reply to  Pragmatismo
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Hank Voight
Reply to  Pragmatismo
1 ano atrás

Sou obrigado a concordar contigo

Mauro Cambuquira
Mauro Cambuquira
Reply to  Afonso Bebiano
1 ano atrás

Não posso falar em nome da espiritualidade. Mais é o que vejo e entendo que é esse o papel da Rússia no mundo, de tudo que leio e assisto, que vem da LUZ, existe um inimigo que pode ser combatido e os russos sabem disso. E o Brasil pode ser também ser a salva guarda do planeta. Todos preferem ficar do lado daqueles que são badalados, que comandam os shows. Mais é o bem que na sua humildade que impera sempre.

Luis H
Luis H
Reply to  Mauro Cambuquira
1 ano atrás

o papel da russia no mundo está claro em toda a história, atraso, pobreza, injustiça, escravidão e morte. as coisas ruins no ocidente q são apontadas por moscou foram criadas pela escola de frankfurt, alinsky e afins e muito, muito ativamente incentivados pelos russos, só pra resumir vide vídeos de Yuri Bezmenov. alinsky e escola esta imbuídos da ideologia idolatrada através de sua iconografia pela russia de ontem e hoje. a baboseira mística está descasada da realidade óbvia para qq criança de 5 anos de q a russia invadiu a ucrânia matando milhares de militares e civis, pilhando e expulsando… Read more »

Ildo
Ildo
Reply to  Luis H
1 ano atrás

É nisso que está se resumindo os comentários dos defensores dos EUA/OTAN…

Também chamar outros de “nick do Kings”, “putinete” e “pago por Moscou”…

Tá difícil ler algum argumento com algum conteúdo verossímil mínimo…

Chevalier
Chevalier
Reply to  Ildo
1 ano atrás

O comentário dele está muito mais embasado na realidade do que você, que está baseado na maldade, no ódio, na inveja, no marxismo, no imperialismo comunista, na destruição.

Bueno
Bueno
Reply to  PSTx27
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Hank Voight
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Se você não consegue refutar as informações postas pelo ISW não pode taxá-los de “não confiáveis”

Bueno
Bueno
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

Não podemos é ser Patriotas de Moscou, Pequim ,de Nova Iorque e nem Patriotas que carregam a Bandeira de Israel/EUA Junto a do Brasil, devemos exercer a nossa liberdade sem interferencia.
 
Esta refutada com base em que seus participantes têm ligação direta com o congresso Americano, Pentágono e como patrocinadores a Indústrias de armas Ocidentais.
o ISW não é isento,está contaminado.
Reverbera as analises do ISW como verdeiro e confiavel é insensatez.

“e negociações de paz não estão entre elas” Este é a msg enviada pela ISW , cumprindo a missão do chefe.

Last edited 1 ano atrás by Bueno
Hank Voight
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Reitero, você não conseguiu refutar os argumentos do ISW, portanto contunuamos na mesmo

Bueno
Bueno
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Bueno
Bueno
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Coloquei as evidencias com os Links das Matrias …
mas não tem como seguir ,
Fui censurado. não tem como responder.

Last edited 1 ano atrás by Bueno
Luis H
Luis H
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Reverbera as analises do ISW como verdeiro” se foi o isw q fez a análise, então a análise é verdadeira, se está correta ou não, se vai se concretizar no futuro ou não, está em aberto, cada um opina como quiser. torcida a soldo não altera o placar. se não for a soldo é insensatez ou coisa pior.

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Hank Voight
Reply to  Elias Jabour
1 ano atrás

A sua guerra já está perdida desde que começou Qings, só MBTs já foram perdidos 1.900
https://www.oryxspioenkop.com/2022/02/attack-on-europe-documenting-equipment.html

Bueno
Bueno
Reply to  Bueno
1 ano atrás

Não desrespeitei ninguém nem sai do tema, posso solicitar que vcs postem o que eu escrevi e provem que sair fora destas regras e desrespeitei alguém? Isto é censura. Já tinha mais de 8 pessoas concordando dando Like e 2 com dislike    .. Vcs estão censurando quem posta algo contra a ISW? infelizmente vocês estão censurando e desrespeitando quem escreve aqui e quem ler os comentários.. Este espaço só é interessante por causa das discussões e argumentações , a partir do momento que tem esta censura , esta seletividade não tem motivo de continuar acompanho o site.. todas as noticias… Read more »

MMerlin
MMerlin
Reply to  PSTx27
1 ano atrás

OFF-TOPIC (mas importantíssimo):
https://www.sociedademilitar.com.br/2023/03/venda-da-avibras-industria-brasileira-aero-espacial-de-misseis-e-foguetes-para-a-alemanha-e-iminente-nvd.html

Já saiu do grupo Veja e fontes da mídia especializada já declaram que a venda pode sair a qualquer momento.

E o pior. Para uma empresa alemã. País este que recentemente barrou a venda do Guarani para um país estrangeiro.

Se for para algum grupo comprar e tirar a administração dos gestores incompetentes, que não largam o osso criado pelo pai, esse grupo deve ser o da Embraer, financiado pelo próprio governo brasileiro.

Atirador 33
Atirador 33
Reply to  PSTx27
1 ano atrás

Seu comentário foi a maior piada que já li de um pro Rússia, quem começou essa desgraça toda foi a Rússia.

Seu comentário é análogo ao infame clichê “foi estuprada pq usava roupas curtas”.

Os russos moem as vidas dos seus cidadãos inscritos no seu exército despreparado, e a vida dos civis ucranianos.

Luis H
Luis H
Reply to  Atirador 33
1 ano atrás

desculpe os palavrões, se puder relevar e liberar o comentário agradeço, do contrário está tudo bem. meu ponto é q aqui não há crianças e q políticos ou outros q façam mal deliberadamente a outras pessoas são passíveis de serem severamente criticados, o q mesmo assim não é nada perto do q fazem.

Oliveira Barros
Oliveira Barros
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Zorann
Zorann
Reply to  Oliveira Barros
1 ano atrás

Duvido que a Russia vá se retirar de todos os territórios ocupados (incluindo ai o Dombass e a Crimeia) mesmo sofrendo grandes perdas na defesa destas áreas.

Discordo do texto: um acordo pode sim ser alcançado desde que a Ucrania encare a realidade de que a maioria dos territorios perdidos jamais serão recuperados. Quem impede de verdade estes acordos é a Ucrania (por não aceitar estes termos) e a OTAN (sedenta por enfraquecer a Russia a qualquer custo).

