Prolongar a guerra é um erro, e não uma estratégia

99

Comumente nos deparamos com frases do tipo “a estratégia do país x é promover uma guerra longa”. Esta é uma afirmação que vai de encontro a tudo o que se pensa sobre estratégias militares e não há nada de novo nisso. Há 2.500 anos atrás o general, estrategista e pensador militar chinês Sun Tzu já discorria sobre isso. No segundo capítulo da sua obra “A Arte da Guerra” Sun Tzu, escreveu:

“Se expuseres o exército a uma campanha prolongada, os recursos do Estado serão insuficientes.”

(…)

“Em campanhas militares, pois, já ouvi sobre velocidade ineficaz, mas nunca percebi vantagem alguma em campanhas longas. País algum jamais se beneficiou de guerras prolongadas. Aqueles que não compreendem profundamente os perigos inerentes ao empego do exército são incapazes de conhecer verdadeiramente as vantagens potenciais das ações militares.”

(…)

“Assim, a vitória compensa o exército; a guerra prolongada não compensa. Portanto, um general que compreende a guerra é o Senhor do Destino para o povo, governa a segurança ou o risco do Estado.”

A guerra prolongada não é apenas nociva ao Estado, como também pode levá-lo a ser derrotado pelas mãos de terceiros não envolvidos no conflito imediato. Numa guerra ofensiva a vitória deve ser obtida com o menor sacrifício possível de homens e materiais.

Subscribe
Notify of
guest

99 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Henrique A
Henrique A
9 meses atrás

Guerra consome muitos recursos materiais e humanos, além da intensa destruição; ninguém intencionalmente procura uma guerra longa, apenas a guerrilha, que não tem outra opção se não prolongar o conflito para desgastar a força inimiga mais poderosa.

Lucky
Lucky
Reply to  Henrique A
9 meses atrás

Os generais prometeram 2 semanas para Adolf Putin e entregaram anos. Um total fiasco…

M4l4v|t4
M4l4v|t4
9 meses atrás

Discordo. Mas antes deixa eu explicar sobre Sun Tzu. Antes de ler A Arte da Guerra já tinha lido vários livros do gênero, e tinha O Príncipe como A Bíblia. Porém, como A Arte da Guerra era muito hypada, estava ancioso por ler. Ainda mais por conta do hype que esse livro tem até no meio acadêmico. Minha opinião sobre A Arte da Guerra é essa: livro fraco, muito fraco. A Arte da Guerra chega ser infantil. O título é genial, mas o conteúdo é infantil. Acerta no óbvio. Comparar A Arte da Guerra com O Príncipe é como comparar… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

“uma guerra longa é uma excelente oportunidade de criar as condições para derrubar o regime russo e, quem sabe, dividir aquele país.” Discordo, os EUA ficaram 20 anos no Afeganistão e no fim trocaram o Talibã pelo próprio Talibã, e parte da população chegou a fazer festa, tem países que não mudam a sua essência, e não vai ser uma guerra que vai mudar isso, aliás, a Rússia mudou alguma coisa depois da segunda guerra? Muito pouco. A Rússia só está esse tempo todo na Ucrânia por pura e simples incompetência, a Rússia entrou nessa guerra sem um objetivo claro,… Read more »

Last edited 9 meses atrás by Maurício.
Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

Ora vejam só. Concordamos!

Maurício.
Maurício.
Reply to  Leandro Costa
9 meses atrás

Leandro, desde o início dessa guerra eu e você concordamos que a Rússia, no caso mais específico, o Putin errou em não ter um objetivo claro desde o início dessa guerra, provavelmente ainda não tem! Acho que é nesse ponto que você concorda comigo, de resto, ainda discordo de você em 99% das vezes…😂

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

O objetivo da Rússia é desabilitar o Exército ucraniano como força capaz de representar qualquer ameaça a ela.

Heinz
Heinz
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Não está conseguindo! Muito pelo contrário, só está fortalecendo o exército Ucraniano.

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Heinz
9 meses atrás

Se está mais forte, eu não sei.
Mas que está com menos 250.000 componentes, isto é certo.

