O assessor especial da Presidência, Celso Amorim (foto), visitou Kiev nesta quarta, 10, e reuniu-se com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

Em poucas palavras para o jornal O Globo, Amorim deixou claro que o Brasil não está apto a ser um mediador no conflito: “Será necessário que os dois lados cheguem à conclusão de que o custo da guerra é maior do que o custo de certas concessões“.

A fala de Amorim apresenta dois erros, os quais Lula também já tinha cometido.

O primeiro é insinuar que a Ucrânia, de alguma maneira, arca com os custos da guerra por vontade própria. Engano. A Ucrânia não quer a guerra e faria todo o possível para não ter de passar por isso. Os ucranianos só insistem em lutar porque não reagir significaria a destruição do país, ou sua transformação em uma colônia de Vladimir Putin. Da mesma forma, em diversas de suas falas, Lula já disse que Zelensky quis a guerra e que o conflito segue porque os ucranianos não querem acabar com ela.

O segundo erro de Amorim é afirmar que os ucranianos talvez tenham de fazer concessões. Ora, para os ucranianos e seus apoiadores, agora é uma questão de honra reconquistar todo o território, até mesmo a última praia da península da Crimeia. Com Lula não foi diferente. Ao responder a uma pergunta de jornalista, o presidente brasileiro disse que não sabia com quem ficaria a Crimeia, que é um território ucraniano.

Com essa simples frase desastrosa, Amorim acabou com a expectativa de que ele, estando próximo do teatro da guerra, teria uma visão mais serena do conflito. Não há por que acreditar que Amorim teria uma concepção diferente da de Lula, até porque o presidente forma sua visão de política externa a partir dos conselhos de seu assessor especial. Essa foi uma viagem perdida.

FONTE: Crusoé

Subscribe
Notify of
guest

60 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
11 meses atrás

 Amorim deixou claro que o Brasil não está apto a ser um mediador no conflito:O Brasil é grande como país mas como jogador é irrelevante nessas questões.Passa para outro.

Slowz
Slowz
Reply to  Renato de Mello Machado
11 meses atrás

Se depender de patriotas como você que torce contra, não vai mesmo ..

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Slowz
11 meses atrás

Um governo q é “chegado”, para não dizer mais, de ditaduras como as de Cuba e da Venezuela…. Um governo que, no passado, defendeu o direito do Irã ter programa nuclear pacífico (rsrsrs)…
Você quer que esse governo seja levado a sério onde ? Ai acha q o colega está “torcendo contra”… Ainda questiona o patriotismo do mesmo… rsrsrs

Augusto
Augusto
Reply to  Slowz
11 meses atrás

Não, a Otan teria que entrar na guerra para defender a integridade territorial da Ucrânia. Isso seria um cenário que ninguém gostaria de ver, quer dizer, só uns malucos como Biden, e Medvedev iriam querer isso.
Esse Stoltenberg como bom vassalo só fala o que mandam ele falar.

Last edited 11 meses atrás by Augusto
Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Slowz
11 meses atrás

O problema no seu raciocínio Qings é que a fuga das galinhas já começou em Bakhmut…..

https://hojenomundomilitar.com.br/tropas-de-putin-fugindo-de-bakhmut-diz-ucrania-kremlin-admite-campanha-muito-dificil/

Mictanos
Reply to  Slowz
11 meses atrás

Não, A Russia não consegue tomar a Ucrania e por consequência não consegue entrar para a OTAN

Alexandre
Alexandre
Reply to  Renato de Mello Machado
11 meses atrás

A Ucrânia passou oito anos massacrando os ucranianos do Donbass. Promovendo e praticando o extermínio físico e cultural da maioria de etnia russa em toda região. A Ucrânia se negou por mais de oito anos a implementar os acordos de Mink I e II promovido e assinado pela própria Ucrânia, pela Alemanha, pela França e pela Rússia, sendo os três últimos não como partes do conflito mas como garantidores. Sendo que os acordos estabeleciam objetivamente e categoricamente a manutenção e garantia da integridade territorial da Ucrânia. Dias antes do início do conflito a Ucrânia aumentou exponencialmente os ataques de artilharia… Read more »

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  Alexandre
11 meses atrás

Sim.E também a gente não tem nada com isso.E temos muitos problemas nosso para resolver.

Bueno
Bueno
Reply to  Renato de Mello Machado
11 meses atrás

se não temos nada com isso, O que Foi fazer na Ucrania o Amorim ?
Cobrar a Grana do progrma  Cyclone Space kkk , só pode

Bueno
Bueno
Reply to  Bueno
11 meses atrás

Muitas satisfação terão que dar com esta política externa de araque.