E ainda há as armas nucleares, que podem e devem ser usadas para garantir a integridade desses territorios anexados, se forem necessárias.

Renato
Renato
Reply to  Zorann
1 ano atrás

Realidade??? Qual??? A que resultou na retomada das regiões de Kharkiv e Kherson pela Ucrânia? Ucrânia já provou que tem capacidade de retomar seu território. Como o artigo lembrou, as duas últimas contraofensivas ucranianas foram bem sucedidas em retomar territórios expressivos. Já as Ofensivas russas tem fracassado em ganhar território. O que a Russia conseguiu foi esgotar seus recursos que são substituídos por equipamentos cada vez mais velhos e obsoletos, enquanto a Ucrânia vem repondo suas perdas com armas cada vez mais modernas e eficientes. Isto sem falar no treinamento e moral das tropas. Enquanto os Russos são forçados a… Read more »

Zorann
Zorann
Reply to  Renato
1 ano atrás

Se você acredita nisto, tudo bem.

Nei
Nei
Reply to  Zorann
1 ano atrás

A realidade para você é ficção!

Só ver o que está acontecendo. A Rússia não avança nada praticamente, mesmo em superioridade em tudo.

Zorann
Zorann
Reply to  Nei
1 ano atrás

E você acredita que a Ucrânia vá retomar todos seus territórios?

Nei
Nei
Reply to  Zorann
1 ano atrás

Não existe essa de território anexado. É roubo e ponto.

Ildo
Ildo
Reply to  Nei
1 ano atrás

Território libertado. Assim pensa a população russófila desses oblasts. Assim pensam e desejam profundamente depois de tudo que passaram desde 2014.

Jamais voltarão a administração de Kiev. É território da Federação Russa e ponto final. E essa guerra não irá acabar até que sejam totalmente libertados e tenham entorno de segurança consolidado. Ponto final também.

Paulo
Paulo
Reply to  Ildo
10 meses atrás

Façil voltem para a russia pois o território esse é ucraniano.
Você fala sem base alguma duvido que acredite em toda essa asneira que debita
Referendos falsos sem base alguma, tropas russas em territorio estrangeiro a pedir anexação ilegal ao seu país? Tem algum jeito isso

Que comedia

Last edited 10 meses atrás by Paulo
Zorann
Zorann
Reply to  Nei
1 ano atrás

Questão de opinião. E nisso não há o que discutir. cada um tem a sua.

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
Reply to  Nei
9 meses atrás

A mesma lógica vale para Israel? E as resoluções da ONU que são completamente ignoradas?

Paulo
Paulo
Reply to  Zorann
10 meses atrás

Sabe o que vai acontecer ao exercito russo na ukrania se não retirar?
Vão todos morrer.

M4|4v1t4
M4|4v1t4
1 ano atrás

O mais provável é que em algum momento a Rússia vai se retirar como fez no Afeganistão em 1989. Porém, não acho que a Ucrânia abrirá mão de ser indenizada, da mesma forma que não acho que os seus aliados da OTAN concorde com uma retirada russo sem que a Ucrânia seja devidamente indenizada. E nesse sentido, o que foi bloqueado pelo ocidente não deve chegar perto dos prejuízos causados à Ucrânia. Ou seja, a Ucrânia não irá encerrar a guerra com a retirada dos russos do território ucraniano e continuará a guerra com ataques à infraestrutura elétrica e energética… Read more »

Last edited 1 ano atrás by M4|4v1t4
Denis
Denis
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Até acredito que a Ucrânia possa expulsar os russos militarmente do seu território porem , a Ucrânia atacar de forma direta o território russo elevará a o conflito a outro nível ai sim seria possível até mesmo um apoio da população geral da russia contra a Ucrânia !

M4|4v1t4
M4|4v1t4
Reply to  Denis
1 ano atrás

Por isso que fui realista e citei explicitamente infraestrutura energética e elétrica. Porque foram atacadas duramente pelos russos em uma campanha que envolveu até o Irã com os seus drones.

É uma questão de reciprocidade.

Last edited 1 ano atrás by M4|4v1t4
Felipe M.
Felipe M.
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Não existe esse negócio de “reciprocidade” ou, de forma mais clara “justiça”. é muito simples. Se você acuar um cachorro, de uma forma que ele perceba não tem outra alternativa, seja ele grande ou pequeno, nervoso ou calmo, ele vai ter morder. Uma coisa são ataques a territórios ocupados por russos ou até, de forma espaçada, ataques dentro do território russo, como já aconteceu. Muito diferente disso seriam ataques sistemáticos, pelos ucranianos, contra a infraestrutura básica russa. Nesse caso, a chance de uma resposta em outros termos, como, por exemplo, o uso deliberado de bombas termobáricas, é muito grande. E… Read more »

M4|4v1t4
M4|4v1t4
Reply to  Felipe M.
1 ano atrás

Então o mundo espera que a Ucrânia morda, e morda bem forte, a Rússia dentro do seu território

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

o negócio é que a arcada dentária dos ucranianos não tem os mesmos dentes que a arcada russa.

M4|4v1t4
M4|4v1t4
Reply to  Felipe M.
1 ano atrás

A arcada dentária russa, que não conseguiu tomar Kiev de surpresa, e que não conseguiu avançar uma distância entre Sâo Paulo e Campinas dentro de um país que está na sua fronteira, não tem 1% da força que arrotava que tinha. Isso está mais do que testado, aprovado, carimbado, avaliado e comprovado. Portanto, não, não há a menor chance da Rússia não sair completamente derrotada dessa guerra. A vitória será total da Ucrânia. Resta saber se a Rússia sobreviverá à guerra ou se a guerra acabará com a Rússia; E, se a Ucrânia vai aceitar uma vitória sem colocar a… Read more »

Last edited 1 ano atrás by M4|4v1t4
Felipe M.
Felipe M.
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

ok

ALISON
ALISON
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Quanta viagem… Não consigo entender o que se passa na cabeça de uma pessoa que não entende o basico: se a Russia sentir que vai perder a guerra, usara as armas nucleares… simples assim. Pq não tera mais nada a perder…

Nei
Nei
Reply to  ALISON
1 ano atrás

Como não tem nada a perder?

Ela estará marcando um x no próprio território e ainda, corre o risco das nuvens tóxicas irem para seu território.

Paulo
Paulo
Reply to  ALISON
10 meses atrás

Cara se a russia ousar lançar uma bomba nuclear na ukrania até a china vai a moscovo dar uma chapada a putin!

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
Reply to  M4|4v1t4
9 meses atrás

O problema é que temos notícia e informação apenas de uma fonte.