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Repetir essa mentira não vai torná-la verdade Qings

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Então é só mandar soldados americanos para lá para vermos o que vai acontecer.
Mas é melhor se apressar, antes que os ucranianos acabem.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Mas os soldados americanos está lá na batalha, só não vê quem não quer..

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

O que estão acabando são os tanques e demais veículos blindados russos Qings, basta ver que no desfile do dia da vitória havia apenas um mísero T-34

https://twitter.com/hoje_no/status/1655852196636884994?s=46

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

É um objetivo falacioso. O Exército Ucraniano nunca foi uma ameaça à Rússia. Isso é apenas uma desculpa esfarrapada. Hoje em dia o Exército Ucraniano é bem mais poderoso e bem mais eficiente do que jamais foi no passado, mesmo depois de 2014 e ainda assim ele jamais vai conseguir ameaçar o território Russo, a existência da Rússia (à menos que a Guerra cause uma ruptura de dentro para fora), ou mesmo invadir alguma pequena localidade mais próxima da fronteira, porque no momento em que fizer isso, toda a ajuda externa acaba. Simples assim. Esse argumento continua falacioso. Aliás, ele… Read more »

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  Leandro Costa
9 meses atrás

‘O Exército Ucraniano nunca foi uma ameaça à Rússia. Isso é apenas uma desculpa.’
Atire primeiro e pergunte depois.

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Atire primeiro e leve muito chumbo depois né Qings

RSmith
RSmith
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Pois é objetivo no mínimo equivocado! ou “pra ingles ver”
objetivo mesmo era mudar o regime de “pro ocidente” para “Pro Russia”!

RSmith
RSmith
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Gladius, so por curiosidade, quais são os estados 51, 52, e 53?

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  RSmith
9 meses atrás

Junta esses três que não dá um.
De qualquer maneira, o maior, o mais cobiçado não terá.
Putin está pegando primeiro.

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Putin está pegando uma derrota fragorosa, isso sim Qings

Augusto
Augusto
Reply to  RSmith
9 meses atrás

hahahahahahaha

RSmith
RSmith
Reply to  RSmith
9 meses atrás

Alto lá Cara Pálida…. Israel e Taiwan entendo mais a Groelândia “ainda não” o Trump deu o seu lance, USD$ 50 bilhões não foi? mais o EUA ainda não “Fechou” o negocio com a Dinamarca….

Zoe
Zoe
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Olha, o objetivo eu não sei qual era.
Mas tenho certeza que deixar a OTAN mais forte não era um deles, e isto o Putin conseguiu!

RSmith
RSmith
Reply to  Zoe
9 meses atrás

…é… aquele famoso “tiro que saiu pela culatra”

André CB
André CB
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

Bom dia , creio que a Rússia ou o Putin tinha uma objetivo sim, tomar o aeroporto Antonov de assalto, avançar contra a sede o governo Ucraniano , alija-lo do poder e por um fim rápido na guerra, mas os Ucranianos esperavam o assalto e sua resposta rápida inviabilizou a concretização do seu objetivo!

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

Bom dia Maurício! Na verdade a Rússia entrou na guerra com um objetivo muito claro: Tomar Kiev, depor Zelensky e colocar um fantoche no lugar….

Entretanto o plano foi frustrado pelos seguintes motivos:

  • Subestimaram a resistência ucraniana, a capacidade de liderança de Zelensky e o apoio ocidental ;
  • A corrupção nas forças armadas russas minou a capacidade de combate destas
  • A corrupção na indústria bélica tem impedido a reposição das perdas.
Atirador 33
Atirador 33
Reply to  Hank Voight
9 meses atrás

Essas três colocações são os resumos mais perfeitos para explicar a atrapalhada russa nessa guerra. Escrevi no começo da invasão que o Rússia ganharia muito com a entrada da Ucrânia na UE, que deveriam apenas pressionar para não entrada na OTAN pela Ucrânia.
Penso que produtos russos se beneficiariam do mercado europeu via Ucrânia.
Infelizmente escolheram o caminho da destruição do país e das relações e laços existentes, além de sua própria economia.

Last edited 9 meses atrás by Atirador 33
José
José
Reply to  Hank Voight
9 meses atrás

Um dos melhores comentários nesse fórum. O sequelado russo não vai entender.