“Brasil abriria mão da Amazônia para terminar uma guerra?”, questiona assessor de Zelensky

Gilson Elano
Gilson Elano
Reply to  Bueno
11 meses atrás

Essa frase, me.lembra outra frase, de um certo filme brasileiro: na cara não!

Augusto
Augusto
Reply to  Bueno
11 meses atrás

Não isso e para tentar concertar o desastre diplomático que o atual presidente em suas falas desastrosas em sua visita pela Europa.

O cara acha que a impressa de lá e igual a daqui, que engole qualquer merda que ele fala.

Bueno
Bueno
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Acho a imprensa “aberata” de lá é a mesma coisa, (depende de quem paga a conta) , a questão que a impressa de lá está alinhada aos interesses de lá UE /OTAN, a daqui não sei qual é o interesse que estão defendendo.  A imprensa ocidental sempre demonizou a Rússia, um projeto de longo prazo, (não estou aferindo juízo de valor nas ações da invasão Russas, ação igual a de outros países, como Israel, EUA, França , Inglaterra que também invadiram para defender seus interesses ). O mesmo tipo de narrativa é feito pela impressa em relação a “proteção” da Amazônia , o… Read more »

Last edited 11 meses atrás by Bueno
Bueno
Bueno
Reply to  Bueno
11 meses atrás

*Aberta.

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Bueno
11 meses atrás

‘Importante ressaltar que Putin convidou nosso Presidente para ma visita a Moscu.”

Levando em conta que o status atual do anão do Kremlin na política internacional é o mesmo de um hanseniano (basta ver que foi “desconvidado” a comparecer na África do Sul durante a reunião dos BRICS), esse convite tem o mesmo valor que um folheto de testemunha de jeová deixado na caixa de correio Qings

Alexandre
Alexandre
Reply to  Renato de Mello Machado
11 meses atrás

O Brasil nunca se colocou como mediador isolado. A ida do assessor especial Celso Amorim é uma iniciativa que visa demonstrar a outros atores que é possível sondar e estabelecer um diálogo. Uma iniciativa que esta em consonância com a China por exemplo que recentemente enviou um representante a Ucrânia tendo por finalidade também sondar a disposição ucraniana para um diálogo sobre a paz.

Augusto
Augusto
Reply to  Alexandre
11 meses atrás

O Brasil não possui relevância nenhuma e nem capacidade para resolver seus próprios problemas e imagine para tentar resolver um situação tão complexa quanto o conflito no leste da Europa. Não temos que nos enfiar em um vespeiro desses. Tudo isso para que o atual presidente possa posar de grande mediador da paz. Pena que o que ele conseguiu foi justamente o contrario, com suas desastrosas foi motivo de chacota durante sua viagem pela Europa.

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Não possui relevância nenhuma?
Basta um singelo olhar para o mapa múndi e concluir que isso não se sustenta…

Francisco
Francisco
Reply to  Comte. Nogueira
11 meses atrás

Caro Comte. Nogueira a realidade infelizmente é essa mesma que o amigo Augusto descreveu, é triste ter que admitir mas a única relevância/destaque que possuímos atualmente como nação se resume a nossa extensão territorial e as riquezas em nosso solo, de resto por conta de nossos representantes políticos e suas retóricas não passamos de piada vide (resolver o conflito tomando uma no boteco da esquina).

Sagaz
Sagaz
Reply to  Alexandre
11 meses atrás

O diálogo do atual governo é baseado em parceria$ internacionais que a execução seja, por exemplo, com a Odebrecht.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  Renato de Mello Machado
11 meses atrás

 Lógico que não .

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Renato de Mello Machado
11 meses atrás

Engraçado que o porta-voz do Putinstão discorda de você Qings

https://twitter.com/hoje_no/status/1656403383333408773?s=20

Hank Voight
Hank Voight
11 meses atrás

A revista Crusoé tem um viés de extrema direita mas salvo alguns pontos é preciso admitir que o artigo está correto em sua ideia principal ou seja, o Brasil não está apto a mediar a paz no conflito da Ucrânia.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Hank Voight
11 meses atrás

O Brasil esta apto a fazer o que esta fazendo: iniciar um movimento em que outros países que não sejam Partes efetivas do conflito possam juntar esforços para que o ponto de partida para a solução diplomática seja a paz. Sinalizar que países que não são partes envolvidas podem e devem colocar em pauta ao mundo o fim do conflito partindo da premissa da paz e não da existência obrigatória de um derrotado é algo que deve ser visto como uma grande contribuição.

Hank Voight
Hank Voight
11 meses atrás

Ademais Amorim assim como Lula ignora que a política do apaziguamento não é eficaz com tiranos e autocratas como Hitler e Putin pois estes enxergam aí um estímulo para continuar avançando.