Paulo
Paulo
Reply to  Felipe M.
10 meses atrás

O negócio é a ukrania tem menos dentes mas estão mais afiados enquanto os russos estão a perder os de eles.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Felipe M.
1 ano atrás

Felipe, reciprocidade é um conceito diplomático muito utilizado no Mundo inteiro. Um caso emblemático aqui no Brasil foi o caso dos médicos Brasileiros indo trabalhar na Espanha, que sofreram com diversos percalços artificiais sendo repentinamente colocados em seu caminho para que pudessem exercer sua profissão legalmente na Espanha. O Brasil retaliou através do conceito de reciprocidade, colocando os mesmos percalços no caminho de todo profissional de saúde Espanhol vindo trabalhar no Brasil, e não eram poucos, o que forçou a Espanha à sentar numa mesa de negociações com o Brasil para resolverem a questão. Tendo dito isso, uma vez que… Read more »

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  Leandro Costa
1 ano atrás

“reciprocidade é um conceito diplomático muito utilizado no Mundo inteiro.” Sim. Um conceito. Necessário se atentar à realidade do caso colocado em discussão. O colega, lá em cima, comentou o seguinte: “Ou seja, a Ucrânia não irá encerrar a guerra com a retirada dos russos do território ucraniano e continuará a guerra com ataques à infraestrutura elétrica e energética russa até que a guerra seja encerrada nos termos dos ucranianos ou armistício (acordo bilateral)” Depois completou: “Por isso que fui realista e citei explicitamente infraestrutura energética e elétrica. Porque foram atacadas duramente pelos russos em uma campanha que envolveu até… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Felipe M.
1 ano atrás

Leia o resto do post. Vai ver que concordo com você. Seria um tiro no pé, totalmente contraproducente para o que a Ucrânia procura implementar.

E aliás, errei, é um princípio e não um conceito. 😛

ALISON
ALISON
Reply to  Felipe M.
1 ano atrás

Enfim alguem com cérebro.

Hank Voight
Reply to  Denis
1 ano atrás

DIscordo! o povo russo é extremamente educado e instruído, e inclusive lideram em ciências exatas! a questão é o controle da mídia efetuado pelo @nã0 do Kremlin.

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

É um povo alienado que vive dentro de uma bolha estatal. Quando eles saem da Rússia eles tomam um susto. Quando eles moram fora da Rússia eles passam por uma fase de ódio contra o próprio país. Resultado do efeito psicológico que causa em uma pessoa quando ela descobre fatos que não conhecia e que causa a reconstrução de toda a sua consciência, de frente para trás (rebobinando a fita) e que é um processo fisicamente doloroso, psicologicamente devastador e que pode causar derrame cerebral. O fato deles terem tido, no passado, os melhores escritores e os melhores compositores de… Read more »

Ildo
Ildo
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Nossa…

>80% dos russos apoiam o Presidente Vladimir Putin.

Mas claro, vosmecê, a partir de mídia mainstream ocidental sabe mais sobre Rússia que uma civilização milenar como a russa sobre ela própria…

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Ildo
1 ano atrás

Talvez não. Mas certamente mais do que você.

Putin é um ditador. A governo russo é uma ditadura.
Como alguém que cita um número de 80% de uma suposta estatística de um país governado por uma ditadura que frauda eleições dentro e fora do país, pode achar que pode comentar sobre assuntos de natureza política?

Volta. Volta pra Terra.

ALISON
ALISON
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Baixa a bola… tu sabe de nada… e ainda por cima arrogante.

Ildo
Ildo
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Isso; ditadura segundo o Departamento de Estado dos EUA e seu “ocidente coletivo” satélite.

Que são as verdadeiras democracias do mundo, mundo livre, etcs…

Corroborado pelo estado social dentro dos EUA (com seu maravilhoso sistema eleitoral e dezenas de milhões na indigência) e o que só está começando na Europa…

O Brasil também; democracia exemplar; > 100 milhões em insegurança alimentar…

Quantos na Rússia, China? Malditas ditaduras; deveriam seguir o mundo livre ocidental…

Nei
Nei
Reply to  Ildo
1 ano atrás

80% desses, são os cegos do governo, que estão presos a bolha do Putin (só assistem o que governo deixa assistir).

Basta ir pra outro país que eles nem acreditam que tem outros modos de vida.

Ildo
Ildo
Reply to  Nei
1 ano atrás

Isso; segundo alguém do ocidente coletivo no Sul Global que defende EUA/OTAN…

Alessandro
Alessandro
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Muito dessa Rússia cosmopolita influenciada pelo ” Kultur ” germânico. O próprio nome da cidade já diz isso. O povo russo admirava muito o povo alemão pela sua cultura, ciência e disciplina. Ambos os países viveram uma relação de muitos altos e baixos. Os movimentos nacioanlistas do século XIX os afastaram.

Magaren
Magaren
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Russia só abre mão da crimeia se for tomada.
E a ucrania exige crimeia…

Ildo
Ildo
Reply to  Magaren
1 ano atrás

Crimeia e os 4 outros oblasts que estão sendo libertados jamais voltarão a Ucrânia e assim desejam seus cidadões de origem russa.

A Ucrânia só exige alguma coisa na sua propaganda para continuar sendo um buraco sem fundo bancado por EUA/OTAN…

Os protestos na Europa só estão começando…

Nei
Nei
Reply to  Ildo
1 ano atrás

kkkk. É muita ficção.

Quer pertencer a Rússia, mude-se. Pois lá o país é Ucrânia, simples!

Europa protestando? Casos isolados.

Com toda certeza, a Europa quer viver a Bielorrússia, com migalhas de um país quebrado né!

Até Armênia que Putin prometeu proteger, está pulando fora, pois Putin não consegue proteger.

Ildo
Ildo
Reply to  Nei
1 ano atrás

Isso; realidade em campo e geopolítica segundo a bolha do ocidente coletivo pró EUA/OTAN…

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

O Afeganistão não tinha 1/4 da importância estratégica que a Ucrânia tem para a Rússia, são situações diferentes, bem diferentes.

gordo
gordo
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Pior, Ele esquece de citar que o Afeganistão não tinha perto dos 20% da população Russa. Lamento dizer pra ele, mas a Rússia não vai sair mais dessas áreas Russas da Ucrânia. Essa população até pode não gostar lá muito de Moscou e seus defeitos, mas gostam bem menos de Kiev. Para essa população Russa que vive na Ucrânia a derrota da Rússia é sentença êxodo ou morte.