Nativo
Nativo
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

Só discordo no tocante a Rússia ter entrado nessa guerra sem objetivo definido,, pois matar Zelenski e ocupar a Ucrânia estão na cara.
O que lhe faltou foi a completa falta de planejamento, ao nível mais básico.
Foi só na vontade: “tenho muitos equipamentos e garotos”pronto! isso me basta.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Nativo
9 meses atrás

Conhecendo os métodos russos, não sei se o Putin realmente quer o Zelensky morto, quanto a ocupar o Ucrânia, querendo ou não, parte da Ucrânia está ocupada pela Rússia, isso não podemos negar, agora, se o Putin tivesse um plano com objetivos claros desde o início, acho que não sofreria tantas perdas de material e vidas humanas, mas concordo com você, que foram só na vontade, deveriam ter um plano, é dito que alguns soldados nem sabiam que iam entrar em guerra com a Ucrânia.

Heinz
Heinz
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

É claro que o Putin queria o Zelensky morto e tomar Kiev. Foram várias as tentativas de assassinar o presidente Ucraniano, tem até matéria no blog, que mais de 400 operadores de forças especiais receberam essa missão, sem contar os assaltos aerotransportados contra a capital e a parte ocidental da Ucrânia. Os fatos estão aí

Maurício.
Maurício.
Reply to  Heinz
9 meses atrás

“É claro que o Putin queria o Zelensky morto e tomar Kiev. Foram várias as tentativas de assassinar o presidente Ucraniano, tem até matéria no blog.”

Fonte da matéria: The Times of Israel.

Eu acredito tanto na Times quanto eu acredito na RT russa, eu não acredito em praticamente nada que saia da boca de um inglês ou de um americano nessa guerra.

antonio
antonio
Reply to  Nativo
9 meses atrás

14 contra 1, uma logica aceitável.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

Ok, como eu digo, cada um acredita na realidade paralela que quiser, se tu acredita nisso tudo, bom para você, mas eu prometo vou assistir na Netflix esse baita enredo, quando virar filme, mostrando a bravura dos SAS britânicos…rsrsrs.

RSmith
RSmith
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

..é vai da uma baita filme…

Augusto
Augusto
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

O 007 estava em Kiev para matar todos Spetnas. Por isso o Zelenski saiu dessa.

Augusto
Augusto
Reply to  Augusto
9 meses atrás

Não tem por que chorar, não tenho nenhum parente Spetnas morto pelo serviço secreto britânico para ter o que chorar, o que me resta e chorar de rir pelas bobagens que alguns colegas escrevem por aqui.

Last edited 9 meses atrás by Augusto
RSmith
RSmith
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

“uma guerra longa é uma excelente oportunidade de criar as condições para derrubar o regime russo e, quem sabe, dividir aquele país.” é cada um sonha com o que quer…. e tem gente que ainda dize que o ocidente nunca teve medo ou desejo de ver a RUSSIA reduzida a pequenas republiquetas…

RSmith
RSmith
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

melhor narrativa que li a respeito dessa guerra ate o momento!

IvanF
IvanF
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

“a Rússia entrou nessa guerra sem um objetivo claro”

O Objetivo era bem claro, tomar Kiev e por consequência o país, seja por anexação ou colocando uma marionete pró Rússia no poder.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Agora sim eu já vi de tudo aqui na trilogia, até gente que acha “A Arte da Guerra” um livro fraco tem.

“Acerta no óbvio”.

Sério que você usa um anacronismo desse para criticar um livro escrito em uma época em que o papel nem ainda havia sido inventado?

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Allan Lemos
9 meses atrás

Falou o leitor de Goethe, Dostoievsky e Tolstói.
O papel já tinha sido inventado.

A Arte da Guera é um livro fraco, muito fraco. Infantil.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

O livro não é infantil, o seu objetivo não é falar de manobras e organização militar, o livro dá mais ênfase a questões que, por exemplo, eram ignoradas pelos oficiais alemães na segunda guerra.

O melhor é vencer uma guerra sem começa-la.

(detalhe tenho os 2 livros que você cita, e já li ambos)

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Rapaz, você não percebeu que não observar o óbvio muitas vezes é a causa da ruína de pessoas, empresas e estados?

