Temendo a captura russa, EUA retiram tecnologia sensível dos tanques M1 Abrams que serão enviados para a Ucrânia

123

Tom Vanden Brook

No início deste ano, o governo Biden cedeu após meses de apelos da Ucrânia e concordou em enviar ao país seus veículos blindados mais letais: os tanques Abrams. Os tanques estão a meses de chegar às linhas de frente do campo de batalha e não farão parte da ofensiva da primavera.

Isso porque os tanques estão sendo modificados para remover tecnologia sensível que pode cair nas mãos das forças russas. É uma precaução necessária no caso de os russos capturarem um dos veículos e explorá-los para inteligência, disseram autoridades americanas e especialistas militares.

“Pode ou não apresentar oportunidades para a Rússia fazer testes e procurar vulnerabilidades”, disse Colin Smith, especialista em militares russos da RAND Corp., um think tank não partidário.

Como acontece com outras armas, o governo dos EUA envia versões simplificadas de seus tanques para governos estrangeiros. O Pentágono reserva suas capacidades de ponta para as tropas americanas. Uma questão complicada com o envio de tanques Abrams para a Ucrânia, dizem autoridades e especialistas, é a probabilidade de que um deles caia nas mãos dos russos no campo de batalha.

Os tanques Abrams são poderosos, rápidos e fortemente blindados. Pesando cerca de 70 toneladas, o Abrams foi desenvolvido durante a Guerra Fria e os primeiros tanques entregues ao Exército em 1980. Eles entraram em combate em 1991 pela primeira vez durante a Operação Tempestade no Deserto no Iraque.

Para esta guerra, os tanques são pintados de verde, uma mudança do bronzeado do deserto, familiar após décadas de combates no Oriente Médio.

Desta vez, uma grande preocupação é a proteção blindada na versão mais avançada dos tanques e como isso pode ser violado, disse Smith. Ao contrário do drone Reaper que os pilotos russos derrubaram no mês passado sobre o Mar Negro, onde se partiu e afundou em águas profundas, um tanque danificado pode ser recuperado praticamente intacto.

Os tanques que os ucranianos receberão não terão componentes sensíveis que os russos possam explorar, de acordo com duas autoridades americanas que não foram autorizadas a falar publicamente sobre o assunto. Ambos os tanques compartilham o mesmo canhão de 120 mm, mas o mais avançado M1A2 tem melhorias, incluindo sistemas de mira.

comparativo T-72 x M1A2

Em janeiro, o Pentágono anunciou planos de enviar 31 tanques Abrams M1A2 para a Ucrânia após meses de pedidos dos ucranianos. Eles querem blindados modernos para recuperar o território que a Rússia conquistou desde que lançou sua invasão em fevereiro de 2022. Espera-se que uma ofensiva ucraniana comece dentro de semanas.

Em março, o Pentágono anunciou planos para acelerar a implantação fornecendo uma versão menos sofisticada do tanque, o M1A1, dizendo que esses veículos poderiam ser reformados mais rapidamente. Os tanques e veículos blindados necessários para recuperar os danificados do campo de batalha devem estar prontos para o combate na Ucrânia no outono.

Enquanto isso, os combates no leste da Ucrânia, para onde os tanques serão enviados, foram sangrentos e brutais. Desde dezembro, 20.000 soldados russos foram mortos em combates e outros 80.000 ficaram feridos, segundo a Casa Branca. Os russos também tiveram milhares de tanques e veículos blindados destruídos ou capturados.

Alguns oficiais militares dizem que a modernização necessária não está atrasando o desdobramento. Mesmo que os tanques estivessem prontos hoje, os ucranianos não estariam prontos para levá-los ao combate, disse o coronel do Exército Martin O’Donnell, porta-voz do Exército dos EUA na Europa e África. As tropas precisam de cerca de 10 semanas de treinamento, que deve começar no final deste mês na Alemanha.

Na verdade, os tanques M1A1 estão em um caminho rápido para a Ucrânia, disse O’Donnell. Pode levar anos para reajustar um grande sistema de armas como um tanque.

As tropas ucranianas treinarão em tanques semelhantes aos que estão sendo reformados para eles nos Estados Unidos.

“Estamos nos movendo o mais rápido possível”, disse O’Donnell.

O senador Tom Cotton zombou da definição do Pentágono de implantação rápida. Durante uma audiência do Comitê de Serviços Armados em 27 de abril, Cotton, R-Arkansas, repreendeu o governo Biden por demorar no fornecimento de armas à Ucrânia, incluindo tanques.

“Acho que poderíamos fornecê-los em cerca de oito ou nove meses, se houvesse vontade política”, disse Cotton.

Ainda assim, alguns militares alertam que os tanques não são a chave de tudo para a Ucrânia derrotar a Rússia.

Os tanques Abrams darão à Ucrânia uma vantagem, mas não decisiva, disse o general do Exército Mark Milley, chefe do Estado-Maior Conjunto no mês passado, em uma reunião dos aliados da Ucrânia na Alemanha.

“Não há bala de prata neste caso, disse Miley. “Mas acho que o tanque M1, quando for entregue e atingir sua capacidade operacional, será muito eficaz no campo de batalha.”

FONTE: US Today

Subscribe
Notify of
guest

123 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
M4l4v|t4
M4l4v|t4
1 ano atrás

O M1A2 faz tudo mais rápido do que um T-90, pesando quase o dobro e tendo uma blindagem 3 vezes mais eficiente. Só que é caro e sua manutenção não é para qualquer um.