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  gordo
1 ano atrás

EDITADO

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Hank Voight
Reply to  Elias Jabour
1 ano atrás

EDITADO

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Ildo
Ildo
Reply to  gordo
1 ano atrás

Essa populção é russa há séculos.

Dado obviamente ignorado no ocidente:

A Rússia recebeu mais de 2 milhões de refugiados desse conflito. O país que mais recebeu e de fato os integrou a sua sociedade porque são russófilos.

O que está acontecendo com os ucranianos nos países do leste e oeste europeu?

Imagine agora com a onda de protestos na Europa só começando com o custo de vida da classe média se tornando insustentável, sobretudo pelo preço da energia elétrica…

Nei
Nei
Reply to  gordo
1 ano atrás

Ou seja, furtar terras de outros países pra vocês é certo! Parabéns.

Ildo
Ildo
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Afeganistão, Iraque, Síria, Líbia são alguns exemplos gráficos da “liberdade e democracia” levada pelo “mundo livre” dos EUA/OTAN…

O primeiro consumiu U$ trilhões e continua com seu interior na idade da pedra… Pra onde foi esse dinheiro? …

Iraque, Síria? Nem precisa dizer. Líbia? Onde houve até venda de escravos depois da “libertação” dos EUA/OTAN… Líbia que tinha o melhor IDH da África…

Chegam ser constrangedores certos comentários (só repetição de mídia mainstream ocidental)…

Last edited 1 ano atrás by Ildo
Faver
Faver
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Esqueça indenização. Só um país capitulado se rende a pagar algo, como exemplo o Iraque, invadido e destruído. Nenhum outro que não foi destruído pagou. Quando invasores eles só evadem do lugar e pronto, assim como os EUA quando invadiram o Vietnam.

Last edited 1 ano atrás by Faver
Paulo
Paulo
Reply to  Faver
10 meses atrás

Russia não está a invadir, está a roubar anexar um país e cultura com uma retórica de expansão imperialista. Se você nao vê você tem problemas

Nativo
Nativo
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

A Ucrânia nos próximos anos não te m como atacar a Rússia, a não ser nas áreas ocupadas do seu próprio país, é além disso mesmo se tivesse seria uma burrice imensa atacar alguém, que ainda tem mais armas do que você, sem que esteja em condições reais para isso.

Ildo
Ildo
Reply to  Nativo
1 ano atrás

As áreas libertadas do regime de Kiev são Federação Russa desde setembro de 2022. Até que todo o território desses oblasts de população russa seja libertado.

A Ucrânia será reduzida até a Idade da Pedra, como proxy da guerra de procuração dos EUA/OTAN, enquanto for ameaça a essas áreas.

E ponto final.

Zorann
Zorann
Reply to  M4|4v1t4
1 ano atrás

Que viagem! Russia pagar indenização? De onde tirou esta ideia? Acho que nem os ucranianos nos seus maiores devaneios, pensam algo deste tipo

eliton
eliton
1 ano atrás

Um grupo de estudos se reuniu e após varios meses de estudos chegaram a conclusão de que as únicas opções da Ucrania é desistir, segurar o que tem ou contra atacar. Essas são literalmente as unicas opções de qualquer pais invadido, em qualquer guerra, em qualquer período historico.

Augusto
Augusto
Reply to  eliton
1 ano atrás

Sim, brilhante a constatação desse texto!

Lucena
1 ano atrás

Quando dois países estão em guerra, como no casos da Ucrânia e a Russia … de cara se sabe que o pais onde é travado a guerra.. esse está na pior;obviamente é claro! …. pois é lá onde esta havendo o destroço.
.
O tempo está correndo contra a Ucrânia …. quanto mais demorar esta guerra… maior será o prejuízo para os ucranianos, mesmo que a OTAN mande armas para eles… é lá em solo ucraniano e não russo …. onde a guerra está trava.

Lucena
Reply to  Lucena
1 ano atrás

No dia em que um pais poderoso, tanto quanto os EUA … entrar em guerra com os americanos e este levar a guerra para o território americano também … esta guerra durará pouco tempo … ou por destruição total dos dois …. ou por eles fazer armístico entre eles, antes que eles se desentregue na guerra.

Andre
Andre
Reply to  Lucena
1 ano atrás

O difícil é um país ficar tão poderoso quanto os EUA, ainda mais que os americanos não são burros de entrarem em uma guerra sozinhos e têm uma rede de fortes aliados.

Não existe, no horizonte visível, a possibilidade de ser criada uma rede de alianças tão forte quanto a dos EUA.

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Andre
1 ano atrás

Já houve Impérios bem mais poderosos que os EUA e que caíram.
Egito, Roma, Bizâncio, Mongol, Otomano. Inglaterra e etc.
Portanto, acostume-se com a ideia da queda americana e dê Graças aos Céus de ter o privilégio de assistir a um evento histórico que acontece de séculos e séculos.
O americanos até que foi bem mais rápido.

Andre
Andre
Reply to  Elias Jabour
1 ano atrás

Sim, já houveram vários impérios mais poderosos que os EUA. O do Egito durou uns 2500 anos. Roma, incluindo a república, uns 700 anos. O mongol uns 600 anos. O império bizantino, uns 1000 anos. O otomano uns 600 anos. O britânico, uns 400 anos. O soviético, 70 anos. Algo comum a todos estes impérios, foi que antevendo ao seu fim houve grandes perdas territoriais. No seu fim, Roma mal dominava a península italiana, o império bizantino não passava de uma cidade, o mongol, um pequeno reino no meio do nada. O britânico, apenas suas ilhas. O americano mal passa… Read more »

Luis H
Luis H
Reply to  Elias Jabour
1 ano atrás

o evento histórico a ser visto nas próximas décadas é a islamização da europa, a segunda e definitiva queda de roma. os estados unidos, mesmo com toda sabotagem interna woke, q é como um boxeador lutar com uma mão atada as costas, irão continuar dominantes por muito tempo. sem comentar sobre dólar e influencia cultural, o orçamento militar americano foi e é e continuará sendo maior do q o chinês, então, a cada ano q passa, os estados unidos ficam mais fortes e não o contrário em relação a china, a diferença é q os estados unidos tem presença global… Read more »

Last edited 1 ano atrás by Luis H
Oliveira Barros
Oliveira Barros
Reply to  Lucena
1 ano atrás

Exato .
A guerra é em território que a Ucrânia ocupava, os ucranianos estão sofrendo muito mais perdas em homens e material e, para piorar, ou russos são muitos mais poderosos.
Insta ressaltar que essa é apenas uma pequena fração das F.A. russas.
Nem foi feita mobilização em Moscou.