Last edited 11 meses atrás by Hank Voight
Alexandre
Alexandre
Reply to  Hank Voight
11 meses atrás

Até onde a história recente demontra a grande força que se expandiu foi a OTAN que avançou até as fronteiras russas . Até onde se possa constatar a anexação da Criméia praticamente foi imposta aos russos pois a Ucrânia já era um proxi da OTAN.

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Alexandre
11 meses atrás

Essa, junto com a tal “desnazificação” é uma justificativa falsa russa que há muito já caiu por terra! Ademais quantos países do Leste Europeu a OTAN invadiu para que ingressassem na aliança?

Thunder
Thunder
11 meses atrás

Para os ucranianos, nenhum território deve ser cedido e a soberania deve ser respeitada. A muito que o Putin quer fazer da Ucrânia um estado vassalo e é inacreditável em aceitar os discursos do presidente da república do Brasil. O Putin não quer a paz, o que interessa a ele é apenas a vitória, custe o que custar, mesmo sabendo das perdas de seus soldados. 

Last edited 11 meses atrás by Thunder
Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Thunder
11 meses atrás

Exatamente! E em busca de uma vitória cada vez mais improvável o anão do Kremlin vai destruindo seu exército

Last edited 11 meses atrás by Hank Voight
Zorann
Zorann
Reply to  Thunder
11 meses atrás

Os ucranianos devem procurar a paz o quanto antes.

Ceder territórios, se for necessário, para poder manter sua independência. Desistir de uma vez por todas de ser membro da OTAN e UE.

Antes de que seu país seja inteiramente destruído, ou pior….. deixe de existir.

Last edited 11 meses atrás by Zorann
Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  Zorann
11 meses atrás

A Ucrânia está virando um lugar de teste de armas.Um aquecimento antes da terceira guerra mundial.

Mictanos
Reply to  Zorann
11 meses atrás

Só se o superman entar na briga, porque do jeito que tão, os huskies não tomam nem Bakhmut

Carlos
Carlos
11 meses atrás

Apenas discordo que Amorim forma a visão de Lula, na verdade não passa de um vassalo sem opinião própria que é incapaz de dizer qualquer coisa que seu mestre não aprove.
Com esse presidente que se tornou uma metralhadora de bobagens, sobre essa guerra, deficientes, mulheres etc está ficando cada vez mais difícil para vassalos como ele saberem o que falar para agradar seu mestre.

Richard Stallman
Richard Stallman
11 meses atrás

O Brasil é um zero à esquerda. Percebi isso navegando em sites estrangeiros por muitos anos, ninguém fala do Brasil, ninguém se importa, só se importa quando é pra falar de mato.

Vitor
Vitor
11 meses atrás

Crusoé ?? Revista de fofocas e mentirinhas os caras não sabem nem o corre ocorre em Brasília… e vem falar de guerra … daqui a pouco os caras vão pedir a opinião do Tiririca.

Hank Voight
Hank Voight
Reply to  Vitor
11 meses atrás

Você não poderia estar mais correto quanto à qualidade da revista mas aqui lamentavelmente eles estão certos.

Last edited 11 meses atrás by Hank Voight
Vitor
Vitor
Reply to  Hank Voight
11 meses atrás

Fonte é tudo ! Os interesses são escusos para quem lê !

Augusto
Augusto
11 meses atrás

Nada de novo vindo deste desgoverno. O ex-detento e sua equipe megalomaníaca são uma metralhadora de proferir asneiras.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Incrivel como por falta de argumentos surgem apenas ofensas. Explique porquê desgoverno. Prove que o presidente juridicamente deva ser considerado ex-detento e porque equipe megalomaníaca. Tente contribuir com o debate.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Alexandre
11 meses atrás

Porque o caso dele foi anulado voltando para a 1ª instância em Brasília, de onde deveria ter começado seu julgamento. Lule não é inocente. Só é um ex-detento que teve sua pena anulada por erro de foro e que será julgado outra vez no lugar certo.
Megalomaníaca porque graças a Celso Amorim as forças armadas “caíram” na conversa de Brasil potência bélica. Tanto que foi ele quem deu o “furo” da escolha do Rafale para a força aérea, sendo devidamente corrigido por Saito quando disse que a FAB não tinha escolhido, ainda, o seu caça.

Last edited 11 meses atrás by Emmanuel
Augusto
Augusto
Reply to  Alexandre
11 meses atrás

Não há ofensa alguma, somente fato: ele passou 580 dias na cadeia.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Alexandre
11 meses atrás

Ué, se ele foi preso, é para chamá-lo de que? É só pesquisar a etimologia da palavra.