Lucky
Lucky
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

É muito superior em quase tudo, só o custo de manutenção que pesa contra mesmo.

Thiago
Thiago
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Tem nem perigo da blindagem dele ser 3 vezes mais forte que a de um t90… simplesmente porque não existe material que se comporte assim.O Abrams é muito maior que o t90 mas só pesa 50 porcento a mais que ele. Por ser muito maior, ele tem muito mais área para cobrir com blindagem. Ou seja, precisa usar muito mais massa para ter a mesma proteção.

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Thiago
1 ano atrás

Recomendo que assista algum documentário sobre o desenvolvimento do Abramns. O aço composto usado no Abrams é qualquer coisa que os russos não conseguem nem sonhar

Francisco
Francisco
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Amigo gostar de um lado ou um produto é direito seu, afinal todos temos nossas preferências por diversos motivos lógicos ou não, mas esse argumento de aço Klingon americano não dá, se você tivesse se referindo ao menos á metalurgia/siderurgia alemã até concordo que é bem superior ao resto.

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Francisco
1 ano atrás

O Abrams é muito mais pesado, tem couraça mais espessa, uma turbina gigantesca na traseira, e teve um desenvolvimento demorado de um tipo de liga que não existia até o o seu desenvolvimento e é de conhecimento exclusivo daquela que é a sidurgia mais avançada no planeta Terra… … chega. Ficar discutindo com negacionista antiamericano é pior que dar murro em ponta de faca. Lembrando que o Abrams que vai para a Ucrânia não é o “tipo exportação”, é o mesmo que é usado pelo US Army com excessão de sensores críticos. Ou seja, a nível de couraça, é o… Read more »

Henrique A
Henrique A
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Eles também vão retirar o urânio exaurido da blindagem por um substituto convencional.
O Abrams ainda tem isso, depleted uranium na blindagem.

Francisco
Francisco
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

KKKKK negacionista, antiamericano, é cada um, nesse conflito só tenho pena do povo que apesar das péssimas escolhas políticas que fizeram não mereciam passar por isso, quanto a ser mais pesado nesse caso não quer dizer maior espessura de blindagem mas sim por ser maior(área), mas como você mesmo disse debater com certos é a mesma coisa que dar murro em ponta de faca, agora imagina debater então com quem afirma que a siderurgia/metalurgia americana é a melhor do mundo, tal afirmação por si só já encerra o assunto,

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Francisco
1 ano atrás

A US Steal superou a siderurgia alemã já tem quase 1 século. Leia-mais.

Putin o terrível
Putin o terrível
Reply to  Francisco
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Magaren
Magaren
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Emocionante!

Putin o terrível
Putin o terrível
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Putin o terrível
Putin o terrível
Reply to  Putin o terrível
1 ano atrás

🖕🖕🖕🖕

Alexandre
Alexandre
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Você quer dizer que a Arábia Saudita pagou tubos de dólares por uma casca de ovo?

IvanF
IvanF
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Rapaz, uma das vantagens da turbina é justamente ser leve e compacta, e vc vem me dizer que ela é enorme… vixi!

Senhor Mascarado
Senhor Mascarado
Reply to  M4l4v|t4
11 meses atrás

Na teoria os T-90 MS eram superiores a tudo na teoria os Leopard 2A6 dançarina sobre Moscou na teoria o F117 Nunca teria sido derrubado por um bando de paramilitares na teoria tudo e possível meu caro basta ver quantos M1 abrams foram capturados por forças rebeldes e como qualquer coisa na vida real nada e tão legal quanto a propaganda em si diz na teoria a Rússia já tinha Zelensky mortinho , meus caros isso e a pura REALIDADE você quer mesmo cair no conto do fantasma de Kiev que derrubou 80 SU-35 ou no conto de exército imbatível… Read more »

Last edited 11 meses atrás by Senhor Mascarado
Maurício.
Maurício.
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

“O aço composto usado no Abrams é qualquer coisa que os russos não conseguem nem sonhar.”

Tu já viu como fica um Abrams depois de destruído? Ele praticamente “queima por completo”, ele fica arriado no chão. O Abrams é um bom tanque, mas não tem tecnologia alienígena da área 51 nele, nem em seu aço.

https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSysfGcSp-yTJbCNT4agWVf-V5pFLKxMqp_Yg&usqp=CAU

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Claro. Demoraram 3 décadas para destruírem o primeiro Abrams.
Recomendo que leia sobre as batalhas em que foram destruídos. O Abrams é um troféu e se esforçaram bastante para conseguirem esse feito. Muita gente morreu pra que isso acontecesse.

Fato é que nenhum MBT é indestrutível, mas certamente a chance de ficar vivo dentro de um Abrams é algumas dezenas de vezes maior do que dentro de um T-90.

Last edited 1 ano atrás by M4l4v|t4
Maurício.
Maurício.
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

“O Abrams é um troféu e se esforçaram bastante para conseguirem esse feito. Muita gente morreu pra que isso acontecesse.”