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  Oliveira Barros
1 ano atrás

Esqueceu de trocar o Nick e respondeu como Lucena duas vezes. Kkkkkkk

Ademais, pequena fração?
Esse sufoco todo que estão passando, retirando tanque da segunda guerra pra combate…acho que vc superestima a força russa.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Oliveira Barros
1 ano atrás

Bastavam os milhões de ucranianos que se iriam juntar-se aos Russos, depois, o exército Russo era suficiente, depois os mercenários, 1ª mobilização, 2ª mobilização, prisioneiros, estrangeiros, aumento de soldados para milhão e meio, etc…

Mas relaxe, está tudo a correr como planeado…

Last edited 1 ano atrás by Hcosta
Ildo
Ildo
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

É a Ucrânia que está tendo perdas catastróficas, recorrendo a mobilização forçada, incluindo de pessoas com idade avançada e até sequestros.

O número de mercenário estrangeiros (quase todos neonazistas) também se reduziu drasticamene e na prática a dita “Legião Estrangeira Ucraniana” com “20.000 homens” tem 1.500.

As Forças Russas avançam progressivamente nas áreas mais forticadas do Donbass; as baixas ucranianas são insustentáveis. E ainda propagandeiam “ofensiva de primavera”… Só faltou, literalmente, combinar com os russos…

Hank Voight
Reply to  Ildo
1 ano atrás

Vai ver que foi por isso que resolveram tirar do armazenamento os T-55, para a “grande ofensiva da vitória russa contra o ocidente globalista e g@yzista”

Ps: já deu uma olhada no Oryx?

https://www.oryxspioenkop.com/2022/02/attack-on-europe-documenting-equipment.html

Mictanos
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

Hahahaha, muito bem observado companheiro

Elias Jabour
Elias Jabour
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

Fique calmo.
Esses tanques fizeram bonito nas areias do O.M.e farão de novo na Ucrânia.
Mesmo porque os ucranianos só têm meia-dúzia de tanques.

Hank Voight
Reply to  Elias Jabour
1 ano atrás

Os mesmos tanques que foram trucidados pelos M60, Centurions, Merkavas, M1A1 Abrams, Challenger 1 e 2 e mesmo os AMX-13? Kkkk

Ildo
Ildo
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

Oryx? O que acho curioso é que quando a Ucrânia utiliza equipamento que inclusive já era reserva na URSS não “vem ao caso”; idem com a OTAN está raspando o taxo de quipamento armazenado, alguns há decadas. E o equipamento mais antigo é de guarnição; já era assim até na URSS… No mundo real as Forças Russas progressivamente avançam nas áreas mais fortificadas do Donbass. Enquanto a Ucrânia tem perdas catastróficas de pessoal e só podem enviar reforços a custa de outras frentes. O que aconteceu com a “grande ofensiva” em Kherson de meses atrás? Agora falam em “ofensiva da… Read more »

Hank Voight
Reply to  Ildo
1 ano atrás

Você está meramente repetindo a propaganda russa! Dentre os 1.900 MBTs russos perdidos o grosso é composto por T-72 e também temos T-90M ou seja, estão claramente ficando sem tanques o que explica o envio dos T-55 para o campo de batalha

Ildo
Ildo
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

1900 a partir de que fontes? Oryx?

Vosmecê fica repetindo sistematicamente sobre T-55 mas o que, de fato, está ocorrendo nas frentes de batalha?

Forças Russas avançando progressivamente nas áreas mais fortificadas do Donbass…

Renato
Renato
Reply to  Ildo
1 ano atrás

O que aconteceu? A ofensiva retomou Kherson expulsando os Russos da margem ocidental do Dnipro. Vitória Ucraniana e Derrota russa.

Ildo
Ildo
Reply to  Renato
1 ano atrás

Derrota? Os russos se retiraram para linha defensiva e evitaram baixas inúteis em grande desvantagem numérica; que “avanço” tiveram os ucranianos desde então? Nenhum.

Todas as sondagens das defesa russas na área acabaram em baixas pesadas e equipamentos destruídos do lado ucraniano.

Enquanto isso os russos avançaram progressivamente nas áreas mais fortificadas do Donbass; e os ucranianos enviaram várias vezes unidades que estavam justamente em Kherson para desesperadamente tentar manter a linha defensiva em várias frentes do Donbass…

Andre
Andre
Reply to  Ildo
1 ano atrás

O agora famoso Avanço Putin executado a perfeição em Kherson.

7 meses tentando tomar Bakhmut. Que avanço é esse? Até um jabuti avança mais rápido que o exército russo.

Ildo
Ildo
Reply to  Andre
1 ano atrás

Vocês apenas repetem isso há meses… Mas qualquer análise ponderada chega a fundamentos óbvios: A Rússia fez um recuo óbvio, apenas para quem salvaguarda de fato seu pessoal, para linhas defensivas objetivas quando estava em grande desvantagem numérica em algumas frentes. O que fez depois? Uma mobilização parcial. Tropas que em grande parte já guarnecem áreas consolidadas. O que está acontecendo nas áreas mais fortificadas do Donbass nesse tempo? Ucrânia mantendo uma resistência a custa de muito material (que não tem reservas), dezenas de milhares de soldados mortos, feridos, invalidados e perdendo terreno contínuo. Que avanço fizeram desde a sua… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Ildo
1 ano atrás

E Putin não ordenou a conquista do Donbass até o final de 2022?

Mas ainda bem que é contra a mobilização forçada, até de velhos e de sequestros. Algo que nunca aconteceu ou acontecerá na Rússia…

O que aconteceu foi uma súbita vontade de centenas de milhares de pessoas de passarem férias no estrangeiro e não de fugirem às mobilizações forçadas.

Mas como eu vivo na bolha mediática da OTAN posso estar errado…

Ildo
Ildo
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

Vosmecê disse tudo:

“Vivo na bolha mediática da OTAN”.

Calca 100% dos teus comentários.

Andre
Andre
Reply to  Ildo
1 ano atrás

A Ucrânia nunca vendeu a imagem de grande potência capaz de enfrentar a Otan sozinha nem disse que tomaria Moscou em duas semanas.

No mundo real, a última conquista russa foi no final de julho de 2022. De lá para cá, quase que só derrotas.

A grande ofensiva de Kherson recuperou vastas áreas, incluindo a capital do estado de Kherson. Ai em Oz não chegaram essas notícias?

Oliveira Barros
Oliveira Barros
Reply to  Andre
1 ano atrás

Vou resumir para vc.
A Ucrânia está sendo massacrada.