Por dizer e sistematizar o óbvio é que A Arte da Guerra é um clássico.

E você vai achar o mesmo do livro Strategy de Sir Basil Lidell Hart.

Esse também é um clássico cujo ponto central é óbvio.

E se você não acha que se lascou em alguma situação da vida por não fazer o que depois pareceu ser óbvio, é porque você é jovem e ainda não desenvolveu autocrítica.

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Agora vc descobriu o motivo da Rússia, que tem quase 150 milhões de habitantes e o segundo maior Exército do Mundo, ter menos de um terço do efetivo do inimigo nesse conflito.
Nestas condições, a Rússia tem condições de manter as operações ‘ad eternum’, simplesmente bombardeando o inimigo até que não sobre nada dele .
E olhe que estamos falando do segundo maior Exército da Europa .

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

Não tem, guerra não movimenta economia, só dá gasto para o tesouro da nação.

A principal lição do livro “A Arte da Guerra” é vencer uma guerra sem precisar começa-la, mas se entrar em uma guerra, encerre ela o mais rápido possível, pois o quanto mais durar, mais gastará do tesouro nacional até não sobrar nada, além de reduzir a moral da tropa, o que se traduz em menos confiança na vitória, o que aumenta a insatisfação, a insubordinação, as desserções e isso resulta em um exército derrotado, mesmo sem ter lutado.

RSmith
RSmith
Reply to  Geraldo Lessa
9 meses atrás

“cara pálida” essa situação é curiosa no mínimo!

WSilva
WSilva
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Quando Sun Tzu escreveu a Arte da Guerra os progenitores de Maquiavel ainda eram basicamente neandertais. rs

A Arte da Guerra foi primeiro traduzido do chinês para o francês no século XVII e depois do francês para inglês, alemão, português, espanhol etc, ou seja, se você não leu a versão chinesa ou chinesa clássica jamais terá noção da profundidade do livro, ou seja, você leu muita coisa que Sun Tzu jamais escreveu.

Por favor, considere isso também para livros supostamente ”sagrados”. rs

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Antes de ler eu já sabia quais foram as primeiras traduções, quais eram as melhores edições para português e, claro, já conhecia a história do livro e do autor. Autor alias que é um fantasma. Sun Tzu não existe, é um personagem. Independente de estarmos lidando com um tradução puritana ou rebuscada do livro, o livro é fraco. Muito fraco. Ele tem valor em si, pela importância cultural. Mas não tem o mesmo valor histórico de um O Príncipe, que foi escrito muito posteriormente mas que foi muito mais importante e influente. A Arte da Guerra não tem poder de… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

”Independente de estarmos lidando com um tradução puritana ou rebuscada do livro, o livro é fraco. Muito fraco. Ele tem valor em si, pela importância cultural.” Sua conclusão do livro é tão rasa e infantil que as razões só podem ser estas abaixo: 1 – Fraca é a tradução que você leu. 2 – Você não teve capacidade intelectual de entender os tópicos. 3 – Seu sentimento anti-China é tão mórbido que impede você dar os devidos créditos a este livro. ”Mas não tem o mesmo valor histórico de um O Príncipe, que foi escrito muito posteriormente mas que foi… Read more »

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  WSilva
9 meses atrás

A Arte da Guerra é um livro babaca. Já peguei várias traduções na mão. Compará-lo com O Príncipe, como falei, é como comparar literatura infantil com Tosltói.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Como você quer comparar um livro sobre liderança militar com outro sobre liderança política?

Ambos tratam de assuntos diferentes.

M4l4v|t4
M4l4v|t4
Reply to  Wilson Look
9 meses atrás

Bom argumento. Mas não só dá como devem ser comparados.
O Principe é um livro de Liderança Política? Sim. Mas sobretudo um livro de Conquista de poder sobre quem detém o poder militar. É a perseguição sobre a força, ou seja, é o golpe e a manutenção da forma mais difícil de território na mais difícil das épocas. É a implementação ou conquista de um Principado.