Claro que muita gente morreu, os EUA invadiram um país alheio! 🤷🏻‍♂️

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

E com muita justiça. Quando o mesmo Iraque tentou invadir o Irã, não conta né? Quando o mesmo Iraque invadiu o Kwait, não conta né? Quando o mesmo Iraque usou armas químicas para exterminar os curdos também não conta né? Saddam estava dando suporte a quem quer que se dispusesse destruir o EUA desde que o nome dele não ficasse em evidência. Se você quisesser praticar terrorismo contra o EUA sabia que tinha no Saddam todo o dinheiro que fosse precisar. O Iraque foi acusado de ter armas químicas. Que foi o pretexto apresentado pelo Powell na ONU e que… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

O que exatamente o Iraque fez contra os EUA para ser enviado em 2003? Apresente provas, não apenas afirmações que não se sustentam. Quanto as armas químicas, antes da guerra já tinha vários inspetores da ONU no Iraque, não acharam nada, ou seja, todos já sabiam que era apenas uma desculpa esfarrapada para a invasão, simples assim. Quanto as armas que supostamente foram parar na Síria, isso é uma falácia, a Síria já possuía armas químicas desde a década de 70, em parceria com o Egito e a URSS, até agora, ninguém conseguiu provar as tais armas e que foram… Read more »

LeoRezende
LeoRezende
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Bom,salvo melhor juízo,VOCÊ está defendendo um país invasor…afinal,como disse o  M4l4v|t4,o Iraque invadiu outro país primeiro…E depois de meses de avisos,sanções e deliberações na ONU,se deu a guerra do Iraque. Pode-se até desconfiar das reais motivações da ONU e principalmente dos EUA,mas foi o Iraque que deu ensejo para que elas existissem,em primeiro lugar. Não tem santo nessa história. Não sei se cabe à algum país ou organização o papel de ‘xerife do mundo”,mas creio que situações como a do Iraque de Saddam seja o que justificaria uma possível existência desse papel. O que aconteceu depois,bom,”VAE VICTIS”…e olha que nem… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  LeoRezende
1 ano atrás

Tenta justificar o que o Iraque fez aos americanos em 2003?

“Pode-se até desconfiar das reais motivações da ONU e principalmente dos EUA.”

Isso é sério?
Claro, as reais motivações da invasão foram para os EUA levarem amor, paz, democracia e liberdade para o Iraque, é impressionante, 20 anos depois e ainda tem um pessoal que engole a ladainha americana, e o pior, ainda passam panos.

“e olha que nem foi tão ruim.”

Vai lá no Iraque e fala isso para quem perdeu famíliares durante a invasão, acho que eles não concordam muito com você…

Last edited 1 ano atrás by Maurício.
Joao alvez
Joao alvez
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Saddam sempre foi um aliado dos americanos no oriente medio, foram eles que ajudaram ele na guerra contra o Ira, ( ajudando o Ira tambem junto com israel no famoso escândalo Ira contra). Depois foi induzido pelos americanos a invadir o Kuwait, que se revelou ser um silada, onde tiraram ele do poder para entregar o Iraque ao que eles consideram como o maior inimigo, o Ira, na verdade e tudo um jogo sujo para manter aquela regiao instavel, logico que sempre em favor da instabilidade em Israel.

Jayme Neto
Jayme Neto
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Coisa q não é novidade. Invasão de pais alheio:
EUA, Rússia, China, Japão, Inglaterra, Roma(Itália), Portugal e outros menos conhecidos por invadir, seja por razões “nobres”(xerifismo de ideologia), interesses econômicos ou religiosos.
Na sua grande maioria colonialistas.
Grande novidade.

Alexandre
Alexandre
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

No iraque alguns rpg 7 queimaram algum Abrams.

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Os M1A1 iraquianos são os Abrams de primeira geração e provavelmente é o “tipo exportação” que tem blindagem e sistemas depreciados. Mas ainda assim é muito mais blindado do que o T-90.

Esquece esse negócio de RPG-7, 9k11 e outros lança rojão e misseis, isso é lenda. O pessoal do ISIS estava destruindo os Abrams com carga explosiva. Ou seja, foi vacilo dos iraquianos que ficavam moscando dentro do Abrams sem infantaria ou a infantaria mecanizada ficava moscando e não protegia o Abrams.

Alexandre
Alexandre
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Eu me ref

Alexandre
Alexandre
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Eu me refiro aos Abrams USA queimados por rpg 7 . Pesquise e não se esqueça.

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Não foram RPG 7, foram cargas explosivas colocadas pelo pessoal do ISIS transitando perto do Abrams em traje civil. RPG 7 é pura propaganda.

ROGELIO GONÇALVES LIGOSKI
ROGELIO GONÇALVES LIGOSKI
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

FILHÃO quem desenvolveu a blindagem composta em camadas foi os russos , assim como os blocos de blindagem reativas , por isso seus tanques dispensam blindagens espessas , até por consideram que se um armamento for capaz de passar isso , passará qualquer coisa , já a um bom tempo as armas conti tanks se tornaram imparáveis, pós atravessarem quase dois metros de aço maciço , impossível fabricar alvo móvel preparado para parar isso , por isso a opção foi optar pela agilidade em campo, capacidade de transpor barreiras pelo menor peso , cadência de tiro superior, e economia para… Read more »

Sturmgewehrstgde
Sturmgewehrstgde
Reply to  ROGELIO GONÇALVES LIGOSKI
1 ano atrás

Os tanques russos realmente estão em outro nível.
O nível de PANELA DE PRESSÃO.