Ildo
Ildo
Reply to  Andre
1 ano atrás

? É impressionante… Repetem infinitamente pseudo argumentos absolutamente rasos que alguém comentou em algum lugar e vira “verdade”, “sentença”… A Rússia nunca divulgou qual eram seus objetivos finais na Operação Militar Especial. Todo mundo minimamente informado sabe muito bem qual o objetivo da operação nos oblasts de Kiev, Chernivtsi e Sumy. E vimos e estamos vendo em Soledar, Bakhmut, Avdeevka, o custo da “grande ofensiva” ucraniana em Kherson… Dezenas de milhares de baixas e hardware sem substituição sendo perdido… Depois de conquistadas as áreas mais fortfificadas do Donbass o conflito entra em nova fase. Aliás, qual um dos motivos dos… Read more »

Last edited 1 ano atrás by Ildo
Andre
Andre
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

Devem ser as duas semanas mais longas da história.

Andre
Andre
Reply to  Ildo
1 ano atrás

Avançam progressivamente para trás. O Avanço Putin em Kherson foi executado perfeitamente.

Andre
Andre
Reply to  Oliveira Barros
1 ano atrás

E mesmo muito mais poderosos, prq não conseguem avançar? Nós últimos 7 meses capturaram apenas Soledar. No mesmo período perderam Kharkov, Sumiu, Izium, kherson….

Luis H
Luis H
Reply to  Lucena
1 ano atrás

voltamos sempre ao mesmo ponto: por sua lógica se a alemanha nazi invadiu metade da europa, o ideal seria ninguém reagir na tentativa de reduzir os danos. e se alguém entrar na sua casa, vc vai entregar sua mulher, filhas, seu dinheiro, afinal é na sua casa q está “havendo o destroço” e “o tempo está correndo contra vcs”, para quem nasceu prostrado a autodefesa parece ser coisa de outro mundo. mas ceder ao mal é alimentar o mal, independente do resultado ser próximo da perfeição como em entebbe ou mesmo q falhe como na eagle claw, a única verdadeira… Read more »

Nilo
Nilo
1 ano atrás

Por torcida, Putin não irrá morrer ou não haverá revolução antiPutin, para solução favoravell a Ucrania. A Rússia não irá se retirar dos territórios de Donbass quanto menos da Crimeia, isto não é o Afeganistão. A Ucrânia não irá em uma, arrogante previsão, se conquistados todos os territórios incluso Crimeia, atacar na sequencia a Rússia. EUA/Europa não permitiria ( e não por ser bonzinho/coerente). Indenização da Ucrania, rsrsrsrsr quem até o momento foi idenizado foi EUA, que reteve para si uma fortuna de centena de bilhões de dollares das reservas russas. Das opções do artigo a terceira: ““lançar sucessivas operações… Read more »

Alex
Alex
1 ano atrás

Independente de perder as atuais províncias de Luhnsk e Donetsk, a Ucrânia e OTAN já traçaram uma linha. Dali não passa.
E a Ucrânia definitivamente ingressa no bloco Ocidental, deixando os escombros para a Rússia.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Alex
1 ano atrás

Pelas normas da OTAN, nenhum país em guerra, pode entrar na OTAN, então se jogo para o Putin ficar numa guerra por anos a fio com a Ucrânia, nem que seja para ficar lançando mísseis uma vez por mês.

Alex
Alex
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Extra-oficialmente, a Ucrânia já faz parte da OTAN, pelo menos como teatro de operações.
Quanto à pertencer à UE, nunca mais a Ucrânia colocará no poder alguém alinhado com o Kremlin.

Ildo
Ildo
Reply to  Alex
1 ano atrás

Essa guerra é da OTAN desde 2014; sempre foi.

Atestado por Merkel e Hollande: os acordos de Minsk, pela parte ocidental, serviram apenas para rearmarem a Ucrânia.

Hank Voight
Reply to  Ildo
1 ano atrás

Prigozhin, o mandachuva do Wagner Group, discorda…..

Ildo
Ildo
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

É?

Oliveira Barros
Oliveira Barros
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

Discorda nada, aprova.
Hoje foi anunciado que sua Orquestra entrou no centro de Bakhmut.
E estão indo para uma nova apresentação em Adviika.
Só não digo que é uma turnê internacional porque aquilo é território russo.

Ildo
Ildo
Reply to  Oliveira Barros
1 ano atrás

Estão difíceis os dias dos defensores dos EUA/OTAN…

A realidade fica o tempo inteiro desmentindo…

Resta não contrapor com embasamento os argumentos contrários e chamar todo mundo fora dessa bolha ocidental de “Kings”…

Oliveira Barros
Oliveira Barros
Reply to  Hank Voight
1 ano atrás

Prighozin é o cara.
E para piorar, está sendo criando um novo grupo chamado Convoy.
Parece que o negócio de eliminar ucraniano é fácil e muito lucrativo.

Ildo
Ildo
Reply to  Alex
1 ano atrás

A Rússia já está reconstruindo as áreas libertadas com entorno de segurança consolidado. Notoriamente Mariupol. O Donbass era a região mais rica da Ucrânia; apenas Dnipropetrovsk chega perto dos oblasts de Lugansk ou Donetsk. A Rússia agrega milhões de russófilos da sua população, com uma média qualificada e muitos recursos naturais. Em poucos anos reconstuirá tudo. O estado da Ucrânia pré-2014 é atestado pela própria Crimea; o governo ucraniano não investia um centavo no desenvolvimento da região; está completamente largada. Um dos motivos inclusive da votação massiva no referendo para voltarem a Federação Russa; depois disso até a água para a… Read more »

Oliveira Barros
Oliveira Barros
Reply to  Ildo
1 ano atrás

Mariupol está ficando um espetáculo.
Quando tiver condições, vou visitá-la.

Elisandro
Elisandro
1 ano atrás

Nos próximos meses, veremos se a Ucrânia terá fôlego para recuperar os territórios perdidos. Por enquanto, parece claro que não tem forças para isso. Apesar da retórica ucraniana e ocidental, ainda é duvidoso, devido às condições em campo, que estes sejam capazes de infligir uma derrota fragorosa aos russos no curto prazo. Neste ponto, deve-se notar que tanto a retirada de Kiev quanto o sucesso das ofensivas posteriores da Ucrânia foram beneficiadas por vários erros russos, sendo no primeiro caso temos um grande número destes, o que incluiu tropas insuficientes, planejamento deficiente e execução pior ainda. Já no segundo, a… Read more »

Hcosta
Hcosta
Reply to  Elisandro
1 ano atrás

Num sistema como o Russo os erros são premiados…

Que sentido fazem as trincheiras no sul da Crimeia? Alguém deve ganhar alguma coisa com isso…

Ildo
Ildo
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

E os erros dos EUA/OTAN? A custa dos ucranianos em uma guerra por procuração?