WSilva
WSilva
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

”A Arte da Guerra é um livro babaca. Já peguei várias traduções na mão.” Uma pessoa que leu várias versões da Arte da Guerra(especialmente a versão chinesa) jamais chegaria a conclusão de ”livro babaca” mesmo que essa pessoa conclua que o livro não mereça todo o hype em torno do mesmo(isso seria mais aceitável embora o hype seja justificado). Logo, sua conclusão é mais baseada em ignorância ou em ódio, raiva ou alguma coisa mal resolvida. rs ”Compará-lo com O Príncipe, como falei, é como comparar literatura infantil com Tosltói.” Mas quem comparou o livro com titulo da Disney com… Read more »

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Apenas uma observação sobre as traduções da Bíblia. As melhores utilizam os textos mais antigos disponíveis para fazer a sua tradução(existem fragmentos do Novo Testamento datados do 1º século).

WSilva
WSilva
Reply to  Wilson Look
9 meses atrás

Infelizmente temos 14 séculos de cópias e recopias. A complexidade é tão grande que mesmo se alguém encontresse amanhã numa caverna a versão ”original” dos manuscritos não seria possível determinar se realmente é a original ou apenas uma cópia mais próxima(em idade) da original. Ser mais antigo também não determina necessariamente mais autenticidade nesse caso, há um campo de estudo que me escapa agora que lida justamente com essa questão.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Isso é uma coisa que chama a atenção no caso da Bíblia em específico, praticamente todas as cópias antigas conhecidas e fragmentos antigos trazem praticamente o mesmo texto, é como se os copistas tivessem a intenção copiar os textos exatamente iguais ao que eles tinham. Um exemplo o livro de Isaias encontrado inteiro nos pergaminhos do mar morto(texto esse da era helenística), tinha o mesmo conteúdo presente nas Bíblias do século XX, as discrepâncias eram tão pequenas que não mudavam em nada a mensagem do livro, mesmo todos os séculos que separam as versões. No caso do Novo Testamento, os… Read more »

WSilva
WSilva
Reply to  Wilson Look
9 meses atrás

Biblia, como conhecemos hoje, não é um conceito muito antigo. Inicialmente eram apenas os livros de Mateus, Marcos, Lucas e João sendo que eles não escreveram esses livros. Vamos lembrar que eles, se é que existiram, não sabiam escrever grego clássico pois a maioria das pessoas naquela época não sabiam escrever, escrever grego era coisa das elites ou autoridades do governo e sabemos que aqueles próximos a Jesus fazia parte da camada baixa da sociedade. Outra coisa importante é que esses livros foram escritos 40, 50 anos depois da morte de Jesus, e seja lá quem escreveu esses textos em… Read more »

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  WSilva
9 meses atrás

Agora temos aqui, gênios que conseguem questionar Sun Tzu e Freud .
Onde vamos parar?
Kkkkkkkkk

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Depor o Putin TALVEZ, bem TALVEZ mesmo, aconteceria se a Russia fosse invadida e o território dele estivesse em sério perigo.

Mas é justamente pra evitar isso que os russos tem nukes.

Mas, por mais que a guerra esteja sendo desastrosa pros russos, suas fronteiras, sua infra-estrutura e sua população ( qual a porcentagem de militares russos mortos X a porcentagem da população ucraniana morta? ) está incólume.

Fernando
Fernando
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Kings é vc. Virou pro lado ocidental agora

FlavioHMCO
FlavioHMCO
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Uma guerra longo só é boa para um TERCEIRO até um certo ponto passado acaba o apoio a mesma….Perceba que isso é na perspectiva que quem está na ofensiva e não no caso da defensiva….

Ps.:Seria esse um tutorial de como compara um Blackbird com o 14Bis? Esquecer quem veio primeiro? A Bíblia junto com a Arte da guerra disputam o título de livro mais antigo em publicação…

Demolidor
Demolidor
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

A Ucrânia esta gastando muito dinheiro nesta guerra vai chegar uma hora que ela não vai ter dinheiro para comprar armamentos dos EUA e dúvido que os EUA vai mandar os armamentos de graça para a Ucrânia, a Rússia tem uma condição melhor porque ela fábrica muita coisa.
Quanto mais demorar pior é para Ucrânia, a Rússia consegue sustentar o conflito muito mais tempo que a Ucrânia.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Demolidor
9 meses atrás

Já ouviu falar no Plano Marshall? Com esse plano, os EUA conseguiram aliados fiéis na Europa (inclusive a antiamericana França).