IvanF
IvanF
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Foto interessante. Achei lugar dizendo ser um M1 do USMC e outro lugar falando que é um M1 iraquiano, qual correto? Ou os dois estão corretos? Era do USMC e foi transferido pro Iraque? Notar que o Abrams abaixou até o casco encostar no chão, não mais, ele não “derreteu”. Eu chutaria aí que o aço da suspensão perdeu resistência por causa do incêndio, o que fez ele “se abaixar”, as barras de torção torceram até o chão rsrssrsr. Fogo/temperatura é ruim para qualquer aço, o fogo é um oxidante e a temperatura em si acaba com qualquer tratamento térmico… Read more »

Dedé ribeiro
Dedé ribeiro
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

E o aço usado no submarino russo da classe Tiphoon é qualquer coisa q os americanos nem imaginam que existe.

Felipe
Felipe
Reply to  Dedé ribeiro
1 ano atrás

Até porque é Titânio rsrs

Sturmgewehrstgde
Sturmgewehrstgde
Reply to  Dedé ribeiro
1 ano atrás

Conta agora uma piada de papagaio.

Putin o terrível
Putin o terrível
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Putin o terrível
Putin o terrível
Reply to  Putin o terrível
1 ano atrás

🖕🖕🖕🖕

Alexandre
Alexandre
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Os Ieminitas que o diga.

IvanF
IvanF
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

O aço que é feito o Abrams deve ser de excelente qualidade, mas dizer que os russos não conseguem nem sonhar, forçou demais aí heim! Não sei o quanto dá pra atualizar em termos da blindagem do M1, mas teoricamente é um aço já com 40 anos nas costas, e a metalurgia não ficou parada no tempo. Devem inclusive existir aços melhores hoje em dia. Além do mais, o segredo da blindagem dele não é (só) o aço, tem muito mais coisa ali. O mais notório é o DU porque… bem, porque é radioativo, e coisas radioativas sempre chamam atenção,… Read more »

Márcio Teodoro da Silva
Márcio Teodoro da Silva
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Aço alienígena? rs….é vulnerável como qualquer outro carro de combate.

Victor F
Victor F
Reply to  Thiago
1 ano atrás

Claro que tem, porque voce acha que eles usam urânio na blindagem? urânio é muito mais denso que os materiais normais usados em blindagem composta. e isso aumenta e muito a resistência deles. não acho que seja 3x mais mas existe uma razão pela qual os EUA não coloca blindagem reativa na torre dos Abrams e os Russos colocam ala até onde o sol não bate.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Thiago
1 ano atrás

Não necessariamente

ROGELIO GONÇALVES LIGOSKI
ROGELIO GONÇALVES LIGOSKI
Reply to  Thiago
1 ano atrás

As munições russas atravessam mais de 1 metro de blindagem , isso a do T-90. Porque o canhão do ARMATA atravessa de 2 metros de blindagem, o T-90 é mais rápido ágil e menor alvo com cadência de tiro maior por ser automátizado , a opção russa é mais relevando porque ambos sendo atingidos serão destruído, isso é certo , mais o T-90 da 3 tiros para cada um dado pelo ABRANS , e mais leve e não atola fácil, é mais econômico e simples de manter , já o T-14 ARMATA e imbatível porque ter proteção ativa que detona… Read more »

DanielJr
DanielJr
Reply to  ROGELIO GONÇALVES LIGOSKI
1 ano atrás

Quase todo mundo que tem grana já está instalando sistema de proteção ativa em seus blindados, tanto sistema israelense quanto sistema alemão (são os que eu conheço do “ocidente”). A própria SAAB já lançou saias de camuflagem eletrônica, térmica, visual etc que também estão sendo adodatas por várias forças mundo afora, tanto para blindados, quanto para esconder artilharia, depósitos… O Armata ainda é imbatível pq ele não está em combate, não existe veículo imbatível. Ele vai começar a ser abatido assim resolverem os problemas e colocarem ele em campo. Outra, super trunfo acaba quando o motorista dá a partida do… Read more »

Kommander
Kommander
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

“O M1A2 faz tudo mais rápido do que um T-90, pesando quase o dobro”

Parei de ler aí.

Victor F
Victor F
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Mas o Abrams é mais rapido que um T-90M

O T-90M chega até 37 milhas por hora oque da +- 60km/h já o Abrams chega a 42 milhas por hora que da +- 68km/h (devido ao limitador de velocidade para que não danifique a suspensão)

A diferença é bem pequena mas existe, o Abrams é mais rápido

Kommander
Kommander
Reply to  Victor F
1 ano atrás

Victor, boa kkkkkkkk

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Então vou repetir: O M1A2 faz tudo mais rápido do que um T-90, pesando quase o dobro

O Abrams trava, engaja e reengaja em um alvo, mais rápido do que um T-90. Isso é de conhecimento público e notório desde as suas primeiras versões dos anos 80, quando o T-90 nem existia. A versão M1A3 melhora ainda mais esse atributo.
O Abrams usa turbina, o T-90 usa motorização tradicional. Não dá nem pra começar a brincar de Super Trunfo

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Basta assistir os vídeos e fotos dos vários que foram destruídos no Iraque.
Tradição americana de tanques-isqueiro.

Henrique A
Henrique A
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Na marcha à ré com certeza. Nenhum CC russo passa dos 10km/h na marcha à ré.