Todo mundo fora da bolha ocidental sabe muito bem o que é essa guerra. Sobretudo o vexame da europa se comportando suicidamente como vassala total dos EUA.

E os atentandos terroristas ao Nord Stream? Que ontem mesmo os EUA e europeus bloquearam uma investigação internacional? Que inclusive o Brasil foi um dos únicos a votar a favor?

Os protestos na Europa estão só começando…

Luis H
Luis H
Reply to  Ildo
1 ano atrás

dois erros não fazem um acerto, protesto na europa é mais velho do q andar pra frente, única exceção foi entre segunda guerra e maio68, q a europa ocidental está decadente qq um sabe. isso ser desculpa pra russia fazer guerra de anexação criminosa é como alegar q vc é psicopata porque o seu vizinho ouve sertanojo.

Last edited 1 ano atrás by Luis H
Ildo
Ildo
Reply to  Luis H
1 ano atrás

Chega a ser constrangedor…

SGT MAX WOLF FILHO
SGT MAX WOLF FILHO
1 ano atrás

OffTopic: Como esta a situação da Avibras, alguém sabe falar?

Nilo
Nilo
Reply to  SGT MAX WOLF FILHO
1 ano atrás

Já li tres artigos em jornais/midia de grande circulação, fato que agora a  Avibras interessa ao Edge Group, empresa dos Emirados Árabes Unidos, mas também a alemã Rheinmetall, que negociam a compra da empresa brasileira.
Especialista em assunto de defesa, que mantem contato direto com Avibrás nega as negociações.
Conhecendo bem a história, apesar de alguns setores que quer estatização em vez de vender a uma das duas, pode Avibras se tornar, um estorvo como aconteceu com a Embraer de um dia para o outro.

Last edited 1 ano atrás by Nilo
Ildo
Ildo
Reply to  Nilo
1 ano atrás

E no Brasil haverá muitos para bater palma se houver intenção…

Como no caso da doação da Embraer para a Boeing…

São os mesmos que defendem a “privatização” de empresas estratégicas da União…

Impressionante…

Luis H
Luis H
Reply to  Ildo
1 ano atrás

privatização sempre é positiva. por qualquer preço. sempre q corruptos tem menos acesso a meios para roubar quem enriquece é a sociedade. ainda assim a venda da embraer tinha particularidades e não seria o melhor negócio ter sido realizada da forma pretendida.

Faver
Faver
Reply to  SGT MAX WOLF FILHO
1 ano atrás

A última que vi foi a notícia de que os arabes querem comprar a empresa.

eliton
eliton
Reply to  SGT MAX WOLF FILHO
1 ano atrás

os primeiros 20 min ele fala da Avibras
https://www.youtube.com/watch?v=gdJQLSYS-qc

sub urbano
sub urbano
1 ano atrás

Faltou a opção: ser completamente destruída.

Oliveira Barros
Oliveira Barros
Reply to  sub urbano
1 ano atrás

EDITADO

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

As analises do ISW estão muito na perspectiva de Kiev. (No meu ver isso a faz tomar como certas premissas erradas). Desde que a primeira invasão Russa foi repelida, a 🇺🇦 tem como narrativa de que a guerra é somente uma aventura militar do autoritário Putin e que a solução é impor uma derrota a ele que ameace seu governo. Mas o que vemos é: Cada vez mais esse conflito se tornando uma luta existencial para a 🇷🇺 e seus cidadãos e não somente uma aventura militar de um ditador insano. Muito difícil a Ucrânia impor algo aos russos, mesmo… Read more »

Last edited 1 ano atrás by Augusto L
Ildo
Ildo
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Não estão muito na perspectiva de Kiev”; são totalmente.

É um think thank estadunidense… Todos seus “analistas” são militares, civis ligados a agências do governo dos EUA e mídia mainstream.

Sergio Machado
Sergio Machado
1 ano atrás

Em suma, Washington está começando a desenhar a saída para o buraco que se meteu. Os russos puseram China e Irã dentro do tabuleiro, estão bem calcados defensivamente, não mostram qualquer pressa, e mais que isso, querem prolongar o conflito dentro das regras deles. As regras são claras: se OTAN por tropas de forma direta ( fora os “voluntários” atuais) a existência da Rússia ficará em xeque a sua porta, então não resta outra possibilidade que senão o uso de armas nucleares. Que butim complexo esse para o EUA/OTAN resolverem.
Coitada da Ucrânia, que foi a bucha de canhão.

Last edited 1 ano atrás by Sergio Machado
RDX
RDX
1 ano atrás

off: Suécia e Finlândia pretendem fazer uma compra conjunta de fuzis AR da Sako. Uma variante AR 5,56mm para os infantes e uma AR 7,62mm para os atiradores designados. A intenção é substituir os fuzis AK-4 (G3) e AK-5 (FNC) suecos e os Sako/Valmet 7,62x39mm (variantes do AK) finlandeses. Curiosamente, apesar da Sako pertencer ao holding Beretta, não houve interesse em adquirir os fuzis ARX-160 e ARX-200. A escolha pode ter recaído sobre a plataforma AR por 3 razões: a Sako domina a construção, a plataforma AR com pistão é considerada a melhor do mundo e, sobretudo, fuzis “de polímero”… Read more »

Last edited 1 ano atrás by RDX
Luis H
Luis H
Reply to  RDX
1 ano atrás

salvo muito me engano, polímeros são plásticos muito variados em suas composições e características, mal comparando me ocorre q dizer q aço não serve para fazer casco de submarino porque o aço do meu portão é fino demais e enferruja.

Nativo
Nativo
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;
3 – Mantenha o blog limpo: não use palavras de baixo calão ou xingamentos;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

O Putin?!? Aceitar condições desfavoráveis a Rússia? Tae uma coisa que pago um gelada para ver acontecer! Duvido que ele aceite! Kiev deveria averiguar com a China a possibilidade de cessar fogo com o compromisso que não entraria na OTAN mas como seu presidente arrogante e orgulhoso não quer isso a custas de vidas de seus compatriotas, vamos ver as cenas do próximo capitulo!