Imagine se os yankees vão deixar passar essa oportunidade de ganhar todo o leste europeu.

E com os EUA / Europa por trás, a Ucrânia consegue sustentar o esforço de guerra muito mais que a combalida rússia.

Demolidor
Demolidor
Reply to  Monarquista
9 meses atrás

A situação é diferente, não acredito que os EUA ajudem a Ucrânia quando acabar o dinheiro da Ucrânia.

IvanF
IvanF
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

E parece que as pessoas aqui discordam de você. rsrssrsr Você parece estar considerando como decisivo a continuação da guerra pela Ucrânia, mas acho que essa premissa é russa, já que eles são os invasores. Mas mesmo nesse caso, não é um bom negócio pq o país tá sendo destruído, pessoas morrendo, etc. Prolongar a guerra não tem vantagem pra ninguém. Se a Rússia ganhar: gastou recursos desnecessários, se indispôs com quase todos os demais países, perdeu milhares de vidas e vai ter um país destruído e hostil como troféu, o que significa uma provável guerrilha sem fim. Se a… Read more »

Augusto
Augusto
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Aconselho você ler Da guerra Clausewitz e verás que realmente a Arte da Gurra de Sun Tzun e muito fraco. O Príncipe e meu livro de cabeceira, kkkk, todo estadista que pretende ser grande deve ler por obrigação esse livro. No caso de uma guerra prolongada, e extremamente nocivo para os países diretamente envolvidos como a Rússia a Ucrânia, pois ambas estão esgotando seus recursos humanos e materiais e quanto mais prolongarem o conflito, pior será para elas. Quanto ao ocidente (leia-se EUA) para eles pode ser benéfico prolongar essa guerra, pois não estão envolvidos diretamente no conflito e portanto… Read more »

Mengao
Mengao
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

rsrsrs
O livro A Arte da Guerra é considerado um Titã por diversos grandes líderes militares de diversos países em diferentes épocas . Ok, é sua opinião.rs

Geraldo Lessa
Geraldo Lessa
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Pois essa política de sanções precisa ser revista.
E com urgência!
Ontem foi anunciado que a Rússia voltou a integrar o grupo das 10 maiores economias do Mundo
E isso em moeda corrente, pois em PPP a situação é ainda melhor.
Sem contar que diminuiu seu endividamento para o menor nível dos últimos anos.

Lucas
Reply to  M4l4v|t4
9 meses atrás

Hmmm. Vc tem a cara de quem adora jogos de computador e super heróis.
Isso explicaria sua opinião.

Allan Lemos
Allan Lemos
9 meses atrás

Qualquer um que diga que um determinado país deseja uma guerra longa não deve ser levado a sério.

Kommander
Kommander
9 meses atrás

Pra falar a verdade, depois de ver a notícia que os russos estão esvaziando cidades próximas da usina nuclear, estou ficando com medo do rumo que essa guerra pode tomar com a contraofensiva ucraniana (se ela acontecer). Sabemos que os russos dificilmente saíram da Ucrânia e a mesma também não vai entregar territórios de bandeja ao Urso. O confronto perto dessa usina é muito perigoso e pode prejudicar o mundo todo. O prolongamento desse conflito faz mais mal a Ucrânia do que a Rússia, pois já ficou bem claro que sansões econômica não funciona e podem muito bem ser deixadas… Read more »

Marcelo
Marcelo
9 meses atrás

Saber como começar uma guerra é fácil. Saber quando e como ela vai terminar é que é difícil. A Rússia invadiu a Ucrânia sem nenhuma provocação. Uma atitude imperialista, que superestimou as capacidades ofensives das forças russas, substimou as capacidades defensivas das forças ucranianas e desdenhou da possibilidade de reação da OTAN frente à agressão contra a Ucrânia, imaginando que o Ocidente seria incapaz de fornecer meios militares modernos e rios de dinheiro para os ucranianos. Agora que a Rússia não conquistou nenhum objetivo estratégico importante, se é que um dia houve algum, que as forças russas estão sendo pulverizadas,… Read more »

Magaren
Magaren
Reply to  Marcelo
9 meses atrás

Palmas.