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Lembrando que os tanks a caminho da Ucrânia são da versão M1A1

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Inclusive pegar fogo.
Os vídeos de Abrams se incendiando inteira e rapidamente são comuns na internet.
E muitos foram destruídos por RPG.

RPiletti
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

A relação T-qq coisa VS Abrams deve ser algo como 50×1

Henrique A
Henrique A
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

Vídeo por vídeo os T-72/80/90 tem mais vídeo na web pegando fogo/explodindo que do Abrams.

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Henrique A
1 ano atrás

O único e primordial problema é que os Abrams estavam lutando contra guerrilheiros maltrapilhos.
Não era para peder nenhum tanque.
Perderam tanques até para o ISIS.

deadeye
deadeye
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

Exagero. Vídeo antigo de um M1A1 Iraquiano (versão de exportação) sendo atingido diversas vezes por RPG. E nenhuma penetrou. Boa parte das perdas do Abrams foram por IEDs ou ATGMs. Raramento por RPGs.

https://youtu.be/XVuLY6Zz5Tg

IvanF
IvanF
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Agora que os americanos têm um T-90 pra brincar vão poder confirmar, ou não, essas suas afirmações. Acho curioso o T-90, mesmo consideravelmente menor, ter um canhão de maior calibre. Mais cedo ou mais tarde a OTAN deve partir pros 130mm com torre automatizada, vai deixar as coisas mais interessante, heim! Motorização híbrida também promete, tirar esse diacho de turbina! Sei que a turbina tem suas vantagens, mas esse consumo é de matar… suspensão mais moderna também não vai matar ninguém. Tudo isso da pra ver o quanto dá pra avançar do M1. É um MBT interessante, sim, mas já… Read more »

R.P.
R.P.
Reply to  IvanF
1 ano atrás

Já existe o LECLERC com canhão de 140mm. Não há blindagem atual que resista…

IvanF
IvanF
Reply to  R.P.
1 ano atrás

140mm talvez seja um exagero kkkkkkk

Um calibre maior de fato significa mais capacidade de destruição, mas também têm os contras: munição ocupa mais espaço, canhão maior (não só o diâmetro, mas como um todo), o que pede uma torre maior, recuo maior, munição mais pesada que talvez exija um sistema de carregamento automático (o que nem é ruim, na verdade).

Acho que os 130mm vão ser a tendência, que é onde a Rheinmetall tá trabalhando, tanto que o Panther é equipado com ele já.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Tudo menos o disparo do canhão que por não ser automático e 3 vezes mais lento.

Régis
Régis
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Pelo menos a tripulação do tanque não vai parar em órbita.

Victor F
Victor F
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Fonte: tirei da bun%$

Pra ser aprovado durante treinamento um Loader de um Abrams tem que recarregar o tank em menos de 7 segundos vs 10 segundos em media do carregador automático

o loader automático Soviético/Russo não tem vantagem de velocidade. apenas de diminuir o tamanho do MBT porque reduz o numero de tripulantes

Loader Soviético/Russo
https://www.youtube.com/watch?v=XIgwLNaO_r4

comment image?width=480&format=mp4&v=enabled&s=4e6b6aa0414a08b8e17b3afb8b4b9bac65763d60

No começo desse vídeo da pra ver o loader tirando o projétil do armazenamento e colocando ele no canhão para o disparo
+- 6/7 segundos pra ele fazer todo o processo
https://www.youtube.com/watch?v=pUCTG9eE_Ck

Magaren
Magaren
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Fora o som de motor de maquina de lavar para disparar.

Por isso não tem tripulação, som muito alto.

ROGELIO GONÇALVES LIGOSKI
ROGELIO GONÇALVES LIGOSKI
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

EDITADO

2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas, nem o site ou seus editores;
6 – Mantenha-se o máximo possível no tema da matéria, para o assunto não se desviar para temas totalmente desconectados do foco da discussão;

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Alexandre
Alexandre
Reply to  M4l4v|t4
1 ano atrás

Explique por gentileza. Blindagem 3 vezes mais eficientes? Fonte e dados comparativos por favor.

Victor F
Victor F
1 ano atrás

Acredito que oque os americanos mais consideram sensível nesse blindado é a sua blindagem de Urânio empobrecido.

O M1A2 já tem uma blindagem de urânio mais moderna que a primeira versão surgida no M1A1HA.

Os computadores internos são sensíveis também, mas são mais difíceis de reproduzir se a Rússia não tiver acesso aos mesmos componentes.

FlavioHMCO
FlavioHMCO
Reply to  Victor F
1 ano atrás

Victor Todos os M1 exportados tem a blindagem de DU retirada…normalmente ou o pessoal esquece ou se faz de desentendido…

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Victor F
1 ano atrás

Victor

Estou ainda tentando entender como os americanos retirariam as camadas de uranio empobrecido da blindagem, precisa praticamente refazer o C.C completamente?…acho que só vão retirar os eletrônicos e só

Victor F
Victor F
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
1 ano atrás

tem que abrir o casco e a torre. não deve ser um processo fácil se não for um blindado zero de fabrica, mas eles fazem isso para todos que são vendidos para o exterior

DanielJr
DanielJr
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
1 ano atrás