Desgoverno porque até agora não conseguiu aprovar abolsolutamente nada no Congresso. Nāo tem base. Nāo governa.

Megalomaníaca porque achou que alguém leva o Brasil a sério para mediar alguma coisa, vide acordo com o Irã. Vive sonhando com cadeira permanente no CS, algo que nāo vai se concretizar jamais.

Allan Lemos
Allan Lemos
11 meses atrás

Mas tinha gente que jurava de pé junto que a diplomacia do governo anterior era amadora e “muito ideológica”.

Particularmente não defendo que o Brasil tome partido, mas esse tipo de declaração que culpa a vítima e notadamente atenta contra os fatos só faz arranhar a imagem do país.

Enfim, o “anão diplomático” ataca novamente.

Heinz
Heinz
11 meses atrás

A política externa do atual governo é escandalosa, pra não dizer vexatória. Aonde nós vamos parar, gzuissss

Augusto
Augusto
Reply to  Heinz
11 meses atrás

Se fosse só na politica externa estava bom. Esse atual governo está sendo um desastre.

Zorann
Zorann
11 meses atrás

O pessoal está pegando no pé deste governo, mas vale lembrar que o anterior também estava do lado da Rússia, tanto quanto este.

Direita e esquerda apoiam a Rússia.

Heinz
Heinz
Reply to  Zorann
11 meses atrás

O anterior não estava do lado da Rùssia, neste quesito ele ficou até neutro, apenas foi a Rússia negociar a continuidade do fornecimento de mantimentos agrícolas para nosso setor mais forte da economia.
Já o atual, disse que a culpa da guerra é da Ucrânia, puxando a sardinha, claramente para o lado Russo.
Ele é um total desastre.

Augusto
Augusto
Reply to  Zorann
11 meses atrás

Não distorça os fatos, o ultimo governo foi até a Rússia para defender os interesses do Brasil com relação aos fertilizantes. Imagina o que aconteceria se esses fertilizantes não tivessem chegado até o Brasil. Mas apesar disso se manteve neutro e não tomou partido de ninguém, coisa que o atual presidente deveria ter continuado fazendo.

Augusto
Augusto
11 meses atrás

Ai eu pergunto o que o Brasil tem que se envolver nisso? Parece que o ministro está querendo tentar concertar o tour desastroso do seu chefe na Europa.

Novo mandato, velhos costumes.

pangloss
pangloss
11 meses atrás

Celso Amorim dando vexame. Alguma surpresa?

Augusto
Augusto
Reply to  pangloss
11 meses atrás

O pior e que tem alguns que acham ele o suprassumo da politica externa.

Leandro Costa
Leandro Costa
11 meses atrás

O pior MRE ataca novamente.

Carlos
Carlos
11 meses atrás

Artigo no mínimo infantil. Só vi opiniões apaixonadas. Apesar das falas erradas de ambos, ambos também tem razão. Seria muita ingenuidade pensar que a Rússia sairia da Criméia.

Zé bombinha
Zé bombinha
11 meses atrás

Nessa guera não existe um país isento. Não se pronunciam. O país mais próximo de fazer uma mediação é a Turquia. Ainda que entreguem armas à Ucrânia e fazem parte da Otan, tem ligações fortes de diplomacia com a Rússia, ainda que estás sejam bem “obscuras”. Outro país apto a mediar algo é a Índia… Porém para esse muito pouco interessa esse “balaio de gato”.

Eddy
Eddy
11 meses atrás

DEsgoverno….estamos perdidos

Wellington Góes
Wellington Góes
11 meses atrás

O pessoal do Crusoé e Antagonista, no quesito geopolítica, são o mais do mesmo, ignorantes bitolados sobre o tema, mas querem dar pitaco…

Comte. Nogueira
Comte. Nogueira
11 meses atrás

Sem querer insinuar alguma simpatia por qualquer ideologia, essa turma, no passado, já sequestrou um embaixador americano…
Serão sempre tratados com alguma desconfiança.

J.Neto
J.Neto
11 meses atrás

A piada pronta…de onde menos se espera é que não vem nada mesmo…

Antunes 1980
Antunes 1980
11 meses atrás

O Brasil não deve dar pitaco em questões envolvendo disputas fora da América do Sul.

Somos no máximo, uma “potência” regional.

Desqualificada militarmente, para querer interferir em contendas envolvendo países com poderio nuclear.

O Brasil quando se mete vira piada!!

Last edited 11 meses atrás by Antunes 1980
Zarapa91
Zarapa91
10 meses atrás

Governo ucraniano massacrou Donbass,
Provocou um país muito mais forte, com insinuações de entrar para OTAN. Acreditou que o resto do mundo entraria em guerra para defender a Ucrânia. Agora, pagam o preço.