LucianoSR71
LucianoSR71
9 meses atrás

Tudo depende do que realmente quer dizer prolongar deliberadamente uma guerra. Quando se está em inferioridade, este pode ser o único recurso (a opção seria a simples capitulação), tentar se manter vivo esperando que as condições militares e/ou políticas mudem. O que fez a Inglaterra na 2ªGM? Os EUA perderam a Guerra do Vietnã somente p/ os vietcongues apoiados pelos soviéticos ou já estavam derrotados no front interno da opinião pública americana? Quanto mais os comunistas resistiam e faziam sangrar os soldados americanos numa guerra de desgaste, prolongando o conflito, mais perto estavam da vitória.

Nuno Taboca
Nuno Taboca
9 meses atrás

Toda a história da humanidade, guerras longas não são interessantes pra ninguém, só para uns foristas putinzetes, que em sua lógica meio torta, acreditam que faz parte da estratégia russa, prolongar a guerra. Rsrs

FlavioHMCO
FlavioHMCO
Reply to  Nuno Taboca
9 meses atrás

Esqueceram dezembro de 1917…

Underground
Underground
9 meses atrás

Que a guerra termine, então!
Russos, vão para casa.

sub urbano
sub urbano
9 meses atrás

Por volta de 300 anos antes de Cristo tinha um cara chamado Anibal que jurou destruir Roma. Ele invadiu a peninsula italica com um exercito de africanos, ibéricos e 32 elefantes de uma raça já extinta, o Elefante Sírio, um fossil vivo que remanescente Era do Gelo. Enfim, esse cara Anibal, ganhava de todo mundo, destruiu nada menos que 2 exércitos romanos (Roma era os estados unidos da época) e 2 consules romanos morreram nessas batalhas (o consul era o marechal de campo na hierarquia militar romana). Anibal já estava nas portas de Roma, a cidade que dava nome a… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  sub urbano
9 meses atrás

“os EUA só se dão bem quando convidam eles para um baile no inferno e a russia convidou !”

É sério que a Rússia convidou os EUA para um baile no inferno? Acho que os EUA se atrasaram ou se perderam pelo caminho, porque até agora, eu não vi eles no baile, se tu tiver umas imagens das tropas americanas dançando, por favor, poste os links…🤭😂

Maurício.
Maurício.
Reply to  Maurício.
9 meses atrás

OTAN/EUA ajudam com dinheiro e armas, e só! Onde estão as tropas super, ultra, mega, blaster da OTAN/EUA? Os EUA não chegaram no baile, devem estar perdidos pelo caminho…🤭

Werner
Werner
9 meses atrás

Mas toda guerra dura enquanto os objetivos não forem alcançados , um dos lados captular ou ser aniquilado foi assim na 1 GM,2GM,Vietnã,Afeganistão,Coreia,Irã Iraque,Afeganistão(talibã).
No caso dos russos ,no início fui induzido a a achar que era uma estratégia para desgastar a economia dos patrocinadores dos ucranianos ,mas hoje penso que tá faltando muita coisa,desde estratégia até competência.

LucianoSR71
LucianoSR71
9 meses atrás

Caros editores, mais uma vez tenho comentário retido, da última me responderam que não constava, então tentei novamente e apareceu. Agora apareceu novamente a mensagem ‘Awaiting for approval’ depois de umas 2 horas tentei de novo e identifica como comentário repetido.

Gouveia
Gouveia
9 meses atrás

Objetivo russo é garantir a Criméia – um porto no Mar Negro – e o Donbass estabelecendo uma zona tampão. O erro russo começou com o estacionamento de tropas muito prolongado na Bielorrússia antes da operação – as tropas deveriam entrar em colunas / sempre em movimento / fazendo pinças / blitzkrieg. Outro erro foi não ter atacado em profundidade – nas primeiras 72 horas todos os batalhões de apoio e logísticos ucranianos não deveriam mais existir e toda infraestrutura deveria ter sido danificada (refinarias / siderurgias / usinas eletricas / ferrovias / estradas…). As Spetnaz deveriam ter tomado de… Read more »