EU ACHO que devem ser placas fixadas de alguma forma por dentro ou algo assim. Se o veículo for atingido mas não destruído, a blindagem metálica é reformada com maçarico,solda etc. Para esses materiais eu não imagino como “cortar e colar” a parte danificada, a não ser que sejam placas em forma de módulos intercambiáveis. Já li em algumas revistas que a parte interna (última camada) dessa blindagem é feita de uma liga de cobre e plásticos (materiais sintéticos) que são muito deformáveis, que possuem o objetivo de segurar os estilhaços que adentram o veículo no impacto e pipocam por… Read more »

gordo
gordo
1 ano atrás

Nossa, quanto comprometimento com a causa ucraniana, até parece que a tecnologia embarcada desse MBT não vale uma vitoria frente aos Russos. A uns dois dias atrás li na Newsweek um artigo bem perturbador falando que a Rússia só sai do território ucraniano com tropas da OTAN. Segundo eles a Ucrânia vai perder mais do que já perdeu e já passou da hora de sentarem a mesa com os Russos. Sem aviação e em terra lutando com equipamentos (doados em quantidades insuficientes) de umas três origens diferentes vai ser osso a tal ofensiva.
Tá aí o artigo.
https://www.newsweek.com/after-bakhmut-draining-battle-leaves-ukraine-battered-russia-rising-opinion-1795453

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  gordo
1 ano atrás

Se levar em consideração que a Ucrânia esta fazendo o que faz com tanques, T72 e T64, receber o Abrams, mesmo que com estas tecnologias sensíveis removidas, se trata de um grande upgrade para as tropas ucranianas.

Werner
Werner
Reply to  Jhenison Fernandez
1 ano atrás

Mas a Ucrânia faz,pq os russos não fazem e esse é o grande mistério;não fazem pq não querem ou pq não podem.
É estranha a forma como os russos lutam deixam os ucranianos livres,fora que é uma guerra de trincheiras,não dá para entender qual a estratégia ou finalidade dessa guerra pelis russos,pq a impressão que dá é que foram demonstrar incapacidade e fraqueza militar.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Werner
1 ano atrás

Os russos perderam o bonde no início, acharam que era só dar uma fechada em algumas estradas, ataque aeromovel pra filmar na TV, cercar KIEV 10 dias e pronto, o máximo que perderiam seriam meia dúzia de GRAD e T-72 que estavam dando tétano no estoque. Como não tinham quantidade de tropas e munições pra varrer KIEV do mapa como fizeram com GROSNY no ano de 2000 (por aí), ficaram de lenga lenga até que tomaram no toba, e a coisa desandou como está hoje. o que deveria ter sido feito na visão russa era: cortar a energia elétrica, água… Read more »

LUIZ
LUIZ
Reply to  gordo
1 ano atrás

Esse enorme e super pesado tanque será um alvo fácil na terra plana e úmida no leste da Ucrânia. A Rússia de hoje não aquela dos primeiros meses de guerra.

Felipe
Felipe
Reply to  LUIZ
1 ano atrás

Quero ver se os tratorzinhos Ucranianos vão conseguir rebocar essa jamanta do Abrams quando atolar nas Rasputitza. Mais fácil tacar fogo e largar lá.

Maurício.
Maurício.
Reply to  gordo
1 ano atrás

“A uns dois dias atrás li na Newsweek um artigo bem perturbador falando que a Rússia só sai do território ucraniano com tropas da OTAN.”

A Rússia só sai da Ucrânia se a OTAN se meter com suas tropas? Se for isso, podem esquecer, a OTAN nunca vai enviar suas tropas para expulsarem os russos, e isso é um fato, simples assim.

Vitor
Vitor
Reply to  gordo
1 ano atrás

Enquanto os Nutellas pró OTAN ficam discutindo blindagem de urânio, tecnologia embarcada piriri.. pororo os Lancet 3 vai fazendo a farra …os caras não esquecem da fuga em Cabul ,afegãos pendurado no trem de pouso do cargueiro americanos dando no pé…é questão do tempo a história se repete.

Slowz
Slowz
1 ano atrás

Não sei pra que esse medo afinal esse tanque é 10x melhor do qualquer outro tanque russo alem de ser impenetrável e inquebrável ..

Pode confiar !

Zorann
Zorann
Reply to  Slowz
1 ano atrás

Esqueceu do principal: Ele é inafundável também

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Slowz
1 ano atrás

Não entendemos como o péssimo Exercito russo vai conseguir capturar mais um suprassumo da indústria americana.
Ao que parece, será mais uma arma de boutique.
Cheio de qualidades no catálogo, mas quando chega a hora de usar no campo de batalha……

DanielJr
DanielJr
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

Uma mochila gordinha, cheia de US$ garantem um abrams desse tinindo, com tanque cheio e óleo trocado. A tripulação não pode mais voltar para sua base, mas é tentador.

observador
observador
1 ano atrás

Tanque grande de lavar roupas, vamos ver se tem sabão em pó para fazer funcionar essa jabiraca.

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  observador
1 ano atrás

E com dois andares de altura, os ‘Jacarés’ vai fazer tiro ao alvo.

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

Vão….