Mictanos
1 ano atrás

Acredito que a Ucrania cntinue a resistir, bem como acredito que se a Russia tivesse como avançar já o teria feito. Guerra durará muito mais, talvez décadas!
A propósito, alguém tem o link de algum canal do Telegram onde divulguem imagens dos combates e batalhas?

Oliveira Barros
Oliveira Barros
Reply to  Mictanos
1 ano atrás

EDITADO

Last edited 1 ano atrás by Guilherme Poggio
José
José
Reply to  Oliveira Barros
1 ano atrás

E a Russia perdendo n centenas mais. Só a Ucrânia perde nessa guerra Xings ?
Que a Rússia seja derrotada, pois usou pretexto bem fajuto pra roubar território de uma nação soberana.

Last edited 1 ano atrás by José
Mictanos
Reply to  José
1 ano atrás

Não perca tempo de responder
Os russos não estariam em Kiev em 15 dias?

José
José
Reply to  Mictanos
1 ano atrás

Foi no automático. Melhor falar com uma planta que discutir algo com ele.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

Ou entregar o que sobrou pra Polonia

Humilde Observador
Humilde Observador
1 ano atrás

Um general da reserva que pertenceu ao Estado Maior, revelou essa semana que, nos primeiros dias do conflito, quando a OTAN só lançava notas de repúdio e tinha abandonado a Ucrânia à própria sorte (sem apoio material efetivo), face a ofensiva arrasadora russa, quando se pensava que o país ia cair em dias (tinha até apostas sórdidas sobre isso…), a Ucrânia teria pensando em entregar metade do território à Rússia para conter-lhe os ânimos, mas, parece que, o patriotismo dos ucranianos falou mais alto, e foi isso em minha opinião (a resistência ucraniana), o que garantiu o apoio efetivo posterior… Read more »

Marcelo
Marcelo
1 ano atrás

Eis mais uma prova de que a Ucrânia está caminhando em direção à opção número 3 do Instituto para o Estudo da Guerra (ISW), ou seja, que a Ucrânia vai lutar por vitórias operacionais importantes para criar a possibilidade de negociações ou para Putin “aceitar realidades militares desfavoráveis ​​sem um acordo formal”. Agora já há 8 MBTs Challenger 2 em solo ucraniano e suas tripulações já estão prontas para entrar em combate. Oleksii Reznikov postou um video e a seguinte mensagem no Twitter: “Foi um prazer dar uma volta no primeiro Challenger 2 MBT ucraniano. Esses tanques, fornecidos pelo Reino… Read more »

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Mesmo com a chegada de mais de 200 MBT e 14 vetores MIG 29, será possível a Ucrânia conseguir ter sucesso em grandes ofensivas ?

Last edited 1 ano atrás by Antunes 1980
Luis H
Luis H
1 ano atrás

excelente análise, penso muito semelhante

Luis
Luis
1 ano atrás

Quando acabar a guerra a Ucrânia não terá mais jovens.

Caerthal
Caerthal
1 ano atrás

Na guerra a realidade se impõe. Não se trata de convencimento.

Nos últimos 3 anos presenciamos a enorme dificuldade com que a imprensa ocidental encontra para lidar com a realidade dos fatos. Para quem acompanha esses caras há quase 50 anos isso foi um baque, uma grande decepção.

É possível que a imprensa russa seja uma porcaria similar, não tenho como avaliar.

A única coisa que aprendi foi desconfiar de qualquer informação e não tomar nada como inteiramente certo.

Caerthal
Caerthal
1 ano atrás

A mentira é como isca de pescaria. Muitas vezes há um pedacinho de verdade (carne) ali, mas não por um bom motivo.

Scudafax
Scudafax
1 ano atrás

Prezados, sugiro fazer um post sobre a ocupação ilegal na Síria, onde virtualmente temos uma situação bastante semelhante. Lembrando que há bases militares dos EUA na Síria, sim, sem autorização do governo de Damasco.

Scudafax
Scudafax
1 ano atrás

Se olharmos o mapa da ocupação estrangeira na Síria veremos que Putin não aceitará derrota militar e o conflito pode escalar facilmente.

Scudafax
Scudafax
1 ano atrás

Enquanto isto, onde estão nossos satélites de posicionamento global, mísseis de cruzeiro, fábricas de semicondutores, fábricas de motores a jato e centros de inteligência artificial? Estavam indo para motociatas e batendo continência para bandeira estrangeira?

Mirão
1 ano atrás

“Vamos lutar até o último ucraniano” resume bem esse artigo…

SGT MAX WOLF FILHO
SGT MAX WOLF FILHO
11 meses atrás

Vejo muitos comentários sobre preocupações sobre os EUA, Rússia, China, mais muitos poucos, sobre o que podemos fazer pelo Brasil, temos que aproveitar que o foco esta em outros lugares e aproveitar para crescer, se não crescermos agora não iremos crescer nunca, nenhuma potencia seja ela que for, vai deixar o Brasil crescer, essas divisões de lado A e lado B foi criando pela CIA desde a época do Collor através de doletas enviadas para UNE e todo mundo caiu nisso igual patinho na lagoa!… ” Não existem países amigos na geopolítica, existem interesses” ninguém é amigo do Brasil a… Read more »

Last edited 11 meses atrás by SGT MAX WOLF FILHO
Gavião
Gavião
11 meses atrás

A realidade é uma só. A Rússia sempre roubou territórios de seus vizinhos menores, e está acostumada a subjulgá-los. Como o articulista escreveu, trata-se do improvável convencimento de Putim que ele não poderá conquistar a Ucrânia, e tampouco esta limitada conquista do Donbass será solução para a paz, pois para a Ucrânia isso é inaceitável. O Ocidente/OTAN está certo sim de ajudar a Ucrânia nesta injusta guerra.

Maurízio Souza e Souza
Maurízio Souza e Souza
11 meses atrás

Acredito que Putin irá prolongar o conflito o máximo de tempo possível, visando desgastar e colapsar a capacidade da Ucrânia e NATO de fazer a guerra. Os EUA mudarão seu foco se Trump ascender novamente à Presidente…Putin conta com isso…

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
9 meses atrás

Creio que a Ucrânia não possui autonomia suficiente para decidir os rumos do próprio país.
A decisão final é da Otan e, em última análise, dos EUA.

Aurelio de Biagio
Aurelio de Biagio
7 meses atrás

Que guerra é esta ? Onde a Rússia assassina continuamente um povo praticamente desarmado, onde só eles podem massacrar os ucranianos e dizem se forem atingidos em seu território usaram armas nucleares, o povo russo precisa saber que seu ditador quer destruir o mundo no qual a Rússia também desaparece.