FlavioHMCO
FlavioHMCO
9 meses atrás

Lendo o final percebesse que fala de uma guerra Ofensiva que nesse caso seria por lado da Rússia e não da Ucrânia… Essa é uma guerra por recursos estratégicos já que o Ti da Ucrânia era vendido para empresas russas processar uma Ucrânia na UE muito provavelmente passaria ou a ir direto para países mais industrializado ou industriais se instalaria ali fazer a Rússia perde mercado uma Ás….fora outros recursos no leste da Ucrânia como petróleo e gás que poderia ser extraído lá e usar a infraestrutura que os próprios russos construíram para da outra cartada na Rússia…. PS.: Do… Read more »

Demolidor
Demolidor
9 meses atrás

A Ucrânia já gastou uma fortuna nessa guerra, mesmo que ela recupere os territórios ela vai estar falida, os armamentos não estão sendo de graça para a Ucrânia.
O único país que está ganhando com a guerra é o tio Sam como sempre.

C G
C G
Reply to  Demolidor
9 meses atrás

Vc sabe que a Europa tbm saiu arrasada da segunda guerra né?

RSmith
RSmith
9 meses atrás

Creio que o autor é uma pessoa muito estudiosa mais acho que o mesmo não entendeu que para o ocidente “Prolongar a guerra” DELES… é uma boa estratégia pois enfraquece a RUSSIA as custas da UKRANIA com o ocidente contribuindo apenas com material….

RSmith
RSmith
Reply to  RSmith
9 meses atrás

… Tipo na década de 60 a USSR e outros estados socialista ajudaram com material os VIETNAMITAS na sua PROLONGADA guerra contra os EUA e os EUA deu o troco contra a USSR na guerra do AFGANISTAO na década de 80.

Werner
Werner
Reply to  RSmith
9 meses atrás

Mas segundo dizem,o colapso econômico da URSS foi a ajuda exacerbada e prolongada ao Vietnã.

Ednilson Mira dos Santos
Ednilson Mira dos Santos
9 meses atrás

São dezenas de nações ricas contra uma nação bem armada, mas pobre. A Rússia já perdeu essa guerra. Todo dia ela perde mais um pouco. A Ucrânia não tem mais o que perder. Tem de recuperar parte do seu território ou os perderá para Putin.

Marco Aurélio
Marco Aurélio
9 meses atrás

A guerra prolongada só está agradando aos EUA que estão vendendo armas pouco efetivas e sem muitas qualidades!
Jamais enviarão seus caças F-15 ou qq outro, pq a Rússia fará questão de derruba-los e usar como troféu de sua inutilidade, fazendo os preços deles desabarem!
Até a Otan com seus “consultores” de armas estão lucrando!

Fernando Mattos
Reply to  Marco Aurélio
9 meses atrás

Não exatamente no tópico, mas alguém confirmaria esta notícia?

https://tecnodefesa.com.br/ucrania-solicita-compra-de-ate-450-guarani-ambulancia/

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Marco Aurélio
9 meses atrás

O F-15 tem um cartel de 104-0 a seu favor, a imensa maioria das vítimas russas.

Quem é inútil mesmo?

João
João
Reply to  Hank Voight
9 meses atrás

Eram F-15 novos, com pilotos treinados pela CIA e os caças russos eram modelos antigos pilotados por homens sem o código fonte….

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  João
9 meses atrás

Vou nem comentar mais essa desculpa esfarrapada de tão absurda que é

ORIVALDO
ORIVALDO
9 meses atrás

A informação que recebemos AGORA é MUITO BOA. Assustadora, mas é boa. Ainda precisamos verificar os detalhes, mas o resumo é esse: Putin não quis ocupar a Ucrânia em 2 Dias. Ele planejou tudo para a Otan entrar na Guerra, mas vai deixá-los enftaquecido. Para provar, precisou deixar o inimigo agir.

Carlos
Carlos
9 meses atrás

Quem se deveria preocupar, seria a Rússia, porque só aceita conversações de paz se ficar com os territórios “ocupados” mas está a ficar sem recursos, vai aos museus recolher os T-54/55 e está a tornar-se na Belarus da China de quem está demasiado dependentes.

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
9 meses atrás

É uma verdade que vale para ambos.