ORIVALDO
ORIVALDO
1 ano atrás

É o suficiente para enfrentar T 55 e cossacos

Satyricon
Satyricon
Reply to  ORIVALDO
1 ano atrás

A esmagadora maioria dos mbt usados pelos russos hj na Ucrânia são de T-72, alguns modernizados, outros não. Para enfrentar os últimos junto com T-55/60, bastaria M-60 TTS. Não precisaria nem de M1A1 (quiçá M1A2).
Lembrado que a última vez que a Ucrânia teve blindados em abundância, tomaram Kahrkiv (magnífico avanço para a retaguarda russo)

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Tudo o que vai para a Ucrânia é de uma maneira ou outra capado, desde o M777 até o Himars.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Ao contrário também, todo material que a Rússia/ União Soviética exportava (exporta) para seus clientes sempre são versões de desempenho reduzido. Nas brigas com Israel, os árabes sempre pegaram equipamento assim, tanto é que sempre tinha aquela dúvida, e se fosse material feito para os russos mesmo, e se fosse com pilotos russos etc. Agora estamos vendo.

a grande maioria desses equipamentos de exportação possuem o sufixo E no final dos seus códigos de identificação, os mísseis que vão no s300, s400, veículos etc.

Maurício.
Maurício.
Reply to  DanielJr
1 ano atrás

Todos fazem, ou tu acha que todos os F-35 serão iguais? Israel já sabendo disso, quis colocar seus próprios sistemas em seus F-35, um F-35 de uma Noruega ou de uma Dinamarca não é exatamente o mesmo F-35 dos EUA.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Eu sei que fazem, por isso disse que “ao contrário também”, todo mundo faz isso.

Heinz
Heinz
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Isso é verdade, infelizmente eles não operam sistemas no estado da arte, se fosse assim, seriam muito mais mortais. Agora imagine a Ucrânia com o Atacms, os russos teriam um dor de cabeça gigantesca

Maurício.
Maurício.
Reply to  Heinz
1 ano atrás

Mas provavelmente os EUA diriam para os ucrânianos não atacarem o território russo, como acontece atualmente, é tipo, eu quero te ajudar, só tu não chuta as partes baixas do teu inimigo, isso não pode!

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
1 ano atrás

Lembrei do M-777 que disseram que tirariam alguns componentes, mas mudaria o destino da guerra.
São destruídos aos montes.
Os americanos estão brincando com a vida dos ucranianos.
Confirma-se a máxima: A OTAN vai lutar até o último ucraniano.

RPiletti
Reply to  Geraldo Lessa
1 ano atrás

O destino da Ucrânia era ser uma extensão da Rússia, até agora não é, sendo assim parece que os M-777, Javelins e afins mudaram o destino da operação especial.
P/ te lembrar antes que descontem 30% do teu salário, não existe guerra na Ucrânia, é só um passeio no parque…

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
1 ano atrás

O canhão do M1a2 não é o mesmo do T-90, o primeiro usa um canhão de 120mm e o segundo um de 125mm, incompatíveis.

FERNANDO
FERNANDO
1 ano atrás

Olha, fico surpreso. Dizem que os Estados Unidos está falindo. Mas, ele seguem comprando itens militares em escala inimaginável. US$ 7,2 bilhões em mísseis e mais coisas ainda. Eu acredito que é tarde para a China, logo a economia do mundo irá mudar, até por necessidade, e este conceito de ricos, emergentes e pobres não será mais utilizado. Nos anos 80 era ponto que o Japão se tornaria a maior economia do mundo ultrapassando a do tio san, bem, meu tio discordou a época e citou várias argumentações. Bem passou o tempo e o Japão,……………………………. Recentemente, não faz muito tempo,… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  FERNANDO
1 ano atrás

“Olha, fico surpreso. Dizem que os Estados Unidos está falindo.”

Sempre tem um pessoal com esse papo de falindo, eu acompanho a trilogia desde 2008, e desde aquele tempo, eu leio que a Rússia estava falida, que a Rússia era coisa do passado… Bem, para um país falido, invadir e tomar território alheio como a Criméia em 2014, e agora na Ucrânia, sustentando uma guerra faz mais de um ano, contra um país que está sendo ajudado por dezenas de países, olhando por esse ângulo, até que a Rússia não estava tão falida assim como alguns afirmavam.

Ricardo Oliveira
Ricardo Oliveira
1 ano atrás

Existe alguma munição antipessoal para o Abrams? Pq quase sempre carros de combate são usado para suporte a infantaria nessa guerra e que eu saiba não existe munição HE para ele

Bardini
Reply to  Ricardo Oliveira
1 ano atrás

M1028

Ricardo Oliveira
Ricardo Oliveira
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Eu li sobre essa munição ela tem alcance de 500 metros e parece um tiro de calibre 12 deve ser bem útil em cidades mas no campos abertos da Ucrânia contra trincheiras e fortificações de concreto pode não ser o ideal

Bardini
Reply to  Ricardo Oliveira
1 ano atrás

Penso que quando se avança com uma força blindada por regiões de interior, você está sujeito a operar dentro de localidades. Para o combate em pequenas localidades, onde o que prevalece são paredes de casas, esta munição deve ser um terror. . Para cenários de trincheira, hoje, o ideal seria o emprego de blindados (IFVs) com capacidade de operar munição ABM 30×173 mm. O motivo é simples: você pode programar as explossões da munição sobre uma trincheira. . https://www.youtube.com/watch?v=2FgmXhukQx4 . Encarar concreto e fortificações, realizando o apoio ao infantaria, é uma motivação para a existência do novo blindado americano, chamado… Read more »

Victor F
Victor F
1 ano atrás

Do jeito que o pessoal comenta aqui, faz parecer que o Abrams e outros MBTs ocidentais são do tamanho de um caminhão se comparado aos Russos. Porem a realidade é um pouco diferente. geralmente os MBTs ocidentais são mais compridos, só que o perfil frontal dos tanks não tem uma diferença tão grande. Abrams e T-72 Ural. a diferença é visível, porem também é visível que esse T-72 está “pelado” T-80U da Coreia do Sul (pra quem não sabe a Russia enviou esses blindados para a Coreia como forma de pagar uma divida) e o Abrams. da pra ver que… Read more »

Zé Luiz
Zé Luiz
1 ano atrás

M1 Abrahams sem a sua tecnologia de ponta, não passa de um Leopard A1 bombado.

Marco Aurélio
Marco Aurélio
1 ano atrás

Estou cansado de ouvir falar dos avanços da tropa ucraniana e que a Rússia está perdendo a guerra!
Pelo jeito nem precisa mais de tanques americanos, pois a Ucrânia já deve estar às portas de Moscou!

Ferreira Junior
Ferreira Junior
1 ano atrás

Pelo visto vão enviar uma versão sem a mira atualizada, sem blindagem reativa de urânio empobrecido e com canhão de 120mm. Na verdade um tanque semelhante ao Leopard 1A2.

George
George
Reply to  Ferreira Junior
1 ano atrás

Mas o canhão do Leopard 1 é de 105mm. E a blindagem é de tecnologia mais antiga. E os sensores também.

DanielJr
DanielJr
Reply to  Ferreira Junior
1 ano atrás

A blindagem básica do Abrams é melhor que os Leo 1, além do canhão e outros componentes. são tanques de gerações (épocas) diferentes.

Luiz
Luiz
1 ano atrás

Kkkk me divirto mais lendo os comentários do que a matéria. Fato: o Abrams ainda não entrou em engajamento real com um MBT adversário do mesmo nível (se é que existe um). Fato 2: estou cansado de ver clipes, vídeos e filmes de torres de blindados soviéticos literalmente indo para o espaço. Fato 3: alguém realmente acha que se os USA considerasse a mínima hipótese que seu MTB estivesse em desvantagem já não estaria desenvolvendo um Abrams 3.0? Fato 4: na minha humilde e insignificante opinião, a era dos MTBs está chegando ao fim, são caríssimos de construir e manter,… Read more »

Alexandre
Alexandre
Reply to  Luiz
1 ano atrás

Abrams ejetando torre já foi visto no Iraque e no Iêmem fato. Abrams anulado por rpg 7 no Iraque fato. Até o momento os USA Não apresentou nada alem de Abrams .

Inimigo público
Inimigo público
Reply to  Luiz
1 ano atrás

Abrams X desmente seu fato 3.

sub urbano
sub urbano
1 ano atrás

É grande por ter um tripulante a mais só pra recarregar o canhão. A automação do T-90 está a anos luz do Abrams, com sua torre de recarga automática.

Heinz
Heinz
1 ano atrás

Eu já esperava por isso.

Israel
Israel
1 ano atrás

100,000 baixas russas e nenhuma ucraniana?

José Luiz
José Luiz
1 ano atrás

Todos esses carros novos são muito resistentes. Merkava, Challenger. Etc. A questão é que as ogivas HEAT estão bem diferentes com novos explosivos e ataque de topo. Um Abrams ou qualquer outro carro não foram projetados para a detonação de uma poderosa carga HEAT há uma certa distância do teto e das escotilha da torre. Pode não explodir como um T72, mas a tripulação fica toda queimada e mutilada pelo jato quente se espalhando dentro de um espaço confinado. Assim contra um Javelin tanto faz ser um Abrams ou um Leopard 1, única chance é não ser atingido. Digamos que… Read more »

Alan
Alan
1 ano atrás

Tiram tecnologia sensível dos tanques que serão enviados para a Ucrânia com a desculpa de que pode cair em mãos russas, mas não pensam duas vezes em abandonar um arsenal nas mãos de rebeldes Afegãos. Desculpa esfarrapa para não enviar o que tem de melhor contra o amigo Putin.

Márcio Teodoro da Silva
Márcio Teodoro da Silva
1 ano atrás

Nao tem o que os russos não saibam sobre o ele. E vulnerável como qualquer outro carro de combate. Matérias sempre tendenciosas …

Last edited 1 ano atrás by Márcio Teodoro da Silva
Brazil
Brazil
1 ano atrás

Discussão de botequim. Breve veremos o que acontecerá. Abrahams só enfrentou chineludo até agora, Desta vez será a Rússia diretamente.

Nestor bouhoris Neto
Nestor bouhoris Neto
1 ano atrás

Hummmm csp construir pontes que suportem tal peso ,pois elas não existem naquele território

Magaren
Magaren
1 ano atrás

Se mandar junto Bradley vai ser um replay da guerra do Iraque onde foram jantados com facilidades as tralhas russas.

Arthur
Arthur
1 ano atrás

É bom que façam isso mesmo. Mesmo porque vai dar tempo: a contraofensiva ucraniana foi novamente adiada e agora está programada para do próximo Dia das Mães, de 2030!!! kkkkkkkkkkkk!

Vladmir Russo
Vladmir Russo
1 ano atrás

hauhauha se os Russos pegarem vão morrer de rir